Você está na página 1de 13

Quem cochila desperte, o que dorme levante, /

preparemos a estrada / do Senhor, caminhante.


MUDAREI O SERTÃO (Tom: D)
Agostinha Vieira
Mudarei o sertã o em açude, / terra seca em olho
d’á gua. / Assim falou o Senhor das andanças / pra dar a
seu povo a esperança.

VAI MUDAR A SECURA (Tom: Em)


Deus se faz presente na vida de todo ser humano. E, de
Agostinha Vieira
todas as formas, Ele nos deixa sentir o Seu amor e
Vai mudar a secura, / do chã o duro brotará á gua pura, /
desejo de nos salvar. A palavra Advento é de origem
do chã o duro brotará á gua pura.
latina e quer dizer chegada. É o tempo em que os
cristã os se preparam para a vinda de Jesus Cristo. O
DO TRONCO DA VIDA (Tom: Em)
tempo do Advento abrange quatro semanas antes do
Adolfo Temme
Natal. O Ano Litú rgico começa com o Tempo do
Do tronco da vida, mesmo ferida, nasce uma flor rindo
Advento; um tempo de preparaçã o para a Festa do Natal
da dor, ó ó ó .
de Jesus, o maior acontecimento da histó ria: o Verbo
que se encarnou e se tornou um de nó s. Assumiu a nossa
ATENTOS FICAI - (I Domingo do Advento - A)
humanidade, sem deixar de ser Deus. Todos os anos
Atentos ficai, atentos ficai, pois o Filho do Homem virá!
preparamos para celebrar o nascimento de Jesus. Esse
Atentos ficai, atentos ficai, Ele vem para vos salvar.
tempo de preparaçã o sã o de quatro semanas, e, no
DIGO A TODOS (I Domingo do Advento - B)
decorrer delas, somos convocados, em atitude vigilante,
Digo a todos: vigiai! Por que não sabeis quando o Senhor
a esperar Jesus, que vem no Natal e virá no final dos
irá chegar! Vigiai! Vigiai! A todo momento: vigiai!
tempos; duplo sentido de o advento, o Cristo que veio e
LEVANTAI-VOS (I Domingo do Advento - C):
virá .
Levantai-vos, olhai para a frente, que a libertação se
Advento é um tempo de preparaçã o alegre, na espera do
aproxima. Levantai-vos, olhai para a frente. O Senhor
Senhor considerada sob diversos aspectos. Em primeiro
chegando está.
lugar, a expectativa do Antigo Testamento pela vinda do
Messias, do que falaram os profetas, agradecendo a
O REINO VIRÁ - (II Domingo do Advento - A)
Deus o dom inefá vel da salvaçã o que se realizou na
O reino virá, próximo Ele está. Convertam-se e abram o
vinda do Divino Redentor. Agora, a vinda do Salvador
coração. Que o espírito de Deus os renovará.
como atualizaçã o no coraçã o dos homens, enquanto a
EIS A VOZ QUE CLAMA - (II Domingo do Advento - B)
histó ria se encaminha para vinda gloriosa do Senhor. É ,
Eis a voz que clama no deserto: “Preparai o caminho do
nesta perspectiva, que devem ser escutadas as leituras
Senhor, endireitai suas estradas!” Já se aproxima o
do Advento. “Vinde, caminhemos à luz do Senhor!”.
Salvador.
Nas duas primeiras semanas do advento, a liturgia nos
TODOS NÓS VEREMOS (II Domingo do Advento - C)
convida a vigiar e a esperar a vinda gloriosa do
Todos nós veremos a vossa salvação, ó Deus. Por que
Salvador. Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim
quereis vos revelar. Por que quereis vos revelar. A
na histó ria humana, mas o nosso encontro com Ele,
passagem tortuosa endireitada ficará, ó Deus. Por que
também, está marcado para logo apó s a morte.
quereis vos revelar. Por que quereis vos revelar.
Nas duas ú ltimas, lembramos a espera dos profetas e de
Maria. Nos preparamos mais (especialmente), para
ENVIA, SENHOR - (III Domingo do Advento - A)
celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os Profetas
Envia-me, Senhor, como mensageiro. Para ao teu Reino,
anunciaram esse acontecimento com riqueza de
caminhos preparar. Eu quero viver firme na alegria.
detalhes; nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade
Sendo profeta que anuncia: “o Messias está pra chegar!”
de Davi e seu Reino nã o terá fim. Maria O esperou com
DO MEIO DE VÓS - (III Domingo do Advento - B)
zelo materno e O preparou para a missã o terrena.
Do meio de vós o Messias sairá. E como o Santo Espírito
vos batizará! Eu não sou a luz, mas ela vim testemunhar.
CANTOS PARA O TEMPO DO ADVENTO
O QUE DEVEMOS - (III Domingo do Advento - C)
REFRÃO ORANTE
O que devemos fazer? Façam o bem, busquem a partilha,
não pratiquem o mal e vivam na alegria. Ôôôô, fazei-nos
SENHOR, NÓS TE ESPERAMOS (Tom: Am)
Senhor, instrumentos do vosso divino amor.
Adolfo Temme
Senhor, nó s te esperamos. Senhor, nã o tardes mais.
EMANUEL - (IV Domingo do Advento - A)
Senhor, nó s te esperamos. Vem logo, vem nos salvar!
Emanuel, ó Deus-conosco. Nós te esperamos com amor.
Vem, vem, vem não tardes mais! Vem à nossa vida, vem ó
NOSSOS OLHOS (Tom: Gm)
Rei da Paz.
Agostinha Vieira
ALEGRA-TE - (IV Domingo do Advento - B)
Nossos olhos ganharã o nova luz com a tua presença,
Alegra-te, ó agraciada. Porque Deus contigo está! Tu és a
Jesus.
mulher amada, de ti o Senhor virá.
Ó MARIA (IV Domingo do Advento - C)
QUEM COCHILA (Tom: E)
Ó Maria, mulher bendita, ó Maria, trazes no ventre nossa
Agostinha Vieira
alegria. Mãe do amor, por ti, venha a nós o Salvador.

1♫
1. Senhor, vem salvar teu povo / das trevas da
escravidã o! / Só tu és nossa esperança, / és nossa
CÃNTICOS DE ABERTURA libertaçã o!
||:Vem, Senhor, / vem nos salvar! / Com teu povo vem
A JUSTIÇA DE DEUS! (Tom: Bm) caminhar!:||
L.: Frei Telles Ramon e Eurivaldo S. Ferreira 2. Contigo o deserto é fértil, / a terra se abre em flor, /
M. e arranjo: Daniel De Angeles da rocha brota á gua viva, / da treva nasce o esplendor.
1. A justiça de Deus vem em nó s ter morada, / e o 3. Tu marchas à nossa frente, / és força, caminho e luz. /
cansaço dos fardos o corpo supera. / Eis que estamos no Vem logo salvar teu povo, / nã o tardes, Senhor Jesus!
tempo da paz anunciada / que transforma esta vida em
alegre espera. OH, VINDE, ENFIM (Tom: Cm)
Maranathá! / Vem, Senhor Jesus! Vem, Senhor! / Vem, Melodia do séc. XVII
Senhor Jesus! / Vem, Senhor! 1. Oh! Vinde, enfim, eterno Deus, / descei, descei dos
2. Sobre os montes se avista de longe o Senhor, / que altos céus. / Deixai a vossa habitaçã o, / que a terra
vem vindo, trazendo a esperança de novo. / Ele é o sol espera a salvaçã o.
da justiça que traz o calor / e nos dá novo alento e 2. Que o céu orvalhe o redentor, / baixai das nuvens, ó
levanta o seu povo. Senhor! / Germine a terra o nosso Deus, / pra que nos
3. Eis que ouvimos os gritos da terra em dor, / os abra os altos céus.
clamores que pedem total redençã o. / Nossa voz sobe ao 3. Por que tardais, ó bom Jesus, / em rebrilhar na vossa
trono do Deus redentor: / “Vem salvar o teu povo! Oh luz? / Em treva densa o mundo jaz, / trazei a luz, o
vem, Salvaçã o!” amor, a paz!
4. Nossas vidas reunidas aqui vigilantes, / aguardamos a 4. Oh! Vinde, enfim, Senhor, a nó s, / ressoe no mundo a
vinda do Deus da histó ria. / Dentro em nó s se concentra vossa voz. / No mundo brilhe o vosso olhar. / Oh! Vinde,
um clamor suplicante: / “Abre, ó céu, teus portõ es, enfim, sem demorar.
chova o Deus da vitó ria!”
O SENHOR VIRÁ (Tom: Dm)
EIS QUE DE LONGE (Tom: Gm) L.: M. de Fátima Oliveira M.: Frei Joel Postma
Música: Reginaldo Veloso O Senhor virá libertar o seu povo / e do mundo velho
Eis que de longe vem o Senhor / para as nações do nascerá o novo.
mundo julgar, / e os corações alegres estarão / como 1. Se quem tem sede procura a fonte, / nó s procuramos
numa noite em festa a cantar. o teu altar. / Vem, ó Deus vivo, salvar teu povo, / vem,
1. Do Egito uma vinha / arrancaste com amor, / com sem demora, nos libertar!
cuidado a replantaste, / fundas raízes lançou / e, por 2. Teu povo outrora sofreu no Egito / todas as dores da
sobre a terra toda, / sua sombra se espalhou. servidã o. / Teu novo povo, também sofrido, / de ti
2. Mas, Senhor, o que fizeste? / Por que teu amor se espera libertaçã o.
agasta? / Derrubaste as suas cercas, / todo o mundo 3. Marchaste outrora com teus amigos / e os conduziste
agora passa, / cada um invade e rouba, / quebra os com segurança. / Vem novamente marchar conosco, /
ramos e devasta. Senhor da histó ria, nossa esperança.
3. Senhor Deus, ouve, escuta: / do teu povo és o pastor, / 4. Vem, sem demora, guiar teu povo / pelos caminhos de
do teu trono de bondade / faze-nos ver o esplendor, / cada dia. / Se está s conosco, a noite é clara / e até do
teu poder desperta e vem, / vem salvar-nos, ó Senhor! pranto nasce a alegria.
4. Até quando estará s indignado contra a gente? Até
quando o pã o da dor comerá amargamente este povo DAS ALTURAS (Tom: Am)
que tomaste dos vizinhos o joguete? Reginaldo Veloso
||:Das alturas orvalhem os céus / e das nuvens que
QUANDO VIRÁ, SENHOR (Tom: Cm) chova a justiça; / que a terra se abra ao amor / e
D. R. germine o Deus Salvador.:||
1. Quando virá , Senhor, o dia / em que apareça o 1. Foste amigo, antigamente, / desta terra que amaste, /
Salvador / e se efetue a profecia: / “Nasceu do mundo o deste povo que escolheste; / sua sorte melhoraste, /
redentor”? perdoaste seus pecados, / tua raiva acalmaste.
Orvalhai lá do alto, ó céus, / e as nuvens chovam o 2. Escutemos suas palavras, / é de paz que vai falar; /
Justo! paz ao povo, a seus fiéis, / a quem dele se achegar. / Está
2. Aquele dia prometido / à antiga fé de nossos pais, / perto a salvaçã o / e a gló ria vai voltar.
dia em que o mal será banido, / mudando em risos 3. Eis: amor, fidelidade / vã o unidos se encontrar, / bem
nossos ais! assim, justiça e paz / vã o beijar-se e se abraçar. / Vai
3. Quando, felizes, o veremos / no firmamento brotar fidelidade / e justiça se mostrar.
despontar / e a espargir clarõ es supremos, / da terra as 4. E virã o os benefícios / do Senhor a abençoar. / E os
trevas dispersar? frutos de amor / desta terra vã o brotar, / a justiça
4. Filha de reis, ó virgem pura, / sai da modesta diante dele / e a paz o seguirá .
posiçã o. / Em ti, embora criatura, / de Deus se fez a
encarnaçã o! SENHOR, ATENDEI (Tom: F)
José Acácio Santana
SENHOR, VEM SALVAR (Tom: Em)
Pe. José Weber, SVD

