Você está na página 1de 80

Abdul Alhazred

O
Necronomicon

De acordo com os registros de


Gregor A. Gregorius

The Goetia
ou
A chave menor Salomonis editou e forneceu um

posfácio
de Friedrich Meyer

PUBLICAÇÃO DE RICHARD SCHIKOWSKI BERLIN

Os manuais mágicos
Todos os direitos reservados, impressão e qualquer reprodução, mesmo em parte, somente com a permissão
do editor Copyright 1980 por Richard Schikowski Verlag montagem + Satz martin Schmidt, Berlim Impressão:
Colordruck G. Baucke, Berlim

Digitalizado por Detlef Q


ABDUL ALHAZRED O NECRONOMICON
APÓS OS REGISTROS
POR GREGOR A.
GREGORIUS

Pazuzu
prefácio
“Provavelmente nunca houve um tempo em que nenhum
grupo ou comunidade de culto tenha mantido um
conhecimento secreto. No Necronomicon, há dicas sobre a
existência de tal culto entre as pessoas - uma comunidade
que às vezes ajuda um espírito que veio da Grande Raça
através dos milhões de anos ".

HP Lovecraft

O caminho que esses manuscritos seguem quase nunca deve ser descrito com precisão; não são os livros
dos mágicos que são guardados por eles como suas próprias vidas? Às vezes, porém, eles aparecem e,
quando entram na luz do público, parecem ter chegado na hora certa. Ninguém ainda foi capaz de
descobrir se Lovecraft já teve uma cópia deste trabalho ou onde ele poderia vê-lo, mas a unidade do mito
com o qual ele trabalhou parece sugerir isso. Quando descobrimos alguns livretos com anotações
manuscritas entre os roteiros do mágico Gregor A. Gregorius que haviam sido esquecidos por algum
motivo desconhecido e pareciam representar um sistema que se desviava de seus escritos publicados
anteriormente, ainda não era previsível que eles se tornassem parte do 'Necronomicon'. Algumas das
páginas foram criptografadas e fomos forçados a procurar primeiro um código que poderíamos usar para
transferi-las. Finalmente, o trabalho estava à nossa frente na forma impressa aqui e, verificando o que foi
descrito aqui com os escritos de Lovecraft, conseguimos ver os paralelos claramente. Algumas tentativas
com os rituais dados fizeram o resto. Portanto, podemos estar bastante certos de que, pela primeira vez
em alemão, poderemos apresentar ao leitor uma grande parte do roteiro "proibido" do árabe "insano" Abdul
Alhazred. Como algumas das partes mencionadas e citadas em Lovecraft estão faltando aqui, devemos
assumir que Gregorius também não possuía todo o trabalho, assim como ele evitou divulgá-lo durante sua
vida; talvez o significado não tivesse ficado claro para ele, ou ele pensava que teria sido muito perigoso
publicar um documento assim na época; é difícil para nós imaginar seus pensamentos. No entanto,
acreditamos que o conhecimento das ciências paranormais aumentou tanto nas últimas décadas que
podemos arriscar com segurança oferecer esse trabalho ao público interessado. É claro que a maior parte
da mágica discutida aqui é chamada magia da lua, e é melhor neutralizar uma mágica baseada na magia
do sol no caso de incidentes desagradáveis. O "Pai Nosso" se provou muito bem aqui, e é recomendado a
todo cristão nessa ocasião.
Índice
A Testemunha dos Árabes Insanos, Parte Um Dos Zonei e Suas
Qualidades O Livro de Entrada e Caminhada A Invocação dos
Portões A Invocação do Deus do Fogo A Invocação do Guardião
A Escritura Maqlu O Livro de Chamada O Livro dos Cinqüenta
Nomes O Magan - Escritura O roteiro de Urilia

O testemunho do árabe insano, parte dois - bibliografia curta

Para pronunciar os feitiços:


Como não se sabe ao certo como se pronunciavam sumérios, acadianos etc., apenas alguns indicadores
podem ser dados. Vogais:

uma longo, como em 'Bahn' e:


como em 'honesto' i:
longo, como em, nunca ':
como na palavra em inglês, boat 'u:
como em 'bom',

Consoantes:
Como nas línguas européias,
x: como o ch, oh ch:
também q:
corresponde ao kk:
igualmente
sch: mais retroflex, como o inglês, sh 'ss:
um assobio, s'z:
um som duro, como 'ts', mas juntos ch:
um som c:
também.

Toda letra é falada, não há sons como o alemão 'au'. Então 'ia', 'ai' e 'ie' são falados separadamente, e
as vogais fluem juntas apenas quando a recitação é muito rápida.

Ao pronunciar, você deve primeiro prestar atenção à precisão e depois gradualmente ficar mais rápido;
em qualquer caso, é aconselhável praticar por um período mais longo antes de iniciar a prática.
O TESTEMUNHO DA LOUCURA ARABER A PRIMEIRA
PARTE 11

Este é o testemunho de tudo o que vi e aprendi naqueles anos em que tive os Três Selos da MASSCHU.
Eu vi mil e uma lua, e certamente isso é suficiente para o tempo de uma vida humana, embora se diga que
os profetas viveram muito mais tempo. Estou fraco e doente e carrego profunda fadiga e exaustão comigo,
e um suspiro repousa no meu peito como uma lanterna escura. Eu sou velho.

Os lobos carregam meu nome com eles no uivo da meia-noite, e aquela voz calma e rastejante me
chama de longe. E uma voz muito mais próxima quer rugir em meu ouvido com inquietação profana. O
fardo da minha alma decidirá seu local de descanso final. Antes disso, no entanto, tenho que colocar
tudo o que posso sobre aqueles horrores que circulam do lado de fora e que estão esperando na porta
de todo ser humano, porque esse é um antigo segredo que foi transmitido desde tempos imemoriais,
mas de todos Exceto por alguns, a única coisa que foi esquecida: os admiradores dos antigos (que seus
nomes sejam riscados!).

E se eu não terminar esta tarefa, pegue o que está aqui e compreenda o resto, porque o tempo é curto e
a raça humana não conhece os males, nem entende aqueles que o esperam de todos os lados, de todos
os abertos. Portão, de todo muro de proteção quebrado, de todo acólito irracional nos altares da loucura.

Porque este é o Livro dos Mortos, o Livro da Terra Negra, que escrevi em perigo, assim como o recebi
nos níveis dos IgIGI, os espíritos cruéis e celestiais que estão além dos andarilhos do deserto.

Todos que leem este livro devem ser avisados. Essa antiga raça de deuses e demônios de um tempo
além do tempo vê e observa o lugar onde as pessoas vivem, e eles buscam vingança pela batalha
esquecida que ocorreu em algum lugar do cosmos e que dividiu os mundos nos dias anteriores à criação
do homem quando os deuses mais velhos passaram pelas salas, a raça de MARDUK, como era
conhecido pelos caldeus, e os ENKI, nosso mestre, o mestre dos mágicos.

Então saiba que eu andei por todas as zonas dos deuses, bem como pelos lugares dos Azonei, e desci
aos lugares nefastos da morte e sede eterna que podem ser alcançados através do portão de GANZIR
que foi construído em UR no Dias antes da Babilônia.

Saiba também que falei com todos os tipos de espíritos e demônios, cujos nomes não são mais conhecidos
ou sequer conhecidos pelas pessoas. E os selos de alguns deles são depositados aqui; mas tenho que
levar outras pessoas comigo quando te deixar. ANU tenha piedade da minha alma!

Eu vi os países desconhecidos que nunca estiveram em nenhum mapa. Eu vivi nos desertos e desertos,
conversei com demônios e almas de pessoas abatidas e com mulheres que morreram no parto, vítimas
do diabo de LAMMASCHTA. Viajei pelos mares em busca do Palácio do Mestre, e encontrei os
monumentos de pedra das civilizações conquistadas e decifrei alguns deles, enquanto outros
permanecem um mistério para todos os que estão vivos. E essas civilizações foram destruídas por causa
do conhecimento
contido neste livro.
Viajei entre as estrelas e tremi diante dos deuses. Mais recentemente, descobri a fórmula através da
qual eu podia atravessar o portão ARZIR e entrar nas áreas proibidas do nefasto IGIGI. Liguei para os
demônios e os mortos.

Convoquei os espíritos dos meus antepassados ​para uma aparência real e visível no topo dos templos
construídos para alcançar as estrelas construídas para tocar as cavernas mais profundas do HADES. Lutei
em vão com o mágico preto AZAG-THOTH e fugi para a terra chamando INANNA e seu irmão MARDUK,
os senhores do machado de duas cabeças.

Convoquei exércitos contra os países do Oriente, convocando as hordas de demônios que fiz da minha
matéria; e desde que fiz isso, encontrei a NGAA. o deus bárbaro que respira chamas e ruge como 1000
trovões. Eu encontrei medo.

Encontrei o portão que leva ao exterior, através do qual os idosos, que sempre procuram entrar em nosso
mundo, vigiam para sempre. Senti o cheiro dos vapores dos idosos, a rainha do lado de fora, cujo nome
está escrito nas terríveis escritas do MAGAN, essa vontade de alguma civilização antiga, cujos padres
abriram o hediondo e perverso portão para buscar poder por uma hora , e eles foram engolidos.

Eu adquiri esse conhecimento em circunstâncias muito especiais, enquanto eu ainda era o filho inculto de
um pastor no país chamado Mesopotâmia pelos gregos.

Quando eu era jovem e andava pelas montanhas do leste, chamado MASSCHU pelas pessoas que moravam lá, cheguei a uma grande rocha
na qual três símbolos estranhos haviam sido martelados. Ele estava na vertical, tão alto quanto um homem e tão alto quanto um touro; estava
preso no chão e eu não conseguia movê-lo. Não pensei mais nos sinais do que em obras de um rei que queria mostrar alguma vitória antiga e
passada sobre um inimigo, e acendeu um pé ao pé da rocha, o que me colocou diante dos lobos nessas regiões. deveria passear, proteger e
dormir porque era noite e eu estava longe da minha aldeia que era Bet Durrabia. Cerca de três horas antes do amanhecer, no décimo nono
dia de Shabatu, Fui acordado pelo uivo de um cachorro ou talvez de um lobo que era invulgarmente alto e próximo. O fogo havia queimado e
os pedaços de carvão em brasa lançavam uma sombra dançante no monumento de pedra com as três placas. Apressadamente comecei
outro incêndio quando a pedra de repente começou a subir no ar como se fosse uma pomba. Por causa do medo que estava na minha
espinha e colocou dedos frios em volta do meu crânio, eu não conseguia me mexer ou falar. O Dik von Azug-belga não era nada estranho
para mim a essa vista, embora o primeiro parecesse derreter em minhas mãos! dançando sombra sobre o monumento de pedra com os três
personagens. Apressadamente comecei outro incêndio quando a pedra de repente começou a subir no ar como se fosse uma pomba. Por
causa do medo que estava na minha espinha e colocou dedos frios em volta do meu crânio, eu não conseguia me mexer ou falar. O Dik von
Azug-belga não era nada estranho para mim a essa vista, embora o primeiro parecesse derreter em minhas mãos! dançando sombra sobre o
monumento de pedra com os três personagens. Apressadamente comecei outro incêndio quando a pedra de repente começou a subir no ar
como se fosse uma pomba. Por causa do medo que estava na minha espinha e colocou dedos frios em volta do meu crânio, eu não conseguia
me mexer ou falar. O Dik von Azug-belga não era nada estranho para mim a essa vista, embora o primeiro parecesse derreter em minhas
mãos!

Ouvi imediatamente uma voz baixa, a alguma distância, e um medo mais comum de possíveis
predadores tomou conta de mim, e eu rolei tremendo atrás de algumas ervas daninhas. Outra voz se
juntou à primeira, e logo pessoas diferentes se reuniram nas vestes negras dos ladrões neste lugar onde
eu estava, cercando a rocha flutuante, sobre a qual eles não mostravam sinais de medo.

Agora eu podia ver claramente que os três personagens esculpidos estavam na pedra
Monumento na cor vermelho-fogo brilhava como se a pedra estivesse no fogo como os jovens que oravam
a seu deus do forno. As figuras murmuraram juntas uma oração ou um chamado, do qual eu só ouvia
algumas palavras e as de um dialeto estrangeiro; mas - ANU tenha piedade da minha alma! - esses rituais
não são mais desconhecidos para mim. As figuras, cujos rostos eu não pude ver nem reconhecer,
começaram a fazer movimentos violentos no ar com suas facas, que brilhavam frias e afiadas à luz das
montanhas.

O corpo de uma cobra emergiu da sala abaixo da rocha flutuante, do chão em que ele estivera. Esta cobra
era certamente maior do que qualquer um que eu já vi. A parte mais fina dela era como os braços de dois
homens, e quando ela se levantou da terra, outra a seguiu, embora o final da primeira não pudesse ser
visto, e parecia que chegava ao esófago. Estes foram seguidos por outros, e o chão começou a tremer sob
a pressão da multidão desses enormes braços. O canto dos padres, porque agora eu sabia que eles eram
servos de uma força oculta, ficou muito mais alto e quase histérico.

I A! I A! ZI AZAG! I A! I A! ZI
AZKAK! I A! I A! KUTULU ZI
KUR! I A!

O chão onde eu estava escondido estava úmido com uma substância - eu estava um pouco abaixo da
cena que havia testemunhado. Toquei essa umidade e descobri que era sangue. Gritei de terror,
anunciando minha presença aos padres. Eles se viraram para mim e vi com desgosto que tinham cortado
os seios com as adagas que haviam usado para erguer a pedra com um propósito místico que eu não
conseguia adivinhar. Cuidado com aqueles que arranham marcas no peito. Mas agora eu sei que o sangue
é a comida desses espíritos; é por isso que, após as batalhas da guerra, o campo brilha sob uma luz não
natural, a manifestação dos espíritos que o nutrem. Que ANU proteja a todos nós!

Meu choro teve o efeito de torná-lo ritual confuso e caótico. Corri de volta pelo caminho de montanha que
viera e os padres me seguiram, embora alguns deles permanecessem, possivelmente para completar os
ritos. Enquanto eu corria loucamente pelas encostas na noite fria, meu coração estava disparado no peito
e minha cabeça estava quente, o som de pedras e trovões partindo de trás de mim e sacudiu o chão em
que eu estava correndo. Caí na terra por medo e pressa.

Quando me levantei, virei o rosto para ver qual atacante havia chegado mais perto de mim, mesmo
estando desarmado. Para minha surpresa, não vi nenhum padre do velho horror, mágico dos cultos das
trevas, nenhum necromante da arte proibida, mas vestes negras que caíam na grama e nas ervas
daninhas, sob as quais nem a vida nem o corpo pareciam estar presentes.

