Você está na página 1de 12

Aveiro

29 e 30 de Setembro de 2001
SE…

Se és capaz de conservar o teu bom senso e a calma,


Quando os outros os perdem, e te acusam disso,
Se és capaz de confiar em ti, quando de ti duvidam
E, no entanto, perdoares que duvidem,
Se és capaz de esperar, sem perderes a esperança
E não caluniares os que te caluniam,
Se és capaz de sonhar, sem que o sonho te domine,
E pensar, sem reduzir o pensamento a vício,
Se és capaz de enfrentar o Triunfo e o Desastre,
Sem fazeres distinção entre estes dois impostores,
Se és capaz de ouvir a verdade que disseste,
Transformada por canalhas em armadilhas aos tolos,
Se és capaz de ver destruído o ideal da vida inteira
E construí-lo outra vez com ferramentas gastas,
Se és capaz de arriscar todos os teus haveres
Num lance corajoso, alheio ao resultado,
E perder e começar de novo o teu caminho,
Sem que ouça um suspiro quem seguir ao teu lado,
Se és capaz de forçar teus músculos e nervos
E fazê-los servir se já quase não servem,
Sustentando-te a ti, quando nada em ti resta,
A não ser a vontade que diz: Enfrenta!
Se és capaz de falar ao povo e ficar digno
Ou de passear com reis, conservando-te o mesmo,
Se não pode abalar-te amigo ou inimigo,
E não sofrem decepção os que contam contigo,
Se podes preencher todo o minuto que passa
Com sessenta segundos de tarefa acertada,
Se assim fores, meu filho, a Terra será tua,
Será teu tudo o que nela existe,
E não receies que to roubem.
Mas (ainda melhor que tudo isto)
Se assim fores, serás um HOMEM.

Rudyard Kipling
Programa Detalhado

Sábado – 29 de Setembro
10:00 Recepção
11:00 Abertura
11:30 “Policy on Involvement of Young Members in Decision
Making”
Jacqueline Collier
12:15 Jogo de Apresentação
12:45 Constituição dos Grupos de Trabalho
13:00 Almoço
15:00 Apresentação dos Temas dos Grupos de Trabalho
15:30 Início dos Trabalhos de Grupo (até às 18:30)
19:00 Eucaristia
20:00 Jantar
21:30 Participação no FESCUT

Domingo – 30 de Setembro
10:00 Plenário
Apresentação das conclusões e propostas dos
Grupos de Trabalho
Debate
13:00 Almoço
15:00 The World Scout Youth Forum
Jacqueline Collier
15:30 Testemunho de Participação no WSYF
Miguel Ângelo Alves
16:00 Leitura das conclusões finais do Cenáculo
16:15 Avaliação
17:00 Encerramento e Partida
EUCARISTIA

PARTICIPAÇÃO, SENHOR, TEM


DESENVOLVIMENTO, PAZ PIEDADE DE NÓS

DO+ FA+ DO+ SOL7 DO+


Estamos aqui reunidos Senhor tem piedade de nós
SOL7 DO+ FA+ SOL+
Com a história que temos na mão Somos o Teu povo pecador
FA+ FA+ SOL+ DO+ LA-
Queremos fazer deste mundo Toma a nossa vida de pecado e dor
SOL7 DO+ FA+ SOL7 DO+
Esse reino de libertação Enche-nos do Es pírito do amor
FA+ DO+
É Cristo que nos reuniu Cristo tem piedade de nós...
SOL7
Nesta história de amor Senhor tem piedade de nós...
DO+
Que amigos nos faz
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
FA+ DO+
Sonhando, agindo e rezando
SOL7 DO+ ALELUIA, ALELUIA
Participando gerando a paz ALELUIA, ALELUIA!

DO- FA- VEDE SENHOR


Tomei dois tijolos e telhas
SOL+ DO- Vede, Senhor, quanta gente
E fiz uma casa p'ra juntar o mundo Nunca ouviu falar de vós.
FA- Quanta gente não sabe
Vieram de todos os lados Que deve amar alguém.
SOL+ DO- Senhor, aceita-nos assim.
Trazendo a vida de todas as cores
FA- DO- Vede, Senhor, nós chegámos
Abriram a roda no centro Prontos a dar o que temos:
SOL+ DO+ A vida alegre ou triste,
E os tocadores fizeram dançar O amor que em nós existe.
FA- DO- Senhor, aceita-nos assim.
Partiram o pão e comeram
SOL+ DO+ SANTO
E se alimentaram p'ra participar
Santo, Santo
Se tu não caminhas connosco Santo é o Senhor Deus do Universo
Senhor para onde vamos caminhar? Cheios estão os céus e a terra
Se os homens não partem de ti Da Tua glória, Hossana.
Senhor quem nos livra da destruição Hossana! Hossana! Hossana! Nos Céus!
Mas Tu és a força e eu digo Hossana! Hossana! Hossana! Nos Céus!
Eu creio contigo fazer do amor Bendito o que vem em nome do
O rio que banha os povos Senhor
de pão e alegria Hossana nos céus, Hossana!
Alerta, meu Senhor!
PAI NOSSO DEUS ESTÁ AQUI

