Você está na página 1de 15
EDITAL PARA EXAMES DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE DANÇA, MÚSICA E TEATRO DO CENTRO

EDITAL PARA EXAMES DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE DANÇA, MÚSICA E TEATRO DO CENTRO DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA – CEFAR, DA FUNDAÇÃO CLÓVIS SALGADO

A Presidente da Fundação Clóvis Salgado, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, faz saber aos interessados que estarão abertas as inscrições para os exames de seleção de candidatos para o preenchimento de vagas para os cursos Dança, Música e Teatro das escolas do Centro de Formação Artística – CEFAR, da Fundação Clóvis Salgado, para o ano letivo de 2011. Os procedimentos previstos abaixo são comuns a todos os cursos, além daqueles que forem específicos para cada um, constantes dos Anexos I a VI.

Os cursos do Centro de Formação Artística – CEFAR, da Fundação Clóvis Salgado encontram-se previstos no seu Regimento Escolar, registrado junto à Secretaria de Estado de Educação – SEE, sob protocolo nº 000044512602010-6, de 04-01-2010.

Todos os atos de inscrição, seleção, entrevistas e matrícula serão realizados no seguinte endereço:

Secretaria de Cursos do CEFAR, na Av. Afonso Pena,1537, Centro - Palácio das Artes, Belo Horizonte – MG. Fones: 3236-7308 e 3236-7307.

1. DAS INSCRIÇÕES:

PERÍODO DE INSCRIÇÃO: HORÁRIO DE INSCRIÇÃO: De 13 de setembro a 15 de outubro de
PERÍODO DE INSCRIÇÃO:
HORÁRIO DE INSCRIÇÃO:
De 13 de setembro a 15 de outubro de 2010
De 9h às 12h e de 14h às 18h
TAXA DE INSCRIÇÃO:
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
R$ 30,00 (trinta reais). O valor da taxa de inscrição não será
devolvido no caso de desistência do candidato.
- ficha de inscrição preenchida;
- comprovante de pagamento da taxa de inscrição.
- cópia da Carteira de Identidade do aluno e / ou Certidão de
nascimento;
- cópia do CPF do aluno e / ou do seu responsável financeiro;
- 02 fotos 3x4 (recentes);
- cópia do Título de Eleitor (se maior de 18 anos);
- comprovante de endereço atualizado;
- currículo resumido (máximo 1 página);
- cópia da Carteira de Reservista (se maior de 18 anos, do
sexo masculino).

1.1. Não serão aceitas inscrições fora dos limites de idade para cada nível, exceção feita aos

candidatos do sexo masculino, candidatos ao curso de dança.

2.

DOS PRÉ-REQUISITOS:

2.1.

Cada um dos cursos exige o atendimento a pré-requisitos básicos, discriminados nos

respectivos anexos de cada curso.

3.

DAS PROVAS:

3.1.

A seleção dos candidatos consta da realização de provas específicas para aferição do

conhecimento teórico e prático de cada curso.

4.

DOS RESULTADOS DAS PROVAS DE SELEÇÃO:

4.1.

Serão afixados na Secretaria do CEFAR no dia 13-12-2010, a partir das 14 horas e estarão

disponíveis no site www.palaciodasartes.com.br ou www.fcs.mg.gov.br.

5.

DA ELIMINAÇÃO DE CANDIDATOS:

5.1.

Será eliminado o candidato que:

5.2.

Deixar de comparecer em alguma das etapas;

5.3.

Usar de meios fraudulentos ou de comportamento inadequado na inscrição ou ao fazer as

provas.

6.

DAS MATRÍCULAS:

PERÍODO: HORÁRIO: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA: Dias: 1º, 2, 3, 4 ,7, 8, 9 e 10
PERÍODO:
HORÁRIO:
DOCUMENTOS
PARA
MATRÍCULA:
Dias: 1º, 2, 3, 4 ,7, 8, 9 e 10 de fevereiro de 2011
De 9h às 12h e de 14h às 18h
- ficha de matrícula preenchida pelo aluno ou seu representante
legal;

1

- cópia do Histórico Escolar do Ensino Médio ou comprovante da matrícula no Ensino Médio
- cópia do Histórico Escolar do Ensino Médio ou comprovante da matrícula no Ensino Médio
- cópia do Histórico Escolar do Ensino Médio ou comprovante da
matrícula no Ensino Médio ou declaração do ano vigente, para os
cursos profissionalizantes.
Taxa de Matrícula: - No ato da matrícula será emitido um Documento de Arrecadação
Estadual – DAE, com vencimento para o dia 10/02/2011 referente à
taxa de matrícula (1ª parcela da anuidade);
- A confirmação da matrícula está condicionada ao pagamento desta
taxa.

7.

DO INÍCIO DAS AULAS:

7.1.

As aulas do CEFAR terão início do dia 10 de fevereiro de 2011.

8.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

8.1.

Para os candidatos menores de 18 (dezoito) anos, é necessária a presença de responsável

legal no ato da inscrição.

8.2. Não será efetivada a matrícula do aluno que estiver em débito para com a Fundação.

8.3. O CEFAR reserva-se o direito de não preencher todas as vagas disponíveis, caso os

candidatos não atendam aos requisitos exigidos.

8.4. A vaga ficará à disposição dos candidatos aprovados até a data limite para a efetivação da

matrícula. Caso o candidato não efetue a matrícula no período estabelecido, os excedentes serão convocados, por ordem de classificação.

8.5. Excedente é o candidato aprovado, mas não classificado no limite das vagas oferecidas. O

candidato excedente só será convocado em caso de desistência de algum candidato classificado.

8.6. Será obrigatório o uso do crachá de identificação por todos os candidatos nas

dependências da Fundação Clóvis Salgado, durante a realização das provas.

8.7. Caberá recurso em relação às questões de natureza burocrática e administrativa, bem

como da prova escrita, que será decidido pela Diretoria de Ensino e Extensão – DIREX e, em segunda instância, pela Presidência da Fundação, até 48 horas após a divulgação da lista final de aprovados, através do preenchimento de um formulário próprio, na Secretaria de Ensino do

CEFAR.

8.8.

Não caberá recurso em relação às questões relativas às avaliações da Banca Examinadora.

8.9.