Fui cuidadosamente ao primeiro, peguei um galho comprido e levantei minha túnica da vegetação
rasteira de ervas e espinhos. Tudo o que restava do padre era uma poça de lodo verde, como óleo
verde, e o cheiro de um corpo que havia sido deixado apodrecer por um longo tempo ao sol. O ruim
O cheiro quase me dominou, mas eu estava determinado a encontrar os outros para ver se o mesmo destino os teria atingido. Enquanto
descia a ladeira que corria com tanto medo momentos antes, cheguei a outro sacerdote das trevas que estava nas mesmas condições do
primeiro. Continuei andando e passei por algumas das roupas, mas não me atrevi a entregá-las. Finalmente, cheguei ao monumento de pedra
cinza que havia subido de maneira tão natural ao comando dos padres. Agora estava no chão novamente, mas os sinais esculpidos ainda
brilhavam sob uma luz sobrenatural. As cobras, ou o que eu pensei que eram cobras, se foram. Mas nas cinzas mortas do fogo, agora frias e
negras, havia uma placa de metal cintilante que peguei para ver que também estava gravada com sinais como a pedra, mas muito complicada,
de uma maneira que eu não conseguia entender.Ela não tinha os mesmos sinais que a pedra, mas eu senti que estava quase conseguia ler os
personagens e, mais uma vez, não, como em um idioma que antes era dominado, mas agora esquecido há muito tempo. Minha cabeça
começou a doer como se um diabo estivesse batendo no meu crânio quando um raio de luar caiu no amuleto de metal - porque agora eu sei o
que era - e uma voz entrou na minha cabeça e me contou os segredos da cena cuja testemunha eu testemunhei em uma palavra: KUTULU.
de uma maneira incompreensível para mim: não apresentava os mesmos sinais que a pedra, mas tive a sensação de que quase conseguia ler
os personagens e, novamente, não como em uma linguagem que já foi dominada, mas que já foi esquecida há muito tempo. Minha cabeça
começou a doer como se um diabo estivesse batendo no meu crânio quando um raio de luar caiu sobre o amuleto de metal - porque agora eu
sei o que era - e uma voz entrou na minha cabeça e me contou os segredos da cena , cuja testemunha eu testemunhei, em uma palavra:
KUTULU. de uma maneira incompreensível para mim: não apresentava os mesmos sinais que a pedra, mas tive a sensação de que quase
conseguia ler os personagens e, novamente, não como em uma linguagem que já foi dominada, mas que já foi esquecida. Minha cabeça
começou a doer como se um diabo estivesse batendo no meu crânio quando um raio de luz da lua caiu no amuleto de metal - porque agora eu
sei o que era - e uma voz entrou na minha cabeça e me contou os segredos da cena cuja testemunha eu testemunhei em uma palavra:
KUTULU.

Naquele momento, como se tivesse sido sussurrado violentamente no meu ouvido, eu entendi.

Estes são os sinais gravados na pedra cinza que era a porta de entrada para o exterior.

Dos três personagens esculpidos, o primeiro é o de nossa raça, além das estrelas, e é chamado ARRA
na linguagem do escritor que me ensinou, um emissário dos anciãos. No idioma da cidade mais antiga
da Babilônia, chamava-se UR. É o selo do acordo dos Deuses Anciãos, e quando o virem - aqueles que
nos deram - não serão esquecidos. Você jurou! Espíritos do céu, lembre-se!

O segundo é o Sinal do Ancião, e é a chave pela qual os poderes dos Deuses Anciãos podem ser
chamados quando usados ​com as palavras e formas certas. Tem um nome e é chamado AGGA. O
terceiro selo é o do Guardião. Chama-se BANDAR. Os Guardiões são uma raça que foi enviada pelos
mais velhos; ela vigia enquanto você dorme, desde que o ritual e o sacrifício apropriados tenham sido
realizados; caso contrário, quando você ligar para eles, eles se voltarão contra você.

Para serem eficazes, esses selos devem ser esculpidos em pedra e colocados no chão, ou no altar
ou na rocha da invocação.
desgastado ou gravado no metal de seu próprio deus ou deusa e pendurado no pescoço, mas protegido da
visão do profano. Desses três, o ARRA e o AGGA podem ser usados ​separadamente, ou seja,
individualmente e sozinhos. No entanto, o BANDAR nunca deve ser usado sozinho, mas apenas com um
ou com os outros, porque os guardas devem ser lembrados do acordo que juraram aos Deuses Anciões e
à nossa raça, caso contrário, eles se voltarão contra você e o matarão. e devastar sua cidade até que o
apoio dos deuses anciãos chegue às lágrimas do seu povo e à lamentação das mulheres. KAKAMMU!

E este é o amuleto que eu segurava na mão e que ainda carrego no pescoço naquele dia em que
escrevo essas palavras.

O amuleto de metal que tirei das cinzas do fogo e que captou o raio da lua é um selo poderoso contra tudo
o que pode sair pelo portão, porque, vendo, eles estarão livres te retirar

mas apenas se capturar a luz da lua com sua superfície, porque nos dias escuros da lua ou com
nuvens pode haver pouca proteção contra os demônios do país antigo, se eles romperem a parede ou seus
servos na superfície ser deixado na terra. Nesse caso, nenhum refúgio é possível até que a luz da lua
brilhe novamente na terra, porque a lua é a mais antiga de Zonei e é o símbolo da estrela do nosso pacto.
NANNA, pai dos deuses, lembre-se!

Portanto, o amuleto deve ser gravado em prata pura à luz da lua, para que a lua brilhe em seu trabalho e a
essência da lua seja puxada para baixo e mantida nela. E a convocação correta deve ser realizada, assim
como os rituais prescritos, conforme dados neste livro. E o amuleto nunca deve ser exposto à luz do sol,
porque SCHAMMASCH, chamado UDDU, roubará o poder do selo em sua inveja. Nesse caso, deve ser
banhado em água de cânfora e as convocações e rituais realizados novamente. Mas, na verdade, seria
melhor gravar outro.

Eu lhe dou esses segredos correndo o risco da minha vida; eles nunca devem ser revelados aos
profanos, banidos ou admiradores da Velha Serpente,
mas descanse em seu coração, sempre mantendo silêncio sobre essas coisas. Que a paz esteja com
você!

Daí em diante, depois dessa noite fatídica nas montanhas de MASSCHU, passei pelo país em busca da
chave do conhecimento secreto que me fora dado. E foi uma jornada dolorosa e solitária, durante a qual
não tomei esposa, nem casa nem vila chamei minha casa e vivi em diferentes países, freqüentemente em
cavernas ou no deserto; Aprendi muitas línguas que um viajante precisa aprender para negociar com os
comerciantes e aprender sobre suas novidades e costumes. Mas minhas discussões eram sobre as forças
que estavam em casa em cada um desses países. E logo eu entendi muitas coisas que eu não sabia antes,
exceto talvez em sonhos. Os amigos da minha juventude me deixaram e eu os deixei. Quando fiquei longe
da minha família por sete anos, descobri que todos eles haviam morrido por suas próprias mãos, por
razões que ninguém poderia me dizer; seus rebanhos haviam morrido depois da vítima de uma estranha
epidemia. Eu vagava como um mendigo, recebia comida de cidade em cidade e vila em vila, a critério dos
moradores, muitas vezes apedrejados e ameaçados de prisão. Ocasionalmente, conseguia convencer um
homem instruído de que eu era um aluno sincero 1 1 conhecer. Então pude me armar contra o terrível
MASKIM, que estava esperando nas fronteiras 2º

e então me foi permitido estudar os registros antigos detalhando os detalhes de necromancia, feitiçaria,
magia e alquimia. Aprendi os feitiços que trazem doenças, enfermidades, cegueira, loucura e até morte
para as pessoas. Eu aprendi as várias classes de demônios e deuses do mal que existem, e as velhas
lendas que estão acima das do mundo, prontas para pegar os descuidados e devorar as vítimas feitas à
noite e em locais desertos; do mesmo modo contra o diabo LAMMASCHTA, que é chamado de "espada
que divide o crânio", cuja visão causa horror e horror e - como alguns dizem - morte de uma maneira
incomum.

Gradualmente, aprendi os nomes e as características de todos os demônios, demônios, demônios e


monstros descritos aqui neste livro da Terra Negra. Conheci os poderes dos deuses astrais e como
fazê-los ajudar em momentos de necessidade. Também conheci os seres terríveis que vivem além dos
espíritos astrais, a entrada do Templo dos Perdidos, o Velho dos Dias, o Velho do Velho, cujo nome não
posso escrever aqui. Durante minhas cerimônias solitárias nas colinas, quando eu adorava com fogo e
espada, com água e adaga, e com a ajuda de uma grama alienígena que cresce selvagem em certas
partes de MASSCHU e com a qual eu sem saber acendi meu fogo na frente da rocha , a grama que dá à
mente grande poder,

Mas agora, depois de mil e uma lua de viagem, os Maskim apertam meus calcanhares, puxam o Rabishu
no meu cabelo, Lammashta abre suas garras terríveis, AZAG-THOTH cega em seu trono, sobe

11 Nota do scanner: a linha do livro (e não no OCR) foi movida pela impressora Schü- (o texto desta palavra continua com a nota 2) - idosos

2º aqui o texto original da nota 1 continua


KUTULU olhou para a cabeça e olhou através dos véus dos Warloorni afundados, no alto dos Abyssos, e
fixou os olhos em mim; então tenho que me apressar a escrever este livro, com medo de que meu fim
chegue mais cedo do que eu preparei. Porque, de fato, parece que eu estava perdendo de alguma
maneira, seja na ordem dos ritos, nas fórmulas ou nas vítimas, porque agora parece que todo o exército de
ERESCHKIGAL está esperando, sonhando, por si mesmo ansiando pela minha partida, em espera. Louvo
aos deuses que sou salvo e não perecerei; meu destino não está mais escrito nas estrelas porque quebrei
o pacto caldeu buscando poder sobre a zonai. Pus o pé na lua e a lua não tem poder sobre mim. As linhas
da minha vida sobre as cartas escritas nos céus dos deuses foram apagadas ao caminhar no deserto. E
mesmo agora eu posso ouvir os lobos uivando nas montanhas como eles fizeram naquela noite fatídica e
eles chamam meu nome e os nomes dos outros. Temo pela minha carne, mas tenho mais medo do meu
espírito.

Lembre-se sempre, a todo momento, de invocar os deuses para que eles não se esqueçam de você,
porque estão muito distantes e esquecidos. Acenda seus fogos no alto das montanhas e no topo dos
templos e pirâmides, para que eles possam vê-lo e se lembrar de você.

Lembre-se de copiar cada uma das fórmulas colocadas e não alterá-las por uma linha ou um ponto, nem
pela largura de um fio de cabelo, para que não se tornem inúteis ou piores, uma linha quebrada significa
entrada para quem está fora, pois uma estrela quebrada é o portão de GANZIR, o portão da morte, o
portão das sombras e conchas. Recite os encantamentos conforme eles são escritos aqui da maneira
prescrita aqui. Prepare os rituais sem estar errado; e nos lugares certos e nos momentos certos, faça
sacrifícios.

Que os deuses sempre tenham piedade de você!


Que você escape das garras de MASKIM e supere o poder dos antigos!

E os deuses podem conceder-lhe a morte antes que os velhos dominem novamente a terra.

KAKAMMU! SELAH!

ZONEI E SUAS PROPRIEDADES

Os deuses das estrelas são sete. Eles têm sete selos, cada um dos quais pode ser usado em ordem.
Alguém os aborda através de sete portões, cada um dos quais pode ser aberto em ordem. Eles têm sete
cores, sete essências materiais, e cada um tem um degrau específico na escada da luz. Os caldeus eram
imperfeitos em seus conhecimentos, embora conhecessem a escada e algumas das fórmulas. No entanto,
eles não tinham as fórmulas para caminhar pelos portões, exceto por uma que é proibida de falar.

Andar pelos portões dá ao padre o poder e o conhecimento para usá-los. Ele será capaz de controlar os
assuntos de sua vida mais plenamente do que antes, e muitos se contentaram em andar apenas nos três
primeiros dos portões e depois se sentar e não mais longe do que lá.
vá e desfrute das bênçãos que haviam encontrado nas esferas introdutórias. Mas isso é ruim, porque eles
não estão equipados para lidar com o ataque externo, que deve ocorrer com segurança, e seu pessoal
pedirá segurança e não chegará a lugar algum. Portanto, enfrente seu objetivo final, sempre se esforce
para avançar até o ponto mais distante das estrelas, embora isso possa significar sua morte; pois tal morte
é como um sacrifício aos deuses e benéfico para que eles não esqueçam seu povo.

O ZONEI e suas propriedades são, portanto, os seguintes: (Em ordem:

Estrelas fixas - AdH)


O deus da lua é o deus NANNA. Ele é o pai de Zonei e o mais velho dos caminhantes. Ele tem uma longa
barba e uma varinha de lápis-lazúli na palma da mão e tem o segredo das marés de sangue. Sua cor é
prata. Sua essência pode ser encontrada em prata e cânfora e naquelas coisas que carregam o sinal da
lua. Às vezes é chamado de pecado. O portão dele é o primeiro pelo qual você passará nos rituais a
seguir. Seu degrau na escada da luz também é prateado.

Este é o selo dele, que você deve gravar no metal dele no décimo terceiro dia da lua em que está
trabalhando, sem nenhuma outra pessoa ao seu redor para vê-lo se preparar. Quando estiver pronto, ele
deve ser embrulhado em um quadrado da mais fina e mais fina seda e deixado de lado até você solicitar o
seu uso, e só deve ser retirado depois que o sol descansar . Nenhum raio de sol deve atingir o selo para
que não perca sua força e um novo selo deve ser lançado.

O número da NANNA é trinta e este é o


seu selo:
O deus de Mercúrio é NEBO. Ele é um espírito muito antigo, com uma longa barba, e é o guardião dos
espíritos e o guardião do conhecimento sobre ciência. Ele usa uma coroa com cem chifres e a túnica longa
de um padre. Sua cor é azul. Sua essência está no metal conhecido como mercúrio, e às vezes você pode
encontrá-lo na areia e em coisas que carregam o signo de Mercúrio. O portão dele é o segundo pelo qual
você passará nos rituais a seguir. Seu degrau na escada de luz é azul. Este é o selo dele, que você deve
escrever em pergaminho perfeito ou na folha larga de uma palmeira, sem nenhuma outra pessoa ao seu
redor que possa vê-lo construí-lo. Quando terminar, ela deve ser embrulhada em um quadrado da mais fina
e mais fina seda e deixada de lado até você pedir seu selo, e só deve ser retirada quando a luz brilhar no
céu. Este também é o melhor momento para se preparar.

O número da NEBO é doze, e este é


o seu selo:
A deusa de Vênus é a requintada rainha INANNA, que foi chamada de ISCHTAR pelos babilônios. Ela é a
deusa da paixão, tanto a do amor quanto a da guerra, dependendo de seu signo e do tempo em que
apareceu nos céus. Ela aparece como uma senhora muito bonita acompanhada de leões e tem uma parte
sutilmente astral no deus da lua NANNA. Quando estão alinhados - isto é, quando seus dois planetas estão
favoravelmente nos céus - é como se duas tigelas de presentes estivessem transbordando nos céus para
chover o doce vinho dos deuses na terra. E então há uma grande alegria e alegria.

Às vezes ela aparece em armadura, fazendo dela uma excelente guardiã contra as maquinações de sua
irmã, a terrível rainha ERESCHKIGAL de KUR.

Com o nome e o número de INANNA, nenhum padre precisa ter medo de se aprofundar no submundo;
porque como ele está armado com a armadura dela, ele é como a deusa. Foi assim que desci para os
poços nojentos que se abriram sob a crosta da terra e ordenei os demônios.

Ela se assemelha à deusa do amor e concede a cada homem uma noiva benéfica que deseja e que
faz as ofertas certas.
Saiba, no entanto, que INANNA toma a dela como dela e que um homem, uma vez escolhido por ela, não
pode levar outra noiva.
Sua cor é o branco mais puro. Sua manifestação está no metal cobre e também nas flores mais bonitas de
um campo e na morte mais triste do campo de batalha, que é a flor mais bonita desse campo. O portão
dela é o terceiro pelo qual você passará nos ritos seguintes, e no lugar em que isso o obrigará a
permanecer; no entanto, vire o rosto para o caminho que vai além, porque esse é o objetivo que você terá,
a menos que a deusa o escolha. Seu degrau na escada de luz, erguida nos tempos antigos na Babilônia e
em Ur, é branca.

Este é o selo deles, que você deve gravar em cobre quando Vênus estiver elevado nos céus, e ninguém
deve observar você construí-lo. Quando terminar, deve ser embrulhado na melhor e mais fina seda e
guardado em segurança; e você só deve divulgá-lo - mas a qualquer momento - quando houver
necessidade.

