Você está na página 1de 20

TRANSISTORES BIPOLARES

Aula 06 – Transistores bipolares


O transistor foi desenvolvido nos laboratórios da Bell em Murray
Hill, New Jersey, Estados Unidos, em 1947 pelos cientistas John
Bardeen, Walter Brattain e William Shockley. O desenvolvimento
desse componente semicondutor foi de grande relevância para a
historia da eletrônica e da informática, pois ele esta presente em
inúmeras invenções eletroeletrônicas, modificando vertiginosamente
nossa sociedade.

Aula 06 – Transistores Bipolares


Aula 06 – Transistores Bipolares
O termo “transistor” e a contração de duas palavras em inglês: transfer
resistor
(resistor de transferência).

Existem dois tipos básicos de transistores de acordo


com o tipo de dopagem de cada terminal (base, coletor e emissor), NPN e
PNP.

Aula 06 – Transistores Bipolares


Eles são usados em uma variedade de circuitos. Eles são centrais
para a eletrônica e existem dois tipos principais; NPN e PNP.

A maioria dos circuitos tendem a usar NPN.

Existem centenas de transistores que trabalham em tensões


diferentes, mas todos eles se enquadram nestas duas categorias.

Aula 06 – Transistores Bipolares


Transistores são fabricados em diferentes formas, mas
eles tem três leads (pernas) diferentes:

Base: o principal responsável pela ativação do transistor.


Coletor: perna positiva do transistor
Emissor: perna negativa do transistor

Aula 06 – Transistores Bipolares


Aula 06 – Transistores Bipolares
Junção PN base - Junção PN base - Junção PN base - Junção PN base -
emissor colector emissor colector

Aula 06 – Transistores Bipolares


Identificação dos terminais
Usando a mesma escala do diodo, procure um terminal que indique a
aproximadamente a mesma resistência com os outros dois, esse é a BASE

Se a ponta de prova vermelha estiver nesse terminal comum o transistor é


NPN, se a pronta de prova que estiver nesse terminal comum for PRETA, o
transistor é PNP.

Aula 06 – Transistores Bipolares


Identificação dos terminais

Para que você consiga diferenciar quem é o COLETOR do EMISSOR é muito


simples, o terminal que apresentar uma resistência maior em relação a base
é o EMISSOR

Aula 06 – Transistores Bipolares


Identificação dos terminais

Aula 06 – Transistores Bipolares


Funcionamento
Para que o transístor bipolar conduza é necessário que seja aplicada na
Base uma corrente mínima (VBE ≥ 0,7 Volt), caso contrário não haverá
passagem de corrente entre o Emissor e o Colector.

O transístor não conduz


IB = 0 (está ao corte)

Aula 06 – Transistores Bipolares


Se aplicarmos uma pequena corrente na base o transístor conduz e
pode amplificar a corrente que passa do emissor para o colector.

Uma pequena corrente …origina uma grande corrente


entre a base e o emissor… entre o emissor e o colector

Aula 06 – Transistores Bipolares


Polarização
IC – Corrente de colector
IB – Corrente de base
IE – Corrente de emissor

VCE – Tensão colector - emissor


VRE – Tensão na resistência
VBE – Tensão base – emissor de emissor
VCB – Tensão colector - base VRC – Tensão na resistência
de colector

Aula 06 – Transistores Bipolares


Transistor como chave
Havendo uma corrente aplicada na base do transistor, haverá uma corrente
amplificada a sua capacidade máxima de condução no coletor, nesse ponto o
transistor atuando como chave estará no estágio de SATURAÇÃO

Não havendo corrente passando na base, não haverá corrente no coletor do


transistor, logo não haverá condução na carga e o transistor estará no
estágio de CORTE

Aula 06 – Transistores Bipolares


Aula 06 – Transistores Bipolares
Transistor como Amplificador
Um transístor funciona como amplificador, quando a corrente de base oscila
entre zero e um valor máximo. Neste caso, a corrente de coletor é um múltiplo
da corrente de base.

Se aplicarmos na base do transistor um sinal, vamos obter uma corrente mais


elevada no coletor proporcional ao sinal aplicado:

Aula 06 – Transistores Bipolares


Aula 06 – Transistores Bipolares
O ganho de um transístor, é uma característica do transístor, é o fator de
multiplicação da corrente de base (Ib)ou Beta ß ou hfe do transístor.

A formula matemática que permite fazer o cálculo é :


Ic = Ib x ß

* Ic: corrente de coletor


* Ib: corrente de base
* ß : beta (ganho)

Aula 06 – Transistores Bipolares


Aula 06 – Transistores Bipolares