Você está na página 1de 16

r e v i s t a

nº 2 - Fevereiro de 2012

T
e
c
no
l
og
i
aE
du
c
a
ci
o
nal
Editorial
Expediente
Pioneiro Revista é uma publicação da
Fundação Instituto Educacional Dona
Michie Akama
Sobre conquistas
Número 2 – fevereiro de 2012
Av. Dr. Atino Arantes, 1.098
São Paulo – SP – CEP 04042-004
Tel. (11) 5070-3033
e realizações
Começamos 2012 com uma lista gran-
Fundação Instituto Educacional de de novidades como ampliações na
Dona Michie Akama carga horária, o projeto Alimentação
Presidente de honra: Antonio Akama
Saudável, novos cursos extracurricula-
res, a criação do Youchien e do curso de
Diretora honorária: Elza Babá Akama
inglês para os alunos do Período Opci-
Conselho Curador
onal e o ensino de espanhol a partir do
Presidente: Paulo Guilherme Amaral
Toledo 7º ano, entre outras. Também apresen-
Vice-presidente: Armando Toshiharu tamos melhorias na infraestrutura da
Tachibana escola, como a construção de um novo
Secretária: Rosélys Koga Irma Akamine Hiray
banheiro no térreo (com espaço adap-
Conselheiros Diretora geral
tado para deficientes físicos), a reno-
Akira Obara, Antonio Akama, Edson
Akama, Edson Riyoichi Otiai, Eduardo
vação de diversas salas e a implantação
Akama, Elza Babá Akama, Fernando de um placar eletrônico na quadra poli- a Mostra Cultural, o Campeonato das
Isao Kawahara, Fernando Nobuo esportiva. Cores, o Concurso de Cartazes sobre
Shiguemichi, Hirofumi Ikezaki, Irma Bullying, o encerramento das aulas do
Akamine Hiray, José Francisco Amaral
Esta virada de ano nos brindou ainda Infantil e a formatura do 1º ano do Fun-
Toledo, Katuoki Ishizuka, Maria Rita com importantes conquistas de nossos damental. Finalmente prestamos
Marinho, Marina Mikie Nagata alunos, como um vídeo de robótica homenagens a alguns colaboradores e
Kurosaki, Mario Itiro Tajiki, Minoru entre os dez melhores de um concurso,
Toyoshima, Nelson Takeda, Oduvaldo ex-alunos, compar-
Katuo Adatihara, Paulo Katada, Seizi
dezenas de alunos tilhando com os lei-
finalistas em olim- “Para realizar grandes
Oga, Siozo Kanamaru, Susumu tores um pouco de
Uchinaka, Tadashi Yano, Tetsuo píadas de matemá- conquistas, devemos não apenas suas histórias e expe-
Nakagawa, Tomiko Kimura, Tomoca tica e um projeto no agir, mas também sonhar.
Yamana, Tomoe Suzuki, Ulisses riências de vida.
Takashi Tsutsumi, Vera Lúcia De
Parlamento Jovem. Não apenas planejar, mas
Uma saudação
Felice, Yasujiro Tsutsumi, Yoshikazu Tudo isso pode ser também acreditar.”
Nakazawa, Yoshio Kiyono.
aos 137 novos alunos
conferido nas pági- (Anatole France)
e nosso agradeci-
Conselho fiscal nas desta segunda
Fernando Guedes, Regina Maria mento às queridas
edição de nossa revista, que traz como famílias que já fazem parte de nossa
Danieletto e Silvio Arai (titulares).
Carlos Nobuyuki Uratani e Teresa matéria de capa a maneira como a esco- escola pela confiança em nosso traba-
Hiroko I. Shimofusa (suplentes). la faz uso de tecnologias educacionais, lho. Esperamos que a parceria conti-
Diretoria Executiva (conselheiros) ressaltando o pioneirismo na utiliza- nue sendo a marca dessa relação esco-
Presidente: Tatsuo Hirai ção dos recursos modernos. la-família.
Financeiro: Carlos Masayuki Harima
Vice financeiro: Massayoshi Kamimura
Destacamos momentos importan- Um ano maravilhoso a todos!
Patrimônio: Lauro Tomio Hirata tes do segundo semestre de 2011, como
Cultural: Joana Taeko D.Asanuma
Social: Ciro Saito
Secretário: Alexandre Fukumaru Nossa origem
Centro Educacional Pioneiro Explicamos brevemente a escolha
Direção geral: Irma Akamine Hiray do nome de nosso colégio, muito
Direção pedagógica: Fernando Isao bem elaborado por nossos
Kawahara, Irma Akamine Hiray e Vera fundadores. O termo “Centro
Lúcia De Felice Educacional” foi uma visão de
Gerência administrativa: Mário Itiro Tajiki futuro, já prevendo que seria muito
Jornalista responsável: Mônica mais que uma escola. Um
Aparecida de Souza (Mtb 27.674/SP) verdadeiro centro de estudos como
Diagramação: Maurício Yano sonhava Dona Michie Akama. E
Fotos: Mônica A. de Souza, School Picture Pioneiro por ser a primeira escola
e arquivos pessoais de professores e regular da colônia oriental no
do Centro Educacional Pioneiro. Brasil.

