Você está na página 1de 10

O QUE SÃO MANDALAS

A palavra mandala significa círculo em sânscrito e é considerada como um


símbolo de cura e espiritualidade. Para os budistas, a mandala ajuda na
concentração da prática meditativa e é comum encontrá-la nos templos,
pois seu formato circular representa a totalidade e uma concentração de
energia.

Apesar disso as mandalas não têm nenhuma ligação especifica com


religiões ou doutrinas e podemos encontra-las em diversas culturas pelo
mundo e pela história.

Sua origem é incerta e há evidencias de mandalas em inúmeras


civilizações antigas ao redor do mundo, onde podemos vê-las na
arquitetura e símbolos diversos.

A presença das mandalas em culturas antigas se relaciona com a


sabedoria desses povos no entendimento de que as mandalas fazem parte
de tudo o que existe.

As mandalas possuem em sua construção a geometria sagrada do


universo que está presente em todas as coisas da natureza. Ao olharmos
com atenção, podemos observar o padrão geométrico circular das
mandalas nas flores, nas ondas, nos olhos, nas conchas, nos eventos
naturais, nas galáxias e até mesmo em nossas próprias células.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


Por essa razão nos sentimos tão bem ao observar e apreciar a natureza,
assim como somos atraídos pelas mandalas. Pois é como se nos
reconhecêssemos esses símbolos o nosso próprio padrão geométrico de
um modo inconsciente, pois nossa mente reconhece esse padrão familiar,
fazendo nos sentir em conexão e integrados com o universo. Sintetizando,
podemos considerar que as mandalas como uma sabedoria universal.

BENEFICIOS DAS MANDALAS

Essa forma sagrada também torna as mandalas uma importante


ferramenta de meditação através da observação. Ao observar uma
mandala com atenção plena, suas cores, formas e símbolos despertam
diferentes sensações em quem as vê.

Outra forma de usufruir o poder das mandalas é através da sua própria


criação, onde podemos trabalhar a meditação ativa. Ao criar uma
mandala, você também trabalha essa geometria sagrada que está
presente em você, harmonizando e equilibrando seu interior.

A mandala, quando feita com intenção e meditação acaba sendo uma


representação do estado emocional de sua criadora. Elas nos permitem
acessar as partes mais profundas do nosso ser e trazer a tona questões
que antes estavam escondidas.

Quando trazemos a tona questões interiores e as transmitimos para a


mandala, temos uma representação visual do que antes estava em nosso

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


inconsciente o que nos permite encontrar formas efetivas de lidar com
essas questões.

Essa representação interior fica evidente quando fazemos uma mandala


estando em um estado emocional negativo. No entanto, quando estamos
bem, mental e emocionalmente, conseguimos fazer mandalas quem
enchem aos nossos olhos e consequentemente aos dos outros, além de
sentir todo o processo de relaxamento ao confecciona las.

Por essas razões, a arte de fazer mandalas é considerada uma excelente


ferramenta de autoconhecimento e cura, inclusive sendo usada há
décadas no ambiente terapêutico, principalmente pelos adeptos de Jung
(Carl Gustav Jung Psiquiatra e Psicanalista, fundador da psicologia
analítica).

As mandalas também nos trazem inúmeros benefícios para a nossa vida


cotidiana. Ao fazer uma mandala, estamos estimulando os 2 lados do
cérebro. Suas cores e símbolos estimulam o lado direito do cérebro,
aguçando nossa criatividade e emoções, enquanto suas formas e linhas
estimulam o lado esquerdo, aumentando nosso foco e concentração, o
que nos auxilia nas tarefas e decisões do dia a dia.

A quem devemos dedicar as mandalas?

As mandalas podem ser feitas para a própria pessoa (o seu criador), onde
a pessoa que fizer a mandala transmite seus sentimentos e pensamentos,
como também pode ser feita para outras pessoas, onde podemos
transmitir para a mandala as energias que a pessoa recebedora mais

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


precisa.

Outro ponto positivo das mandalas é que, por causa do seu viés espiritual,
elas podem ser de grande auxílio para quem está em busca iluminação e
propósito.

MANDALAS COMO FERRAMENTAS DE MUDANÇA


DE VIDA

Quando começar a fazer suas mandalas, você experimentará 3 níveis de


mudança em sua vida. Devido as inúmeras cobranças cotidianas que
recebemos, nos percebemos em meio a um movimento agressivo que
acaba também indo parar dentro de nós, o que nos torna mais agitadas,
ansiosas e estressadas, nos preocupando em excesso com tudo o que nos
cerca. Isso gera uma sensação de impotência, o que acaba nos
enfraquecendo e infelizmente também pode contribuir para quadros de
depressão.

Mas quando você começa a fazer mandalas, algo interessante acontece.


Nossa mente tem uma capacidade limitada de processar informações
conscientemente, por isso é muito difícil, por exemplo, prestar atenção
em várias pessoas falando ao mesmo com você.

Quando você faz suas primeiras mandalas, como você ainda não
desenvolveu grande destreza e habilidade, toda a sua atenção fica
afunilada ali no processo criativo.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


Você concentra todo o seu foco na mandala, em cada pontinho de tinta,
desta forma você usa praticamente toda a sua capacidade de atenção.
Logo, a sua mente não consegue pensar em problemas. Esse estado é
chamado de atenção plena, quando você está totalmente focada
no momento presente e este é o primeiro nível de mudança que as
mandalas proporcionam, o nível de conexão com o agora.

Com a prática e repetição, você vai conseguir entrar cada vez mais rápido
nesse estado de atenção plena, limpando sua mente de pensamentos que
prejudicam o seu bem estar e sua saúde. Isso fará com que você se torne
uma pessoa mais centrada, mais equilibrada, trazendo mais leveza e bem
estar para o seu dia a dia.

