Você está na página 1de 42

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO

Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

CONCURSO PÚBLICO
EDITAL Nº 15, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010.

ELÓI ANTÔNIO BESSON, Prefeito Municipal de Portão, no uso de suas atribuições legais e nos
termos do artigo 37 da Constituição Federal, torna público que estão abertas as inscrições ao
Concurso Público Municipal nos cargos de ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, ODONTOLÓGO,
PSICÓLOGO, FARMACÊUTICO, ENFERMEIRO, TÉCNICO EM ENFERMAGEM, SECRETÁRIO DE
ESCOLA, FISCAL AMBIENTAL, AGENTE ADMINISTRATIVO, OPERÁRIO, PINTOR GERAL,
PEDREIRO GERAL, OPERADOR DE MÁQUINAS E SERVIÇAL, regido pelas Leis Municipais nº
804/1996 - Regime Jurídico Único dos Servidores e suas alterações, nº 426/1992 - Institui o Plano de
Classificação de cargos e funções no serviço Público Municipal, nº 427/1992 - Plano de Carreiras dos
Funcionários Públicos Municipais, nº 1.643/2005 - Dispõe sobre a criação de cargos estatutários de
provimento efetivo e dá outras providências e Decreto nº 650/2010 - Regulamento de Concursos. A
execução do concurso será realizada pela coordenação técnico administrativa da UNA
ADMINISTRADORES ASSOCIADOS.

1- DOS CARGOS, VAGA(S), ESCOLARIDADE, CARGA HORÁRIA, VENCIMENTO BÁSICO e


TAXA DE INSCRIÇÃO:

1.1- Tabela dos cargos:

Escolaridade e outros Carga Vencimento


Taxa de
Cargos Vagas requisitos para o Horária Básico do
Inscrição
provimento Semanal mês 11/10
Habilitação legal para o
exercício da profissão e
Assistente Social 01 estar registrado no 35h R$ 2.494,66 R$ 80,00
Conselho Regional de
Assistência Social.
Habilitação legal para o
exercício da profissão e
Médico 02 estar registrado no 20h R$ 2.494,66 R$ 80,00
Conselho Regional de
Medicina.
Habilitação legal para o
exercício da profissão de
Odontólogo e estar
Odontológo 01 35h R$ 2.494,66 R$ 80,00
devidamente registrado
no Conselho Regional de
Odontologia.
Habilitação legal para o
exercício da profissão e
Psicólogo 01 estar registrado 35h R$ 2.494,66 R$ 80,00
devidamente no Conselho
Regional de Psicologia.

Página 1 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

Curso superior em
Farmácia e inscrição no
Farmacêutico 01 35h R$ 2.494,66 R$ 80,00
Conselho Regional de
Farmácia.
Habilitação legal para
exercício da profissão e
Enfermeiro 01 estar devidamente 35h R$ 2.494,66 R$ 80,00
registrado no Conselho
Regional de Enfermagem.
Habilitação legal para
exercício da profissão e
Técnico em
02 estar devidamente 35h R$ 1.419,74 R$ 40,00
Enfermagem
registrado no Conselho
Regional de Enfermagem.
Secretário de Escola *CR Ensino Médio Completo 40h R$ 946,47 R$ 40,00
Ensino Médio completo
Fiscal Ambiental 01 com formação específica 35h R$ 1.419,74 R$ 40,00
técnica em Química.
Agente Administrativo 02 Ensino fundamental. 35h R$ 1.142,54 R$ 40,00
Ensino Fundamental
Operário 20 44h R$ 959,99 R$ 30,00
incompleto
Ensino Fundamental
Pintor Geral 01 44h R$ 1.521,10 R$ 40,00
incompleto
Ensino Fundamental
Pedreiro Geral 02 44h R$ 1.609,01 R$ 40,00
incompleto
Ensino Fundamental
Operador de
02 incompleto, Carteira de 44h R$ 1.609,01 R$ 40,00
Máquinas
Habilitação categoria “C”
Ensino Fundamental
Serviçal 37 44h R$ 946,47 R$ 30,00
incompleto

* Cadastro reserva.

1.2- O conteúdo programático das provas encontra-se no Anexo I deste Edital.

1.3- A descrição e as atribuições dos cargos para provimento estão definidas no Anexo II do presente
Edital.

1.4- O cronograma de eventos previsto para este Concurso Público encontra-se no Anexo IV deste
Edital.

Página 2 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

2- DAS INSCRIÇÕES:

2.1- Período, local e horário das Inscrições:

- Período: de 11 a 25 de novembro de 2010.

- Local: As inscrições ao Concurso Público de que trata este Edital serão somente VIA INTERNET,
pelo link específico para este fim, no seguinte endereço eletrônico: www.unars.com.br - Prefeitura
Municipal de PORTÃO.

- Horário: A partir das oito horas do dia 11 de novembro de 2010 até às 24 horas do dia 25 de
novembro de 2010, observado o horário oficial de Brasília/DF.

2.2- Procedimentos para inscrição:

2.2.1- Para fins de inscrição, o candidato deverá preencher os dados no formulário específico,
disponibilizado no endereço eletrônico www.unars.com.br - Prefeitura Municipal de PORTÃO.

2.2.2- Após o preenchimento do formulário para inscrição, o candidato deverá imprimir o boleto
bancário para pagamento em qualquer agência bancária. O pagamento da taxa de inscrição deverá
ser efetuado impreterivelmente até às 22 horas do dia 26 de novembro de 2010, sendo que não serão
aceitos pagamentos após esta data. As solicitações de inscrições realizadas com pagamento após
esta data não serão acatadas. (NÃO será aceito pagamento por meio de depósito ou
transferência entre contas).

2.3- Requisitos para inscrição:

a) ser brasileiro de acordo com o disposto no art. 12 da Constituição Federal;

b) possuir idade mínima de 18 anos completos.

2.4- Condições para inscrição:

2.4.1- O candidato, antes de efetuar o pagamento da taxa de inscrição, deverá certificar-se de que
possui todos os requisitos exigidos para o cargo, sendo que não serão aceitos pedidos de alterações
de cargos e não haverá devolução de valor pago, salvo quando for cancelada a realização do
concurso público.

2.4.2- O CPF – Cadastro de Pessoa Física é informação indispensável para inscrição.

2.4.3- Serão indeferidas as inscrições pagas com cheques sem provisão de fundos.

2.4.4- Não serão deferidas as inscrições, via Internet, não recebidas pela Comissão Examinadora, por
falhas em computadores, congestionamentos de linhas, preenchimento incorreto de dados no
formulário de inscrição ou outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a concretização da

Página 3 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

inscrição. O candidato somente terá sua inscrição homologada após a confirmação da quitação do
boleto bancário.

2.4.5- O candidato é responsável pelas informações prestadas no formulário de inscrição, ficando


ciente que está de acordo com as exigências e normas previstas neste Edital.

2.4.6- Não serão admitidas inscrições efetuadas por fax, via postal, correspondência ou qualquer
outro meio eletrônico.

2.4.7- O candidato não poderá efetuar sua inscrição em mais de um cargo, em virtude das provas
serem realizadas na mesma data para todos os cargos.

2.4.8- A falsificação de declarações ou de dados e/ou outras irregularidades na documentação


verificada em qualquer etapa do presente concurso, implicará na eliminação automática do candidato
sem prejuízo das cominações legais.

3- DAS VAGAS DESTINADAS A CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA:

3.1- Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de inscrição no Concurso Público de


que trata este Edital, conforme artigo 37, inciso VIII da Constituição Federal e Lei Municipal nº
3.022/2010.

3.2- Fica assegurado às pessoas portadoras de deficiência o percentual de 10% (cinco por cento) das
vagas existentes e das futuras, até a extinção da validade do Concurso Público. Às pessoas
portadoras de deficiência participarão da seleção em igualdade de condições com os demais
candidatos no que se refere às provas, ao seu conteúdo, a sua avaliação e critérios de aprovação,
duração, horário e local de realização das provas, ressalvadas as disposições especiais definidas.

3.3- No ato de preenchimento do formulário de inscrição, o candidato deverá declarar sua condição,
marcando a opção “Portador de Deficiência”. O candidato deverá encaminhar laudo médico que
ateste a espécie e o grau ou nível de deficiência que possui (permanente ou temporária), com
expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças – CID e a
sua provável causa ou origem, via SEDEX, até o último dia do encerramento das inscrições, à
Comissão de Concurso, endereçado a UNA ADMINISTRADORES ASSOCIADOS, Rua da República,
nº 425, sala 705, Farroupilha/RS, CEP 95.185.000.

3.4- Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção
simples do tipo miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.

3.5- Os candidatos portadores de deficiência que necessitem de algum atendimento especial para a
realização das provas, deverão declará-lo em documento anexo ao laudo médico para que sejam
tomadas as providências cabíveis. O requerimento será analisado obedecendo aos critérios de
viabilidade e razoabilidade.

3.6- O candidato que não encaminhar o laudo médico até a data de encerramento das inscrições, não
será considerado como portador de deficiência, seja qual for o motivo alegado, mesmo que tenha
assinalado a opção no formulário de inscrição.

Página 4 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

3.7- A homologação do concurso far-se-á em lista separada para os portadores de deficiência, e em


lista com os demais candidatos, constando em ambas à nota final de aprovação e classificação
ordinal em cada uma das listas.

3.8- Os candidatos aprovados no concurso público serão submetidos a exames médicos e


complementares, que irão avaliar a sua condição física e mental.

4- DA DIVULGAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES:

4.1- A divulgação das inscrições será dada a conhecer por meio de Edital, no qual constarão as
inscrições deferidas e indeferidas.

4.2- Das inscrições indeferidas, cabe recurso, que deverá ser fundamentado e protocolado junto à
Prefeitura Municipal, no prazo estipulado no cronograma de eventos deste Edital.

4.3- A não apresentação de recurso no prazo estabelecido ou o indeferimento do mesmo, acarretará


no cancelamento do pedido de inscrição e na consequente eliminação do candidato no presente
concurso.

4.4- O Edital de homologação, com a respectiva relação dos candidatos inscritos e homologados, será
publicado no prazo estipulado no cronograma de eventos deste Edital.

5- DAS PROVAS:

5.1- DATA, HORÁRIO e LOCAL DA PROVA PARA TODOS OS CARGOS:

5.1.1- DATA DA PROVA ESCRITA: 18 de dezembro de 2010.

5.1.2- HORÁRIO e LOCAL DA PROVA: A ser divulgado no Edital de Homologação das inscrições.

5.2- DA PROVA ESCRITA E PRÁTICA:

5.2.1- O concurso constará de provas ESCRITA para os cargos de ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO,
ODONTOLÓGO, PSICÓLOGO, FARMACÊUTICO, ENFERMEIRO, TÉCNICO EM ENFERMAGEM,
SECRETÁRIO DE ESCOLA, FISCAL AMBIENTAL, AGENTE ADMINISTRATIVO, OPERÁRIO,
PINTOR GERAL, PEDREIRO GERAL E SERVIÇAL e ESCRITA e PRÁTICA para o cargo de
OPERADOR DE MÁQUINAS, com base no conteúdo programático constante no Anexo I deste Edital.

5.2.2- Para os cargos de ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, ODONTOLÓGO, PSICÓLOGO,


FARMACÊUTICO, ENFERMEIRO E TÉCNICO EM ENFERMAGEM: A prova escrita de questões
objetivas de múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas A, B, C, D terá o peso máximo de 100 (cem)
pontos), e serão assim distribuídos:

Página 5 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

Nº de Peso por
Tipos de Provas Pontuação Caráter
Questões Questão
50 pontos 10 5,0 pontos
Conhecimentos específicos O conjunto da
prova escrita será
30 pontos 10 3,0 pontos
Português de caráter
eliminatório.
20 pontos 10 2,0 pontos
Legislação

Da prova eliminatória: O conjunto da prova escrita é de caráter eliminatório, sendo que serão
considerados aprovados somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 50,00
(cinqüenta) pontos nesta prova, ou seja, mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de aprovação.

5.2.3- Para os cargos de SECRETÁRIO DE ESCOLA, FISCAL AMBIENTAL, AGENTE


ADMINISTRATIVO: A prova escrita de questões objetivas de múltipla escolha, com 4 (quatro)
alternativas A, B, C, D, terá o peso máximo de 100 (cem) pontos), e serão assim distribuídos:

Nº de Peso por
Tipos de Provas Pontuação Caráter
Questões Questão
Legislação e Conhecimentos
50 pontos 10 5,0 pontos
específicos
O conjunto da
30 pontos 10 3,0 pontos
Português prova escrita será
de caráter
10 pontos 5 2,0 pontos
Informática eliminatório.
10 pontos 5 2,0 pontos
Matemática

Da prova eliminatória: O conjunto da prova escrita é de caráter eliminatório, sendo que serão
considerados aprovados somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 50,00
(cinqüenta) pontos nesta prova, ou seja, mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de aprovação.

5.2.4- Para os cargos de OPERÁRIO, PINTOR GERAL, PEDREIRO GERAL E SERVIÇAL: A prova
escrita de questões objetivas de múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas A, B, C, D terá o peso
máximo de 100 (cem) pontos), e serão assim distribuídos:

Nº de Peso por
Tipos de Provas Pontuação Caráter
Questões Questão
Legislação
40 pontos 10 4,0 pontos
O conjunto da
prova escrita será
30 pontos 10 3,0 pontos
Português de caráter
eliminatório.
30 pontos 10 3,0 pontos
Matemática

Página 6 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

Da prova eliminatória: O conjunto da prova escrita é de caráter eliminatório, sendo que serão
considerados aprovados somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 50,00
(cinqüenta) pontos nesta prova, ou seja, mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de aprovação.

