Você está na página 1de 78
PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Aula 6:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Aula 6: RegÍncia nominal e verbal (+ colocaÁ„o pronominal). OcorrÍncia de crase.

SUM£RIO

P£GINA

1. RegÍncia Nominal

1

2. RegÍncia de verbos importantes

2

Nominal 1 2. RegÍncia de verbos importantes 2 3. Reconhecimento dos tipos de complemento 8 4.
Nominal 1 2. RegÍncia de verbos importantes 2 3. Reconhecimento dos tipos de complemento 8 4.

3. Reconhecimento dos tipos de complemento

8

4. RegÍncia com pronomes oblÌquos

15

5. ColocaÁ„o dos pronomes oblÌquos ·tonos

17

6. RegÍncia com pronomes relativos

29

7. A estrutura-padr„o da crase

48

8. Crase Facultativa

54

9. O que devo tomar nota como mais importante?

62

10. Lista das questıes apresentadas

63

11. Gabarito

77

Ol·!

Ao analisar v·rias provas da FCC, vemos que a quantidade de questıes de regÍncia normalmente È maior que a de concord‚ncia; por isso esse assunto deve ser visto com muita cautela.

Bom, a regÍncia È cobrada normalmente da seguinte forma:

a) reconhecimento dos tipos de complemento;

b) uso dos pronomes oblÌquos ·tonos;

c) transitividade com pronome relativo e com conjunÁ„o integrante.

AlÈm disso, ela È um elemento muito importante para entendermos a crase, a qual ser· vista adiante.

… importante uma consideraÁ„o. A banca FundaÁ„o Carlos Chagas n„o costuma cobrar questıes de regÍncia pura, isto È, sem se considerar um pronome relativo, ou uma oraÁ„o substantiva, ou o uso de um pronome. Mesmo assim, cabe listar alguns nomes e verbos que podem transmitir d˙vidas quanto ‡ inserÁ„o ou n„o de preposiÁ„o.

Comecemos pela RegÍncia Nominal.

Substantivos, adjetivos e advÈrbios podem, por regÍncia nominal, exigir complementaÁ„o para seu sentido precedida de preposiÁ„o.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 acostumado a,

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

acostumado a, com

curioso de

af·vel com, para

afeiÁoado a, por

aflito com, por

alheio a, de

ambicioso de

amizade a, por, com

amor a, por

ansioso de, para, por

apaixonado de, por

apto a, para

atencioso com, para

avers„o a, por

·vido de, por

conforme a

constante de, em

constituÌdo com, de, por

contempor‚neo a, de

contente com, de, em, por

cruel com, para

desgostoso com, de

desprezo a, de, por

devoÁ„o a, por, para, com

devoto a, de

d˙vida em, sobre, acerca de

empenho de, em, por

falta a, com, para

imbuÌdo de, em

imune a, de

inclinaÁ„o a, para, por

incompatÌvel com

junto a, de

preferÌvel a

propenso a, para

prÛximo a, de

respeito a, com, de, por, para

situado a, em, entre

˙ltimo a, de, em

˙nico a, em, entre, sobre

Agora os verbos

RegÍncia de verbos importantes

Agradar: transitivo direto, com o sentido de “fazer agrado”, “fazer carinho”. Ela agradou o filho. Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, com o sentido de “ser agradável”. O assunto n„o agradou ao homem.

Ajudar, satisfazer, presidir, preceder: transitivos diretos ou indiretos, com a preposiÁ„o a.

Satisfiz as exigÍncias.

ou

Satisfiz ‡s exigÍncias.

Amar, estimar, abenÁoar, louvar, parabenizar, detestar, odiar, adorar, visitar: transitivos diretos.

Estimo o colega.

Adoro meu filho.

Aspirar: transitivo direto quando significa “sorver”, “inspirar”, “levar o ar aos pulmões”: Aspiramos o ar frio da manh„. Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, quando significa “desejar”, “almejar”:

Ele aspira ao cargo.

Assistir: transitivo direto no sentido de “dar assistência”, “amparar”. O mÈdico assistiu o paciente. Mas tambÈm È aceito como transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, neste mesmo sentido: O mÈdico assistiu ao paciente. Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, com o sentido de “ver”, “presenciar”. Meu filho assistiu ao jogo.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Transitivo indireto,

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6 Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, com o sentido de “caber”, “competir”. Esse direito assiste ao rÈu. Intransitivo, com a preposiÁ„o em, com o sentido de “morar”.

Seu tio assistia em um sÌtio. (o termo grifado È o adjunto adverbial de lugar)

Neste sentido, admite o advérbio “onde”: Este È o local onde assisto (onde moro).

Avisar, informar, prevenir, certificar, cientificar: s„o normalmente transitivos diretos e indiretos, admitindo duas construÁıes. Avisei o gerente do problema. Avisei-o do problema. Avisei ao gerente o problema. Avisei-lhe o problema. Avisei o gerente de que havia um problema. Avisei ao gerente que havia um problema.

Cuidado! Veja que tanto o objeto direto quanto o indireto podem ser expressos tambÈm por pronomes oblÌquos ·tonos ou oraÁıes subordinadas substantivas.

Atender: transitivo direto, podendo ser tambÈm transitivo indireto no sentido de dar atenÁ„o a, receber alguÈm, seguir, acatar:

N„o costuma atender os meus conselhos. O ministro atendeu os funcion·rios que o aguardavam. N„o atendeu a observaÁ„o que lhe fizeram.

Transitivo indireto no sentido de responder, prestar auxÌlio a:

Os bombeiros atenderam a muitos chamados. O mÈdico atendeu aos afogados na praia.

Atribuir: transitivo direto e indireto:

O professor atribuiu nota m·xima aos alunos.

Caber: transitivo indireto, no sentido de ser compatÌvel, pertencer:

Cabe a vocÍ esperar pelo melhor.

Note que o sujeito È oracional e o objeto indireto È a pessoa: “a vocÍ”. Normalmente È encontrado nas provas na ordem invertida. Ordenando de maneira mais clara a oraÁ„o, teremos:

Esperar pelo melhor cabe a vocÍ. (Isso cabe a vocÍ)

Pode ser tambÈm intransitivo, no sentido de ficar dentro ou ter cabimento:

O Ùnibus coube naquela garagem. Neste momento, n„o cabem palavras duras.

Os

respectivamente.

Chegar: intransitivo, no sentido de movimento a um destino, exigindo a preposição “a”. Com ideia de movimento de um lugar origem, usa-se a preposição “de”. Deve-se evitar a preposição “em”, muito usada na linguagem coloquial, mas n„o È admitida na norma culta.

tempo,

termos

sublinhados

s„o

adjuntos

adverbiais

de

lugar

e

Cheguei a Fortaleza.

Cheguei de Fortaleza.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Esse verbo

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6 Esse verbo admite o advérbio “aonde” ou a locução “para onde”, não admitindo apenas “onde”.

Obs.: Os termos sublinhados s„o adjuntos adverbiais de lugar.

Transitivo indireto, quando transmite valor de limite:

Seu estudo chegou ao extremo do entendimento.

Convir: transitivo indireto, no sentido de ser ˙til, proveitoso:

ConvÈm a todos lutar pela igualdade.

Note que o sujeito é oracional e o objeto indireto é a pessoa: “a todos”. Normalmente È encontrado nas provas na ordem invertida. Ordenando de maneira mais clara a oraÁ„o, teremos:

Lutar pela igualdade convÈm a todos. (Isso convÈm a todos)

Pode ser tambÈm intransitivo, no sentido de ser conveniente:

N„o convÈm essa atitude. (“essa atitude” é o sujeito)

Chamar: transitivo direto com o sentido de “convocar”. Chamei-o aqui.

Transitivo direto ou indireto, indiferentemente, com o sentido de “qualificar”, “apelidar”; nesse caso, terá um predicativo do objeto (direto ou indireto), introduzido ou n„o pela preposiÁ„o de.

Chamei-o louco. Chamei-lhe louco.

Chamei-o de louco. Chamei-lhe de louco.

A palavra louco, nos dois primeiros exemplos, È predicativo do objeto direto; nos dois ˙ltimos, predicativo do objeto indireto.

Custar: intransitivo, quando indica preÁo, valor.

Os Ûculos custaram oitocentos reais.

Obs.: adjunto adverbial de preÁo ou valor: oitocentos reais.

Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, significando “ser custoso”, “ser difícil”; com esse sentido, normalmente estar· seguido de um infinitivo:

Custou ao aluno entender a explicaÁ„o do professor.

Obs: “entender a explicaÁ„o do professor” È sujeito oracional e “ao aluno” é o objeto indireto. (Isso custou ao aluno)

Esquecer, lembrar, recordar: transitivos diretos, sem os pronomes oblÌquos ·tonos (me, te, se, nos, vos):

Ele esqueceu o livro. Lembrou a situaÁ„o.

