Você está na página 1de 24

14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

CONSTRUÇÃO CIVIL IV
FRENTE ORÇAMENTOS 1

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

ORÇAMENTO QUANTITATIVO

1
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

ELEMENTOS NECESSÁRIOS À ELABORAÇÃO DO


ORÇAMENTO

Para se elaborar um orçamento, que seja efetivamente viável, do


ponto de vista técnico, é necessário levantar e conhecer com
profundidade o consumo de materiais em cada um dos serviços as
serem realizados, a quantidade de mão de obra, a incidência das
leis trabalhistas sobre o custo total da mão-de-obra, os custos
financeiro decorrentes, custos administrativos, a carga tributária,
etc.

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

ELEMENTOS NECESSÁRIOS À ELABORAÇÃO DO


ORÇAMENTO

Os elementos necessários são chamados de Especificações


Técnicas, as quais contemplam as informações relativas ao
empreendimento que se pretende desenvolver, procurando fazer
com que o vai ser previsto em termos de custos fique o mais
próximo da realidade.

2
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

ELEMENTOS NECESSÁRIOS À ELABORAÇÃO DO


ORÇAMENTO

As Especificações Técnicas são formadas pelos seguintes


elementos:
a. Projeto Arquitetônico;
b. Projetos Complementares
estrutural;
elétrico;
hidro-sanitário;
telefônico;
prevenção contra incêndios;
c. Memorial descritivo.

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

É o documento onde são registradas todas as operações de


cálculos e discriminados todos os serviços que serão executados
na obra.
As planilhas podem ser de vários modelos, dependendo do tipo de
obra e/ou contrato firmado entre o construtor e o cliente.
As planilhas registram as quantidades de cada serviço e seus
custos.

3
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Em uma planilha devem constar, no mínimo, as seguintes


informações:

a. No cabeçalho (inicio)
logotipo da construtora;
identificação da obra;
área construída;
local, juntamente com as especificações técnicas;
cliente.

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Em uma planilha devem constar, no mínimo, as seguintes


informações:

b. No encerramento
custo final;
data;
assinatura do autor do orçamento;
nome do responsável técnico (autor)
número do CREA/UF).

4
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Projeto

Item Atividades/Serviços Unid Quant Unitário Parcial Global

. .
. . . . . .
. . . . . .
. . . .
7 REVESTIMENTO INTERNO
7.1 Chapisco m2 200,0 3,00 600,00
. . . . . .
. . . . . .
. . . . . .
7.4 azulejos m2 40,0 18,00 720,00 1.320,00

Especificações Tabelas de composição


de custos/preços
TCPO - Pini
* Papel A4 Paisagem

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
1. SERVIÇOS PRELIMINARES
Projetos;
Taxas (prefeitura, CREA)
Sondagem;

5
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
2. SERVIÇOS INICIAIS
Limpeza;
Terraplenagem (movimento de terra);
Barracos;
Tapume;
Locação da obra;

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
3. INFRAESTRUTURA
Escavação e reaterro;
Estacas;
Embasamento;
Baldrame;
Impermeabilização;

6
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
4. SUPRAESTRUTURA
Formas;
Armaduras;
Concreto;

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
5. ALVENARIA DE VEDAÇÃO
Paredes externas;
Paredes Internas;
Encunhamento;
Vergas e contra-vergas;

7
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
6. COBERTURA
Madeiramento;
Telhas;
Calhas;

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
7. REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS
Chapisco teto;
Chapisco parede;
Emboço teto;
Emboço parede interna;
Emboço parede externa;
Cerâmicas;
Forros;

8
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
8. INSTALAÇOES ELÉTRICAS

9. INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
10. ESQUADRIAS
Metálicas;
Madeira;

9
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
11. REVESTIMENTO DOS PISOS
Reaterro;
Apiloamento;
Lastro;
Impermeabilização;
Contrapiso;
Cerâmicas;
Madeira;
Carpetes;

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
12. REVESTIMENTO DE FORROS
Gesso;
Madeira;
PVC;

10
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
13. APARELHOS SANITÁRIOS E ACESSÓRIOS

14. VIDROS

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

RELAÇÃO DAS ATIVIDADES E SERVIÇOS


CONTANTES DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
15. PINTURA
Reboco – chapisco e emassamento;
Pintura Acrílica – externa;
Pintura PVA – interna;

16. SERVIÇOS COMPLEMENTARES


Limpeza de terreno.