5.2.5- Para o cargo de OPERADOR DE MÁQUINAS: A prova escrita de questões objetivas de


múltipla escolha, com 4 (quatro) alternativas A, B, C, D e a prova prática terá o peso máximo de 100
(cem) pontos), e serão assim distribuídos:

Tipos de provas Pontuação Nº de Peso por Caráter


questões questão
Legislação 20 pontos 10 2,0 pontos
O conjunto da prova
Português 10 pontos 10 1,0 ponto escrita será
eliminatório.
Matemática 10 pontos 10 1,0 ponto

Prova Prática 60 pontos -- -- A prova prática será


eliminatória

Da prova eliminatória: O conjunto da prova escrita e a prova prática serão eliminatórios, sendo que
serão considerados aprovados somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 20,00
(vinte) pontos na soma das notas da prova escrita e nota igual ou superior a 30,00 (trinta) pontos na
prova prática, ou seja, mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de aprovação.

5.2.6- A prova prática será aplicada somente aos candidatos que obtiverem aprovação na prova
escrita.

5.2.7- A prova prática será aplicada no dia 15 de janeiro de 2011, sendo que o horário e local da prova
prática será divulgado por Edital no dia 07 de janeiro de 2010.

5.3- DA PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE OPERADOR DE MÁQUINAS:

5.3.1- A prova prática destina-se a avaliar os conhecimentos práticos que o candidato possui no
desempenho das atividades inerentes ao cargo pleiteado. Constituir-se-á na execução de tarefas a
serem realizadas individualmente pelo candidato, previamente elaboradas pela Banca Examinadora,
com a avaliação através de planilhas, tomando-se por base as atribuições do cargo.

5.3.2- O teste será aplicado por avaliador, que anotará os pontos na planilha, em itens/quesitos,
observando-se a pontuação máxima do Edital de Abertura.

5.3.3- Para a execução das tarefas todos os materiais necessários serão previamente preparados no
local da prova, sendo que os candidatos deverão executar as tarefas no mesmo local, com os
mesmos materiais e em idênticas condições, observando-se o tempo máximo permitido.

5.3.4- A duração da prova prática será determinada pela Banca Examinadora e constará na planilha
de avaliação do candidato.

Página 7 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

5.3.5- Os candidatos deverão apresentar-se com trajes apropriados para a realização das provas e
apresentar Carteira Nacional de Habilitação, conforme exigência do cargo.

5.3.6 – A prova prática será consistirá em operar as Máquinas: RETROESCAVADEIRA, marca CASE
ano/modelo 2010/580M; MOTONIVELADORA, marca CATERPILLAR, ano/modelo 2010/120K. No
caso de comprovada necessidade poderá haver alteração de equipamento.

5.3.7 – Como a prova que exige o emprego de aparelho de elevado valor, pertencente ou sob a
responsabilidade do Município, poderá ser determinada a imediata exclusão do candidato que
demonstre não possuir a necessária capacidade no seu manejo sem risco de danificá-lo.

5.4- DA PONTUAÇÃO FINAL:

5.4.1- A nota final dos candidatos aprovados será o somatório dos pontos obtidos na prova ESCRITA
para os cargos ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, ODONTOLÓGO, PSICÓLOGO, FARMACÊUTICO,
ENFERMEIRO, TÉCNICO EM ENFERMAGEM, SECRETÁRIO DE ESCOLA, FISCAL AMBIENTAL,
AGENTE ADMINISTRATIVO, OPERÁRIO, PINTOR GERAL, PEDREIRO GERAL E SERVIÇAL e
ESCRITA e PRÁTICA para o cargo de OPERADOR DE MÁQUINAS.

5.4.2- A lista final de classificação das provas do concurso apresentará apenas os candidatos
aprovados.

5.4.3 – Em caso de empate na pontuação final o primeiro critério de desempate será o estabelecido
no Estatuto do Idoso - Lei Federal nº 10.741/2003, arts. 1º e 27, parágrafo único, onde assegura às
pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, que o primeiro critério de desempate em
concurso público será a idade, dando-se preferência ao candidato de idade mais elevada.

5.4.4 – Em caso de empate na pontuação final, depois de utilizado o primeiro critério, terá preferência
o candidato que obtiver maior nota em:

- Para os cargos de ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO, ODONTOLÓGO, PSICÓLOGO,


FARMACÊUTICO, ENFERMEIRO, TÉCNICO EM ENFERMAGEM:
1º - Prova de Conhecimentos específicos;
2º - Prova de Português;
3º - Prova de Legislação.

- Para os cargos de SECRETÁRIO DE ESCOLA, FISCAL AMBIENTAL, AGENTE


ADMINISTRATIVO:
1º - Prova de Legislação e Conhecimentos específicos;
2º - Prova de Português;
3º - Prova de Informática;
4º - Prova de Matemática.

- Para os cargos de OPERÁRIO, PINTOR GERAL, PEDREIRO GERAL E SERVIÇAL:


1º - Prova de Legislação;
2º - Prova de Português;
3º - Prova de Matemática.

Página 8 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

- Para o cargo de OPERADOR DE MÁQUINAS:


1º - Prova Prática;
2º - Prova de Legislação;
3º - Prova de Português;
4º - Prova de Matemática.

5.4.5- Prevalecendo o empate, o desempate será feito mediante sorteio, a cargo da Comissão
Executiva, em data, local e horário fixados no Cronograma de Eventos deste Edital.

6- DA IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO, DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS E DO PROCESSO DE


DESIDENTIFICAÇÃO e IDENTIFICAÇÃO DE PROVAS:

6.1- O candidato deverá comparecer ao local das provas, munido de comprovante de pagamento da
taxa de inscrição e documento de identidade, caneta esferográfica de cor azul ou preta, com
antecedência mínima de meia hora em relação ao horário marcado para início das provas.

6.2- Caso o candidato não apresente no dia da realização das provas o comprovante de pagamento
da taxa de inscrição ou documento de identidade, por motivo de perda, furto ou roubo, deverá ser
apresentado outro documento válido com foto e documento que ateste o registro de ocorrência em
órgão policial, expedido há no máximo trinta dias. Ao candidato, somente será permitida a realização
da prova, se o seu nome constar na lista de presença e no Edital de Homologação das inscrições.

6.3- São considerados documentos de identidade: Cédula de Identidade, Carteira expedida pelos
Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Públicas, pelos Institutos de Identificação e
pelos Corpos de Bombeiros Militares; pelos Órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens,
Conselhos, etc); carteiras funcionais do Ministério Público, carteiras funcionais expedidas por Órgão
Público que, por Lei Federal, valham como identidade; Carteira de Trabalho e Previdência Social;
Carteira Nacional de Habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei nº 9.503, de 23
de setembro de 1997); Passaporte brasileiro. O documento deverá estar legível, não podendo estar
danificado. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, títulos
eleitorais, CPF, carteiras de motorista (modelo antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais,
sem valor de identidade.

6.4- É de responsabilidade do candidato informar-se acerca da data, local, horário e sala de aplicação
da prova escrita. Não haverá segunda chamada em qualquer das provas, seja qual for o motivo
alegado.

6.5- Não será permitida a entrada de candidatos no prédio de realização das provas, que se
apresentar após o horário fixado, bem como não será aplicada prova fora do local e horário designado
por Edital.

6.6- O tempo de duração da prova escrita será de até três horas.

6.7- O candidato somente poderá retirar-se do recinto da prova, após transcorrido 1 hora do inicio das
mesmas.

Página 9 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

6.8- No hipótese de candidata lactante, será facultada a possibilidade de amamentar o filho durante a
realização da prova, desde que leve um acompanhante, o qual será responsável pela criança e
permanecerá em sala reservada para esta finalidade.

6.9- Durante as provas não será permitido ao candidato, sob pena de exclusão do concurso:
I - comunicar-se com os demais candidatos ou com pessoas estranhas ao Concurso;
II - consultar livros, códigos, manuais, impressos ou apontamentos, bem como utilizar instrumentos
próprios, salvo os expressamente permitidos no Edital;
III - ausentar-se do recinto, a não ser momentaneamente, em casos especiais, devidamente
acompanhado de Fiscal;
IV - portar-se inconvenientemente, perturbando, de qualquer forma, o bom andamento dos trabalhos.
V - consulta de qualquer espécie, uso de calculadoras, relógios digitais ou analógicos, agendas
telefônicas, pagers, telefone celular, BIP, Walkman, gravador, fones de ouvido ou outro equipamento
eletrônico, bem como a prática de quaisquer atos que fraudem o caráter competitivo do concurso, sob
pena de seu afastamento.

6.10- O candidato deverá assinalar suas respostas da prova objetiva no cartão de respostas com
caneta esferográfica de ponta grossa de cor azul ou preta (o equipamento eletrônico não registra a
assinalação feita com outro tipo de caneta).

6.11- Não serão computadas as questões não-assinaladas no cartão de respostas, bem como as
questões que contenham mais de uma assinalação, emenda ou rasura ainda que legível, sendo
atribuída nota zero (zero) a resposta. Em nenhuma hipótese haverá substituição de cartão de
respostas, sendo que é de inteira responsabilidade do candidato o correto preenchimento do cartão.

6.12- Ao término da prova escrita, o candidato deverá devolver ao fiscal a prova e o cartão de
respostas devidamente preenchido, sendo que o cartão de respostas será o único documento
utilizado para a atribuição dos pontos.

6.13- Para garantir a lisura do concurso, será feito o processo de desidentificação das provas que
consistirá no seguinte: após entrega de todos os cadernos de provas, canhotos das provas práticas e
dos cartões de respostas por todos candidatos, procedimento obrigatório por exigência legal, a Banca
Examinadora, juntamente com os últimos dois candidatos que permanecerem no local até a entrega
da última prova, lacrará os cadernos de provas escritas e planilhas das provas práticas em envelopes
apropriados, ficando os mesmos sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal. A Banca
Examinadora procederá à correção utilizando os cartões de respostas e planilhas das provas práticas,
tendo neles apenas o número de identificação e impressão digital do último candidato e do fiscal de
provas.

6.14- A identificação das provas consistirá em ato público, onde serão apresentados os envelopes
lacrados no dia da prova contendo as provas dos candidatos, em data, local e horário definidos no
Cronograma de Eventos deste Edital.

Página 10 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

7- DOS RECURSOS:

7.1- O candidato poderá interpor recurso referente:


a) As inscrições não homologadas;
b) A formulação das questões e gabaritos das provas;
c) Aos resultados parciais do Concurso Público.

7.2- Os recursos deverão ser dirigidos a Banca Examinadora do Concurso, mediante requerimento
que deverá ser protocolado junto ao protocolo geral da Prefeitura Municipal de Portão e deverá conter:

a) O nome completo e o número de inscrição do candidato.


b) A indicação do nome do cargo para o qual está prestando o concurso, bem como o número do
respectivo Edital de Abertura.
c) As razões do recurso, contendo a exposição detalhada dos fundamentos recursais.

7.3- Não será conhecido o recurso que for interposto fora de prazo, que estiver em desconformidade
com as normas exigidas neste edital ou que se apresentar com letra ilegível.

7.4- Para revisão de provas, as mesmas estarão disponíveis junto à Comissão Executiva, na
Prefeitura Municipal de Portão, durante o período de recursos.

7.5- Os recursos serão analisados pela Banca Examinadora e as respostas dos recursos deverão ser
retiradas junto ao protocolo da Prefeitura Municipal. Não serão encaminhadas respostas individuais
aos candidatos.

7.6- Se houver a alteração de gabarito preliminar, por força de impugnações ou correção, as provas
serão corrigidas de acordo com a alteração efetuada e gabarito oficial definitivo.

7.7- Na hipótese de anulação de questão, pela Banca Examinadora, os pontos a ela correspondentes
serão atribuídos a todos os candidatos, independente de terem recorrido.

8- DO PROVIMENTO DOS CARGOS:

8.1- O provimento dos cargos será efetuado para as vagas descritas na tabela de cargos ou aquelas
que virem a surgir na vigência de validade do concurso e obedecerá, rigorosamente, a ordem de
classificação dos candidatos, dentro do prazo de validade do concurso.

8.2- A classificação no concurso público não assegura ao candidato o direito de nomeação imediata
no cargo público municipal, mas apenas a expectativa de nele ser admitido, segundo rigorosa ordem
de classificação, ficando a concretização desse ato, condicionada às disposições legais pertinentes e,
sobretudo, ao interesse e necessidade do serviço público municipal.

8.3- Se aprovado, o candidato deverá manter atualizado seu endereço junto à Prefeitura Municipal de
Portão durante a validade do concurso.

8.4- O concurso será válido por 02 (dois) anos, a contar da data de homologação do resultado final,
prazo este que poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, mediante Decreto do Executivo
Municipal, nos termos da Constituição Federal.
Página 11 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

8.5- Não haverá segunda convocação para contratação, salvo a hipótese do candidato que, ao
comparecer e não aceitar a vaga oferecida, optar pela sua inclusão no final da relação dos candidatos
classificados, reposicionamento este que deverá ser requerido por escrito.

8.6- Os candidatos, convocados para nomeação através de Edital, terão os prazos estabelecidos
conforme Regime Jurídico dos Servidores Municipais para posse e exercício do cargo.

8.7- São requisitos básicos para investidura no serviço público municipal para posse, conforme
previsto na Lei Municipal nº 804/1996:
I- ser brasileiro;
II- ter idade mínima de dezoito anos;
III- estar quite com as obrigações militares e eleitorais;
IV- gozar de boa saúde física e mental, comprovada mediante exames médicos;
V- ter atendido as condições prescritas em Lei para o cargo.

