Você está na página 1de 8

Aula 10

JUROS E MAIS JUROS

META DA AULA Apresentar formas de calcular juros simples em situações do cotidiano. OBJETIVOS Esperamos
META DA AULA
Apresentar formas de calcular juros simples em
situações do cotidiano.
OBJETIVOS
Esperamos que, após o estudo do conteúdo desta
aula, você seja capaz de:
 Resolver problemas que envolvam juros
simples;
 Entender juro como uma forma de correção
do capital.

Matemática

Introdução

JUROS

No mundo dos negócios é muito comum ouvirmos termos como porcentagem, juros, lucro, abatimento, desconto, prejuízo, comissão, impostos. Todos esses termos fazem parte do vocabulário utilizado nas relações comerciais, nos bancos, financeiras, bolsa de valores e muitas vezes fazem parte, também, do nosso cotidiano. Por esse motivo, é tão importante conhecer esses temas, que serão abordados nesta aula. Acompanhe!

Entendendo o que são juros

Aplicando uma quantia em dinheiro, recebo juros correspondente ao tempo de aplicação.
Aplicando uma
quantia em dinheiro,
recebo juros
correspondente ao
tempo de aplicação.
recebo juros correspondente ao tempo de aplicação. Se comprar algo em prestações, pagarei juros de acordo
Se comprar algo em prestações, pagarei juros de acordo com o número de prestações.
Se comprar algo
em prestações,
pagarei juros de
acordo com o
número de
prestações.
Tomando emprestado uma certa quantia, pagarei juros pelo tempo que durar o empréstimo.
Tomando
emprestado uma
certa quantia,
pagarei juros pelo
tempo que durar o
empréstimo.

Figura: Situações do cotidiano que envolvem o conceito de juro.

Anotações

Matemática

Na Figura, encontramos algumas situações que envolvem o conceito de juros. Os juros estão presentes em todas as situações em que há uma compensação em dinheiro (pagamento) pelo tempo que se fica com alguma quantia de dinheiro que emprestamos a alguém, ou que pedimos emprestada. Que tal analisar uma situação para poder compreender melhor? Veja este exemplo:

Uma loja de eletrodomésticos está vendendo um forno de microondas nas seguintes condições: R$ 549,00 a vista ou em 18 parcelas de R$ 44,40.

Multiplicando R$ 44,40 por 18 prestações, temos R$ 799,20. Assim o preço desse microondas, a prazo, sobe de R$ 549,00 para R$ 799,20. Repare que o preço a vista desse microondas é diferente do preço a prazo. Por que isso acontece? Porque estão sendo cobrados juros pelo parcelamento da dívida. Isso acontece porque a loja vai demorar 18 meses (tempo do parcelamento) para receber o valor total do microondas.

Neste exemplo, os juros cobrados pela loja para parcelar a dívida de R$ 549,00 em 18 meses foram de R$ 250,20 (799,20 549,00). Para trabalhar com matemática financeira, é preciso saber alguns conceitos importantes, como:

a dívida que uma pessoa contrai ou a quantia que uma pessoa investe chama-se capital. Indicamos o capital por c;

a soma do capital com os juros é chamada de montante (capital + juros). Indicamos o montante por M;

a taxa de porcentagem que se paga pelo empréstimo do dinheiro chama-se taxa de juros. A taxa é indicada por i;

O período de duração do investimento chama-se tempo, e é indicado por t.

Anotações

Matemática

No exemplo do parcelamento do microondas, o capital é de R$ 549,00, e o montante é de R$ 799,20 (549,00 + R$ 250,20). Para saber qual é o percentual de juros que está sendo cobrado, é preciso calcular quanto por cento de R$ 549,00 correspondem a R$ 250,20. Ao fazer essa conta, encontramos 45,57%, que é juro total. Para saber o juro mensal, devemos dividir esse valor por 18 (são as 18 parcelas), o que resultará em 2,53% ao mês. Esse cálculo corresponde à taxa de juros no sistema de juros simples. Mas, afinal, o que é juros simples? É o que você vai aprender com mais detalhes agora. Vamos lá?

2 Juros simples

Os Juros simples são sempre calculados em relação ao capital inicial por um determinado período pré-fixado. Assim, o valor dos juros é constante nesse período de tempo, ou seja, o valor dos juros não se altera durante esse período de tempo. Agora, vamos analisar a seguinte situação:

Marcos aplicou R$18.000,00 num determinado banco a uma taxa de juro simples de 15% ao ano. Após 2 anos de aplicação, ele recebeu R$5.400,00 de juro simples. No exemplo anterior, encontramos alguns termos que são muito freqüentes na Matemática financeira. Veja:

R$ 5.400,00 é o juro simples. Esse é o pagamento efetuado pelo banco, por ter pegado emprestado o dinheiro de Marcos. Achou estranho? Mas é assim que as aplicações funcionam. Quando você deixa seu dinheiro aplicado é como se você estivesse emprestando seu dinheiro ao banco e ele paga você por esse empréstimo com os juros da aplicação;

R$18 000, 00 é chamado de capital. Ele é o total de dinheiro que foi aplicado;

15% ao ano é a taxa de juro simples. Ela representa o percentual de juros anual de aplicação;

2 anos é o que chamamos de tempo. Esse é o período que dura a aplicação.

Obs. O tempo e a taxa devem estar sempre expressos na mesma unidade de medida.

Anotações

Matemática

Quando se estabelece uma taxa de juros, fixa-se também a duração de cada período de aplicação. Assim, 15% ao ano significa 15% sobre um valor aplicado no período de um ano.

Resumindo: Juros simples é a quantia calculada sobre a aplicação de um capital (dinheiro) ao final de um ou mais períodos de aplicação. Nesse caso, ao final de cada período de aplicação, o juro não é incorporado ao capital, mesmo que o dinheiro continue aplicado.

Vamos agora aprender a realizar o cálculo de juros simples. Veja este problema:

Luisa aplicou R$2.000,00 por 3 anos, a uma taxa de 30% ao ano. Quanto ela recebeu de juros simples ao final desse período?

O juro simples que Luisa recebeu por ano corresponde a 30% de

R$2.000,00.

Veja que: o capital aplicado foi 2.000; o tempo de aplicação foi de 3 anos e a taxa de juros simples foi de 30% ao ano.

Em primeiro lugar, vamos calcular o juro simples referente ao período de 1 ano e depois multiplicar o resultado encontrado por 3,

já que são 3 anos.

Veja: 30% de 2.000 é 0,30x2.000=600. Então, R$ 600,00 é o juro simples no período de 1 ano. Assim, o juros simples obtido em 3 anos é 3x600=1.800. Portanto, após 3 anos, Luisa recebeu R$ 1.800,00 de juro simples.

Podemos encontrar uma fórmula para calcular o juro simples, observando a resolução do problema apresentado.

1.800 = 2.000 x 0,30 x 3

do problema apresentado. 1.800 = 2.000 x 0,30 x 3 Tempos (anos) Taxa de juros simples
do problema apresentado. 1.800 = 2.000 x 0,30 x 3 Tempos (anos) Taxa de juros simples

Tempos (anos)

Taxa de juros simples anual

Capital

juro

Figura: Juro = capital x taxa de juros simples x tempo.

Anotações

Matemática

Usando as letras j para juros, c para capital, i para taxa de juros simples anual, e t para tempo de aplicação, temos a fórmula: j = c.i.t Vamos ver agora como ficaria a resolução do mesmo problema se tivéssemos utilizado essa fórmula.

j

= 2.000 x 30% x 3

j

= 2.000 x 0,30 x 3 ou j = 2000 x

j

= 1.800

30

100 x 3

*Note que para usar a fórmula j = c.i.t, é preciso que a taxa esteja na forma decimal, ou seja, é preciso dividir a taxa por 100.

ATENÇÃO A taxa percentual pode ser escrita na forma decimal ou fracionária.

Encontramos a mesma resposta, não é mesmo?

Vamos analisar mais um exemplo e verificar que podemos resolver problemas que envolvam juros simples sem precisar utilizar essa fórmula, ok?

• Fernando aplicou R$ 400,00 e recebeu 2% de juros simples ao mês. Qual será seu montante no fim de 3 meses de aplicação?

Vamos colocar todos os dados informados no problema em um quadro. Observe a tabela a seguir:

Mês

Montante no início de cada mês

Juros do mês

Montante no final de cada mês

400

2% de 400 = 8

408

408

2% de 400 = 8

416

416

2% de 400 = 8

424

Portanto, após 3 meses, Fernando terá um montante de R$ 424,00.

Repare que Fernando aplicou R$ 400,00 a uma taxa de 2% de juros simples ao mês.

Como se trata do sistema de juros simples, a taxa percentual calculada por mês sempre vai ser em relação ao valor inicial, ou seja, em cada mês será calculado 2% de 400, e o valor do juro é somado ao montante inicial de cada mês. Observe na coluna Juros do mês que sempre é calculado 2% de 400 (montante inicial), mesmo que o montante inicial de cada mês já esteja com esse juro somado.

Anotações

Matemática

Também podemos calcular juros simples somando o valor referente a 2% de 400 quantos meses for o período da aplicação e adicionar ao montante inicial. Nesse caso, basta multiplicar 8 reais (2% de 400) por 3 (período de aplicação) que é igual a 24 e somar ao montante inicial (400) encontrando, assim, R$ 424,00.

Anotações

Matemática

Exercícios

1) Joana fez um empréstimo no valor de R$ 3.500,00 e combinou pagar em sete parcelas iguais com juros de 5% a.m. Assim, o valor das parcelas pagas por Joana será de?

a) R$ 575,00

b) R$ 675,00

c) R$ 775,00

d) R$ 475,00

2) Um comerciante aplicou R$ 25.000,00, em um determinado banco a uma taxa de juros simples de 15% a.a. Quanto receberá após 2 anos de aplicação?

a) R$35.200,00

c) R$ 32.500,00

b) R$ 36,500,00

d) R$ 33.500,00

3) Por haver atrasado o pagamento de sua conta de energia elétrica por três dias, Antônio pagará na conta seguinte Juros de 3% a.d. Qual será o valor de juros cobrado, se a conta atrasada tinha um valor de R$ 45,50?

a) R$ 4,10

b) R$ 5,20

c) R$ 3,10

d) R$ 6,30

4) João Aplicou R$ 2.000,00 por 3 anos a uma taxa de 2% a.m. Quanto João recebeu de juros simples ao final desse período? (lembre-se, a taxa e o tempo devem estar expressos na mesma unidade)

5)

a) R$ 1.540,00

c) R$ 1.640,00

b) R$ 1.340,70

d) R$ 1.440,00

Um certo investidor aplicou R$ 400,00 e recebeu 2% de juros simples ao mês. Qual foi o montante retirado pelo investidor ao final de 5 meses de aplicação?

a)

R$ 2.050,00

c) R$ 2.055,00

b) R$ 2.040,00

d) R$ 2.045,00

Anotações