O número de INANNA é de quinze, e esse número é ocasionalmente conhecido na convocação de


entrega de presentes; o selo dela é o seguinte:
O deus do sol é o Sr. SCHAMMASCH, filho de NANNA. Ele se senta em um trono de ouro, usa uma
coroa com dois chifres e segura um cetro na mão direita e, durante toda a vida, um disco flamejante que
envia raios em todas as direções. Ele é o deus da luz e da vida. Sua cor é dourada. Sua essência pode
ser encontrada em ouro e em todos os objetos e plantas de ouro. Às vezes, é chamado de UDDU. O
portão dele é o quarto por onde você passará nos seguintes rituais. Seu degrau na escada de luz é
dourado.

Este é o selo dele, que você deve gravar em ouro quando o sol estiver alto no céu, e você deve estar
sozinho no pico de uma montanha ou em um local próximo aos raios, mas sozinho. Quando terminar,
embrulhe-a em um quadrado da melhor e mais fina seda e reserve até que você precise.

O número de SCHAMMASCH é vinte e este é o seu selo:


O deus de Marte é o poderoso NERGAL.
Ele tem a cabeça de um homem e o corpo de um leão, e ele usa espada e mangual. Ele é o deus da
guerra e o da sorte na guerra. Às vezes, acreditava-se que ele era um representante dos idosos porque
morava em CHUTHA por algum tempo. Sua cor é vermelho escuro e sua essência pode ser encontrada no
ferro e em todas as armas feitas para derramar o sangue de humanos e animais. O portão dele é o quinto
pelo qual você passará se atravessar a zona nos rituais a seguir. Seu degrau na escada de luz é vermelho.

Este é o seu selo, que deve ser gravado em uma chapa de ferro ou escrito com sangue no papel quando
Marte estiver elevado no céu. É melhor fazer isso à noite, longe de onde pessoas e animais vivem, onde
você não pode ser visto nem ouvido. Primeiro, ele deve ser embrulhado em um pano pesado, depois em
seda fina e escondido em segurança até o momento em que for necessário. Mas tome cuidado para não
se apressar em usar esse selo, pois é uma espada afiada.

O número de NERGAL é oito, e este é o seu selo:


O deus de Júpiter é o senhor dos mágicos MARDUK KURIOS com o machado de duas cabeças. MARDUK foi pai de nosso pai ENKI para lutar
contra as forças dos antigos, e ele venceu uma poderosa batalha, subjugou os exércitos do mal e jogou a rainha dos antigos sob seus pés.
Essa cobra está morta, mas sonha. O Conselho dos Deuses Mais Velhos concedeu a MARDUK cinquenta nomes e poderes, cujo poder ele
detém até hoje. Sua cor é roxa. Sua essência está na questão do estanho e do latão. O portão dele é o sexto que você alcançará se seguir os
rituais abaixo. Seu degrau na escada de luz é roxo. Este é o selo dele que você deve gravar em uma placa de latão ou latão quando Júpiter for
mais forte nos céus, ao realizar uma convocação especial de ENKI, Nosso Mestre. Isso deve ser embrulhado como os outros e guardado até
que seja usado. Saiba que MARDUK aparece como um poderoso guerreiro com uma barba longa e um disco flamejante nas mãos. Ele usa um
arco e uma aljava com flechas e caminha nos céus para vigiar o guarda. Cuidado para não chamar seu apoio nas mais terríveis circunstâncias,
porque seu poder é poderoso e sua raiva é sombria. Se você precisar dos poderes da estrela Júpiter, chame um dos poderes apropriados
listados nas páginas a seguir, e eles certamente virão. O número da MARDUK é dez, e este é o seu selo: Isso deve ser embrulhado como os
outros e guardado até que seja usado. Saiba que MARDUK aparece como um poderoso guerreiro com uma barba longa e um disco flamejante
nas mãos. Ele usa um arco e uma aljava com flechas e caminha nos céus para vigiar o guarda. Cuidado para não chamar seu apoio nas mais
terríveis circunstâncias, porque seu poder é poderoso e sua raiva é sombria. Se você precisar dos poderes da estrela Júpiter, chame um dos
poderes apropriados listados nas páginas seguintes e eles certamente virão. O número da MARDUK é dez, e este é o seu selo: Isso deve ser
embrulhado como os outros e guardado até que seja usado. Saiba que MARDUK aparece como um poderoso guerreiro com uma barba longa
e um disco flamejante nas mãos. Ele usa um arco e uma aljava com flechas e caminha nos céus para vigiar o guarda. Cuidado para não
chamar seu apoio nas mais terríveis circunstâncias, porque seu poder é poderoso e sua raiva é sombria. Se você precisar dos poderes da
estrela Júpiter, chame um dos poderes apropriados listados nas páginas a seguir, e eles certamente virão. O número da MARDUK é dez, e
este é o seu selo: que MARDUK aparece como um guerreiro poderoso com uma barba longa e um disco flamejante nas mãos. Ele usa um arco
e uma aljava com flechas e caminha nos céus para vigiar o guarda. Cuidado para não chamar seu apoio nas mais terríveis circunstâncias,
porque seu poder é poderoso e sua raiva é sombria. Se você precisar dos poderes da estrela Júpiter, chame um dos poderes apropriados
listados nas páginas seguintes e eles certamente virão. O número da MARDUK é dez, e este é o seu selo: que MARDUK aparece como um poderoso guerreiro com
O deus de Saturno é NINIB chamado ADAR, o deus dos caçadores e da força. Ele aparece com uma coroa
de chifres e uma espada longa; ele usa uma pele de leão. Ele é o último dos Zonei antes do terrível IGIGI.
Sua cor é o preto mais profundo. Sua essência pode ser encontrada no chumbo e nas cinzas queimadas
do fogo e em questões de morte e pré-história. O chifre de veado é o seu símbolo. O portão dele é o último
que você alcançará nos seguintes rituais. Seu degrau na escada de luz é preto.

Este é o selo dele, que você deve gravar em um prato ou tigela de chumbo, que você mantém bem
escondido dos olhos dos profanos. Como os outros, deve ser embrulhado e guardado até que seja
necessário. Nunca deve ser revelado quando o sol está no céu, mas somente depois que a noite cai e a
terra fica preta, porque o NINIB conhece melhor os caminhos dos demônios que se escondem entre as
sombras e procuram vítimas. Ele conhece melhor as áreas dos idosos, os exercícios de seus admiradores
e a localização dos portões. Seu reino é o reino da noite dos tempos.

Seu número é quatro, como os pontos cardeais da Terra, e o seguinte é o


seu selo:
O LIVRO DE ENTRAR E SAIR

O LIVRO DE ENTER
Este é o livro de entrada nas Sete Zonas Acima da Terra que eram conhecidas pelos caldeus e raças
antigas que as precederam dos templos perdidos de UR. Saibam que essas zonas são governadas pelos
espíritos celestes e que o sacerdote pode alcançar a passagem por aquelas terras que fazem fronteira com
os desertos não divididos além. Saiba que se você caminhar pelo mar de esferas como esta, ele deve
deixar seu guardião para proteger seu corpo e seus pertences, para que ele não seja morto sem ser notado
e tenha que vagar pelos espaços escuros entre as estrelas pela eternidade, ou ser devorado pelo sombrio
IGIGI que vive além dele. (A mudança da segunda para a terceira pessoa do singular pode ser encontrada
no original e é reproduzida aqui fielmente. Ad. H.) Saiba que você precisa subir os degraus da escada de
luz, cada um em seu lugar e um a qualquer momento. deve entrar corretamente nos portões, conforme
estabelecido no contrato; caso contrário, você com certeza estará perdido.

Saiba que você deve permanecer limpo pela duração da lua ao entrar no primeiro degrau, uma lua entre o
primeiro e o segundo, e novamente entre o segundo e o terceiro, e assim por diante. Você deve abster-se
de ejetar seu sêmen de qualquer maneira pela mesma quantidade de tempo, mas pode adorar no templo
de Ishtar, desde que não perca sua essência. E esse é um grande segredo que não posso desvendar.

Todos os dias durante o mês de purificação, você deve chamar seu deus à luz do amanhecer e sua
deusa à luz do crepúsculo. Você deve convocar seu tutor e informá-lo completamente de seus
deveres, fornecer a ele tempo e local para que ele possa atendê-lo e cercá-lo com uma espada
flamejante em qualquer direção.

Suas roupas para caminhada devem ser bonitas, limpas e simples, mas apropriadas para cada passo e
degrau. E você deve levar o selo do degrau especial em que está andando com você, que é o da estrela
associada.

Você deve preparar um altar voltado para o norte sobre o qual estão as estátuas de seus deuses ou
algumas imagens adequadas, uma tigela para os presentes e um braseiro. O portão correspondente ao
degrau deve ser desenhado na terra. Se o céu está sobre você, tanto melhor. Se um teto estiver sobre sua
cabeça, ele deverá estar livre de todas as cortinas. Nem mesmo uma lâmpada deve estar acima de você,
exceto naquelas obras de chamar que outro lugar deve ser discutido (se os deuses me derem tempo!). A
única luz deve vir das quatro lâmpadas no chão, uma nas quatro portas da terra: uma lâmpada no norte,
uma lâmpada no leste, uma lâmpada no sul e uma lâmpada no sul. O óleo deve ser puro e inodoro ou com
um cheiro agradável. Da mesma forma, as fragrâncias do braseiro devem ter um cheiro agradável ou são
particularmente adequadas para a estrela - dependendo do uso do seu país. Aqui estão os sete portões:
ESTE É O PRIMEIRO PORTÃO QUE NANNA
FAZ:
ESTE É O SEGUNDO PORTÃO, DA NEBO:
ESTE É O TERCEIRO PORTÃO
QUE DE INANNA CHAMOU ISCHTAR:
ESTE É O QUARTO PORTÃO,
DE SCHAMMASCH, QUE É CHAMADO UDDU:
ESTE É O QUINTO PORTÃO DA NERGAL:
ESTE É O SEXTO PORTÃO, DO SR. MARDUK:
ESTE É O SÉTIMO PORTÃO, QUE NINIB É
NOMEADO ADAR:

E o ritual da caminhada deve seguir a fórmula descrita aqui: Antes de tudo, você deve prestar atenção à
lua da purificação. Nesse momento, você não deve comer carne por sete dias antes da última lua, e por
três dias antes da última lua não deve comer nada e apenas beber água doce. Nos últimos três dias, além
do seu deus e deusa, você tem que passar pelos três grandes anciãos - ANU, ENLIL e ENKI

- com os encantamentos destinados a eles. E o número de ANU é sessenta, o número perfeito, porque
ele é o Pai do Céu. E o número de ENLIL é cinquenta, e ele é o pai do vento. E o número de ENKI é
quarenta, um número excelente, e ele é o pai de todos os que andam por esses caminhos esquecidos e
vagam pelas terras desconhecidas, entre os ovos do deserto, entre monstros aterrorizantes dos Azonei.

Segundo, na noite da caminhada, que deve ser a décima terceira noite da lua, depois de começar a
décima terceira noite anterior, você deve se aproximar do portão com timidez e reverência. Seu templo é
exorcizado. Você tem que acender o fogo, convocá-lo com a invocação do deus do fogo e colocar incenso
nele. Você tem que sacrificar as divindades no altar.

Terceiro, você deve acender as quatro lâmpadas com o fogo do braseiro flamejante, recitando a
convocação apropriada de cada uma dessas quatro torres de vigia no lugar certo e convocando a
respectiva estrela. Quarto, você precisa recitar a convocação do Guardião e colocar a espada
jogou seu posto na terra; você não deve tocá-lo até que seja a hora marcada para deixar o
local.
Quinto, você deve pegar o selo da estrela na sua mão direita e sussurrar seu nome
silenciosamente sobre ele.
Sexto, você deve recitar a evocação de andar alto e claramente ao andar em volta do portão; começando
no norte, você vai para o leste, depois para o sul e para o oeste; o número de vezes que você vai é igual
ao número especial da estrela.

Sétimo, você precisa voltar para o centro do portão em frente ao seu altar e, naquele momento, cair no
chão, nem para a esquerda nem para a direita, para ver o que pode estar se movendo ali, porque essas
obras mágicas atraem muitos tipos de demônios e fantasmas errantes para os portões; no entanto, olhe no
ar acima do altar, onde você verá imediatamente o portão aberto para você e para o mensageiro espiritual
da esfera, que o cumprimentará com uma voz clara e lhe dará um nome que você deve lembrar, porque é
o nome da sua passagem pelo portão que você deve usar toda vez que passar por ele.

Quando você entrar no primeiro portão e receber o nome, voltará à Terra no meio do seu templo. O que se
moveu em torno de seu portão na terra se foi. Recite sua ação de graças aos deuses em seu altar, bata na
espada do Guardião para ir embora e realize a convocação de IN ANNA que conta como conquistou o
reino do submundo e subjugou KUTULU. Todos os idimmu desaparecerão e você estará livre para deixar
o portão e extinguir o fogo.

Você não pode ligar para a NANNA até passar pelo portão da NANNA. Você não pode ligar para a NEBO
até passar pelo portão dele. O mesmo vale para o resto dos portões. Quando você chegar ao topo da
escada da luz, terá conhecimento e poder sobre as esferas. No entanto, isso não lhe dará poder sobre o
ABSU; pelo contrário, isso é alcançado através do ritual da descida. Você fará esse ritual no décimo quinto
dia após o décimo quinto do mês, quando tiver ordenado a abertura do portão de MARDUK. Porque
MARDUK matou os demônios e INANNA, a deusa dos quinze, conquistou o submundo, onde alguns deles
ainda vivem. Este é um ritual muito perigoso e pode ser feito por qualquer pessoa que possua as fórmulas,
não importa se ele passou pelos portões anteriores ou não, apenas que ele fora instruído a passar pelo
portão de MARDUK antes de se aventurar mais no abismo. Por esse motivo, poucos já abriram o portão do
ADAR e falaram com o homem com chifres que mora lá e dá todo tipo de sabedoria a respeito do trabalho
na necromancia e dos feitiços que aceleram a morte. Somente quando você mostrar seu poder sobre os
Maskim e os Rabischu você poderá se aventurar no país do IGIGI; e por essa razão, este acordo, este
pacto, concluiu que ninguém deveria atravessar com segurança os vales afundados dos mortos até que
ele subisse a MARDUK; nem devem atravessar os portões além do ADAR,

E só há defesa contra os velhos. Somente um maníaco pode ter esperança. Ter poder sobre você que
habita nos Espaços Exteriores, pois o poder deles é desconhecido e suas hordas são incontáveis, e todos
os dias eles dão à luz mais terror do que a mente de uma pessoa pode suportar.
mal posso suportar. Uma vez houve um tempo em que o portão estava aberto por muito tempo depois do
lado de fora, e eu testemunhei o horror que o atingiu, incapaz de falar sobre as palavras, e escrever sobre
ele só pode ser confuso. Os anciãos que fugiram para o Mundo Interior foram forçados a voltar através do
portão por um mágico de grande poder, mas à custa de uma grande perda entre os assentamentos e os
rebanhos da ilha. Muitas ovelhas foram mortas de maneira não natural e muitas devoradas, e muitos
beduínos foram enlouquecidos porque o espírito recebe o que lhe é mostrado; mas a visão dos velhos é
uma blasfêmia para os sentidos comuns do homem, porque eles vêm de um mundo que não é reto, mas
curvado, e sua existência é antinatural em suas formas e dolorosa para os olhos e a mente, pelo qual a
alma é ameaçada e as lágrimas se soltam do corpo. Por esse motivo, o terrível Utukku chul pode se
apossar do corpo e viver nele até que o padre os expulse de volta de onde vieram, e a alma humana
comum possa retornar ao seu antigo bairro.