2 Centro Educacional Pioneiro


O skatista profissional Roger Mancha participou
da abertura do campeonato e a Element ofereceu
as noções básicas do esporte

Azul e vermelho foram as cores escolhidas pelos


alunos para representar as equipes Um concurso definiu a mascote da co
mpetição. Dois
desenhos foram premiados

Esporte

A saudável disputa entre as


Esperado com ansiedade pelos alu- melho. Durante todo este período, os
cores
ca a professora Silvia Emi Yamazaki.
nos, o Campeonato das Cores é uma alunos frequentaram as aulas usando Um concurso de desenho aberto a
competição interna em que toda a esco- uma camiseta ou algum tipo de acessó- todos os alunos definiu a mascote que
la participa e que tem o objetivo de rio da cor correspondente à sua equipe. representou o campeonato. O vence-
incentivar a prática esportiva, o espíri- Os alunos do 1º ao 5º ano participa- dor foi o aluno Bruno Hossono. Como
to de equipe, o respeito às regras e aos ram de jogos pré-desportivos, como parte do projeto houve ainda uma arre-
adversários. pique bandeira, queimada, base 4 e cadação de donativos destinados para
Em sua 15ª edição, o torneio mobili- sobrevivente. Já os alunos do 5º ao 9º diversas entidades. O resultado? 70kg
zou os alunos do ensino fundamental ano disputaram partidas de futsal, bas- de leite em pó, 908 unidades de fraldas
durante as aulas de Educação Física quete, voleibol, handebol e também geriátricas e cerca de 1.500 brinquedos
entre os dias 14 de outubro e 29 de alguns dos jogos pré-desportivos. novos ou usados em bom estado. Essas
novembro de 2011. Em cada turma, os “Para os professores, o Campeonato doações valeram pontos no placar do
participantes foram divididos em dois das Cores é uma ótima oportunidade campeonato.
grupos representados por cores esco- para trabalhar diversos valores, como o A equipe vencedora em 2011 foi a
lhidas pelos próprios alunos em vota- espírito de equipe, o respeito, a supera- Azul, com 572 pontos. A equipe Ver-
ção, que neste ano foram o azul e o ver- ção, a tolerância e o coleguismo”, expli- melha ficou com 553 pontos.

Fevereiro/2012 3
Tecnologia Educacional

Cultura Digital na Escola:


caminhos e possibilidades
A tecnologia é um valioso meio peda- Débora Sebriam, Mestre em Engenharia de Mídias para a Educação
gógico. A integração da Internet e as dis-
tintas telas digitais (computador, net- Ilustração: Juliana Shiraishi e Melissa Kuroiwa

