Você está na página 1de 20

CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES

TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

AULA DEMONSTRATIVA

1. INTRODUÇÃO ............................................................................................................ 1
2. OBJETIVOS DO CURSO ............................................................................................ 2
3. APRESENTAÇÃO DA PROFESSORA ..................................................................... 2
4. PÚBLICO-ALVO E PROGRAMA DO CURSO ........................................................ 3
5. METODOLOGIA DO CURSO ................................................................................... 5
6. AULA DEMONSTRATIVA........................................................................................ 6
6.1. OBJETIVOS DA AULA ....................................................................................... 6
6.2. MODELO OSI....................................................................................................... 7
6.3.1. QUESTÕES COMENTADAS ..................................................................... 15
6.3. LEITURA COMPLEMENTAR E REFERÊNCIAS........................................... 18
6.4. AUTOAVALIAÇÃO .......................................................................................... 19
6.5. LISTAGEM DE QUESTÕES DA AULA .......................................................... 19

1. INTRODUÇÃO

Olá meus caros concurseiros e concurseiras,

É com grande satisfação que apresento a vocês este CURSO REGULAR DE REDES
DE COMPUTADORES para concursos. Ele foi pensado com todo o carinho e cuidado
necessário para garantir que você esteja bem preparado no dia do seu concurso! Como
você verá mais adiante, o programa deste curso foi pensado de forma bastante
abrangente, baseado nos principais concursos de TI que vêm acontecendo e que ainda
devem acontecer. Então, mesmo que o edital do concurso que você almeja ainda não
tenha saído, este curso deverá cobrir um grande percentual do assunto de redes que irá
constar nele.

Nesta aula demonstrativa, irei me apresentar e apresentar o programa e a


metodologia utilizada no curso. Para você perceber melhor a metodologia do curso,
você terá agora uma pequena aula sobre o modelo OSI, no mesmo formato das aulas
que se seguirão.

www.pontodosconcursos.com.br

1/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

2. OBJETIVOS DO CURSO

Este curso tem como objetivo sua capacitação na área de REDES DE


COMPUTADORES, visando sua obtenção de bons resultados em provas de concursos.
Em outras palavras, o objetivo é fazer com que você maximize sua quantidade de
acertos nas provas em relação ao tema do curso.

3. APRESENTAÇÃO DA PROFESSORA

Vamos começar inicialmente pela minha apresentação. Meu nome é Débora Aranha,
tenho 35 anos e sou formada em Ciência da Computação pela Universidade Federal de
Pernambuco – UFPE. Minha experiência de ensino vem desde quando tinha apenas 16
anos de idade, antes mesmo de entrar na academia, quando eu comecei a ministrar aulas
em cursos de informática. Segui desenvolvendo esta atividade também ao longo do meu
tempo na Universidade, em paralelo com outras atividades de pesquisa com apoio do
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPQ. No ano de
1997, publiquei pela editora Campus um dos primeiros livros sobre Internet escritos em
português, o qual se tornou naquela época um best-seller na categoria.

Também tenho experiência em concursos públicos. Já concorri, por exemplo, em dois


concursos públicos com vagas para programadora e para analista de sistemas. Um deles
foi para a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, onde obtive a primeira
colocação em ambos os cargos. O outro certame foi realizado para o SERPRO, no qual
também fiquei bem colocada. Já em outro concurso que fiz para o SEFAZ/BA, fiquei
em sexto lugar nas provas objetivas, mas acabei perdendo posições na prova discursiva
por não ter tido tempo de estudar a legislação específica. Vai aqui minha primeira dica,
estudem mais os conhecimentos específicos (informática, geralmente com maior peso e
maior número de questões), sem porém esquecer de estudar a parte de conhecimentos
gerais, principalmente quando esses assuntos podem cair em provas discursivas! Isso
demonstra a importância dos cursos do Ponto dos Concursos, que já trazem os
principais assuntos que caem nas provas, apresentados de forma a propiciar uma leitura
rápida e fácil pelo aluno.

www.pontodosconcursos.com.br

2/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
Em paralelo com a experiência do serviço público, fui empreendedora e consultora de
uma série de empresas e organizações Atualmente, desenvolvo também um trabalho
social à frente de uma organização internacional com sede no Brasil, o Instituto
Winrock Internacional, ajudando jovens a buscar um futuro melhor.