8.8- Serão exigidos no ato de nomeação e posse do candidato, os documentos abaixo relacionados:
- Diploma ou certificado de conclusão da escolaridade exigida para o cargo de inscrição;
- Registro no respectivo Conselho de Classe para os cargos que exigirem;
- Título eleitoral com o comprovante da última eleição;
- Certificado do serviço militar;
- Certidão de nascimento/casamento;
- Certidão de nascimento dos filhos menores de 14 anos;
- RG, CPF e Carteira de trabalho (número e identificação);
- Cartão de PIS/PASEP;
- Declaração de bens (Declaração de Imposto de Renda);
- Declaração de dependentes para Imposto de Renda;
- Alvará de folha corrida/Folha corrida judicial;
- Comprovante de Conta corrente bancária;
- Declaração negativa de acumulação de cargos ou funções públicas;
- Atestado médico que comprove boas condições de saúde física e mental;

8.9- O exame médico pré admissional será exclusivamente eliminatório e realizar-se-á com base nas
atividades inerentes ao cargo a qual o candidato foi aprovado, considerando-se as condições de
saúde necessárias para o exercício das mesmas, sendo que o candidato deverá ser considerado apto
pelo Médico, designado pela Prefeitura Municipal de Portão.

9- DAS DISPOSIÇÕES FINAIS:

9.1- É de inteira responsabilidade do candidato, o acompanhamento das informações referentes ao


concurso público em que se inscreveu, sendo que a inscrição do candidato importará no
conhecimento das instruções deste Edital, bem como na aceitação tácita das condições nele contidas.

9.2- Todas as publicações serão feitas por afixação no painel de publicações da Prefeitura Municipal,
no site www.unars.com.br após as 15h, e na imprensa local, quando necessário.

9.3- Todas as informações divulgadas no site www.unars.com.br são meramente informativas.

Página 12 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

9.4- O presente concurso público é regulamentado por este Edital, os casos omissos serão resolvidos
pela empresa responsável pelo Concurso e pela Prefeitura Municipal de Portão, conjuntamente.

9.5- Qualquer cidadão, diretamente ou via postal, poderá denunciar irregularidade ou ilegalidade,
eventualmente ocorrida neste concurso, perante o Tribunal de Contas do Estado.

9.6- Faz parte do presente Edital:


Anexo I - Conteúdos programáticos e/ou indicações bibliográficas.
Anexo II- Síntese das atribuições dos cargos.
Anexo III- Formulário para apresentação de recurso.
Anexo IV- Cronograma de Eventos.

Portão (RS), Gabinete do Prefeito Municipal, em 10de novembro de 2010

Elói Antônio Besson


Prefeito Municipal

Lirio Antonio Casagrande


Secretário Municipal da Administração e Planejamento – Interino

Registre-se e Publique-se.
Data supra.

Página 13 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

ANEXO I

I- CONTEÚDOS DAS PROVAS PARA OS CARGOS DE ASSISTENTE SOCIAL, MÉDICO,


ODONTOLÓGO, PSICÓLOGO, FARMACÊUTICO, ENFERMEIRO e TÉCNICO EM ENFERMAGEM.

PORTUGUÊS:
1. Leitura e análise do texto: compreensão e significado contextual das palavras e expressões do
texto; interpretação do texto; gêneros e tipologias textuais.
2. Fonética e Fonologia: ortografia; acentuação gráfica.
3. Morfologia: As classes de palavras
4. Sintaxe: frase, oração, período; termos essenciais da oração; termos integrantes da oração (objeto
direto, indireto, complemento nominal); termos acessórios da oração
- conjunções coordenativas (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
conjunções subordinativas adverbiais (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
Concordância verbal e nominal
5. Suplemento ou Apêndice: crase; pontuação; funções do QUE e do SE; figuras de linguagem; vícios
de linguagem

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. Scipione
2. LEDUR, Paulo Flávio. Português Prático. AGE
3. PASCHOALIN & SPADOTO. Gramática. FTD
4. LUFT, Celso Pedro. Moderna Gramática Brasileira. Globo

LEGISLAÇÃO:
1. Lei Municipal nº 804/1996 – Regime Jurídico dos servidores públicos e suas alterações: na
integra.
2. Constituição Federal de 1988, com as alterações introduzidas por suas Emendas
Constitucionais:
- Título II: dos direitos e garantias fundamentais (art. 5º a 17)
- Título III: da organização do Estado (art. 18 a 43)
3. Lei orgânica do município de Portão e suas alterações: na íntegra.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei Municipal nº 804/1996.
2. Constituição Federal de 1988.
3. Lei orgânica do município de Portão.

PROVA CONHECIMENTOS ESPECIFICOS PARA O CARGO DE ASSISTENTE SOCIAL:


1. Legislação Social (em especial das seguintes políticas e segmentos: assistência social, saúde,
educação, criança e adolescente, idoso, pessoa portadora de deficiência e defesa dos direitos da
mulher).
2. Processos de trabalho.
3. Ética profissional.
4. Lei que regulamenta a profissão.
5. Normas operacionais básicas da saúde e da assistência social.
6. Saúde mental.
7. Participação Popular e Conselhos de Políticas Públicas.
Página 14 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

8. Família e sociedade.
9. Inclusão social.
10. Desigualdade.
11. Questão social.
12. Serviço Social e contemporaneidade.
13. Instrumentalização do Serviço Social.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. BAPTISTA, Myrian Veras. Planejamento Social: intencionalidade e instrumentação. São Paulo:
Veras, 2003.
2. BARROCO, Maria Lucia S.. Ética: fundamentos sócio-históricos. São Paulo: Cortez, 2008. 245 p.
(Biblioteca básica de Serviço Social, 4).
3. BEHRING, Elaine Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: fundamentos e história. 5.ed..
São Paulo: Cortez, 2008. 213 p. (Biblioteca básica de Serviço Social, 2).
4. BIDARRA, Zelimar Soares; OLIVEIRA, Luciana Vargas Netto. Infância e Adolescência: o processo
de reconhecimento e de garantia de direitos fundamentais. Serviço Social & Sociedade, São Paulo:
Cortez, v. 29, n. 94, p. 154-175, jun. 2008.
5. BISNETO, José Augusto. Serviço Social e Saúde Mental: uma análise institucional da prática. 2.ed.
São Paulo: Cortez, 2009.
6. BRAVO, Maria Inês (Org.) et al. Saúde e Serviço Social. 4.ed.. São Paulo: Cortez, 2009.
7. CARVALHO, Inaiá Maria Moreira de; FERNANDES, Cláudia Monteiro. Algumas Considerações
Sobre o Bolsa Família. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 98, p. 362-385, abr./jun.
2009.
8. CARVALHO, Maria do Carmo Brant (red.) et al. Serviços de Proteção Social às Famílias. São
Paulo: IEE/PUC, 1998.
9. CASTRO, Alba Tereza Barroso de (Org.). Serviço Social, Política Social e Trabalho: desafios e
perspectivas para o século XXI. 2.ed.. São Paulo: Cortez, 2008.
10. CASTRO, Manuel Manrique. História do Serviço Social na América Latina. 6.ed. São Paulo:
Cortez, 2003.
11. CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL 10ª REGIÃO - Coletânea de Leis de Serviço
Social, CRESS/Porto Alegre, 2010.
12. FALCÃO, Deusivania Vieira da Silva (Org.); ARAÚJO, Ludgleydson Fernandes de (Org.). Idosos e
Saúde Mental. Campinas: Papyrus, 2010.
13. FALEIROS, Vicente de Paula. Estratégias em Serviço Social. 6ª edição. São Paulo: Cortez, 2006.
14. FÁVERO, Eunice Teresinha. Serviço Social, Direitos e Prática Profissional. Serviço Social &
Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 39, n. 99, p. 434-444, jul./set. 2009.
15. GOUVÊA, Maria das Graças de. Plantão Social para a Cidadania. Taubaté: Cabral, 2003.
16. IAMAMOTO, Marilda Vilella. O Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação
profissional. 9.ed. São Paulo: Cortez, 2005.
17. GUERRA, Yolanda. A Instrumentalidade do Serviço Social. 7.ed.. São Paulo: Cortez, 2009.
18. GRANEMANN, Sara. Trabalho, Sobretrabalho e Financiamento das Políticas Sociais. Serviço
Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 29, n. 94, p. 60-72, jun. 2008.
19. MARTINELLI, Maria Lúcia. Serviço Social: identidade e alienação. 9.ed. São Paulo: Cortez, 2005.
20. MENDES, Jussara Maria Rosa; PRATES, Jane Cruz; AGUINSKY, Beatriz (Orgs.). Capacitação
sobre PNAS e SUAS. No caminho da implantação. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006.
21. MONTAÑO, Carlos. A Natureza do Serviço Social: um ensaio sobre a gênese, a especificidade e
sua reprodução. 2.ed.. São Paulo: Cortez, 2009.

Página 15 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

22. MISOCZKY, Maria Ceci; BORDIN, Ronaldo. Gestão Local em Saúde: práticas e reflexões. Porto
Alegre: Dacasa, 2004.
23. MOTA, Ana Elizabete (Org.) et al. Serviço Social e Saúde: formação e trabalho profissional. 3.ed..
São Paulo: Cortez, 2008.
24. PAZ, Rosangela Dias O.. Código de Ética: reafirmar a função pública de conselheiros e
conselheiras. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 27, n. 85, p. 117-122, mar. 2006.
25. PEREIRA, Potyara A. P.. Política Social: temas & questões. 2.ed.. São Paulo: Cortez, 2009.
26. PONTES, Reinaldo Nobre. Mediação e Serviço Social: um estudo preliminar sobre a categoria
teórica e sua apropriação pelo serviço social. 3.ed. São Paulo: Cortez, 1997.
27. RAICHELIS, Raquel. Articulação entre os Conselhos de Políticas Públicas. Serviço Social &
Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 27, n. 85, p. 109-116, mar. 2006.
28. SILVA, Jacqueline Oliveira. Práticas do Serviço Social: espaços tradicionais e emergentes. Porto
Alegre: Da Casa, 1998.
29. SILVA, Maria Liduina de Oliveira e. O Estatuto da Criança e do Adolescente e o Código de
Menores: descontinuidades e continuidades. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 26, n.
83, p. 30-48, 2005.
30. SILVEIRA, Jucimeir Isolda. Sistema Único de Assistência Social: institucionalidade e processos
interventivos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 98, p. 335-360, abr./jun. 2009.
31. SIMÕES, Carlos. Curso de Direito do Serviço Social. 3.ed.. São Paulo: Cortez, 2009. 560 p.
(Biblioteca básica de serviço social, 5).
32. VASCONCELOS, Ana Maria de. A Prática do Serviço Social: cotidiano, formação e alternativas na
área da saúde. 5.ed.. São Paulo: Cortez, 2007.
33. VASCONCELOS, Kathleen Elaine Leal et al. Serviço Social e Estratégia Saúde da Família:
contribuições ao debate. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 98, p. 308-334, abr./jun.
2009.
34. VIDAL, Dolores Lima da Costa. Demanda Reprimida: acesso aos serviços de saúde e serviço
social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, v. 29, n. 94, p. 132-153, jun. 2008.

PROVA CONHECIMENTOS ESPECIFICOS PARA O CARGO DE MÉDICO:


1. Angiologia: Doença arterial periférica; Insuficiência venosa crônica e varizes; Trombose venosa
profunda.
2. Cardiologia: Arritmias cardíacas; Cardiopatia isquêmica; Cardiomiopatias; Crise hipertensiva;
Doença isquêmica do miocárdio; Fatores de risco para doenças cardiovasculares; Febre reumática;
Hipertensão arterial sistêmica; Hipertensão pulmonar; Insuficiência cardíaca; Pericardiopatias;
Semiologia cardíaca; Valvulopatias cardíacas.
3. Doenças do ouvido, nariz e garganta: Amigdalites; Otites; Rinites; Sinusites.
4. Doenças dermatológicas: Dermatoviroses; Dermatites eczematosas; Dermatozoonoses;
Farmacodermias; Hanseníase; Infecções da pele e tecido subcutâneo; Leishmaniose;
Micoses superficiais; Neoplasia da pele; Pênfigo e penfigóide; Psoríase; Tumores da pele.
5. Doenças oculares: Catarata; Distúrbios da refração; Doenças da pálpebra; Glaucoma;
Retinopatias; Síndrome do olho vermelho.
6. Endocrinologia e metabolismo: Complicações agudas e crônicas do diabetes; Diabetes mellitus;
Dislipidemias; Doenças da supra-renal; Doenças da paratireóide; Doenças da tireóide;
Hiperprolactinemia e prolactinoma; Obesidade; Síndrome metabólica.
7. Gastroenterologia: Acalasia e espasmo esofageano difuso; Apendicite Aguda; Ascite; Câncer de
esôfago; Câncer de pâncreas; Câncer gástrico; Cirrose Hepática; Constipação Crônica; Diarréias
agudas e crônicas; Dispepsia não-ulcerosa, gastrites e gastropatias; Diverticulose intestinal e
diverticulite; Doença calculosa biliar e coledocolitíase; Doença do refluxo gastroesofágico; Doença
Página 16 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

