Você está na página 1de 1

ProjetoTecendoasAguas • (12)3862-0100

Nº 7 • agosto de 2019 • www.supereco.org.br •••••••• ••••••••••••••••••••••••••

Reflexões sobre o lixo no mar


A Petrobras realizou, nos dias 10 e 11 de junho, a
primeira edição do Fórum Ambiental da Bacia de Santos.
Com o tema Reflexões sobre o lixo no mar, o evento
reuniu representantes do Poder Público, pesquisadores,
ambientalistas e estudantes para discutir e apresentar dados
e soluções no combate à poluição no mar.
A gerente de Programas Ambientais da Petrobras, Kátia
Christina Ferreira, palestrante do evento com o tema “A
responsabilidade socioambiental na Petrobras”, destacou
os projetos voluntários da companhia que, segundo ela,
“representam nosso compromisso com a sociedade para
atender as questões socioambientais”. Ao todo, 100
projetos integram o programa Petrobras Socioambiental e
representam um investimento de R$ 415 milhões (no período for assim, não faremos a diferença”.
de 2017/2021). Desses, 67 têm foco no meio ambiente e em O Tecendo recebeu vários colaboradores da Petrobras
três vertentes: produção de conhecimento científico, educação no estande temático ambientado e ofereceu oficinas
ambiental e conservação e preservação do ambiente e espécies. de ecoprodutos, facilitadas pela educadora ambiental e
O Tecendo as Águas foi convidado especialmente para ecodesigner Júllia Tedesco e Anita Amaral, coordenadora
participar do Fórum e compartilhar suas boas práticas de de Educação Ambiental. Os funcionários da Petrobras
combate ao lixo no mar. A coordenadora geral do projeto e puderam confeccionar produtos, a partir de materiais de
presidente do Instituto Supereco, Andrée de Ridder Vieira, reaproveitamento e de reuso, que serão customizados como
fez a palestra “O Mar não está para Lixo: gestão com bolsas e estojos e destinados à 4ª edição do Festival Tecendo
participação social”, com destaque para as ações realizadas as Águas, que acontecerá nos 20, 21 e 22 de setembro
no litoral norte de SP. Ela também reforçou a importância deste ano no bairro São Francisco em São Sebastião/SP. Na
da decisão individual, alertando que “podemos ter o melhor ocasião, houve um bate-papo para esclarecer dúvidas sobre
treinamento, participar de fóruns, saber mais sobre o tema... a destinação adequada de resíduos, reaproveitamento e
mas cada um precisa ter atitudes mais sustentáveis. Se não reuso de itens do dia a dia.

1ª Caminhada e Bicicletada
das Águas e do Clima recebe
reconhecimento da
ONU Meio Ambiente
Junho, o mês do Meio Ambiente, encerrou com
um simbólico e gratificante certificado ao Instituto
Supereco, emitido pela ONU Meio Ambiente. O título
foi concedido para a ação 1ª Caminhada e Bicicletada
das Águas e do Clima, promovida pelo Roteiro Caminho
das Águas no âmbito das ações do Tecendo as Águas.
A atividade aconteceu na região do Centro de São
Sebastião/SP e se estendeu até o Bairro São Francisco,
no dia Mundial do Oceano - 8 de junho. Durante
o evento foram realizados concursos, sorteios e
mobilização. A bike mais criativa da comunitária Maria
Idalina M. Santos levou o 1º lugar da premiação. Quem
não optou pela “magrela”, pode fazer o caminho a pé,
seguindo o percurso do Caminho das Águas.
A concentração foi em frente à Igreja Matriz, passando
pelo Centro Histórico, Fazenda Santana e bairro São
Francisco. O encerramento foi marcado por um abraço
Projeto Garoçá transforma muro coletivo pelo oceano, na praia do São Francisco.
O Roteiro Caminho das Águas tem por objetivo
e dá recado para o mundo! a conservação dos recursos hídricos continentais
No dia 25 de junho, o projeto Garoçá fez a entrega do muro e marinhos, destinação de resíduos e turismo
pintado com as ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) sustentável com a valorização do patrimônio natural,
na Enseada em São Sebastião. O trabalho foi facilitado pelo arte histórico e cultural.
educador Samuel Costa do Voz das Gotas, com o mutirão da O evento foi possível graças a uma rede de parceiros:
equipe do Supereco e Tecendo as Águas. Em comemoração, a Dome Bikes e Chalés Mirante Altos Ares de Ilhabela/
garotada realizou uma caminhada ecológica pelo bairro. A nossa SP, Videomar Comida & Cia e Natureba Açaí de São
equipe jovem de Educomunicadores da www.radiosupereco.com Sebastião/SP, a ONG (Organização não Governamental)
esteve presente registrando todos os momentos. Instituto Educa Brasil, Sabesp (Companhia de
A professora Fabiana Santos, que atua no Projeto Garoçá, Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e a CET
compartilhou o sentimento de fechar esse trabalho aos (Companhia de Engenharia de Tráfego).
atendidos pelo projeto. “Pintar um muro com as crianças
foi um momento de muita gratidão a tudo que fazemos e
realizamos dentro do Projeto Garoçá. Ações como essas
aquecem nossos corações com esperança e reforçam que
podemos sim fazer um planeta sustentável e mais consciente
de nossas atitudes. Amamos nosso espaço ecológico”.
O projeto Garoçá vem sendo beneficiado com ações de
educação ambiental e cidadania pelo Tecendo as Águas desde a
1ª etapa. Ele promove atividades extracurriculares no contraturno
escolar para crianças entre 6 e 12 anos e atende 140 crianças
com atividades de Apoio Pedagógico/Meio Ambiente, Esportes
Integrados, Pilates/Karatê, Arte Corporal e Capoeira.