books, lousas digitais, máquinas foto-


gráficas, filmadoras, iTouch, Tablets e
Smartphones) pode mudar drastica-
mente a dinâmica da sala de aula.
Mas não se engane! A tecnologia
sozinha não muda nada... É preciso
mudar o modelo autoritário e unilate-
ral que perdura há tempos na educa-
ção, caso contrário ocorrerá apenas
uma extensão do meio tradicional de
ensino também para o “meio tecnoló-
gico”. Temos que ter em mente que a
tecnologia potencializa as relações
humanas e as trocas advindas desta
relação é que geram o conhecimento.
A educação é (ou deveria ser) um pro-
cesso contínuo e não somente na épo-
ca escolar. E o uso da tecnologia na
escola permite trabalhar os conteúdos
de forma mais dinâmica, fazendo com
que alunos e professores sejam “auto-
res” que interagem dentro e fora dos
muros da escola. Isso dá um significa-
do real ao cotidiano e não somente
para um fim específico que “morre” ao
término do trabalho.
No Centro Educacional Pioneiro
caminhamos rumo à inovação peda-
gógica. Já nos apropriamos de distin-
tas mídias, alunos e professores pro-
duzem suas próprias obras criativas
em parceria, intensificamos a forma-
ção continuada de professores e pen-
samos em recursos educacionais aber-
tos para compartilhar o conhecimento
produzido dentro do colégio.
4 Centro Educacional Pioneiro
Projeto
Cidadania Digital:
comportamento,
segurança e
ética na Internet
Muitas questões norteiam este
importante tema e o principal
deles é sobre de quem é esta
incumbência: escola ou famílias?
O Centro Educacional Pioneiro
acredita na parceria entre os atores
escolares e as famílias para garan-
tir uma orientação completa sobre
cidadania digital.
Provavelmente você já se depa-
rou com alguma notícia implican-
do punições judiciais contra adul-
tos e adolescentes que ultrapassa-
ram o limite do bom senso no mun-
do virtual ou profissionais que
Onde estamos e onde queremos chegar foram demitidos em decorrência
do seu comportamento online.
Blogs, games, vídeos, músicas, foto- matica). Destaque para o trabalho de Estas e outras questões devem ser
novelas, histórias em quadrinho, ani- contos colaborativos da professora tratadas na escola e fazer parte do
mações, sites, e-books, redes sociais, Izilda Makibara (pioneira no uso da desenvolvimento pedagógico.
mundos virtuais, comunicadores ins- web 2.0 no colégio, desde 2005). Des- Por isso o projeto Cidadania
tantâneos, softwares educativos são de então outros professores se apro- Digital foi uma marco na nossa ins-
alguns dos exemplos do que se pode priaram das novas mídias aplicadas à tituição, ganhando destaque na
usar ao propor um projeto aos alunos. educação. Ordem dos Advogados do Brasil
A grande questão é: como fazer? • Ensino Médio: O trabalho colabora- de São Paulo e outras instituições
Todas estas interfaces que fazem par- tivo é palavra de ordem! Alunos e pro- ligadas diretamente à educação.
te da chamada web 2.0 podem contri- fessores usam toda a potencialidade Ele atende aos alunos, ao corpo
buir para nos tirar da passividade e nos da Internet e das telas digitais como docente e às famílias e está estru-
tornar produtores de conhecimento e plataformas de aprendizagem, pro- turado em três fases:
cultura. Nossos exemplos: dução e compartilhamento do conhe- • Sensibilização: debates com alu-
cimento gerado dentro dos muros da nos, professores e pais.
• Infantil e Fundamental I: os meios escola. Laboratório de informática,
• Produção de conteúdo: criação
tecnológicos mais usados para enri- notebooks, smartphones, itouchs,
de cartazes, folders, vídeos, sites,
quecer as aulas são os softwares edu- tablets... A escola está literalmente na
blogs e todo tipo de mídia com es-
cativos (como o Visual Class), vídeos, mochila e nos bolsos dos alunos. A
colha dos próprios alunos.
apresentações audiovisuais e games, produção e a comunicação entre pro-
fessores e alunos acontecem em gran- • Disseminação: estudamos licen-
mídias que auxiliam o professor no ciar todo material em Creative
processo de alfabetização e aprofun- de parte por meio da rede.
Commons e compartilhar na rede.
damento dos conteúdos trabalhados • Período Integral Opcional: um gru-
po heterogêneo formado por alunos Em 2011 completamos parcial-
em sala, tornando a aula mais intera-
que têm entre 3 e 10 anos de idade e mente a primeira fase, integrando
tiva e centralizada no aluno.
que participam do projeto de Tecno- toda a comunidade escolar (alu-
• Fundamental II: projetos inovadores nos, professores e famílias) para o
em uma rica parceria entre alunos e logia Educacional, colocando a
“mão na massa”: usam a web, busca- debate, um processo baseado no
professores. Blogs, jingles, fotonove- grupo e no compartilhamento.
las, animações, vídeos e textos cola- dores, games e produzem vídeos e
imagens. Uma mistura entre prota- Para 2012 daremos sequência a
borativos são algumas das experiên- este trabalho e iniciaremos a pro-
cias realizadas nas diversas discipli- gonismo e autonomia que há dois
anos gera grandes trabalhos, que dução de materiais de conscienti-
nas do currículo. Também se aplicam zação para toda a comunidade
os tradicionais softwares educativos podem ser vistos no blog da turma
(www.iepioneiro.blogspot.com). escolar, feita pelos alunos.
(como Visual Class, Cabri e Graph-
Fevereiro/2012 5
Notícias

Diversão por um dia Para comemorar a semana da


criança, uma quinta-feira totalmente
voltada para atividades recreativas.
Foi assim o IV Dia Divertido, uma
verdadeira festa em que os alunos
puderam desfrutar de brinquedões
infláveis (tobogã, futebol de sabão,
balão, pula-pula e cama elástica) e
participar de oficinas de skate e de
atividades artísticas.
Toda a organização deste dia para lá
de especial foi feita pelos alunos que
fazem parte do Projeto Pioneiro
Antidrogas (Propad), com o apoio da
cantina da escola e alguns parceiros
(Clínica Santa Isabella, Element,
Espaço Zumba Kids, Jani King,
Livraria Livro Fácil, Seven Idiomas e
Via Leões). O lucro da venda de
lanches foi revertido em ações sociais
para o Abrigo Dom Paulo, onde
moram 22 crianças.