hemorroidária; Doença hepática alcoólica; Doença ulcerosa péptica; Doenças intestinais inflamatórias
idiopáticas; Esteato-hepatite não-alcoólica; Hemorragia digestiva alta e baixa; Hepatites virais agudas
e crônicas; Hérnia de hiato esofageano; Hérnias da parede abdominal; Hipertensão porta; Obstrução
intestinal; Pancreatite aguda e crônica; Polipose e neoplasia intestinal; Síndrome disabsortiva;
Síndrome do intestino irritável; Síndromes isquêmicas intestinais; Tumores do sistema hepatobiliar.
8. Hematologia: Anemias; Distúrbios plaquetários e da coagulação; Hemoglobinopatias; Leucemias
agudas e crônicas; Linfomas Hodgkin e não-Hodgkin; Mieloma múltiplo; Síndromes
mieloproliferativas.
9. Infectologia: Dengue; Doenças sexualmente transmissíveis; Endocardite infecciosa;
Esquistossomose; Febre amarela; Febre tifóide; Infecção das vias aéreas superiores; Infecção pelo
HIV em adultos; Influenza e resfriado comum; Leishmaniose visceral; Leptospirose; Malária;
Meningites; Mononucleose infecciosa; Parasitoses intestinais; Raiva; Síndrome da Imunodeficiência
Adquirida (SIDA); Tétano; Toxoplasmose; Tuberculose; Violência sexual.
10. Medicina de urgência: Acidentes ofídicos e aracnídicos; Acidentes biológicos; Atendimento inicial
ao politraumatizado; Intoxicações Exógenas; Intoxicação Aguda e Abstinência ao Álcool; Parada
Cardiorrespiratória; Queimaduras e tratamento inicial do grande queimado.
11. Medicina preventiva e social: Código de Ética Médica; Estudos epidemiológicos; Imunizações;
Indicadores de saúde; Legislação Federal e Estadual do SUS; Prevenção de doenças e agravos à
saúde; Programa de Saúde da Família: conceito e características; Saúde do trabalhador; Sistema
único de saúde; Vigilância epidemiológica;
12. Nefrologia: Distúrbios da volemia; Distúrbios do equilíbrio ácido-básico; Distúrbios do sódio, do
potássio e do magnésio; Glomerulopatias; Infecção do trato urinário; Insuficiência renal aguda;
Insuficiência renal crônica; Interpretação da gasometria arterial;
Lesão renal causada por medicamentos e toxinas; Nefropatia diabética; Síndrome nefrítica; Síndrome
nefrótica.
13. Neurologia: Cefaléias; Convulsões e epilepsia; Doenças cerebrovasculares; Doença de Parkinson
e Mal de Alzheimer; Infecções do SNC; Labirintopatias;
14. Pneumologia: Asma brônquica; Câncer de pulmão; Derrame pleural; Doença pulmonar obstrutiva
crônica; Pneumonia adquirida na comunidade; Pneumopatias intersticiais difusas; Pneumoconiose;
Sarcoidose; Síndrome da apnéia obstrutiva do sono; Sinusobronquite; Tromboembolismo pulmonar.
15. Psiquiatria: Depressão; Distúrbios afetivos; Distúrbios do sono; Esquizofrenia e outros transtornos
psicóticos; Tabagismo; Transtornos alimentares; Transtornos da personalidade; Transtornos de
ansiedade, dissociativos e somatoformes; Transtornos mentais orgânicos (delirium, demência);
Transtornos mentais relacionados ao uso de substâncias psicoativas.
16. Reumatologia e outros distúrbios osteomusculares: Artrite Reumatóide; Doença osteomuscular
relacionada ao trabalho (DORT); Esclerodermia; Espondiloartropatias soronegativas; Fraturas,
luxações e lesões ligamentares; Fibromialgia; Gota e outras artropatias por cristais; Lombalgias e
ciatalgias; Lúpus eritematoso sistêmico; Osteoartrite e osteoporose; Síndrome do túnel do carpo;
Tendinites, tenossinovites, fasciítes e bursites.
17. Urologia: Doenças da próstata; Disfunção erétil; Litíase urinária.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. 2010 American Heart Association Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency
Cardiovascular Care Science. Circulation, 2010; Volume 122, Issue 18 (suppl 3).
2. Bevilacqua F, Bensoussan E, Jansen JM, Spínola F, e cols. Fisiopatologia clínica. 5a.ed. São Paulo:
Editora Atheneu, 1998.
3. Blackbook clínica médica / Enio Roberto Pedroso, Reynaldo Gomes de Oliveira. Belo Horizonte:
Black Book Editora, 2007.
Página 17 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

4. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Sistema Único de Saúde (SUS): descentralização
/ Ministério da Saúde, Secretaria Executiva. Reimpressão. Brasília: Ministério da Saúde, 2001.
5. Braunwald, Fauci, Kasper et al. Harrison's principles of internal medicine. 16th ed. McGraw-Hill
Companies, 2005.
6. Clínica médica: consulta rápida / organizado por Stephen D. Stefani e Elvino Barros. 2a.ed. Porto
Alegre: Artmed, 2002.
7. Current medical diagnosis & treatment 2002 / editado por Lawrence Tierney, Jr, Stephen McPhee,
Maxine Papadakis. 41a.ed. Edição Internacional: Lange/McGraw-Hill, 2002.
8. Duncan, Bruce B. Medicina ambulatorial: condutas de atenção primária baseadas em evidências /
Bruce B. Duncan, Maria Inês Schmidt, Elsa R.J. Giugliani ... [et al.]. 3a.ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.
9. Eugene Braunwald, Anthony Fauci, Dennins Kasper, et al. Harrison: Medicina Interna. 16ª. ed.
McGraw-Hill, 2006.
10. French’s diagnóstico diferencial em clínica médica / editado por Ian Bouchier, Harold Ellis, Peter
Fleming / edição brasileira supervisionada por Antonio Carlos Lopes, Flávio Dantas. 13a.ed. Rio de
Janeiro: Medsi, 2002.
11. Goldman, Cecil. Cecil Medicine. 23ª. ed. W.B. Saunders, 2008.
12. Governo do Rio Grande do Sul. Secretaria da Saúde. Conselho Estadual de Saúde. SUS é legal -
legislação federal e estadual do SUS. Outubro de 2000.
13. Knobel, Elias. Terapia intensiva cardiologia / Elias Knobel, co-autores José Augusto Marcondes de
Souza, Anna Maria Andrei. São Paulo: Editora Atheneu, 2002.
14. Legislação SUS: Lei No. 8080, de 19 de setembro de 1990; Lei No. 8142, de 28 de dezembro de
1990; NOB – SUS 1996; Portaria No. 399/GM de 22 de fevereiro de 2006.
15. Lee Goldman; Dennis Ausielo. Cecil: tratado de medicina interna. 22ª. ed. Elsevier, 2005.
16. Lopes, Antonio Carlos. Tratado de clínica médica. 1ª. ed. Editora Roca, 2006.
17. Nasi, Luiz Antônio e cols. Rotinas em pronto-socorro. 2a.ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.
18. Washington manual de terapêutica clínica / editado por Shubhada N. Ahya, Kellie Flood,
Subramanian Paranjothi. 30a.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

PROVA CONHECIMENTOS ESPECIFICOS PARA O CARGO DE ODONTÓLOGO:


1. Anatomia da região da cabeça e pescoço.
2. Anestesia em Odontologia.
3. Patologia das lesões da cavidade bucal.
4. Semiologia bucal.
5. Radiologia em Odontologia.
6. Farmacologia e Farmacodinâmica das drogas de uso odontológico.
7. Cirurgia oral.
8. Endodontia: urgências na prática clínica.
9. Cariologia.
10. Uso do flúor.
11. Dentição decídua: características, seqüencia favorável de erupção, análise e considerações
clínicas.
12. Dentição mista: características, seqüencia favorável de erupção, análise e considerações clínicas.
13. Dentição permanente.
14. Materiais dentários e técnicas restauradoras.
15. Promoção de saúde bucal.
16. Biossegurança e controle de infecções.

Página 18 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. ABOPREV. Promoção de Saúde Bucal. São Paulo; Artes Médicas, 1997.
2. BORAKS, S. Diagnóstico bucal. São Paulo; Artes Médicas, 1996.
3. CONCEIÇÃO, E. N. et al. Dentística - Saúde e Estética. Porto Alegre; ArtMed, 2000.
4. LEONARDO.M.; LEAL, J.M. Endodontia - Tratamento de canais radiculares. São Paulo;
Panamericana, 1998.
5. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Controle de infecções e a prática odontológica em tempos de AIDS:
Manual de condutas. Brasília; Secretaria de políticas de saúde, 2000.
6. NEIDLE, E. A. ; YAGIELA, J.A. Farmacologia e Terapêutica para dentistas. Rio de Janeiro;
Guanabara Koogan, 1991.
7. NEWBRUN, E. Cariologia. São Paulo; Santos, 1988.
8. PETERSON, L. J. et al. Cirurgia Oral e Maxilofacial Contemporânea. Rio de Janeiro; Guanabara,
2000.
9. SOBOTTA. Atlas de Anatomia Humana - Volume1. Rio de Janeiro; Guanabara Koogan, 1990.
10. TOLEDO, O. A. Odontopediatria - Fundamentos para a prática clínica. São Paulo; Editorial
Premier, 1996.

PROVA CONHECIMENTOS ESPECIFICOS PARA O CARGO DE PSICÓLOGO:


1. Ética profissional
2. Teorias e técnicas psicoterápicas
3. Teorias psicológicas
4. Psicopatologia
5. Psicologia social/comunitária

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Ajuriaguerra, J. de. Manual de Psiquiatria Infantil. Ed. Masson do Brasil, 2ª edição
2. Amatuzzi, Mauro M. Por uma Psicologia Humana.Campinas: Ed. Alínea, 2008, 2ª edição
3. Bandura, Albert; Azzi, R.G.; Polydoro, Soely e cols. Teoria Social Cognitiva-Conceitos Básicos.
Porto Alegre: Artmed, 2008.
4. Código de Ética Profissional do Psicólogo
5. Freud, S. Além do Princípio de Prazer, Psicologia de Grupo e Outros Trabalhos. Obras Completas,
vol XVIII. . Rio de Janeiro: Imago, 1969.
6. Kaplan, J. & Sadock, B. Compêndio de Psiquiatria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990
7. Melillo, A. , Ojeda, E. N. S. (org) & colaboradores. Resiliência: descobrindo as próprias fortalezas.
Porto Alegre: Artmed, 2005

PROVA CONHECIMENTOS ESPECIFICOS PARA O CARGO DE FARMACÊUTICO:


1. Farmacologia: Classificação das drogas (Simpatolíticos, Simpatomiméticos, Psicotrópicos,
Colinolíticos, Colinomiméticos, Antihipertensivos, Antiinflamatórios, Antibióticos, Depressores do SNC,
Anestésicos), Mecanismo de ação das drogas, Vias de absorção de drogas, Absorção, Distribuição,
Metabolismo, Biodisponibilidade, Biotransformação e Eliminação.
2. Farmacotécnica: Soluções, Xaropes, Suspensões, Emulsões, Pomadas, Cremes, Pastas, Géis,
Cápsulas, Comprimidos, Comprimidos revestidos, Injetáveis.
3. Assistência Farmacêutica: Método Dáder, Princípios de Farmacoepidemiologia e
Farmacovigilância, Atenção Farmacêutica.
4. Leis, Resoluções e Portarias: Código de ética; Medicamentos Genéricos; Medicamentos
Controlados; Boas Práticas de Dispensação de medicamentos em farmácias e drogarias; Controle
Página 19 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos; Promoção,


proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes.;
medicamentos de venda livre.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. GOODMAN, Louis Sanford,. Goodman e Gilman as bases farmacológicas da terapêutica. 10. ed
Rio de Janeiro: McGraw-Hill, c2003. 1647 p.
2. FARMACOLOGIA: básica e clínica. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, c2003. 1054 p.
3. ANSEL, Howard C.; POPOVICH, Nicholas G.; ALLEN, Loyd V. Farmacotécnica: formas
farmacêuticas & sistemas de liberação de fármacos. [6. ed.] São Paulo, SP: Premier, c2000. 568 p.
4. AULTON, Michael E. Delineamento de formas farmacêuticas. 2.ed Porto Alegre, RS Artmed, 2005.
677 p.
5. Método Dáder – Guia de Seguimento Farmacoterapêutico. M. Machuca, F. Fernández-Uimós, M. J.
Faus
6. GOMES, Maria José Vasconcelos de Magalhães; REIS, Adriano Max Moreira. Ciências
farmacêuticas: uma abordagem em farmácia hospitalar. 1. ed. São Paulo, SP: Atheneu, 2003.
7. CFF, Resolução nº 417, de 29 de setembro de 2004. Regulamenta o Código de Ética da Profissão
Farmacêutica.
8. ANVISA, Lei nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973. Dispõe sobre o controle sanitário do comércio
de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, e dá outras providências.
9. MS, Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção,
proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e
dá outras providências.
10. MS, Resolução nº 9.787, de 10 de fevereiro de 1999. Aprova o Regulamento Técnico para
Medicamentos Genéricos.
11. MS, Resolução nº 391, de 9 de agosto de 1999.
12. ANVISA, Resolução RDC nº 102, de 30 de novembro de 2000. Aprova o Regulamento sobre
propagandas, mensagens publicitarias e promocionais e outras práticas cujo objeto seja a divulgação,
promoção ou comercialização de medicamentos de produção nacional ou importados, quaisquer que
sejam as formas e meios de sua veiculação, incluindo as transmitidas no decorrer da programação
normal das emissoras de rádio e televisão.
13. ANVISA, Resolução RDC 138, de 29 de maio de 2003. Medicamentos de venda livre.
14. ANVISA, Portaria 344 de 12 de maio de 1998. Aprova o regulamento técnico sobre substâncias e
medicamentos sujeitos a controle especial.
15. CNS, Resolução nº 338, de 06 de maio de 2004. Aprova a Política Nacional de Assistência
Farmacêutica.
16. ANVISA, Resolução RDC nº 328, de 22 de Julho de 1999. Dispõe sobre requisitos exigidos para a
dispensação de produtos de interesse à saúde em farmácias e drogarias.
17. ANVISA, Resolução RDC nº 58 de 5 de setembro de 2007.
18. ANVISA, Consulta pública nº 69 de 11 de julho de 2007.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE ENFERMEIRO:


1. Administração de medicamentos: Métodos e vias de administração.
2. Assistência de enfermagem clínico-cirúrgica:
2.1- Funções do Enfermeiro(a) nos exames complementares:
Anamnese, Exame físico, Posições, Sinais e sintomas, Complicações, Cuidados de enfermagem
3. Assistência de enfermagem materno-infantil: Desenvolvimento e aspectos psicológicos da gravidez;
Gravidez de alto risco e baixo risco; Acompanhamento do pré-natal.
Página 20 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