Pai Nosso que estais no céu DEUS ESTÁ AQUI


E nos que amam a verdade TÃO CERTO COMO O AR QUE RESPIRO
Faz que o reino que nos prometeste TÃO CERTO COMO O AMANHÃ QUE SE
Chegue hoje aos nossos corações LEVANTA
TÃO CERTO COMO ESTE CANTO QUE
Que o amor, que o Teu filho nos deixou
PODES OUVIR.
Que esse amor, esteja sempre
connosco. Tu O podes sentir movendo-se por entre
E no pão da unidade os ramos
Cristo dá-nos tua paz Tu O podes ouvir cantando connosco aqui
E esquece-te do nosso mal Tu O podes levar quando por esta porta
Se esquecermos o do nosso irmão saíres
Não permitais que caiamos em Tu O podes guardar para sempre no teu
tentação coração
Oh, Senhor! E tem piedade do mundo.
Tu O podes notar a teu lado neste mesmo
instante
Não sejas também daqueles que O não
querem ver
Tu lhe podes contar esse problema que
tens
Jesus está aqui. Se queres, podes segui-
É O MEU CORPO Lo.

Como o Senhor nos amou jamais alguém CAMINHO


pode amar
P’lo caminho da justiça, nos ensina a O vento desce de lá do cimo da
caminhar. montanha
Quando estamos reunidos e partilhamos Abraça o vale dizendo que nos ama
Seu pão, Brilha o sol no alto da ilusão
Ele nos dá o seu amor e a sua paz.
Traz consigo a amizade dentro do
coração
É O MEU CORPO: TOMAI E COMEI.
É O MEU SANGUE: TOMAI E BEBEI. Ideal, contigo cantarei
PORQUE EU SOU A VIDA, PORQUE EU SOU A alegria e a verdade
O AMOR. Que reside na amizade
Ó SENHOR FAZ-NOS VIVER NO TEU AMOR! Ideal, contigo alcançaremos o caminho
Que nos leva a encontrar mais um
Como o Senhor nos amou jamais alguém amigo.
pode amar,
Em todo o que nos legou manifestou o Seu No horizonte, buscamos a união
amor. Juntos partilhamos a alegria e a paixão
“Quem comer a Minha carne e beber o Meu O passado longínquo
sangue, Escondendo no tempo
permanecerá em Mim e Eu nele”. Não deixa morrer a luz do pensamento.
Glória ao Pai que nos criou, glória ao Filho Ideal, contigo cantarei
redentor, A alegria e a verdade
Glória ao Espírito da Vida que nos dá o seu Que reside na amizade
amor. Ideal, contigo alcançamos o caminho
Unidos por este pão que o seu poder Que nos leva a encontrar
transformou Mais um amigo.
Demos graças ao Senhor que nos salvou.
CANCIONEIRO
Tempo Novo
Letra: Rita Andrade Santos
Música: Paulo Valdez e Celso Bento

RE DO# - RE DO# -
1. _ Desde sempre 2. _ Ao chegar
SI - LA SI - LA
sopra uma brisa, ao alto da montanha,
RE DO# - RE DO# -
_ forte envolvência _ desafia o Eco
SI - LA SI - LA
que nos quer guiar, gritando: FELICIDADE!
RE DO# - RE DO# -
_ Sábia Voz _ E ela virá de volta
SI - LA SI - LA
que nos toca o coração. uma e outra vez
RE RE
Sabemos hoje De cada vez que
DO# - DO# -
onde encontres
SI - LA SI - LA
nos pode levar: a dificuldade.
RE DO# - RE DO# -
_ O mundo avança * _ Queremos aceitar
SI - LA SI - LA
com a nossa vontade. o nosso desafio!
RE DO# - RE DO# -
_ Se uma criança _ Caminheiro é
SI - LA SI - LA
sonhar ser Grande: saber crescer por dentro,
RE DO# - SI - RE DO# -
_ Nós queremos realizar ** _ Despertar do sonho
LA SI - LA
esse sonho! realizar a Vida
RE RE
Será um tempo E avançar
DO# - SI - LA DO# -
novo...No-vo! consciente
SI - LA
em cada encruzilhada.