♫2
1. Senhor, atendei os pedidos; / Senhor, escutai nossa ||:Com as lâmpadas acesas, te esperamos, ó
voz, / pois sempre serã o atendidos / aqueles que Senhor! :||
esperam em vó s. 2. Como a mãe espera o filho / que de longe vai chegar; /
||:Vinde, Senhor, / visitar vosso povo; / em Jesus ||:como alguém espera atento / seu amor que vai
Cristo, / recriá-lo de novo.:|| voltar.:||Como quem resiste e luta, / trabalhando na
2. Vó s sois nossa grande esperança, / certeza de mudança, / ||:do que é velho no que é novo, / com a
libertaçã o. / Mandai vosso filho criança / ao mundo força da esperança.:||
trazer salvaçã o. 3. Como o povo generoso que constró i, em mutirã o,
3. Do céu vai jorrar á gua viva / que faz o deserto florir. / ||:uma casa onde todos / tenham terra, paz e pã o.:||
E quem esta graça cultiva, / feliz haverá de sorrir. Como o sol ao despontar traz de volta a luz do dia;
||:como a noite que se acaba numa aurora de alegria.:||
O SENHOR ESTÁ PRA CHEGAR (Tom: F)
Pe. Sílvio Milanez ALEGRAI-VOS – 3º DOMINGO (Tom: D)
1. O Senhor está pra chegar; / já se cumpre a profecia / e M.: Josef Gelineau, SJ
o seu Reino, entã o, será / liberdade e alegria. / E as ||:Alegrai-vos: ele está bem perto, / sim, alegrai-vos
naçõ es, enfim, recebem / salvaçã o a cada dia. mais no Senhor!:||
||:Das alturas orvalhem os céus / e das nuvens que chova 1. Foste amigo, Senhor, da tua terra, / libertaste os
a justiça; / que a terra se abra ao amor / e germine o cativos de Jacó . / Perdoaste o pecado de teu povo, /
Deus Salvador.:|| encobriste toda a sua falta, / nã o guardaste rancor
2. Vem de novo restaurar-nos. / De que lado estará s? / contra nó s, / acalmaste o furor da tua ira.
Indignado contra nó s? / E a vida nã o dará s? / Salvaçã o e 2. Restaura-nos, ó Deus e salvador, / esquece a tua
alegria, / outra vez nã o nos trará s? má goa contra nó s; / ficará s irritado para sempre? /
3. Escutemos sua Palavra: / é de paz que vai falar, / paz Guardará s tua có lera, sem fim?
ao povo e aos seus fiéis, / a quem dele se achegar. / Está 3. Nã o dará s tua vida novamente / ao teu povo que em ti
perto a salvaçã o / e a gló ria vai voltar. se alegrará ? / Mostra-nos, Senhor, tua bondade, /
concede-nos a tua salvaçã o!
MARANATHA (Tom: D) 4. Quero ouvir o que diz o Senhor: / é de paz que ele vai
Pe. Zezinho, SCJ nos falar, / a paz para seu povo e seus amigos, / aos que
||:Maranathá, Maranathá. / Vem, Senhor Jesus, / trazem ao Senhor seu coraçã o. / Está perto a salvaçã o
Vem, Senhor Jesus!:|| aos que o respeitam / e a gló ria habitará na nossa terra.
1. Somos este povo que o amor plantou, / Mas o mundo 5. Fidelidade e amor se encontrarã o, / vã o beijar-se a
novo ‘inda nã o brotou. / Todo dia, toda hora sempre é justiça e a paz. / Da terra brotará fidelidade / e do céu
tempo de esperar. / O amanhã se faz agora e é preciso olhará a justiça.
trabalhar, / que este mundo novo mais cedo vai brotar. 6. O Senhor nos dará o que é bom, / nossa terra dará o
2. Somos a esperança do mundo secular; / temos seu fruto, / a justiça virá à sua frente, / a salvaçã o
confiança que um dia vais voltar. / Todo dia, toda hora seguirá os seus passos.
sempre é tempo de esperar. / O amanhã se faz agora e é 7. Demos gló ria ao Pai onipotente, / ao seu Filho, Jesus,
preciso trabalhar, / sempre na certeza de quem vai nosso Senhor, / e ao Espírito que habita em nosso
encontrar. peito, / pelos séculos dos séculos. Amém!

Ó VEM, EMANUEL (Tom: E) ALEGRAI-VOS – 3º DOMINGO - (Gaudete) - (Tom: D)


D. R. L.: Missal Romano e Liturgia das Horas M.: Frei Telles
1. Ó vem, ó vem, Emanuel! / É s esperança de Israel! / Ramon, O. de M.
Promessa de libertaçã o, / vem nos trazer a salvaçã o! Alegrai-vos sempre no Senhor. / Eu repito: alegrai-
Dai glória a Deus, louvai, povo fiel, / virá em breve, o vos. / O Senhor está bem perto. / Alegrai-vos no
Emanuel. Senhor!
2. Ó Vem aqui nos animar, / as nossas vidas despertar, / 1. Quero ouvir o que o Senhor irá falar: / é a paz que ele
dispersas as sombras do temor, / vem pra teu povo, ó vai anunciar.
Salvador! 2. A paz para seu povo e seus amigos, / para os que
3. Ó vem, Rebento de Jessé, / e aos filhos teus renova a voltam ao Senhor seu coraçã o.
fé, / que possam o mal dominar / e sobre a morte 3. Está perto a salvaçã o dos que o temem, / e a gló ria
triunfar! habitará em nossa terra.
4. Vem, esperança das naçõ es, / habita em nossos 4. O Senhor nos dará tudo o que é bom, / e a nossa terra
coraçõ es, / toda discó rdia se desfaz. / Tu és, Senhor, o nos dará suas colheitas.
rei da paz! 5. A justiça andará à sua frente, /e a salvaçã o há de
seguir os passos seus.
COMO AQUELE EMPREGADO (Tom: A)
Ir. Maria Luiza Ricciardi, FSP e Emmanuel UMA VOZ FEZ-SE OUVIR (Tom: F)
1. Como aquele empregado / que vigia sem parar, / Ir. Miria T. Kolling, ICM
||:pois nã o sabe a hora certa / que o Senhor vai 1. Uma voz fez-se ouvir lá no deserto: / "Preparai os
retornar.:|| Como o guarda vigilante / esperando a caminhos do Senhor!". / Na alegria do céu assim tã o
madrugada / ||:e o viajante que anseia / pela hora da perto, / entoou toda a terra este clamor:
chegada.:|| Vem, Senhor, não tardeis mais, / és o anseio das
nações! / Vem curar os nossos "ais" / e expulsar as