4. Assistência de enfermagem em Pediatria: Desidratação e desnutrição; Doenças respiratórias;


Problemas dermatológicos e neurológicos.
5. Assistência de enfermagem na saúde mental: Desenvolvimento psicológico; Distúrbios
psicológicos; Abuso de drogas e álcool.
6. Métodos de esterilização e desinfecção.
7. Assistência de enfermagem em Saúde Pública: No programa nacional de imunizações; No
programa de DST e AIDS; No programa de hipertensão; No programa de diabete; No programa da
criança e do adolescente; No programa de pneumologia sanitária; No programa de assistência integral
à saúde da mulher; No programa de hanseníase e tuberculose.
8. Ética Profissional.
9. Legislação pertinentes.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Tratamento de feridas. Adriani Geralda Ribeiro, Lauer Marinho Sardenberg e Jussara Angélica
Gomes Nascimento Sardenberg; Editora AB; edição 2004.
2. SMELTZER, S.C; BARE, B.G. Brunner/Suddarth. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica. Rio de
Janeiro, Guanabara Koogan, 1994.
3. Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul. Legislação, 1997.
4. BRASIL, Leis e Atos, Lei n° 7.498/86: regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras
evidências.
5. Novo Código de Ética da Enfermagem Brasileira – Resolução COFEN nº 311/2007.
6. Calendário Básico de Vacinação da criança, adolescentes, adultos e do idoso. Versão eletrônica
disponível no site www.saude.gov.br/svs
7. Sales, Orcélia Pereira - Leitura e interpretação de exames em Enfermagem. Goiânia: AB 2005. A B
Editora
8. Motta, Ana Letícia Carnevalli. Normas, Rotinas e Técnicas de Enfermagem. São Paulo: 2003.
Editora Iátria
9. Fakih, Flávio Trevisani. Manual de Diluição e Administração de Medicamentos Injetáveis
Rio de Janeiro: 2000. Editora Reichamann & Affonso.
10. Mozachi, Nelson. O Hospital: Manual do Ambiente Hospitalar.Curitiba: 2006. Editora Manual Real
LTDA.
11. Brunner. Prática de Enfermagem. Sétima edição, por Sandra M. Nettina. Editora Guanabara
Koogan
12. Assistência de Enfermagem nas Intervenções Clínicas e Cirúrgicas. Editora Guanabara Koogan,
Rio de Janeiro, 2008. Equipe Lippincott Williams & Williams. Tradução Ivan Lourenço Gomes.
13. Administração de Medicamentos/revisão técnica, Ivone Evangelista Cabral. _ Rio de Janeiro:
Reichmann & Affonso Editores, 2002.
14. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Cadernos de Atenção Básica nºs 8, 9, 13,
14, 15, 16 e 18. Ministério da Saúde
15. BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Procedimentos para Vacinação.
16. Portaria GM/MS 399 de 22 de fevereiro de 2006.
17. Portaria nº 687, de 30 de março de 2006.
18. Portaria nº 1602, de 17 de Julho de 2006.
19. Portaria nº 154, de 24 de janeiro de 2008.

Página 21 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

LEGISLAÇÃO/CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE TÉCNICO EM


ENFERMAGEM:

1. Clínica Médico-cirúrgica: Equilíbrio e Distúrbios Hidroeletrolíticos; Cuidados de Enfermagem no


Pós-operatório; Imunologia; Doenças Infecto-contagiosas.
2. Assistência de enfermagem em Saúde Pública: No programa nacional de imunizações; No
programa de DST e AIDS; No programa de hipertensão; No programa de diabete; No programa da
criança e do adolescente; No programa de pneumologia sanitária; No programa de assistência
integral à saúde da mulher; No programa de hanseníase e tuberculose.
3. Patologia Geral: Terminologia.
4. Doenças Crônico-degenerativas.
5. Administração Hospitalar, introdução a Enfermagem
6. Enfermagem Psiquiátrica e Neurologia
7. Enfermagem Materno-Infantil, Psicologia Aplicada a Enfermagem e Ética.
8. Microbiologia: noções de infecção e desinfecção.
9. Prevenção e controle das infecções hospitalares.
10. Técnicas em Enfermagem.
11. Limpeza e Esterilização de artigos médico-hospitalares.
12. Tratamento de feridas.
13. Tratamentos medicamentosos: doses e aplicações.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Tratamento de feridas. Adriani Geralda Ribeiro, Lauer Marinho Sardenberg e Jussara Angélica
Gomes Nascimento Sardenberg; Editora AB; edição 2004.
2. Manual do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. Coordenação de Idelmina Lopes de Lima e outros, 6ª
edição – Goiânia, Editora AB. 2003
3. BRASIL, Ministério da Saúde. Manual técnico para o controle da tuberculose: cadernos da
atenção básica. Secretaria de Políticas de Saúde Departamento de Atenção Básica. Revisada e
ampliada- Brasília: Ministério da Saúde.
4. BRASIL, Ministério da Saúde. Infecção pelo HIV em crianças: guia de tratamento clínico.
5. BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Procedimentos para Vacinação.
6. BRASIL.Ministério da Saúde. Manual de Enfermagem: Programa de Saúde da Família. Instituto
para o desenvolvimento da saúde.
7. BRASIL. Ministério da Saúde. Guia para controle da hanseníase.
8. BRASIL. Ministério da Saúde. Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao
diabetes mellitus: Manual de hipertensão arterial e diabetes mellitus.
9. Lei nº 7.498, de 1986 e suas alterações - Dispõe sobre a Regulamentação do Exercício da
Enfermagem e dá outras Providências.
10. Decreto nº 94406/87 - Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o
exercício da enfermagem, e dá outras providências.
11. Resolução COFEN nº 311/2007 - Aprova o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem e dá
outras providências.
12. Conselho Estadual de Saúde: SUS é Legal-Legislação Federal e Estadual, Secretaria de Saúde-
RS, 2000 (Lei 8.080 e Lei 8.142).
13. Mozachi, Nelson. Souza, Virgínia Helena Soares de. O hospital: manual do ambiente hospitalar.
6ª ed. Curitiba: Os Autores. Editora Manual Real LTDA.
14. Motta, Ana Letícia Carnevalli. Normas, Rotinas e Técnicas de Enfermagem. São Paulo: Iátria,
2003. 3ª ed.
Página 22 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

15. Fakih, Flávio Trevisani. Manual de diluição e administração de medicamentos injetáveis. Rio de
Janeiro: Reichamann & Affonso Ed. 2000.
16. Administração de Medicamentos/revisão técnica, Ivone Evangelista Cabral. - Rio de Janeiro:
Reichmann & Affonso Editores, 2002. Tradução de: Nurse's clinical guide: medication administration.

II- CONTEÚDOS DAS PROVAS PARA OS CARGOS DE SECRETÁRIO DE ESCOLA, FISCAL


AMBIENTAL.

PORTUGUÊS:
1. Leitura e análise do texto: compreensão e significado contextual das palavras e expressões do
texto; interpretação do texto; gêneros e tipologias textuais.
2. Fonética e Fonologia: ortografia; acentuação gráfica.
3. Morfologia: As classes de palavras
4. Sintaxe: frase, oração, período; termos essenciais da oração; termos integrantes da oração (objeto
direto, indireto, complemento nominal); termos acessórios da oração
- conjunções coordenativas (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
conjunções subordinativas adverbiais (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
Concordância verbal e nominal
5. Suplemento ou Apêndice: crase; pontuação; funções do QUE e do SE; figuras de linguagem; vícios
de linguagem

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. Scipione
2. LEDUR, Paulo Flávio. Português Prático. AGE
3. PASCHOALIN & SPADOTO. Gramática. FTD
4. LUFT, Celso Pedro. Moderna Gramática Brasileira. Globo

MATEMÁTICA:
1. Conjuntos: conceito, simbologia, subconjuntos, união, intersecção, diferença, complementar e
problemas.
2. Conjuntos Numéricos: naturais, inteiros, racionais, irracionais e reais.
3. Intervalos Reais.
4. Equações, problemas e sistemas de equações de 1º e 2º graus.
5. Função Polinomial do 1º Grau.
6. Função Quadrática.
7. Função Exponencial e equações exponenciais.
8. Função Logarítmica e equações logarítmicas.
9. Progressões Aritméticas.
10. Progressões Geométricas.
11. Trigonometria.
12. Matrizes.
13. Determinantes.
14. Sistemas de Equações Lineares.
15. Análise Combinatória: arranjos, permutações e combinações.
16. Probabilidade e estatística.
17. Números Complexos: operações na forma algébrica e trigonométrica.
18. Geometria Plana: área e perímetro do quadrado, retângulo, triângulo, paralelogramo, losango,
trapézio, hexágono regular e círculo.
Página 23 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

19. Geometria Espacial: área e volume de prismas, pirâmides, cilindros, cones e esferas.
20. Geometria Analítica: distância entre dois pontos e equações da reta.
21. Equações polinomiais.
22. Noções de Matemática Financeira: porcentagem, juros simples e compostos, operações sobre
mercadorias e câmbio.
23. Proporcionalidade: razão, proporção, regra de três simples e regra de três composta.
24. Operações, expressões e problemas envolvendo números reais.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. BIANCHINI, Edwaldo e PACCOLA, Herval. Curso de Matemática: volume único. Ed. Moderna.
2. DANTE, Luiz Roberto. Matemática Contexto e Aplicações: volume único. Ed. Ática.
3. DINIZ, Maria Ignes de Souza Vieira e SMOLE, Kátia Cristina Stocco. Matemática – Ensino Médio.
Ed. Saraiva.
4. PAIVA, Manoel. Matemática: volume único. Ed. Moderna.
5. SPINELLI, Walter e SOUZA, M. Helena S. Matemática Comercial e Financeira. Ed. Ática.

INFORMÁTICA:
1. Noções de Informática:
- Sistemas Operacionais: Conhecimentos básicos avançados em Microsoft Windows/98, Microsoft
Windows XP, Microsoft Windows Vista, MS-Dos e Linux.
- Softwares: Conhecimentos avançados em Microsoft Office e Microsoft BrOffice.org.
- Internet: Internet: Noções básicas de Internet e Navegação (Internet Explorer a partir da versão 6.0,
Mozilla Firefox e Google Chrome); Noções básicas de Correio Eletrônico (Outlook Express e Windows
Mail).
-Hardware: Configurar equipamentos (microcomputadores, impressoras e outros),
configuração/manutenção de hardware, conhecimentos de periféricos (entrada e saída).
- Conhecimentos sobre o Sistema Operacional Windows XP: identificar ambiente Windows XP,
identificar e utilizar adequadamente a barra de tarefas e menu Iniciar. Reconhecer e aplicar as
funcionalidades dos ícones principais do Windows XP (Meu Computador, Lixeira e Meus
Documentos). Aplicar corretamente as funcionalidades do Menu Iniciar (Executar, Ajuda e Suporte,
Pesquisar, Configurações, Documentos e Programas). Utilizar os recursos dos aplicativos (WordPad,
Paint, Calculadora, e Bloco de Notas).
- Conhecimentos sobre o Sistema Operacional Windows XP e Windows Vista: identificar o ambiente
Windows, identificar e utilizar adequadamente a barra de tarefas e o menu Iniciar. Reconhecer e
aplicar as funcionalidades dos ícones principais do Windows XP e Vista (Meu Computador, Lixeira e
Meus Documentos). Aplicar corretamente as funcionalidades do Menu Iniciar (Executar, Ajuda e
Suporte, Pesquisar, Configurações, Documentos e Programas). Utilizar corretamente os recursos
do Painel de Controle e as ferramentas do sistema operacional. Utilizar os principais acessórios do
sistema operacional, como WordPad, Paint, Calculadora, e Bloco de Notas.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Windows Xp – Nova Serie Informática- 12ª Ed. 2007. Suriani, Rogerio Massaro; Castillo, Elaine
Bellinomini / Senac São Paulo
2. Introdução À Informática e Windows Xp - Fácil e Passo a Passo! Rabelo, João/ CIENCIA
MODERNA.
3. www.microsoft.com
4. Manuais e apostilas de referência do Pacote Office e ajuda on-line (help).

Página 24 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

LEGISLAÇÃO/CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE SECRETÁRIO DE


ESCOLA.
1. Lei nº 9.394/96 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e suas alterações: na íntegra.
2. Lei Federal n. 8.069/90 - Estatuto da criança e do adolescente e suas alterações: na íntegra.
3. Lei Municipal nº 804/1996 - Regime Jurídico Único e alterações posteriores: na íntegra
4. Lei orgânica do município de Portão e suas alterações: na integra
5. Constituição Federal de 1988, com as alterações introduzidas por suas Emendas Constitucionais:
- Título II: dos direitos e garantias fundamentais (art. 5º a 17)
- Título III: da organização do Estado (art. 18 a 43)

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei nº 9.394/96.
2. Lei Federal n. 8.069/90.
3. Lei Municipal nº 804/1996
4. Lei orgânica do município de Portão.
5. Constituição Federal de 1988.

LEGISLAÇÃO/CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE FISCAL AMBIENTAL.

