Você está na página 1de 2

4 – Classificação dos animais

O reino Animalia está dividido em cinco categorias taxonômicas:

A espécie é a unidade básica da classificação biológica. É formada por um grupo de seres que
possuem características comuns, e que são diferentes dos seres dos outros grupos.
Os indivíduos da mesma espécie originam de antepassados comuns e através do cruzamento
formam novos descendentes férteis.
Não existe cruzamento natural entre indivíduos de espécies diferentes, quando ocorre são gerados
descendentes infecundos.
O gênero é formado por duas ou mais espécies que possuem algumas características em comuns.

A família é formada por dois ou mais gêneros que possuem algumas características em comuns.
A ordem é formada por duas ou mais famílias que possuem algumas características em comuns.
A classe é formada por duas ou mais ordens que possuem algumas características em comuns.
O filo é formado por duas ou mais classes que possuem algumas características em comuns.
O reino é formado pelo conjunto do todos os filos.
xistem também as categorias intermediárias, como subfilo, subespécie, subgênero, subfamília, etc.,
estas são usadas para demonstrar os graus de parentescos mais próximos.
Regras de taxonomia
No século XVIII as regras de taxonomia foram estabelecidas pelo botânico Lineu.
1ª Regra
O animal deve ser nomeado com no mínimo dois nomes, sendo que o primeiro nome refere-se ao
gênero e o segundo à espécie. O nome deve estar escrito em latim.
2ª Regra
A letra inicial do nome do nome gênero sempre deve ser maiúscula.
3ª Regra
A letra inicial do nome da espécie sempre deve ser minúscula. Em alguns casos o nome da espécie é
uma homenagem a uma pessoa, nesse caso pode-se usar a letra maiúscula para espécie.
4ª Regra
No caso da subespécie (se existir) o nome deve ser escrito depois do nome da espécie, com a letra
inicial maiúscula, até mesmo quando for nome de pessoa.
5ª Regra
No caso de subgênero (se existir) o nome deve ser escrito depois do nome do gênero, entre
parênteses, sempre com inicial maiúscula.
6ª Regra
Para formar o nome da família acrescenta-se ao radical do gênero tipo a terminação idae, e para
formar a subfamília acrescenta-se ao mesmo radical a terminação inae.
7ª Regra
A 7ª regra consiste a Lei da Prioridade. Quando um animal for nomeado com diferentes nomes, por
diferentes autores, adota-se o primeiro nome que foi usado para denominar a espécie.
8ª Regra
O nome do animal deve ser escrito com uma letra diferente do texto. Pode ser usado negrito, itálico
ou grifar o nome.
9ª Regra
Para trabalhos científicos, deve-se escrever o nome do animal seguido do nome do autor que o
descreve. Outras citações sobre o animal devem ser colocadas entre parênteses, depois do nome do
autor.