No final do processo seletivo, caso haja empates, estes serão solucionados pela Banca

Examinadora, sendo a decisão soberana e irrecorrível.

8.10. Em hipótese alguma haverá realização de prova em segunda chamada.

8.11. Para o Curso de Música serão aceitas somente as primeiras 210 inscrições. Após esse

número, não serão aceitas mais inscrições sob hipótese alguma ou justificativa.

8.12. Todos os pagamentos devidos, como taxas de inscrição, de matrícula e das parcelas da

anuidade, deverão ser feitos através de Documento de Arrecadação Estadual – DAE, emitidos pela Fundação, diretamente pelo aluno ou o respectivo responsável financeiro, junto à rede bancária autorizada.

8.13. Os pagamentos em cheque somente serão considerados efetivos, após a devida

compensação dos mesmos.

8.14. A ausência às aulas não isenta o aluno do pagamento das parcelas vencidas salvo se

desistente, comprovado através de requerimento expresso.

8.15. No caso do não pagamento, fica estipulada a multa não compensatória de 2% (dois por

cento) sobre o valor atualizado da parcela vencida, sobre a qual haverá ainda, a incidência de juros de 1% (um por cento) ao mês.

8.16. Se o atraso for superior a 30 dias, a Fundação poderá iniciar processo de cobrança

extrajudicial ou judicial, cobrando encargos de cobrança de 10% ou honorários advocatícios de

20%, sobre o valor total do débito, acrescido de custas e despesas extrajudiciais e judiciais.

8.17. Caracteriza-se como abandono de curso o afastamento dos estudos sem o processo

normal de trancamento ou cancelamento de matrícula, por mais de 60 (sessenta) dias. O

abandono não isenta do pagamento das mensalidades vencidas salvo se desistente, comprovado através de requerimento expresso.

8.18. Se desejar retornar após o abandono, o aluno deverá requerer a reabertura de matrícula,

em data estipulada em calendário e terá seu o deferimento condicionado a existência de vaga.

8.19. A prestação dos serviços educacionais ao aluno poderá ser interrompida nas seguintes

condições:

8.19.1. I - pelo aluno, a qualquer tempo, desde que feito por escrito;

8.19.2. II – pela Fundação, por interesse da Administração Pública, nos termos legais;

8.19.3. III – pela Fundação, se constatado o uso pelo aluno, de meio fraudulento na realização de

qualquer prova ou teste;

2

8.19.4. IV - portar-se o aluno de maneira inconveniente e desrespeitosa com qualquer membro do

8.19.4. IV - portar-se o aluno de maneira inconveniente e desrespeitosa com qualquer membro do

corpo dirigente ou com qualquer membro dos corpos docente, discente ou técnico-administrativo e

demais alunos da Fundação;

8.19.5.

V - por perturbação da ordem no recinto da Fundação;

8.19.6.

VI - por prejuízo material e/ou moral causado à Fundação;

8.19.7.

VII - pela prática de atos incompatíveis com a dignidade da vida escolar.

8.20.

As situações previstas nos incisos IV a VII do item anterior deverão ser apuradas pela

Fundação, quando será proporcionado ao aluno direito à ampla defesa.

8.21. A interrupção da prestação dos serviços educacionais implica na imediata exclusão do

aluno do curso, independente das providências judiciais e administrativas cabíveis e não isenta o

aluno da responsabilidade pelo pagamento dos débitos apurados, nem de outras obrigações regularmente exigíveis.

8.22. O interessado, ao efetuar a sua inscrição para o processo de seleção, bem como a

matrícula para os cursos em que for aprovado, cede à Fundação, em caráter definitivo e irrevogável, todos os direitos autorais e inerentes à utilização do resultado dos serviços por ele executados em suas atividades didáticas e acadêmicas, com intuito promocional e institucional da Fundação.

8.23. A Fundação, livre de quaisquer ônus, poderá utilizar-se do nome e imagem do aluno para

fins exclusivos de divulgação das atividades didáticas e institucionais, podendo, para tanto,

reproduzi-los ou divulgá-los, nos termos da lei, pelos meios de comunicação, públicos ou privados.

8.24. Para os inscritos que não poderão apresentar os pré-requisitos exigidos, referentes à prova

de documentos e, ainda assim, desejem fazer as provas, com intuito de treinamento (condição de treinante), poderão fazê-lo. Caso o resultado seja positivo, de modo algum será considerado aprovado, tampouco terá direito à vaga. Não garantirá direito à matrícula.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

3

ANEXO I DEPARTAMENTO DE DANÇA CURSO LIVRE DE NÍVEL BÁSICO E CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO I DEPARTAMENTO DE DANÇA CURSO LIVRE DE NÍVEL BÁSICO E CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO EM DANÇA

1.

DOS PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

1.1.

Nível Profissionalizante (feminino e masculino):

1.1.1.

Estar regularmente matriculado ou ter concluído o Ensino Médio (2º grau), no ato da

matrícula;

1.1.2. Ter, no mínimo, 05 (cinco) anos de estudo de dança clássica, incluindo técnica de

sapatilhas de ponta (feminino), e 03 (três) anos de estudo de técnica de dança moderna ou contemporânea.

1.2.

Nível Básico:

1.2.1.

Preliminar (feminino e masculino): ter idade entre 08 e 10 anos em 31-03-2011, sendo

necessárias noções básicas em dança clássica;

1.2.2. Primeiro Ano Básico (feminino e masculino): ter idade entre 10 e 12 anos em 31-03-2011

e 02 (dois) anos de estudo de dança clássica;

1.2.3. Quarto ano Básico (feminino): 13 a 16 anos em 31-03-2011 e 04 (dois) anos de estudo de

dança clássica e 02 (dois) anos de estudo de dança contemporânea.

1.2.4. Segundo ao Quarto Ano Básico (somente masculino): ter idade mínima de 13 e máxima de

25 anos em 31-03-2011 e apresentar experiência em dança.

1.2.5. O candidato aprovado pode ser indicado para um nível superior ou inferior ao que se

inscreveu, de acordo com parecer da Banca Examinadora.

2.

DO NÚMERO DE VAGAS:

2.1.

Profissionalizante: 25 (vinte) vagas (masculino e feminino);

2.2.

