Você está na página 1de 5

HPEM – Higiene Pública, E.M.

A HPEM, E.M. foi constituída pelo Município de Sintra em Maio de 2000.

Tem por objecto principal a actividade legalmente cometida ao Município de


Sintra no domínio da higiene e limpeza pública, nomeadamente no que
respeita à recolha de resíduos sólidos urbanos.

Exerce a sua actividade de recolha de RSU em toda a área do Concelho de


Sintra, através de meios próprios da empresa municipal e/ou pela gestão de
contratos celebrados com empresas prestadoras deste tipo de serviços.

Quanto aos serviços de limpeza urbana, a área de actuação da empresa


engloba as freguesias de Agualva-Cacém, Monte Abraão, Algueirão-Mem
Martins, Rio de Mouro, Casal de Cambra, Belas e espaço público da Vila de
Sintra.

Em relação à participação da Câmara Municipal de Sintra na HPEM, E.M., o


Município detém 100% do capital social da empresa municipal.

CONTACTOS
Complexo Municipal de Vila Verde
Avª 25 de Abril, n.º 112 - Vila Verde
2705-902 Terrugem
Tel.: 21 960 9600/1/2
Fax: 21 960 9629
E-mail: geral@hpem.pt
http://www.hpem.pt/

MEMBROS DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO


Presidente: Eng.º Rui Jorge de Figueiredo Caetano
Vogal: Eng.º Pedro Tavares Rodrigues
Vogal: Sr. Jaime Emídio Coelho da Mata

TARIFAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS PARA O ANO DE


2006

O Executivo Camarário aprovou na Reunião de Câmara de 7 de Dezembro


de 2005 a alteração das tarifas de resíduos sólidos urbanos.

A decisão de aumento das referidas tarifas baseia-se na comparação


feita entre os preços praticados no concelho de Sintra, Mafra, Loures,
Odivelas, Amadora, Oeiras e Setúbal. As tarifas praticadas pelo município de
Sintra, aplicadas a utilizadores domésticos, eram efectivamente das mais
baixas, permitindo cobrir apenas 30% do total dos custos referentes à
recolha e tratamento de resíduos sólidos urbanos (RSU).

Com a aprovação das novas tarifas, será possível cobrir aproximadamente


68% desse custo, assim como responder às necessidades de investimento e
renovação da frota de RSU.

A tarifa, que não sofria qualquer aumento desde 1998, aproxima-se agora
dos valores cobrados nos municípios de Loures, Odivelas e Amadora, sendo,
no entanto, bastante inferior à praticada no município de Mafra.

Variável por m3 de Fixa mensal por


consumo mensal contador instalado

Tipo de cliente

Não Doméstico 0.65€ 7.50€

Doméstica Geral 0.32€ 0.75€

Doméstica Familiar 5 0.30€ 0.75€

Doméstica Familiar 6 0.28€ 0.75€

Doméstica Familiar 7 0.26€ 0.75€

Doméstica Familiar 8 0.24€ 0.75€

Doméstica Familiar 9 0.22€ 0.75€

Doméstica Familiar 10 0.20€ 0.75€

Doméstica Familiar 11 0.18€ 0.75€

Doméstica Familiar 12 0.16€ 0.75€

Conheça aqui o Projecto Biodiesel


(No dia 30 de Setembro a Câmara Municipal de Sintra inaugurou o 1º posto
de Biodiesel de Portugal)
A Empresa
HPEM – Higiene Pública, Empresa Municipal, constituída a 29 de Maio de 2000, assumiu as
competências legalmente cometidas ao Município de Sintra, no domínio da higiene e limpeza dos espaços
públicos.

Actualmente o Conselho de Administração integra três membros, nomeadamente:

A HPEM é dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa e financeira e património próprio


estando sujeita à tutela da Câmara Municipal de Sintra.
A principal actividade da HPEM é a recolha e transporte de Resíduos Sólidos Urbanos produzidos no
concelho de Sintra. Em algumas freguesias do Concelho, a HPEM recorre à aquisição de serviços a
empresas do sector, que asseguram a desinfestação, desratização, varredura e recolha de resíduos sólidos
urbanos.
Visando uma melhoria contínua da qualidade do serviço prestado e o aumento dos índices de recolha de
resíduos recicláveis de acordo com as exigências comunitárias, a HPEM aposta não só na inovação e
modernização dos sistemas de recolha de RSU e limpeza pública, mas também na promoção da
participação activa da população.