Transitivos indiretos com pronomes oblÌquos ·tonos, exigindo preposiÁ„o de.

Ele se esqueceu do livro.

No sentido figurado, h· ainda a possibilidade de o sujeito do verbo "esquecer" n„o ser uma pessoa, mas uma coisa:

Esqueceram-me as palavras de elogio.

Recordou o fato.

Lembrou-se da situaÁ„o.

Recordou-se do fato.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Essa mesma

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6 Essa mesma regÍncia vale para "lembrar", isto È, h· na lÌngua o registro de frases como "N„o me lembrou esper·-la", em que "lembrar" significa "vir ‡

lembranÁa". O sujeito de "lembrou" È "esper·-la", ou seja, esse fato (o ato de esper·-la) n„o me veio ‡ lembranÁa. Os verbos Lembrar e recordar tambÈm podem ser transitivos diretos e

indiretos:

Lembrei ao aluno o dia do teste.

Implicar: transitivo direto quando significa “pressupor”, “acarretar”. Seu estudo implicar· aprovaÁ„o. Transitivo direto e indireto, com a preposiÁ„o em, quando significa “envolver”. Implicaram o servidor no processo. Transitivo indireto, com a preposiÁ„o com, quando significa “demonstrar antipatia”, “perturbar”.

Sempre implicava com o vizinho.

Morar, residir, situar-se, estabelecer-se: pedem adjuntos adverbiais com a preposiÁ„o em, e n„o a: Morava na Rua Onofre da Silva.

Cabe aqui observar que o vocábulo “onde” não pode receber preposição com este verbo. A estrutura “aonde moro” está errada gramaticalmente, o correto È: onde moro.

Namorar: transitivo direto: Ela namorou aquele artista.

Obedecer e desobedecer: transitivos indiretos, com a preposiÁ„o a.

ObedeÁo ao comando.

N„o desobedeÁamos ‡ lei.

Pedir, implorar, suplicar: transitivos diretos e indiretos, com a preposiÁ„o a

(mais raramente, para):

SÛ admitem a preposiÁ„o para quando existe a palavra licenÁa (ou sinÙnimos), clara ou oculta. Ele pediu para sair. (ou seja: pediu licenÁa para)

Perdoar e pagar: transitivos diretos, se o complemento È coisa.

Pediu ao dirigente uma soluÁ„o.

Perdoei o equÌvoco.

Paguei o apartamento

Transitivos indiretos, com a preposiÁ„o a, se o complemento È pessoa.

Perdoei ao amigo.

Paguei ao empregado.

Pode aparecer os dois complementos, sendo o verbo transitivo direto e

indireto:

O FMI perdoar· a dÌvida aos paÌses pobres.

Note que, se no último exemplo retirássemos a preposição “a” e

inserÌssemos a preposiÁ„o de, o verbo passa a ser apenas transitivo direto e o termo preposicionado passa a ser o adjunto adnominal que caracteriza o n˙cleo deste termo. Veja:

O FMI perdoar· a dÌvida dos paÌses pobres.

O Brasil pagou a dÌvida ao FMI.

VTD

+

OD

Preferir: transitivo direto: Prefiro biscoitos. Transitivo direto e indireto, com a preposiÁ„o a: Prefiro vinho a leite.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Cuidado, pois

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6 Cuidado, pois o verbo preferirn„o aceita palavras ou expressıes de intensidade, nem do que ou que. Assim, est· errada a construÁ„o como “Prefiro mais vinho do que leite”.

Presidir: transitivo direto ou indireto:

O chefe presidiu a cerimÙnia.

O chefe presidiu ‡ cerimÙnia.

Proceder: intransitivo, com o sentido de “agir”: Ele procedeu bem. Intransitivo, com o sentido de “justificar-se”: Isso n„o procede. Intransitivo, com o sentido de “vir”, “originar-se”; pede a preposição de. A balsa procedia de BelÈm.

Neste sentido, admite o advérbio “donde” ou a locução “de onde”:

Venho de onde ficou minha inf‚ncia. (=donde)

Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, com o sentido de “realizar”, “dar andamento”: Ele procedeu ao inquÈrito.

Querer: transitivo direto, significando “desejar, ter intenÁ„o de, ordenar, fazer

o favor de":

Transitivo indireto, significando “gostar, ter afeiÁ„o a alguÈm ou a alguma coisa". É normal o advérbio “bem” ficar subentendido ou explícito. Assim, é

exigida a preposiÁ„o a: A m„e quer muito ao filho. ( bem ao filho)

Ele quer a verdade.

quer

Referir-se: transitivo indireto, com a preposiÁ„o a:

O palestrante referiu-se ao problema. Transitivo direto, no sentido narrar, contar: Ele referiu o ocorrido.

Responder: transitivo direto, em relaÁ„o ‡ prÛpria resposta dada. Responderam que estavam bem. Transitivo indireto, em relaÁ„o ‡ coisa ou pessoa que recebe a resposta. Respondi ao telegrama.

¿s vezes, aparece como transitivo direto e indireto:

Respondemos aos parentes que irÌamos.

Simpatizar e antipatizar: transitivo indireto, regendo preposiÁ„o com sem pronome oblÌquo: Simpatizo com Madalena. A construção “Simpatizo-me com Madalena” está errada”, pois não pode haver pronome oblÌquo ·tono.

Visar: transitivo direto quando significa “pôr o visto”, “rubricar”:

Ela visou as folhas.

Transitivo direto quando significa “mirar”: Visavam um ponto na parede. Transitivo indireto, com a preposiÁ„o a, quando significa “pretender”, “almejar”: Visava ‡ felicidade de todos. Aqui n„o È aceito o pronome "lhe" como complemento, empregando-se, assim, as formas "a ele" e "a ela". Algumas gram·ticas aceitam a regÍncia deste verbo na acepÁ„o de “pretender, almejar” como verbo transitivo direto, quando logo após houver um verbo no infinitivo. “O programa visa facilitar o acesso ao ensino gratuito.”

ObservaÁıes importantes: PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6

ObservaÁıes importantes:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

a) Alguns verbos transitivos indiretos, mesmo pedindo a preposiÁ„o a, n„o admitem o pronome lhe como objeto. Veja alguns importantes.

Assistiu ao filme. Aspiro ‡ promoÁ„o. Visava ao concurso. Aludi ao preconceito. Anuiu ao pedido. Procedeu ao inquÈrito. Presidimos ‡ reuni„o.

b) Quando o complemento verbal È o mesmo para dois ou mais verbos, estes devem possuir a mesma regÍncia verbal. Assim, construções como “Fui e voltei de Salvador” transmite erro gramatical. A regência do verbo “Fui” exige a preposição “a”, e a do verbo “voltei” exige preposição “de”. Portanto, deveremos corrigir para: “Fui a Salvador e voltei de l·Veja outros casos:

Assistiu-lhe. (errado) Aspiro-lhe. (errado) Visava-lhe. (errado) Aludi-lhe. (errado) Anuiu-lhe. (errado) Procedeu-lhe. (errado) Presidimos-lhe. (errado)

Assistiu a ele. (certo) Aspiro a ela. (certo) Visava a ele. (certo) Aludi a ele. (certo) Anuiu a ele. (certo) Procedeu a ele. (certo) Presidimos a ela. (certo)

Gostei e comprei o carro.

Conheci e n„o simpatizei com Carlos. Conheci Carlos e n„o simpatizei com ele.

Gostei do carro e o comprei.

n„o simpatizei com ele . Gostei do carro e o comprei. ConstruÁ„o viciosa ConstruÁ„o gramaticalmente correta
n„o simpatizei com ele . Gostei do carro e o comprei. ConstruÁ„o viciosa ConstruÁ„o gramaticalmente correta

ConstruÁ„o viciosa

ConstruÁ„o gramaticalmente correta

Quest„o 1: DPE RS 2011 Superior (banca FCC)

Qual das alternativas expressa linguagem culta e a linguagem informal, respectivamente?

(A)

"Assistir ‡ televis„o" e "visar a um objetivo".

(B)

"Atender o telefone" e "responder a pergunta".

(C)

"Responder ‡ pergunta" e "assistir ‡ televis„o".

(D)

"Responder a pergunta" e "visar um objetivo".

(E)

"Visar a um objetivo" e "atender o telefone".

Coment·rio:

A linguagem informal È aquela que n„o segue os rigores das

normas gramaticais, isto È, algo comumente falado, mas n„o deve ser escrito

por fugir ‡ norma culta. Assim, elencamos abaixo as expressıes da norma culta e da linguagem informal. Veja:

 

culta

informal

“Assistir à televisão” “Visar a um objetivo” “Responder à pergunta”

“Atender o telefone” “Responder a pergunta” “Visar um objetivo”

Portanto, a alternativa correta È a (E).