Tapete Interativo pousa na A Ecodesigner Júllia Tedesco está à frente do grupo das
Semana da Vela Ecoempreendedoras que confeccionou o tapete e comenta
que o ecoproduto despertou tanto interesse, que passou a
A equipe do Tecendo as Águas e do Instituto Supereco receber encomendas. “As mulheres estão trabalhando em
participou nos dias 18 e 19 de julho da Feira Literária de um minitapete, que foi encomendado para abrilhantar uma
Aventura de Ilhabela, a FLAI. A Feira integrou a Programação festa de aniversário”, destacou a Engenheira Ambiental,
Cultural do Rage Village, espaço onde aconteceram as que também é pesquisadora e fomentadora da Economia
atividades em terra da 46ª Semana Internacional de Vela. Circular, além de estimular o desenvolvimento das
Nos dois dias, o Supereco participou da Programação da economias Colaborativa e Criativa.
Feira com a Contação de História “Aventuras no Tapete
Interativo - Participação dos Animais Marinhos”.
Personagens da comunidade protagonizaram a história
no Tapete, que foi intuída pelo Instituto Supereco, mas
sua criação também é compartilhada com as crianças,
que acrescentam novos elementos durante a Contação.
Com representatividade da cultura caiçara, os bonecos
foram costurados pelas mãos amorosas do grupo de
Ecoempreendedoras do Tecendo as Águas.
Enredo - A personagem principal é uma menina que busca
desvendar o bioma da região. No enredo, ela entra em
contato com os personagens da cultura caiçara. O clímax
da história é quando a garota se depara com resíduos de
lixo espalhados pelo mar e vegetação. Um convite é feito,
então, à plateia mirim, que realiza um minimutirão de
limpeza no tapete.

Tecendo as Águas é destaque em


Lideranças Ecoempreendedoras no
encontro da Organização Brasileira
de Mulheres Empresárias, a OBME
Nos dias 27, 28 e 29 de junho, o Instituto Supereco esteve
presente no VIII Encuentro del Continiente Americano,
realizado no Nacional Club pela OBME - Organização Brasileira
de Mulheres Empresárias. O Nacional Club fica localizado no
Pacaembu, em São Paulo.
40 Líderes inspiradoras da América Latina e representantes
de diversos países como Brasil, Argentina, Bolivia, Chile,
México, Itália, Uruguai e Peru fazem parte da Organização,
entre elas nossa presidente, Coordenadora do Tecendo as
Águas e do Comitê de Sustentabilidade da OBME, Andrée de
Ridder Vieira, que abordou em sua palestra o tema “Líderes
sustentáveis com impacto global na Agenda 2030”. Ela abordou
as qualidades de uma boa liderança em sustentabilidade,
o mercado e a importância das mulheres empreendedoras
Pescadores recebem sociais frente à Agenda 2030 e os ODS (Objetivos de
Desenvolvimento Sustentável), tema trabalhado nos cursos de
kits do Programa ecoempreendedorismo do Projeto Tecendo as Águas. Um dos
“O Mar não está pra lixo” apontamentos feitos por Andrée foi quanto à necessidade de
Em continuação às ações da Campanha “O mar não mudanças no “coração” dos negócios, com propósito e valores,
está pra lixo”, desta vez a equipe do Tecendo as Águas que possam desenvolver formação de profissionais no Mercado
realizou a segunda entrega de kits de sensibilização capazes de atender a demanda de Sustentabilidade do planeta.
ambiental a pescadores e proprietários de A ecodesigner Júllia Tedesco, que está à frente do grupo das
embarcações que trabalham no segmento do Turismo Ecoempreendedoras do Programa de Formação Continuada,
em São Sebastião/SP. Os kits são compostos por cuidou da exposição dos ecoprodutos confeccionados pelas
adesivos e cartazes colocados nas embarcações para mulheres do projeto e atraiu uma quantidade expressiva de
orientação de turistas, pescadores e demais visitantes. interessados, clientes e compradores ao contar a história social e
A ideia do material educativo surgiu de uma oficina ambiental da iniciativa.
participativa, com pescadores artesanais, comunitários Para as mulheres que integram a Delegação Internacional foram
do Litoral Norte, operadores de turismo e educadores distribuídos ecobrindes feitos com o reuso de materiais, a boneca
ambientais, realizada pelo Instituto Supereco e seus Abayomi e o sabonete natural doado pela Flora Pura Natural de
parceiros. Eles formam uma grande Rede de Cuidadores São Sebastião. “Nossos ecoprodutos permeiam os quatro pilares
das Águas, e encararam um enorme desafio de mobilizar que sustentam o desenvolvimento sustentável: cultural, social,
mais pessoas pela conservação dos Oceanos, das praias econômico e Meio Ambiente”, salienta Tedesco.
e dos rios e pela proteção da sua biodiversidade.
Até o momento foram entregues 25 kits para
embarcações com orientações da campanha “O Mar
não está pra Lixo”. O dia 27 de junho deste ano, no
Rancho de São Francisco, foi escolhido como data
especial para somar esforços e valorizar a Festa de São
Pedro, promovida pelos pescadores. “Os kits também
serão entregues para comércios, instituições, escolas e
restaurantes”, segundo a gestora ambiental e educadora
ambiental do Tecendo as Águas, Luciana Mota, além das
ações semanais de abordagem educativa.