Sempre acreditei nesse futuro melhor para todos e na capacidade de cada ser humano se
superar permanentemente e realizar os seus sonhos. Por isso, meu convite para você
será: transforme seus sonhos em metas, acredite, empenhe-se e estaremos juntos para
apoiá-lo a chegar lá!

4. PÚBLICO-ALVO E PROGRAMA DO CURSO

Vamos agora ao que mais deve lhe interessar: todos os detalhes deste curso, como
público alvo, programa, metodologia e cronograma de aulas. Começando pelo público
alvo, este curso tem o objetivo de preparar profissionais como você, da área de TI ou de
áreas afins, para ser aprovado nos melhores concursos da área de tecnologia da
informação. Isto não quer dizer que o curso seja útil apenas para os concursos top de
linha da área, nem que não seja adequado para concursos de nível técnico. O que
acontece, na verdade, é que esses concursos mais disputados estão abrangendo
praticamente toda a área de TI. Preparando-se para eles, você estará se preparando para
praticamente todo concurso na área de TI ! Aqui cabe apenas a ressalva de que novos
editais costumam trazer novidades, mas com certeza você estará preparado para a maior
parte do programa. Isso é muito importante, principalmente porque as provas costumam
ser realizadas pouco tempo depois do lançamento dos editais (no máximo 3 meses
depois).

Para que isso não seja apenas uma teoria, o programa deste curso foi montado a
partir da análise dos editais anteriores dos principais concursos de TI, em especial, os do
Banco Central, Polícia Federal, TCU, Senado Federal, MPOG, ABIN, SUSEP, TREs,
TRTs, entre outros. Como o resultado dessa análise é boa parte do assunto da graduação
em cursos de TI, adicionando-se elementos que muitas vezes só são vistos em
especialização, essa análise gerou várias propostas de cursos de TI. O material que você

www.pontodosconcursos.com.br

3/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
lê agora é referente ao curso de REDES DE COMPUTADORES, cuja programação de
assuntos a serem abordados é apresentada na Tabela 1.

Na Tabela 1 estão listadas a numeração das aulas do curso e seus respectivos


assuntos. Apesar de não contemplar 100% do assunto de redes que aparecem nos editais
analisados, na prática, apenas assuntos mais específicos de certos editais não estão
inclusos aqui.

Em verdade, este curso é o primeiro de uma série de cursos regulares que


estarei propondo no ponto dos concursos brevemente. Os demais cursos irão tratar de
Governança de TI, Engenharia de Software, Banco de Dados, Segurança da Informação,
Sistemas Operacionais e Arquitetura e Organização de Computadores. Espero que nos
encontremos nesses outros cursos também!

Aula Temas Abordados

0 Modelo OSI.
(demonstrativa)

1 Arquitetura e protocolos da família TCP/IP.


Redes LAN, MAN, WAN, PAN, RAN, etc. Topologias de redes.
Núcleo da rede. Comutação de circuitos e de pacotes. Datagramas e
Circuitos Virtuais.

2 Camada de aplicação: protocolos HTTP, FTP, DNS, correio


eletrônico (SMTP, POP3, IMAP).

3 Camada de transporte: protocolos TCP (go-back-n/janela deslizante,


repetição seletiva), UDP.

4 Camada de rede: protocolos IP, IPSec e NAT. VPN. Roteadores e


fragmentação de pacotes. Algoritmos de roteamento.
Gerenciamento de redes TCP/IP: arquitetura, MIB, SNMP.

5 Camada de enlace (parte 1): tipos de enlace, padrão I 802,


tecnologias de redes de alta velocidade, protocolos Token Ring,
DQDB, FDDI, Ethernet, MAC, ARP, RARP, divisão de canal (FDM,

www.pontodosconcursos.com.br

4/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

TDM, CDMA), acesso aleatório (CSMA/CD, CSMA/CA, ALOHA).