Gabarito: E

Quest„o 2: TST 2012 Analista Judici·rio £rea Judici·ria (banca FCC)

“O que definia o século XIX era a mudança: mudança em termos de e em funÁ„o dos objetivos das regiıes din‚micas do Atl‚ntico norte, que eram, ‡ Època, o n˙cleo do capitalismo mundial.”

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Estrutura que

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Estrutura que considera, como a destacada acima, corretamente as regÍncias, encontra-se em frases que seguem, com EXCE« O desta ˙nica:

(A)

Comprovou que e alegou de que os documentos eram originais.

 

(B)

Segurou o menino com e pela m„o esquerda.

 

(C)

Por conta de e para saldar as dÌvidas, penhorou seu ˙nico imÛvel.

 

(D)Necessitava

de

e

exigia

os

documentos

que

haviam

ficado

retidos

 

indevidamente.

 

(E)

Os estados se unificaram em e por uma sÛlida confederaÁ„o.

 

Coment·rio: Na frase original, percebemos que o substantivo “mudanÁa” rege dois termos: “em termos de” e “em funÁ„o dos, cada um com um sentido diferente. A alternativa (A) é a errada, pois tanto o verbo “Comprovou” quanto o verbo “alegou” são transitivos diretos. Dessa forma, n„o cabe a preposiÁ„o de”. Além disso, por possuírem a mesma regência, não há necessidade da repetição da conjunção integrante “que”. Veja a forma correta:

 

Comprovou e alegou que os documentos eram originais.

 
 

A

alternativa (B) est· correta, pois h· dois adjuntos adverbiais de modo,

iniciados por duas preposiÁıes de valores diferentes. Veja:

 
 

Segurou o menino com e pela m„o esquerda.

 

A

alternativa (C) est· correta, pois h· uma locuÁ„o prepositiva que inicia

oraÁ„o subordinada adverbial de causa (“Por conta de saldar as dÌvidas”) e há uma preposição que inicia oração subordinada adverbial de finalidade (“para saldar as dÌvidas”). Veja:

 

Por conta de e para saldar as dÌvidas, penhorou seu ˙nico imÛvel.

 

A alternativa (D) est· correta, pois o verbo “Necessitava” é transitivo indireto e exige a preposição “de” (Necessitava dos documentos), e o verbo exigia” é transitivo direto, por isso não é seguido de preposição. Veja:

Necessitava de e exigia os documentos que haviam ficado retidos indevidamente.

A alternativa (E) está correta, pois o verbo “unificaram” admite tanto a preposição “em” (se unificaram em uma sÛlida confederaÁ„o), iniciando o objeto indireto, quanto a preposição “por” iniciando um adjunto adverbial de causa (se unificaram por uma sÛlida confederaÁ„o). Veja:

 

Os estados se unificaram em e por uma sÛlida confederaÁ„o.

 

Gabarito: A

 

Reconhecimento dos tipos de complemento

Esse È um tema j· visto na aula de sintaxe da oraÁ„o. Para este tipo de quest„o, basta analisarmos a estrutura da oraÁ„o e entendermos as formas como aparecem os complementos verbais e nominal.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Como percebi

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6 Como percebi que neste ponto alguns alunos est„o com d˙vida, inseri mais algumas questıes, mesmo j· tendo feito um pouco delas naquela aula.

Antes de entrar nestes exercÌcios, leia atentamente a estrutura b·sica da sintaxe. Note, ainda, que praticamente o que cai em prova È o reconhecimento do verbo transitivo direto e seu objeto direto. Este È o termo sem preposiÁ„o. Ent„o, basta vocÍ achar o verbo, procurar o sujeito e perceber o termo sem preposiÁ„o. … ele o objeto direto.

Nas escolas, aprendemos que, para achar o objeto direto, basta fazer a pergunta “o quÍ?”; e, para achar o sujeito, basta fazer a pergunta “quem?.

Isso funciona muito bem quando temos como sujeito uma pessoa e como objeto direto uma coisa. Veja:

O delegado iniciou o inquÈrito. O juiz declarou que o rÈu È culpado.

É fácil perceber “quem” iniciou e “quem” declarou: os termos “O delegado” e “O juizs„o claramente os sujeitos.

Sabemos tambÈm o que o delegado iniciou e o que o juiz declarou. Assim, “o inquÈrito” é o objeto direto do verbo “iniciou”, e a oração “que o rÈu È culpado” tem valor de objeto direto (oração subordinada substantiva objetiva direta).

Mas vocÍ deve tomar cuidado com verbos, como “caber”, “convir”, “assistir”, “importar”, “bastar”, “urgir”, “custar” etc; pois admitem o sujeito como uma coisa e a pessoa como o objeto indireto. Isso atrapalha muita gente que decora aquelas perguntas. Veja estes exemplos:

Aos adolescentes basta uma palavra de motivaÁ„o. Aos amigos basta a cooperaÁ„o. Aqui nestes dois exemplos, não cabe a pergunta “quem?” para acharmos o sujeito; também não cabe a pergunta “o quê?” para acharmos o objeto direto. Isso ocorre porque a regÍncia deste e dos outros verbos elencados acima faz com que o sujeito seja uma coisa, e o complemento verbal, uma pessoa. Tanto assim que os termos “Aos adolescentes” e “Aos amigos” são iniciados por preposiÁ„o.

sujeito

OI

Dessa forma, sabemos que algo basta a alguÈm.

Aos adolescentes basta uma palavra de motivaÁ„o.

objeto indireto

+

VTI +

sujeito

Aos amigos basta a cooperaÁ„o.

objeto indireto+VTI +

sujeito

Anote esses verbos, vocÍ os ver· algumas vezes nas questıes tanto de regÍncia, quanto de crase, alÈm de ter passado por eles na aula de concord‚ncia. Bom! Ent„o, vamos praticar, para espantar as d˙vidas!!!!!!

Quest„o 3: ManausPrev 2015 TÈcnico Previdenci·rio (banca FCC)

Encontra-se o mesmo tipo de complemento que o sublinhado no segmento ArqueÛlogos americanos tambÈm vasculharam ·reas arqueolÛgicas da

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 AmazÙnia em:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

AmazÙnia

em:

(A)

Uma parte das vasilhas apresentava curiosas decoraÁıes e pinturas em preto e vermelho.

(B)

que dispunha de diversas peÁas

(C)

ainda existem regiıes ocultas situadas no interior da AmazÙnia

(D)

Jo„o Barbosa Rodrigues faleceu em 1909.

(E)

a

cultura miracanguera continua oficialmente “inexistente”

Coment·rio: O verbo “vasculharam” é transitivo direto e “·reas arqueolÛgicas da AmazÙniaÈ o objeto direto. Assim, devemos encontrar, dentre as alternativas, a que possui o mesmo tipo de complemento. A alternativa (A) é a correta, pois o verbo “apresentava” é transitivo direto e “curiosas decoraÁıes e pinturas em preto e vermelhoÈ o objeto direto. Na alternativa (B), o verbo “dispunha” é transitivo indireto e “de diversas peÁas” é o objeto indireto. Na alternativa (C), o verbo “existem” é intransitivo e a express„o regiıes ocultasÈ o sujeito. Na alternativa (D), o verbo “faleceu” é intransitivo e “em 1909” é o adjunto adverbial de tempo. Na alternativa (E), o verbo “continua” é de ligação e “inexistente” é o predicativo.

Gabarito: A

 

Quest„o 4: TRE RR 2015 TÈcnico Judici·rio (banca FCC)

O jogador busca o sucesso pessoal

A mesma relaÁ„o sint·tica entre verbo e complemento, sublinhados acima, est· em:

(A)

… indiscutÌvel que no mundo contempor‚neo

(B)

o futebol tem implicaÁıes e significaÁıes psicolÛgicas coletivas

(C)

e funciona como escape para as pressıes do cotidiano.

(D)

A soluÁ„o para muitos È a reconvers„o em tÈcnico

(E)

que depende das qualidades pessoais de seus membros.

Coment·rio: O verbo “busca” é transitivo direto e “o sucesso pessoalÈ o objeto direto. Assim, devemos encontrar, dentre as alternativas, a que possui o mesmo tipo de complemento. Na alternativa (A), o verbo “é” é de ligação e “indiscutÌvel” é o predicativo. A alternativa (B) é a correta, pois o verbo “tem” é transitivo direto e “implicaÁıes e significaÁıes psicolÛgicas coletivasÈ o objeto direto. Na alternativa (C), o verbo “funciona” é intransitivo e “como escape” é o adjunto adverbial de modo. Na alternativa (D), o verbo “é” é de ligação e “a reconvers„o em tÈcnico” é o predicativo. Na alternativa (D), o verbo “depende” é transitivo indireto e “das qualidades pessoais de seus membros” é o objeto indireto.

