Você está na página 1de 4

COMEÇANDO DO ZERO

Língua Portuguesa – Aula 08


Rodrigo Bezerra

Conjugação dos verbos terminados no hiato Regra:


“-ear” frear, pentear, veranear, passear, home- Apresentam a letra “E” em todas as formas do
nagear, arrear, saborear, menear. presente do subjuntivo

Regra: Verbo ABENÇOAR (presente do subjuntivo)


Intercalam, por motivos fonéticos, um “i” intervo-

cálico em sua desinência nas formas rizotônicas. Que...


EU ABENÇOE
Conjugação dos verbos terminados no hiato TU ABENÇOES
“-iar” variar, estagiar, abreviar, adiar, conciliar, ELE ABENÇOE
copiar, desviar, guiar NÓS ABENÇOEMOS
VÓS ABENÇOEIS
Regra: ELES ABENÇOEM
Seguem o paradigma de conjugação dos verbos

da 3ª conjugação, isto é, conjugam-se normal- Conjugação dos verbos “ver” e “vir” no futuro do
mente à exceção de M-A-R-I-O. subjuntivo

VIR ≠ VER

EU VIER EU VIR
TU VIERES TU VIRES
ELE VIER ELE VIR
NÓS VIERMOS NÓS VIRMOS
VÓS VIERDES VÓS VIRDES
ELES VIEREM ELES VIREM

Conjugação de verbos defectivos:


1º GRUPO Verbos que não possuem a 1ª pes-
soa do singular do presente do indicativo.
abolir, colorir, delinquir, demolir, exaurir (esgotar,
acabar), extorquir, soer (costumar, acontecer com
frequência), urgir (ser urgente), tinir (soar)”.

Conjugação de verbos defectivos:


2º GRUPO Verbos que, no presente do indica-
tivo, só possuem as pessoas “nós” e “vós”.
reaver, precaver, aguerrir, adequar, empedernir (pe-
trificar), remir (resgatar), fornir (abastecer, prover), fa-
lir, embair (iludir, seduzir), adir (acrescentar, adicio-
nar), renhir (disputar, pleitear)

01. Estão inteiramente corretas a forma e a flexão


dos verbos na frase:

A) A boa ficção não institue fantasias gratuitas; ela


aprende o real por meio da mais fecunda imaginação.
B) Embora muitos diverjam, não há por que não ad-
mitir que um romance policial reuna vários atributos
estéticos.
C) Embora não sejam propriamente ficções, os bons
documentários propisciam a abertura de novos hori-
Conjugação de verbos terminados nos hiatos “- zontes do real.
oar” e “-uar” abençoar, voar, leiloar, continuar, D) Se achamos que a vida dos afegãos não tem nada
suar, atenuar haver com a nossa, o autor lembra que a história de
Amir conflue para a de muita gente.

www.cers.com.br 1
COMEÇANDO DO ZERO
Língua Portuguesa – Aula 08
Rodrigo Bezerra

E) Muitos autores entremeiam realidade e imagina- C) Se os cidadãos elegerem princípios e convirem