- Áreas de actuação
- Recursos Humanos
- Meios / Equipamentos afectos à Recolha
- Viaturas
- Equipamentos de Deposição
- Meios / Equipamentos afectos à Limpeza

ÁREAS DE ACTUAÇÃO:

Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) ou equiparáveis:


- Recolha Indiferenciada (contentores colectivos e recolha porta-a-porta);
- Recolha Selectiva (ecopontos e recolha em escolas);
- Recolha de Objectos de grandes dimensões (monstros e resíduos verdes);
- Recolha de resíduos equiparados a RSU (RCD – resíduos de construção e demolição);

Lavagem e manutenção de contentores (mecânica e manual)

Limpeza
- Varredura mecânica (estradas/ruas, passeios, mercados, etc.);
- Varredura manual;
- Recolha de resíduos e manutenção das papeleiras;
- Recolha e manutenção dos recipientes para dejectos caninos;
Programa de Educação Ambiental

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Janeiro/Junho de 2008

Em Portugal, no ano de 2005, dos 450 Kg de resíduos produzidos por habitante, naquilo que corresponde à
produção individual de 1,2Kg diários, apenas 9% foram depositados selectivamente para reciclagem.
Trata-se de um valor bastante áquem das metas estabelecidas para esse ano – 25%.
Para 2011, os novos objectivos fixam em 55% a valorização mínima através da reciclagem, um tecto muito
ambicioso que obriga a que cada vez mais ponderemos as nossas acções e se incrementem projectos que
ajudem a alcançá-lo.

Conscientes da imprescindibilidade de inversão da tendência de crescimento da recolha de resíduos


indiferenciados e aumento dos índices de recolha selectiva em 12%, decidiu a CMS em conjunto com a HPEM e
a SUMA, lançar em Janeiro último um projecto dirigido às escolas.

Sabe-se o significado do poder mobilizador dos Estabelecimentos de Ensino e é notória a capacidade extrema
dos mais novos rebocarem os mais velhos… O fomento de práticas individuais e sociais de cidadania activa e
passiva encontra, pois, nas escolas um anfitrião por excelência.

Tendo tido lugar ainda em Dezembro de 2007 reuniões preparatórias com representantes das escolas que
aceitaram o convite que lhes foi dirigido para participar, saldou-se em 51 que se fizeram inscrever nessas
sessões, resultando em 56 aderentes ao Programa, num total de aproximadamente 12.000 alunos abrangidos.

Em termos de modelo de acção, configura o Programa de Educação Ambiental, a deslocação do projecto


LIXOTECA a todas as escolas inscritas, o que exige de todos – promotores e destinatários – elevada
responsabilidade no cumprimento dos horários e das regras de funcionamento, implicando ainda a
rentabilização de tal oportunidade sempre que os grupos sejam menores que a lotação recomendada (de 30
alunos), aconselhando-se, nesses casos, que se complementem com outros até perfazer a capacidade máxima.

Há ainda lugar a um contacto pró-activo liderado por um técnico de sensibilização ambiental que promove a
abordagem directa aos alunos, culminando com a entrega de kit’s pedagógicos “Eco-operação Cidadão” e que
convida a uma exploração pela comunidade educativa.
Retomando alguns dos ensinamentos que a visita à Lixoteca permitiu partilhar, abordam-se questões tão
variadas como os índices de produção de lixo, as consequências advindas, o tempo de vida dos resíduos e a
mais-valia que representa a sua correcta deposição para reciclagem, os eco-códigos do consumo – por forma a
evitar comprar desperdício que as embalagens das embalagens representam para o ambiente e para a bolsa do
consumidor, as regras a seguir sempre que passeiam com o seu amigo cão – para que não seja deixada a marca
dele no chão …
Agradece o ambiente e agradece quem nele vive, claro!

“Temos certos direitos e temos que cumprir os nossos deveres: temos direito à água potável, a respirar o ar
puro, à educação e a ser respeitados, mas temos também o dever de respeitar os outros e o espaço que nos
rodeia. Como cidadãos responsáveis temos o dever de garantir que os outros não sujam o espaço que é de
todos, ajudá-los também a cumprir o seu dever. Como? Ensinando! “
Esta é uma das abordagens para tornar cada criança num Eco-Mosqueteiro, um cidadão que se quer
responsável e activo.
Todas estas questões que são verbalmente abordadas são passíveis depois de se ver exploradas através dos
kit’s que são distribuídos, convidando a que o façam com os mais velhos e a torná-los também Eco-
Mosqueteiros.

Veja aqui a listagem de Estabelecimentos de Educação que aderiram ao Programa de Educação Ambiental ou à
Campanha SABIENTAR

Bibliografia:

http://www.cm-sintra.pt/Artigo.aspx?Cod=RecolhaMonstros
http://www.cm-sintra.pt/Artigo.aspx?ID=4414

http://hpem-higienepublicaeem.pai.pt/?
WT.srch=1&WT.mc_id=91158475_2649239_KVN++
+_HPEM+HIGIENE+PUBLICA+EEM&adrecip=MatchCraft