Gabarito: B

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Quest„o 5

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Quest„o 5: TRT 19™ R 2014 TÈcnico Judici·rio (banca FCC)

A AmazÙnia tem tambÈm a maior bacia fluvial do mundo

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento do grifado acima est· em:

(A)

a perda de ambientes naturais È maior numa regi„o

(B)

a maior parte est· no Brasil

(C)

as florestas de v·rzea sofrem mais com a ocupaÁ„o humana.

(D)

que levam direta ou indiretamente ‡ perda de h·bitats

(E)

que detÈm 69% da ·rea coberta pela floresta.

Coment·rio: O verbo “tem” é transitivo direto e “a maior bacia fluvial do mundoÈ o objeto direto. Assim, devemos encontrar, dentre as alternativas, a que possui o mesmo tipo de complemento. Na alternativa (A), o verbo “é” é de ligação e “maior” é o predicativo. Na alternativa (B), o verbo “está” é intransitivo e “no Brasil” é o adjunto adverbial de lugar. Na alternativa (C), o verbo “sofrem” é transitivo indireto e “com a ocupaÁ„o humana” é o objeto indireto. Na alternativa (D), o verbo “levam” é transitivo indireto e “‡ perda de h·bitatsÈ o objeto indireto.

A alternativa (E) é a correta, pois o verbo “detém” é transitivo direto e “69% da ·rea cobertaÈ o objeto direto.

Gabarito: E

Quest„o 6: TRT 19™ R 2014 Analista Judici·rio (banca FCC)

que acompanham as fronteiras ocidentais chinesas

O

verbo que, no contexto, exige o mesmo tipo de complemento que o da frase

acima est· em:

(A)

A Rota da Seda nunca foi uma rota ˙nica

(B)

Esses caminhos floresceram durante os primÛrdios da Idade MÈdia.

(C)

viajavam por cordilheiras

(D)

atÈ cair em desuso, seis sÈculos atr·s.

(E)

O maquinista empurra a manopla do acelerador.

Coment·rio: O verbo “acompanham” é transitivo direto e “as fronteiras ocidentais chinesasÈ o objeto direto. Assim, devemos encontrar, dentre as alternativas, a que possui o mesmo tipo de complemento. Na alternativa (A), o verbo “foi” é de ligação e “uma rota ˙nica” é o predicativo. Na alternativa (B), o verbo “floresceram” é intransitivo e “durante os primÛrdios da Idade MÈdia” é o adjunto adverbial de tempo. Na alternativa (C), o verbo “viajavam” é intransitivo e “por cordilheirasÈ o adjunto adverbial de lugar. Na alternativa (D), o verbo “cair” é intransitivo e “em desuso” é o adjunto adverbial de modo. A alternativa (E) é a correta, pois o verbo “empurra” é transitivo direto e “a manopla do aceleradorÈ o objeto direto.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Gabarito :

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Gabarito: E

Quest„o 7: ALEPA 2013 Consultor Legislativo (banca FCC)

Havia por esse tempo a revoluÁ„o de S„o Paulo

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o verbo grifado acima

est· empregado em:

(A)

RaÌzes do sangue e da terra, que vinham de Jo„o do Rego Cavalcanti e AmÈlia do Rego Cavalcanti, seus pais

(B)

Seu primeiro livro − Menino de engenho − é chave de uma obra

(C)

Uma ediÁ„o de 2000 exemplares foi quase toda vendida no Rio.

(D)

ConfluÌram em seus livros caminhos de diversas origens

(E)

DaÌ por diante sua obra n„o conheceu interrupÁıes maiores.

Coment·rio: O verbo “Havia” encontra-se no sentido de existir. Por isso, È transitivo direto e o termo “a revoluÁ„o de S„o Paulo” é o objeto direto. O mesmo ocorre na alternativa (E), pois o verbo “conheceu” é transitivo direto, o termo “sua obra” é o sujeito e “interrupÁıes maiores” é o objeto direto. A alternativa (A) está errada, pois “vinham” é transitivo indireto e “de Jo„o do Rego Cavalcanti e AmÈlia do Rego Cavalcanti” é o objeto indireto. A alternativa (B) está errada, pois o verbo “é” é de ligação e o termo “chave de uma obra” é o predicativo. A alternativa (C) está errada, pois a locução verbal “foi vendidaencontra-se na voz passiva e o termo “Uma ediÁ„o de 2000 exemplares” é o sujeito paciente. A alternativa (D) está errada, pois o verbo “confluÌram” é intransitivo, seu sujeito é o termo “caminhos de diversas origens” e o termo “em seus livros” é o adjunto adverbial de lugar.

Gabarito: E

Quest„o 8: DPE RS 2013 TÈcnico-Administrativo (banca FCC)

o romance de estreia, Clarissa, que marca muito bem o inÌcio da sua popularidade.

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o grifado acima est·

empregado em:

 

(A)

Seu traÁo de uni„o È determinado pela presenÁa contÌnua e entrelaÁada de certos personagens

(B)

Seus primeiros trabalhos apareceram em livro, em 1932

(C)

o romancista preocupa-se com a investigaÁ„o das origens e formaÁ„o do seu Estado natal.

(D)

…rico VerÌssimo nasceu no Rio Grande do Sul (Cruz Alta) em 1905

(E)

A obra do ficcionista [

]

abrange duas etapas

Coment·rio: O verbo “marca” é transitivo direto e o termo “o inÌcioÈ o objeto direto. Ressalta-se que o termo “da sua popularidade” não completa o sentido do verbo, mas do substantivo “inÌcio”. Portanto, é um complemento nominal. Além disso, os termos “muito” e “bem” não são regidos pelo verbo, por serem adjuntos adverbiais de intensidade e modo, respectivamente.

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Assim, devemos

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Assim, devemos perceber que devemos nos ater na transitividade direta deste verbo e seu complemento.

A

alternativa (A) está errada, pois “È determinado” é uma locução verbal

da voz passiva e em seguida há o agente da passiva “pela presenÁa contÌnua e

entrelaÁada de certos personagens”.

A

alternativa (B) está errada, pois “apareceram” é verbo intransitivo e

os termos “em livro” e “em 1932” são adjuntos adverbiais de lugar e tempo,

respectivamente.

A

alternativa (C) está errada, pois o verbo pronominal “preocupa-se” é

seguido do objeto indireto “com a investigaÁ„o.

A

alternativa (D) está errada, pois “nasceram” é verbo intransitivo e os

termos “no Rio Grande do Sul (Cruz Alta)” e “em 1905” são adjuntos adverbiais de lugar e tempo, respectivamente.

A

alternativa (E) é a correta, pois o verbo “abrange” é transitivo direto e

duas etapas” é o objeto direto.

Gabarito: E

Quest„o 9: TRT 1™R 2013 TÈcnico Judici·rio (banca FCC)

E como dizer que a cidade, ao fim, deixara de corresponder ‡ modernidade empenhada?

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o verbo grifado acima

est· empregado em:

 

(A)

Houve um sonho monumental

(B)

Nada superar· a beleza

(C)

Filho de fazendeiros, fora o ˙nico ateu e comunista da famÌlia

(D)

No Planalto Central, construÌra a identidade escultural do Brasil.

(E)

BrasÌlia [

]

resultara em alguma decepÁ„o.

Coment·rio: O verbo “corresponder” é transitivo indireto e termo “

modernidade empenhada” é o objeto indireto. O mesmo ocorreu na alternativa (E), pois o verbo “resultara” é transitivo indireto e “em alguma decepção” é o objeto indireto.

 

A

alternativa (A) está errada, pois o verbo “Houve” é transitivo direto e

um sonho monumentalÈ o objeto direto.

 

A

alternativa (B) está errada, pois “superará” é transitivo direto e “a

beleza” é o objeto direto.

 

A alternativa (C) está errada, pois “fora” é um verbo de ligação.

A alternativa (D) está errada, pois o verbo “construíra” é transitivo

direto e “a identidade escultural do BrasilÈ o objeto direto.

Gabarito: E

 

Quest„o 10: SERGIPE G£S S.A. 2013 Administrador (banca FCC)

a que ponto a astronomia facilitou a obra das outras ciÍncias

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o grifado acima est·

empregado em:

(A)

astros que ficam t„o distantes

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 (B) que

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

(B)

que a astronomia È uma das ciÍncias

(C)

que nos proporcionou um espÌrito

(D)

cuja import‚ncia ninguÈm ignora

(E)

onde seu corpo n„o passa de um ponto obscuro

Coment·rio: O verbo “facilitou” é transitivo direto e o termo “a obra das

outras ciÍnciasÈ o objeto direto. O mesmo tipo de complemento encontra-se na alternativa (D), porque o pronome “ninguÈm” é o sujeito, o verbo “ignora” é transitivo direto e o termo “cuja import‚ncia” é o objeto direto.