E depois há os ALLU, terríveis, demônios com cara de cachorro que são os emissários dos deuses do
roubo e que roem ossos humanos. E há muitos mais, e não seria o lugar certo para mencioná-los aqui,
exceto apenas para alertar o sacerdote sobre o desejo dos idosos de fora antes que ele domine os poderes
que estão dentro . Somente quando alcançou o ADAR é que o sacerdote se considera um mestre nas
esferas e capaz de lutar com os Deuses Antigos. Quando ele olha a morte nos próprios olhos, o padre
pode convocar e controlar os ocupantes do salão escuro da morte. Então ele pode esperar abrir o portão
sem medo e sem aquela aversão ao espírito que mata o homem. Então ele pode ter esperança, poder
sobre os demônios,

Porque o que vem com os ventos só pode ser morto por quem conhece o vento; e o que vem ao mar
só pode ser morto por quem conhece a água. Então está escrito no antigo contrato.
OS VERÕES DOS PORTÕES

O NANNA PORTÃO SUMMING Espírito da Lua,


lembre-se!
NANNA, pai dos deuses astrais, lembre-se!
Em nome do pacto juramentado entre você e a raça dos homens, eu te chamo! Ouça e lembre-se!

Eu te chamo dos portões da terra! Eu rezo para você dos quatro portões do país AI!

Ó Senhor, herói dos deuses, que é exaltado no céu e na terra! Sr. NANNA, da raça ANU,
ouça-me! Sr. NANNA, que se chama SIN, ouça-me! Sr. NANNA, pai dos deuses da UR, me
ouça! Sr. NANNA, deus da cintilante coroa da noite, ouça-me! Exaltado dos reis, ancestral do
país, entrega do cetro de ouro, ouça-me e lembre-se!

Pai poderoso, cujo pensamento está além da compreensão de deuses e homens,

Ouça-me e lembre-se!
Portão dos Grandes Portões da Esfera, abra-me! Mestre do
IGIGI, abra seu portão!
Mestre dos ANNUNAKI, abra o portão para as estrelas! IA NAMRASIT!
IA PECADO! IA NANNA! BASTAMAAGANASTA IA KI A KANPA!
MAGABATHI-YA NANNA KANPA! MASCHRITA NANNA ZIA KANPA!
IA LIKE! IA GAMAG! IA ZAGASTHENA KIA! DIA DE CINZAS
CARELÓIOS!
A CIMEIRA DO NEBORADOR Espírito do Planeta Rápido, lembre-se!
NEBO, curador dos deuses, lembre-se! NEBO, pai das escrituras,
lembre-se! Em nome de você e a raça dos homens

pacto juramentado eu ligo para você! Ouça e lembre-se! Eu te chamo do portão do Grande Deus NANNA!
Com o nome que me foi dado na esfera lunar

Eu ligarei para você!


Sr. NEBO, quem não conhece sua sabedoria? Sr. NEBO,
quem não conhece sua magia?
Sr. NEBO, que espírito, seja na terra ou nos céus, não é evocado pelas suas escrituras místicas?

Sr. NEBO, que espírito, seja na terra ou nos céus, não é forçado pela magia de seus feitiços?

NEBO CURIOS! Senhor das artes sutis, abra o portão para a esfera da sua mente! NEBO CURIOS! Mestre
da ciência química, abra o portão para a esfera do seu trabalho!

Portão do Planeta Veloz, MERKURIOS, abra-se para mim! IA


ATHZOTHTU! IA ANGAKU! IA ZI NEBO! MARZAS ZI FORNIAS KANPA!
LAZHAKAS SCHIN TALSAS KANPA! NEBOS ATHANATOS KANPA!

IA GAASCH! IA SAASCH! IA KAKOLOMANI- YASCH! IAMAAKALLI!


O RESUMO DAS ISHTAR TORES Espírito de Vênus,
lembre-se!
ISCHTAR, Senhor dos Deuses, lembre-se!
ISCHTAR, rainha da terra do nascer do sol, lembre-se! Senhora das amantes, deusa das deusas,
ISHTAR, rainha de todas as pessoas, lembre-se! Ó brilhante tocha do céu e da terra, lembre-se! Ó
destruidor de hordas inimigas, lembre-se! Leoa, rainha das batalhas, ouça e lembre-se! Eu te chamo
do portão do Grande Deus NEBO! Com o nome que me foi dado na esfera NEBO, eu ligo para você!
Senhora, rainha das moças e soldados, eu ligo para você!

Senhora, mestre da batalha e do amor, peço-lhe, lembre-se! Em nome do pacto juramentado entre
você e a raça dos homens, eu ligo para você, ouça e lembre-se de você!

Opressor da montanha! Suporte de armas e armas! Divindade dos homens, deusa das
mulheres! Onde quer que você olhe, os mortos vivem! ISCHTAR, Rainha da Noite, abra seu
portão para mim! ISCHTAR, Senhora da Batalha, abra bem o seu portão! Ishtar, espada do
povo, abra seu portão para mim! ISCHTAR, Senhora do AMOR, abra bem o seu portão!
Portão do excelente planeta, LIBAT, abra-se para mim! IA GUSCHE-YA! IA INANNA! IA
ERNINNI-YA! ASCHTA PA MABACHA CHA KUR ENNI-YA! RABBMI LO-YAK ZI ISCHTARI
KANPA! INANNA ZI AMMA KANPA! BI ZAMMA KANPA! IA IA IA BE-YI RAZULUKI!
A CHAMADA DO SHAMASH - PORTÃO Espírito do sol, lembre-se!

SCHAMMASCH, senhor do disco ardente, lembre-se!


Em nome do pacto juramentado entre você e a raça dos homens, eu te chamo! Ouça e lembre-se!

Eu te chamo do portão do amado ISCHTAR, a esfera de LIBAT! Iluminador da escuridão, destruidor do


mal, lâmpada da sabedoria, eu te chamo! SCHAMMASCH, Lichtbringer, eu ligo para você! Seu poder
queimará KUTULU!

AZAG-THOTH caiu de Seu trono diante de você!


ISCHNIGGARRAB está chamuscado de preto pelos seus raios! Espírito do disco ardente, lembre-se!
Espírito da Luz Sem Fim, lembre-se! Espírito de rasgar o véu da noite, espalhador do escuro,
lembre-se! Espírito do começo do dia, abra bem seu portão! Espírito que se eleva em esplendor entre
as montanhas, abre seu portão para mim! Com o nome que me foi dado na esfera de ISCHTAR, peço
que você abra seu portão!

Portão do sol, abra para mim! Portão do Cetro Dourado, abra-me! Portão do poder vivificante,
abra, abra! IA UDDU-YA! IA RUSSULUCHI!

SAGGTAMARANIA! I A! I A! ATZARACHI-YA!
ATZARELECHI-YU! BARTALAKATAMANI-YA
ZI DINGIR UDDU-YA KANPA! ZI DINGIR USCHTU-YA KANPA! ZI SCHTA! ZI
DARAKU! ZI BELURDUK! KANPA! IA SCHTA KANPA! I A!
O RESUMO DO PORTÃO NERGAL Espírito do Planeta
Vermelho, lembre-se! NERGAL, deus da guerra, lembre-se!

NERGAL, conquistador do inimigo, comandante do exército, lembre-se! NERGAL, matador de leões e


homens, lembre-se! Em nome do pacto juramentado entre você e a raça dos homens, eu te chamo! Ouça e
lembre-se!

Do grande portão do cavalheiro SCHAMMASCH, a esfera do sol, eu te chamo! NERGAL, deus do


sacrifício de sangue, lembre-se!
NERGAL, senhor dos sacrifícios de batalha, devastador das cidades inimigas, devorador de carne
humana, lembre-se! NERGAL, Espada da Espada Poderosa, lembre-se!

NERGAL, senhor das armas e exércitos, lembre-se! Spirit of Glosens sobre o campo de batalha, abra bem
o seu portão!
Espírito de entrar na morte, abra seu portão para mim!
Espírito da lança, a espada que empurra, a rocha voadora, abra o portão da sua esfera para quem
não tem medo!
Portão do Planeta Vermelho, abra! Portão do deus da guerra, abra bem! Portão da vitória venceu em
batalha, abre-se para mim! Portão do Patrono, Aberto! Portão do Senhor da ARRA e AGGA, abra!

Com o nome que me foi dado na esfera de SCHAMMASCH, peço que se abram!

IA NERGAL-YA! IA ZI ANNGA KANPA!


LA NNGA! IA NNGR YA! I A! NNGYA! IA ZI DINGIR NEENYA KANPA! IA
KANTALAMAKKYA TARRA! KANPA!
O RESUMO DA PORTA MARDUK
Grande Espírito do Planeta Lembre-se! MARDUK, deus da vitória sobre os Anjos Negros,
lembre-se!
MARDUK, senhor do país, lembre-se! MARDUK, filho de ENKI, mestre da
magia, lembre-se! MARDUK, dominando o velho, lembre-se! MARDUK,
que dá força às estrelas, lembre-se!

MARDUK, que mostra aos caminhantes seus lugares, lembre-se! Senhor dos mundos e dos espaços
entre eles, lembre-se!
Primeiro entre os deuses astrais, ouça e lembre-se! Em nome do pacto firmado entre você e a raça dos
homens, eu te chamo, ouço e lembro!

Do portão do poderoso NERGAL, a esfera do Planeta Vermelho, eu ligo para você, ouça e lembre-o!
MARDUK, senhor das cinquenta forças, abra seu portão para mim! MARDUK, deus dos cinquenta
nomes, abra seus portões para seu servo! Com o nome que me foi dado na esfera .NERGAL, eu
chamo você para abri-lo!

Portão do Grande Deus, abra!


Portão de Deus com o machado de duas cabeças, abra! Portão do Senhor
do mundo entre os mundos, abra! Portão do conquistador dos monstros do
mar, abra! Portão da cidade dourada de SAGALLA, aberto! IA DAG! IA
GAT! IA MARGOLK-BABBONNESCH! IA MARRUTUKKU! IA TUKU!
SUHRIM SUHGURIM!

ZAHRIM ZAHGURIM! ACHCHANNGABANNACHA- CHA GANNA-BABILLUKUKU!


O RESUMO DE NINIB - TORES Espírito de andarilhos nos ovos do
deserto, lembre-se! Espírito do planeta, lembre-se! Fantasma do planeta
do caçador, lembre-se! NINIB, senhor dos caminhos sombrios, lembre-se!
NINIB, senhor das passagens secretas, lembre-se! NINIB, especialista em
segredos de todas as coisas, lembre-se! NINIB, conhecedor dos caminhos
dos antigos, lembre-se! NINIB, com chifres de silêncio, lembre-se! NINIB,
Guardião dos Caminhos do IGIGI, lembre-se! NINIB, conhecedor dos
rastros dos mortos, lembre-se!

Em nome do pacto juramentado entre você e a raça dos homens, eu te chamo! Ouça e lembre-se!

Do Portão Poderoso do Senhor dos Deuses, MARDUKs, a esfera do Grande Planeta, eu os chamo!

Ouça e lembre-se! NINIB!


Dark Wanderer nas Terras Esquecidas, ouça e lembre-se! NINIB! Goleiro dos deuses astrais,
abra seu portão para mim! NINIB! Mestre da perseguição e da longa jornada, abra seu portão
para mim! Portão do deus ancião com chifres duplos, aberto! Portão da última cidade do céu,
abra! Portão do mistério de todos os tempos, abra! Portão do Mestre do Poder Mágico, abra!
Portão do Senhor de Toda Magia, abra!

Portão do Conquistador de todos os feitiços malignos, ouça e abra! Com o nome que me foi dado na
esfera de MARDUK, o mestre da magia, eu te chamo para se abrir! IA DUK! IA ANDARRA!

IA ZI BATTU BA ALLU!
BALLAGU BEL DIRRIGU BAAGGA KA KANPA! BEL ZI
ECHA ECHA!
AZZAGBAT! BAZZAGBARRONIOSCH! ZELIG!
A CHAMADA DO DEUS DO FOGO

Espírito de fogo, lembre-se! GIBIL, espírito de fogo,


lembre-se! GIRRA, espírito das chamas, lembre-se!

Ó deus do fogo, poderoso filho de ANU, o mais aterrorizante de seus irmãos, levante-se!

Oh deus do fogo, deus da destruição, lembre-se!


Levanta-te, ó Deus do fogo, GIBIL, em Vossa Majestade e devora meus inimigos! Levanta-te, ó deus do
fogo, GIRRA, nas tuas forças e queima os feiticeiros que estão me perseguindo!

GIBIL GASCHRU UMUNA YANDURU TINTOU YESCH


SCHIR ILLANI U MA YALKI! GISCHBAR IA ZI IA

IA ZI DINGIR GIRRA KANPA!


Levante-se, filho do disco flamejante da ANU! Ascensão, descendente da arma de ouro de MARDUK! Não
sou eu, é ENKI, o mestre da magia, quem te chama! Não sou eu, sou MARDUK, o assassino da cobra,
que está ligando para você agora! Queime o mal e aqueles que o fazem! Queime o mago e a bruxa!
Queime-os! Queime-os! Destrua-os! Devore seus poderes! Leve-os embora!

Levante-se, GISCHBAR BA GIBIL BA GIRRA ZI AGA KANPA! Espírito do deus


do fogo, você é conjurado! KAKKAMMANUNU!
A convocação do guardião

Este é o livro da convocação do guardião, das fórmulas que recebi do escritor ENKI, nosso mestre e
senhor de toda a magia. Deve-se tomar muito cuidado para garantir que esse espírito indomável não se
levante contra o sacerdote e, para esse fim, um sacrifício preparatório deve ser feito em uma tigela nova e
limpa. Os selos apropriados estão inscritos na tigela, estes são os três sinais esculpidos da rocha, onde
ocorreu minha iniciação, que são:

Eles precisam ser gravados com uma caneta fina ou com uma agulha ou escritos neles com tinta escura.
A vítima deve ser feita de pão fresco, resina de pinheiro e grama de olieribos. Estes devem ser queimados
na nova tigela, e a espada do guarda com o selo gravado está à mão, porque ele a habitará no momento
da convocação do guarda e se afastará se lhe for permitido.

O Guardião vem de uma raça diferente da dos homens e também da dos deuses, e diz-se que ele esteve
junto com o KINGU e suas hordas durante a guerra entre os mundos, mas permaneceu insatisfeito e com
os exércitos dos deuses. Homens ligados a MARDUK. Portanto, é aconselhável convocá-lo em nome dos
Três Grandes Guardiões que existiam antes do confronto e de quem o Guardião e sua raça finalmente
descenderam; e esses três são ANU, ENLIL e Master ENKI da Magic Water. Por esse motivo, às vezes são
chamados de Três Guardiões, MASS SSARA-TI e Guardian MASS SSARATU ou KIA MASS SSARATU. E
às vezes o guardião aparece como um cachorro grande e raivoso que anda pelo portão ou pelo círculo, e o
idimmu, que sempre espreitam as muralhas e esperam pelas vítimas. E às vezes o guardião aparece como
um espírito grande e nobre, segurando uma espada de fogo, e até os deuses mais velhos têm medo disso.

E às vezes o guardião aparece como um homem barbeado, com uma túnica longa, com olhos que nunca
perdem o olhar fixo. Dizem que o Senhor dos Guardiões vive nos desertos do IGIGI, e ele apenas guarda
os Idimmu e nunca levanta a espada contra eles ou os luta, a menos que o tratado seja invocado por
ninguém menos que os Deuses Anciões em seu conselho como entre os sete gloriosos APHKHALLU.