3♫
opressões! / Pastor santo de Israel, / vem salvar teu Salve Maria, tu és a estrela virginal de Nazaré, és a
povo, vem! / Deus Bendito, Emanuel, / vem salvar teu mais bela entre as mulheres, cheia de graça, esposa
povo, vem! de José. (bis)
2. Vai cumprir-se do céu a profecia: / "Nosso Deus entre 1. O anjo Gabriel foi enviado à vilazinha de Nazaré para
nó s vem habitar!" / Reunido, e na paz da liturgia, / vem dar um recado lá do céu, à quela moça que casará com
o povo de Deus entã o cantar: José.
3. No horizonte já brilha nova vida, / luz sublime de um 2. Maria, ao ver o anjo, se espantou, e o anjo lhe disse:
novo amanhecer. / E, feliz, rumo à Terra Prometida, / nada temer, pois ela tem cartaz lá pelo céu, e o pró prio
eis o povo de Deus sempre a dizer: Deus um dia dela irá nascer.
4. Eis grilhõ es da injustiça já rompidos, / mil algemas 3. Maria acha difícil a mensagem, e o anjo afirma que
quebradas pelo amor, / mas na paz, o clamor dos Deus fará . E sua prima Isabel, embora velha, vai ter um
oprimidos / chega ao Céu neste brado de louvor. filho, que Joã o se chamará .
4. Maria fez-se escrava do Senhor e apresentou-se para
OUVE-SE NA TERRA (Tom: Bm) a missã o, de ser a Imaculada Mã e de Deus, contribuindo
José Raimundo Galvão para nossa salvaçã o.
Ouve-se na terra um grito, / do povo um grande
clamor: / “Senhor, abre os céus, / que as nuvens ABRE TUA PORTA (Tom: D)
chovam o Salvador!” José Acácio Santana
1. É um só canto de amor e esperança, / que a terra mã e, 1. Abre tua porta que alguém está batendo. Abre tua
germinando, contém: / A ti, Senhor, nó s clamamos: / porta que alguém está nascendo. É Jesus que vem a ti.
Vem, Senhor Jesus, vem! Porque não respondes. Porque tu te escondes
2. Mesmo se as guerras destroem a terra, / pondo em impedes Jesus de renascer. (bis)
perigo a paz e o bem, / que a nossa voz nã o se canse: / 2. Tira este manto que veste o velho homem. Tira da
Vem, Senhor Jesus, vem. vida ideais que te consomem. Abre a porta pra Jesus.
3. Vem reunir hoje as tuas Igrejas. / A tua prece 3. Quando acolheres idosos e crianças para cobri-los de
rezamos, também. / O nosso amor sempre espere: / paz e esperança, é Jesus que vem a ti.
Vem, Senhor Jesus, vem.
VIGILANTES NA ESPERANÇA (Tom: Bb)
É TEMPO DO MEU ADVENTO (Tom: Dm) José Acácio Santana
Pe. Luizinho Vigilantes na esperança, caminhamos com Maria! Eis
1. É tempo do meu advento, da vinda surpresa no meio o tempo favorável, advento do Senhor!
de vó s. Por isso conclamo profetas, que ao longo da 1. Os profetas predisseram o nascimento do Messias,
terra elevem sua voz. É tempo de um novo Isaías que com o passar das geraçõ es a profecia se cumpria. Graça
atento aos rumos da vida, indique um caminho novo e a plena alcançou quem na Palavra confiou, veio a nó s o
libertaçã o para todo o meu povo! Emanuel, nosso Deus libertador!
Isaías, Isaías! Anuncia o Messias e consola o povo 2. Joã o Batista foi à frente preparando o caminho,
meu. (bis) converteu os coraçõ es para acolher o Messias. Trouxe
2. Que eleve sua voz contra todos aqueles que levam graça e esperança, vida nova transformou, pois nasceu
uma vida maldosa. Que haja com grande energia, que para nó s, Jesus Cristo nosso guia!
implante a justiça e aos pobres console. Que anuncie 3. Na pequena Nazaré o anjo anunciou, que da virgem
uma nova esperança, e um Deus que é sempre presença. escolhida um menino nasceria. E no sim de Maria o
Que a todos os homens conteste, e no meio dos povos se Senhor lhe confiou, a missã o da fiel serva, ser a Mã e do
torne um profeta. Salvador.
3.Eu quero que todos os homens caminhem segundo os 4. Na espera do Senhor, vigilantes na oraçã o, com povo
critérios de Deus. Eu quero uma tal comunhã o, que eu peregrino buscando libertaçã o. Confiantes na promessa
possa chamá -los de filhos meus! Eu quero as crianças que o Pai nos revelou, a Palavra se fez carne e entre nó s
sorrindo sempre ao ver novo mundo surgindo. Eu quero habitou!
esperança maior para aqueles que lutam por um mundo
melhor. PREPAREMOS (Tom: F)
Vai, enche a terra de esperança, oh!... Pois junto a ti, junto José Acácio Santana
a ti sempre estou, oh!...Leva a tua fé e sê um sinal, 1. Preparemos os nossos caminhos: o Senhor está pra
oh!...Pois Emanuel, Emanuel já vai voltar, oh!...Crê no meu chegar. Alegria, nã o estamos sozinhos: o Senhor vem até
amor, ele é constante, oh!... Pois junto a ti, junto a ti nosso lar.
sempre estou, oh!... Vivemos na esperança de ver neste Natal o mundo
4. É tempo de ter mais justiça, nã o hipocrisia no meio de renovado, pois Deus a nós se dá.
vó s. De gente que goste de gente e espere contente o 2. Deus nã o envia até nó s “um presente”. Ele vem com
Messias voltar. É tempo de ter soluçã o para um mundo amor no Natal. Com a Igreja exultemos contentes:
que segue pro mal. Por isso você é escolhido e este povo Emanuel! Deus-Conosco! Natal!
sofrido será meu sinal. 3. A este mundo enfermo e cansado, vem Jesus com
amor visitar. Confiemos! Estando Ele ao lado, nosso
SALVE MARIA (Imaculada Conceiçã o) (Tom: Dm) mundo vai pronto sarar!
Pe. Jocy Rodrigues
EU VOS DIGO: ALEGRAI-VOS (Tom: D)
Frei Moacyr Cadenassi