6 Camada de enlace (parte 2): ATM e IP sobre ATM, Frame Relay,


MPLS, PPP, 100 VG-Any LAN. Técnicas de detecção de erros de
bits (distância, verificação de paridade, paridade bidirecional, soma
de verificação, CRC). Switch. Switch de camada 3.

7 Meio físico: Hub e repetidor. Cabeamento estruturado. Meios de


transmissão, padrões de cabos e conectores, etc.
Tecnologias de acesso à Internet banda larga: tecnologias xDLS,
entre outras.

8 Redes sem fio. Família I 802. WEP, WPA, WPA2, Bluetooth,


UWB, ZigBee, WiMax.

As aulas serão disponibilizadas nas quartas-feiras. Dessa forma, este curso será
ministrado em aproximadamente 2 meses. Lembrando que pode ser necessário realizar
ajustes durante o decorrer do curso, tanto em termos de assunto coberto, como na
divisão do assunto por aulas, sequência e datas das aulas.

5. METODOLOGIA DO CURSO

Estudar para um concurso não é a mesma coisa que estudar para provas de graduação.
Não basta apenas conhecer o assunto, mas é preciso conhecer como o assunto é
cobrado, ou seja, é preciso resolver questões de provas visando não só avaliar seu
conhecimento, mas compreender como o assunto é cobrado nas provas de concurso. Isto
facilitará e muito o seu estudo, bem como irá contribuir para seu bom desempenho no
dia do concurso.

Sendo assim, este curso tem a seguinte metodologia. Primeiro, sempre que
possível e apropriado, você terá o primeiro contato com o assunto a ser ministrado
através de questões preferencialmente recentes e extraídas de provas criadas pelas
principais instituições organizadores de concursos (CESPE, ESAF, FCC, FGV, etc.). A

www.pontodosconcursos.com.br

5/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
ideia é você não só se avaliar antes de entrar no assunto, mas se motivar um pouco mais
para estudá-lo, entender como o assunto está sendo cobrado, etc.

Após essas questões iniciais, você terá contato com o conteúdo teórico. Tentarei
abordar cada assunto de forma objetiva, resumida, mas suficiente para criar uma boa
base para fazer as provas. Quando possível e apropriado, farei referência para livros,
sites e outros tipos de materiais externos que você pode utilizar para um entendimento
mais aprofundado. Lembre-se, nem sempre será possível detalhar bem cada assunto
abordado neste curso, os temas são muito extensos e nosso tempo aqui é finito, não dá e
nem é a intenção aqui capturar todos os detalhes encontrados na literatura!

À medida que os assuntos vão sendo introduzidos, questões de concursos serão


apresentadas para você fixar o conhecimento aprendido. Para cada questão, mostrarei a
resposta correta e farei comentários acerca dela. Por fim, sempre que possível colocarei
no final de cada aula a indicação de leituras complementares para reforçar seus
conhecimentos sobre o assunto apresentado. Também serão listadas ao final do arquivo
as questões resolvidas durante a aula, bem como o gabarito das mesmas, para o caso de
você querer resolvê-las todas de uma vez, seja antes ou depois de ler o conteúdo da aula.

6. AULA DEMONSTRATIVA

Muito bem, agora chegou o momento de demonstrar na prática a metodologia deste


curso. Pra isso, usaremos como tema o modelo OSI. Escolhi esse assunto por ele ser
relativamente mais simples, já que o objetivo maior da aula demonstrativa é fazer com
que você perceba bem a metodologia que estou propondo. As próximas aulas do curso
conterão mais assuntos e seguirão a estrutura apresentada a seguir, adicionando-se
apenas no início um sumário e uma seção introdutória, do mesmo modo como feito no
início deste documento.