Refrão
MI RE LA MI
_ Seremos realizadores de sonhos (seremos realizadores de sonhos)
RE LA FA# -
Homens Novos, num Tempo Novo. (num Tempo Novo, e Amanhã)
DO# - RE
Seremos realizadores de sonhos (...um Tempo Novo...)
SI - MI
Tempo Novo (...Homens Novos!) HOMENS NOVOS!

RE LA MI
RE DO# - SI - LA
3. _ ... e espalharemos esta mensagem:
RE LA MI * _ La, la, la, la, la, la, la, la, la, la
RE DO# - SI - LA
_ ... há sempre uma brisa que sopra.
FA# - _ La, la, la, la, la, la, la, la, la, la, la
RE DO# -
_ Ela traz
DO# - ** _ Despertar do sonho...
a Voz sábia de Deus
RE SI -
...Cânone
_ e irá tocar-vos
MI
_ o Coração. Refrão
Impele a Tua Própria Canoa Pedacinho de Deus
Letra: Pe. José Nuno Letra: Pe. José Nuno
Música: Alexandre Reis Música: Alexandre Reis
Mi Sol#m
Sol Lám7 Se sentes dentro de ti
Não deixes cair teus olhos Fa#m Si
Sim7 Dó9 A vontade de amar
Não te deixes enganar Mi Sol#m
Sol Ré Em gestos que criem fontes
Olha de frente os escolhos Fa#m Si
Mim Ré Dó9 Sol A audácia de sonhar
Olha podes encalhar Fa#m
Mais longínquos horizontes
É urgente estar atento Sol#m
Ver para onde corre a maré E o apelo a escalar
Ver de onde sopra o vento La Sol#m
Não vás tu perder o pé Cada vez mais altos montes
Fa#m
refrão: Cada vez mais altos montes
Sol Do9 Ré Si La Sol#m Fa#m
B.P. é quem te diz, oh oh Então…
Si Mim Ré Sol
Impele a tua própria canoa REFRÃO
Sol Do9 Ré Mi La9
Se queres mesmo ser feliz Tens em ti, um pedacinho de Deus
Si Mim Re Mi La9
Não te deixes ir à toa Tens rumos certos no coração
Ré Dó9 Ré Mi La9 Re
Impele a tua própria canoa Desperta o sonho, tens em ti os céus
Ré Dó9 Ré Re Mi Do#m7
Impele a tua própria canoa Liberta a vida da palma da mão
Do#m7 La
Sol Lám7 Faz desses rumos, os caminhos teus
A vida não é deserto Si La Mi La9
Sim7 Dó De B.P, recebeste, esta missão!
Não queiras ficar no cais
Sol Ré Se sentes dentro de ti
Lenço rubro é rumo certo Sempre a sede de gritar
Mim Ré Dó9 Ré O nome da liberdade
Decide tu aonde vais A coragem de falar
Sol A palavra da verdade
Não queiras ficar no cais E a servir, participar
Na construção da cidade
Na construção da cidade
Então…

Se sentes dentro de ti
O silêncio inspirar
A paz ao teu coração
Chamando-te a enfrentar
A vida com decisão
E teimas acreditar
Na esperança de um mundo melhor
Na esperança de um mundo bom
Então…
Rumos do Homem Novo Ser Feliz... Aqui
Letra : Pe José Nuno Letra : António Carvalheira
Música : Alexandre Reis Música : António Carvalheira