♫4
Eu vos digo: alegrai-vos. Eu vos digo: alegrai-vos. A 2. Paz ao povo e aos fiéis e a todos os que voltam a Ele o
paz é fruto do amor. A paz é fruto do amor. Ó céus, coraçã o
vertei vosso orvalho, nuvens, chovei, jorrai o Senhor. 3. Regozijai-vos sempre no Senhor. Ainda uma vez vos
Aquele que, vem àquele que vem, procura o pobre em digo: regozijai-vos.
sua dor.
1. Mostrai-nos, Senhor, a tua misericó rdia, e dá -nos tua VIGIA ESPERANDO A AURORA (Tom: E)
salvaçã o. Santini e Jonas Abib
2. Paz ao povo e aos fiéis, e a todos os que voltam a Ele o Vigia esperando a aurora, qual noiva esperando o
coraçã o. amor, é assim que o servo espera a vinda do seu
3. Regozijai-vos sempre no Senhor. Ainda uma vez vos Senhor. (bis).
digo: regozijai-vos. 1. Ao longe um galo vai cantar seu canto. O sol no céu vai
estender seu manto, mas na muralha eu estarei
VEM SENHOR NOS SALVAR (Tom: G) desperto, que já vem perto o dia do Senhor.
José Weber 2. A minha voz vai acordar meu povo louvando a Deus
Vem Senhor, nos salvar; vem, sem demora, nos dar a que faz o mundo novo. Nã o vou ligar se a madrugada é
paz! (bis) fria, que um novo dia logo vai chegar.
1. O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que sã o 3. Se é noite escura acendo a minha tocha. Dentro do
oprimidos; Ele dá alimento aos famintos, é o Senhor peito o sol já desabrocha. Filho da luz nã o vou dormir
quem liberta os cativos. vigio. Ao mundo frio vou levar o amor.
2. O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz
erguer-se o caído; O Senhor ama aquele que é justo, é o O SERTÃO SECO (Tom Bm)
Senhor que protege o estrangeiro. Agostinha
3. Ele ampara a viú va e o ó rfã o, mas confunde os 1.O sertã o seco pela chuva a suspirar, dos oprimidos
caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre, ó geme o peito em oraçã o. Vem, ó Senhor, nos libertar,
Siã o, o teu Deus reinará ! nã o tardes mais, junta esse povo e realiza a promissã o.
Lá vem, lá vem, já se aproxima a redenção (bis)
PREPAREMOS OS CAMINHOS (Tom D) 2. A voz do anjo sussurrou nos teus ouvidos: “Ave Maria,
Lindberg Pires será s mãe da Salvaçã o”. Maria-Igreja, vai dizer aos
1. Preparemos os nossos caminhos, o Senhor está para oprimidos que a terra nova já se encontra em gestaçã o.
chegar. Alegria, nã o estamos sozinhos, o Senhor vem até 3. Das encurvadas as cabeças se levantam, dos
nosso lar. explorados unem-se as cansadas mã os. E os gemidos
Vivemos na esperança de ver, neste Natal, o mundo vã o virando um forte canto, o pobre unido é sinal de
renovado, pois Deus a nós se dá. Redençã o.
2. Deus nã o envia até nó s “um presente”. Ele vem com
amor no Natal. Com a Igreja exultemos contentes: A SALVAÇÃO DE NOSSO DEUS (Tom: F)
Emanuel! Deus conosco! Natal! Frei Fabretti
3. A este mundo enfermo e cansado vem Jesus com amor 1. A salvaçã o de nosso Deus já se aproxima de sua gló ria
visitar. Confiemos! Estando Ele ao lado, nosso mundo a nossa terra habitará. Verdade e amor na encruzilhada
vai pronto sarar! se encontram, paz e justiça um grande abraço vã o se
dar!
EXULTA FILHA DE SIÃO (Tom: F) Misericórdia o nosso Deus vai, vai nos mostrar. A
Ir. Miria Kolling salvação de nosso Deus vai, vai, vai chegar!
Exulta Filha de Sião, esquece agora a tua dor. :/Eis, a 2. De nossa terra brotará toda a verdade, quando do céu
tua salvação: vem a ti o teu Senhor.:/ (bis) sua justiça se inclinar. Pois o Senhor irá nos dar seus
1. Que alegria quando ouvi que me disseram: "vamos à benefícios, e a terra entã o seu grande fruto nos dará !
casa do Senhor!" E agora nossos pés já se detêm,
Jerusalém, em tuas portas. DE ALEGRIA REGOZIJO (Imaculada) (Tom: D)
2. Rogai que viva em paz Jerusalém, e em segurança os Frei Moacyr Cadenassi
que te amam! Que a paz habite dentro de teus muros, 1. De alegria regozijo no Senhor que me reveste com o
tranquilidade em teus palá cios. manto e os trajes de justiça e salvaçã o!
3. Para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor. Perante todas as nações brotarão a justiça e o louvor.
Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. Eis a ordem do Senhor: boas novas de salvação!
4. Por amor a meus irmã os e meus amigos, peço: "A paz 2. Com a Eterna Aliança, neste dia promulgada, em
está em ti!" Pelo amor que tenho à casa do Senhor, eu te Maria se revela pela sua Conceiçã o!
desejo todo bem. 3. E a Igreja, exultante, faz nascer um canto novo: é o
louvor que se propaga pela nova criaçã o!
EU DIGO ALEGRAI-VOS (Tom: C)
Armindo Trevisan e Ney Brasil DENTRO DA NOITE (Tom: C)
Eu vos digo: alegrai-vos. A paz é fruto do amor. Ó D. R
céus, vertei vosso orvalho, nuvens chovei, jorrai o Dentro da noite escura, da terra dura do povo meu,
Senhor. Aquele que vem, aquele que vem, procura o nasce uma luz radiante no peito errante já
pobre em sua dor. (bis) amanheceu.
1. Mostrai-nos, a tua misericó rdia e dá -nos a tua
salvaçã o

5♫
1. Mã os se entrelaçam na luta por pã o, repartindo a Uma voz que clamava no deserto falou: “Preparai os
terra da libertaçã o, regada com sangue, com prantos de caminhos do Senhor”. (bis)
dor. Silencio se quebra num grito de amor. Vem, vem, Jesus! Vem,vem, Jesus! Que nos ilumine a tua
2. Ninguém para as á guas que correm pro mar, nem luz! (bis)
mata a semente de um novo raiar, que brota do povo, 2. Duas velas acendemos neste momento. É a segunda
em corrente de uniã o, cultivando a terra da libertaçã o. vela da coroa do Advento. (bis)
3. Da terra seca já brota uma flor, afagando prantos e 3. Três velas acendemos neste momento. É a terceira
gritos de dor. Correntes se quebram, as cercas vela da coroa do Advento. (bis)
tombando uma nova era da histó ria brotando. 3. Quatro velas acendemos neste momento. É a quarta
vela da coroa do Advento. (bis)
O TEMPO SEM CUMPRIU (Tom: E)
Sílvio Lino UMA VELA NA COROA ACENDEMOS (Tom: A)
1. O tempo se cumpriu, Deus vem nos visitar. A Virgem D.R
disse sim, e o Verbo entre nó s vem morar! 1º. Dom. – Uma vela, na coroa, acendemos. Toda
Vem Senhor, Jesus amém! Vem sem demora, vem nos sombra se esvai com sua luz; vigilantes, o Senhor
salvar! Vem Senhor, Jesus amém! Vem Deus criança, esperemos: chegou o tempo do Advento de Jesus!
à terra habitar! Meus irmãos, penitência e oração! Arrumemos nossa
2. As trevas do passado, encheram-se de luz. Tristeza e casa com alegria! Logo a ela o Senhor vai chegar pelo
desencanto, nã o mais terã o lugar, vem Jesus! ventre Imaculado de Maria!
3. Ouçamos bem atentos, a voz que ecoou. Preparem os 2º. Dom. – Outra vela, na coroa, acendemos, penitentes,
caminhos, e o tempo se cumpriu, vem Senhor! nos caminhos do Senhor. Consolando os aflitos,
4. Bem pró ximo de vó s, está um grande dia. Bondade, busquemos novos céus e nova terra, com ardor!
amor e paz, na terra haverá mais justiça! 3º. Dom. – A terceira vela hoje acendemos e cantamos:
“Alegrai-vos no Senhor!” No deserto, uma voz
COROA DO ADVENTO escutemos: “Praticai a justiça e o amor!”
4º. Dom. – Acendemos hoje a ú ltima vela, pois tã o logo o
A LUZ VIRÁ (Tom: Bm) Emanuel já vai chegar. Com Maria, todos juntos, na
João Paulo Ramos Durães espera, “Deus conosco”, pro seu Reino implantar!
A luz virá , a luz virá / e resplandecerá o novo dia!
QUE COROA É ESSA (Tom: D)
ACENDAMOS LAMPARINA Agostinha
(Tom: C) Que coroa é essa? Pra que Rei será? É a coroa do
L.: Frei Telles, Pe. Eliomar Ribeiro e Rafael Ribeiro Messias, é pro Filho de Maria.
||:Acendamos a lamparina, / acendamos a lamparina. / 1ª. Vela: Vigiai, vigiai, vigiai, com lâ mpada acesa nas
Sentinela a vigiar: / logo o Senhor virá , / logo o Senhor mã os: Ele vem, Ele vem, Ele vem, nã o cochilem, nem
virá . / Deus-Conosco: luz a brilhar. / Deus-Conosco: luz durmam, irmã os!
a brilhar!:|| 2ª. Vela: Preparai, preparai, preparai, a estrada pro Rei
Solo recitativo: Eis que já se avista a salvaçã o que virá : Ele vem, Ele vem, Ele vem, e o caminho irá
chegando. / Vem aclarando nossa escuridã o o Senhor da clarear!
luz! 3ª. Vela: Alegrai, alegrai, alegrai, o Espírito vosso
alegrai: Ele vem, Ele vem, Ele vem, e na luz do Senhor
UMA VELA SE ACENDE (Tom: G) caminhai!
Pe. Sérgio Jeremias de Souza 4ª. Vela: Aclamai, aclamai, aclamai, a Virgem, Mã e há de
1º DOMINGO ser: Ele vem, Ele vem. Ele vem, de Maria a Luz vai
Uma vela se acende / no caminho a iluminar. / nascer! (bis)
Preparemos nossa casa: / é Jesus quem vai chegar.
||:No Advento a tua vinda nós queremos preparar. / CRISTO É A GRANDE LUZ (Tom B)
Vem, Senhor, que é teu Natal, vem nascer em nosso D.R
lar.:|| 1. Cristo é a grande Luz, que vem trazer para nó s a
2º DOMINGO esperança, sinal de amor e de vida abundante para toda
A segunda vela acesa / vem a vida clarear. / Rejeitemos, humanidade.
pois, as trevas: / é Jesus quem vai chegar. A vela acesa é luz que traz a esperança Sol que
3º DOMINGO ilumina, revelando a criação. Deus que liberta, Deus
Na terceira vela temos / a esperança a crepitar. / Nossa que salva a humanidade, presença viva de Jesus que é
fé se reanima: / é Jesus quem vai chegar. bondade. (bis)
4º DOMINGO *Ver também os refrãos meditativos antes dos cânticos de
Eis a luz da quarta vela: / um clarã o se faz brilhar. / Bate entrada.
forte o coraçã o: / é Jesus quem vai chegar. MOMENTO DAS PRECES

UMA VELA ACENDEMOS (Tom: G) LADAINHA DO ADVENTO (Tom: C)


D.R Miria kolling
1. Uma vela acendemos neste momento. É a primeira 1. Solista.: Ó Senhor /Todos.: Aleluia! / Solista.: Vem,
vela da coroa do Advento. (bis) Messias / Todos.: Maranatha!