Preliminar: 10 (vinte) vagas (masculino e feminino);

2.3.

1º ano Básico: 10 (dez) vagas (masculino e feminino);

2.4.

2º ano Básico: 10 (dez) vagas (masculino e feminino);

2.5.

3º ano Básico: 10 (dez) vagas (masculino e feminino);

2.6.

4º ano Básico: 10 (dez) vagas (masculino e feminino);

3.

DO INVESTIMENTO ANUAL PARA O ANO DE 2.011:

3.1.

Preliminar: R$ 1.306,80 (um mil, trezentos e seis reais e oitenta centavos) anuais,

divididos em 11 (onze) parcelas de R$ 118,80 (cento e dezoito reais e oitenta centavos) cada

uma.

3.2.

Duração do curso: 01 ano letivo.

3.3.

Básico: R$ 1.524,71 (um mil, quinhentos e vinte e quatro reais e setenta e um centavos)

anuais, divididos em 11 parcelas de R$ 138,61 (cento

centavos).

3.4. Duração do curso: 04 anos letivos.

3.5. Profissionalizante: R$ 1.742,51 (um mil, setecentos e quarenta e dois reais e cinquenta e

um centavos) anuais, divididos em 11 (onze) parcelas de R$ 158,41 (cento e cinquenta e oito

reais e quarenta e um centavos) cada uma.

e trinta e oito reais e sessenta e um

3.6.

Duração do curso: 03 anos letivos.

4.

DO HORÁRIO DAS AULAS:

4.1.

Cursos Preliminar e Básico: segundas às sextas-feiras – disponibilidade no período da

tarde: de 13h30min às 18h;

4.2.

Profissionalizante: segundas às sextas-feiras – de 18h às 22h40min.

5.

DAS PROVAS DE SELEÇÃO:

5.1.

Os candidatos inscritos ao Exame de Seleção do Departamento de Dança para o ano letivo

de 2011 serão avaliados através de exames realizados por profissionais da saúde e por professores de dança.

5.2. O cronograma com as datas e horários das avaliações estará afixado no painel da

Secretaria de Ensino do CEFAR, no dia 29-10-2010. As avaliações físicas serão feitas, individualmente, nos dias 20 e 21-11-2010. As provas práticas serão realizadas no período de 29- 11-2010 a 12-12-2010.

5.3. Na etapa física, serão analisadas as características físicas e posturais dos candidatos.

5.4. Na etapa artística, serão avaliadas as habilidades técnicas e artísticas dos candidatos,

conforme discriminado abaixo:

5.5. Feminino

4

5.5.1. Preliminar – Avaliação de coordenação motora, ritmo, musicalidade, agilidade, desenvoltura, criatividade e

5.5.1. Preliminar – Avaliação de coordenação motora, ritmo, musicalidade, agilidade,

desenvoltura, criatividade e introdução a técnica de dança clássica, não havendo necessidade de

conhecimento anterior em dança;

5.5.2. Primeiro Ano Básico – Avaliação em técnica de dança clássica;

5.5.3. Quarto Ano Básico - Avaliação em técnica de dança clássica (incluindo sapatilhas de ponta)

e avaliação em dança contemporânea.

5.5.4. Curso Profissionalizante – A avaliação será divida em 02 etapas. As etapas são

eliminatórias. Portanto, o candidato terá que ser aprovado nas 02 etapas.

5.5.5. Primeira Etapa: Avaliação em técnica de dança clássica (incluindo sapatilhas de ponta) e

avaliação em dança contemporânea.

5.5.6. Segunda Etapa: uma variação em técnica clássica, uma variação em técnica de dança

contemporânea e entrevista com a orientadora educacional. A variação de clássico será estipulada

pela escola e estará disponível no site do Palácio das Artes para aprendizado. A variação de

contemporâneo é de livre escolha dos candidatos e deve ter no máximo 2 minutos de duração. Os candidatos deverão trazer a música gravada em CD.

5.6.

Masculino

5.6.1.

Curso Preliminar – Avaliação de coordenação motora, ritmo, musicalidade, agilidade,

desenvoltura, criatividade e introdução aos princípios básicos de postura na técnica de dança

clássica, não havendo necessidade de conhecimento anterior em dança;

5.6.2. Primeiro Ano Básico – Avaliação em técnica de dança clássica;

5.6.3. Segundo ao Quarto Ano Básico - Avaliação em técnica clássica em dança contemporânea,

apresentação de uma variação de no máximo 2 minutos em qualquer estilo de dança. Os candidatos são responsáveis pela escolha e/ou criação da variação e deverão trazer a música gravada em CD.

5.6.4. Curso Profissionalizante – a avaliação será divida em 02 etapas. As etapas são

eliminatórias. Portanto, o candidato terá que ser aprovado nas 02 etapas.

5.6.5. Primeira Etapa: avaliação em técnica de dança clássica e avaliação em dança

contemporânea.

5.6.6. Segunda Etapa: uma variação em técnica clássica, uma variação em técnica de dança

contemporânea e entrevista com a orientadora educacional. A variação de clássico será estipulada pela escola e estará disponível no site do Palácio das Artes para aprendizado. A variação de contemporâneo é de livre escolha dos candidatos. Deve ter no máximo 2 minutos de duração. Os

candidatos deverão trazer a música gravada em CD.

5.7.

Para os exames, os candidatos devem apresentar-se trajando:

5.7.1.

Etapa Física (avaliação fisioterápica):

5.7.1.1.

Feminino: biquíni ou short e top, com cabelos presos;

5.7.1.2.

Masculino: sunga ou calção de banho.

5.7.2.

Etapa Técnico-Artística:

5.7.2.1.

Feminino: “collant” preto e meia calça rosa ou salmão, sapatilha de meia ponta e

cabelos presos em coque; sapatilhas de ponta, para as candidatas ao curso profissionalizante e quarto ano básico;

5.7.2.2.

Masculino: bermuda ou calça justa, camiseta regata e sapatilha de meia ponta.

5.8.

Não é permitido o uso de relógios, correntes, pulseiras ou quaisquer outros adereços

durante a realização dos exames.

5.9. Não é permitida a presença de acompanhantes nas salas ou durante a realização dos

exames.