1. Lei Municipal nº 804/1996 - Regime Jurídico Único e alterações posteriores: na íntegra


2. Lei nº 6938 DE 31/08/1981 - DOU 02/09/1981: Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente,
seus Fins e Mecanismos de Formulação e Aplicação, e dá outras Providências.
* Vide alterações dispostas na Lei Federal nº 10.165 de 27/12/2000, que institui a taxa de Controle e
Fiscalização Ambiental – TCFA.
3. Lei nº 10.330, DE 27 DE DEZEMBRO DE 1994: Dispõe sobre a organização do Sistema Estadual
de Proteção Ambiental, a elaboração, implementação e controle da política ambiental do Estado e dá
outras providências.
4. Lei nº 11.520, DE 03 DE AGOSTO DE 2000: Institui o Código Estadual do Meio Ambiente do
Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei Municipal nº 804/1996.
2. Lei Federal nº 6.938/81
3. Lei Estadual nº 10.330 de 27/12/94.
4. Lei Estadual nº 11.520 de 03/08/2000.

Página 25 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

III- CONTEÚDOS DAS PROVAS PARA O CARGO DE AGENTE ADMINISTRATIVO.

PORTUGUÊS:
1. Leitura e análise do texto: compreensão e significado contextual das palavras e expressões do
texto.
2. Fonética e Fonologia.
3. Morfologia: As classes de palavras
4. Sintaxe: frase, oração, período; termos essenciais da oração; termos integrantes da oração (objeto
direto, indireto, complemento nominal); termos acessórios da oração
- conjunções coordenativas (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
conjunções subordinativas adverbiais (relação de sentido entre as conjunções e as orações do texto);
Concordância verbal e nominal.
5. Suplemento ou Apêndice: crase; pontuação; figuras de linguagem; vícios de linguagem

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. Scipione
2. LEDUR, Paulo Flávio. Português Prático. AGE
3. PASCHOALIN & SPADOTO. Gramática. FTD
4. LUFT, Celso Pedro. Moderna Gramática Brasileira. Globo

MATEMÁTICA:
1. Noções de conjuntos: conceito, simbologia, subconjuntos, união, intersecção, diferença,
complementar e problemas.
2. Conjunto dos números naturais, inteiros, racionais, irracionais e reais.
3. Operações, expressões e problemas envolvendo números naturais, inteiros e racionais.
4. Sistemas de unidades de medida de comprimento, superfície, volume, capacidade, massa e tempo.
5. Equações, sistemas de equações e problemas do 1º grau.
6. Razão e proporção.
7. Regra de três simples e composta.
8. Porcentagem e juros simples.
9. Expressões numéricas e algébricas.
10. Monômios e polinômios.
11. Produtos notáveis.
12. Fatoração.
13. Frações algébricas.
14. Equações, sistemas de equações e problemas do 2º grau.
15. Potenciação e radiciação.
16. Relações e funções.
17. Teorema de Tales.
18. Teorema de Pitágoras.
19. Relações métricas no triângulo retângulo.
20. Trigonometria no triângulo retângulo.
21. Área e perímetro de figuras geométricas planas: quadrado, retângulo, paralelogramo, triângulo,
hexágono regular, trapézio, losango e círculo.

Página 26 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. BIANCHINI, Edwaldo. Matemática – Ensino Fundamental. Ed. Moderna.
2. CASTRUCCI, Benedito, GIOVANNI, José Ruy e GIOVANNI JR., José Ruy. A Conquista da
Matemática – A + Nova. Ed. FTD.
3. GUELLI, Oscar. Matemática: uma aventura do pensamento. Ed. Ática.
4. IMENES, Luis Márcio e LELLIS, Marcelo. Matemática para todos. Ed. Scipione.

INFORMÁTICA:
1. Noções de Informática:
- Sistemas Operacionais: Conhecimentos básicos avançados em Microsoft Windows/98, Microsoft
Windows XP, Microsoft Windows Vista, MS-Dos e Linux.
- Softwares: Conhecimentos avançados em Microsoft Office e Microsoft BrOffice.org.
- Internet: Internet: Noções básicas de Internet e Navegação (Internet Explorer a partir da versão 6.0,
Mozilla Firefox e Google Chrome); Noções básicas de Correio Eletrônico (Outlook Express e Windows
Mail).
-Hardware: Configurar equipamentos (microcomputadores, impressoras e outros),
configuração/manutenção de hardware, conhecimentos de periféricos (entrada e saída).
- Conhecimentos sobre o Sistema Operacional Windows XP: identificar ambiente Windows XP,
identificar e utilizar adequadamente a barra de tarefas e menu Iniciar. Reconhecer e aplicar as
funcionalidades dos ícones principais do Windows XP (Meu Computador, Lixeira e Meus
Documentos). Aplicar corretamente as funcionalidades do Menu Iniciar (Executar, Ajuda e Suporte,
Pesquisar, Configurações, Documentos e Programas). Utilizar os recursos dos aplicativos (WordPad,
Paint, Calculadora, e Bloco de Notas).
- Conhecimentos sobre o Sistema Operacional Windows XP e Windows Vista: identificar o ambiente
Windows, identificar e utilizar adequadamente a barra de tarefas e o menu Iniciar. Reconhecer e
aplicar as funcionalidades dos ícones principais do Windows XP e Vista (Meu Computador, Lixeira e
Meus Documentos). Aplicar corretamente as funcionalidades do Menu Iniciar (Executar, Ajuda e
Suporte, Pesquisar, Configurações, Documentos e Programas). Utilizar corretamente os recursos
do Painel de Controle e as ferramentas do sistema operacional. Utilizar os principais acessórios do
sistema operacional, como WordPad, Paint, Calculadora, e Bloco de Notas.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Windows Xp – Nova Serie Informática- 12ª Ed. 2007. Suriani, Rogerio Massaro; Castillo, Elaine
Bellinomini / Senac São Paulo
2. Introdução À Informática e Windows Xp - Fácil e Passo a Passo! Rabelo, João/ CIENCIA
MODERNA.
3. www.microsoft.com
4. Manuais e apostilas de referência do Pacote Office e ajuda on-line (help).

LEGISLAÇÃO/CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE AGENTE


ADMINISTRATIVO.
1. Lei Municipal nº 804/1996 – Regime Jurídico dos servidores públicos e suas alterações: na
integra.
2. Constituição Federal de 1988, com as alterações introduzidas por suas Emendas
Constitucionais:
- Título II: dos direitos e garantias fundamentais (art. 5º a 17)
- Título III: da organização do Estado (art. 18 a 43)
3. Lei orgânica do município de Portão e suas alterações: na íntegra.
Página 27 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei Municipal nº 804/1996.
2. Constituição Federal de 1988.
3. Lei orgânica do município de Portão.

IV- CONTEÚDOS DAS PROVAS PARA OS CARGOS DE OPERÁRIO, PINTOR GERAL, PEDREIRO
GERAL, SERVIÇAL E OPERADOR DE MÁQUINAS:

LEGISLAÇÃO PARA OS CARGOS DE OPERÁRIO, PINTOR GERAL, PEDREIRO GERAL,


SERVIÇAL:
1. Lei Municipal nº 804/1996 – Regime Jurídico dos servidores públicos e suas alterações: na
integra.
2. Lei orgânica do município de Portão e suas alterações: na íntegra.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei Municipal nº 804/1996.
2. Lei orgânica do município de Portão.

LEGISLAÇÃO PARA O CARGO DE OPERADOR DE MÁQUINAS:


1. Lei Federal nº 9.503/97 - Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e alterações posteriores: na íntegra.
2. Resolução do CONTRAN nº 160 de 22 de abril de 2004, que aprova o Anexo II do Código de
Trânsito Brasileiro, Lei nº. 9.503.
3. Resolução do CONTRAN nº 180 de 26 de agosto de 2005, que aprova o Volume I - Sinalização
Vertical de Regulamentação, do Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, Lei nº. 9.503, e suas
alterações.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. Lei Federal nº 9.503/97.
2. Resolução do CONTRAN nº 160/2004.
3. Resolução do CONTRAN nº 180/2005.

PORTUGUÊS:
1. Leitura e compreensão textual
2. Fonologia e fonética: letra, fonema; classificação dos fonemas; divisão ou separação silábica;
encontros vocálicos e consonantais; dígrafos; ortografia
3. Sinônimos / antônimos
4. As classes de palavras: substantivo; artigo; adjetivo; numeral; pronome; verbo (modos indicativo e
subjuntivo)
5. Suplemento ou Apêndice: pontuação

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
- TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. Scipione
- LEDUR, Paulo Flávio. Português Prático. AGE

Página 28 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

MATEMÁTICA:
1. Conjuntos: conceito, simbologia, subconjuntos, união e intersecção.
2. Sistema de numeração decimal.
3. Operações com números naturais: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e
radiciação.
4. Expressões numéricas e problemas envolvendo números naturais.
5. Divisibilidade.
6. Máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum.
7. Números racionais: representação decimal e fracionária.
8. Operações com números racionais escritos nas formas fracionária e decimal.
9. Expressões numéricas e problemas com números racionais nas formas fracionária e decimal.
10. Sistemas de unidades de medida de comprimento, superfície, volume, capacidade, massa e
tempo.
11. Moeda nacional: conversão, operações e problemas.

BIBLIOGRAFIA INDICADA:
1. CASTRUCCI, Benedito, GIOVANNI, José Ruy e GIOVANNI JR., José Ruy. A Conquista da
Matemática – A + Nova. Ed. FTD.
2. GUELLI, Oscar. Matemática: uma aventura do pensamento. Ed. Ática.
3. IMENES, Luis Márcio e LELLIS, Marcelo. Matemática para todos. Ed. Scipione.

Página 29 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

ANEXO II

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E OUTROS REQUISITOS PARA PROVIMENTO:

CARGO: ASSISTENTE SOCIAL


NÍVEL: VIII
COEFICIENTE: 3,69
ATRIBUIÇÕES :
Descrição sintética: Planejar e supervisionar a execução de programas de assistência
social;selecionar candidatos a amparo pelos serviços de assistência, bem como serviços
regulamentados pela profissão.
Descrição analítica: Realizar ou orientar estudos e pesquisas no campo de assistência social.Preparar
programas de trabalho referentes ao serviço social; supervisionar o trabalho dos auxiliares do serviço
social; realizar e interpretar pesquisas sociais; orientar e coordenar trabalhos nos casos de
reabilitação profissional; encaminhar clientes a dispensários e hospitais, acompanhando seu
tratamento e recuperação, assistindo aos familiares; planejar e promover inquéritos sobre a situação
social de escolares e suas famílias; fazer triagem dos casos apresentados para estudo ou
encaminhamento;estudar os antecedentes de família, participar de seminários; orientar os pais, em
grupos ou individualmente, sobre o tratamento adequado; orientar nas seleções sócio-econômicas
para a concessão de bolsas de estudo e outros auxÍlios do município;selecionar candidatos a amparo
pelos serviços de assistência à velhice, à infância abandonada, a cegos; fazer levantamentos
socioeconômicos com vistas ao planejamento habitacional, nas comunidades; pesquisar problemas
relacionados com a biometria médica; planejar modelos de formulários e supervisionar e organizar
fichários e registros dos casos investigados;prestar serviços em creches, centro de cuidados diurnos
de oportunidades e sociais; executar tarefas afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: carga horária de 35 horas semanais.
ESPECIAL: O exercício do cargo exige atendimento ao público.

REQUISITOS PARA PROVIMENTO:


1. IDADE: a partir de 18 anos .
2.INSTRUÇÃO: Habilitação legal para o exercício da profissão e estar registrado no Conselho
Regional de Assistência Social.
3. OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: MÉDICO
NÍVEL:VIII
COEFICIENTE: 3,69
ATRIBUIÇÕES :
Descrição sintética: Prestar assistência médico-cirúrgica e preventiva em laboratórios, escolas,
hospitais ou órgãos afins; fazer inspeção de saúde em servidores municipais, bem como em
candidatos a ingresso no serviço público municipal, e outros bem como serviços regulamentados pela
profissão.
Descrição analítica: Dirigir a equipe de socorros urgentes; prestar socorro urgente nas salas de
primeiros socorros, a domicílio e na via pública; atender nos plantões, com prioridade a todas as
pessoas que necessitarem de socorro urgente ou de atendimento ambulatorial, independente de
Página 30 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

quaisquer outras formalidades que, posteriormente , poderão ser realizadas; providenciar no


tratamento especializado, que se faça necessário para um bom atendimento; praticar intervenções
cirúrgicas de acordo com a sua especialidade; desempenhar, de maneira ampla, todas as atribuições
atinentes a sua especialidade; ministrar aulas e participar de reuniões médicas para discussão de
casos e problemas hospitalares, cursos, palestras sobre medicina preventiva nas entidades
assistenciais e comunitárias; preencher e visar mapas de produção, ficha médica com diagnóstico e
tratamento encaminhando-os à chefia de serviço; ministrar tratamento médico-psiquiátrico; transferir
pessoalmente a responsabilidade do atendimento aos titulares de plantão daqueles doentes cujos
socorros não possam ser feitos ou completados nas salas de primeiros socorros mediante
preenchimento de boletim de socorro urgente; atender os casos urgentes de internados no
hospital,nos impedimentos dos titulares de plantão; preencher os boletins de socorro urgente, mesmo
os provisórios, com diagnóstico provável ou incompleto dos doentes atendidos nas salas de primeiros
socorros; supervisionar orientando o trabalho dos estagiários e internos; preencher de forma clara e
completa as fichas dos doentes atendidos a domicÍlio, entregando a quem de direito; preencher
relatórios necessários à comprovação de atendimento; registrar em livro especial ou dar destino
adequado ao espólio ou pertences dos doentes ou acidentados em estado de inconsciência ou que
venham a falecer durante o socorro; colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída
da equipe de socorro, comunicando ao chefe de setor as irregularidades porventura existentes;
atender consultas médicas em ambulatórios, hospitais ou outros estabelecimentos públicos
municipais; examinar funcionários públicos para fins de licença e aposentadorias; examinar
candidatos a auxílios; fazer inspeção médica para fins de ingresso no serviço público municipal; fazer
visitas domiciliares a servidores públicos municipais para fins de controle de faltas por motivo de
doença; preencher e assinar laudos de exames de verificação; fazer diagnósticos, preencher e assinar
laudos de exames de verificação; fazer diagnósticos e recomendar a terapêutica indicada para cada
caso; prescrever regimes dietéticos; exames laboratoriais tais como: sangue, urina, Raio X e outros;
encaminhar casos especiais a setores especializados; preencher a ficha individual do paciente;
preparar relatórios mensais relativos às atividades dos cargos; incentivar a vacinação e indicar
medidas de higiene pessoal; executar tarefas afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: Carga horária de 20 horas semanais.
ESPECIAL: o exercício do cargo exige atendimento ao público e o uso de equipamento de proteção
individual.