Cápsula do Tempo
No dia da Mostra Cultural 2011, os
alunos do curso de japonês criaram a
“Cápsula do Tempo”, um espaço onde
enterraram recordações para serem
resgatadas após oito anos. Lá estão
mensagens escritas para eles mesmos,
um jornal do dia e um exemplar da pri-
meira edição da Pioneiro Revista.
Certamente o dia 24 de setembro
de 2019 será repleto de nostalgia e
diversão... A expectativa vai ser gran-
de até lá!
6 Centro Educacional Pioneiro
Representação no Parlamento Jovem
Qual é a rotina de um vereador? escola no combate a enchentes nortea-
Como é a elaboração de um projeto de ram o projeto do grupo do 8ºC.
lei? Estas e outras questões não são Por meio de votação, o projeto do
mais dúvidas para os alunos do 8º ano 8ºA foi escolhido para participar do
do Centro Educacional Pioneiro, que programa Parlamento Jovem (da
no ano de 2011 elaboraram projetos Câmara Municipal de São Paulo), uma
com o objetivo de levantar ideias de festa cívica em que os vereadores
melhoria para a cidade de São Paulo. cedem seus lugares para os vereadores
Considerando os conteúdos estuda- “jovens”, que podem desenvolver seus
dos na disciplina de Geografia, eles trabalhos, apresentar projetos e expor
fizeram propostas para problemas liga- suas ideias. A escola conquistou uma
dos ao meio ambiente, trânsito e ações das 55 vagas e a turma foi representada
socias. Professores e alunos em parce- pela aluna Laryssa Oda Maeda Asano.
ria refletiram como poderiam colabo- “A lição mais importante que os alu-
rar enquanto escola e desenvolveram nos podem tirar desta experiência é a
soluções criativas. destino correto a livros usados e outros prática do exercício de cidadania e da
Os alunos do 8ºA optaram pela materiais em papel, seja na reutilização participação popular, um incentivo à
implantação de um centro de recicla- ou na reciclagem. Melhorias para o trân- busca de soluções para os problemas
gem e coleta seletiva em todas as escolas sito local foi o tema da proposta da tur- da comunidade”, avalia a professora
públicas e privadas, com objetivo de dar ma do 8ºB e as formas de colaboração da Maria Laruccia.

Nossos alunos nos vestibulares


O Ensino Médio do Centro Educa-
E as notícias de aprovações
cional Pioneiro completou dez anos e
só tem motivos para comemorar. Ava- vão chegando...
liando o destino dos alunos, sentimos • Jun Antranik Okumoto Kalous-
aquela sensação de missão cumprida! tian é um feliz calouro de Educação
Monitoramos o desempenho de todas Física na USP.
as turmas nos vestibulares e os resulta- • Letícia Mayumi Suiama entrou em
dos são bem satisfatórios. Publicidade na Cásper Líbero.
A primeira turma se formou em 2003
• Mariana Tami Nishimura vai se ma-
com 41 alunos. Destes, 26 entraram
tricular em Fisioterapia na UNESP.
diretamente em alguma universidade
e outros 12 no ano seguinte, atingindo • MarinaYuri Maeda Onoe vai cursar
um índice de aprovação de 92,5%. Engenharia na FEI. Destaque em
Esses números foram se repetindo ao • Vitor Toshi Nishi (que se formou em concurso de robótica
longo dos anos, mostrando o potencial 2010) comemora seu ingresso no Com o projeto Robô Semáforo Auto-
destes jovens e sua capacidade de curso de Tecnologia Ambiental, no mático, os alunos Taro Takayanagui e
aprendizado. campus de Limeira da UNICAMP. Willian Aoki ficaram entre os dez fina-
Nossa formação filosófica e pedagó- • Victor Tatsuo Itocazu (turma de listas do concurso Robot Trek, uma
gica, no entanto, não é somente a de 2008), depois de se graduar na competição aberta aos alunos do pro-
aprovar alunos em vestibulares e con- FATEC, entra para o mestrado em grama Líder Robotic Adventure. O
cursos, mas sobretudo formar um cida- Microeletrônica da Escola Poli- objetivo do prêmio é mostrar o uso da
dão digno e preparado para o futuro. técnica (USP). robótica como ferramenta para solu-
Assim, os estudos são exigentes, a dis- cionar problemas do mundo moder-
• Lucas Alberto Pessoa e Renata Ga-
ciplina é rígida, mas o princípio da boa no, com um positivo impacto socio-
briella Fortunato vão tentar a sor-
educação é o que norteia os nossos pro- ambiental. Concorreram trabalhos de
te no exterior. Já garantiram suas
fessores. Mais que ensinar, oferecemos jovens de 10 a 15 anos. O vídeo desta
vagas na BrighamYoung University
uma educação cultural ampla, garan- experiência está em nosso site e pode
(importante universidade de Utah,
tindo meios para que eles enfrentem os ser visto também na página www.lide-
Estados Unidos).
desafios da vida. Essa é a nossa missão. radventure.com.br.
Fevereiro/2012 7
Eventos

M
o
s
t
r
aC
ul
t
ur
al
Uma verdadeira maratona! Para conferir todos os projetos artísticos e culturais desenvolvidos pelos nossos alunos neste
ano foi preciso muita disposição para percorrer as salas de exposições. Mas quem encarou o desafio foi amplamente recom-
pensado. A Mostra Cultural agradou em cheio, pais, alunos, funcionários e convidados.
O evento une a escola toda e cada ano apresenta um ou mais projetos desenvolvidos ao longo do ano, envolvendo diversas
disciplinas. A exposição dos trabalhos aconteceu no dia 24 de setembro e contou com a presença de cerca de 2.500 visitantes.