ção em suas narrativas para proverem a ficção dos que estes são justos, só os infligirá quem se valer de
mais estimulantes atrativos. má fé.
D) No caso de evidente erro judiciário, deve-se ratifi-
02. Estão adequados o emprego e a flexão de to- car a sanção aplicada para que a punição injusta não
das formas verbais na frase: constitue um argumento a favor da impunidade.
E) Quando todos revirmos o papel social que nos
A) Se as pesquisas bem realizadas sempre intervis- cabe e nos dispormos a exercê-lo de fato, nenhum
sem no comportamento das pessoas, o estudo ao caso de impunidade será tolerado.
qual se aplicou Johnson teria algum efeito sobre o
público. 05.(FCC) Estão corretos o emprego e a flexão de
B) Imergem da pesquisa de Johnson alguns dados todas as formas verbais na frase:
reveladores quanto à ação da TV sobre nós, mas é
possível que outros fatores hajam de modo determi- A) Se os homens dessem ouvido à consciência e
nante sobre o nosso comportamento. contessem seus instintos, as relações sociais seriam
C) Quem revir as várias pesquisas sobre a relação mais harmoniosas.
entre TV e comportamento haverá de se deparar com B) Aos homens nunca aprouve respeitar os princípios
resultados que talvez constituam motivo para algum coletivos quando não prescrita uma punição para
alarme. quem viesse a menosprezá-los.
D) Jamais conviu às emissoras de TV divulgar essas C) Se os cidadãos elegerem princípios e convirem
pesquisas, que quase sempre as encriminam como que estes são justos, só os infligirá quem se valer de
responsáveis pela multiplicação da violência social. má fé.
E) Se as violências que provêem do hábito de assistir D) No caso de evidente erro judiciário, deve-se ratifi-
à TV se saneiassem por conta de alguma regulamen- car a sanção aplicada para que a punição injusta não
tação governamental, seria o caso de pedir providên- constitue um argumento a favor da impunidade.
cias às autoridades. E) Quando todos revirmos o papel social que nos
cabe e nos dispormos a exercê-lo de fato, nenhum
03. (FCC) A forma verbal que, além de correta- caso de impunidade será tolerado.
mente flexionada, indica fato passado anterior a
outro, também passado, está grifada na frase: 06.(FCC) Está correta a flexão de todas as formas
verbais na frase:
A) Para que se precavissem os efeitos prejudiciais ao
meio ambiente, interromperam-se as queimadas na A) Não é verdade que os portugueses do século XV
região. engulissem as vogais ou chiassem nas consoantes.
B) Após a derrubada da mata, sobreviram alterações B) Sempre serão bem-vindos os imigrantes que che-
significativas no clima de toda a área, antes coberta garem ao Brasil, em qualquer época, e trazerem para
por ela. nós as marcas de sua língua e de sua cultura.
C) O especialista ativera-se à análise dos dados ob- C) Caso a incorporação de termos estrangeiros não
tidos, para defender o programa de responsabilidade convisse aos falantes de um idioma, estes não have-
ambiental. riam de os aproveitar.
D) Proporam-se medidas de combate à degradação D) Se alguém rever os textos do português arcaico,
da floresta, porém os resultados danosos já haviam se espantará com a profusão de termos que ainda
se instalado em toda a área. frequentam a fala brasileira em muitas regiões do
E) Se não fosse imediatamente interrompido o corte país.
das árvores, a região transformar-se-ia numa ex- E) Foram-se somando ao português do Brasil, ao
tensa área desertificada. longo dos séculos, os traços que advieram das lín-
guas dos que para cá emigraram.
04.(FCC) Estão corretos o emprego e a flexão de
todas as formas verbais na frase: Advérbio(definição):
É a classe de palavras invariáveis que, mo-
A) Se os homens dessem ouvido à consciência e dificando um verbo, um adjetivo ou outro advérbio,
contessem seus instintos, as relações sociais seriam transmitem-lhes alguma circunstância.
mais harmoniosas. * "Os meus doentes, senhora condessa, respondeu
B) Aos homens nunca aprouve respeitar os princípios Carlos, não são bastante numerosos para formar
coletivos quando não prescrita uma punição para uma quadrilha."
quem viesse a menosprezá-los.

www.cers.com.br 2
COMEÇANDO DO ZERO
Língua Portuguesa – Aula 08
Rodrigo Bezerra

* "Ao despedir-se da pupila, Lemos apertou-lhe a Locuções adverbiais


mão: - Desejo-lhe que seja muito e muito feliz."
Frequentemente os advérbios aparecem em portu-
Advérbio: guês sob a forma locucional – são as denominadas
Observação importante: "locuções adverbiais". Tais locuções são um conjunto
de palavras, geralmente de núcleo substantivo e ge-
A maioria dos advérbios terminados em "-mente" de- ralmente encabeçadas por uma preposição, com va-
riva de adjetivos. Quando o adjetivo apresenta for- lor circunstancial.
mas diferentes para os dois gêneros, o sufixo adver-
bial "-mente" será acrescido à forma feminina do ad- Locuções adverbiais
jetivo. Exemplos:
à força, a giros, às cegas, a esmo, a farta, a granel,
Advérbios terminados em “-mente”: à porta, à revelia, a seu talante, a cavalo, ao deus
* feliz felizmente dará, à toa, às pressas, a pé, a pique, ao revés, a seu
* vaidoso vaidosamente tempo, ao longe, ao vivo, à noite, às tontas, às ocul-
* triste tristemente tas, às escondidas, às vezes, ao acaso, com certeza,
* ameaçador ameaçadoramente de repente, de cabo a rabo, de improviso, de cor, de
* fácil facilmente forma alguma, de propósito, de primeiro, de relance,
de soslaio, de vez em quando, de sobreaviso
Advérbios terminados em “-mente”:
* feliz felizmente Adjetivos adverbializados
* vaidoso vaidosamente Em muitas situações, empregam-se adjeti- vos em
* triste tristemente função adverbial. Neste caso, o adjetivo, à
* ameaçador ameaçadoramente semelhança do advérbio, permanecerá invariável.
* fácil facilmente * Acudiram algumas pessoas que próximo se encon-
travam.
Advérbio:
Observação importante: Adjetivos adverbializados
* "A fisionomia de Bento Simões reanimou-se. — Fa-
É possível transformar muitas expressões e locu- lai claro uma vez ao menos, retrucou Rui Soeiro.”
ções em advérbios – geralmente de "modo" ou de * "Para não cair foi-lhe preciso agarrar-se forte com
"tempo" –, formados com o sufixo adverbial "- ambas as mãos ao braço de Álvaro, arrimando-se em
mente". seu peito.”