 

A

alternativa (A) está errada, porque “ficam” é um verbo de ligação e

distantes” é o predicativo do sujeito.

 

A

alternativa (B) está errada, porque “È” é um verbo de ligação e “uma

das ciÍncias” é o predicativo do sujeito.

 

A

alternativa (C) está errada, porque o pronome relativo “que” é o

sujeito, o verbo “proporcionou” é transitivo direto e indireto, o termo “um espÌrito” é o objeto direto e “nos” é o objeto indireto.

 

A

alternativa (E) está errada, porque “seu corpo” é o sujeito, o verbo

passa” é transitivo indireto e o termo “de um ponto obscuro” é o objeto

indireto.

 

Gabarito: D

 

Quest„o 11: DPE SP 2013 Administrador de Redes (banca FCC)

 

constava simplesmente de uma vareta quebrada em partes desiguais

O

verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o grifado acima est·

empregado em:

 

(A)

Em campos extensos, chegavam em alguns casos a extremos de sutileza.

(B)

eram comumente assinalados a golpes de machado nos troncos mais robustos.

(C)

Os toscos desenhos e os nomes estropiados desorientam, n„o raro, quem

(D)

Koch-Gr¸nberg viu uma dessas marcas de caminho na serra de TunuÌ

(E)

em que t„o bem se revelam suas afinidades com o gentio, mestre e colaborador

Coment·rio: O verbo “constava” é transitivo indireto e o termo “de uma varetaÈ o objeto indireto. Tal termo foi estendido pela oraÁ„o subordinada adjetiva restritiva reduzida de particípio “quebrada em partes desiguais”. Tal oração e o advérbio “simplesmente” não são complementos verbais, por isso devem ser ignorados para resolver esta quest„o.

 

A

alternativa (A) é a correta, pois o verbo “chegavam” é transitivo

indireto e o termo “a extremos de sutileza” é o objeto indireto. Algumas

pessoas podem ter ficado na d˙vida quanto ‡ possibilidade de este verbo ser intransitivo, pois muitas vezes o vemos sendo empregado com ideia de destino a algum lugar (chegar ao trabalho, chegar ao destino). Nesse caso, devemos subentender a pergunta “aonde?”, algo que não ocorre nesta alternativa, pois podemos subentender a pergunta “a quê?” (chegavam a quê?). Note ainda que a expressão “em alguns casosÈ um adjunto adverbial

e

n„o È um complemento do verbo e deve ser excluÌdo na resoluÁ„o da

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 quest„o. Na

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

quest„o. Na alternativa (B), o verbo “eram” é de ligação. Na alternativa (C), o verbo “desorientam” é transitivo direto e o termo “quem” é o objeto direto. Na alternativa (D), o verbo “viu” é transitivo direto e o termo “uma dessas marcas de caminho” é o objeto direto. Na alternativa (E), o verbo “revelam” é transitivo direto, o pronome “se” é apassivador e o termo “suas afinidades” é o sujeito paciente. Para termos certeza de que realmente h· o pronome apassivador, devemos transformar a voz passiva sintÈtica em analÌtica. Veja:

t„o bem se revelam suas afinidades t„o bem s„o reveladas suas afinidades

Gabarito: A

Acredito que, com esses exercÌcios, tenhamos percebido melhor este tipo de quest„o. Agora, veremos alguns pronomes importantes na regÍncia.

RegÍncia com pronomes oblÌquos

Pronomes s„o palavras que servem para fazer referÍncias a outras palavras, com coes„o entre ideias. Esses pronomes podem acompanhar um nome ou substituÌ-lo. Veja:

Rodolfo adquiriu sua casa prÛpria. Ele a comprou ‡ vista. O pronome “sua” está acompanhando a palavra “casa”, caracterizando-a, por isso se flexiona de acordo com ela. Dizemos neste caso que esse È um pronome adjetivo. Os pronomes “Ele” e “a” retomam nomes já referenciados anteriormente no texto (Ele=Rodolfo; a=casa). Dizemos, ent„o, que s„o pronomes substantivos, pois substituem os nomes anteriores. Esse recurso È chamado de coes„o referencial, o pronome n„o tem valor sozinho, ele depende de uma palavra expressa anteriormente. S„o v·rios os pronomes com essa caracterÌstica, mas vamos restringir aos pronomes oblÌquos ·tonos.

Os pronomes pessoais oblíquos átonos são “me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, os lhes”. Porém, cabe aqui trabalharmos apenas os pronomes pessoais oblíquos átonos “o, a, os, as, lhe, lhes”, por serem exigidos pela regência no tipo de quest„o que veremos a seguir.

Os pronomes “o, a, os, as” serão os objetos diretos. Veja no exemplo anterior que “comprou” é verbo transitivo direto e “a” é o objeto direto, o qual retomou o substantivo “casa”. Mudando o referente para o masculino, temos:

Ana comprou um livro (comprou-o).

Ana comprou uns livros (comprou-os).

Quando esse verbo transitivo direto terminar com “r”, “s” ou “z”, o pronome átono “o” e suas variações receberão “l”. Veja:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Vou canta

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Vou cantar uma m˙sica.

Vou vender o carro.

Vou compor uma m˙sica.

VTD +

OD

VTD

+

OD

VTD

+

OD

Vou cant·-la.

Vou vendÍ-lo.

Vou compÙ-la.

VTD+ OD

VTD+ OD

VTD + OD

Note que os verbos “cantar”, “vender” e “compor” s„o palavras oxÌtonas. Ao perderem o “r”, passam a receber acento gr·fico, por serem oxÌtonas terminadas em “a”, “e”, “o”.

Mas, com verbo terminado em “ir”, a retirada do “r” não faz com que haja acento, pois não se acentua oxítona terminada em “i”:

Vou partir o bolo.

VTD

+

OD

oxítona terminada em “i”: Vou partir o bolo . VTD + OD Vou part i -

Vou parti-lo.

VTD + OD

PorÈm, acentua-se a palavra que possua hiato em que a segunda vogal seja “i”. Veja:

A prefeitura vai construir uma ponte.

VTD

+

OD

Veja: A prefeitura vai construir uma ponte . VTD + OD A prefeitura vai constru Ì

A prefeitura vai construÌ-la.

VTD + OD

Vamos agora a exemplos com “s” e “z”:

Solicitamos o documento.

a exemplos com “s” e “z”: Solicitamos o documento . Solicitamo- l o . VTD +

Solicitamo-lo.

VTD + OD

VTD

+

OD

Refiz o documento.

VTD

+

Quando

OD

o

verbo

+ OD VTD + OD Refiz o documento . VTD + Quando OD o verbo transitivo

transitivo

Refi-lo.

VTD + OD

direto

nasalização (~), recebe “n”:

terminar

com

“m”

ou

sinal

de

Cantam a m˙sica.

Cantam- n a .

Cantam-na.

Pıe a m˙sica!

Cantam a m˙sica . Cantam- n a . Pıe a m˙sica !

VTD

+

OD

VTD + OD

VTD + OD

VTD

+

OD

VTD + OD VTD + OD VTD + OD

Pıe-na!

VTD + OD

Os pronomes “lhe, “lhes” ocupam as funções sintáticas de objeto indireto, complemento nominal, alÈm de poderem possuir valor de posse.

Objeto indireto: Complemento nominal: Paguei ao m˙sico. Paguei-lhe. Sou fiel a vocÍ. Sou-lhe fiel. VTI
Objeto indireto:
Complemento nominal:
Paguei ao m˙sico.
Paguei-lhe.
Sou
fiel
a vocÍ.
Sou-lhe fiel.
VTI
+
OI
VTI + OI
VL + predicativo +
CN
VL+CN+
predicativo

Valor de posse:

H· gram·ticos que entendem este pronome como objeto indireto, outros como adjunto adnominal; mas isso, para a FundaÁ„o Carlos Chagas, n„o importa. O que interessa È o valor de posse.

As pernas dela doem.

Roubaram a sua bolsa.

Sujeito

+

VI

VTD

+

OD

Doem-lhe as pernas.

Roubaram-lhe a bolsa.