8 Centro Educacional Pioneiro


Turma Projeto
Exposição Maternal Girafinha Flor faz uma descoberta
de trabalhos Jardim I Uma lagarta muito comilona

dos alunos Jardim II No mundo dos sons


1º ano Viagem pelo mundo da escrita
comemora as 2º ano Matemática divertida
quatro décadas 3º ano Arte e cultura pelo Folclore

de pioneirismo 4º ano Com ou sem água


5º ano Explorando as riquezas do Brasil
do colégio 6º ano Fábulas, sons e sensações
7º ano Estudo do meio: Paraty
Da prosa à poesia: Recontando a história em versos
8º ano Evolução biológica
Construindo Mosaicos
Projetos de Lei: Educação e Natureza
9º ano As várias faces do amor
Holocausto: Perseguição desumana
Once Upon a Time: Contos de fadas em inglês
Túnel do tempo: dos anos 70 aos dias atuais
Pioneiro: Espaço e tempo
História, cultura e política: de 1970 à atualidade
1º ano do EM Como São Paulo se organiza para viver?
2º ano do EM Preservar para o desenvolvimento sustentável
3º ano do EM O que eu levo da escola? O que eu deixo para a escola?
Opcional Cultura japonesa e cultura inglesa
Adicional A hora de brincar
Unidade Guapiaçú Cerâmica e Soroban
Língua Japonesa Cápsula do tempo
Propad Rádio Propad
Fevereiro/2012 9
O que vem por aí...

Novidades estruturais
O período de férias é o ideal para
fazer mudanças e reformas. E neste
ano aproveitamos o recesso para con-
cretizar alguns projetos de melhorias e
adaptações.
Na área comum destaca-se a cons-
trução de um novo banheiro no térreo,
que conta com uma parte adaptada
para oferecer completa acessibilidade
aos deficientes físicos. O antigo
banheiro que havia nos fundos, próxi-
mo às quadras, foi retirado para pro-
porcionar uma melhor circulação
entre as salas de aulas e o playground.
Nas salas do térreo houve uma Um placar eletrônico será instalado sos seletivos em universidades e empre-
ampliação dos espaços e a substituição na quadra poliesportiva, graças a doa- sas, tornando um fator de distinção em
do mobiliário, criando um ambiente ção da comissão de formatura dos alu- processos de seleção e promoção.
ainda mais alegre para as crianças. E os nos do 9º ano de 2011. Também houve a Outra medida para incentivar o
alunos do 9º ano e do Ensino Médio criação de uma sala ambiente de Artes aprendizado de uma nova língua é a
contarão com novas carteiras e qua- para os alunos maiores e a reestrutura- introdução de um curso de inglês para
dros brancos nas salas de aula. ção da sala de materiais. os alunos do Período Opcional, com
aulas ministradas duas vezes por sema-
Outras mudanças Línguas estrangeiras
na, em ambos os períodos. As turmas
• Ampliação da carga horária no A aprendizagem de outro idioma terão um número limitado de alunos
Infantil e Fundamental traz um universo novo em termos de por sala.
• Novos cursos extracurriculares cultura e filosofia, proporcionando
“Buscamos atender a um desejo dos
• Início do Youchien ainda um diferencial em oportunida-
pais, que como nós acreditam que
des de cunho comercial, econômico,
• Ampliação da carga horária de quanto maior for o contato da criança
cultural, acadêmico e pessoal.
Língua Inglesa para o 5º ano com um outro idioma, melhor será o
Por isso incluímos o ensino da língua seu desenvolvimento linguístico. As
• Orientação de estudo para alunos
espanhola na grade curricular a partir aulas serão dinâmicas, com histórias,
do 6º ano
do 7º ano, já que o idioma é um dos mais músicas, jogos e atividades lúdicas”,
• Aulas específicas de redação para importantes da atualidade e no Brasil explica Selma Alfonsi, coordenadora
o 8º e 9º ano está cada vez mais inserido nos proces- do projeto.

Momento A formatura dos alunos do 1º ano do


Ensino Fundamental é sempre uma
ocasião de muita emoção. Os peque-
fase importante de suas vidas, dando
início a um novo ciclo, com outros
desafios a vencer. A cerimônia em 2011

mágico nos recebem seus diplomas e mostram


o orgulho da passagem por mais uma
foi linda, embalada por uma linda can-
ção na afinada voz da turminha.