Supereco no I Congresso de Caminho das Águas promoveu duas saídas no Congresso, com a
Empreendedorismo Sustentável participação de jovens e comunitários e o percurso ocorreu sob a
supervisão do turismólogo Vagner Pereira Gonçalves.
do Litoral Norte paulista Destaque para o Tapete Interativo que estreou no Congresso
O I Congresso de Empreendedorismo Sustentável do Litoral e encantou os visitantes. Já a Dinâmica da Água no Mundo
Norte (1º CESLN) aconteceu nos dias 3,4 e 5 de junho na cidade teve como objetivo sensibilizar o público sobre a quantidade
de São Sebastião/SP. O evento acadêmico foi uma realização do de água doce disponível na Terra e as atitudes sustentáveis que
Instituto Supereco e da Prefeitura Municipal de São Sebastião. precisamos adotar.
Aproximadamente 5 mil pessoas participaram do 1º CESLN, e, A Oficina dos Retalhos envolveu alunos da Escola Municipal
entre os expositores, estava também o Tecendo as Águas como Sebastião Leite da Silva, situada no município de Ilhabela/SP e as
projeto inspirador de melhores práticas do Supereco. produções da garotada serão incorporadas na ambientação do
Além do estande, a equipe do Tecendo as Águas ofereceu IV Festival Tecendo as Águas, em setembro deste ano. “Nesta
diversas atividades para o público que prestigiou o Congresso: oficina, os participantes deixaram um pouco nos retalhos do que
Oficina de Contação de Histórias com as “Aventuras no Tapete desejam para o planeta no futuro”, ressaltou Anita.
Interativo - Participação dos Animais Marinhos”, Dinâmica da Os Jovens do Educomunicação da www.radiosupereco.com
Água no Mundo, Roda de Conversa sobre Compostagem e fizeram toda a cobertura do evento e entrevistaram diversas
Minhocário, palestra “Empreender Sustentabilidade?” ministrada autoridades e participantes que passaram no 1º CESLN.
pela nossa presidente Andrée de Ridder Vieira, duas saídas do
Roteiro Caminho das Águas e Oficina de Retalhos.
Vários integrantes da equipe do Tecendo as Águas somaram seus
talentos no evento. As atividades de Contação de Histórias com
o Tapete Interativo, Dinâmica da Água no Mundo e a Oficina de
Retalhos foram facilitadas por Anita Amaral, coordenadora de
Educação Ambiental e pela bióloga Amanda Simonetti, do grupo
Ciclos Contínuos do Tecendo, na vertente de Meio Ambiente.
A Roda de Conversa sobre Compostagem e Minhocário foi
facilitada pelo biólogo Pedro Fernando do Rego . O Roteiro


MINISTÉRIO
MINISTÉRIO MINISTÉRIO
 DEDE DE MINISTÉRIO DE
MINASMINISTÉRIO
MINASE ENERGIA
E MINAS
ENERGIA E ENERGIA DE MINAS E ENERGIA
MINAS E ENERGIA