VI +

sujeito

 

VTD +

OD

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 a) S„o

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

a) S„o palavras atrativas: advÈrbios , pronomes relativos , interrogativos ,

conjunÁıes subordinativas 4 e, normalmente, as negaÁıes 5 :

Sempre se encontram. … a pessoa que nos orientou. Quem te disse isso? Nada foi feito, embora 4 se conhecessem as consequÍncias da omiss„o. N„o 5 me falaram nada a respeito disso.

b) Se, apÛs a palavra atrativa houver pausa (vÌrgula, ponto-e-vÌrgula, dois-

pontos etc), a atraÁ„o perde forÁa e o pronome deve posicionar-se apÛs o

verbo:

N„o nos falaram a verdade. N„o, falaram-nos a verdade.

Agora nos fale a verdade.

Agora, fale-nos a verdade.

c) O pronome ·tono, n„o inicial, pode vir antes da palavra negativa:

descia

eu para Nápoles a busca de sol que o n„o havia nas terras do norte.”

d)

A colocaÁ„o pronominal enclÌtica ocorre por forÁa gramatical, porÈm os

autores modernos tÍm optado pela prÛclise, mesmo n„o havendo palavra

atrativa, haja vista o processo eufÙnico (soar melhor). Veja:

O

marceneiro feriu-se com a l‚mina.

O

marceneiro se feriu com a l‚mina.

MesÛclise: o pronome È intercalado ao verbo, que deve estar no futuro do presente do indicativo ou no futuro do pretÈrito do indicativo. Mas, se houver palavra atrativa, mesmo com os verbos nestes tempos, a colocaÁ„o È a prÛclise:

Mostrar-lhe-ei meus escritos. Nunca lhe mostrarei meus escritos.

Agora, veja essas regras com uma locuÁ„o verbal:

Falar-vos-iam a verdade? Jamais vos falarei a verdade.

O pronome oblÌquo ·tono pode posicionar-se em qualquer das trÍs formas a seguir:

 

infinitivo

ger˙ndio

particÌpio Tenho-lhe falado. Tenho lhe falado.

1

Vou-lhe falar.

Estou-lhe falando.

2

Vou lhe falar.

Estou lhe falando. Estou falando-lhe.

3

Vou

falar-lhe.

verbo auxiliar

verbo principal

verbo auxiliar

verbo principal

verbo auxiliar

verbo principal

Quando h· hÌfen, sabe-se que ocorre Ínclise. Assim, na estrutura 1, h· Ínclise ao verbo auxiliar; na 2 h· prÛclise ao verbo principal e na 3 h· Ínclise ao verbo principal. Note que n„o pode haver Ínclise com verbo no particÌpio. Observe tambÈm que n„o se muda o sentido com a mudanÁa de posiÁ„o do pronome oblÌquo ·tono. Outra importante observaÁ„o: via de regra, com palavra atrativa, o pronome oblÌquo ·tono ficar· proclÌtico ao auxiliar ou ao principal, e enclÌtico ao principal:

infinitivo 1 N„o lhe vou falar. 2 N„o vou lhe falar. 3 N„o vou falar-

infinitivo

1 N„o lhe vou falar.

2 N„o vou lhe falar.

3 N„o vou falar-lhe.

verbo auxiliar

verbo principal

ger˙ndio N„o lhe estou falando. N„o estou lhe falando. N„o estou falando-lhe.

verbo auxiliar

verbo principal

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

particÌpio N„o lhe tenho falado. N„o tenho lhe falado.

verbo auxiliar

verbo principal

Portanto, h· de se concluir que as normas de colocaÁ„o pronominal n„o devem ser vistas como preceitos intoc·veis, ficando, em muitos casos, subordinados ‡s exigÍncias da Ínfase, da harmonia e espontaneidade da express„o.

Quest„o 12: TRT 23™R 2016 Analista Judici·rio (banca FCC)

Em 1949, quando o pai morreu, Manoel herdou suas terras em Corumb·. Pensou inicialmente em vender as terras, mas a mulher convenceu Manoel a restabelecer raÌzes no Pantanal. Por ocasi„o do lanÁamento de "O Guardador das £guas", que daria a Manoel o seu primeiro PrÍmio Jabuti, afirmou: "Entre o poeta e a natureza ocorre uma eucaristia”.

Fazendo-se as alteraÁıes necess·rias, os elementos sublinhados acima foram corretamente substituÌdos por um pronome, na ordem dada, em:

(A)

vendÍ-las convenceu-o lhe daria

(B)

vender-lhes convenceu-lhe daria-lhe

(C)

as vender convenceu-lhe o daria

(D)

vendÍ-las lhe convenceu daria-no

(E)

vender-lhes o convenceu lhe daria

Coment·rio: O verbo “vender” é transitivo direto e “as terras” é o objeto direto. Assim, pode ser substituído pelo pronome “as”, e não “lhes”. Assim, eliminamos as alternativas (B) e (E). O verbo “convenceu” é transitivo direto e indireto, a oração “a restabelecer raÌzes no Pantanal” é subordinada substantiva objetiva indireta e o termo “Manuel” È o objeto direto. Assim, pode ser substituÌdo pelo pronome “o”, e não “lhe”. Assim, também eliminamos as alternativas (C) e (D). Assim, sobra a alternativa (A) È a correta. Basta confirmarmos com o terceiro termo, pois o verbo “daria” é transitivo direto e indireto, o termo “o seu primeiro PrÍmio Jabuti” é o objeto direto e “a Manoel” È o objeto indireto.

Gabarito: A

Quest„o 13: ManausPrev 2015 Analista (banca FCC)

 

Considere:

recuperar esse valor intrÌnseco mostram numerosas oportunidades compreender seus mecanismos

Fazendo-se as alteraÁıes necess·rias, os segmentos sublinhados acima foram corretamente substituÌdos por um pronome, na ordem dada, em:

(A)

recuperar-lhe mostram-nas compreender-lhes

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 (B) recuper·-lo

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

(B)

recuper·-lo mostram-nas compreendÍ-los

(C)

recuper·-lo lhes mostram lhes compreender

(D)

o recuperar mostram-lhes os compreender

(E)

lhe recuperar as mostram compreendÍ-los

Coment·rio: Note que os verbos “recuperar”, “mostram” e “compreender” s„o transitivos diretos. Assim, n„o cabe em nenhuma alternativa o pronome “lhe”. Por isso, eliminamos as alternativas (A), (C), (D) e (E). Na alternativa (B), que é a correta, o verbo “recuperar” perde o “r” e o pronome oblíquo átono “o” recebe “l”. O verbo “mostram” termina em “m”, por isso o pronome “as” recebe “n”. O verbo “compreender” perde o “r” e o pronome oblÌquo ·tono “os” recebe “l”.

Gabarito: B

Quest„o 14: TCM GO 2015 Auditor de Controle Externo (banca FCC)

Formam-se grupos de alunos nas escolas. O que determina esses grupos n„o È uma orientaÁ„o formal; o que constitui esses grupos, o que traÁa os contornos desses grupos, s„o as afinidades individuais.

Evitam-se as viciosas repetiÁıes do texto acima substituindo-se os elementos sublinhados, na ordem dada, por

(A)

lhes determina lhes constitui traÁa-lhes os contornos

(B)

os determina constitui-lhes os traÁa seus contornos

(C)

os determina os constitui lhes traÁa os contornos

(D)

determina-lhes os constitui traÁa a seus contornos

(E)

determina-os constitui-os os traÁa contornos

Coment·rio: O verbo “determina” é transitivo direto e o termo “esses grupos” é o objeto direto. Assim, não admite o pronome “lhes” e com isso eliminamos as alternativas (A) e (D).

 

O

verbo “constitui” é transitivo direto e o termo “esses grupos” é o

objeto direto. Assim, não admite o pronome “lhes” e com isso eliminamos tambÈm a alternativa (B).

 

O

verbo “traça” é transitivo direto e o termo “os contornos desses

grupos”, cujo núcleo é “contornos” e o adjunto adnominal “desses grupos” transmite valor de posse. Assim, cabe o pronome em sua substituiÁ„o. Assim, eliminamos a alternativa (E), sobrando a (C) como a correta.

Gabarito: C

 

Quest„o 15: TCE CE 2015 Analista de Controle Externo (banca FCC)

As leis? Ora, como s„o os homens que elaboram as leis, eles usam essas leis a seu favor, d„o a essas leis um car·ter coercitivo, tornam essas leis um instrumento de penalizaÁ„o das mulheres ad˙lteras.

Evitam-se as viciosas repetiÁıes da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados, na ordem dada, por:

(A)

elaboram-nas usam-lhes d„o-lhes tornam-lhes

(B)

as elaboram usam-nas d„o-nas as tornam

(C)

elaboram-lhes as usam lhes d„o lhes tornam

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 (D) elaboram-nas

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

(D)

elaboram-nas lhes usam d„o a elas tornam-lhes

(E)

as elaboram usam-nas d„o-lhes tornam-nas

Coment·rio: O verbo “elaboram” é transitivo direto e o termo “as leis” é o objeto direto. Assim, não admite o pronome “lhes” e com isso eliminamos a alternativa (C).

