Você está na página 1de 25

IMPRESSIONISMO E Dinner on the Grass, Claude

Monet, 1886
EXPRESSIONISMO
CONTEXTO HISTÓRICO
Origem na França entre 1860 e 1880.
Teve destaque na música e na pintura.
Capitalismo e a industrialização em ascensão.
Ocorre na Belle Époque (1871-1914)
Estilo de vida boêmio e otimista foi o ponto marcante da época.
A primeira obra foi estreada em Abril de 1874.
Sálon dos Réfusés e Sálon Officiel, dois locais fora dos circuitos
tradicionais da artes.
As primeiras técnicas impressionistas foram desenvolvidas em
Paris.
As livrarias, salas de concerto, boulevards, ateliêrs, cafés e
galerias de arte fizeram parte do Centro Cultural da época.
BELLE ÉPOQUE
Foi possibilitada pelo fim da guerra Franco-prussiana em
1871 e durou até o início da Primeira Guerra mundial em
1914.
Segunda revolução industrial estava em andamento, o que
levou a mudanças estruturais e econômicas, como êxodo
rural e avanços científicos.
Foi desenvolvida nos EUA após a crise econômica em 1873.
Socialismo teve ascensão nesse período.
Iluminação, transporte coletivo de massa e individual foram
efeitos da revolução industrial.
PINTURAS E ARTISTAS Boulevard Montmartre de noite,
1897, Camille Pissarro
IMPRESSIONISTAS
PINTURA
Se utiliza da paisagem como objeto único e central no
quadro.
A pintura deve mostrar os pontos que os objetos adquirem
ao refletir a luz do corpo num determinado momento, pois
as cores da natureza mudam todo dia, dependendo da
incidência da luz do sol.
As figuras não devem ter contornos nítidos.
As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a
impressão visual que nos causam.
Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo
com a lei das cores. complementares.
Mistura óptica
Remete a uma pintura instantânea (captação do momento),
recorrendo, inclusivamente, à fotografia;
IMPRESSÃO, NASCER DO SOL (1872), CLAUDE MONET
Musée Marmottan, Paris
AULA DE DANÇA (1874), EDGAR DEGAS
Museu de Orsay, Paris
O ALMOÇO DOS BARQUEIROS (1880-1881), PIERRE AUGUSTE RENOIR
Colecção Phillips, Washington, D.C
ÉDOUARD MANET
A Primavera, 1881.
Museum, Los Angeles, CA
MÚSICA IMPRESSIONISTA The Fifer (1866), Edouard Manet
MÚSICA
Abstêm-se dos excessos emocionais da era Romântica.
Escala de acordes de 7ª maior e a extensão de estruturas
nos acordes com intervalos de 3ª à harmonias de cinco e seis
partes.
Claude Debussy, especialmente, foi mestre desse período.
A música impressionista não possui linhas (melódicas) nítidas,
suas melodias são pouco angulosas, sensuais e etéreas.
O efeito dos sons é muito importante no contexto da obra
muitas vezes mais importantes que a própria melodia
Os Impressionistas fizeram uso imenso da escala hexatonal
para simular efeitos emocionais suspensos, etéreos
(fortificando assim a sensação de sonho e fantasia).
Clair de Lune onde a dinâmica predominante é o pianismo.
ESCALAS

Escalas de tons em C

Escalas de tons em B
Young Girl in the Garden at
Mezy, 1891, Pierre-Auguste
LITERATURA Renoir
LITERATURA
•Frequência da sinestesia.
•Período em leque. Ex:“O luar surgiu, as pessoas passavam
apressadas, um trem chegava de longe”.
•Hipálage e emprego de adjetivo-advérbio. Ex.:“O voo branco das
garças.” (Cecília Meireles).
•Valorização do substantivo abstrato que surge de um adjetivo.
Ex.:“Maciez do pelo” em vez de “pelo macio”.
•Relevo da impressão. Ex.: “Caquinhos de luar embelezam o
mármore”.
•Parataxe. Ex.: Não sairei. Vai chover.
•Frequência da prosopopeia. Ex.: “A voz sonolenta das fontes”.
•Frase nominal, expressão sintética, metáfora elíptica. Ex.: Ele olhou-
me. Um monstro.
•Aspecto permansivo. Ex.: As aves voando. Ao longe, a música
prosseguia. Eram todos a gritar. Cabe-nos rir e perdoar.
•Associação concreto/abstrato. Ex.: “Enfiado na poltrona da sua
melancolia”. (Fernando Pessoa).
•Linguagem expressiva, colorida, sonora, a sugerir mais do que
dizem as palavras.
LITERATURA
• Linguagem exata, pensamento científico, eventos da
realidade cotidiana
• Erotismo, frustação, falta de comunicação, morte e o cansaço
da vida.
• Metáforas e valorização da visão do presente.
• Edmond e Lules de Goncourt.
• Caráter "hemetico“ =difícil.
EXPRESSIONISMO/PÓS- Noite estrelada (1889),
Vincent Van Gogh
IMPRESSIONISMO
CONTEXTO HISTÓRICO:
Busca de melhorias para a técnica impressionista.
Vida dos artistas são relacionadas as suas obras
Considerado ponte entre o impressionismo e o cubismo.
Consideravam o impressionismo superficial que retratava
apenas cenas passageiras sem dar importância aos
sentimentos ou aos acontecimentos políticos e sociais.
Aconteceu principalmente durante a primeira guerra.
The Dance of Life, 1899 by
TEATRO Edvard Munch
TEATRO
Antiibseniano, anti-realista.
Estilo poético ou declaratório.
Cenários fantásticos.
Composto de antítese como: anarquia e socialismo, ceptismo ibseniano e
religiosidade livre, feminismo e teorias psicanalisticas, etc.
Strindberg.
Relação contra o passado.
Primeira obra: A Estrada de Damasco.
Composto por monólogos.
Movimentos imitando robôs
PINTURA E ARTISTAS At the Moulin Rouge, The Dance,
1897, Henri de Toulouse-

EXPRESSIONISTAS Lautrec
PINTURA;
A arte do instinto, trata-se de uma pintura dramática,
subjetiva, “expressando” sentimentos humanos.
Pesquisa no domínio psicológico;
Cores resplandecentes, vibrantes, fundidas ou separadas;
Preferência pelo patético, trágico e sombrio.
Cubismo, expressionismo, fauvismo e pontilhismo.
Buscavam outras maneiras de trabalhar a cor, a luz e os
conceitos de tridimensionalidade.
EDVARD MUNCH
O Grito, 1893.
Galeria Nacional, Oslo
PABLO PICASSO
O Velho Guitarrista Cego, 1903
Art Institute of Chicago
THE SALON IN THE RUE DES MOULINS,
1894, HENRI TOULOUSE-LAUTREC.
Musée Toulouse-Lautrec
.

A Vinha Encarnada ou O Vinhedo Vermelho, 1888, Vincent Van Gogh


Museu Pushkin de Belas Artes, Moscou