10 Centro Educacional Pioneiro


Encerramento

França: Agora é hora de dançar (Maternal A) Alemanha: Edelweiss (Maternal B) Argentina: Hormiguitas (Jardim I A)

Japão: Okina Kurino (Jardim I B) Espanha: Los Amigos (Jardim II A) Brasil: Na Bahia tem (Jardim IIB)

África: Ayele (Jardim II C) Itália: Jammo, jammo (1º ano A) Portugal: Tiroliro-liro (1º anoB)

Cantando pelo Mundo


A festa de encerramento do Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental
foi uma viagem pelo mundo por meio de lindas canções e danças apresentadas pelos alunos,
em um espetáculo marcado por muita alegria. Os convites foram um capricho à parte:
confeccionados um a um pelos próprios alunos, artesanalmente.

Estados Unidos: C.C Rider (1º anoD)

México: La Cucaracha (1º ano C) Abraçando o Mundo: música final cantada por todos os alunos

Fevereiro/2012 11
Memória

Uma missão com muitos desafios


A história da professora Márcia Ha-
shioka Solér com o Pioneiro precisa ser Márcia em dois
contada em vários capítulos. O início momentos em seu
foi em 1979, quando assumiu as aulas trabalho no colégio: na
do Jardim III (hoje o 1º ano do Funda- década de 80 e em 2000
mental) e teve sequência por alguns
anos alternando turmas e acumulando
conhecimento.
Era uma carreira normal, da qual foi
sendo afastada por alguns aconteci-
mentos como a chegada dos filhos e a
decisão de se aventurar por outros tra-
balhos nas áreas de Marketing e Ven-
das. Tudo parecia bem, a nova vida
ampliava sua visão do mundo e a fazia
se sentir com outras capacidades, mas logo em seguida atrapalhou sua de- mesmo dia também saiu minha apo-
aquela sensação de “missão cumprida” terminação e ela seguiu sua missão sentadoria, que há tempos esperava.
que sentia no final de cada ano letivo colecionando experiências. Como se não bastassem estes “sinais”,
estava cada vez mais distante. Em 2006 foi sondada pela diretora recebi um e-mail com a mensagem: O
Mas o destino agia em silêncio e em pedagógica Vera Lúcia De Felice para homem nunca saberá do que é capaz
dezembro de 1996, enquanto acompa- assumir o posto de coordenadora da até ser obrigado a tentar. Não podia
nhava uma amiga que buscava vaga Educação Infantil e 1º ano do Ensino mais ignorar, era a minha missão!”,
para sua filha no colégio, reencontrou Fundamental. Era o dia 19 de agosto, relembra com lágrima nos olhos.
a diretora geral D. Elza Akama e veio o lembra-se bem da data. Pediu a Deus E como não se emocionar com uma
convite de voltar a dar aulas. “Achei um que lhe desse um sinal, pois sua pri- narrativa tão envolvente? Em 2007
desafio interessante retornar ao meira reação foi recusar a proposta. assumiu a coordenação do Infantil e lá
magistério e me envolvi completa- “Abri a Bíblia e lá estava escrito que se está até hoje. Sempre comprometida
mente, pois sempre entrei de cabeça obedecesse às leis e os mandamentos com seu trabalho e com eterna grati-
em tudo o que faço”, afirma. Nem mes- de Deus seria bem sucedida onde quer dão pela escola que a acolheu e ajudou
mo um problema familiar que surgiu que fosse e em tudo o que fizesse. No a formar seus três filhos.

O sorriso simpático que acompanha gerações


Muitos devem ser os alunos que se relembra com saudosismo da convi-
lembram do olhar atento e da fisiono- vência com a fundadora do colégio.
mia serena da “Dona Eva” Maria da Sil- “Sinto muita gratidão por todos da
va. Afinal, são mais de trinta anos dedi- família dela, como o seu Antônio e a
cados ao Centro Educacional Pionei- dona Elza, pessoas de coração bom e
ro. A gentil inspetora de alunos come- muito caridosas”, complementa.
çou a trabalhar no colégio em 1979, pri- Ela conta que gosta muito do que faz
meiro como auxiliar na cozinha, pre- e que sente muito respeito dos alunos,
parando e servindo os lanches, e de- mas confessa que acha as crianças de
pois na limpeza. hoje muito mais agitadas e que às vezes
Como seu contato com as crianças chegam a contestar sua autoridade.
sempre foi muito intenso e amigável, Mesmo assim a convivência é bastante
quando passou a sofrer de dores na tranquila e a relação é de harmonia.
coluna foi convidada para monitorar Aos 67 anos ainda não pensa em
os alunos no portão da escola e em “A dona Michie (Akama) sempre foi parar de trabalhar. E quando tem um
seguida para cuidar dos pequenos tam- gentil comigo e me deu muito apoio, tempinho livre, gosta mesmo é de via-
bém no pátio, no parquinho e mesmo tanto aqui no trabalho como em jar, principalmente para Minas Gerais,
nas salas de aula. outros momentos da minha vida”, para rever a família...
12 Centro Educacional Pioneiro
Lista dos finalistas
Olimpíada Brasileira de
Matemática: Alexandre Takahiro
Oshima, Bruno Kenzo Ozaki e
Mariana Miwa Okuma Miyashiro
e Edgar Kenji Ishida.
Olimpíada Paulista de
Matemática: Arthur Yamazaki
Gomes, Bruno Kenzo Ozaki,
Mariana Miwa Okuma Miyashiro,
Millena Miyuki Mori e Susan
Tseng Chou (Nível Alfa - 6º e 7º
anos) e Danilo Ono Fukuda,
Edgar Kenji Ishida, Julia Yuri
Miyabara, Lucas Koji Uchiyama
Medalhistas que faturaram as olimpíadas Paulista e Brasileira de Matemática Bruno Kenzo (Nível Beta - 8º e 9º anos)
Ozaki e Mariana Miwa Okuma com a professora Célia Yukari Miho Nojima