 

O

verbo “usam” também é transitivo direto e o termo “essas leis” é o

objeto direto. Assim, não admite o pronome “lhes” e com isso eliminamos

tambÈm as alternativas (A) e (D).

 

O

verbo “dão” é transitivo direto e indireto, e o termo “a essas leisÈ o

objeto indireto, o qual deve ser substituído pelo pronome “lhes”. Assim, eliminamos a alternativa (B), sobrando a (E) como a correta.

Gabarito: E

 

Quest„o 16: TCE RS 2014 Auditor P˙blico Externo (banca FCC)

A educaÁ„o para a cidadania È um objetivo essencial, mas comprometem essa educaÁ„o para a cidadania os que pretendem praticar a educaÁ„o para a cidadania sem dotar a educaÁ„o para a cidadania da visibilidade das atitudes p˙blicas.

Evitam-se as repetiÁıes viciosas da frase acima substituindo-se os segmentos sublinhados, respectivamente, por:

(A)

comprometem-lhe pratic·-la dotar-lhe

(B)

comprometem ela praticar-lhe dot·-la

(C)

comprometem-na pratic·-la dot·-la

(D)

comprometem a mesma a praticar lhe dotar

(E)

comprometem a ela lhe praticar a dotar

Coment·rio: A primeira coisa a observar È que todas as expressıes sublinhadas essa educaÁ„o para a cidadania” e “a educaÁ„o para a cidadania” são objetos diretos dos verbos “comprometem”, “praticar” e “dotar”. Assim, eliminamos as alternativas que apresentem o pronome “lhe”, sobrando a alternativa (C) como a correta. Note que o verbo “comprometem” termina em “m”. Como È seguido do

pronome “a”, deve receber a letra “n(comprometem-na). Os verbos praticar” e “dotar” terminam em “r”. Como são seguidos do pronome “a”, devemos excluir a letra “r” e inserir junto ao pronome a letra “l” (pratic·-la e dot·-la). Aqui devemos notar que a palavra “sem” tem valor negativo, por isso naturalmente atrairia tal pronome diante do ˙ltimo verbo. Mas note que a FCC n„o se preocupa, neste tipo de quest„o, com a colocaÁ„o pronominal, mas tão somente com o emprego dos pronomes “o”, “a”, “os”, “as”, “lhe”, “lhes”.

Gabarito: C

Quest„o 17: TRT 19™R 2014 Analista Judici·rio £rea Judici·ria (banca FCC)

cruzando os desertos do oeste da China que contornam a Õndia adotam complexas providÍncias

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Fazendo-se as

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Fazendo-se as alteraÁıes necess·rias, os segmentos grifados acima foram corretamente substituÌdos por um pronome, respectivamente, em:

(A)

os cruzando - que contornam-lhe - adotam-as

(B)

cruzando-lhes - que contornam-na - as adotam

(C)

cruzando-os - que lhe contornam - adotam-lhes

(D)

cruzando-os - que a contornam - adotam-nas

(E)

lhes cruzando - que contornam-a - as adotam

Coment·rio: O verbo “cruzando” é transitivo direto e “os desertos do oeste da China” é o objeto direto, por isso pode ser substituído por “os”, e não “lhes”. Assim, podemos eliminar as alternativas (B) e (E).

 

O

verbo “contornam” é transitivo direto e “a Índia” È o objeto direto, por

isso pode ser substituído por “a”, e não “lhe”. Assim, podemos eliminar as alternativas (A) e (C), restando a alternativa (D) como correta. Note que o verbo “adotam” é transitivo direto e “complexas providÍnciasé o objeto direto, por isso pode ser substituído por “as”. Como tal verbo termina em “m”, devemos inserir “n”: adotam-nas.

Gabarito: D

 

Quest„o 18: TRF 3™ R 2014 TÈcnico Judici·rio

(banca FCC)

As sereias ent„o devoravam impiedosamente os tripulantes.

 

ele conseguiu impedir a tripulaÁ„o de perder a cabeÁa

e fez de tudo para convencer os tripulantes

Fazendo-se as alteraÁıes necess·rias, os segmentos grifados acima foram corretamente substituÌdos por um pronome, na ordem dada, em:

(A)

devoravam-lhe impedi-las convencer-lhes

(B)

devoravam-no impedi-las convencer-lhes

(C)

devoravam-nos impedir-lhe convencÍ-los

(D)

devoravam-lhes impedi-la convencÍ-los

(E)

devoravam-nos impedi-la convencÍ-los

Coment·rio: O verbo “devoravam” é transitivo direto e “os tripulantesÈ o objeto direto, por isso pode ser substituído por “os”, e não “lhe” ou “lhes”. Assim, podemos eliminar as alternativas (A) e (D). Como esse objeto direto È plural, tambÈm n„o cabe a substituiÁ„o por “o” (-no). Assim, eliminamos a alternativa (B).

 

O

verbo “impedir” é transitivo direto e “a tripulaÁ„oÈ o objeto direto,

por isso pode ser substituído por “a”, e não “lhe”. Assim, podemos eliminar a

alternativa (C). Como o objeto direto È singular, tambÈm n„o cabe a substituiÁ„o por “as” (-las). Assim, tambÈm eliminamos a alternativa (A), restando a alternativa (E) como correta. Note que o verbo “convencer” é transitivo direto e “os tripulantesÈ o objeto direto, por isso pode ser substituído por “os”, e não “lhes”. Como o verbo termina em “r”, exclui-se esta letra e insere-se “l”: “los”.

Gabarito: E

 
PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Quest„o 19:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Quest„o 19: TRT 2™ R 2014 TÈcnico Judici·rio

(banca FCC)

Nunca precisaram de adjetivos para distingui-los dos astrol·bios par·grafo)

(3

A forma pronominal acima, em negrito, ser· tambÈm encontrada em uma das frases abaixo, quando o termo nela sublinhado for substituÌdo pelo pronome que lhe corresponde. Essa frase È:

(A)

Convocou todos os funcion·rios para agradecer a eles a especial colaboraÁ„o.

(B)

O sagaz lutador tem enfrentado seu advers·rio com coragem.

(C)

Viu o filho da vizinha e n„o cumprimentou o menino pelo seu anivers·rio.

(D)

Sabia que os nadadores estariam l· e realmente chegou a encontrar os rapazes.

(E)

Reconheceram o valor do auxiliar e indicaram o jovem para promoÁ„o.

Coment·rio: O verbo “distinguir” é transitivo direto, por isso admite o pronome “o”. Como tal verbo termina com “r”, exclui-se esta letra e insere-se “l”. Agora, devemos encontrar, dentre as alternativas, a que possui termo sublinhado na função de objeto direto e permite a substituição por “los”. Na alternativa (A), o verbo “agradecer” é transitivo indireto e “a eles” é

o

objeto indireto. Assim, cabe a substituição por “lhes”. Veja:

Convocou todos os funcion·rios para agradecer-lhes a especial colaboraÁ„o.

Na alternativa (B), a locução verbal “tem enfrentado” é transitiva direta

seu advers·rio” é o objeto direto. Como o pronome pessoal oblÌquo ·tono n„o pode se posicionar apÛs o particÌpio, deve-se encontrar apÛs o verbo auxiliar “tem”. Se este verbo termina em “m”, naturalmente o pronome recebe “n”. Veja:

e

O sagaz lutador tem-no enfrentado com coragem.

Na alternativa (C), o verbo “cumprimentou” é transitivo direto e “o menino” é o objeto direto. Assim, pode-se substituir tal termo por “o”. Veja:

Viu o filho da vizinha e n„o cumprimentou-o pelo seu anivers·rio.

A alternativa (D) È a correta, pois o verbo “encontrar” é transitivo direto

os rapazes” é o objeto direto. Assim, admite o pronome “os”. Como tal verbo termina com “r”, exclui-se esta letra e insere-se “l”. Veja:

e

Sabia que os nadadores estariam l· e realmente chegou a encontr·-los.

Na alternativa (E), o verbo “indicaram” é transitivo direto e “o jovem” é o objeto direto. Se este verbo termina em “m”, naturalmente o pronome recebe “n”. Veja:

Reconheceram o valor do auxiliar e indicaram-no para promoÁ„o.

Gabarito: D

Quest„o 20: TRT 2™R 2014

Analista Judici·rio

(banca FCC)

 

Muita

gente

n„o

enfrenta

uma

argumentaÁ„o,

prefere

substituir

uma

argumentaÁ„o pela alegaÁ„o do gosto, atribuindo ao gosto o valor de um

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 princÌpio inteiramente

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

princÌpio inteiramente defens·vel, em vez de tomar o gosto como uma inst‚ncia caprichosa.