♫6
2. Solista.: Ó Justiça... Todos.: Aleluia! / Solista.: Mora ||:Aleluia, aleluia!:||
entre nós... Todos.: Maranatha! ||:Eis a Serva do Senhor!:||
3. Solista.: Misericórdia... / Todos.: ||:Que em mim venha cumprir-se:||
Aleluia! /Solista.:Vive entre nós.../Todos.: Maranatha! ||:Tudo quanto me disseste!:||
4. Solista.: Nossa força... /Todos.: Aleluia! / Solista.: ||:Aleluia, aleluia!:||
Dentro de nós... Todos.: Maranatha!
5. Solista.: Liberdade... /Todos.: Aleluia! / Solista.: Salva ALELUIA! (Tom: G)
teu povo... Todos.: Maranatha! Lindberg Pires, SJ / Manuel S. de Cueto, SJ
6. Solista.: Nossa cura... /Todos.: Aleluia! / Solista.: Tira ||:Aleluia, aleluia, aleluia!:||
a dor... Todos.: Maranatha! Que as nuvens se abram e enviem / o orvalho
7. Solista.: Ó conforto... /Todos.: Aleluia! / Solista.: Dá reconfortador. / Que da terra brote já a flor, / que venha
esperança... Todos.: Maranatha! pra nó s o Salvador.
8. Solista.: Nossa alegria... /Todos.: Aleluia! / Solista.:
Nos preenche... Todos.: Maranatha! ALELUIA! Ó SENHOR (Tom: C)
9. Solista.: Sabedoria... /Todos.: Aleluia! / Solista.: Vem, Maria de Fátima Oliveira Folc. Música Religiosa
nos renova... Todos.: Maranatha! Aleluia! (12x)
10. Solista.: Nosso desejo... /Todos.: Aleluia!/ Solista.: 1. Ó Senhor, abre os ouvidos do teu povo aqui presente
Nosso anseio... Todos.: Maranatha! para ouvir a boa nova e guardá -la fielmente.
11. Solista.: Ó prometido.../Todos.: Aleluia!/ Solista.: 2. A palavra, qual semente, vai cair nos coraçõ es. Que
Nosso Messias. Todos.: Maranatha! sejamos boa terra, dando frutos: cem por um.
12. Solista.: Voz dos profetas... /Todos.: Aleluia!/
Solista.: Ó esperado. Todos.: Maranatha! ALELUIA, VEM SENHOR (Tom: C)
13. Solista.: Luz das nações./Todos.: Aleluia!/ Solista.: Sílvio Milanez
Luz nas trevas. Todos.: Maranatha! Aleluia, Aleluia, Aleluia!
14. Solista.: Ressuscitado. /Todos.: Aleluia!/ Solista.: 1. Vem, Senhor e nã o tardes, perdoa os pecados de teu
Senhor da glória. Todos.: Maranatha! povo. O Senhor é fiel em suas palavras, Santo em suas
15. Solista.: Ó desejado... /Todos.: Aleluia! / Solista.: Ó obras.
amado... Todos.: Maranatha!
16. Solista.: Entre nós... /Todos.: Aleluia! / Solista.: ALELUIA! ALELUIA! (Imaculada) (Tom: F)
Dentro de nós... Todos.: Maranatha! Ir. Miria Kolling
Aleluia! Aleluia! Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO Ave Maria, o Senhor é convosco: "Cheia de graça entre
todas as mulheres!"
ALELUIA! (Tom: Gm)
M.: Reginaldo Veloso PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS
1º DOMINGO – Anos A, B e C
||:Aleluia, aleluia!:|| POR TI VIRGEM PURA (Imaculada) (Tom: F)
||:Vem mostrar-nos, ó Senhor,:|| D.R
||:tua grande compaixã o,:|| 1. Por ti, Virgem pura, ó mãe do Senhor! Se ostenta a
||:dá -nos tua salvaçã o!:|| natura, em todo o esplendor. Flores da campina dizei a
||:Aleluia, aleluia!:|| Maria; amor, amor. Na morte e na vida, ó mã e querida
do meu Senhor, amor.
2º DOMINGO – Anos A, B e C A mãe Imaculada e mãe do Senhor, ofertamos hoje
||:Aleluia, aleluia!:|| nossa vida e labor. São ofertas singelas dessa nossa
||:Voz que clama no deserto:|| vida, ó mãe querida do meu senhor, amor. (bis)
||:preparai-lhe um caminho,:|| 2. Este pã o e vinho que apresentamos representam mãe,
||:uma estrada ao Senhor!:|| o amor de vossos filhos ao Criador que tanto amamos, ó
||:Aleluia, aleluia!:|| mã e querida do meu Senhor, amor.
3. Estas simples ofertas de grande penhor pra Jesus
3º DOMINGO – Anos A, B e C vosso filho e nosso Redentor. Caminho, vida e verdade
||:Aleluia, aleluia!:|| de nossos altares, ó mã e querida de nosso Senhor, amor.
||:O Espírito consagrou-me:||
||:e mandou-me anunciar:|| DESDE A MANHÃ (Tom: Dm)
||:boa-nova para os pobres!:|| Frei Fabretti
||:Aleluia, aleluia!:|| Desde a manhã preparo um oferenda. :E fico Senhor à
espera do teu sinal.: (bis)
4º DOMINGO – Ano A 1. Que poderei retribuir ao meu Senhor, por tudo o que
||:Aleluia, aleluia!:|| ele fez e faz em meu favor? (bis)
||:Uma virgem conceberá :|| 2. Elevo o cá lice da minha salvaçã o, clamando sem
||:e um filho nos dará :|| cessar o nome do senhor. (bis)
||:Deus conosco, Emanuel!:|| 3. Por isso oferto um sacrifício de louvor pois ele me
||:Aleluia, aleluia!:|| livrou da grande escravidã o. (bis)

4º DOMINGO – Anos B e C EM TI ESPERO SENHOR (Tom: E)

7♫
Armindo Trevisan e Ney Brasil 1. ||:Muito suspira por ti teu povo fiel, tua Israel, :|| ||:ó
Em ti espero senhor. És a luz do meu caminho. Na santo Messias! :||
minha angústia te busco, para não andar sozinho. 2. ||:Tua lembrança embalsama, dos que te amam, os
1. Mostrai-me, Senhor os teus caminhos. Ensina-me as tristes dias,:|| ||:ó santo Messias!:||
tuas veredas. 3. ||:A naçã o que te adorava, tornaram-na escrava,
2. Quero ouvir o que o Senhor disser, pois é a paz que encheram-na de dor,:|| ||:ó santo Messias!:||
Ele fala. 4. ||:Apressa-te em vir libertá -la, em vir salvá -la,:||
3. Paz ao povo e aos fiéis e a todos os que voltam a Ele o ||:bendito Senhor!:||
coraçã o. SENHOR, ACEITA (Tom: F)
José Acácio Santana
A FLOR ANUNCIADA (Imaculada ) (Tom: G) ||:Senhor, aceita nosso vinho e nosso pão. Que eles
Daniel de Angeles mereçam teu amor e salvação!:||
1. A flor anunciada nasceu-nos de Jessé! Nenhuma 1. Pai eterno, as oferendas do teu povo: sua vida
celebrada já foi como está o é! Brotou num só botão, colocada em tuas mã os! Que por elas venha ao mundo
que trouxe ao mundo inteiro a paz e a salvação. um tempo novo, onde todos sejam vistos como irmã os.
2. A Flor és tu, Maria, Mã e Santa de Jesus. A luz que ao 2. Tu será s o Bom Pastor à nossa frente, / dando rumo à
céu nos guia, a sempiterna luz. E a perenal mansã o, caminhada dos irmã os. / Que teu Reino seja
deleita-se aos encantos da rosa e do botã o. verdadeiramente / de justiça, de verdade e salvaçã o.
3. Jesus, da minha vida vó s sois a salvaçã o! E da alma
redimida, vó s sois o galardã o. Por vossa Mã e sem par, DO CÉU VAI DESCER (Tom: Am)
fazei que todos vamos ao céu vos contemplar. L.: João de Araújo / M.: Ir. Míria T. Kolling, ICM
1. Do céu vai descer o Cordeiro. / É dom, puro dom,
CONDUZIDOS (Tom: A) salvaçã o! / No altar do penhor verdadeiro, / também
Gílson Celerino vamos ser oblaçã o.
1. Conduzidos à verdade no caminho do deserto, a Eis, Senhor, a tua vinha: / frutos mil te traz, Senhor. /
certeza nos invade: o Senhor está bem perto! Mas teu povo que caminha, / mais que fruto, é dom de
Senhor, iluminai a vossa face sobre nós! Vinde, ó amor!
Divino Salvador! A vossa luz vencerá as nossas 2. Na terra já brota a esperança / e a graça de Deus vem
trevas! dizer / que o povo da Nova Aliança / também oferenda
2. Aridez e noite escura nos projetam ao nascente: o vai ser.
clamor da criatura é a vida refulgente! 3. Irmã os na fé viva, exultantes, / partilham o pã o
3. O silêncio suportado, à espera do Messias, é o tempo sempre mais. / E campos, jamais verdejantes, / também
maturado, como foi a Isaías. já se tornam trigais!