Destaque

Olimpíadas de Matemática:
nossos alunos campeões!
Já é tradição ver o Centro Educacio- jovens estavam entre os 568 melhores e foi convidado para a equipe que
nal Pioneiro se destacando nas com- classificados, ganhando mais duas representou o Brasil na competição,
petições matemáticas, mas nossos medalhas, desta vez ouro e prata. que aconteceu no início de dezem-
alunos se superam e sempre nos orgu- Bruno Kenzo Ozaki é um dos desta- bro, trazendo para casa a medalha de
lham e surpreendem. E foi assim que ques. Ele conquistou o ouro (Paulis- bronze.
neste final de 2011 nos deram motivos ta) e a menção honrosa (Brasileira). “O mérito destas conquistas que
de sobra para comemorar. Mariana Miwa Okuma Miyashiro é vivenciamos é da dedicação ímpar
Na disputadíssima Olimpíada Bra- nosso outro talento, com prata nas dos alunos, que adoram os desafios, e
sileira de Matemática, quatro alunos duas competições nacionais. Os também da nossa equipe de professo-
ficaram entre os cerca de mil finalis- medalhistas da OPM podem partici- res, que incansavelmente se doam
tas, conquistando uma medalha de par da seleção para a Olimpíada Ma- para manter acesa esta chama!”, come-
prata e uma menção honrosa. Na temática Rioplatense (Argentina), mora Sathiko Fujino Rey, coordena-
final da competição paulista, nove mas Bruno não precisou fazer a prova dora de Matemática do Pioneiro.

Finalistas da Olimpíada Paulista de Matemática Finalistas da Olimpíada Brasileira de Matemática

Fevereiro/2012 13
Férias!

Diversão no solo e na água


Os alunos do Período Integral Opcio- Férias Divertidas na Escola aproveita-
nal foram brincar no Espaço Zumba no ram o dia 15 de dezembro no Parque
dia 13 de dezembro. O grupo foi cami- Aquático Wet’n’Wild. Os 82 jovens cur-
nhando até o buffet, que fica próximo à tiram cada minuto nas piscinas e atra-
escola. Lá brincaram, almoçaram e ções do complexo aquático, que fica na
comeram muitas guloseimas, vivenci- cidade de Itupeva. Tudo correu mara-
ando um dia para lá de agradável. vilhosamente bem, com brincadeiras
Já os alunos do 5º ano ao Ensino tranquilas e alegres, um exemplo de
Médio que participaram do programa educação e respeito do grupo.

Uma agenda cheia de atrações


Se alguém acha que a escola não é rado Dia do Pijama para encerrar.
um lugar legal para passar as férias, cer- Na programação houve ainda espaço
tamente não conhece o programa do para um workshop de culinária, no
Centro Educacional Pioneiro para este qual os pequenos puderam literal-
período. Quem participou, aprovou. mente colocar a mão na massa!
Foram quase três semanas com dias
repletos de atividades divertidas para
proporcionar aos alunos momentos
especiais.
Do dia 18 de janeiro a 3 de fevereiro
os 40 alunos que aderiram ao projeto
puderam fazer passeios como as visitas
ao Jardim Botânico e ao Pet Zoo, onde
desfrutaram do contato com a nature-
za e com alguns animais.
Na escola os dias eram temáticos. A
inauguração foi com o Dia das Rodas,
no qual os alunos puderam trazer bici- A escola é um ótimo
cletas, patins e motoquinhas. Depois lugar para aprender
e se divertir,
seguiram datas como o dia do escultor, inclusive nas férias
brincadeiras com a água, clube dos
meninos e chá de bonecas, gincana,
caça ao tesouro, o mundo do teatro,
jogos de tabuleiro e finalmente o espe-
14 Centro Educacional Pioneiro
Lucas Koji Uchiyama (8ºB) – Menção honrosa Fundamental II