REQUISITOS PARA PROVIMENTO:


1.IDADE: a partir de 18 anos
2.INSTRUÇÃO: habilitação legal para o exercício da profissão e estar registrado no Conselho
Regional de Medicina.
3.OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: ODONTÓLOGO
NÍVEL: VIII
COEFICIENTE: 3,69
ATRIBUIÇÕES:
Descrição sintética: Cuidar da boca e dentes; executar trabalhos de cirurgia buco-facial e fazer
odontologia profilática em estabelecimento de ensino ou hospitalar do Município, bem como serviços
regulamentados pela profissão.
Página 31 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

Descrição analítica: Executar trabalhos de cirurgia buco-facial e examinar a boca e os dentes de


alunos e pacientes em estabelecimentos do Município; fazer diagnóstico dos casos individuais
determinando o respectivo tratamento; executar as operações de prótese em geral e de profilaxia;
fazer extrações de dentes e raízes; compor dentaduras, com inclusão de dentes artificiais; preparar,
ajustar e fixar dentaduras artificiais, coroas, trabalhos de pontes, tratar de condições patológicas da
boca e da face; fazer esquema das condições da boca e dos dentes dos pacientes; fazer registros e
relatórios dos serviços executados;proceder a exames solicitados pelo órgão da biometria; difundir os
preceitos da saúde pública odontológica, através de aulas, palestras,impressos, e executar tarefas
afins.
CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: Carga horária: 20 horas semanais,
ESPECIAL: O exercício do cargo exige atendimento ao público e de uso de equipamentos de
proteção individual.
REQUISITOS PARA PROVIMENTO:
1.IDADE: a partir de 18 anos
2.INSTRUÇÃO: Habilitação legal para o exercício da profissão de Odontólogo e estar devidamente
registrado no Conselho Regional de Odontologia.
3.OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: PSICÓLOGO
NÍVEL: VIII
COEFICIENTE: 3,69

Descrição sintética: Executar atividades nos campos de psicologia aplicada ao trabalho, da orientação
educacional e da clínica psicológica, bem como serviços regulamentados pela profissão.
Descrição analítica : Realizar psicodiagnósticos para fins de ingresso, readaptação, avaliação das
condições pessoais de servidor; proceder à analise dos cargos e funções sob o ponto de vista
psicológico, estabelecendo os requisitos necessários ao desempenho dos mesmos; efetuar pesquisas
sobre atitudes, comportamentos, moral, motivação, tipos de liderança; averiguar causas de baixa
produtividade; assessorar o treinamento em relações humanas; fazer psicoterapia breve, ludoterapia
individual e grupal, com acompanhamento clínico, para tratamento dos casos; fazer exames de
seleção em crianças, para fins de ingresso em instituições assistenciais, bem como para
contemplação com bolsas de estudos; empregar técnicas como testes de inteligência, personalidade e
observações de conduta; atender crianças excepcionais, com problemas de deficiência mental e
sensorial ou portadoras de desajustes familiares ou escolares, encaminhando-as para escolas ou
classes especiais; formular hipóteses de trabalho, para orientar as explorações psicológicas, médicas
e educacionais; apresentar o caso estudado e interpretar a discussão em seminário; realizar
pesquisas psicopedagógicas, confeccionar e selecionar o material psicopedagógico e psicológico
necessário ao estudo dos casos; elaborar relatórios dos trabalhos desenvolvidos; redigir a
interpretação final após o debate e aconselhamento individual a cada caso, conforme as
necessidades psicológicas escolares, sociais e profissionais do individuo, manter atualizado o
prontuário de cada caso estudado, fazendo os necessários registros , manter-se atualizado nos
processos e técnicas utilizadas para psicologia; executar tarefas afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: carga horária de 35 horas semanais,
ESPECIAL: o exercÍcio do cargo exige atendimento ao público.
Página 32 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

REQUISITOS PARA PROVIMENTO:


1.IDADE: a partir de 18 anos.
2.INSTRUÇÃO: habilitação legal para o exercício da profissão e estar registrado devidamente no
Conselho Regional de Psicologia.
3. OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: FARMACÊUTICO
NÍVEL: VIII
COEFICIENTE: 3,69
ATRIBUIÇÕES
Sintéticas: O farmacêutico é o responsável pela supervisão da dispensação, deve possuir
conhecimento científico e estar capacitado para a atividade.
Analíticas: a)conhecer, interpretar e estabelecer condições para o cumprimento da legislação
pertinente;
b) estabelecer critérios e supervisionar o processo de aquisição de medicamentos e demais produtos;
c) avaliar a prescrição médica;
d) assegurar condições adequadas de conservação e dispensação dos produtos;
e) manter arquivos, que podem ser informatizados, com a documentação correspondente aos
produtos sujeitos a controle especial;
f) participar de estudos de fármaco-vigilância com base em análise de reações adversas e interações
medicamentosas, informando a autoridade sanitária local;
g) organizar e operacionalizar as áreas e atividades da drogaria;
h) manter atualizada a escrituração;
i) manter a guarda dos produtos sujeitos a controle especial de acordo com a legislação específica;
j) prestar assistência farmacêutica necessária ao consumidor;
k) promover treinamento inicial e contínuo dos funcionários para a adequação da execução de suas
atividades.
l) outras atividades afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: carga horária de 35 horas semanais;

REQUISITOS PARA O PROVIMENTO:


IDADE – a partir de 18 anos.
INSTRUÇÃO - curso superior em Farmácia e inscrição no Conselho Regional de Farmácia.
OUTRAS:conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.

CARGO: ENFERMEIRO
NÍVEL: VIII
COEFICIENTE: 3,69
ATRIBUIÇÕES:
Descrição sintética: Atendimento e supervisão na área de enfermagem junto à Secretaria Municipal
da Saúde e Meio Ambiente; Supervisão da Saúde Pública, educação sobre saúde pública e
saneamento. Detectar problemas epidêmicos no Município.
Descrição analítica:
- Realização de cursos de primeiros socorros, auxilio em campanhas de vacinação;
Página 33 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

-Prescrição de medicamentos previamente estabelecidos em programas de saúde pública;


-Participação na prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral e nos programas de
vigilância epidemiológica.
-Participação nos programas e nas atividades de assistência integral à saúde individual e de grupos
específicos, particularmente daqueles prioritários e de alto risco.
-Participação em programas e atividades de educação sanitária , visando a melhoria de
saúde do indivíduo, da família e da população em geral.
-Participação nos programas de treinamentos de pessoal de saúde, particularmente nos
programas de educação continuada;
-Realizar as tarefas de enfermagem, administração de sangue e plasma, controle da pressão arterial,
monitorização e aplicação de respiradores artificiais, oferecendo os cuidados para conforto,
movimentação ativa e passiva e de higiene pessoal, com aplicação, quando precisa, de diálise
peritonial, cateterismo, instalações, lavagens de estômago, vesicais e tratamentos outros,
empregando para isso os conhecimentos técnicos adquiridos e proporcionando maior bem- estar
físico , mental e social aos doentes.
-Fazer curativos, imobilizações especiais e ministrar medicamentos em situação de
emergência utilizando técnicas usuais ou especiais, procurando com isso atenuar as
conseqüências dessas situações de perigo.
-Requisitar e controlar com rigor os entorpecentes e os psicotrópicos, exibindo receitas
médicas preenchidas formalmente e lançando o fato nos termos de entrada e saída no livro de
controle, procurando evitar os desvios e atender às disposições legais incidentes.
-Adotar normas e medidas de proteção, orientação e controle para evitar acidentes;

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: Carga horária de 35 horas semanais;
ESPECIAL: O exercício do cargo exige atendimento ao público e o uso de equipamentos de
proteção;

REQUISITOS PARA PROVIMENTO:


1.IDADE: a partir de 18 anos.
2.INSTRUÇÃO: habilitação legal para exercício da profissão e estar devidamente registrado no
Conselho Regional de Enfermagem.
3.OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação unicipal aplicável.

CARGO: TÉCNICO DE ENFERMAGEM


NÍVEL: VII
COEFICIENTE DE REMUNERAÇÃO: 2,10
ATRIBUIÇÕES:
Descrição analítica: Exercer as atividades auxiliares, de nível médio técnico, atribuído à equipe de
enfermagem, cabendo-lhe assistir ao enfermeiro; executar atividades de assistência de enfermagem e
integrar a equipe de saúde.
Descrição analítica:
-orientação e acompanhamento do trabalho de enfermagem em grau auxiliar, e
-participação no planejamento da assistência de enfermagem;
- participar da equipe de saúde;
- exercer outras atividades atinentes à função, tais como: executar ações de tratamento
simples, observar, reconhecer e descrever sinais vitais e sintomas.
- Assistir ao enfermeiro:
Página 34 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

-no planejamento, programação, orientação e supervisão das atividades de assistência de


enfermagem;
-na prestação de cuidados de enfermagem a pacientes em estado grave;
-na prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral em programas de vigilância
epidemiológica;
-na prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar;
-prevenção e controle sistemático de danos físicos que possam ser causados a pacientes
durante a assistência de saúde.

CONDIÇÕES DE TRABALHO
GERAL: Carga horária de 35 horas semanais
ESPECIAL: o exercício do cargo exige atendimento ao público e o uso de equipamento de proteção
individual.
REQUISITOS PARA PROVIMENTO:
1.IDADE: a partir de 18 anos
2.INSTRUÇÃO: Habilitação legal para exercício da profissão e estar devidamente registrado no
Conselho Regional de Enfermagem.
3.OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: SECRETÁRIO DE ESCOLA


NÍVEL: VI
COEFICIENTE: 1,40
ATRIBUIÇÕES: Síntese dos Deveres: Atividade de nível médio, de relativa complexidade, envolvendo
a execução de tarefas próprias de secretarias de estabelecimentos de ensino, dentre as quais estão
as de supervisionar os serviços de secretaria de estabelecimento de ensino, de acordo com a
orientação do Diretor; manter atualizado os assentamentos referentes ao corpo docente; manter
cadastro dos alunos; manter em dia a escrituração escolar do estabelecimento; organizar e manter
atualizados prontuários de legislação referentes ao ensino; prestar informações e fornecer dados
referentes ao ensino, às autoridades escolares; extrair certidões; escriturar os livros, fichas e demais
documentos que se refiram às notas e médias dos alunos, efetuando em época hábil os cálculos de
apuração dos resultados finais; preencher boletins estatísticos; preparar ou revisar folhas de
pagamento, listas de exames e afins; colaborar na formação dos horários; preparar o material
referente à realização de exames; arquivar recortes e publicações de interesse para o
estabelecimento de ensino; lavrar e assinar atas em geral; elaborar modelos de certificados e
diplomas a serem expedidos pela escola; receber e expedir correspondência; elaborar e distribuir
boletins de notas, histórico escolar e afins.; lavrar termos de abertura e encerramento dos livros de
escrituração escolar; redigir e subscrever, de ordem da direção, editais de chamada para exames,
matrículas e afins; etc.; encarregar-se da publicação e controle de avisos em geral; orientar,
coordenar e supervisionar trabalhos a serem desenvolvidos por auxiliares; executar outras tarefas
semelhantes.
CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL:Carga horária semanal: 40 horas semanais.
ESPECIAL: O exercício do cargo exige atendimento ao público.
REQUISITOS PARA O PROVIMENTO:
1. IDADE: a partir de 18 anos.
2. INSTRUÇÃO: Ensino Médio Completo.
3. OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.
Página 35 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

CARGO: FISCAL AMBIENTAL


NÍVEL: VII
COEFICIENTE: 2,10
ATRIBUIÇÕES
Descrição sintética: Planejar, supervisionar, fiscalizar, atuar e executar atividades de Licenciamento
Ambiental de Impacto Local de acordo com as Resoluções Nº 005/98 e 004/2000 e suas alterações.
Descrição analítica: Vistoriar, estudar, orientar, exigir, autuar, resolver problemas relacionados ao
Meio Ambiente, referente à Legislação Ambiental Federal, Estadual e Municipal; ter conhecimento da
flora e fauna e conceituações aplicáveis à referida Legislação; ter experiência em programas
(software) de Cadastramento Rural e Urbano, com utilização de Coordenadas e manuseio de GPS;
prestar orientação referente às ações que envolvem o Meio Ambiente e sua sustentabilidade,
juntamente com a sobrevivência do Homem; expedir notificações e autos de infrações referentes às
irregularidades por infringência às normas Legais; responsabilizar-se pelos conceitos e ações emitidas
e estar sempre pronto para atuar; executar tarefas afins do Departamento Municipal de Meio
Ambiente DEMMA, responsabilizando-se pelos serviços prestados; ter experiência no setor público de
Licenciamento conhecendo as Leis que regem o supracitado Departamento; ter conhecimento do
Município como um todo, suas micro-regiões, distritos, sistema viário, utilização do solo, áreas de
preservação, estrutura político-administrativa que envolve o DEMMA, hidrologia e demais aspectos
que, em conjunto, caracterizam o Município; manter atualizados os conhecimentos referentes às
Legislações Ambientais e suas ações, de acordo com as normas estabelecidas ao setor público
federal, estadual e municipal; ter condições de gerenciar e exigir sobre aspectos referentes ao meio
ambiente tanto para Instituições públicas, privadas e autônomas, das diferentes áreas de
abrangências e suas especificidades.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: Período normal de 35 horas semanais;
ESPECIAL: Os serviços de Fiscal Ambiental exigirão deslocamento para outras localidades do
Município, bem como a realização de serviços em períodos extraordinários e em horário integral.