6.1. OBJETIVOS DA AULA

Após a leitura desta aula demonstrativa, você entenderá e saberá descrever os conceitos
relacionados ao modelo OSI.

www.pontodosconcursos.com.br

6/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

6.2. MODELO OSI

Na computação e em várias outras áreas, existem diversas situações nas quais a


complexidade de determinados sistemas são subdivididas em camadas, visando
simplificar seu entendimento, construção e manutenção. Esse é o caso dos sistemas em
rede como a Internet, o qual possui dois modelos de arquitetura em camadas muito
conhecidos: o modelo OSI e o modelo TCP/IP. O primeiro modelo, mais acadêmico, é o
tema desta aula. Já o segundo modelo é o mais industrial e mais relevante na prática,
sendo detalhado na próxima aula.

Bom, antes de entrar no assunto modelo OSI, vamos começar vendo algumas
questões de concurso sobre esse tema. Tente resolver com seu conhecimento atual as
seguintes questões:

[CESPE - 2010 - MPU - Analista de Informática - Perito]


Q1. O modelo OSI pode ser divido em três grupos específicos de camadas:
apresentação, transporte e física. ( ) Certo ( ) Errado

[CESPE - 2008 - STJ - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]


Q2. A camada de enlace de dados do modelo OSI tem por finalidade estabelecer um
canal de dados livre de erros. ( ) Certo ( ) Errado

A primeira questão está errada, enquanto a segunda encontra-se correta. Será que
você acertou? Bom, as respostas para essas e outras questões serão dadas no decorrer
dessa aula. Primeiro, vamos começar falando da abreviação OSI, que vem de Open
Systems Interconnection. Pela sigla percebemos que é um modelo que trata da
interconexão de sistemas abertos, ou seja, sistemas que estão abertos à comunicação
com outros sistemas. Esse modelo é chamado mais formalmente de Modelo de
Referência ISO OSI, mas vamos chamá-lo aqui simplesmente de modelo OSI.

www.pontodosconcursos.com.br

7/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
O modelo OSI tem 7 camadas (ver Figura 1), onde cada camada representa
uma abstração do processo de comunicação, executando uma função bem definida.
Estas camadas são vistas na Figura 1. A figura inclui mostra do lado esquerdo as
camadas acima e as abaixo da camada de transporte podem ser agrupadas, organizando
assim as camadas em três grupos, de nomes aplicação, transporte e rede (aqui está
o motivo da primeira questão de concurso mostrada estar errada!). Já o lado direito da
figura apresenta a camada de atuação dos elementos de redes mais citados nos
concursos – roteadores, switches, pontes, hubs e repetidores, os quais serão vistos em
detalhes nas próximas aulas.

Figura 1. Camadas do modelo OSI.


[Fonte: http://wwwestp1926.blogspot.com/2009/11/o-modelo-osi.html, acessado em fevereiro de 2011,
com adaptações]

Segundo Tanenbaum, os princípios abaixo foram aplicados para se chegar às


sete camadas do modelo OSI (você não precisa decorar esses princípios, pois eles são

www.pontodosconcursos.com.br

8/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
bem intuitivos, então basta ler para ter segurança para responder questões de concurso
sobre isso):
• Uma camada deve ser criada onde houver necessidade de outro grau de
abstração.
• Cada camada deve executar uma função bem definida.
• A função de cada camada deve ser escolhida tendo em vista a definição de
protocolos padronizados internacionalmente.
• Os limites de camadas devem ser escolhidos para minimizar o fluxo de
informações pelas interfaces.
• O número de camadas deve ser grande o bastante para que funções distintas não
precisem ser desnecessariamente colocadas na mesma camada, e pequeno o
suficiente para que a arquitetura não se torne difícil de controlar.

O processo de comunicação em redes de computadores acontece conforme


mostrado na Figura 2. Na comunicação de A para B e de B para A, cada camada é
responsável por determinadas serviços (funções) de comunicação e faz uso dos serviços
providos pelas camadas abaixo dela. Em cada camada, existem protocolos de
comunicação definidos para fazer a comunicação (os principais protocolos cobrados em
concursos serão detalhados a partir da próxima aula).

www.pontodosconcursos.com.br

9/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

Figura 2. Comunicação no modelo OSI.


[Fonte: http://www.marceloeiras.com.br/cisco/osi/index.html, acessado em fevereiro de 2011]

Para ficar mais fácil de entender esse processo de comunicação no modelo OSI,
vamos ver a função de cada camada, começando da mais superior para a mais inferior.