5.10. Os candidatos deverão apresentar-se para os exames com pelo menos (30) trinta minutos

de antecedência. O não comparecimento ou atraso em qualquer etapa do processo seletivo implica em desclassificação imediata do candidato.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

5

ANEXO II DEPARTAMENTO DE MÚSICA CURSOS DE NÍVEL BÁSICO 1. DOS PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

ANEXO II DEPARTAMENTO DE MÚSICA CURSOS DE NÍVEL BÁSICO

1.

DOS PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

1.1.

Instrumental: ter idade entre 13 (treze) e 28 (vinte e oito) anos, completos até 31-12-

2010.

1.2.

Todos os candidatos deverão possuir seus próprios instrumentos, salvo no caso dos alunos

dos cursos de contrabaixo, fagote, trompa e oboé, conforme item 7.8 deste anexo.

1.3. Não serão aceitos candidatos que estiverem cursando nível superior em música.

1.4. Canto Erudito: ter idade entre 16 (dezesseis) e 28 (vinte e oito) anos, completos até 31-

12-2010.

2.

DO NÚMERO DE VAGAS:

2.1.

Serão aceitas somente as primeiras 210 inscrições, conforme item 8.11 do Edital.

2.2.

A distribuição do número de vagas será feita para o curso de canto e para o curso de

instrumento, de acordo com o tipo de instrumento, conforme tabela a seguir:

Instrumento / Canto Canto Erudito Clarineta Contrabaixo Fagote Flauta transversal Oboé Percussão Trombone
Instrumento / Canto
Canto Erudito
Clarineta
Contrabaixo
Fagote
Flauta transversal
Oboé
Percussão
Trombone
Trompa
Trompete
Viola de Orquestra
Violão
Violino
Violoncelo
Saxofone
Total
Vagas
4
3
3
6
3
5
2
6
7
2
8
6
4
6
4
69

3.

DO INVESTIMENTO ANUAL PARA O ANO DE 2.011:

3.1.

R$ 1.524,71 (um mil, quinhentos e vinte e quatro reais e setenta e um centavos) anuais,

divididos em 11 parcelas de R$ 138,61 (cento e trinta e oito reais e sessenta e um centavos).

4.

DA DURAÇÃO DO CURSO:

4.1.

04 (quatro) anos letivos.

5.

DO HORÁRIO DAS AULAS:

5.1.

Disponibilidade de segunda a sexta-feira, de 13h às 18h horas.

6.

DAS PROVAS DE SELEÇÃO:

6.1.

Só será permitida a entrada do candidato até 15 minutos após o início das provas. O

candidato não terá o direito de fazer a prova em nenhum outro dia, turno ou horário. Em nenhuma hipótese, o candidato poderá requerer troca de horários de provas e entrevistas com a Coordenação do Curso de Música ou com outro candidato sob pena de ser excluído do Processo Seletivo.

PROVAS Avaliação vocal (apenas para candidatos a Canto Erudito) DATA EM 2010 HORÁRIO LOCAL 25
PROVAS
Avaliação vocal (apenas para candidatos
a Canto Erudito)
DATA EM 2010
HORÁRIO
LOCAL
25
e
26
de
13h às 18h
Sala 18
outubro
(segunda
e terça-feira)
1ª etapa - Prova de Aptidão Musical
(Escrita) para canto e instrumentos
- candidatos com número de inscrição
entre 1 a 70
27
de
outubro
9h às 11h
Sala
João
(quarta-feira)
Ceschiatti

6

1ª etapa - Prova de Aptidão Musical (Escrita) para canto e instrumentos 27 de outubro
1ª etapa - Prova de Aptidão Musical (Escrita) para canto e instrumentos 27 de outubro
1ª etapa - Prova de Aptidão Musical
(Escrita) para canto e instrumentos
27
de
outubro
11h às 13h
Sala
João
(quarta-feira)
Ceschiatti
candidatos com número de inscrição
entre 71 a 140
-
etapa
-
Prova
de
Aptidão
Musical
27
de
outubro
14h às 16h
Sala
João
(Escrita) para canto e instrumentos
(quarta-feira)
Ceschiatti
candidatos com número de inscrição
entre 141 a 210
-
2ª etapa - Prova Oral, prática – caso o
08
de
novembro
8h às 12h
Estúdio C
aluno
toque
o
instrumento
-
e
(segunda-feira)
e
14h às 18h
entrevista
individual
para
canto
e
instrumentos
2ª etapa - Prova Oral, prática – caso o
09
de
novembro
8h às 12h
Estúdio C
aluno
toque
o
instrumento
-
e
(terça-feira)
e
14h às 18h
entrevista individual
instrumentos
2ª etapa - Entrevistas
para
canto
e
10
de
novembro
(quarta-feira)
8h às 12h
e 14h às 18h
Sala da Equipe
Pedagógica

6.2.

Referência Bibliográfica para Prova Escrita e Oral de Aptidão Musical:

6.2.1.

BERKOWITZ, Sol. A new approach of sight singing. Fourth Edition. New York: W.W. Norton

& Company Inc, 1997;

6.2.2. LIEBERMAN, Maurice. Ear training and sight singing. New York: W.W. Norton & Company

Inc, 1959;

6.2.3. LIMA, Marisa Ramires Rosa; FIGUEIREDO, Sérgio Luiz Ferreira. Exercícios de teoria

musical: uma abordagem prática. São Paulo: Embraform, 2004;

6.2.4.

MED, Bohumil. Teoria da música. Brasília: MusiMed, 2000;

6.2.5.

OTTMAN, Robert. Music of sight singing. Rio de Janeiro: Prentice – Hall do Brasil Ltda,

2000;

6.2.6.

PRINCE, Adamo. Método Prince, leitura e percepção - ritmo. Rio de Janeiro: Lumiar, s.d.

7.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

7.1.

Os candidatos deverão chegar, para todas as provas, com 01 (uma) hora de antecedência.

7.2.

Os candidatos deverão trazer prancheta, lápis, borracha e caneta para as provas escritas.

7.3.

As provas terão a duração de 2 (duas) horas, na primeira etapa e 15 minutos na segunda

etapa. As entrevistas duram até 30 minutos.

7.4. A primeira etapa tem caráter eliminatório. Só realizará a segunda etapa quem for

aprovado na primeira etapa.

