Você está na página 1de 13

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ – UFPI

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

FUNDAMENTOS EPISTEMOLÓGICOS DA AÇÃO DOCENTE


CURSO DE FILOSOFIA

Resumo de Escrito

JOÃO GUALBERTO DA COSTA RIBEIRO JÚNIOR

PIRACURUCA
2013
JOÃO GUALBERTO DA COSTA RIBEIRO JÚNIOR

FUNDAMENTOS EPISTEMOLÓGICOS DA AÇÃO


DOCENTE
Resumo de Escrito

Trabalho tipo resumo de escrito,


apresentado à cadeira de Didática
Geral, do Curso de Filosofia, da
Universidade Federal do Piauí,
modalidade aberta, como pré-
requisito para obtenção de nota.

Tutora: Talita Aralpe

PIRACURUCA
2013
SUMÁRIO
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 3

1 INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem por objetivo apresentar os fundamentos

epistemológicos da ação docente, sintetizando as idéias principais contidas

no texto original.

Este trabalho constrói um resumo de escrito de natureza sintética, a

partir de exigências complementares da cadeira de Didática Geral, onde se

analisa os principais fundamentos teóricos que viabilizam a prática docente e

a legitima; não se pretende aqui, incorrer em particularidades e/ou minúcias

críticas sobre o texto-base. No entanto, procura-se construir com

fidedignidade, a concatenação substancial pretendida pelo autor.

A abordagem do tema, justifica-se pela necessidade do

conhecimento que torna competente e politicamente responsável, os

fundamentos da prática docente.

Visando analisar o assunto proposto de maneira ordenada e sintética,

incialmente, define-se educação e suas particularidades, a saber: oque é

educação e educação escolar; educação na LDB; concepções de ensino e

aprendizagem; tendências pedagógicas e o papel da didática em relação a

estas tendências.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 4

2 DESENVOLVIMENTO

2.1 O QUE É EDUCAÇÃO

Educação provém do latim e significa desenvolver, extrair.

Em um contexto mais geral, educação refere-se ao indivíduo em

formação, tanto social quanto individualmente, de forma completa, plena.

Socialmente, educação consiste em transmitir os padrões culturais

sociais, através de diversos meios como costumes, crenças e conhecimentos;

individualmente, educação relaciona-se às capacidades de cada ser,

visando o aperfeiçoamento individual.

2.2 A EDUCAÇÃO ESCOLAR

A educação escolar, difere da educação geral, pela proposição e

contemplação de certasa premissas, tais como: o desenvolvimento das

qualidades e competências discentes; domínio da língua madre, das

operações matemáticas, formação em ciências e métodos; formação crítica

e consciente de cidadãos capazes de interagir com a realidade social

vigente.

Estas premissas distinguem basicamente as duas formas de educação:

geral e escolar; uma, voltada aos meios e esferas como um todo; a outra,

zelando especificamente pelo desenvolvimento de grupos populacionais

estipulados.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 5

2.3 A EDUCAÇÃO E A LEI DE DI RETRI ZES E BASES DA EDUC AÇÃO


NACI ONAL

A primeira lei de diretrizes e bases da educação deu-se em 1961, com

a promulgação da lei nº 4024; grandes transformações ocorreu na educação

nacional, na 1ª LDB.

Em 1971, a lei nº 5692, foi promulgada e novamente muitas mudanças

se fizeram, ressaltando-se a organização em 1º e 2º graus; no entanto, o

principal ponto desta lei, reside na implantação da tendência educacional

tecnicista, que sistematizava o 1º grau, como preparação para o trabalho e,

o 2º grau, para ensino profissionalizante.

As maiores mudanças educacionais se fizeram com a promulgação

da LDB nº9394/96, onde foram criados fins educacionais e novas diretrizes e

princípios.

2.4 O ENSI NO-APRENDI ZAGEM

2.4.1 Ensino

Originada do latim, significa marcar, assinalar.

Enquanto competência profissional, ensino consiste na sistematização

visando a transmissão de conhecimentos.

No processo de formação de novos educadores, a principal

prerrogativa do processo ensino-aprendizagem reside na competência e no

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 6

domínio do conhecimento a ser transmitido, com alguma experiência na áre

atuante.

2.4.2 Aprendizagem

Originária do latim, significa apoderar-se.

Aprendizagem pode ser concebida como a assimilação de um

determinado conhecimento; trata-se de um processo que implica mudanças

comportamentais, através da adaptação individual.

Embora ensino e aprendizagem tenham significados diferentes, estão

intimamente relacionados entre si; são interdependentes.

Pode-se afirmar que a aprendizagem é um processo interno, que pode

ocorrer formal ou informalmente. A prendizagem formal é a que se recebe nas

instituições escolares, ao passo que a informal, obtém-se no convívio diário de

locais não institucionalizados, como ruas, casas, praças, etc.

Ensinar é uma arte; trata da organização e do planejamento de

situações para que alguém aprenda. No processo de ensino, há que se

considerar as necessidades e limitações dos envolvidos, para que se possa

criar condições adequadas e favoráveis ao processo.

O educador tem uma importante tarefa no processo ensino-

aprendizagem; deve ensinar a ensinar, criar condições de sensibilizar o aluno

para que assimile determinado conhecimento. É papel do professor,

sistematizar as atividades didáticas, facilitando o processo assimilativo, que é

a raiz de todo o ensino.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 7

O educador deve estimular o aluno a desenvolver habilidades que lhe

competem; melhorar e aperfeiçoar suas qualidades, bem como atuar no

descobrimento de novas habilidades. O professor é, antes de tudo, um

facilitador, a figura que torna apto o processo de ensino-aprendizagem.