11
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO QUANTITATIVO
Essa etapa da elaboração do orçamento se resume a levantar, de
forma técnica, as quantidades de serviços informados nas
especificações (projetos e memoriais) e estimar os serviços que
não foram devidamente especificados, mas que são essenciais e
necessários à obra.

E QUAL A TÉCNICA UTILIZADA PARA LEVANTAMENTO DE


SERVIÇOS?

CPU – COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS?

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO QUANTITATIVO
Como fazer?

1) Para estabelecer um quantitativo criterioso, você deve ter em mãos todos os


projetos que envolvem aquela obra, desde o arquitetônico até o projeto do sistema
preventivo de incêndio;
2) Separe os serviços conforme suas especificações técnicas. Você deve separar piso
cerâmico de piso vinílico, selador de pintura e projeto estrutural e seus serviços de
projeto elétrico. Cada um desses itens é único e específico e terá um impacto
diferente no orçamento do projeto
3) Não esqueça, tudo que você quantificar gerará um custo (preço). Então, a unidade
que for usada (m2, unidade, m3, Kg) deve estar diretamente relacionada ao que se
pratica no mercado

12
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO QUANTITATIVO
Como fazer?

4) Não esqueça da memória de cálculo! Está aqui uma dica importantíssima. Cada
cálculo que você fizer para determinar um quantitativo deve constar na memória de
cálculo. Isso permite a conferência posterior, alteração com simplicidade, facilidade
para ajustes e transparência no processo;
5) Para facilitar, crie uma planilha ou formulário específico com essa finalidade,
padronizando o levantamento de quantidades dos seus projetos

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


Montagem do custo de cada serviço da obra por uma
unidade básica.

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?


• Qual o custo para executar 1,0m³ de concreto?
• Qual o custo para executar 1,0m² de pintura?

Levantamento de:

- Insumos materiais
- Insumos de mão de obra
- Equipamentos necessários Por unidade
- Encargos sociais/Leis trabalhistas trabalhada:
m², m³, h,...

13
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS

Baseia-se na decomposição do ‘produto’ em conjuntos


ou partes, NORMALMENTE ORGANIZADAS EM
SEQUÊNCIA CRONOLÓGICA DE EXECUÇÃO

27

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS

Requer conhecer ou determinar-se o consumo de recursos:

• Tempo da tarefa, conforme sua unidade de medição específica, ou


seja, a PRODUTIVIDADE da mão de obra envolvida.
• Consumo de materiais, ou seja, quantidades específicas para
produção da tarefa, de acordo com sua unidade específica -
COEFICIENTE DE CONSUMO

28

14
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS

Requer conhecer ou determinar-se o consumo de recursos:

• Coeficientes de ‘perda’ pelo uso/manuseio de insumos


• Requer ainda conhecer questões relativas a preço de insumos
– obtidos através de cotações, e questões relativas a LEIS
SOCIAIS (LS) que incidem sobre o s recursos de mão de obra.

29

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

Informações históricas

Analogia com situações parecidas

Decomposição e síntese

Simulação

Avaliação de especialistas

15
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

Determinar a composição necessária para a construção de 1m² de


alvenaria, com bloco cerâmico 9 x 19 x 19 cm, alvenaria de meia vez,
com juntas de 10 mm com argamassa mista de cimento, cal e areia, traço
1:3:7.

1,0

1,0

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

QUANTOS BLOCOS SÃO NECESSÁRIOS?

1,0 0,20
Bloco:
0,20x0,20 = 0,04m²
0,20 1m² \ 0,04m² = 25 blocos
1,0
PERDAS?
25 blocos x 1,05 = 26,25 blocos

16
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

0,19m 0,01m QUANTO DE ARGAMASSA É NECESSÁRIO?


0,20m

(0,20x0,01x0,09) + (0,19x0,01x0,09) =
0,19m

0,000351 m³/bloco

Sendo 25 blocos:

Total de argamassa = 0,000351x25 = 0,008775 m³


0,01m

0,20m
Com perdas = 0,008775x1,20 = 0,01053 m³

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

QUANTO DE ARGAMASSA É NECESSÁRIO?

Com perdas = 0,008775x1,20 = 0,01053 m³

TRAÇO 1:3:7
Cimento?
Cal?
Areia?

17
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

QUANTO DE MÃO DE OBRA É NECESSÁRIO?

Como obter essa informação?