Camada de aplicação (7): camada na qual residem as aplicações de rede e seus


protocolos. Exemplos de aplicações (e protocolos) são os programas de transmissão
de arquivos (FTP), correio eletrônico (SMTP) e os navegadores Web (HTTP). Você
já notou que essa camada pode prover serviços diretamente para o usuário.
Entretanto, ela pode prover serviços para outros aplicativos, como no caso do
serviço de nomes de domínio (DNS). Todos esses protocolos serão detalhados ao
longo deste curso. É importante citar que os dados transmitidos por essa camada são
chamados de mensagens.

www.pontodosconcursos.com.br

10/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
Camada de apresentação (6): camada relacionada à sintaxe e à semântica das
informações transmitidas. Isso é necessário porque computadores podem operar com
diferentes representações e estruturas de dados. Esta camada provê serviços de
transformação de dados para padrões utilizados na comunicação (de acordo com
protocolo usado), bem como a transformação do dado transmitido para a
representação de destino. Essas transformações incluem desde sistemas de
codificação de caracteres (ASCII, Unicode, etc.) até compressão de dados (redução
de bytes a serem transmitidos) e criptografia (sigilo dos dados).

Camada de sessão (5): usado para estabelecer sessões de comunicação. Oferece


serviços como o controle de diálogo (quem deve transmitir em cada momento),
sincronização (transmissão continuar a partir do ponto em que parou ao ocorrer uma
falha), pontos de controles periódicos para restabelecimento de conexão em caso de
pane na rede, entre outros.

Camada de transporte (4): provê mecanismos que possibilitam o envio e


recebimento de mensagens fim-a-fim. Isto quer dizer que a camada de transporte
não se comunica com máquinas intermediárias na rede, pois esse papel, como será
visto, é das camadas inferiores. As principais funções da camada de transporte são:

• Dividir as mensagens em unidades menores, chamadas de segmentos.

www.pontodosconcursos.com.br

11/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

• Prover serviços orientados à conexão


o Estabelecimento e liberação da conexão fim-a-fim.
o Garantia de entrega dos segmentos na ordem correta, sendo
necessário para isso usar mecanismos para controle de erros e de
retransmissão.
o Controle de fluxo, compatibilizando velocidades de remetente e
receptor.
o Controle de congestionamento, regulando velocidade de transmissão
baseado na situação atual do tráfego da rede.
• Prover serviços não orientados à conexão
o Sem garantia de entrega, nem controles de fluxo ou de
congestionamento.
• Multiplexação e demultiplexação do canal de transmissão
o Possibilitar que vários processos possam transmitir e receber
informações via mesma conexão de rede.
o Usado para maior aproveitamento da conexão, quando uma única
conexão de transporte não gera tráfego suficiente para ocupar
totalmente a conexão de rede.
• Pode acontecer também de uma conexão fim-a-fim utilizar múltiplas
conexões de rede. Esse processo é chamado de splitting no transmissor e de
recombinação no receptor.
o Usado para que a largura de banda das conexões de rede se somem,
resultando em uma conexão de transporte com maior capacidade de
vazão de dados.

Camada de rede (3): esta camada tem como objetivo tornar transparente para a
camada de transporte a forma como se implementa as conexões de rede, garantindo
inclusive a comunicação entre sub-redes que façam uso de tecnologias diferentes.
Dessa forma, ela e as camadas abaixo dela fornecem uma independência para as
camadas superiores sobre as tecnologias de comunicação utilizadas.

Observem a Figura 3, a qual mostra elementos de rede intermediários (elementos da


sub-rede) entre os sistemas A e B. Por isso que os elementos de rede mostrados no
www.pontodosconcursos.com.br

12/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
lado direito da Figura 1 (hubs, switches, roteadores, etc.) só vão até a camada de
nível 3. Entretanto, isso não impede de elementos intermediários atuarem em
camadas superiores. Exemplos disso são os gateways, que atuam mais na camada 7,
mas que também podem atuar nas camadas mais baixas, dependendo de sua função
(falaremos mais dos gateways em outras aulas).

