Você está na página 1de 22

DESENHO TÉCNICO

Profa. Dra. Giselly Barros Rodrigues

Instituto Federal de São Paulo


São Paulo | 2019
ATIVIDADE 01 (15 minutos)

1. O que é desenho técnico?


2. Quais as diferenças entre o desenho
técnico e o desenho artístico?
3. O que são vistas ortogonais?
4. Quais são os desenhos básicos que
compõe um projeto de arquitetura, a
partir das projeções ortogonais?
5. O que é carimbo e o que deve conter
no carimbo?
6. Porque as margens são maiores na
lateral esquerda?
DESENHO TÉCNICO

• O desenho técnico é um ramo especializado do


desenho, caracterizado pela sua normatização e pela
apropriação que faz das regras da geometria
descritiva.

• O desenho técnico, é a ferramenta mais importante


num projeto, por ser o meio de comunicação entre
quem projeta e quem fabrica.

• No desenho técnico constam todas as informações


referentes ao projeto.
DESENHO TÉCNICO

O desenho técnico deve transmitir com exatidão


todas as características do objeto que representa.

Para conseguir isso, o desenhista deve seguir regras


estabelecidas previamente, chamadas de normas
técnicas. Assim, todos os elementos do desenho
técnico obedecem a normas técnicas, ou seja, são
normalizados.

Cada área ocupacional tem seu próprio desenho


técnico, de acordo com normas específicas.
VISTAS ORTOGONAIS
Os elementos do desenho arquitetônico são vistas ortográficas
formadas a partir de projeções ortogonais, ou seja, sistemas em
que as linhas projetantes são paralelas entre si e perpendiculares
ao plano projetante. Se forem consideradas as linhas projetantes
como raios visuais do observador, seria como se o observador
estivesse no infinito – assim os raios visuais seriam paralelos entre
si.
VISTAS ORTOGONAIS

Os desenhos básicos que compõem um projeto de arquitetura, a


partir de projeções ortogonais, são:

 Plantas baixas

 Cortes

 Elevações ou fachadas

 Planta de cobertura

 Planta de localização

 Planta de situação
O escalímetro é um instrumento de desenho técnico utilizado
para desenhar objetos em escala ou facilitar a leitura das
medidas de desenhos representados em escala.

O escalímetro convencional utilizado na arquitetura é aquele


que possui as seguintes escalas 1:20; 1:25; 1:50; 1:75; 1:100;
1:125.

Cada unidade marcada nas escalas do escalímetro


correspondem a um metro. Isto significa que aquela dada
medida corresponde ao tamanho de um metro na escala
adotada.
CALIGRAFIA TÉCNICA

Assim como o resto do desenho técnico, as letras e


algarismos também seguem uma forma definida por
Norma (NBR 8402).

IMPORTANTE: LEGIBILIDADE E UNIFORMIDADE!!!

Tamanho dos textos


Textos Pequenos – Altura 1.5 / 2.0 mm – Lapiseira 0.5 HB
Textos Médios – Altura 3.0 / 3.5 mm – Lapiseira 0.5HB ou 0.7 HB ou B
Textos Grandes – Altura 4.5 / 5.0 mm – Lapiseira 0.9 HB ou B
CALIGRAFIA TÉCNICA
CALIGRAFIA TÉCNICA
PADRÃO DE FOLHAS

Usualmente são utilizados papéis especiais de


dimensionamentos normalizados para a confecção do
desenho, dentre eles os mais usados são os da séries A
que tem suas medidas em milímetros.

DIMENSÕES DAS FOLHAS


FOLHA LARGURA (mm) ALTURA (mm)
A0 841 1189
A1 594 841
A2 420 594
A3 297 420
A4 210 297
PADRÃO DE FOLHAS

Grade de dimensão das folhas de desenho técnico


MARGENS

Segundo as normas em vigor, cada tamanho de folha


possui determinadas dimensões para suas margens.

FORMATO ESQUERDA (mm) OUTRAS (mm)


A0 25 10
A1 25 10
A2 25 7
A3 25 7
A4 25 7

NORMAS A CONSULTAR
NBR 10068/87 – FOLHAS DE DESENHO “LAYOUT” E DIMENSÕES
NBR 10582 – CONTEÚDO DA FOLHA PARA DESENHO TÉCNICO
NBR 13142 – DOBRAMENTO DE CÓPIA
MARGENS

margens