7.5. A lista final de aprovados na primeira etapa será divulgada no painel da Secretaria de

Ensino do CEFAR no dia 04 de novembro de 2010, às 14 horas.

7.6. Os candidatos ao Curso de Canto Erudito deverão fazer uma prova de aptidão específica,

na qual será submetido a exercícios vocais (vocalizes), sendo obrigatória a apresentação de uma ária antiga do período barroco. A banca poderá interromper a execução do candidato se julgar

necessário.

7.7. O candidato a canto erudito que não for aprovado poderá ser redirecionado, como segunda

opção, para as aulas do instrumento previamente escolhido no momento de sua inscrição, desde

que não tenham sido preenchidas todas as vagas para o instrumento escolhido.

7.8. Aos alunos do curso de instrumento, poderá ser permitido o direito de uso de instrumentos

musicais da Fundação, durante o período letivo, mediante as garantias previstas em lei (caução

em dinheiro, seguro-garantia ou fiança bancária).

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

7

ANEXO III DEPARTAMENTO DE TEATRO CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – TÉCNICO EM ARTE DRAMÁTICA 1.

ANEXO III DEPARTAMENTO DE TEATRO CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – TÉCNICO EM ARTE DRAMÁTICA

1.

DOS REQUISITOS PARA A MATRÍCULA:

1.1.

Estar regularmente matriculado ou ter concluído o Ensino Médio (2º grau), no ato da

matrícula.

2.

DO NÚMERO DE VAGAS:

2.1.

20 (vinte).

3.

DO INVESTIMENTO ANUAL PARA O ANO DE 2011:

3.1.

R$ 1.742,51 (um mil, setecentos e quarenta e dois reais e cinquenta e um centavos)

anuais, divididos em 11 (onze) parcelas de R$ 158,41 (cento e cinquenta e oito reais e quarenta e um centavos) cada uma.

4.

DO HORÁRIO DAS AULAS:

4.1.

De 18h15min às 22h40min, de segunda à sexta-feira. Eventualmente, aulas aos sábados.

5.

DAS PROVAS DE SELEÇÃO:

5.1.

As provas para o curso de Teatro do CEFAR/ Escola de Teatro são divididas em quatro (4)

etapas, sendo todas eliminatórias. O resultado de cada etapa será afixado na secretaria e estará

disponível no site www.palaciodasartes.com.br. Essas etapas ocorrerão na sequência indicada abaixo:

6.

DAS PROVAS ESCRITAS:

6.1.

1ª ETAPA: Conhecimentos Gerais e Conhecimentos de Leitura e Escrita.

6.2.

OBJETIVOS: Nesta primeira etapa, as provas têm como objetivo avaliar os níveis de

conhecimentos prévios dos candidatos, no que diz respeito aos contextos sócio-culturais a que eles têm acesso; objetivam, ainda, examinar o nível de habilidades dos candidatos, no que se refere à compreensão de textos e à habilidade da língua escrita.

6.3.

LOCAL: Grande Teatro do Palácio das Artes

6.4.

DATA: 23 de outubro (sábado)

6.5.

HORÁRIO: 9h às 12h

6.6.

RESULTADO DA 1ª ETAPA:

6.7.

DATA: 03 de novembro (quarta)

6.8.

HORÁRIO: 14h

6.9.

CONTEÚDOS:

6.9.1.

A prova de Conhecimentos Gerais constará de questões de múltipla escolha, que

abordarão assuntos relacionados à cultura, artes, política e atualidades em geral, abrangendo contextos mundiais e nacionais.

6.9.2. A prova de Conhecimentos de Leitura e Escrita será constituída de questões de múltipla

escolha e de questões abertas, incluindo:

6.9.3. Habilidades de compreensão e interpretação de textos;

6.9.4. Produção textual;

6.9.5. Conhecimentos sobre estrutura do texto, gêneros e tipos textuais, incluindo elementos de

coesão e coerência dos mesmos.

6.9.6. Nas questões que envolvem a produção textual, não serão considerados textos produzidos

em forma de versos ou cópias originadas de meios impressos ou da WEB de autores legitimados; ou textos que não sejam pertinentes às instruções e aos enunciados específicos das questões.

7.

DOS CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

7.1.

Na prova de Conhecimentos Gerais, serão apresentadas dez (10) questões, sendo

atribuídos dois (2) pontos por acerto em cada questão, num valor total de vinte (20) pontos.

7.2.

Na prova de Conhecimentos de Leitura e Escrita, serão apresentadas:

7.2.1.

Questões objetivas (interpretação de texto, habilidades de leitura), sendo atribuídas às

mesmas o valor total de dez (10) pontos;

7.2.2. Questões abertas, que abordarão habilidades de leitura e de produção textual, abrangendo

conhecimentos sobre gêneros e tipos textuais, elementos da comunicação humana, sendo

atribuído a essas questões o valor total de dez (10) pontos;

7.2.3. Questão(ões) aberta(s) de habilidades específicas de produção textual, abrangendo

conhecimentos sobre estrutura, gêneros e tipos textuais. A essa(s) questão(ões) será atribuído o valor total de vinte (20) pontos.

8

8. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO, APLICAÇÃO E CORREÇÃO DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE CONHECIMENTOS

8. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO, APLICAÇÃO E CORREÇÃO DAS PROVAS DE

CONHECIMENTOS GERAIS E DE CONHECIMENTOS DE LEITURA E ESCRITA

8.1. O candidato não poderá retirar-se da sala antes de transcorridos pelo menos 30 (trinta)

minutos contados a partir do início das provas.

8.2. As respostas das provas de múltipla escolha deverão ser transcritas para a Folha de

Respostas, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. O preenchimento da Folha de

Resposta, que será o único documento válido para a correção, é de inteira responsabilidade do candidato.

8.3. Os candidatos serão, também, responsáveis por prejuízos advindos das marcações

incorretas na folha de respostas, tais como: dupla marcação, marcação rasurada ou emendada e

campo de marcação não preenchido integralmente. Não serão disponibilizadas Folhas de Respostas adicionais para substituição, em caso de algum procedimento incorreto no preenchimento, por parte do candidato.