REQUISITOS PARA PROVIMENTO:


1.IDADE: a partir de 18 anos.
2.INSTRUÇÃO: Escolaridade: Ensino Médio completo com formação específica técnica em Química.
3.OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: AGENTE ADMINISTRATIVO


NÍVEL: III
COEFICIENTE: 1,69
ATRIBUIÇÕES
DESCRIÇÃO SINTÉTICA
Atividades relacionadas com serviços envolvendo registro, controle, digitação e arquivo de
documentos.

DESCRIÇÃO ANALÍTICA
Receber, registrar e controlar a entrada e saída de documentos em geral;
Receber e entregar correspondência;
Selecionar, classificar e arquivar documentos em geral;
Entregar documentação nos diversos setores do Município;
Página 36 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

Atender ao Público;
Executar serviços de datilografia e computação;
Operar em máquina fotocopiadora;
Elaborar e organizar fichários e arquivos necessários para o controle dos serviços;
Providenciar os serviços de reprografia e multiplicação de processos e documentos em geral;
Executar outras atividades correlatas;

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL:Carga horária semanal: 35 horas semanais.
ESPECIAL: O exercício do cargo exige atendimento ao público.

REQUISITOS PARA O PROVIMENTO:


IDADE: a partir de 18 anos.
INSTRUÇÃO: Ensino fundamental.
OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.

CARGO: OPERARIO
Descrição sintética: Executar atividades em construção, pavimentação, limpeza pública, cemitérios
municipais, ajardinamentos, pintura e sinalização, saneamento, operar equipamentos.

Descrição Analítica: Preparar o material a ser aplicado em pavimentação asfáltica, aplicar


argamassa no leito de via pública; repor e consertar pavimentações ja existentes; de concreto,
cimento ou asfalto; proceder a pintura prévia do leito de vias públicas; fazer os trabalhos necessários
ao assentamento de paralelepípedos, pedra irregular, alvenaria poliédrica, lajes mosaicos, etç.;
conhecimento de alinhamento e nivelamento; noções de construçao de caixas de inspeção e bocas
de lobo; colocações de canos para esgoto pluvial e cloacal; executar serviços de sepultamento,
abertura de covas; operar roçadeiras à gasolina, efetuar serviços de roçada; preparar a terra
a sementeiras, adubando-a convenientemente; fazer e conservar canteiros; plantar e transplantar e
cuidar de vegetais e plantas decorativas; plantar, cortar e conservar gramados, fazer enxertos, molhar
plantas, aplicar; fungicidas e inseticidas; trabalhar com maquinas de escarificar e cortar grama,
trabalhar com podão, gadanho e outros instrumentos agrícolas; emassar e preparar superfícies para
pintura; remover pinturas antigas, ter conhecimento de mistura química de materiais de pintura;
efetuar pinturas em paredes, estruturas metálicas, e madeiras em geral, fazendo tratamento
anticorrosivo; pintar a pincel ou pistola a ar comprimido; conservar e limpar os utensílios utilizados;
executar pintura de transito; ajudar no serviço de locação de pequenas obras, alicerces, levantar
paredes de alvenaria, manejar instrumentos de nivelamento e prumo; fazer e reparar pisos de
cimento; fazer orifícios em pedras, blocos de cimento e outros materiais; fazer preparação de
argamassa; ajudar no reboco de paredes, concretar formas de concreto, auxiliar no assentamento de
marcos e colocação de azulejos e ladrilhos; armar andaimes; ajudar na montagem de esquadrias,
preparar e assentar assoalhos e madeiramento para tetos e telhados; colocar fechaduras; executar
outras tarefas correlatas. I

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
a) Geral : Carga horária semanal de 44 horas
b) Especial : O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços à noite aos sábados,
domingos e feriados, em regime de plantão ou sobre-aviso; uso de uniforme e equipamentos de
proteção individual fornecidos pelo Município, sujeito a trabalho desabrigado.

Página 37 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

RECRUTAMENTO:
A) Geral: Concurso público de provas ou de provas de títulos, podendo ser efetuado por área de
especialização, qualificação, de acordo necessidade de serviço.
B) Requisitos:
Idade mínima de 18 anos a 50 anos
Instrução – alfabetizado
Outras – conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal
aplicável.

CARGO: PINTOR GERAL


a) Descrição sintética: Executar trabalhos de pintura de interiores e exteriores; pintar veículos.
b) Descrição Analítica: Preparar tintas e vernizes em geral; combinar tintas de diferentes cores;
preparar superfícies para pintura; remover e retocar pinturas; pintar, laquear e esmaltar objetos de
madeira, metal, portas, janelas, paredes, estruturas, etc.; pintar postes de sinalização, meios-fios,
faixas de rolamentos, etc.; pintar veículos; lixar e fazer tratamento anticorrosivo; abrir lustro com
polidores; executar moldes e mão livre e aplicar, com o uso de modelo, letreiros, emblemas, dísticos,
placas, etc.; calcular orçamentos e organizar pedidos de material; responsabilizar-se por equipes
auxiliares necessárias a execução das atividades próprias do cargo; responsabilizar-se pelo material
utilizado; executar tarefas afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL:Carga horária semanal: 44 horas.
ESPECIAL: O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços a noite, sábado, domingos e
feriados, bem como o uso de uniforme e equipamentos de proteção individual fornecido pelo
município.

RECRUTAMENTO:
a) Geral: Concurso público de provas ou de provas e títulos.
b) Requisitos:
IDADE: de 18 anos completos a 50 anos.
INSTRUÇÃO: 1º grau incompleto.
OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.

CARGO: PEDREIRO GERAL

Descrição sintética: Executar trabalhos de alvenaria, concreto e outros materiais para construção e
reconstrução de obras e edifícios públicos.

b) Descrição Analítica: Executar trabalhos de construção e reconstrução de obras e edifícios públicos,


na parte referente a alvenaria; efetuar a colocação de pequenas obras, fazer muros de arrimo,
trabalhar com instrumentos de nivelamento e prumo; fazer e preparar fossas e piso de cimento; fazer
orifícios em pedra, acimentados e outros materiais; preparar ou orientar a preparação de argamassa
para junções de tijolos ou para reboco de paredes; preparar e aplicar caiações em paredes. Fazer
blocos de cimento; assentar marcos de portas e janelas; colocar telhas, azulejos e ladrilhos; armar
andaimes, fazer consertos em obras de alvenaria, instalar aparelhos sanitários; aberturas de
canaletas, colocação de tubulações embutidas; assentar e recolocar tijolos, telhas, tacos, lambris e
outros; trabalhar com qualquer tipo de massa a base de cal, cimento e outros materiais de construção;
Página 38 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

operar com instrumento de controle de medidas, pelo prumo e nível, cortar pedras; armar formas para
fabricação de tubos, serviços de acabamentos; orientar e examinar serviços executados pelos
executados pelos ajudantes e outros auxiliares sob direção; fazer os registros e apurações sobre o
custo de mão-de-obra; fazer orçamentos, organizar pedidos de material; executar tarefas afins;

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL:Carga horária semanal: 44 horas.
ESPECIAL: O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços a noite, sábado, domingos e
feriados, bem como o uso de uniforme e equipamentos de proteção individual fornecido pelo
município.

RECRUTAMENTO:
a) Geral: Concurso público de provas práticas.
b) Requisitos:
IDADE: de 18 anos completos a 50 anos.
INSTRUÇÃO: sem exigência especifica
OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.

CARGO: SERVIÇAL

Descrição sintética: Executar tarefas de pouca complexidade, geralmente de rotina, em atividades


preponderantemente manuais.

Descrição Analítica: Fazer trabalhos de limpeza nas diversas dependências públicas; limpar pisos,
vidros, lustres, móveis, instalações sanitárias, etc...; remover lixos e detritos; lavar e encerar
assoalhos; fazer arrumações em locais de trabalho; proceder à remoção e conservação de móveis,
máquinas e materiais em geral; atender telefone; anotar e transmitir recados; preparar café e servi-lo;
limpar e preparar cereais, vegetais, carnes, peixes, etc...; auxiliar em qualquer tarefa de preparação
de alimentos em geral; auxiliar nos trabalhos de forno e fogão; transportar volumes; executar tarefas
afins.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL:Carga horária semanal: 44 horas.
ESPECIAL: O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços a noite, sábado, domingos e
feriados, bem como o uso de uniforme e equipamentos de proteção individual fornecido pelo
município.

RECRUTAMENTO:
a) Geral: Concurso público de provas ou de provas e títulos.
b) Requisitos:
IDADE: de 18 anos completos a 50 anos.
INSTRUÇÃO: geral
OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.

Página 39 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

CARGO: OPERADOR DE MÁQUINA


Descrição Sintética: Operar máquinas rodoviárias e seus equipamentos.
Descrição Analítica: Operar veículos motorizados especiais, tais como guinchos, guindastes,
retroescavadeiras, patrola, tratores de esteiras e rodas, carro plataforma, máquinas rodoviárias e
outras; executar terraplanagem, nivelamento de ruas e estradas, abrir valetas e cortar taludes;
proceder escavações, transporte de terra, compactação, aterro e desaterro e trabalhos semelhantes,
cuidar da limpeza e conservação dos equipamentos zelando pelo bom funcionamento; promover o
abastecimento de combustíveis, água e óleo; verificar o funcionamento do sistema elétrico, lâmpadas,
faróis, sinaleiras, buzinas e indicadores de direção; providenciar a lubrificação quando indicada;
verificar o grau de densidade e nível de água da bateria, bem como a calibração dos pneus, executar
tarefas afins.
Operador de Equipamento Rodoviário III – “E” – Operador de mais 3 equipamentos.
Operador de Equipamento Rodoviário III – “D” – Operador de até 3 equipamentos.

CONDIÇÕES DE TRABALHO:
GERAL: Carga horária semanal 44 horas semanais.
ESPECIAL: O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços a noite, aos sábados e
domingos e feriados, ou de plantões, uso de uniforme e equipamentos de proteção individual
fornecido pelo município, sujeito a trabalho desabrigado.

RECRUTAMENTO:
a) Geral: Concurso público de provas ou de provas e títulos.
b) Requisitos:
IDADE: de 18 anos completos a 50 anos.
INSTRUÇÃO: 1 grau incompleto
OUTRAS: Conforme instruções reguladoras do processo seletivo e/ou legislação municipal aplicável.
DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL:
a) Acesso – nível III – “D” e “E”

Página 40 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

ANEXO III

FORMULÁRIO PARA ENTREGA DE RECURSOS

NOME DO CANDIDATO: Nº DE INSCRIÇÃO:

CARGO:
Assinale o tipo de recurso desejado:
( ) Contra Indeferimento de inscrição.
( ) Contra Gabarito Preliminar
( ) Contra Resultado da prova escrita

Razões do recurso – Justificativa do candidato:

OBS: Este formulário deverá ser preenchido, com letra legível, em duas vias, sendo que uma via será
devolvida como protocolo.

Em ____/_________ de ______.

_______________________
ASSINATURA CANDIDATO

________________________________________
Assinatura do responsável pelo recebimento

Página 41 de 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTÃO
Centro Administrativo Arthur Pedro Müller

ANEXO IV
CRONOGRAMA

PERÍODO DE INSCRIÇÕES: de 11 a 25 de novembro de 2010.


DIVULGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES (POR EDITAL): 06 de dezembro.
PRAZO PARA RECURSO, QUANTO AS INSCRIÇÕES INDEFERIDAS: 07, 08 e 09 de dezembro.
HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES: 10 de dezembro.
REALIZAÇÃO DAS PROVAS: 18 de dezembro.
DIVULGAÇÃO DOS GABARITOS PRELIMINARES: dia 20 de dezembro, após as 15h, no painel de
publicações da Prefeitura Municipal, no site www.unars.com.br.
INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS DOS GABARITOS PRELIMINARES: 21, 22 e 23 de dezembro.
DIVULGAÇÃO DA DECISÃO DE RECURSOS e GABARITOS OFICIAIS: 29 de dezembro, após as
15h, no painel de publicações da Prefeitura Municipal, no site www.unars.com.br
IDENTIFICAÇÃO PÚBLICA DOS RESULTADOS DAS PROVAS: 04 de janeiro de 2011, podendo o
candidato acompanhar o processo de identificação das provas, a partir das 8h30min, tendo por local a
Prefeitura Municipal.
PUBLICAÇÃO DO RESULTADO DAS PROVAS: 05 de janeiro, no painel de publicações da
Prefeitura Municipal, no site www.unars.com.br, após as 15h.
INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS DO RESULTADO DAS PROVAS: 06, 07 e 10 de janeiro.
DIVULGAÇÃO DA DECISÃO DOS RECURSOS: 14 de janeiro.
PUBLICAÇÃO DO EDITAL DE REALIZAÇÃO DE SORTEIO: 17 de janeiro.
SORTEIO PÚBLICO: 18 de janeiro.
HOMOLOGAÇÃO FINAL DO CONCURSO: 19 de janeiro de 2010.

OBS: O cronograma da datas do Concurso Público poderá ser alterado pela empresa organizadora
do Concurso, havendo necessidade, a qualquer momento, sem que caiba aos candidatos inscritos
direito de se oporem ou reivindicarem algo em razão da alteração do mesmo. Será dada publicidade
de todas as alterações que venham a ocorrer. Todas as informações divulgadas no site:
www.unars.com.br são meramente informativas e serão divulgadas a partir das 15 horas.

Página 42 de 42