E, às vezes, o guardião aparece como o inimigo, pronto para devorar o padre que estava errado em seus
encantamentos ou deixou de fora a vítima ou agiu de forma contrária ao acordo; e por esses atos, os
deuses anciãos daquela raça silenciosa não podem proibir-se de cobrar seu preço. E diz-se que alguns
dessa raça estão lá, esperando que os antigos dominem o cosmos novamente, para que eles mesmos
possam
mão direita em honra, e que tais são galopantes, é dito. O RESUMO DE PREPARAÇÃO

Quando chegar a hora de ligar para o Guardião, o local da ligação deve estar limpo e um círculo duplo de
farinha de trigo desenhado ao seu redor. Não deveria haver um altar ali, apenas a nova tigela com os três
selos desenhados. E a convocação do fogo deve ser feita e as ofertas derramadas na tigela ardente. E a
tigela agora é chamada de AGA MASS SSARATU e não deve ser usada para nenhum outro propósito que
não seja chamar a guarda.

E a tigela deve ser colocada entre os círculos na direção nordeste.

Seu traje deve ser preto e seu boné também deve ser preto. E a espada deve
estar à mão, mas ainda não no chão. E deve ser a hora mais escura da noite.

E não deve haver outra luz senão a do AGA MASS SSARATU. E a convocação dos três deve ser
realizada: ISS MASS SSARATI SCHA MUSCHI LIPSCHURU RUCHISCHA LIMNUTI! IZIZANTIMMA
ILANI RABUTI SCHIMA YA DABABI! DINI DINA ALAKTI LIMDA! ALSI KU NUSCHI ILANI MUSCHITI!

IA MASS SSARATI ISS MASS SSARATI BA IDS MASS SSARATU! E essa convocação em particular
pode ser feita a qualquer momento quando o padre sente que está em perigo, seja de sua vida ou de seu
espírito; e os Três Guardiões e o Um Guardião se apressarão em seu auxílio. Quando isso é dito, a
espada deve ser lançada à força no chão atrás do AGA MASS SSARATU com as palavras IDS MASS
SSARATU. E o guardião aparecerá por causa das instruções que o padre deve dar a ele.

A Convocação Ordinária do Guardião


Essa convocação deve ser feita durante qualquer cerimônia, quando for necessário convocar o Guardião
para se projetar além dos distritos e limites externos do círculo ou portão. A espada deve ser jogada no
chão como antes e na parte nordeste, mas o AGA MASS SSARATU não é necessário,

A menos que você não tenha sacrificado ao seu tutor durante um período de lua, nesse caso será
necessário sacrificá-lo novamente, seja nesta cerimônia ou em outra antes.

Levante a adaga de cobre da INANNA e declama-a com uma voz clara, seja alta ou suave: IA MASS

SSARATU!

Convoco você com o fogo de GIRRA, os véus do Warloorni afundado


e com as luzes de SCHAMMASCH. Eu te chamo antes de mim, aqui,
na sombra visível,

Perceber e proteger este Círculo Sagrado, este Portal Sagrado de (NN) de uma forma perceptível.

Que ele com o nome indizível, o número irreconhecível, que nenhum homem jamais viu
A quem nenhum padrão jamais mediu, que
nenhum mágico jamais chamou, agora o
chama aqui!
Levante-se, com ANU eu ligo para você! Levante-se, eu ligo para você
com ENLIL! Levante-se, com ENKI eu ligo para você! Pare de ser o
dorminhoco da EGURRA. Pare de mentir sob as montanhas do KUR.
Levante-se das gargantas do antigo Holocausto! Levante-se do velho
Abyssos de NARR MARRATU! Venha através do ANU! Venha através do
ENLIL! Venha através do ENKI!

Em nome do pacto, venha e se levante diante de mim!


IA MASS SSARATU! IA MASS SSARATU! IA MASS SSARATU ZI KIA KANPA!
BARRGOLOMOLONETH KIA! SCHTAH!
Nesse ponto, o guarda certamente virá e ficará do lado de fora do portão ou do círculo até então, quando
ele bater na mão esquerda do padre contra o punho da espada enquanto estiver usando o BARRA MASS
SSARATU! BARRA!

tem permissão para remover.


Você não pode deixar seus distritos sagrados até que o tutor tenha permissão, caso contrário ele
o devorará. Essa é a lei.

E ele não se importa com quem guarda, apenas que ele obedece ao padre.
O MAQLU - ESCREVER

O LIVRO DE MAQLU QUEIMADO OS ESPÍRITOS VICIOSOS Aqui estão os feitiços, as queimaduras e


os vínculos que nos foram passados ​por ENKI, o mestre. Elas devem ser executadas pelo padre através
do AGA MASS SSARATU e com os retratos apropriados - como descrito aqui. Os encantamentos devem
ser recitados após a chamada do guardião; e ele executará as obras que lhe são trazidas pelos
encantamentos. Quando ele retornar, ele deve ser liberado como descrito acima. Saiba que, se retratos
forem usados, eles terão que ser completamente queimados e suas cinzas serão enterradas em terreno
seguro, onde ninguém poderá encontrá-los; caso contrário, tocar significava morte.

Saiba que os espíritos malignos são principalmente sete, porque sete são os MASKIM que rasgam o
coração do homem e zombam de seus deuses. E a magia deles é muito forte, e eles são donos das
sombras e das profundezas do mar e, uma vez, diz-se, governaram MAGAN de onde vieram. As grafias e
os exorcismos devem ser pronunciados em uma voz clara, sem tremer e tremer. Os braços devem ser
mantidos acima da cabeça na posição de sacerdote de SCHAMMASCH, e os olhos devem perceber o
espírito do deus SCHAMMASCH, mesmo que seja a hora de SCHAMMASCH dormir atrás das montanhas
de Escorpião.

Nenhuma palavra pode ser alterada. Eles não devem ser mostrados a ninguém que não seja o instruído
corretamente. Mostrá-lo a outra pessoa significa invocar a maldição de NINNGHI-ZHIDDA para você, seus
descendentes e suas gerações.

O livro Maqlu of the Burnings: O exorcismo do ânus

da coroa
Em tempos de perigo, o padre deve colocar a coroa branca impecável da ANU com o selo de oito raios e
permanecer da maneira prescrita com as placas de chamada no peito e a adaga de cobre INANNA na
mão direita.

Porque se diz que quando um homem acende um fogo, ele não o faz em uma cova para não se
machucar? Isso é verdade para o UDUGGU que chamamos, porque eles são como fogo, e todo cuidado
deve ser tomado para que eles não devorem o mago e sua geração. Este é o exorcismo da ANU:

Coloquei a coroa estrela do céu, o poderoso disco de ANU na minha cabeça,

Para que um espírito amável e um amável guardião Como o Deus que me


criou Sempre fiquem na minha cabeça

Me levantando para honrar os Deuses Anciãos. UDUGGHUL


ALLACHUL GIDDIMCHUL MALLACHUL MASQIMCHUL
DINGIRCHUL Nenhum espírito
maligno Nenhum demônio
maligno Nenhum deus maligno
Nenhum demônio maligno
Nenhum demônio bruxo

Nenhum demônio devorador de sujeira


Nenhum demônio predador Nenhuma
sombra da noite Nenhuma tigela da noite
Nenhuma amante do demônio Nenhum
descendente do demônio Nenhum feitiço do
mal Nenhuma bruxaria Nenhuma mágica

NENHUM MAL NO MUNDO OU SOB O MUNDO OU NO


MUNDO PODE ME ATACAR AQUI! BARRA ANTE MALDA!
BARRA ANGE GE YENE! ZI DINGIR ANNA KANPA! ZI DINGIR
KIA KANPA! GAGGAMANNU!

UM APLICATIVO CONTRA OS SETE PERDIDOS: Existem sete, existem sete;

Existem sete nas profundezas do oceano, sete nos céus


cintilantes. Você vem das profundezas do oceano, você vem
dos esconderijos escondidos, você não é homem nem mulher,
você que se estende como correntes. Você não tem marido, não
tem filhos,

A misericórdia é estranha para eles, eles


ignoram as orações, zombam dos desejos,

Eles são criados das montanhas de MASSCHU

Inimigos de nosso mestre ENKI; São a retribuição dos


velhos, que criam dificuldades, ganham força através da
maldade: os inimigos! O inimigo! Os sete inimigos! São
sete! São sete!

São sete vezes sete! Espírito do céu, lembre-se! Espírito da Terra, lembre-se!
O EXORCISMO BARRA EDINNAZU CONTRA ESPÍRITOS QUE O CÍRCULO
ATAQUE

ZI ANNA KANPA! ZI KI A
KANPA! GALLU BARRA!
NAMTAR BARRA! ASHAK
BARRA! GIGIM BARRA!
ALAL BARRA! TELAL
BARRA! MASQIM BARRA!
UTUQ BARRA! IDPA
BARRA! LALARTU BARRA!
LALLASSU BARRA!
AKHKHARU BARRA!
URUKKU BARRA!
KIELGALAL BARRA!
LILITU BARRA!

UTUQ XUL EDIN NA CLOSE! ALLA XUL


EDIN NA CLOSE! GIGIM XUL EDIN NA
CLOSE! MULLA XUL EDIN NA CLOSE!
DINGIR XUL EDIN NA CLOSE! MASQIM
XUL EDIN NA FECHAR! BARRA!
EDINNAZU!

ZI ANNA KANPA! ZI KIA KANPA!

O EXORCISMO ZI DINGIR (Para ser usado contra


qualquer tipo de malefício) ZI DINGIR NNGI E NE KANPA
ZI DINGIR NINGI E NE KANPA ZI DINGIR NENHUM NE
KANPA ZI DINGIR NINNUL E NE KANPA ZI DINGIR ENN
KANPA NEI KANPA ZI DINGIR N DE SCHURRIM MA
KANPA ZI DINGIR NINN DE SCHURRIM MA KANPA ZI
DINGIR ENDUL AAZAG GA KANPA KANPA

ZI DINGIR ENAA MAA UM DINGIR ENEIL LAAGE KANPA ZI DINGIR ENAA


MAA UM DINGIR NINNEIE LAAG KANPA
ZI DINGIR SSISGI GISCH MA SAGBA DAA NI IDDA ENNU BALLEMA KANPA ZI DINGIR
BHABBHAR L'GAE DEKUD DINGIR RI ENNEGE KANPA
ZI DINGIR NINNI DUGGAANI DINGIR UM NNUNNA IA UM SAGGNNUUNGA GATHA GAN ENE KANPA!

O EXORCISMO CONTRA AZAG-THOTH E SEUS COLABORADORES (É necessário fazer um retrato


de um assento no trono e, enquanto o exorcismo seguinte estiver sendo cantado, seja incendiado pelo
fogo do AGA MASS SSARATU.) Ferva! Ferver! Queimar! Queimar! UTUK CHUE TA ARDATA! Quem é
você cujo filho Quem é você, cuja filha?

Qual feitiço, que feitiço trouxe você aqui? Que ENKI, o mestre da magia, me
liberte! Que ASCHARIEUDU, filho de ENKI, me liberte! Que eles tornem sua
mágica vergonhosa impotente! Eu te acorrento! Eu amarro você!

Eu te entrego a GIRRA, o Senhor das


Chamas, que queima, queima, cativa,

Até o poderoso KUTULU tem medo!


Que GIRRA, a sempre ardente, dê força aos meus pobres! Que GIBIE, o Senhor do
Fogo, dê poder à minha magia! Injustiça, assassinato, congelamento dos fins,

Rasgando o intestino, devorando a carne e a loucura, você me seguiu de todas as


maneiras! Deus louco do caos! Que a GIRRA me liberte!

AZAG-TH TA TADADA! IA MARDUK! IA MARDUK! IA ASALLUCHI! Você me escolheu


como um cadáver. Você me deu a caveira.

Você enviou fantasmas para me assombrar. Você enviou Vampyre para me assombrar. Você me
entregou aos fantasmas errantes dos desertos. Você me deu os fantasmas das ruínas em ruínas.
Você me deu os desertos e os ovos do deserto, as terras proibidas. Nunca abra sua boca à magia
contra mim novamente! Eu tenho seu retrato

Renda-se às chamas GIBIL! Queime, demônio


louco! Queime, deus louco!

Que o Burnra Girra desamarre seus nós! Que as chamas de GIBIL


desamarrem sua corda! Possam as leis da queima agarrar sua garganta!
Que as leis do fogo me vingem!

Não sou eu, é MARDUK, filho de ENKI, o mestre da magia que comanda você!

KAKKAMMU! KANPA!
RESUMO CONTRA OS IDOSOS
(Recite todos os anos quando o urso pendurar sua cauda nos céus.)

São as tempestades destrutivas e os ventos malignos, uma rajada de vento


maligna, prenúncio da tempestade perniciosa, uma rajada de vento maligna,
precursora da tempestade perniciosa; São crianças poderosas, idosos,
precursores da praga,

Portador do trono de NINNKIGAL. Eles são a maré


que corre pelo país. Sete deuses do vasto céu. Sete
deuses da vasta terra. Existem sete velhos, sete
deuses do poder, sete deuses do mal, sete demônios
do mal,

Sete demônios da opressão, sete no céu, sete


na terra. UTUG XUL ALA XUL GIDIM XUL
MULLA XUL DINGIR XUL MASQIM XUL ZI
ANNA KANPA! ZI KIA KANPA

ZI DINGIR ENLIL CURSO DE LA LUGAL RA GE KANPA! ZI DINGIR


NINLIL LA NIN CURSO RA GE KANPA! ZI DINGIR NINIB IBILA
ESCHARRA GE KANPA! ZI DINGIR NINNI NIN CURSO RA GE
KANPA! ZI DINGIR UM NINGNA DINGIR GALGALLA E NE KANPA! ZI
DINGIR ANNA KANPA! ZI DINGIR KIA KANPA!

BABABARARARA ANTE MALDADA!


BABABARARARA ANTE CONTRA ENENE!

RESUMO PARA PROTEGER CONTRA OS AJUDANTES DOS ANTIGOS

SCHAMMASCH SCHA KASCHSCHAPIYA KASSCHAP- TIYA EPISCHYA


MUSCHTEPISCH TIYA! KIMA TINUR KHUTURSCHUNU L'RIM! LICHULU LIZUBU
U LITTAATTUKU! E PISCHTASCHUNU KIMA MEH NAADU INA TIKHI LIKHTU!

SCHUNU LIMUTUMA ANAKU LU'UBLUYI! SCHUNU LINISCHUMA ANAKU


LU'UDNIN! SCHUNU LI'IKTISCHUMA ANAKU LUUPPATAR!
TIRRAMA SCHALUTI SCHA KASCHSCHAPTI SCHA
RUCHI YE IPUSCHU SCHUPI YI ARKHISCH UPPU
YUSCH! ZI DINGIR GAL KESCHSCHEBA KANPA!

(Isso deve ser recitado sete vezes em um círculo a partir da farinha de trigo em frente ao AGA MASS
SSARATU, se você notar que os admiradores da TIAMAT estão aumentando sua força contra você ou
sua vizinhança. Ou também pode ser dito quando o Big Bear na cauda O céu trava, porque este é o
momento em que os admiradores perecíveis se reúnem para seus ritos, estabelecendo assim seu
calendário. A misericórdia das ANUs esteja com você!)