8.4. Na correção das provas de Redação e Conhecimentos de Leitura e Escrita serão levados

em conta os seguintes aspectos: capacidade de compreensão e interpretação, adequação ao tema e aos objetivos propostos, coerência, coesão, pertinência argumentativa, paragrafação, estruturação de frases, morfossintaxe, adequação vocabular, acentuação, ortografia e pontuação, conhecimentos sobre estrutura, gêneros e tipos textuais.

8.5. Em hipótese alguma haverá revisão de prova, realização de prova em segunda chamada,

nem caberá recurso contra a classificação final.

8.6. Em caso de anulação de questão(ões), o(s) ponto(s) da(s) questão(ões) anulada(s)

será(ão) computado(s) a favor do candidato que houver feito as provas.

8.7. PARA AS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE CONHECIMENTOS DE LEITURA E

ESCRITA, O CANDIDATO DEVERÁ TRAZER LÁPIS, CANETA, BORRACHA E PRANCHETA.

9.

DAS PROVAS PRÁTICAS:

9.1.

OBJETIVOS

9.2.

O objetivo das provas práticas é avaliar as potencialidades e habilidades criativas e

reflexivas do candidato, sua capacidade na cena teatral, sua reflexão teórica e sua relação com o aprendizado em grupo.

9.3.

CONTEÚDOS:

9.4.

2ª. ETAPA: Atuação/Voz

9.4.1.

Apresentar uma cena para a banca examinadora, com atuação individual. (4) Quatro

textos serão entregues no ato da inscrição. O candidato deverá escolher apenas um dos textos para a elaboração de sua cena.

9.4.2. A cena deverá ter duração de cinco minutos, no máximo. Caso seja do interesse do

candidato, a cena poderá ser apresentada com a utilização de figurino, maquiagem, adereços, sonoplastia e objeto cenográfico, que devem ser montados de maneira ágil e objetiva, e que, no caso, devem ser providenciados exclusivamente pelo candidato. Haverá cadeiras e (1) um

aparelho de som (cd/tape) disponíveis para o candidato.

9.4.3. Leitura à primeira vista. Será oferecido um texto para leitura, escolhido pela banca

examinadora, logo após a cena apresentada pelo candidato.

9.4.4.

LOCAL: Sala Laboratório e Sala Branca

9.4.5.

DATA: 20 e 21 de novembro (sábado e domingo)

9.4.6.

HORÁRIO: 9h às 12h e 13h30min às 18h30min

9.5.

RESULTADO DA 2ª. ETAPA

9.5.1.

DATA: 24 de novembro (quarta)

9.5.2.

HORÁRIO: 14h

9.6.

3ª. ETAPA: Corpo/Voz

9.7.

A prova constará de exercícios motores, rítmicos e de composição cênica. (Usar roupa

leve, de malha que possibilite qualquer movimento).

9.7.1. LOCAL: Estúdio A

9.7.2. DATA: 27 e 28 de novembro (sábado e domingo)

9.7.3. HORÁRIO: 9h às 13h e 14h às 18h

9.7.4. RESULTADO DA 3ª. ETAPA

9.7.5. DATA: 1º de dezembro (quarta)

9.7.6. HORÁRIO: 14h

9.7.7. 4ª. ETAPA: Estágio de Seleção

9.7.8. No Estágio de Seleção os candidatos terão aulas que envolverão a leitura de textos,

exercícios com a voz, o corpo, o som, jogos improvisacionais, uma entrevista fonoaudiológica e uma com o Serviço de Orientação Educacional. Nesta fase, o candidato deverá estar presente nos

04 (quatro) dias. Serão selecionados e classificados até 40 candidatos para participarem desta etapa.

9.7.9. LOCAL: Sala de Teatro

9

9.7.10. DATA: 6 a 9 de dezembro (segunda à quinta) 9.7.11. HORÁRIO: 18h30min às 22h.

(segunda à quinta) 9.7.11. HORÁRIO: 18h30min às 22h. 10. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DAS PROVAS PRÁTICAS

10.

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DAS PROVAS PRÁTICAS

10.1.

Nas provas de atuação/voz serão avaliados: compreensão do texto encenado, utilização do

espaço e do tempo cênico, clareza gestual e vocal.

10.2. A prova de corpo/voz constará de exercícios para avaliar a disponibilidade e a capacidade

expressivas do candidato.

10.3. No estágio de seleção serão avaliados: a disponibilidade para o trabalho, atenção,

prontidão, relacionamento com o grupo, habilidade no lidar com as questões concretas da cena.

10.4. Não serão critérios para julgamento nas provas práticas aptidões estabelecidas segundo

padrões de “certo vs errado”, uma vez que, no campo das Artes, tais padrões não se aplicam.

11.

DA CLASSIFICAÇÃO:

11.1.

Será desclassificado o candidato que:

11.2.

Não atingir o limite mínimo de 30%(trinta por cento) dos pontos em cada uma das provas

escritas, ou seja: 6,0 (seis) pontos em Conhecimentos Gerais, 12 (doze) pontos em Conhecimentos de Leitura e Escrita;

11.3. Não obtiver, pelo menos, 50% (cinqüenta por cento) dos pontos no somatório das provas

escritas acima mencionadas, ou seja, um total mínimo de 30 pontos. Para fins das classificações, será obedecida a ordem decrescente do total de pontos obtidos pelos candidatos;

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

10

ANEXO IV DEPARTAMENTO DE TEATRO CURSO DE INICIAÇÃO TEATRAL I E II 1. DOS PRÉ-REQUISITOS

ANEXO IV DEPARTAMENTO DE TEATRO CURSO DE INICIAÇÃO TEATRAL I E II

1.

DOS PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

1.1.

Ter entre 9 e 15 anos de idade até o último dia de matrícula

1.2.

Estar matriculado em escola formal no turno da manhã (trazer comprovante da escola)

2.

DO NÚMERO DE VAGAS:

2.1.

25 (vinte e cinco) vagas por turma

3.

DO INVESTIMENTO ANUAL PARA O ANO DE 2.011:

3.1.

R$ 1.306,80 (um mil, trezentos e seis reais e oitenta centavos) divididos em 11 (onze)

parcelas de R$ 118,80 (cento e dezoito reais e oitenta centavos).

4.

DA DURAÇÃO DO CURSO:

4.1.

01 ano letivo

5.

DO HORÁRIO DAS AULAS:

5.1.

