Você está na página 1de 8

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

CAMPUS MEDIANEIRA

CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL

VICTOR HUGO DIEL

GUSTAVO RAFAEL SIVERIS

FRANCIELE PAIXÃO DE BORBA

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA:

DIODOS

MEDIANEIRA

ABRIL, 2019
VICTOR HUGO DIEL

GUSTAVO RAFAEL SIVERIS

FRANCIELE PAIXÃO DE BORBA

RELATÓRIO AULA PRATICA:

DIODOS

Relatório técnico de aula pratica, apresentado


como requisito de nota parcial para matéria de
Manutenção Eletrônica, curso superior de
Tecnologia em Manutenção Industrial,
promovido pela Universidade Tecnológica
Federal do Paraná - UTFPR campus de
Medianeira.

Professor: DR. Paulo Job Brenneisen

MEDIANEIRA

ABRIL, 2019
i

RESUMO

Na aula do dia 03/04/2019 foi realizado em laboratório, medições de diodos,


identificando o sentido em que a corrente percorre, a resistência diretamente e
inversamente polarizada, e no caso de transistores, identificar se os mesmos são PNP
ou NPN.
ii

SUMÁRIO

1 Introdução 1

2 Fundamentação Teórica 1

3 Procedimento Experimental 2

4 Resultados e Discussões 2

5 Conclusões 2
1

1 INTRODUÇÃO

Através do uso de multímetro digital, foram realizados testes manualmente, no


qual o multímetro se encontrava em escalas de continuidade e resistência (em
ohms), de forma as medidas obtidas foram confrontadas com os dados do
datasheet de cada componente.

Na eletrônica essa técnica é utilizada em conserto de placas eletrônicas, de forma


a descobrir se cada componente esta queimado, ou teve sua propriedade
danificada.

O foco deste estudo é de aprimoramento básico na eletrônica e a sua aplicação


no dia-a-dia do técnico de manutenção.

2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Os diodos semicondutores são componentes eletrônicos obtidos a partir de


uma junção de materiais semicondutores do tipo P e do tipo N. A junção PN é portanto,
os diodos semicondutores, caracterizam-se por conduzirem a corrente apenas num
sentido, isto é, o diodo se comporta como uma válvula, deixando a corrente passar
apenas num sentido, como sugere a imagem:
2

3 PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Pode-se dizer que o procedimento para verificação de um diodo é simples,


colocando o multímetro em escala de continuidade, é possível saber se o mesmo esta
sendo polarizado diretamente ou inversamente.

Por exemplo, o diodo 1N4007, possui uma marca no seu K (katodo) indicando que a
polarização direta vai do diodo tem o sentido do ANODO>KATODO.

Com o multímetro digital, coloca-se a ponteira vermelha (positiva) no ANODO, e a


ponteira preta (negativo) no KATODO, em escala de continuidade, o resultado
apresentado no visor mostra indicação de 0.642 ohms.

Nos transdutores BC547 (NPN) e BC556, foi usado o mesmo método de um diodo
simples, mas para saber qual tipo de polarização se trata cada componente.

4 RESULTADOS E DISCUSSÕES

Dados coletados a partir da utilização do multímetro digital:


Diodo Valores indicados

1N 4007 Diretamente polarizado 0.642 ohms

Inversamente polarizado tendendo a infinito

BC556 E-B 809 B-C 801 C-E OFFSET = PNP (HFE=362)

BC546 E-B 814 B-C 807 C-E OFFSET= NPN (HFE= 262)

5 CONCLUSÕES

A partir de dados adquiridos nos datasheet de cada componente, é possível


concluir que todos os componentes estão trabalhando normalmente, estando nos
3

parâmetros de medida e respeitando as tolerâncias designadas a que são


atribuídas.
REFERÊNCIAS

http://www.alldatasheet.com/datasheet-pdf/pdf/2473/MOSPEC/2N3771.html

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/14624/PANJIT/1N4007.html

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/2893/MOTOROLA/BC556.html

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/2891/MOTOROLA/BC546.html

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-
pdf/view/25378/STMICROELECTRONICS/TIP41C.html