Dó9 Sim7 Lám7 La* Do#m7


Na vara que se abre em dois caminhos Tu és como um sonho
Dó9 Sim7 Lám7 Sim7 Mi
aceitamos proposta de opção Banhado p’lo mar
Dó9 Sim7 Mim La* Do#m7
sabendo que nunca vamos, sozinhos No teu verde mora a vida
Lám7 Dó9 Ré Sim7 Mi
quando é por Cristo, a decisão. Que entra p’lo meu olhar
Sol Fá
Mochila às costas, com o pão e a palavra La* Do#m7
Dó Ré E é aqui no meio destas montanhas
levamos tenda prontos para partir Sim7 Mi
Sol Fá Que eu me sinto bem
guia-nos um fogo, que não se apaga La* Do#m7
Lám Sim Dó9 Ré Com um mar de amigos e uma tenda
que acende no lenço, a cor do servir. Sim7 Mi
Sou feliz... aqui
Refrão:
Dó9 Sol Lá# Vocal: La** / Do#m7 / Sim7 / Mi
Ser Caminheiro
Fá La** Do#m7 Sim7
nos rumos do Homem novo Como um pássaro solitário que voa
Dó9 Sol Mi
ser construtor, rumo ao sol
Lám7 La** Do#m7
de um mundo novo Como uma árvore que nasce, cresce e
Sim7 Sim7 Ré7maj
caminhando no amor conquista o Céu
Dó9 Ré Sol La** Do#m7 Sim7
ser Homem novo. Seguir Cristo, ser a luz, no meio da
Mi
Pelo projecto pessoal da vida escuridão
sonhamos cada dia o amanhã La** Do#m7
e que queremos de esperança decidida E correr sempre ao contrário desta
e partilhar na carta de clã. Sim7 Ré7maj
Nos rumos, prosseguem aventuras inerte multidão
de encontros do Homem com Deus, na La** Do#m7
história Ser um Caminhe iro como tu, num
a exigir a coragem de rupturas Sim7 Mi
de que a cruz no mundo, gritar memórias. mundo sem ternura
La** Do#m7 Sim7
Nas palavras de montanha, a verdade E aceitar esta aventura de ser feliz...
a chamar por coerência e compromisso Re7maj
o evangelho feito comunidade aqui
vivido em atitude de serviço.
De B.P. vem, o apelo a navegar Vocal: La** / Do#m7 / Sim7 / Mi
caminhos de triunfo, a felicidade
em Jesus Cristo a meta a alcançar
o Homem novo chamado à eternidade.
A Liberdade está em Nós Saltar
Letra : António Carvalheira Letra : António Carvalheira
Música : António Carvalheira Música : António Carvalheira

Ré Fa#m Mi La
O que é que eu preciso Olhar o mundo e saltar
Lam7 Fa#m Mi La
Para dar-te um sorriso e ficares bem? Sentir o medo mas vencer
Ré Lam7 Fa#m Mi La
Basta um sorriso porque eu preciso também É teu o caminho que leva a amar
Dó Mim Fa#m Mi
Somos todos iguais, assim É teu o tempo
Dó Mim Re7maj
E nunca é demais sorrires p’ra mim De sonhar...

Re / Lam7 Fa#m Mi La
E vou ser assim até morrer
Dó Mim Fa#m Mi
Não vale a pena ficarmos sós Feliz por ser louco
Dó Mim La
Pensar que o problema nunca está em nós Mas saber
Dó Mim
A liberdade está em nós Re7maj Mi Fa#m Mi Re7maj
Dó Mim Que a vida afinal não é mais
Mas fica tão longe se ficarmos sós Mi
Que a força de um menino
Refrão: La
Dó Mim sonhador
Chega de queixumes vê se entendes a razão
Dó Mim Re7maj Mi Fa#m Mi Re7maj
É bom que te aprumes levanta esse cu do chão A vida afinal não é mais
Dó Mi
Pega nessa espada, se não tens deita-te à estrada Que a força de um menino
Mim La
Faz da vida um reboliço, queixa-te é das dores do siso Sonhador...

Porque enquanto dás dois passos à espera de
alguns abraços
Mim
Toda a gente diz que não, ninguém abre o coração
Dó Mim
Chega...

Ré Mim
Estamos tão perto do rumo certo, basta tentar
Ré Lam7
Unir a corrente, deitá-la p’ra frente... acreditar
Dó Mim
Que a liberdade está em nós
Dó Mim
Mas fica tão longe se ficarmos sós
Dó Mim
A liberdade está em nós
Dó Mim
Mas fica tão longe se ficarmos sós
Memórias...
A Carta dos Jovens em Marcha (*)

Jovem em Marcha,
Foi-te dada a terra em partilha,
Constrói-a com as tuas mãos.

Jovem em Marcha,
Foi-te dado um corpo, não lhe causes
dano,
Fá-lo manifestar o teu desejo de viver.

Jovem em Marcha,
Foi-te dada a liberdade,
Arrisca-a na tua palavra e nos teus actos.

Jovem em Marcha,
Foi-te dado um lugar entre os homens,
Participa com eles no desenvolvimento do mundo.

Jovem em Marcha,
Foi-te dada a vida, não a sepultes,
Põe-te em marcha no caminho das Bem-Aventuranças.

(*) Carta dos “Jeunes en Marche”,


Scouts de France e Guides de France, 1997

Corpo Nacional de Escutas


Escutismo Católico Português