Você está na página 1de 2

Qual a sua trupi?

A banda Trupicada reúne artistas de diferentes “trupis” e levam alegria por


onde passam

Por Juliana Baratta

Foto: divulgação – www.trupicada.com

O grupo surgiu em 2007, quando viram na falta de apresentações voltadas ao público


infantil, a oportunidade de se destacar em Juiz de Fora, fazendo verdadeiros
espetáculos que coloca desde crianças até adultos para dançar.

Composta por 8 integrantes, a Trupicada possui um repertório completo com letras


autorais e regravações de alguns sucessos. “As composições da banda são fruto de
um processo constante de pesquisa sobre a cena brasileira da produção musical e
também da experiência desses artistas em sala de aula, em escolas da rede
municipal, estadual e privada”, contou Marcelo Carvalho, produtor da banda desde
2011.

Segundo Marcelo, a recepção do público foi muito positiva, o que favoreceu a


consolidação de um público fiel, que está sempre presente nos shows. Isso se dá pela
falta que esse tipo de música faz em diversas regiões do Brasil, sendo pouco
divulgado.

Atualmente se apresentam em dois tipos de shows diferentes: o pocket show


Trupicada, num formato reduzido e direcionado a públicos e espaços menores, como
festas de aniversário e outros eventos particulares; e o TrupiShhow, com a turnê de 10
anos que está rodando por outros estados do Brasil, conta com as músicas da banda
e de outros artistas.

O produtor levantou também a questão da Lei Rouanet, que tem sido muito discutida
no atual cenário político brasileiro. A Lei 8.313/9, incentiva artistas, sejam eles
reconhecidos nacionalmente ou que ainda não estejam na mídia, mas que já tenha
algum trabalho coeso. “A gente vem ouvindo tanta fala equivocada, nesse momento
que a gente vive, mas essa captação que o artista faz dos recursos é junto a uma
empresa que apoia a cultura e essa empresa não está dando dinheiro para o artista,
ela tem o aval da Lei Rouanet para apoiar né, patrocinar uma verba que faz a reversão
dos impostos, de até 4% do que precisa pagar. Então, para esclarecer, a Lei não dá
dinheiro pra mim, ela não gasta o dinheiro público com o artista, pelo contrário, ela
incentiva o artista a ir procurar empresas que apoiam a cultura, e fazem um conjunto
entre o governo federal, a empresa e o artista. E isso reverte tanto para a empresa
quanto para o público, em produtos de qualidade que ele vai consumir.”

O grupo acaba de ser aprovado pela Lei, para a gravação do primeiro DVD, porém
não conseguiram fazer a captação de empresa. Segundo Marcelo, essa dificuldade
advém do baixo reconhecimento de alguns artistas, o que não deveria acontecer, e
ainda brincou “se tiver aí algum empresário aí querendo patrocinar um produto infantil
de qualidade, conversa com a gente da produção da Trupicada, nós estamos aí na
tentativa, até dia 31 de dezembro.”

A banda está em turnê e pode ser contatada pelos canais digitais:

www.trupicada.com

trupicada@trupicada.com

(32) 8886-0810 / (32) 8898-0812

Interesses relacionados