O EXORCISMO CONTRA O ESPÍRITO OBSESSADO (Isso deve ser dito se o corpo do


possuído estiver distante, ou se o sigilo deve ser mantido. Deve ser feito dentro do seu círculo a
partir do Guardião.) O Deus Mau, O Demônio Mau, O Demônio o deserto, o demônio da montanha,
o demônio do mar, o demônio do pântano, o mau gênio, as larvas monstruosas, os maus ventos,

O demônio que agarra o corpo, O demônio que rasga


o corpo; ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE!
ESPÍRITO DA TERRA, LEMBRE-SE! O demônio que
apreende o homem, O demônio que apreende a
mulher, O GIGIM que pratica o mal, A ninhada do
demônio mau; ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE!
ESPÍRITO DA TERRA, LEMBRE-SE! Quem cria
retratos. Aquele que soletra feitiços, O Anjo do Mal, o
Olho do Mal, a Boca do Mal, a Língua do Mal, o Lábio
do Mal,

A Magia Mais Perfeita;


ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE! ESPÍRITO DA
TERRA. LEMBRAR!
NINNKIGAL, esposa de NINNAZU, Que ela o faça virar o rosto para o lugar onde está!

Que os maus demônios desapareçam! Que eles tomem outro! Que eles se alimentem de outro osso!
ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE! ESPÍRITO DA TERRA, LEMBRE-SE!
O EXORCISMO ANNAKIA
(Uma convocação do céu e da terra e tudo o mais contra o espírito de possessão. Deve ser recitada sete
vezes sobre o corpo da pessoa possuída até que o espírito na forma de líquido e fogo - como óleos
verdes - saia do nariz e a boca é empurrada. Então a pessoa deve ser restaurada e sacrificada a IN
ANNA em seu templo, e isso não deve ser deixado de fora para que o espírito não retorne ao local onde
foi expulso por IN ANNA.)

ZI DINGIR ANNA KANPA! ZI DINGIR


KI UM KANPA! ZI DINGIR URUKI
KANPA! ZI DINGIR NEBO KANPA! ZI
DINGIR ISCHTAR KANPA!

ZI DINGIR SCHAMMASCH UDDU KANPA! ZI DINGIR


KANPA NERGAL! ZI DINGIR MARDUK KANPA! ZI
DINGIR NINIB ADAR KANPA! ZI DINGIR IGIGI
KANPA! ZI DINGIR ANNUNNAKIA KANPA!

ZI DINGIR ENLIL LA LUGAL CURRICULUM KANPA! ZI DINGIR


NENLIL LA NINKURKURRAGE KANPA! ZI DINGIR NINIB IBBILA
ESCHARRAGE KANPA!
ZI DINGIR NINNININ CURSO GIGSCHI INN BHABBHARAGE KANPA! ZI DINGIR ANNUNNA
DINGIR GALGALLAENEGE KANPA! KAKAMMU!

LIGANDO A MÁGICA MAL


(Se você é assombrado pelos feitiços dos admiradores dos antigos, tire fotos deles, masculino e feminino,
e queime-os nas chamas de AGA MASS SSARATU ao pronunciar a seguinte convocação.)

Eu te chamo deuses da noite


Junto com você eu ligo a noite, a mulher coberta. Eu ligo à noite, à meia-noite
e pela manhã, porque eles me enfeitiçaram,

O mago e a bruxa me amarraram. Meu deus e deusa estão chorando


por mim. Estou atormentado pela dor por causa da doença. Fico de pé,
não posso mentir nem durante a noite nem durante o dia. Você encheu
minha boca com cordas! Você fechou minha boca com repolho Upuntu!
Você ficou sem água com minhas bebidas. Minha alegria é sofrimento,
meu prazer é tristeza. Subir. Grandes deuses! Ouça minha lamentação!
Cria justiça! Tome nota dos meus caminhos! Eu tenho uma foto do
mágico e da bruxa, da minha bruxaria e da minha bruxaria.

Que os Três Guardiões da Noite dissolvam sua mágica do mal! Que suas bocas
sejam de cera, suas línguas de mel.
As palavras do meu destino que eles falaram podem derreter como cera!

O feitiço que eles fizeram pode fluir como mel! Seu nó está desatado! Seu
trabalho destruído!

Todo o seu discurso enche os desertos e os ovos do deserto


Como diz o veredicto dos deuses da noite. Acabou.

A convocação, a ligação dos mágicos do mal na origem

Alsi ku nuschi ilani muschiti


Itti kunu alsi muschitum kallatum kuttumtum Alsi
bararitum qablitum u namaritum Ashschu kaschschaptu
u kaschschipanni Eli nitum ubbiraanni

Ili-ia u Ischtari-ia uschis-su-u-eli-ia Eli


ameri-ia amru-usanaku Imdikula salalu
muscha u urra Qu-u imtana-allu-u pi-ia Upu
unti pi-ia iprusu Me maschtiti-ia umattu -u
Eli li nubu-u xiduti si-ipdi

Izizanimma ilani rabuti schima-a dababi Dini dina


alakti limda
Epu-usch salam kaschschapi-ia u kaschschapti-ia Scha
epischia u muschtepischti-ia
É mass-ssarati scha muschi lipschuru ruxischa limnuti Pischa lu-u
ZALLU Lischanuscha Lu-u Tabtu Scha iqbu-u amat lumutti-ia kima
ZALLU litta-tuk Scha ipuschu kischpi kima Tabti lischxarmit
qi-ischruscha x ipu malla-a sseri Ina qibit iqbu-u ilani muschitum.

Outra ligação com o bruxo


(Pegue uma corda com dez nós. Para cada linha da convocação que você recitar, desate um dos nós.
Quando isso for feito, jogue a corda nas chamas e agradeça aos deuses.)

Você entregou minhas fotos aos mortos, volte! Você viu minhas fotos na morte, volte! Você jogou minhas
fotos para o lado dos mortos, volte! Você jogou minhas fotos no chão dos mortos, volte! Você enterrou
minhas fotos no caixão dos mortos, volte!

Você deixou minhas fotos em destruição, volte! Você colocou minhas fotos nas paredes, volte! Você
coloca minhas fotos na porta,

inversão de marcha! Você colocou minhas fotos no portão da parede, volte! Minhas
Você deu fotos para o deus do fogo, volte!

O CONVITE, OUTRA OBRIGAÇÃO À ORIGEM DAS BRUXAS

SSALMANI-IA ANA TAPQIDA DUPPIRA SSALMANI-IA ANA TÁXIRA


DUPPIRA SSALMANI-IA ITI TUSCHNI-ILLA DUPPIRA SSALMANI INI
ISCHDI TAPXA-A DUPPIRA SSALMANI-IA INA ASKUPPATI
TUSCHNI-ILLA DUPPIRA SSALMANI-IA INA BI'SCHA DURI TAPXA-A
DUPPIRA SSALMANI-IA ANA GISCHBAR TAPQIDA DUPPIRA

Um excelente ditado contra as hordas de demônios que atacam à noite

(Pode ser cantada enquanto você caminha ao redor do círculo e borrifa a área com água doce usando
uma pinha ou uma escova de ouro. A imagem de um peixe pode estar à mão e todas as palavras da
convocação são ditas claramente, seja você sussurra ou grita.) ISA YA! ISA YA! RI EGA! RI EGA! BI
ESCHA BI ESCHA! XIYILQA! XIYILQA! DUPPIRA ATLAKA ISA YA URI EGA LIMUTTIKUNU KIMA
QUTRI LITILLI SCHAMI YA INA ZUMRI Y ISA YA INA ZUMRI YA RI EGA INA ZUMRI YA BI ESCHA INA
ZUMRI YA XIYILQA INA ZUMRI YA DUPPIRA YA DUPPIRA INA ZUMRI YA LA TAQARRUBA INA
ZUMRI YA LA TASANIQA

NI YISCH SCHAMMASCH KABTU LU TAMATUNU NI YISCH


ENKI BEL GIMRI LU TAMATUNU
NI YISCH MARDUK MASCHMASCH ILANI LU TAMATUNU NI YISCH
GISCHBAR QAMIKUNU LU TAMATUNU EM ZUMRI YA LU YU
TAPPARRASAMA!
A TRADUÇÃO DO EXCELENTE Feitiço Contra Os Demônios Que Atacam à Noite »

Rompimento! Rompimento! Vá embora! Vá embora! Você devia se envergonhar! Você devia se envergonhar! Fugir! Fugir!
Vire-se, vá, termine e vá embora!
Sua maldade sobe ao céu como fumaça! Quebrar e deixar meu corpo! Longe do meu corpo com
vergonha! Fuja do meu corpo! Saia do meu corpo! Sai do meu corpo! Não volte para o meu corpo! Não
chega nem perto do meu corpo! Não pressiona meu corpo!

Você é invocado por SCHAMMASCH, o poderoso! Você é invocado no ENKI, os Senhores de Todos!
Você é invocado por MARDUK, o Grande Mágico dos Deuses!

Você é conjurado pelo deus do fogo, seu destruidor! Que você seja mantido longe do meu corpo.

A convocação das montanhas Maschu


(Um feitiço que deve trazer consternação ao inimigo e confundir seus pensamentos. É também uma
ligação, para que o feiticeiro malvado não possa ver sua mágica cumprindo os objetivos desejados, mas
que derreta como cera e mel. Essas montanhas são chamadas SCHADU , e eles são o esconderijo das
cobras de KUR. Um feitiço para causar destruição final.)

SCHADU YU LIKTUM KUNUSCHI SCHADU YU


LIKLA KUNUSCHI SCHADU YU LINI YIX KUNUSCHI
SCHADU YU LI YIXSI KUNUSCHI SCHADU YU LITE
KUNUSCHI SCHADU YU LINI KUNUSCHI SHADU
YU LINIR KUNUS

A TRADUÇÃO DAS MONTANHAS DE MASSCHU 'Que a montanha o domine! Que a


montanha o retenha! Que a montanha o conquiste! Que a montanha te assuste! Que a
montanha agite você! Que a montanha o atrapalhe! Que a montanha o subjugue! Que a
montanha o cubra! Que a poderosa montanha caia sobre você! Que você seja mantido
longe do meu corpo!
O LIVRO DA CHAMADA

Este é o livro das cerimônias de chamado que foi transmitido desde o tempo em que os deuses mais
velhos, os conquistadores dos antigos, estavam andando na terra. Este é o livro de NINNGHIZHIDDA, a
serpente com chifres, a senhora da varinha mágica.

Este é o livro de NINACHAKUDDU, a rainha, a senhora da convocação.

Este é o livro de ASALLUCHI, o rei, o mestre da magia. Este é o livro de AZAG, o


encantador.
Este é o livro de EGURRU, as Águas Sombrias de ABSU, a área de ERESCHKIGAL, a Rainha da
Morte.
Este é o livro dos servos do conhecimento, FIRIK e PIRIK, o demônio do cajado da serpente e o demônio
do raio, o protetor da fé secreta, o conhecimento secreto que se esconde daqueles que não são de nós,
dos não iniciados deverá ser. Este é o livro de ASARU, o olho no trono.

Este é o livro de USCHUMGALLUM, o poderoso dragão da batalha contra os deuses mais velhos, de
HUBUR.
Este é o livro de ENDUKUGGA e NINDU-KUGGA, os monstros masculinos e femininos do Abismo,
com garras como punhais e asas da escuridão.

Este também é o livro de NAMMTAR, o chefe entre os mágicos de ERESCHKIGAL.

Este é o Livro dos Sete Demônios das Esferas Inflamadas, os Sete Demônios das Chamas.

Este é o livro do sacerdote que domina as obras do fogo. Primeiro, saiba que o poder dos conquistadores
é o poder da magia, e que os deuses derrotados tentarão afastá-lo das legiões dos poderosos, e que
você sentirá os fluidos finos do seu corpo se movendo em direção à respiração e ao sangue de TIAMAT.
KINGUs que estão correndo em suas veias se movem. Portanto, esteja sempre atento para não abrir o
portão ou, se for necessário, feche-o antes do nascer do sol e feche-o neste momento, pois deixá-lo
aberto significa ser o agente do CHAOS.

Em seguida, saiba que o poder da magia é o poder de Nosso Mestre ENKI, o Senhor dos Mares, o
Senhor da Magia, o Pai de MARDUK, o criador do Nome Mágico, o Número Mágico, a Palavra Mágica, a
Forma Mágica. Portanto, portanto, o sacerdote que domina as obras do fogo e o deus do fogo,
GISCHBAR, chamado GIBIL, deve primeiro borrifar com a água do mar ENKI como testemunho de seu
governo e como sinal do acordo entre ele. e existe para você.

Terceiro, saiba que através do poder dos deuses mais antigos e da subjugação dos antigos, você pode
alcançar todo tipo de honra, dignidade, riqueza e felicidade, mas que eles devem ser evitados como
portadores da morte, porque as gemas mais brilhantes estão enterradas nas profundezas do Terra, e o
túmulo do homem é o esplendor de ERESCHKI-GAL, a alegria de KUTULU, a comida de AZAG-THOTH.
Portanto, seu dever é guardar o portão por dentro, ser o mensageiro de MARDUK, o servo de ENKI; pois
os deuses são esquecidos e distantes, e esse acordo foi dado aos sacerdotes da chama para selar os
portões entre o mundo e o exterior e vigiar ao lado da noite do tempo. E o círculo da magia é a parede, a
barreira,
o templo e a porta de entrada entre os mundos.
Quarto, saiba que o sacerdote da chama e da espada e toda a magia foram obrigados a trazer seu poder
para o submundo e, assim, mantê-lo acorrentado, pois o submundo é certamente o portão esquecido
pelo qual os antigos sempre seguem Fique de olho na entrada para a Terra dos Vivos. E os emissários
do ABSU andam pela terra, andam no ar e na terra, navegam calmamente pelas águas e rugem no fogo;
e todos esses espíritos devem ser sujeitos à pessoa do sacerdote de magia, e acima de tudo. Ou o padre
se torna a presa do olho da morte ou os sete ANNUNNAKI, os senhores do submundo, os emissários da
Rainha do Inferno.

Como quinto, saiba que os admiradores da TIAMAT estão em todo o mundo e lutarão contra sua mágica.
Sim, eles adoram a serpente desde os tempos antigos e sempre estiveram conosco. E eles podem ser
reconhecidos por sua aparência aparentemente humana, que carrega o símbolo do animal, assim como
eles mudam facilmente para a forma dos animais e assombram as noites das pessoas. Eles também
podem ser reconhecidos pelo seu cheiro, que vem do incenso ardente, o incenso que não é permitido
para o culto dos idosos. E seus livros são os livros de Caos e as chamas, e os livros das sombras e das
taças. E eles adoram a terra nascente, o céu magnífico, a chama desenfreada e a água da enchente; e
são eles que montam as legiões dos Maskim, os emboscados. E eles não sabem o que fazem, mas o
fazem pela ordem da serpente, cujo nome até ERESCHKIGAL é tomado pelo medo e o terrível KUTULU
puxa suas correntes. MUMMU TIAMAT, rainha dos idosos!

Sexto, saiba que você não deve procurar o trabalho dessa mágica, exceto com as regras e comandos
dados aqui; Porque agir de maneira diferente cria o pior risco para você e toda a humanidade. Portanto,
tome cuidado com essas palavras e não mude as palavras dos encantamentos, quer as entenda ou não,
porque são as palavras dos pactos antigos que foram feitos antes do tempo. Portanto, diga suavemente
quando a fórmula for suave ou grite quando a fórmula for violenta e barulhenta, mas não altere uma
medida para não chamar mais nada e é sua última hora.

Como sétimo, saiba as coisas que você pode esperar do poder desta Santíssima Magia. Estude bem os
símbolos e não tenha medo de um fantasma terrível que invade seu trabalho ou assombra sua casa dia
e noite. Acuse-os apenas com as palavras do acordo e eles farão o que você pedir quando for forte. E se
você fizer esse trabalho com frequência, verá as coisas escurecerem; e você não verá mais os
andarilhos em suas esferas; e as estrelas em seus lugares perderão a luz; e a lua com a qual você
trabalha será negra e extinta

e ARATAGAR não será mais, e a terra não


continuará.
E ao seu redor a chama - como um relâmpago vindo de todas as direções - aparecerá, e todas as coisas
aparecerão no meio de um rugido, e o ANNUNNAKI com cara de cachorro surgirá das cavernas e você as
derrubará.