Figura 3. Modelo OSI e a sub-rede de comunicação.


[Fonte: http://www.oficinadanet.com.br/artigo/redes/o_modelo_de_referencia_osi, acessado em
fev/2011]

São funções típicas da camada de rede:


• Roteamento: uso de algoritmos de roteamento para determinar rotas de
transmissão de dados apropriadas entre emissor e receptor. Os dados
transmitidos na camada de rede são chamados de pacotes. Vale destacar que as
rotas mudam de acordo com congestionamentos que possam ocorrer na sub-
rede.
• Segmentação: divisão e remontagem de pacotes em unidades menores,
www.pontodosconcursos.com.br

13/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
chamadas de fragmentos, quando o tamanho do pacote exceder o limite de
tamanho determinado pela tecnologia usada em redes intermediárias.
• Blocagem: agrupar e desagrupar pacotes em unidades maiores, se facilitar a
transferência dos pacotes nas sub-redes.

Camada de enlace de dados (2): esta camada tem como objetivo realizar a
transmissão de um agrupamento de bits, chamado quadro de bits, através de um
enlace de dados (cabo ou outro meio de transmissão). Como mostrado na Figura 4, a
camada de enlace é dividida pelo padrão I 802 em duas subcamadas, tendo cada
uma delas as seguintes funções:
• Subcamada de controle lógico do enlace (LLC – Logical Link Control)
o Montagem e delimitação de quadros (Framing): pacotes da camada
de rede são transformados nos quadros de bits antes da transmissão e
depois são convertidos de volta.
o Controle de erro (e opcionalmente correção de erros): fazer com que
o canal de transmissão (meio físico) aparenta ser livre de erros de
transmissão não detectados.

(aqui está o motivo da segunda questão de concurso mostrada no início da seção estar
correta!)
[CESPE - 2008 - STJ - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]
Q2. A camada de enlace de dados do modelo OSI tem por finalidade estabelecer um
canal de dados livre de erros. ( X ) Certo ( ) Errado

o Controle de fluxo: impedir que um transmissor rápido envie uma


quantidade de dados maior do que o receptor consegue receber.
• Subcamada de controle de acesso ao meio (MAC – Medium Access Control)
o Controle de acesso: no caso das redes de difusão (broadcast), é
necessário fazer o controle do acesso ao canal compartilhado,
definindo inclusive um sistema de endereçamento dos equipamentos
conectados à rede.

www.pontodosconcursos.com.br

14/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

Arquitetura OSI
Aplicação

Apresentação

Sessão

Transporte

Rede Arquitetura
I 802
Enlace LLC
MAC
Físico Físico

Figura 4. Divisão da camada de enlace em LCC e MAC.

Camada física (1): como seu próprio nome sugere, esta camada trabalha com a
comunicação de dados no meio físico, através do envio de dados bit a bit. Note que
o bit é a unidade de trabalho utilizada nessa camada. Questões nessa camada
envolvem:
• Voltagem a ser usada para representar um bit 1 e um bit 0;
• Tempo (nanossegundos) que um bit deve durar na transmissão;
• A transmissão poder ou não ser realizada nos dois sentidos
simultaneamente;
• Detalhes sobre o meio de transmissão (par trançado, fibra óptica, etc.);
• Estabelecimento e encerramento da conexão.

6.3.1. QUESTÕES COMENTADAS

Muito bem, agora que você já tem um bom conhecimento sobre o modelo OSI, está na
hora de colocar em prática esses conhecimentos. Vamos então a questões comentadas
de concurso sobre esse assunto.

www.pontodosconcursos.com.br

15/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

[FUNIVERSA - 2010 - MPE-GO - Técnico de Informática]


Q3. … A camada do Modelo OSI na qual é identificado o endereço físico das
interfaces de rede dos computadores é a camada
a) física. b) de enlace. c) de rede. d) de transporte. e) de aplicação.