Iniciação Teatral I – Terças e quintas-feiras, de 14h30min às 17h.

5.2.

Iniciação Teatral II – Segundas e quartas-feiras, de 14h30min às 17h.

6.

DA SELEÇÃO:

6.1.

PERÍODO DE SELEÇÃO: 2 e 3 de dezembro de 2010

6.2.

LOCAL DA SELEÇÃO: Sala de Teatro

6.3.

HORÁRIO DA SELEÇÃO: De 14h às 18h

7.

DA PROVA:

7.1.

A prova constará de uma aula prática aplicada pelos professores da escola e de uma

dinâmica de grupo aplicada pela orientadora educacional onde serão avaliados: disponibilidade e integração do candidato no grupo. Os candidatos deverão usar roupas leves para a aula prática.

8.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

8.1.

Os alunos do curso de Iniciação Teatral I e II serão distribuídos entre as duas turmas de

acordo com a faixa etária, sendo que a definição das turmas será feita pela equipe de professores e especialistas;

8.2. O aluno matriculado no curso de Iniciação Teatral I que completar 13 anos e tiver

aproveitamento considerado positivo pelos professores, poderá, no ano seguinte, matricular-se na

turma do curso de Iniciação Teatral II, sem necessidade de passar novamente por processo seletivo.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

11

ANEXO V DEPARTAMENTO DE MÚSICA CURSO DE INICIAÇÃO MUSICAL EM VIOLINO A Presidente da Fundação

ANEXO V DEPARTAMENTO DE MÚSICA CURSO DE INICIAÇÃO MUSICAL EM VIOLINO

A Presidente da Fundação Clóvis Salgado, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, faz saber aos interessados que estarão abertas as inscrições para os exames de seleção de candidatos para o curso de iniciação musical em violino, para o ano letivo de 2011.

Todos os atos de inscrição, seleção, entrevistas e matrícula serão realizados no seguinte endereço:

Secretaria de Ensino do CEFAR – Centro de Formação Artística, na Av. Afonso Pena,1537, Centro - Palácio das Artes, Belo Horizonte – MG. Fones: 3236-7307 e 3236-7308.

1.

DOS PRÉ-REQUISITOS:

1.1.

Ter idade entre 07 (sete) e 08 (oito) anos completos até 31-12-2010.

1.2.

Estar matriculado na 1ª ou 2ª série do ensino fundamental.

1.3.

Não serão aceitas inscrições fora dos limites de idade.

1.4.

Serão aceitas SOMENTE as primeiras 40 (quarenta) inscrições. Após esse número, não

serão aceitas mais inscrições sob hipótese alguma ou justificativa.

1.5.

Ter disponibilidade de segunda a sexta - feira no horário de 13h às 18h.

2.

DO INVESTIMENTO ANUAL PARA O ANO DE 2.011:

2.1.

R$ 1.306,80 (um mil, trezentos e seis reais e oitenta centavos) anuais, divididos em 11

(onze) parcelas de R$ 118,80 (cento e dezoito reais e oitenta centavos) cada uma.

3.

DAS PROVAS:

3.1.

A seleção dos candidatos consta da realização de uma entrevista com o professor de

violino e com o professor de musicalização.

3.2. No ato de inscrição, o candidato receberá a informação sobre a data e horários para o seu

dia da entrevista. As entrevistas serão realizadas no CEFAR (sala Estúdio C).

3.3. O candidato não terá o direito de ser entrevistado em outro dia ou horário. Em nenhuma

hipótese, o candidato poderá requerer troca de horários de provas e entrevistas com a

Coordenação do Curso de Música ou com outro candidato, sob pena de ser excluído do Processo Seletivo.

3.4. Os candidatos deverão chegar 15 (quinze) minutos antes do horário marcado.

3.5. As entrevistas serão realizadas nos dias 18 e 19 de outubro de 2010 e terão a duração

máxima de 20 minutos, a partir de 14h. As entrevistas serão feitas em grupos de 05(cinco)

candidatos.

4.

DO NÚMERO DE VAGAS:

4.1.

Serão oferecidas 08 (oito) vagas para o estudo de violino.

4.2.

Todos os candidatos deverão possuir seus próprios instrumentos.

4.3.

Serão aceitas SOMENTE as primeiras 40 (quarenta) inscrições. Após esse número, não

serão aceitas mais inscrições sob hipótese alguma ou justificativa.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

12

ANEXO VI DEPARTAMENTO DE TEATRO TEATRO NA EDUCAÇÃO A Presidente da Fundação Clóvis Salgado, no

ANEXO VI DEPARTAMENTO DE TEATRO TEATRO NA EDUCAÇÃO

A Presidente da Fundação Clóvis Salgado, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, faz saber aos interessados que estarão abertas as inscrições para os exames de seleção de candidatos, para o preenchimento de vagas para o curso de Teatro na Educação do Centro de Formação Artística – CEFAR, da Fundação Clóvis Salgado, para o ano letivo de 2011.

1.

DOS PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

1.1.

Ensino médio concluído

2.

DAS INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O CURSO TEATRO NA EDUCAÇÃO:

2.1.

NÚMERO DE VAGAS: 25 (vinte e cinco)

2.2.

INVESTIMENTO ANUAL: R$ 1.306,80 (um mil, trezentos e seis reais e oitenta centavos)

anuais, divididos em 11 (onze) parcelas de R$ 118,80 (cento e dezoito reais e oitenta centavos).

2.3. DURAÇÃO DO CURSO: um ano letivo

2.4. HORÁRIO DAS AULAS PRESENCIAIS: sexta-feira de 13h30min às 18h.

2.5. ESTÁGIO OBRIGATÓRIO: disciplina Artes conteúdo de Teatro

2.6. Poderão ocorrer ao longo do ano letivo atividades pedagógicas em fins de semana, com

presença optativa.

2.7. O candidato deverá cumprir a carga horária mínima de 180hs (cento e oitenta horas),

referente às aulas presenciais, citadas no item 2.4 e carga horária mínima de estágio de 50hs (cinquenta horas) em escola especializada ou na rede regular de ensino, onde seja oferecida a disciplina de Artes, citada no item 2.5.