O segundo nível de mudança é mais profundo e transformador.

Conforme você evolui na criação das mandalas e desenvolve maior


habilidade, você vai tirando um pouco da concentração visual que
mantinha na mandala, pois o processo vai se tornando mais automático.

Exemplo:

Se você dirige, certamente você lembra que assim que começou a dirigir,
você prestava total atenção em tudo o que estava acontecendo, não podia
se desligar nenhum instante se quer. Porém, com o tempo, conforme
ficava mais habilidosa, você começou a dirigir no automático, sem prestar
atenção em todos os seus movimentos, assim conseguia conversar, ouvir
musica e pensar na vida enquanto dirigia.

Ao fazer mandalas, o processo é semelhante.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


Conforme você desenvolve mais habilidade, isso permite que sua mente
desprenda um pouco da atenção visual que você mantinha na mandala e
volte sua atenção para o seu interior. Esta é a fase da cura.

Nesse estágio você começa a acessar seus próprios pensamentos, passa a


se conhecer melhor e desenvolver maior consciência do que está
acontecendo em seu interior. Com o tempo, você consegue olhar cada vez
mais para dentro de si e ouvir cada vez mais suas conversas internas, e
essa jornada de conexão com você mesma te permitirá lidar com questões
internas até então desconhecidas.

Você pode acabar descobrindo, por exemplo, que esta vivendo


mentalmente no passado, trazendo a tona memórias, traumas e dores
que afetam seu momento presente. No entanto, uma vez que você toma
consciência disso, pode conscientemente começar a se curar através da
ressignificação, do perdão e do aprendizado.

Essa é uma jornada mágica, aonde quanto mais você vai a fundo de si
mesmo, mais você se liberta de crenças e medos que travam sua vida, se
abrindo a novas ideias e novas oportunidades, então acontece a cura
pelas mandalas.

O terceiro nível de mudança é o de estilo de vida e ele pode acontecer de


duas maneiras.

A primeira é através da mudança de conduta. Nossa vida acontece de


dentro para fora, ou seja, ela se manifesta como resultado de nossas
ações e reações.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


Conforme você vai praticando a arte de fazer mandalas, mais calma,
equilibrada e menos reativa você se torna. Isso se reflete em novas ações,
novos hábitos e novas decisões, o que por sua vez, se reflete a sua volta, e
você sente toda a sua vida melhorar.

A segunda maneira é quando você transmite para o mundo o seu


trabalho.

Quando você gera valor para o mundo através da sua arte, o universo te
retribui. Em algum momento você poderá receber pedidos de pessoas
querendo encomendar suas mandalas, nesse caso, você será
recompensada recebendo pelo seu trabalho. Quando você chega nesse
nível de mudança, você passa a ver que o seu trabalho faz bem para as
pessoas e isso te traz um senso de propósito que preenche seu peito de
alegria e te faz querer pular da cama para começar um novo dia.

INTENÇAO

Para que você experimente todo o poder e magia que as mandalas têm
pra te oferecer, o primeiro passo é você definir a sua intenção para com a
mandala.

Pense em alguma área da sua vida que você deseja movimentar energias.
Pode ser energias de cura, saúde, prosperidade, afetividade, enfim,
escolha a sua necessidade principal e concentre através da mandala que
você construirá.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


1. Quais são as suas necessidades de mudança para esse momento da
sua vida?

2. Qual área da sua vida necessita uma atenção maior e por quê?

3. O que você gostaria de ter ou fazer para que a sua vida fosse realmente
plena e satisfatória?

4. Onde você mais precisa de inspiração e direcionamento divino?

Com base nessas perguntas você já conseguirá ter uma noção das
intenções que deseja trabalhar na sua mandala.

O PONTILHISMO

O pontilhismo é uma técnica muito antiga, criada na França e baseada na


união de vários pontinhos com o objetivo de criar formas e desenhos.
Ao olhar uma mandala pontilhada a uma determinada distância, os pontos
se conectam e desaparecem, produzindo assim um efeito visual, onde
outras formas são criadas.

O maior benefício de fazer mandalas usando a técnica do pontilhismo é


que qualquer pessoa pode fazer, mesmo sem ter qualquer experiência
prévia, sem saber desenhar, nem pintar. Além é claro de resultar em
mandalas maravilhosas.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


MATERIAIS NECESSÁRIOS

 Discos em MDF de 3mm ou 6mm;


 Régua;
 Compasso;
 Boleadores;
 Tintas acrílicas ou PVA;
 Lápis,
 Borracha;
 Toalhinha ou papel toalha (para tirar o excesso de tinta);

ONDE ENCONTRAR

Os materiais utilizados para fazer as mandalas geralmente são fáceis de


serem encontrados, você pode procurar em:

 Papelarias;
 Armarinhos;
 Lojas de provençal;

Caso você tenha dificuldade de encontrar algum material em sua cidade,


também pode encontra-los em sites e lojas online como, por exemplo:

 Mercado livre;

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados


 Elo7;
 Casa do artista;
 Wish;*
 Aliexpress;*

*Sites de importação, fique atenta ao prazo de entrega e taxas;

MATERIAIS ALTERNATIVOS

Caso você não tenha todos os materiais recomendados pode fazer uso de
materiais comuns que todos temos em casa como:

 Esmaltes;
 A parte traseira de lápis, pincéis, palitos e canetas;
 Qualquer superfície lisa e firme como cartolina, capa de cadernos,
tampas de caixas, etc.

Mais importante do que os materiais utilizados é a atitude de fazer que irá


lhe proporcionar os benefícios dessa arte sagrada.

® Raiz e Flor Mandalas - Todos os direitos reservados