O termo endereço físico pode levar alguém a pensar na camada física. Lembrem-se
porém que na camada de enlace temos a subcamada de controle de acesso ao meio
chamada MAC. Ela é que é responsável por, entre outras coisas, cuidar do
endereçamento das máquinas conectadas em um mesmo enlace. O endereço MAC, da
Ethernet, é um exemplo de endereçamento físico que será visto mais adiante no curso.
Para os que pensaram na camada de rede, ela possui um esquema de endereçamento
lógico (IP, por exemplo), como será visto em outras aulas do curso.
Resposta: B.

[FCC - 2010 - TRE-RS - Analista Judiciário - Analista de Sistemas Suporte]


Q4. Camada que tem como principal função direcionar os dados aos seus respectivos
endereços, é a camada de
a) Aplicação. b) Rede. c) Apresentação. d) Sessão. e) Física.

O termo direcionar os dados aos respectivos endereços dá a ideia de definir o caminho,


ou seja, a rota que os pacotes devem seguir. Este é um dos papéis da camada de rede.
Resposta: B.

[CESPE - 2008 - STJ - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]


Q5. As funções de criptografia, tradução sintática e compressão dizem respeito à
camada de sessão no modelo OSI.
( ) Certo ( ) Errado

Como vimos, as traduções sintáticas (conversão de tipos, sistemas de codificação de


caracteres, etc.) e transformações nos dados como criptografia e compressão são
funções da camada de apresentação.
Resposta: Errado.

www.pontodosconcursos.com.br

16/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

[FCC - 2009 - MPE-SE - Analista do Ministério Público – Especialidade Análise


de Sistemas]
Q6. Na arquitetura OSI, oferece às camadas superiores a independência das tecnologias
de transmissão e comutação de dados, usadas para conectar sistemas. Também é
responsável por estabelecer, manter e terminar as conexões, a camada
a) de sessão. b) de rede. c) física. d) de enlace de dados. e) de transporte.

Um certo cuidado com esta questão. Os termos transmissão de dados e estabelecimento


de conexão podem levar a crer que a camada de transporte está incluída, mas na
verdade a variedade de tecnologias de rede utilizadas são tratadas pela camada de rede,
deixando a camada de transporte independente dessas tecnologias. No caso, as
conexões citadas no enunciado não se referem às fim-a-fim tratadas pela camada de
transporte, mas às conexões feitas na sub-rede de comunicação (uma para cada enlace
que faz parte da rota de transmissão dos dados).
Resposta: B.

[ESAF - 2010 - SUSEP - Analista Técnico - Prova 2 - Tecnologia da Informação]


Q7. Quanto às funções multiplexação e o splitting, é correto afirmar que
a) são importantes em um dos níveis do modelo OSI.
b) apenas uma delas pertence a um dos níveis do modelo OSI.
c) não estão contempladas em nenhum dos níveis do modelo OSI.
d) são o mesmo que chaveamento e roteamento, respectivamente.
e) equivalem a gerenciamento de token e controle de diálogo, respectivamente.

Como vimos, a função de multiplexação e de splitting ocorre na camada de transporte,


respectivamente quando várias conexões de transporte ocupam uma mesma conexão de
rede, e quando uma única conexão de transporte usa várias conexões de rede
simultaneamente.
Resposta: A.

www.pontodosconcursos.com.br

17/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA

[FCC - 2010 - TRF - 4ª REGIÃO - Analista Judiciário - Tecnologia da


Informação]
Q8. Nas redes que utilizam o modelo Open Systems Interconnection (OSI), o controle
do congestionamento na rede causado pelos pacotes na sub-rede que estão dividindo o
mesmo caminho pertence à camada
a) física. b) de enlace de dados. c) de sessão. d) de transporte. e) de rede.

Existe um controle de congestionamento na camada de transporte, porém esse controle


é fim-a-fim e sem a informação do caminho (rota) utilizada no transporte dos dados. O
controle de congestionamento dentro da sub-rede é feito na camada de rede,
modificando-se as rotas ao perceber-se congestionamentos em determinados enlaces,
etc.
Resposta: E.

Muito bem, espero que você tenha gostado dessa aula demonstrativa.
Lembrando que o objetivo dela foi mostrar o que planejamos para você neste curso. A
sua preparação para o concurso virá a partir da nossa primeira aula, com assuntos mais
complexos e questões mais elaboradas. Teremos, por exemplo, um volume muito maior
de páginas, conceitos e questões por aula do que o visto nesta aula demonstrativa.

