Você está na página 1de 5

Entendendo o Windows Movie Maker

O Windows Movie Maker acompanha o Windows e é uma opção simples e pratica para edição
de vídeos caseiros. (Foto: Reprodução)

A interface é simples. A parte de baixo da tela tem uma linha do tempo para facilitar a navegação
do usuário pelo vídeo e também permitir intercalar efeitos entre vídeos ou mesmo remover
algumas partes.

A linha do tempo é dividida em seções: Vídeo, para abrigar os vídeos que estão sendo editados.
Transição, para incluir efeitos de transição entre os vídeos. Em Áudio, o
programa, automaticamente, separa o som do vídeo para esta faixa. Em Audio/Musica, você
abrigará sons adicionais a serem incorporados ao vídeo. E, por fim, a sobreposição de títulos, que
é a possibilidade de escrever textos e legendas no filme.

À esquerda existem ações para facilitar a edição:


- Capturar vídeo: este item tem opções de importação de conteúdo, como a captura de vídeo
através de um dispositivo conectado ao PC (pode ser uma webcam). Também é possível importar
um arquivo de vídeo salvo no computador, arquivos de imagem – um .jpg, por exemplo, para ser
incorporado a um vídeo e, por fim, arquivos de áudio.

- Editar filme: Detalha opções para edição de filme. Aqui é feita a inclusão de legendas, transições
e efeitos sonoros nos vídeos.

- Concluir filme: Assistentes para salvar os vídeos no computador. É possível salvar um filme direto
em um CD e outras opções mais.

A parte central da tela traz uma visualização dos arquivos que podem ser usados no vídeo. São
efeitos de transição e coleções de arquivos (imagem, áudio e vídeo). À esquerda existe um tocador
de vídeo para visualizar o que está sendo feito na edição.

>>> Edição do vídeo

Foto: Reprodução

Vídeo na linha do tempo. (Foto: Reprodução)

O primeiro passo para edição de um vídeo é seu carregamento no Windows Movie Maker. Para
isto, clique em Importar vídeo (no lado esquerdo da tela), e selecione o arquivo de vídeo desejado.
Feito isto, o arquivo aparecerá como um item de coleção. Você poderá ter diversos vídeos,
arquivos de áudio e imagem. Repita esse processo para todos os arquivos que for usar na edição.

Agora basta arrastar o vídeo para a linha do tempo. Ele será carregado e o tocador já possibilitará
assistir o vídeo que está sendo editado.
Agora é possível criar uma abertura para o vídeo, por exemplo, com uma imagem .jpg. Para isto, a
imagem precisa ter sido adicionada a sua coleção de arquivos. Então basta clicar sobre ela e
arrastá-la para a linha do tempo, posicionando-a antes do inicio do vídeo.

Uma dica: usando os botões de controle de zoom que ficam acima da linha do tempo é possível
melhorar a visibilidade da linha.

Para incluir efeitos de transição entre a imagem de entrada e o vídeo em si, clique na linha do
tempo sobre a posição em que deseja inserir o efeito e no menu à esquerda selecione transições
de vídeo. Uma lista irá ser carregada na parte central da tela. Clique em uma transição para
carregá-la no tocador à direita. Ao clicar no botão Play é possível ver o efeito em ação. Para incluí-
lo no vídeo, arraste para a posição desejada na área de transição dentro da linha do tempo.
Foto: Reprodução

Inclusão de legendas nos vídeos. (Foto: Reprodução)

Para incluir legendas e textos no vídeo, é preciso selecionar o momento na linha do tempo r
executar a inserção, clicando no item criar titulo ou créditos na parte esquerda da tela.

Um menu de opções será apresentado com opções como: adicionar título ao início do filme,
adicionar título antes do clipe selecionado na linha do tempo e outras mais. Selecione a que
melhor se adequar e serão apresentadas duas áreas para escrita. Como sempre, à direita da tela
fica o tocador com uma pré-visualização do efeito.

Se quiser trocar a fonte, cor, transparência do texto, basta clicar no link correspondente logo
abaixo das áreas de edição de texto. Também é possível editar o tipo de efeito aplicado sobre o
texto - para isto clique alterar a animação do título.

Troca de fonte, cor, transparência, tamanho do texto. Diversas opções para o usuário. (Foto:
Reprodução)
Ah, se você não gostou do que fez selecione o item que não gostou na linha do tempo e aperte o
botão delete.

>>> Cortando partes indesejadas

Para facilitar cortes no vídeo, selecione o ponto inicial do corte na linha do tempo, vá ao menu
Clipe e use a opção Dividir. Repita a operação na parte final da área que deseja remover. O vídeo
ficará segmentado em três partes, então basta excluir a indesejada.

>>> Áudio

Você pode excluir o áudio original de um vídeo e substituí-lo por uma trilha sonora. Clique sobre o
item Áudio na linha do tempo, tecle o comando CTRL+U e marque a opção Clipe sem áudio.

Feito isto, arraste da coleção a faixa musical desejada e leve para o item áudio/musica da linha do
tempo.

Você pode também manter o áudio original e incluir uma trilha sonora com um volume mais
baixo. A mesma opção CTRL+U permite manipular o volume de cada uma das faixas de som.
Assim, é possível colocar o volume da trilha original do vídeo no máximo e deixar a música de
fundo com metade do volume, resultando em um som de fundo suave.

Existe uma maneira mais simples de controlar o volume entre uma trilha sonora e o áudio original
do vídeo. No menu Ferramentas, use a opção níveis de áudio.

>>> Narração

Você pode criar uma narração para o vídeo. Para isto, clique no menu Ferramentas e vá até a
opção Narrar linha do tempo. Clicando no botão Iniciar narração, o vídeo será executado e tudo
que for dito no microfone será gravado em sincronia com o vídeo.
Narração do vídeo é ferramenta útil para narrar as férias ou aquele jogo de futebol. (Foto:
Reprodução)

>>> Salvar o arquivo

Você precisa salvar o arquivo duas vezes. A primeira salva o projeto de edição, permitindo que ele
seja aberto novamente para uma nova edição. Vá em Arquivo > Salvar projeto.

Para finalizar o vídeo e poder enviá-lo para sites como o Youtube ou mesmo gravar um CD/DVD e
enviar para amigos, use o menu à esquerda da tela, em Concluir filme, utilizando a
opção adequada ao uso que fará do filme.

>>> Considerações finais

Claro que o Windows Movie Maker não é um editor de vídeos profissional e existem diversas
opções no mercado. A grande vantagem deste aplicativo é que ele já está na máquina das pessoas
e é bem simples de usar. O objetivo aqui foi apresentar uma ferramenta para aquelas pessoas que
nunca editaram um vídeo e querem começar a fazer isto.