DADOS DE PRODUTIVIDADE

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria? 1m² de


alvenaria!
DEPOIS DE TODOS OS ÍNDICES LEVANTADOS IR ATRÁS DO PREÇO DOS INSUMOS

INSUMO UNIDADE ÍNDICE PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL


Bloco und 26,25 0,34 8,925
cerâmico
Argamassa m³ 0,01053 453,33 4,773
Servente hr 1,15 8,30 9,545
Pedreiro hr 1,00 17,30 17,30
TOTAL m² 40,543

18
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• Qual o custo de 1,0m² de alvenaria?

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

• E para cada atividade temos que encontrar os índices?

19
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

TCPO - Tabela de Composições e Preços para


Orçamentos é a principal referência de engenharia
de custos do Brasil. Vendida pela editora PINI.

ATENÇÃO !!!!! TCPO NÃO FORNECE PREÇO

Mas a TCPO Web – Vende o serviço utilizando a


tabela de composições e preços atualizados para
algumas regiões do Brasil.

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS


COMO SÃO MONTADAS?

Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e


Índices da Construção Civil, que
estabelece regras e critérios para
elaboração do orçamento de referência de
obras e serviços de engenharia,
contratados e executados com recursos
dos orçamentos da União, para obtenção
de referência de custo.

Para permitir a utilização dessas


referências, a Caixa disponibiliza em sua
página os preços e custos do SINAPI.
Com tabelas sempre atualizadas, eles
podem ser consultados e utilizados como
referência na elaboração de orçamentos.

20
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

AGORA SIM PODEMOS IR AO LEVANTAMENTO


QUANTITATIVO

LEVANTAMOS DE SERVIÇOS!
NÃO LEVANTAMOS INSUMOS!

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO QUANTITATIVO Projeto

As quantidades devem serItemtransferidas paraUnid


Atividades/Serviços a coluna
Quant 4 daParcial
Unitário planilha,
Global

adotando-se as unidades .correspondentes


. a. cada .
tipo. de serviço
.
. .
da coluna 3. . . .
.
.
.
.
.
.
.
7 REVESTIMENTO INTERNO
7.1 Chapisco m2 200,0 3,00 600,00
. . . . . .
. . . . . .
. . . . . .
7.4 azulejos m2 40,0 18,00 720,00 1.320,00

Especificações Tabelas de composição


de custos/preços
TCPO - Pini
* Papel A4 Paisagem

21
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO QUANTITATIVO
As unidades mais comuns para os serviços usuais são:

Metro – m : Estacas; calhas; tubos; rodapés.


Metro quadrado – m2: Alvenaria; formas; revestimento.
Metro cúbico – m3 : Concreto; argamassa, reaterro.
Kilograma – kg : Cimento, armadura.
Milheiro – mil :Tijolos, telhas.
Unidades – ud : Portas, caixas, pontos de luz, pontos de esgoto.
Verba – vb : Instalações, projetos.

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO DOS PREÇOS


O levantamento dos preços ou cotação dos preços deve ser feito
preferencialmente junto ao fornecedor do material, equipamento
ou serviço no local onde a obra será edificada.

No caso da não existência de determinado insumo na localidade


da obra, fazer a cotação junto ao fornecedor mais próximo, tendo
de levar em consideração o frete para transporte.

Em último caso pode-se recorrer as revistas especializadas ou


publicações técnicas de cotação de preços na construção civil.

22
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO DOS PREÇOS


Recomenda-se então, recorrer a uma planilha de cotação de
preços para garantir um histórico sobre o trabalho realizado. A
planilha de cotação de preços deve conter, no mínimo, as
seguintes informações:

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO DOS PREÇOS


a. Data da cotação;
b. Nome dos fornecedores;
c. Itens a serem pesquisados;
d. Unidades dos itens pesquisados;
e. Valor de cada item;
f. Condições de pagamento;
g. Dados do fornecedor e comprovantes.

23
14/08/2019

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

LEVANTAMENTO DOS PREÇOS


TOMADA DE PREÇOS DATA ___/___/___

FORNECEDOR
ITENS UNID
A B C
Areia média m3
Tijolos 4 furos mil
Ciment o (50 kg) sc
Cal virgem 20 kg sc
Ripas pinho 1x2” IIB m

OBSERVAÇÕES: TELEFONE
VALIDADE __/__/___ CONTATO
COND. PAGTO

PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS

OBRIGADA!
anapcapraro@gmail.com
barbaratvb.ufpr@gmail.com

48

24