NO DESERTO (Tom: E) NASCEU EM BELÉM (Tom: E)


Gílson Celerino José Raimundo Galvão
1. No deserto o caminho se desdobra do profeta 1. As nossas mã os se abrem, / mesmo na luta e na dor, /
liberdade e decisã o, ao encontro do eterno paraíso: quã o e trazem pã o e vinho, para esperar o Senhor.
discreta e alegre seduçã o! Deus ama os pobres / e se fez pobre também, /
Vem, ó Amado dos meus dias, vem, exalar o teu desceu à terra/ e fez pousada em Belém.
perfume... Faze-me ouvir a tua voz, vem regar a 2. As nossas mã os se elevam, / para, num gesto de amor,
minha vinha! (bis) / retribuir a vida, / que vem das mã os do Senhor.
2. Foi preciso desvendar o Oriente, que reside muito 3. As nossas mã os se encontram / na mais fraterna
além do céu e mar... Só quem ama compreende a beleza uniã o. / Façamos deste mundo / a grande “Casa do Pã o”.
que se esconde no profundo de um olhar... 4. As nossas mã os sofridas / nem sempre têm o que
3. O reinado do Messias foi aberto no silêncio do mais dar, / mas vale a pró pria vida / de quem prossegue a
nobre contemplar; o amor que transbordou sereno e lutar.
forte, é a chave do mistério a pulsar!
PÃO E VINHO APRESENTAMOS (Tom: C)
A NOSSA OFERTA (Tom: C) M. de Fátima Oliveira e Pe. José Weber
L.: M. de Fátima e Frei Joel Postma, OFM Pão e vinho apresentamos com louvor e pedimos: o
A nossa oferta apresentamos no altar e te pedimos: teu Reino! Vem, Senhor! (bis)
vem, Senhor, nos libertar! 1. Pã o e vinho, repartidos entre irmã os, / sã o o laço da
1. A chuva molhou a terra, / o homem plantou um unidade do teu povo. / Nossas vidas sã o também
grã o, / a planta deu flor e frutos, / do trigo se fez o pã o. pequenos grã os, / que contigo vã o formar o homem
2. O homem plantou videiras, / cercou-as com seu novo.
carinho. / Da vinha brotou a uva, / da uva se fez o vinho. 2. Eis aqui a nossa luta, dia a dia, / pra ganhar com o
3. Os frutos da nossa terra / e as lutas dos filhos teus, / trabalho nosso pã o. / Mas tu és o alimento da alegria, /
serã o, pela tua graça, / pã o vivo que vem dos céus. que dos pobres fortalece o coraçã o.
4. Recebe, Pai, nossas vidas, / unidas ao pã o e vinho, / e 3. Vem, Senhor, vem caminhar à nossa frente, / vem
vem conduzir teu povo, / guiando-o no teu caminho. conosco toda a terra transformar. / E no mundo
libertado e transparente, / os irmã os à mesma mesa vã o
MUITO SUSPIRA (Tom: A) sentar.
Pe. Geraldo Leite Bastos CÂNTICOS DE COMUNHÃO

♫8
1. Foste amigo, antigamente, desta terra que amaste,
OUÇO UMA VOZ (Tom: Cm) deste povo que escolheste; sua sorte melhoraste,
M.: Reginaldo Veloso perdoaste seus pecados, tua raiva acalmaste.
2º DOMINGO – Ano A 2. Vem, de novo, restaurar-nos! Sempre irado estará s,
Ouço uma voz, lá no deserto a gritar: uma estrada indignado contra nó s? E a vida nã o dará s? Salvaçã o e
preparai para o Senhor! Endireitai os seus caminhos alegria, outra vez, nã o nos trará s?
pois ele vem e logo mais avistareis o Salvador! 3. Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar; paz
ao povo, a seus fiéis, a quem dele se achegar. Está perto
3º DOMINGO – Ano A a salvaçã o e a gló ria vai voltar.
Dizei, gritai aos corações desanimados: Não tenham
medo! Criem coragem, que Deus já vem! Deus de
vocês, ele vem vindo para julgar, divino prêmio
consigo traz, vem libertar.

3º DOMINGO – Ano B
Ide e contai o que ouvistes e quanto vistes: / os cegos
veem, os coxos andam, leprosos saram. / Os surdos
ouvem, quem morto estava já ressuscita. / Aos pobres
hoje se anuncia boa notícia!

1º e 2º DOMINGOS – Ano C
Jerusalém, povo de Deus, Igreja santa, / levanta e
vai, sobe as montanhas, ergue o olhar; / lá no
oriente desponta o sol da alegria, / que vem de Deus
aos filhos teus: eis o teu dia!

3º DOMINGO – Ano C
Ele virá com uma pá na sua mão, / ele virá para
limpar o seu terreiro! / Tudo o que é palha num fogo
eterno irá queimar, o trigo bom vai recolher no seu
celeiro!
1. Louva, Jerusalém, louva o Senhor teu Deus. Tuas
portas reforçou / e os teus abençoou, / te cumulou de
paz / e o pão do céu te traz.
2. Sua palavra envia, / corre veloz sua voz. / Da névoa
desce o véu / unindo a terra e o céu; / as nuvens se
desmancham, / o vento sopra e avança.
3. Ao povo revelou / palavras de amor. / A sua Lei nos
deu / e o mandamento seu; / com ninguém fez assim, /
amou até o fim.
4. A virgem, mã e será , / um filho à luz dará, / seu
nome, Emanuel; / conosco Deus, do céu; / o mal
desprezará , / o bem escolherá.
5. Ao Pai do céu louvemos / e ao que vem, cantemos; /
e ao Divino, entã o, / a nossa louvação! / Os três, que
sã o um Deus, / exalte o povo seu!

VIGIAI, EU VOS DIGO (Tom: Am)


M.: Reginaldo Veloso
1º DOMINGO – Anos A e B
Vigiai, vigiai, eu vos digo, não sabeis qual o dia ou a
hora. Vigiai, vigiai, eu repito: eis que vem o Senhor
em sua glória!

3º DOMINGO – Ano A
“Alegrai-vos, irmãos, no Senhor. Sem cessar, eu
repito, alegrai-vos”; veja o mundo a vossa bondade.
Perto está o Senhor, em verdade.

4º DOMINGO – Ano A
Das alturas orvalhem os céus e as nuvens, que
chovam justiça, que a terra se abra ao amor e
germine o Deus salvador.

9♫
CONVERTEI-NOS (Tom: A) José Acácio Santana
Versão e M.: Frei Fabreti, OFM O Senhor vem ao nosso encontro, o Senhor vem nos
1. Convertei-nos, Senhor Deus do mundo inteiro, sobre libertar! O Senhor vem ao nosso encontro.
nó s a vossa face iluminai! Se voltardes para nó s, 1. Todo espaço vazio do coraçã o / seja pleno de luz e de
seremos salvos, vó s, que sobre os anjos todos assentais. alegria. Todo ó dio transforme-se em perdã o, toda treva
Arrancastes do Egito esta videira, e expulsastes se torne luz do dia.
muita gente pra plantá-la; diante dela preparastes 2. Todo pranto em sorriso se transforme, / o convívio
terra boa. Vinde logo, Senhor, vinde depressa pra domine a solidã o. / Vida nova desperte o amor que
salvá-la! dorme, / pois Jesus vem trazer a salvaçã o.
2. Suas raízes se espalharam pela terra e os seus ramos 3. Cantem todos um hino de louvor / aclamando o
recobriram o sertã o; levantai-vos, vinde logo em nosso Menino de Belém. / Todo o povo receba o seu pastor / a
auxílio, libertai-nos pela vossa compaixã o. guiar nos caminhos para o bem.
3. Seus rebentos atingiram as montanhas, verdes mares,
longos rios e palmeiras: vinde logo, Senhor Deus do ABRE TUA PORTA (Tom: D)
universo, visitai a vossa vinha e protegei-a. José Acácio Santana
4. Vossa mã o foi quem plantou esta videira, vinde cuidar 1. Abre tua porta que alguém está batendo. Abre tua
deste rebento que firmastes e aqueles, que a cortarem porta que alguém está nascendo. É Jesus que vem a ti.
ou queimarem, vã o sofrer ante o furor de vossa face. ||:Por que não respondes? Por que tu te escondes, e
5. Até quando ficaremos esperando? Escutai a oraçã o do impedes Jesus de renascer?:||
vosso povo! Vinde livrar-nos e banir da nossa histó ria, 2. Tira este manto que veste o velho homem. Tira da
tanto pranto amargo e copioso. vida ideais que te consomem. Abre a porta pra Jesus.
6. Estendei a vossa mã o ao "protegido", que escolhestes 3. Quando acolheres idosos e crianças para cobri-los de
para vó s, o "filho do homem" e jamais vos deixaremos, paz e de esperança. É Jesus que vem a ti.
Senhor santo, dai-nos vida e louvaremos vosso nome.
VEM, Ó SENHOR (Tom: C)
AS COLINAS (Tom: F) Maria de Fátima Oliveira e Pe. José Weber
João de Araújo e Ir. Míria T. Kolling Vem, ó Senhor, com o teu povo caminhar! Teu corpo e
1. As colinas vã o ser abaixadas, os caminhos vã o ter sangue, vida e força vem nos dar! (bis)
mais fulgor. O Senhor quer as vidas ornadas para a festa 1. A Boa-Nova proclamai com alegria. Deus vem a nó s,
da vida e do amor. ele nos salva e nos recria. E o deserto vai florir e se
Vem, Senhor! Vem salvar teu povo, Deus Conosco, alegrar. ||:Da terra seca flores, frutos vã o brotar.:||
Emanuel! Neste pão, um mundo novo, quer teu povo, 2. Eis nosso Deus, e ele nos vem para salvar. / Com sua
Deus fiel! força vamos juntos caminhar / e construir um mundo
2. Vã o brotar em desertos mil fontes, que canteiros de novo e libertado / ||:do egoísmo da injustiça e do
paz vã o regar. Também vidas sem luz de horizontes, na pecado.:||
luz viva do céu vã o brilhar. 3. Uma voz clama no deserto com vigor: / “Preparai hoje
3. Nosso Deus vem plantar a justiça, / neste mundo de os caminhos do Senhor!” / Tirai do mundo a violência e
sonhos tã o vã os. / E banir para sempre a cobiça, / que ambiçã o / ||:que nã o vos deixam ver no outro vosso
destró i sempre a vida de irmã os. irmã o.:||
4. Nã o impérios de morte reinando, / só gerando 4. Distribuí os vossos bens com igualdade! / Fazei na
caminhos de dor. / O Senhor quer a vida ostentando / o terra germinar fraternidade! / O Deus da vida marchará
troféu sempre eterno do amor. com o seu povo, / ||:e os homens novos viverã o num
5. A chegada de Deus aguardando, / eis um povo em mundo novo.:||
caminhos de luz! / E com ele o Senhor caminhando /
para a casa do Pai o conduz. A VIRGEM CONCEBERÁ (Advento) (Tom: A)
Gílson Celerino
Ó VEM, SENHOR (Tom: Em) A Virgem conceberá e Ele será chamado, Emanuel:
Zé Vicente "Deus conosco".
Ó vem, Senhor, não tardes mais! / Vem saciar nossa 1. Os céus proclamam a gló ria do Senhor, e o
sede de paz! firmamento, a obra de suas mã os; o dia ao dia transmite
1. Ó vem, como chega a brisa do vento, / trazendo aos esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia.
pobres justiça e bom tempo! 2. Nã o sã o discursos nem frases ou palavras, tampouco
2. Ó vem, como chega a chuva no chã o / trazendo vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se
fartura de vida e de pã o! espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a
3. Ó vem, como chega a luz que faltou; / só tua Palavra sua voz.
nos salva Senhor! 3. Armou no alto uma tenda para o sol; ele desponta no
4. Ó vem, como chega a carta querida, / bendito carteiro céu e se levanta como um esposo do quarto de suas
do Reino da Vida! nú pcias, como um heró i exultante em seu caminho.
5. Ó vem, como chega o filho esperado; / caminha 4. De um extremo do céu põ e-se a correr e vai traçando
conosco, Jesus Bem amado! o seu rastro luminoso, até que possa chegar ao outro
6. Ó vem, como chega o Libertador; / das mã os do extremo, e nada pode fugir ao seu calor.
inimigo nos salva, Senhor!
AVE MARIA (Imaculada Conceiçã o) (Tom: Am)
O SENHOR VEM (Tom: F) Coral Palestrina