* O recurso foi interposto fora do tempo. extem- Observação importante:


poraneamente, intempestivamente Há vários vocábulos na língua portuguesa
* Ele aprendia as lições pouco a pouco. gradati- que ora aparecem como advérbios, ora como prono-
vamente, paulatinamente mes, adjetivos e numerais. Para se determinar a
classe morfologia a que pertencem tais palavras, de-
Classificação dos advérbios vem-se levar em conta os seguintes critérios:

Os advérbios são classificados de acordo com a


circunstância que expressam. Assim, podem ser
classificados em:

a) de afirmação;
b) de dúvida;
c) de frequência;
d) de intensidade (ou "de quantidade");

Classificação dos advérbios

e) de tempo;
f) de modo;
g) de negação;
h) de lugar.

www.cers.com.br 3
COMEÇANDO DO ZERO
Língua Portuguesa – Aula 08
Rodrigo Bezerra

Exemplos: quina não estava funcionando bem.


* O governo aumentou a taxa de juros e diminuiu o
* Ela usa meias verdades. acesso ao crédito consignado.
* Ele encontra-se meio adoentada. 3. ALTERNATIVAS OU DISJUNTIVAS São con-
* Tomamos muito sorvete. junções que ligam ideias e pensamentos que se al-
* O sorvete estava muito gelado. ternam ou que se excluem.
* Li os livros todos da biblioteca dele. OU, OU... OU, SEJA... SEJA, QUER...QUER, NEM...
* No acidente, ele ficou todo ensanguentado. NEM, ORA... ORA, SEJA... SEJA.
* O próximo capítulo fala sobre o amor.
* Fiquei próximo do local do acidente. 4. CONCLUSIVAS OU ILATIVAS São as conjun-
ções que introduzem orações, em um período coor-
CONJUNÇÃO denado, as quais expressam uma conclusão, uma
Definição ilação em relação à primeira oração.
LOGO, PORTANTO, POR ISSO, POIS (posposto
É a classe de palavra invariável que liga duas ora- ao verbo), ENTÃO, ASSIM, POR CONSEQUÊNCIA,
ções entre si, estabelecendo um vínculo de coorde- CONSEQUENTEMENTE, CONSEGUINTEMENTE.
nação ou de subordinação.
5. EXPLICATIVAS São conjunções que explanam na
CONJUNÇÃO segunda oração o sentido da primeira oração ou uma
Exemplos: explicação para a primeira.
* Os funcionários informaram ao chefe que a má- QUE, PORQUE, POIS (anteposto ao verbo), POR-
QUANTO.

CONJUNÇÃO
Classificação
A principal classificação das conjunções leva em
conta o significado da conjunção e a possibilidade de
ela estabelecer "coordenação" ou "subordinação".
Por este critério, as conjunções são classificadas em:

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES


Coordenativas

As conjunções coordenativas são aquelas


que ligam orações que apresentam a mesma função
na frase. De acordo com a relação que expressam,
as conjunções coordenativas são classificadas em:

1. ADITIVAS Chamadas também de "copulativas" ou


"aproximativas", as conjunções aditivas ligam duas
orações, aproximando-as numa relação de soma, de
adição.
E, NEM, TAMBÉM, BEM ASSIM, BEM COMO, NÃO
SÓ... MAS (TAMBÉM), NÃO SÓ... BEM COMO,
QUE (=E).

2. ADVERSATIVAS São as conjunções que unem


pensamentos ou ideias contrárias, opostas.
A principal conjunção adversativa na língua portu-
guesa é o "MAS". Apresentam também força adver-
sativa os seguintes conectores:

PORÉM, CONTUDO, TODAVIA, ENTRETANTO,


NO ENTANTO, SENÃO, QUE (=MAS), AINDA AS-
SIM

www.cers.com.br 4