Concurso

Ilustrações contra o bullying


O trabalho preventivo ao bullying e e pela equipe pedagógica tiveram resul- participaram em três categorias (Fun-
orientações sobre os malefícios desta tados marcantes em todas as turmas. damental I, Fundamental II e Ensino
prática são ações que o Pioneiro já Em 2011 o projeto mais significativo Médio) e os doze trabalhos finalistas
desenvolve há anos. Palestras e discus- foi um concurso de cartazes em que o viraram ilustração para um calendário
sões em grupo realizadas pelo psicólogo tema era o “não” ao bullying. Os alunos distribuído aos pais.

Finalistas Fundamental I Finalistas Fundamental II Finalistas Ensino Médio

Fernanda Thiemy Ishida (4ºC) Kelly Yukari Omori (8ºA) Érica Naomi Oshima (2ºM)
Vencedora Vencedora Vencedora

Larissa Kaori Otiai (4ºC) Lucas Koji Uchiyama (8ºB) – André Tsuyoshi Sakiyama (3ºM)
Mariana Aiko Ichicawa Ogido Menção honrosa Lucas Alberto Pessoa (3ºM)
(4ºA) Edgar Kenji Ishida (9ºC) Ricardo Akira Matsufuji (1ºM)
Nicole Tiemi Kussunoki (4ºD) Natália Sayegh Tokunaga (8ºB)

Fevereiro/2012 15
Ex-alunos

A primeira turma...
e as novas gerações
Lembranças mostram que o Centro Educacional Pioneiro cresceu, mas continua com seu formato
familiar, preservando princípios e tradições e mantendo viva a dedicação da dona Michie Akama.
Instalações mais simples, o pátio te de um grupo de pais e professores conheciam cada aluno e faziam ques-
com chão de terra e cerca de duas deze- que se reúnem para partidas de futebol tão de serem presentes.
nas de alunos... Assim era o Centro na escola). Não é por menos que o anti- Destacam ainda o ensino de Mate-
Educacional Pioneiro no início da go professor de educação física (Pau- mática, que leva o aluno a pensar, raci-
década de 1970, quando Silvio Arai e lo) é seu grande ídolo. ocinar e interpretar os conceitos, não
Ulisses Takashi Tsutsumi entraram O mestre também está nas recorda- apenas decorar, uma metodologia ide-
para a escola, fazendo parte da primei- ções de Ulisses, que não era tão fã da alizada e concretizada por dona Elza
ra turminha. bola, mas considera o professor um Akama, referência nacional na área de
Olhando as fotos, tudo parece muito grande mentor para os alunos. Formado Matemática.
diferente. Mas os princípios e a missão em engenharia pelo ITA e casado com a Quando chegou a época de ingressar
do colégio são os mesmos, há 40 anos. advogada Nelci, ele também escolheu o no atual Ensino Médio, a escola ainda
A experiência que viveram e a forma- Pioneiro para suas filhas Letícia e Laís. não oferecia o curso e ambos foram
ção que tiveram os incentivaram a tra- Os amigos que fizeram e os professo- para o tradicional colégio Bandeiran-
zer os seus filhos, formando uma nova res que os orientaram por toda a infân- tes. Foi um grande choque! Eles que se
geração de pioneiros. cia e grande parte da adolescência são sentiam os “reis da escola”, afinal eram
Silvio é engenheiro de Minas forma- alguns dos fatores que destacam como os alunos mais antigos, viraram ape-
do pela Escola Politécnica da USP. positivo em seus processos educativos. nas mais dois na multidão.
Casado com Márcia, empresária da Foi uma trajetória norteada pela disci- De turmas pequenas, que valoriza-
área da educação, é pai de três crian- plina rígida, valorização de princípios vam o trabalho em equipe em clima
ças: Emily, Felipe e Gabrielle. Os dois e companheirismo, uma vivência que colaborativo, passaram a viver um
primeiros já frequentam o colégio e a contribuiu para suas formações como ambiente competitivo. Lá as turmas
caçula se prepara para 2012. cidadãos. eram grandes, eles não conheciam nin-
Desta longa passagem pelo colégio, Mais professores marcantes? Cleo- guém e se sentiam mais um número na
o que mais traz aquela sensação de nice, Elza, Orlando, Tomoca e tantos chamada. Foi uma adaptação difícil,
“saudade boa” são os momentos de outros... Era um relacionamento dife- mas compensadora pela qualidade do
jogar bola, um hábito até hoje (faz par- rente, eles os tratavam pelo nome, ensino que tiveram.

Silvio relembra os momentos


divertidos, como as Festas Juninas e
as partidas de futebol

Ulisses (o segundo da fila de trás)


destaca o companheirismo dos
anos no colégio

16 Centro Educacional Pioneiro