♫ 10
Ave Maria, cheia de graça, mãe do Senhor “Bendita és 8. O seu servo Israel, ele veio socorrer e de sua
tu entre as mulheres”, diz Isabel. Todas as gentes misericó rdia se lembrou, se lembrou. Oh, iá.
celebram hoje o teu louvor, Tu és na terra a Virgem 9. Como tinha prometido a Abraã o nossos pais, e a seus
Bela que encanta o céu! filhos para sempre. E a seus filhos para sempre. Oh, iá .
1. Louvai, é bom cantar, merece o nosso Deus! Jerusalém 10. Ao bondoso pai cantemos, a jesus nos confiemos no
renova/ e junta os filhos seus! Dos coraçõ es feridos, Espírito cantemos uns aos outros consolemos. Oh, iá.
quem cuida é Deus dos céus!
2. Sã o quantas as estrelas, quem é que vai saber? Quem MIN’ALMA EXULTA (4º D. Advento) (Tom: E)
sabe o nome delas? Só ele tem poder. Levanta os D. Marcos Barbosa e Pe. Ney Brasil
humilhados, os maus vai abater. Minha alma exulta em Deus meu salvador, meu
3. Cantai ao nosso Deus, ao som de violõ es! Com nuvens coração exalta o seu amor (bis).
cobre os céus, e desfaz os torrõ es! E faz brotar nos 1. Por sobre a humilde serva se inclinou, chamar-me-ã o
campos, as ervas e os feijõ es. bendita. Em mim o poderoso fez prodígios seu nome é
4. Fornece o alimento, à s aves e animais! Na força dos glorioso.
guerreiros, meu Deus nã o se compraz! Quem teme e 2. De pai a filho passa o seu amor, sobre os que a ele
nele espera lhe agrada um muito mais! temem. Desdobra a força imensa de seu braço dispersa
5. Ao Deus do céu louvemos e ao que vem, cantemos; e os orgulhosos.
ao Divino, entã o, a nossa louvaçã o! Os Três que sã o um 3. Derruba os poderosos de seus tronos e ergue do chã o
Deus, exalte o povo seu! os pobres. Sacia com seus bens os que tem fome deixa
sem nada os ricos.
CÂNTICO DE MARIA (4º D. Advento) (Tom: Dm) 4. Reergue a Israel seu servidor do seu amor lembrado.
D.R E da promessa feita a nossos pais, a Abraã o e a seus
A minha alma engrandece o Senhor, meu coração filhos.
muito se alegrou em Deus, meu Salvador, em Deus, 5. Ao Pai e ao Filho gló ria e ao Santo Espírito, agora e
meu Salvador! para sempre. Ao Deus que é que era e que vem, louvor
1. Ele voltou seu olhar para a pequenez de sua servidora eterno amém.
e todas as geraçõ es me proclamarã o feliz e ditosa! CÂNTICOS DE DESPEDIDA
2. Ele que é todo poder me fez grandes coisas, santo é
seu Nome! Sua bondade se estende de pais para filhos, MARIA DO SONHO (Tom: G)
sobre os que o temem! Maria do Carmo S. Ramos
3. Ele agiu com braço forte e os cheios de orgulho Ele 1. Maria do sonho de Deus, do sonho mais lindo que é
dispersou! Botou abaixo os potentes, humildes, seu, do sonho do povo em clamor: “que venha Jesus
pequenos, ele elevou! Salvador!”
4. Ele enricou os famintos e os ricos, sem nada, embora Sonho lindo, encantador, esperança, amor e fé. Sonha
mandou! Ele a seu povo acudiu, de sua promessa aos Deus libertador com Jesus de Nazaré.
pais se lembrou! 2. A graça do Pai em Maria, um anjo de Deus anuncia. Ao
5. Ele aliou-se a Abraã o e a seus descendentes, sem fim, mundo revela Jesus, o Espírito Santo a conduz.
também! Gló ria ao Pai por seu Filho, no Espírito Santo, 3. A terra que Deus preparou acolhe este amor que
pra sempre. Amém! chegou. Sinal que nos vem indicar / a casa onde Deus
quer morar.
O SENHOR FEZ (4º D. Advento) (Tom: Dm) 4. As coisas que tecem a vida, / mensagem alegre ou
D.R sofrida, / guardava em seu coraçã o, / Maria da
O Senhor fez por mim maravilhas, santo é o seu contemplaçã o.
nome, santo é seu nome. (bis) 5. As marcas de Deus procurado, / montanhas e vales
1. A minha alma glorifica dá louvores ao Senhor, e se cruzados / proclamam em seu grande louvor: / Deus
alegra em Deus, meu santo, Salvador meu Salvador. Oh, lembra a promessa de amor.
iá .
2. Ele olhou minha pobreza doravante vã o dizer, vã o COMO O SOL NASCE – 1 (Tom: Em)
dizer que sou feliz, feliz a serva do Senhor. Oh, iá. L.: A. Trevisan / M.: Reginaldo Veloso
3. Por que fez-me grandes coisas o Deus todo poderoso, Antífona: Como o sol nasce da aurora, de Maria
santo é seu grande nome, santo é seu grande nome, Oh, nascerá aquele que a terra seca em jardim
iá . converterá. Ó Belém, abre teus braços ao Pastor que
4. De geraçã o em geraçã o, vai sua misericó rdia sobre a ti virá!
aqueles que o respeitam, sobre aqueles que o respeitam. Emanuel, Deus-conosco, vem ao nosso mundo, vem!
Oh, iá . 1. Ouve, ó pastor do teu povo, vem do alto céu onde
5.O seu braço poderoso dispersou os orgulhosos, com está s! Emanuel, Deus-conosco, vem ao nosso mundo,
seus planos bem perversos, com seus planos bem vem!
perversos. Oh, iá . 2. Vem teu rebanho salvar, mostra o amor que lhe tens!
6.Derrubou os poderosos dos seus tronos os tirou, Emanuel, Deus-conosco, vem ao nosso mundo, vem!
exaltou os pobres do Senhor, os pobres exaltou. Oh, iá. 3. Salva e protege esta vinha, foi tua mã o que a plantou!
derruba os poderosos de seus tronos e eleva os Emanuel, Deus-conosco, vem ao nosso mundo, vem!
humildes.
7. Os famintos, saciou e da fome os livrou. Ele despediu COMO O SOL NASCE – 2 (Tom: F)
os ricos despediu de mã os vazias. Oh, iá . L.: A. Trevisan Pe. Ney Brasil Pereira