E o sinal da sua corrida é este:


Qual usar sempre como sinal do acordo entre você e os Deuses Anciãos. E o sinal do ancião é este:

Qual usar sempre como sinal do poder da magia de ENKI. E eu já contei tudo isso, mas vou contar
novamente porque o padre, que está armado e equipado com todo tipo de armadura, é como a deusa.

A localização da ligação deve ser preferencialmente alta nas montanhas, ou perto do mar, ou em uma área
separada dos pensamentos humanos, ou no deserto, ou no alto de um templo antigo. E deve estar limpo e
livre de indesejáveis. Portanto, o local escolhido deve ser limpo com pedidos humildes ao seu deus e
deusa especial e queimando ofertas de pinheiro e cedro. E um pão redondo de pão e sal deve ser
oferecido. E depois que isso tiver sido sacrificado às divindades pessoais, o sacerdote deve pronunciar
solenemente a seguinte convocação, para que o local do chamado seja limpo e todo o mal seja banido
dali; e o sacerdote não deve mudar uma palavra ou letra desse exorcismo, mas recitá-lo fielmente,
conforme estabelecido:

GAR SCHAG DA SISIE AMARADA YA DINGIR


UD KALAMA SINIKU DINGIR NINAB GUYU
NEXRRANIKU GA YA SCHU SCHAGMUKU TU!

E o pão deve ser queimado no braseiro de bronze da chamada e o sal deve ser espalhado pela sala -
sessenta vezes.
E um círculo deve ser desenhado no chão, no meio do qual você permanecerá enquanto continua os
encantamentos e tenha cuidado especial para não se aventurar além dos limites do círculo, não sobre
esta mandala sagrada de invocação, para que você não são devorados pelos monstros invisíveis dos
EGURRU ERESCH-KIGALs.

E o círculo deve ser desenhado com limão, cevada ou farinha de trigo branca. Ou cavou no chão com o
Calling Dagger da INANNA. Ou para ser bordado com a seda mais preciosa ou tecido valioso.

E as cores devem ser apenas preto e branco e não outras. E a faixa de cabeça da chamada e o banner
da chamada devem ser feitos de tecido fino e nas cores de NINIB e INANNA, ou seja, preto e branco.
Porque o NINIB conhece as regiões exteriores e os caminhos dos antigos, e INANNA conquistou o
submundo e derrotou sua rainha.
Diz-se que a coroa do chamado carrega a estrela de oito pontas dos Deuses Anciões, e pode ser feita de
uma folha de cobre em relevo, que é incrustada com pedras valiosas. E com você você deve ter um bastão
de lápis-lazúli, a estrela de cinco pontas em volta do pescoço, a faixa para a cabeça, o cinto, o amuleto da
UR ao redor do braço e usar uma túnica limpa e imaculada.

E todas essas coisas devem ser usadas apenas no momento da ligação e, em outras ocasiões, devem ser
guardadas e escondidas para que ninguém, a não ser você, possa vê-las. Quanto à adoração dos deuses,
siga o costume de seu país, mas os velhos sacerdotes estavam nus em seus ritos. E então você deve
desenhar o círculo. E você deve chamar seu deus e deusa, mas seus retratos devem ser limpos e
afastados do altar, a menos que você invoque as forças de MARDUK; nesse caso, deve haver uma foto
dele no altar e nenhuma outra.

E as fragrâncias devem ser queimadas na panela após a chama do fogo, conforme descrito em outras
partes deste livro; e o guardião deve ser chamado de acordo com seu rito e depois convocar os quatro
portões, que são as quatro torres de vigia que estão ao seu redor e ao redor da mandala e são
testemunhas dos ritos e guardam o exterior para que os velhos não o incomodem.

E a invocação dos quatro portões acontece dessa maneira. Você deve recitá-los em voz alta e com uma voz
clara:

DE CHAMAR OS QUATRO PORTÕES DO MUNDO ENTRE AS ESFERAS

A invocação do portão norte:


Eu te chamo, o Caçador de Prata da Cidade Santa de UR! Eu chamo você para proteger este lugar do
norte da Mandala Santíssima contra os guerreiros corruptos da chama dos principados da DRA! Tenha
muito cuidado com os UTUKKI de TIAMAT, os opressores de ISCHNIGARRAB, o trono de
AZAG-THOTH!

Estique seu arco diante dos demônios do ABSU,


Atire sua flecha nas hordas de anjos das trevas que estão aglomerando a amada de ARRA por todos os lados e
em todos os lugares. Seja vigilante, Senhor dos Caminhos do Norte!

Lembre-se de nós, rei de nossa pátria, vencedor em todas as guerras, vencedor sobre todos os adversários.

Veja nossas luzes e ouça nossos arautos, e não nos perdoe. Espírito do Norte,
lembre-se!

Invocando o Portão Oriental:


Eu chamo você, governante da estrela em ascensão, rainha da
magia, as montanhas de MASSCHU!
Estou chamando vocês hoje para proteger esta Mandala Mais Sagrada contra os sete, o meio do
ciclo, os sete, que são emboscados, os maus Maskim, os maus mestres!

Eu te chamo, rainha dos caminhos orientais, para me ver diante dos olhos da morte
proteger e contra os raios do mal do ENDUKUGGA e NINDU-KUGGA!

Seja vigilante, rainha dos caminhos orientais, e lembre-se! Espírito do

Oriente, lembre-se! Invocando o portão sul:

Eu chamo você, anjo, guardião de URULU, a terrível cidade da morte, morte sem retorno! Fique ao
meu lado!

Em nome do anfitrião mais poderoso de MARDUK e ENKI, os senhores da raça mais antiga, a ARRA,
estão firmemente atrás de mim!
Fique contra PAZUZU e HUMWAWA, os demônios dos ventos do sudoeste! Permaneça firme contra os
senhores das abominações! Seja o olho atrás de mim, a espada atrás de mim, a lança atrás de mim, a
armadura atrás de mim.

Esteja alerta, espírito dos caminhos do sul, e lembre-se! Espírito do Sul,


lembre-se!

Invocando o portão ocidental:


Eu te chamo, espírito da terra de MER MARTU! Eu te chamo, anjo
do pôr do sol! Protege-me do deus desconhecido! Proteja-me do
demônio desconhecido! Proteja-me do inimigo desconhecido!
Proteja-me da magia desconhecida! Protege-me das águas de
KUTULU! Me proteja dos ERESCHIKGALs sombrios! Proteja-me
das espadas de KINGU!

Protege-me da aparência perecível, da palavra perecível, do nome perecível, do número


perecível, da forma perecível! Esteja alerta, espírito dos caminhos ocidentais, e lembre-se!
Espírito do portão ocidental, lembre-se!

Invocação aos quatro portões:


MER SIDI! MER KURRA! MER
URULU! MER MARTU!

ZI DINGIR ANNA KANPA! ZI


DINGIR KI UM KANPA! UTUK XUL,
TA ARDATA! KUTULU, TA
ATTALAKLA! AZAG-THOTH, TA
KALLA! IA ANU! IA ENLIL! IA NNGI!
ZABAO!

Aqui estão vários apelos especiais para convocar os poderes e espíritos. Pode haver obras das Artes
Necromanticas em que
deseja-se falar com o fantasma de um homem morto que pode viver em ABSU e, assim, tornar-se um
servo de ERESCH-KIGAL. Nesse caso, a seguinte invocação preparatória deve ser usada, que é a
invocação que a Rainha da Vida, INANNA, estava usando no momento de sua descida ao Reino das
Dores. É nada menos do que abrir o portão GANZIR, que leva aos Sete Passos para o terrível abismo.
Portanto, não se perturbe com a visão e os ruídos que virão dessa abertura, porque haverá as queixas e a
miséria das sombras ali ligadas, bem como os gritos do louco no trono das trevas.

CHAMADA DE TRABALHO PREPARATÓRIA PARA CHAMAR OS ESPÍRITOS DOS MORTOS QUE


VIVEM NA CHUTHA, A PERDIDA, BAAD ANGARRU! NINNGHIZHIDDA!

Eu te chamo, serpente das profundezas!


Eu te chamo, NINNGHIZHIDDA, Serpente Horned of the Deep!

NINNGHIZHIDDA!
Aberto!
Abra o portão para que eu possa entrar! NINGHIZHIDDA, espírito das profundezas, guardião do portão,
lembre-se! Em nome de nosso pai ENKI, antes da fuga, mestre e mestre de magia, abra o portão para
que eu possa entrar! Abra para não atacar o portão! Abra para não quebrar as barras! Abra para que eu
não ataque as paredes! Aberto para não pular sobre ele com minha força!

Abra o portão para que eu não levante os mortos e devore os vivos!

Abra o portão para que eu não dê o poder morto sobre os vivos!

Abra o portão para não deixar que os mortos superem os vivos! NINNGHIZHIDDA, espírito das
profundezas, guardião do portão, abra! Que os mortos se levantem e cheire o incenso!

E quando o espírito do chamado aparecer, não tenha medo em sua forma ou natureza, mas diga-lhe
estas palavras: UUG UDUUG UUGGA GISCHTUGBI

E ele assumirá uma aparência graciosa e responderá com sinceridade a todas as perguntas que você faz
e sobre as quais ele é capaz de fazê-lo. E você deve se lembrar de quando todas as perguntas foram
respondidas, para sua satisfação, que o espírito deve ser enviado de volta para onde veio e não mais se
manter; e você não deve tentar libertar a mente, porque isso seria uma violação do acordo e traria uma
maldição muito poderosa para você e suas gerações, e é por isso que é ilegal mover ou desenterrar os
ossos dos mortos. E a mente pode ser enviada de volta através destas palavras: BARRA UUG UDUUG
UUGGA!

E desaparecerá instantaneamente e retornará ao seu lugar. Se ele não fizer isso imediatamente,
apenas recite essas palavras novamente e ele fará.
A seguir, é apresentada a Grande Invocação de todos os poderes que devem ser usados ​apenas em
momentos de necessidade excepcional, ou para silenciar um espírito rebelde que está atormentando
você, ou que pode causar confusão em torno da mandala por razões desconhecidas, talvez como um
agente do antigo. Nesses casos, é urgente enviar a mente de volta antes que ela ganhe força,
permanecendo no Mundo Superior; porque enquanto um desses permanecer na terra, ele ganha força e
poder até que se torne quase impossível - como se fossem deuses - controlá-lo. Esta é a convocação que
você deve recitar poderosamente:

O GRANDE RESUMO DE TODAS AS FORÇAS


ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE! ESPÍRITO DA TERRA, LEMBRE-SE! Espíritos, Senhores da Terra,
lembre-se! Espíritos, amantes da terra, lembre-se! Espíritos, Senhores do Ar, lembre-se! Espíritos,
amantes do ar, lembre-se! Espíritos, Senhores do Fogo, lembre-se! Espíritos, amantes do fogo,
lembre-se! Espíritos, Senhores da Água, lembre-se! Espíritos, amantes da água, lembre-se!
Fantasmas, Senhores das Estrelas, lembre-se! Fantasmas, amantes das estrelas, lembre-se!
Fantasmas, mestres da hostilidade, lembre-se! Espíritos, amantes da hostilidade, lembre-se!
Fantasmas, mestres da paz, lembre-se! Fantasmas, amantes da paz, lembre-se! Espíritos, Senhores
do Véu das Sombras, lembre-se! Espíritos, amantes do véu das sombras, lembre-se! Fantasmas
Senhores da luz da vida, lembre-se! Espíritos, amantes da luz da vida, lembre-se! Fantasmas,
senhores das regiões infernais, lembre-se! Espíritos, amantes das regiões infernais, lembre-se!
Espíritos, senhores dos senhores de MARDUK, lembre-se! Espíritos, amantes de MARDUKs,
lembre-se!

Fantasmas, senhores do SIN, que fazem seu navio atravessar o rio, recorda
Para você!
Espíritos, amantes do pecado, que faz seu navio atravessar o rio,
lembrar!
Fantasmas, senhores de SCHAMMASCH, o rei do ancião, lembre-se! Fantasmas, amantes de
SCHAMMASCH GULA, a Rainha do Ancião, lembraram-se
Para você!
Fantasmas, senhores de TSCHKU, senhor dos ANNUNAKI, lembre-se! Espíritos, amantes da deusa
ZIKU, mãe de ENKI, lembre-se! Espíritos, Senhores de NINNASU, Pai das Muitas Águas, Lembra

Para você!
Fantasmas, amantes de NINNUAH, filha de ENKI, lembre-se!
Fantasmas, senhores de NINGHIZHIDDA, que erguem a face da terra, lembram-se
Para você!
Fantasmas, amantes de NINNISI AN A, a Rainha do Céu, lembre-se! Espíritos, Senhores e
Senhoras do Fogo, GIBIL, Governante Supremo no
Cara da terra, lembre-se! Espíritos das Sete Portas do Mundo,
lembre-se! Espíritos dos Sete Castelos do Mundo, lembre-se! Geist KHUSBI
KURU, esposa de NAMMTAR, lembre-se! Lembre-se de KHITIM KURUKU,
filha do oceano, lembre-se!

ESPÍRITO DO CÉU, LEMBRE-SE! ESPÍRITO DA TERRA, LEMBRE-SE! AMANU! AMANU! AMANU!

A Grande Invocação termina aqui.

O RESUMO DE IA ADU PT I (Uma convocação


grande e mística) IA IA IA!

ADU EN I BA NINIB
NINIB BA FIRIK FIRIK BA
PIRIK
PIRIK BA AGGA BA ES AGGA BA ES
BA AKKA BAR! AKKA BAR BA AKKA
BA ES AKKA BA ES BA AKKA BAR
AKKA BAR AGGA BA ES AGGA BA
ES PIRIK PIRIK BA FIRIK FIRIK BA
NINIB NINIB BA ADU EN II AI AI AI A!
KUR BUR IA! EDIN BA EGA ERIM BA
EGURA E! E! E! IA IA IA!

EKHI IAK SAKKAK EKHI


AZAG-THOTH EKHI
ASARU
EKHI TSCHUTHALU IA! I
A! I A!

QUAIS ESPÍRITOS PODEM SER ÚTEIS


Nas cerimônias de chamado, qualquer tipo de espírito pode ser convocado e retido até que ele responda
às suas perguntas ou, o que você desejar, o obtenha. Os espíritos dos mortos podem ser chamados, os
espíritos dos não-nascidos podem ser chamados, os espíritos da chama podem ser chamados. Tomados
em conjunto, pode haver mil e um espíritos que são de importância fundamental, e você os conhecerá no
decorrer de suas experiências. Existem muitos outros, mas alguns não têm poder e apenas criam
confusão.

Os espíritos mais adequados que podem ser convocados nos primeiros ritos são aqueles
Cinqüenta espíritos dos nomes dos senhores MARDUK, que prestam um serviço excelente e são
cuidadosos guardiões do exterior. Eles não devem ser retidos por mais tempo do que o necessário, e
alguns são realmente violentos e inquietos, e devem receber seu trabalho no menor tempo possível e
depois libertados.

Depois disso, e se o padre já seguiu seus caminhos de caminhada, é benéfico invocar os espíritos das
Sete Esferas. Quando o padre entra no portão da NANNA, ele pode convocar os espíritos deste reino, mas
não antes. Você aprenderá essas coisas no decorrer de sua jornada, e não há necessidade de escrevê-las
aqui embaixo, exceto por algumas das obras da esfera de LIBAT, as sublimes fórmulas relativas a
ISKHAR, a rainha.