Evitam-se as viciosas repetiÁıes da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados por, respectivamente,

(A)

substituir-lhe - atribuindo-o - tom·-lo

(B)

substituÌ-la - atribuindo-lhe - tom·-lo

(C)

substituÌ-la - lhe atribuindo - tomar-lhe

(D)

substituir a ela - atribuindo a ele - lhe tomar

(E)

substituir-lhe - atribuindo-lhe - tomar-lhe

Coment·rio: O verbo “substituir” é transitivo direto e “uma argumentaÁ„oÈ

o

objeto direto, por isso pode ser substituído por “a”, e não “lhe” ou “a ela”.

Assim, podemos eliminar as alternativas (A), (D) e (E).

 

O

verbo “atribuindo” é transitivo direto e indireto, o termo “o valor de

um princÌpio inteiramente defens·vel” é o objeto direto, e o termo sublinhado “ao gostoÈ o objeto indireto, por isso pode ser substituído por “lhe”, e não

“o”. Assim, podemos eliminar a alternativa (A), restando a alternativa (B) como correta. Note que o verbo “tomar” é transitivo direto e o termo “o gostoÈ o objeto direto, por isso pode ser substituído por “o”, e não “lhes”. Como o verbo termina em “r”, exclui-se esta letra e insere-se “l”: “lo”.

Gabarito: B

 

Quest„o 21: TRT 16™R 2014 Analista Judici·rio (banca FCC)

As leis humanas s„o falÌveis, os homens desrespeitam as leis humanas e destituem as leis humanas do sentido de uma profunda equidade que deveria reger as leis humanas.

Evitam-se as viciosas repetiÁıes do perÌodo acima substituindo-se os elementos sublinhados, na ordem dada, por:

(A)

desrespeitam a elas destituem-nas deveria reger-lhes

(B)

desrespeitam-lhes as destituem deveria regÍ-las

(C)

desrespeitam-nas lhes destituem lhes deveria reger

(D)

lhes desrespeitam destituem-lhes deveria regÍ-las

(E)

desrespeitam-nas destituem-nas as deveria reger

Coment·rio: O verbo “desrespeitam” é transitivo direto e “as leis humanasÈ

o

objeto direto, por isso pode ser substituído por “as”, e não “lhes” ou “a

elas”. Assim, podemos eliminar as alternativas (A), (B) e (D).

 

O

verbo “destituem” é transitivo direto e “as leis humanasÈ o objeto

direto, por isso pode ser substituído por “as”, e não “lhes”. Assim, podemos eliminar a alternativa (C), restando a alternativa (E) como correta. Note que o verbo “destituem” termina com “m”, por isso devemos inserir “n” diante do pronome: destituem-nas. Note que o verbo “reger” é transitivo direto e o termo “as leis humanas

é

o objeto direto, por isso pode ser substituído por “as”, e não “lhes”.

Gabarito: E

 
PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Quest„o 22:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Quest„o 22: ALEPA 2013 Consultor Legislativo (banca FCC)

A substituiÁ„o do elemento grifado pelo pronome correspondente, com os necess·rios ajustes, foi realizada corretamente em:

(A)

uma editora desconhecida [ publicaria a novela = uma editora desconhecida lhe publicaria

]

(B)

o que consolidou sem d˙vida a posiÁ„o do estreante = o que sem d˙vida lhe consolidou

(C)

seus livros trazem [ livros trazem-la

]

uma nova e definitiva chancela editorial = seus

(D)

que iria acrescentar a essas heranÁas = que lhes iria acrescentar

(E) o livro mereceu [

]

o prÍmio = o livro mereceu-no

Coment·rio: Lembre-se de que o objeto direto pode ser substituÌdo pelos

pronomes oblíquos átonos “o”, “a”, “os”, “as”; e o objeto indireto pelos pronomes oblíquos átonos “lhe”, “lhes”.

 

A

alternativa (A) está errada, pois o verbo “publicaria” È transitivo direto

e

“a novela” é o objeto direto. Assim, não cabe “lhe”, mas sim “a”. Como o

verbo se encontra no futuro do pretÈrito do indicativo, cabe mesÛclise, ou, mesmo n„o havendo palavra atrativa, por eufonia, cabe prÛclise. Veja:

uma editora desconhecida public·-la-ia uma editora desconhecida a publicaria A alternativa (B) est· errada, pois o verbo “consolidou” é transitivo direto e “a posiÁ„o do estreante” é o objeto direto. Assim, não cabe “lhe”, mas sim “a”. Veja:

 

o que sem d˙vida a consolidou o que sem d˙vida consolidou-a

A alternativa (C) está errada. O verbo “trazem” é transitivo direto e “uma nova e definitiva chancela editorialÈ o objeto direto. J· que o n˙cleo deste termo é o substantivo “chancela”, está correto o pronome “a”, porém o verbo termina em “m” e assim devemos inserir a letra “n”, junto ao pronome. Veja:

 

seus livros trazem-na

A alternativa (D) é a correta, pois o verbo “acrescentar” é transitivo direto e indireto, o termo sublinhado “a essas heranÁasÈ o objeto indireto, por isso está correta sua substituição por “lhes”. Note que a questão omitiu o objeto direto.

 

A

alternativa (E) está errada, pois o verbo “mereceu” é transitivo direto

e

o pronome “o” é o objeto direto. O problema na alternativa È que n„o deve

haver a letra “n”, tendo em vista que o verbo não termina com “m” ou com o sinal til. O correto È somente o uso do pronome. Veja:

 

o livro mereceu-o

Gabarito: D

 
PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror に Aula 6 Quest„o 23:

PortuguÍs para TST Teoria e exercÌcios comentados Prof. DÈcio Terror Aula 6

Quest„o 23: DPE RS 2013 TÈcnico-Administrativo (banca FCC)

A substituiÁ„o do segmento grifado pelo pronome correspondente, com os necess·rios ajustes, foi realizada corretamente em:

(A)

contingÍncia de ocupar empregos medÌocres = contingÍncia de lhes ocupar

(B)

que recebeu a denominaÁ„o geral de O tempo e o vento = que recebeu- na

(C)

passou a exercer uma intensa atividade liter·ria = passou a exercÍ-la

(D)

demonstram a soluÁ„o ideal = demonstram-la

(E)

outra que compreende o romance cÌclico O tempo e o vento = outra que

lhe compreende

Coment·rio: A alternativa (A) está errada, pois o verbo “ocupar” é transitivo

direto e “empregos medÌocres” é o objeto direto. Assim, tal termo deve ser substituído por “os”. Como o verbo termina em “r”, tal letra deve ser excluída e deve se inserir a letra “l”, junto ao pronome oblíquo átono: contingÍncia de ocup·-los. Vale ressaltar que, mesmo n„o havendo palavra atrativa, a prÛclise tambÈm pode ocorrer: contingÍncia de os ocupar.

 

A

alternativa (B) está errada, pois o verbo “recebeu” é transitivo direto,

o termo “a denominaÁ„o geral de O tempo e o vento” È o objeto direto, o qual pode ser substituído por “a”. Como o pronome relativo “que” é palavra atrativa, deve haver prÛclise: que a recebeu.

 

A

alternativa (C) é a correta, pois o verbo “exercer” é transitivo direto, o

termo “uma intensa atividade literária” È o objeto direto e pode ser substituído, sim, por “a”. Como o verbo termina em “r”, tal letra deve ser

excluída e deve ser inserida a letra “l”, junto ao pronome, como ocorreu nesta alternativa. Note que, com a retirada da letra “r”, passamos a ter uma palavra oxítona terminada em “e”, a qual deve ser acentuada: exercÍ-la. A alternativa (D) est· errada, pois o verbo transitivo direto demonstram” termina com “m”, por isso o objeto direto “a” deve receber “n”:

demonstram-na.

 

A

alternativa (E) está errada, pois o verbo “compreende” é transitivo

direto e “o romance cÌclico O tempo e o vento” é o objeto direto. Assim, tal termo deve ser substituído por “o”. Como há a palavra atrativa “que”, o

pronome pessoal oblíquo átono “o” deve se posicionar imediatamente antes do verbo. Veja:

 

outra que o compreende

Gabarito: C

 

Quest„o 24: TRT 1™R 2013 TÈcnico Judici·rio (banca FCC)

A substituiÁ„o do elemento grifado pelo pronome correspondente, com os necess·rios ajustes, foi realizada de modo INCORRETO em:

(A)

acreditava incutir o ardor = acreditava incuti-lo

(B)

Nada superar· a beleza = Nada lhe superar·

(C)

n„o correspondera a seu sonho = n„o lhe correspondera

(D)

resolve o problema da vida = resolve-o

(E)

para ilustrar