11 ♫
Como o sol nasce da aurora, de Maria nascerá aquele 1. O sertã o seco pela chuva a suspirar,/dos oprimidos
que a terra seca em jardim converterá. Ó Belém, abre geme o peito em oraçã o. Vem, ó Senhor, nos libertar,
teus braços ao Pastor que a ti virá! Emanuel, Deus- nã o tardes mais, junta esse povo e realiza a promissã o.
conosco, vem ao nosso mundo, vem! Lá vem, lá vem, já se aproxima a redenção (bis)
1. Ouve, ó pastor do teu povo, vem do alto céu onde 2. A voz do anjo sussurrou nos teus ouvidos: “Ave Maria,
está s! Vem teu rebanho salvar, mostra o amor que lhe será s mãe da Salvaçã o”. Maria-Igreja, vai dizer aos
tens! oprimidos que a terra nova já se encontra em gestaçã o.
2. Cultiva e protege esta vinha, / foi tua mã o que a 3. Das encurvadas as cabeças se levantam, dos
plantou! / Protege, confirma teu eleito, aquele que é explorados unem-se as cansadas mã os. E os gemidos
nosso Pastor! vã o virando um forte canto,/o pobre unido é sinal de
3. Liberta-nos, ó Deus, ó Salvador, / estende-nos as Redençã o.
mã os e seremos salvos! / Nunca mais de ti nos
afastaremos. / Dá -nos a vida e louvaremos o teu nome. PROFETAS ANUNCIARAM
Pe. Lauro Palu e Pe. R. Pelaquin
MARIA DO NATAL (Tom: D) Profetas anunciaram e Cristo se encarnou. O que era
Pe. Ney Brasil Pereira só mistério nascendo revelou.
1. Maria do Natal, Maria de Belém, bendito teu Menino, 1. Como o seio de Maria é fecundo e dá a luz. Toda a
bendita és tu também. Viemos contemplar a quem tu histó ria amadurece, frutifica em Jesus.
deste à luz. Na humilde manjedoura, o Filho teu, Jesus. 2. Cristo nasce no silencio e na paz do coaçã o. Nossa
Aceita o nosso afeto, a nossa gratidão por tudo que vida deve sempre revela-lo ao irmã o.
fizeste por nós, os teus irmãos. Natal, natal, Jesus,
Jesus, Maria a ele nos conduz. O POVO QUE ANDAVA NAS TREVAS
2. É s nossa Mã e, é certo, também és nossa irmã . / Tu és Pe. Natalino Martins Ribeiro
da nossa raça, da nossa estirpe vã. / Mas Deus de ti 1. O povo que andava nas trevas avistou uma grande
serviu-se, de ti quis precisar para o seu Filho amado por Luz. Brilhou para a humanidade a Luz do menino Jesus.
ti nos enviar. Irmãos, é natal do Senhor e Jesus está entre nós. A
3. Do tempo a plenitude, enfim quando chegou, / Palavra de Deus se fez carne, nosso Deus não se
nascido de mulher seu Filho o Pai mandou, / sujeito à lei esquece de nós.
e ao jugo pra nos remir da Lei, / para nos libertar, fazer 2. Acolhendo a luz que surgira todo o povo a ela tomou.
filhos de Rei. Como o reflexo da Luz radiante, da manifestaçã o do
4. Por ti, por ti Maria, Jesus de ti nasceu; / de ti, de ti Senhor.
Maria a Igreja o recebeu. / O teu silêncio humilde de 3. Vinde todos, cantai ao Senhor, é Natal, nasceu o
serva do Senhor / nos transmitiu o Verbo, a Palavra do Salvador. Alegremo-nos, pois, realizou, a promessa se
Amor. plenificou.
5. A vida estava nele, e a luz está também, / por ti Ele
nos veio e o viu quase ninguém. / Mas os que o A LUZ QUE É JESUS
receberam tornaram-se irmã os, / filhos no Filho amado, Pe. Ronoaldo Pelaquin
na graça e no perdã o. 1. O dia, quando nasce, vem mansinho, devagar, pois é
anunciado pelas cores da aurora, a mensageira do rei
VEM, SENHOR (Tom: C) sol, que vai chegar. A luz do sol que nasce lança raios
Pe. Geraldo Leite Bastos pelo ar, varando as nuvens brancas, como ovelhas no
||:Vem, vem, Senhor Jesus, vem; vem, vem, amado horizonte, saudando o mundo com um novo despertar.
Senhor!:|| Assim, Jesus é a luz do sol que já desponta, anunciada
1. Vem nos libertar, vem nos salvar, a injustiça é grande, por São João, o precursor. Assim Jesus é a salvação
o inimigo é forte, vem, vencedor da morte! tão esperada, é a alegria do encanto, da bondade e do
2. Corre, bem depressa, vem nos ajudar. O dia passou, a amor.
noite escurece, fica sempre com a gente. 2. João, o mensageiro, conhecia bem Jesus, sabia que era
filho de filho de Maria, a Mãe Maria. Mas, além disso, era
VIGIA ESPERANDO A AURORA (Tom: G) luz que ele via, a luz que ilumina quem, por meio dele,
Santini e Jonas Abib crer na força da verdade do seu santo evangelho,
Vigia esperando a aurora, qual noiva esperando o mensagem nova que ele veio nos trazer.
amor, é assim que o servo espera a vinda do seu
Senhor. (bis). MENINO JESUS
1. Ao longe um galo vai cantar seu canto. O sol no céu vai Gilvan Bispo dos Santos
estender seu manto, mas na muralha eu estarei desperto A noite brilhou uma luz: nasceu em Belém o menino
que já vem perto o dia do Senhor. Jesus.
2. A minha voz vai acordar meu povo louvando a Deus 1. tocam os sinos, liberta o povo, surgiu a esperança de
que faz o mundo novo. Nã o vou ligar se a madrugada é um mundo mais novo. Toda a terra se iluminou, que
fria, que um novo dia logo vai chegar. noite feliz, nasceu o Salvador.
3. Se é noite escura acendo a minha tocha. Dentro do 2. Foi Maria e foi José que deram exemplo de muita fé. O
peito o sol já desabrocha. Filho da luz nã o vou dormir natal já chegou, é tempo de paz, é tempo de amor.
vigio. Ao mundo frio vou levar o amor. 3. venha o pobre, venha o rico, venha o negro, venha o
branco. Todos juntos vamos dar as mã os, se Deus é
O SERTÃO SECO (Tom D) nosso Pai, somos todos irmã os.

♫ 12
BENDITO O DEUS DE ISRAEL O ADONAI (18 de Dezembro)
Pe. Ronoaldo Pelaquin Ó Adonai, guia da casa de Israel, que aparecestes a
1. Bendito o Deus de Israel, que seu povo visitou e Moisés na sarça ardente e lhe destes vossa lei sobre o
libertou e fez surgir um poderoso Salvador, na casa Sinai: Vinde salvar-nos com o braço poderoso!
Davi, seu servidor. Como falara pela boca de seus santos,
os profetas, desde os tempos mais antigos, para salvar- O RADIX (19 de Dezembro)
nos do poder dos inimigos e das mã os de todos que nos Ó Raiz de Jessé, ó estandarte, levantado em sinal para as
odeiam. nações! Ante vós se calarão os reis da terra, e as nações
Bendito, bendito, bendito, bendito seja o Senhor Deus implorarão misericórdia: Vinde salvar-nos! Libertai-nos
de Israel. sem demora!
2. Assim mostrou misericó rdia a nossos pais, recordado
a sua santa da Aliança, e o juramento a Abraã o, o nosso O CLAVIS (20 de Dezembro)
pai, de conceder-nos que libertos do inimigo, a ele nó s Ó Chave de Davi, Cetro da casa de Israel, que abris e
sirvamos sem temor em santidade e em justiça diante ninguém fecha, que fechais e ninguém abre: Vinde logo e
dele. libertai o homem prisioneiro, que nas trevas e na sombra
3. Enquanto perdurarem nossos dias, será s profeta, do da morte está sentado.
Altíssimo, ó menino irá s andando à frente do Senhor,
para aplainar, e preparar os seus caminhos anunciando O ORIENS (21 de Dezembro)
ao seu povo a salvaçã o, que está na remissã o dos seus Ó Sol nascente, justiceiro, resplendor da luz eterna: Vinde
pecados. e iluminai os que jazem entre as trevas e na sombra do
4. Pelo amor do coraçã o do nosso Deus, sol nascente que pecado e da morte estão sentados!
nos veio visitar, lá do alto como luz resplandecente a
iluminar a quantos jazem entre as trevas, na sombra da O REX (22 de Dezembro)
morte estã o sentados, no caminho da paz guiar nossos Ó Rei das nações, Desejado dos povos, Pedra angular, que
passos. os opostos unis: Vinde e salvai este homem tão frágil, que
ANTÍFONAS DO Ó um dia criastes do barro da terra.

O SAPIENTIA - (17 de Dezembro) O EMMANUE: (23 de Dezembro)


Ó Sabedoria, que saístes da boca do Altíssimo, e atingis os Ó Emanuel, Deus-conosco, nosso Rei Legislador,
confins de todo o universo e com força e suavidade Esperança das nações e dos povos Salvador: Vinde enfim
governais o mundo inteiro: Vinde ensinar-nos o caminho para salvar-nos, ó Senhor e nosso Deus.
da prudência!

13 ♫