Este trabalho é de suave paixão; eles procuram criar afeto entre homens e mulheres. Eles são feitos
melhor em um círculo branco; e o sacerdote deve estar devidamente limpo e com uma túnica limpa.
Chamada de limpeza preparatória

Brilhando no céu, sábio ISCHTAR, Senhor dos deuses, cujo sim é 'um verdadeiro sim', Orgulhoso entre os
deuses, cujo comando é o mais alto, Senhor do céu e da terra, que governa todos os lugares, ISCHTAR,
todos se curvam ao seu nome Cabeças. Eu (NN), filho de (NN), me inclinei para você. Que meu corpo seja
purificado como lápis-lazúli! Que meu rosto brilhe como alabastro! Como a prata cintilante e o ouro
avermelhado, não quero ficar sem brilho e nublado!

Para ganhar o amor de uma mulher


(Cante as três vezes seguintes sobre uma maçã ou romã; dê a fruta à mulher para que ela possa beber o
suco, e ela certamente virá até você.) MUNUS SIGSIGGA AG BARA YE

INNIN AGGISCH XASCHXUR GISCHNU URMA SCHAZIGA


BARA YE
ZIGASCHUBBA NA AGSISCHAMAZIGA NAMZA YE
INNIN DROUGHT ESCH AKKI UGU AGBA
ANDAGUB!

Para recuperar a potência


(Amarre três nós em uma corda de harpa, use-a para envolver as mãos direita e esquerda e cante a
convocação a seguir sete vezes, e a potência retornará.)

LILLIK EM LINU USCH KIRI


LISCHTAKSSIR ERPETUMMA TIKU LITTUK NI YISCH LIBBI
IA LU AMESCH ID GINMESCH ISCHARI LU SAYAN
SAYAMMI YE LA URRADA ULTU MUXXISCHA!
ANUS COROA DE CHAMADA

A BANDA DA CHAMADA
INANNAS COBRE DAGGER DE CHAMADA

O SELO DO PORTÃO DO NORTE

117
O SELO DA PORTA ORIENTAL

O SELO DO PORTÃO DO SUL


O SELO DA PORTA OCIDENTAL

A MANDALA DA CHAMADA - UM PADRÃO


A MANDALA DA CHAMADA - OUTRO PADRÃO
O LIVRO DOS CINCO NOME DE MARDUKS

O LIVRO DOS CINCO NOMES DE MARDUKS, O CONQUISTADOR DOS ANTIGOS Este é o livro de
MARDUK, criado por ENKI, o senhor dos mágicos, que derrotou TIAMAT, conhecido como KUR, como
HUWAWA na Batalha Mágica, que derrotou os antigos. para que os anciãos possam viver e governar a
terra.

No tempo antes do tempo, na era antes do céu e da terra serem postos em seu lugar, quando os antigos
governavam tudo o que existe e o que não existe, não havia nada além de trevas. Não havia lua. Não
havia sol. Não havia planetas nem estrelas. Nenhum grão, nenhuma árvore, nenhuma planta cresceu. Os
antigos eram donos do espaço - o agora desconhecido e esquecido - e tudo era caos.

MARDUK foi escolhido pelos anciãos para lutar contra KUR e tomar o poder da Grande Serpente
Adormecida, que vive sob as montanhas de Escorpião. Uma arma e um sinal foram dados a MARDUK; e
cinquenta poderes foram dados a ele para combater o terrível TIAMAT; e todo poder tem sua arma e seu
sinal; e estes são os mais poderosos que os deuses mais velhos têm contra os antigos, que ameaça de
fora, que ameaça de Abyssos, o senhor das trevas, o mestre de Caos, o não nascido, o não criado, que
deseja o mal da raça dos homens , e também os deuses mais velhos que habitam nas estrelas.

Esqueça os deuses. Você está longe. Você tem que lembrar deles. Se eles não estiverem vigilantes, se os
guardiões dos portões não guardam os portões, se os portões nem sempre são mantidos trancados,
trancados e trancados, quem está sempre pronto invadirá o guardião do outro lado, IAK SAKKAK e
carregam consigo as hordas de exércitos de idosos: IAK KINGU, IAK AZAG, IAK AZABUA, IAK HUWAWA.
ISCHNIG-GARAB, IAK CHASTUR e IAK KUTULU, os deuses cachorros e os deuses dragões, os
monstros do mar e os deuses das profundezas. Então assista os dias! O dia em que o Big Bear paira mais
fundo no céu

- após o qual os quartos são medidos e após o que as quatro direções são medidas - porque então os
portões podem ser abertos e deve-se tomar cuidado para garantir que os portões permaneçam fechados
para sempre. Eles devem ser selados com o sinal do idoso, que deve ser acompanhado pelos ritos e
invocações certos.

Aqui estão os cinquenta nomes com seus sinais e poderes. Eles podem ser chamados depois que o
padre subiu ao degrau da escada de luz e entrou na Cidade Santa. Diz-se que os caracteres são
gravados em pergaminho ou prensados ​em argila e colocados no altar durante a chamada. E as
fragrâncias devem ser de madeira de cedro e resinas de cheiro forte e doce. E você deve ligar para o
norte.
O primeiro nome é MARDUK
O senhor dos mestres, mestre dos mágicos. Seu nome não deve ser chamado, a menos que ninguém mais
queira fazê-lo, e isso envolve a mais terrível responsabilidade de fazê-lo. A palavra de seu chamado é
DUGGA. Este é o seu selo:

O segundo nome é MARUKKA


Ele sabe todas as coisas desde o começo do mundo. Conhece todos os segredos, sejam humanos ou
divinos, e é muito difícil chamar. O sacerdote não deve convocá-lo, a menos que ele seja puro de
coração e mente, porque essa mente reconhecerá seus pensamentos mais íntimos. Sua palavra é
DUALIM e este é o seu selo:

O terceiro nome é MARUTUKKU


O mestre das artes protetoras cativou o deus louco durante a batalha. Selaram os antigos em suas
cavernas atrás dos portões. Tem a estrela ARRA. A palavra usada para chamá-lo é BAALSUKU, e este é o
seu selo:
O quarto nome é BARASHAKUSHU
Operador de milagres, o mais amigável dos cinquenta e também o mais gentil. A palavra usada para
chamá-lo é BAALDURU. Este é o seu selo:

O quinto nome é LUGGALDIMMERANKIA


Arrumou o caos, acertou a água. Comandante de legiões de demônios do vento que lutaram ao lado de
MARDUK KURIOS contra o velho TIAMAT. A palavra usada para invocá-lo é BANUTUKKU. Este é o seu
selo:

O sexto nome é NARILUGGALDIMMERANKIA


O guardião de IGIGI e ANNUNNAKI, vice-comandante dos demônios eólicos. Ele afugentará todos os
Maskim que os procurarem, e ele é um adversário de Rabishu. Ninguém pode entrar no mundo superior
ou inferior sem o seu conhecimento. Sua palavra é BANRABISCHU e este é o seu selo:
O sétimo nome é ASARULUDU
Portador da espada flamejante; a pedido dos deuses mais velhos, ele supervisiona a corrida dos
guardiões. Garante a mais completa segurança, especialmente em tarefas realizadas a pedido dos deuses
astrais. Sua palavra é BANMASKIM e seu selo é este:

O oitavo nome é NAMTILLAKU


Um cavalheiro muito secreto e poderoso; ele tem o conhecimento de ressuscitar os mortos e falar com
os espíritos de Abyss sem que a rainha esteja ciente disso. Nenhuma alma vai para a morte sem
perceber. Sua palavra é BANUTUKUKUTUKKU e seu selo é este:

O nono nome é NAMRU


Compartilhe sabedoria e conhecimento de todas as coisas. Dá excelentes conselhos e ensina a ciência
dos metais. Sua palavra é BAKAKALAMU e seu selo é este:
O décimo nome é ASARU
Essa força tem conhecimento de todas as plantas e árvores e pode produzir frutos maravilhosos em locais
desertos, e nenhum país é um deserto para ele. Ele é realmente um protetor dos presentes. Sua palavra é
BAALPRIKU, e aqui está o seu selo:

O décimo primeiro nome é ASARUALIM


Tem conhecimento secreto, brilha com luz nos lugares escuros, traz o que vive lá para dar bons
rendimentos de vida e conhecimento. Dá excelentes conselhos em todas as coisas. Sua palavra é
BARRMARATU, e o selo que você deve imprimir é este:

O décimo segundo nome é ASARUALIMNUNNA


Essa é a força que preside qualquer tipo de armadura e é extremamente instruída em assuntos
militares, pois estava na vanguarda do exército de MARDUK naquela batalha. Ele pode equipar um
exército com armamento completo em três dias. Sua palavra é BANATATU e seu selo é este:
O décimo terceiro nome é TUTU
Acalma os enlutados, alegra os que estão tristes e os que sofrem com o coração. Um nome muito
benéfico e um protetor da família. Sua palavra é DIRRI-GUGIM e este é o seu selo:

O décimo quarto nome é ZIUKKINNA


Fornece excelente conhecimento do movimento das estrelas e seu significado, dos quais os caldeus
tinham o mesmo conhecimento em abundância. Sua palavra é GIBBI-LANNU e seu selo é este:

O décimo quinto nome é ZIKU


Esse poder concede riqueza de todos os tipos e pode dizer onde um tesouro está escondido. Conhecedor
dos segredos da terra. Sua palavra é GIGGIMAGANPA e seu selo é este:
O décimo sexto nome é AGAKU
Esse poder pode dar vida ao que já está morto - mas apenas por um curto período de tempo. Ele é o
mestre do amuleto e do talismã. Sua palavra é MASCHGARZANNA e seu selo é este:

O décimo sétimo nome é TUKU


Senhor da magia perecível, dominando o velho pela magia, concedendo o feitiço a MARDUK, um
inimigo muito zangado. Sua palavra é MASCHSCHAM-MASCHTI e seu selo segue:

O décimo oitavo nome é SCHAZU


Conhece as mentes de pessoas distantes, bem como as da vizinhança. Nada é enterrado na terra ou
jogado na água sem que essa força perceba. Sua palavra é MASCHANANNA, e seu selo é este:
O décimo nono nome é ZISI
Reconciliador do inimigo, apaziguador dos debates, entre duas pessoas e duas nações ou até - como se
costuma dizer - dois mundos. O cheiro da paz é doce para essa força, a palavra MASCHINANNA e cujo
selo é este:

O vigésimo nome é SUHRIM


Encontre os admiradores da velha onde quer que estejam. O padre que o manda embora com uma tarefa
o faz com um risco terrível, porque SUHRIM mata facilmente e sem pensar. Sua palavra é
MASCHSCHANERGAL e seu selo é este:

O vigésimo primeiro nome é SUHGURIM


Como SUHRIM acima, o adversário que não pode ser aplacado. Facilmente descobre os inimigos do
padre, mas deve ser avisado para não matá-los se o padre não quiser. A palavra é MASCH-SCHADAR e
o selo:
O vigésimo segundo nome é ZAHRIM
Matou dez mil inimigos em batalha. Um guerreiro contra guerreiro. Pode destruir um exército inteiro, se
o padre assim o desejar. Sua palavra é MASCHSCHAGA-RANNU e seu selo:

O vigésimo terceiro nome é ZAHGURIM


Como ZAHRIM acima, um oponente muito terrível. Diz-se que ZAHGURIM mata lenta e artificialmente.
Não sei porque nunca chamei esse espírito. É seu risco. A palavra é MASCHISCHADDU e o selo:

O vigésimo quarto nome é ENBILULU


Essa força pode detectar água no meio do deserto e no topo da montanha. Conhece os segredos da
água e o fluxo dos rios subterrâneos. Uma mente muito útil. Sua palavra é MASCHANEBBU e seu selo é
este:
O vigésimo quinto nome é EPADUN
Este é o mestre da irrigação e pode trazer água de um lugar distante, bem na frente do seu pé. Possui
uma geometria fina da terra e conhecimento de todos os países em que a água pode ser encontrada em
abundância. Sua palavra é EYUNGINAKANPA e seu selo é este:

O vigésimo sexto nome é ENBILULUGUGAL


O poder que preside todo o crescimento e tudo o que cresce. Dá conhecimento do desenvolvimento da
terra e pode fornecer uma cidade faminta na lua com comida para treze luas. Uma força extremamente
generosa. Sua palavra é AGGHA e o selo:

O vigésimo sétimo nome é HEGAL


Como a força acima, um mestre das artes de cultivo e agricultura. Concede colheitas ricas. Tem
conhecimento dos metais da terra e do arado. Sua palavra é BURDISCHU e este é o seu selo:
O vigésimo oitavo nome é SIRSIR
O destruidor de TIAMATs, odiado pelos antigos, mestres de serpentes, inimigos de KUTULU. Um
cavalheiro muito poderoso. Sua palavra é APIRIKUBABADAZUZUKANPA e seu selo:

O vigésimo nono nome é MALAH


Pisou na parte de trás do verme e cortou ao meio. Senhor de bravura e coragem; dá essas qualidades
ao padre que deseja ou a outros, conforme o padre possa decidir. A palavra é BACHACHA-DUGGA e o
selo:

O trigésimo nome é GIL


O fornecedor de sementes. Amante do ISCHTAR; sua força é misteriosa e muito antiga. Faz a cevada
crescer e as mulheres dão à luz. Torna os impotentes potentes. Sua palavra é AGGABAL e seu selo é
este:
O trigésimo primeiro nome é GILMA
Fundador de cidades; Dono do conhecimento da arquitetura com a qual os templos foram construídos
pela UR; o criador de tudo que é permanente e não se move. Sua palavra é AKKABAL e seu selo é
este:

O trigésimo segundo nome é AGILMA


Rainbringer. Faz chover suave ou causa fortes tempestades e trovões, que podem destruir exércitos,
cidades e plantações. Sua palavra é MASCH-SCHAYEGURRA e seu selo:

O trigésimo terceiro nome é ZULUM


Sabe onde e quando plantar. Dá excelentes conselhos em todos os assuntos de comércio e negócios.
Protege um homem de maus comerciantes. Sua palavra é ABBABAAL e seu selo é este:
O trigésimo quarto nome é MUMMU
O nome do poder dado a MARDUK para moldar o universo a partir da carne de TIAMAT. Dá
conhecimento das condições de vida antes da criação e da natureza da estrutura dos quatro pilares
sobre os quais repousa o céu. Sua palavra é ALALALABAAL e seu selo é este:

O trigésimo quinto nome é ZULUMMAR


Dá a um homem força inédita como a de dez homens. Levantou a parte do TIAMAT que deveria se
tornar o céu alto daquilo que deveria se tornar terra. Sua palavra é ANNDARABAAL e seu selo é este:

O trigésimo sexto nome é LUGALABDUBUR


Destruidor dos deuses TIAMATs. Esmagando suas hordas. Acorrentado KUTULU em Abyssos. Lutou
com agilidade AZAG-THOTH. Um ótimo defensor e um ótimo atacante. Sua palavra é AGNIBAAL e seu
selo é este:
O trigésimo sétimo nome é PAGALGUENNA
Dono de inteligência infinita; e ele determina a natureza das coisas ainda não criadas, os espíritos ainda
não criados e conhece a força dos deuses. Sua palavra é ARRABABAAL e seu selo é este:

O trigésimo oitavo nome é LUGALDURMAH


O senhor dos lugares elevados, guardião dos céus e tudo o que neles viaja. Nada atravessa o elemento
estrela que ele não estaria ciente. Sua palavra é ARATAAGARBAAL e seu selo é este:

O trigésimo nono nome é ARANUNNA


Doador de sabedoria, conselhos de nosso pai ENKI, especialista no acordo mágico e nas leis
da natureza e das portas. Sua palavra é ARAMANNGI e este é o seu selo: