Você está na página 1de 4

04/06/2019 Expresso | ABC do IRS

IMPOSTOS

ABC do IRS
01.04.2008 às 0h00

   

Se não gosta de arriscar, estes produtos são ideais para o seu dinheiro.

Conheça o glossário do imposto que vai pagar

https://expresso.pt/economia/dinheiro_banco/dinheiro_planear/dinheiro_planear_impostos/abc-do-irs=f563633 1/4
04/06/2019 Expresso | ABC do IRS


JOAQUIM MADRINHA

A
batimentos Despesas que podem ser subtraídas ao rendimento líquido
sujeito a imposto. Em 2007, só serão aceites as pensões de alimentos que o
contribuinte esteja legalmente obrigado a pagar.

Acto isolado É a expressão scal aplicada à declaração dos rendimentos que resultem
de prática laboral não reiterada, sejam imprevisíveis e que não sejam superiores a
metade dos restantes rendimentos. A declaração destes ganhos esporádicos é feita no
Anexo B.

Agregado familiar Número de membros de uma família a que correspondem os


rendimentos sujeitos a imposto. Podem ser cônjuges não separados judicialmente de
pessoas e bens com ou sem dependentes, cada um dos cônjuges ou ex-cônjuges, em
casos de separação, e seus dependentes, pais ou mães solteiros e solteiros sem
dependentes.

Benefícios scais Medidas excepcionais fundamentadas no interesse público extra


scal, que visam beneiciar os sujeitos passivos que contribuam para o interesse
público. Ou seja, borlas que qualquer contribuinte não pode deixar de utilizar para
diminuir a factura a pagar ao sco.

Colecta Montante que resulta da aplicação da taxa de imposto ao rendimento


colectável, depois de se efectuarem as deduções especí cas e os abatimentos ao total
do rendimento bruto. Qualquer parecença com a palavra colheita não é mera
coincidência.

Deduções à colecta Despesas que os contribuintes podem usar para diminuir a factura
(colecta) a pagar ao sco. Estas deduções podem ser de natureza pessoal (segundo a
composição do agregado familiar) ou de outra qualquer (despesas efectuadas e
aplicações em produtos scais)

Deduções especí cas A única diferença face à deinição anterior é que são aplicadas ao
rendimento bruto do sujeito passivo e são mais escassas.

Retenções na fonte No sentido gurativo signi ca origem e resulta de quem paga os


rendimentos (banco ou entidade patronal, por exemplo) estar obrigado, na data de
pagamento, a reter parte dos mesmos a título de imposto para os entregar ao Estado.
Os rendimentos das categorias A, B, E, F, G e H estão sujeitos esta forma de tributação.
https://expresso.pt/economia/dinheiro_banco/dinheiro_planear/dinheiro_planear_impostos/abc-do-irs=f563633 2/4
04/06/2019 Expresso | ABC do IRS

Rendimento colectável Montante que resulta depois de feitas as deduções especí cas

ao rendimento bruto e os abatimentos ao rendimento líquido.

Sujeito passivo Todas as pessoas singulares que residam no território português e as


que, mesmo não residentes, aqui obtenham qualquer rendimento. Na prática, são
todos os alvos do sco.

IRS Imposto sobre o Rendimento Singular, um imposto directo, pessoal e


progressivo, ou seja, quanto mais elevados forem os rendimentos do sujeito passivo,
maior é a taxa de imposto incidente.

Mais-valias Lucro obtido através da compra e venda de um activo.

Dependentes Pessoas que dependem de algo, neste caso, do rendimento de alguém.


Para o sco, os dependentes podem ser lhos, adoptados e enteados não
emancipados ou sujeitos a tutela de maior, desde que não tenham auferido em 2007
um rendimento superior a 14 vezes o salário mínimo (14 x 403¤ = 5642¤).

Rendimento bruto Rendimento total do sujeito passivo, incluindo todos os descontos


realizados pelo mesmo para a Segurança Social e as retenções na fonte de IRS
efectuadas ao longo do ano scal.

Englobamento Obrigatoriedade do contribuinte juntar todos os rendimentos na


mesma declaração de forma a que sejam sujeitos à mesma tabela de taxas de imposto.
Existem, porém, algumas excepções. Os rendimentos de jogos e os obtidos por
contribuintes não residentes não podem ser englobados. Neste último caso, a regra
geral é a tributação à taxa autónoma de 25 por cento.

Quociente conjugal Valor pelo qual é dividido o rendimento colectável de um casal.


Será 2, caso se trate de um casal casado ou unido de facto, ou 1 nos outros casos.

Residentes Para o sco, os residentes são todas as pessoas que tenham vivido,
seguidos ou não, mais de 183 dias de um ano scal em Portugal, que, mesmo tendo
permanecido menos tempo em território nacional, tivessem habitação ocupada como
residência habitual a 31 de Dezembro de 2007, ou pessoas que apesar de trabalharem
fora do país, aqui tenha residência habitual ou seja pago por empresa com sede no
território nacional.

   

https://expresso.pt/economia/dinheiro_banco/dinheiro_planear/dinheiro_planear_impostos/abc-do-irs=f563633 3/4
04/06/2019 Expresso | ABC do IRS

MAIS ARTIGOS

https://expresso.pt/economia/dinheiro_banco/dinheiro_planear/dinheiro_planear_impostos/abc-do-irs=f563633 4/4