Abraços e até a próxima aula!

6.3. LEITURA COMPLEMENTAR E REFERÊNCIAS

Para complementar o seu aprendizado acerca do modelo OSI, recomendo a leitura da


Seção 1.4 do livro abaixo que fala sobre o modelo OSI:

[1] Andrew S. Tanenbaum. Redes de Computadores. 4ª Edição, 2003.

www.pontodosconcursos.com.br

18/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
Uma busca na Internet por modelo OSI também irá retornar vários sites com
informações sobre o modelo.

6.4. AUTOAVALIAÇÃO

Para identificar se você conseguiu atingir o objetivo desta aula demonstrativa, verifique
se você consegue visualizar mentalmente ou escrevendo em uma folha de papel o
modelo OSI e suas camadas, identificando as funções principais de cada uma delas.

6.5. LISTAGEM DE QUESTÕES DA AULA

A seguir, listamos todas as questões resolvidas durante essa aula e apresentamos no


final o gabarito das mesmas.

[CESPE - 2010 - MPU - Analista de Informática - Perito]


Q1. O modelo OSI pode ser divido em três grupos específicos de camadas:
apresentação, transporte e física. ( ) Certo ( ) Errado

[CESPE - 2008 - STJ - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]


Q2. A camada de enlace de dados do modelo OSI tem por finalidade estabelecer um
canal de dados livre de erros. ( ) Certo ( ) Errado

[FUNIVERSA - 2010 - MPE-GO - Técnico de Informática]


Q3. … A camada do Modelo OSI na qual é identificado o endereço físico das interfaces
de rede dos computadores é a camada
a) física. b) de enlace. c) de rede. d) de transporte. e) de aplicação.

[FCC - 2010 - TRE-RS - Analista Judiciário - Analista de Sistemas Suporte]


Q4. Camada que tem como principal função direcionar os dados aos seus respectivos
endereços, é a camada de
a) Aplicação. b) Rede. c) Apresentação. d) Sessão. e) Física.

www.pontodosconcursos.com.br

19/20
CURSO REGULAR DE TI – REDES DE COMPUTADORES
TEORIA E EXERCÍCIOS
PROFESSORA: DÉBORA ARANHA
[CESPE - 2008 - STJ - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]
Q5. As funções de criptografia, tradução sintática e compressão dizem respeito à
camada de sessão no modelo OSI.
( ) Certo ( ) Errado

[FCC - 2009 - MPE-SE - Analista do Ministério Público – Especialidade Análise de


Sistemas]
Q6. Na arquitetura OSI, oferece às camadas superiores a independência das tecnologias
de transmissão e comutação de dados, usadas para conectar sistemas. Também é
responsável por estabelecer, manter e terminar as conexões, a camada
a) de sessão. b) de rede. c) física. d) de enlace de dados. e) de transporte.

[ESAF - 2010 - SUSEP - Analista Técnico - Tecnologia da Informação]


Q7. Quanto às funções multiplexação e o splitting, é correto afirmar que
a) são importantes em um dos níveis do modelo OSI.
b) apenas uma delas pertence a um dos níveis do modelo OSI.
c) não estão contempladas em nenhum dos níveis do modelo OSI.
d) são o mesmo que chaveamento e roteamento, respectivamente.
e) equivalem a gerenciamento de token e controle de diálogo, respectivamente.

[FCC - 2010 - TRF - 4ª REGIÃO - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação]


Q8. Nas redes que utilizam o modelo Open Systems Interconnection (OSI), o controle
do congestionamento na rede causado pelos pacotes na sub-rede que estão dividindo o
mesmo caminho pertence à camada
a) física. b) de enlace de dados. c) de sessão. d) de transporte. e) de rede.

GABARITO
Q1: Errado Q6: B
Q2: Certo Q7: A
Q3: B Q8: E
Q4: B
Q5: Errado

www.pontodosconcursos.com.br

20/20