2.5 A PEDAGOGI A E AS TENDÊNCI AS PEDAGÓGI CAS E O PAPEL DA


DI DÁTI CA

As tendências pedagógicas e o papel exercido pela didática, pode

ser dividido em dois grupos: pedagogia liberal e pedagogia progressista.

2.5.1 Pedagogia Liberal

A pedagogia liberal consiste numa analogia clara com o processo

capitalista; através da defesa da liberdade e dos interesses individuais, a

propriedade privada e a estrutura da sociedade em classes, tornou-se sua

principal característica.

Na pedagogia liberal, coexistem diversas tendências, a saber:

tendência liberal tradicional; tendência liberal renovada progressivista;

tendência liberal renovada não-diretiva e tendência liberal tecnicista.

A seguir, apresenta-se um gráfico que sintetiza os principais pontos

destas tendências.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 8

Figura 1. SmartArt resumindo as principais tendências pedagógicas

• Preparação moral e intelectual; ênfase na


capacidade individual; conhecimento e
Tendência valores sociais repassados; conteúdos
separados da experiência do aluno; ênfase na
liberal exposição verbal e na memorização; busca a
tradicional retenção, através de aprendizagem receptiva
e mecânica; atividade de ensino centrada no
professor.
• Necessidades adequadas ao meio social;
valorização de processos mentais e
habilidades intelectuais cognitivas, bem como
Tendência da experiência com ênfase nas diferenças
liberal individuais; relacão professor-aluno
renovada democrática; ambiente apenas como meio
progressivista estimulador; pouca aplicabilidade pela
existência de práticas tradicionais; orientação
da aprendizagem com valorização da
aprendizagem discente.

• preocupação com problemas psicológicos;


procura desenvolver um ambiente favorável às
Tendência mudanças internas; secundariedade de
transmissão dos conteúdos; relacionamento
liberal
interpessoal como condição básica;
renovada relacionamento professor-aluno dando-se de
não-diretiva forma pessoal e autêntica; valorização do eu;
preocupação com aconselhamento;
valorização do aprender fazendo.

• atuar nas competências individuais para o


mercado de trabalho; material instrucional
Tendência sistematizados em manuais; controle das
liberal condições que asegurem a recepção de
tecnicista informações; valorização da transmissão do
conhecimento; busca a racionalização e
eficiência do ensino.

Fonte: Didática Geral/VERDE, Eudóxio S. Lima.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 9

2.5.2 Pedagogia progressista

A pedagogia progressista consiste na análise crítica das situações

sociais vigentes, concebendo assim, os fins educacionais de natureza política

e social.

Pode-se subdividir a pedagogia progressista em três tendências:

tendência progressista libertadora; tendência progressista libertária e

tendência progressista crítico-social dos conteúdos.

Abaixo, segue o gráfico apontando as mais relevantes características

sobre estas tendências.

Figura 2. SmartArt contendo resumo de tendências pedagógicas progressistas

• contribuições para a transformação social;


Tendência valorização da educação não-formal;
trabalho educativo baseado em grupos de
progressista discussão; visa a eliminação do autoritarismo
libertadora na relação professor-aluno; princípio centrado
na realidade social e participação ativa.

• contribuições para o processo de autogestão


discente; conteúdo de ensino provém das
Tendência necessidades; métodos baseados nas viências
progressista do grupo; relação professor-aluno baseado na
libertária negação de qualquer forma de autoritarismo;
ênfase na aprendizagem informal e grupal;
centrado nas vivências do grupo.

Fonte: Didática Geral: VERDE, Eudóxio S. Lima.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 10

Figura 3. SmartArt com resumo das tendências pedagógica s progressistas

Tendência • Preparação do aluno através dos conteúdos e


progressista da socialização; conteúdos devem ser bem
crítico-social ensinados, constituindo-se de conteúdos
culturais universais; relação entre a experiência
dos do aluno e a explicação docente;
conteúdos relacionamento professor-aluno baseado nas
trocas sociais; modelos de ensino voltados
para a realidade social; didática estimula o
trabalho pedagógico.

Fonte: Didática Geral: VERDE, Eudóxio S. Lima.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 11

3 CONCLUSÃO

Este trabalho fomentou um resumo de escrito proposto pela cadeira

de didática geral, em âmbito filosófico. Foi apresentado sintetizadamente, as

idéias referentes ao texto-base: fundamentos epistemológicos da ação

docente.

Pôde-se observar aqui a importância das práticas pedagógicas e das

diferentes tendências, na construção do processo ensino-aprendizagem; sem

grandes particularidades, desenvolveu-se a idéia de educação no contexto

geral e escolar, assim como a observância de aspectos relacionados à lei de

diretrizes e bases da educação – LDB.

Dentre todos os pontos abordados, as práticas didáticas que

concorrem para a formação de educadores, ressalta aspectos chaves

quanto à competência profissional e domínio conteudista docente, frente ao

alunado.

As tendências pedagógicas expostas, representam aspectos

educacionais intrínsecos às realidades vividas, onde demonstram a

possibilidade de escolha do educador, frente a variadas formas de trabalhar

o processo ensino-aprendizagem.

Didática Geral
Fundamentos Epistemológicos da Ação Docente 12

FONTES CONSULTADAS

VERDE, Eudóxio Soares Lima. 2010. Didática Geral. [Apostila Eletrônica]


Teresina : EDUFPI/UAPI, 2010. 978-85-7463-319-0.

Didática Geral