2.8. O CEFAR proporciona ao candidato a opção de realizar o estágio de observação nos Cursos

Livres: Iniciação Teatral I às quintas-feiras ou Iniciação Teatral II, às segundas-feiras, no horário de 14h30min às 17h, fazendo a opção no ato da inscrição.

3.

DA SELEÇÃO:

3.1.

A seleção dos candidatos consta de análise de currículo e de entrevista;

3.2.

Data da entrevista: 2 de dezembro de 2010.

3.3.

Horário da entrevista: de 14h às 19h30min.

3.4.

Local da entrevista: Secretaria de Ensino do CEFAR/FCS.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010.

Eliane Parreiras

Presidente

13

ANEXO VII DEPARTAMENTO DE MÚSICA CORAL INFANTO-JUVENIL PALÁCIO DAS ARTES, DA FUNDAÇÃO CLÓVIS SALGADO A

ANEXO VII DEPARTAMENTO DE MÚSICA CORAL INFANTO-JUVENIL PALÁCIO DAS ARTES, DA FUNDAÇÃO CLÓVIS SALGADO

A Presidente da Fundação Clóvis Salgado, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, faz saber aos interessados que estarão abertas as inscrições para os exames de seleção de candidatos para o preenchimento de vagas para composição do Coral Infanto-Juvenil Palácio das Artes, da Fundação Clóvis Salgado, para o ano letivo de 2011.

Todos os atos de inscrição, seleção, entrevistas e matrícula serão realizados no seguinte endereço:

Secretaria de Cursos do CEFAR, na Av. Afonso Pena, 1537, Centro - Palácio das Artes, Belo Horizonte – MG. Fones: 3236-7307 e 3236-7308.

1. DAS INSCRIÇÕES:

PERÍODO DE INSCRIÇÃO: HORÁRIO DE INSCRIÇÃO: TAXA DE INSCRIÇÃO: DURAÇÃO DO PROJETO: DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
PERÍODO DE INSCRIÇÃO:
HORÁRIO DE INSCRIÇÃO:
TAXA DE INSCRIÇÃO:
DURAÇÃO DO PROJETO:
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
13 de setembro a 15 de outubro de 2010
De 9h às 12 h e de 14h às 18 horas
R$ 30,00 (trinta reais). O valor da taxa de inscrição não será
devolvido no caso de desistência do candidato.
Um ano letivo
- ficha de inscrição preenchida;
- comprovante de pagamento da taxa de inscrição.
- cópia da Carteira de Identidade do aluno e / ou Certidão de
nascimento;
- 02 fotos 3x4 (recentes);
- comprovante de endereço atualizado.

1.1. Não serão aceitas inscrições fora dos limites de idade.

1.2. Serão aceitas SOMENTE as primeiras 100 (cem) inscrições. Após esse número, não serão

aceitas mais inscrições sob hipótese alguma ou justificativa.

2.

DOS PRÉ-REQUISITOS:

2.1.

Ter idade entre 08 (oito) e 14 (quatorze) anos completos até 31-12-2010.

3.

DAS PROVAS:

3.1.

A seleção dos candidatos consiste na realização de prova oral, dividida em duas partes:

3.1.1.

percepção musical (memorização de melodias cantadas no momento da prova);

3.1.2.

pequenos vocalizes para avaliação da tessitura vocal.

3.2.

Os alunos serão avaliados por Banca Examinadora, composta pela Regente do Coral

Infanto-Juvenil e dois professores lotados no Departamento de Música do CEFAR.

3.3. O candidato não terá o direito de fazer a prova em outro dia ou horário. Em hipótese

alguma, o

Coordenação do Curso de Música ou com outro candidato, sob pena de ser excluído do Processo Seletivo.

candidato poderá requerer troca de horários de provas e entrevistas com a

3.4. Será entregue uma senha no momento da chegada e a prova será aplicada

individualmente pela banca, de acordo com a chegada do candidato.

3.5. As provas serão aplicadas nos dias 21 e 22 de outubro de 2010.

3.6. No ato de inscrição, o candidato receberá a informação sobre a data e horários, para o seu

dia de teste. Os testes serão feitos na sala do Coral Lírico do Palácio das Artes.

3.7.

As provas terão a duração máxima de 20 (vinte) minutos.

4.

DOS RESULTADOS DAS PROVAS DE SELEÇÃO:

4.1.

Serão afixados na Secretaria do CEFAR no dia 29 de outubro, a partir das 14h e estarão

disponíveis no site www.fcs.mg.gov.br.

5.

DA ELIMINAÇÃO:

5.1.

Será eliminado o candidato que deixar de comparecer à prova de seleção.

6.

DAS MATRÍCULAS:

HORÁRIO: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA: De 9h às 12h e de 14h às 18h - ficha
HORÁRIO: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA: De 9h às 12h e de 14h às 18h - ficha
HORÁRIO:
DOCUMENTOS
PARA
MATRÍCULA:
De 9h às 12h e de 14h às 18h
- ficha de matrícula preenchida pelo aluno ou seu representante
legal.

7.

DO INÍCIO DAS AULAS:

7.1.

As aulas do CEFAR terão início no dia 10 de fevereiro de 2011. Disponibilidade de segunda

à quinta-feira, no horário de 14h às 16h.

8.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

8.1.

A vaga ficará à disposição dos candidatos aprovados, até a data limite para a efetivação da

matrícula. Caso o candidato não efetue a matrícula no período, serão convocados outros candidatos aprovados, por ordem de classificação.

8.2. É necessária a presença de responsável legal no ato da inscrição.

8.3. Não será efetivada a matrícula do aluno que estiver em débito com a FCS.

8.4. O CEFAR reserva-se o direito de não preencher todas as vagas disponíveis, caso os

candidatos não atendam aos requisitos exigidos.

8.5. No final do processo seletivo, caso haja empates, estes serão solucionados pela Banca

Examinadora, sendo a decisão soberana e irrecorrível.

8.6. Em hipótese alguma, haverá realização de prova em segunda chamada.

8.7. Será obrigatório o uso do crachá de identificação por todos os candidatos nas

dependências da Fundação Clóvis Salgado.

8.8. Não caberá recurso em relação às questões relativas às avaliações da Banca Examinadora.

Belo Horizonte, 30 de agosto de 2010

Eliane Parreiras

Presidente

15