Você está na página 1de 2

Aula 16 Conteúdos 1, 2, 3 e 4

Os quatro tipos de notas em Dó menor

É muito importante ficar bem claro que improvisar não é simplesmente tocar escalas. As escalas e modos nada mais são do que uma referência teórica das notas que temos disponíveis para usar sobre cada acorde e/ou passagem da harmonia. Dessa forma fica claro que um conhecimento sólido em harmonia é dado pré-requisito para improvisar. A explicação para esse fato está nas diferentes qualidades melódicas e harmônicas que cada nota possui. Podem-se utilizar as doze notas do sistema temperado para todas as situações de harmonia desde que se tenha conhecimento dos quatro tipos ou qualificações das notas:

a) Há as notas alvo que são aquelas cuja densidade melódica é nítida e forte e, obviamente, vão variar de acordo com cada situação e, principalmente, com a percepção do improvisador. Terças, quintas, sétimas e nonas para exemplificar, serão sempre intervalos interessantes. (NA)

b) As notas de aproximação diatônica são notas da escala de menor densidade melódica e/ou de curta duração. As tônicas, quartas e sextas menores são alguns exemplos no acorde m7. (AD)

c) As notas de aproximação cromática são como o nome já diz aquelas que não pertencem à escala, de curta duração e que fazem unicamente o papel de ligação ou aproximação para notas alvo. (AC)

d) Por último as notas void ou notas a serem evitadas que pertencem à escala, mas não obstante, de sonoridade muito dissonante ou não harmônica. No caso, em Dó menor será a nota Lá bemol. (VOID)

Observem na figura a seguir as doze notas analisadas e qualificadas em relação ao acorde Cm7 (dó menor com sétima). As notas Ré, Mi bemol respectivamente segunda ou nona, terça menor, quinta e sétima serão excelentes notas alvo em relação ao acorde (NA). Já as notas Dó a tônica, Fá a quarta justa e Lá bemol a sexta menor são de menor qualidade melódica e servirão como notas de aproximação diatônica. As notas Dó sustenido, Fá sustenido e Lá natural representam as aproximações cromáticas e, por fim, a sexta menor, nota Lá bemol é indicada como nota a ser evitada ou void note.

É importante lembrar que uma nota a ser evitada ñ servirá como nota alvo a não ser que o propósito seja criar muita tensão, enfatizando o alto grau de dissonância desse tipo intervalo em relação ao acorde.

Outro dado a se levar em conta é que qualquer nota poderá ser nota de passagem desde que atinja uma nota alvo.

acorde. Outro dado a se levar em conta é que qualquer nota poderá ser nota de