Você está na página 1de 4

10 coisas que você precisa saber sobre

Loudness

1 – Loudness é o nível de áudio que as pessoas


“ouvem”
Loudness se refere à intensidade percebida de uma
peça de áudio (música, voz, efeitos de som, etc). Esta
intensidade depende do nível, frequência, conteúdo e
duração do áudio, entre outras coisas.

2 - Telespectadores e ouvintes reclamam de


variações abruptas do Loudness
Os telespectadores assistindo aos programas de
televisão geralmente ficam irritados quando o Loudness dá
“saltos” a cada intervalo comercial. Infelizmente, os
comerciais de televisão são famosos pela sua grande
compressão e alto volume.

3 – Os medidores de pico de áudio atuais não


refletem o Loudness
A medição de áudio no broadcast de hoje baseia-se
tipicamente sobre a medição de pico de programa (PPM).
Melhorar a medição de áudio, com a adição de um medidor

1
de Loudness é mais um passo para se aproximar da melhor
ferramenta de medição: o ouvido humano.

4 – A faixa dinâmica diminuiu drasticamente devido à


"guerra do loudness"
A medição de pico estimulou um forte processamento
da faixa dinâmica para fazer com que a emissora ficasse
mais alta do que a concorrência. Este processo leva à fadiga
do ouvinte e reduz a qualidade do áudio como um todo. Ao
introduzir a normalização de Loudness, acreditamos que
podemos reverter esta situação.

5 – Honestamente – a dinâmica do áudio é uma


ferramenta criativa !
A compressão da faixa dinâmica deve ser utilizada
apenas por razões artísticas (por exemplo, alcançar uma
grande variação do nível de uma voz ou dar "punch" a um
instrumento musical). Utilizar compressão apenas para "ser o
mais sonoro" tira a vida do conteúdo. Ao passar para
medição e normalização do Loudness, a produção de áudio
pode passar a utilizar a dinâmica como uma ferramenta
criativa, novamente.

6 - A paz pode chegar para a guerra do Loudness


alterando-se a referência
A guerra de Loudness entre emissoras ou programas
deve ser abolida. O público não gosta dela. A concorrência
deve ser em função do conteúdo e da qualidade do som.

2
7 – A normalização do Loudness fornece a solução
Todos reconhecem o problema e aceitam que a
situação atual deve mudar. A solução é mudar o paradigma
de medição e partir para um nivelamento de Loudness
comum.

8 – O grupo PLOUD do EBU dá uma “mãozinha”


O Grupo PLOUD do EBU (com mais de 160 participantes,
incluindo peritos técnicos e também pessoal de criação) está
concluindo suas recomendações sobre o alvo do Loudness,
o uso de um indicador da faixa de variação de Loudness e
orientações práticas para o uso de medidores de Loudness. O
objetivo é harmonizar internacionalmente nossa forma de
produzir e medir áudio.

3
9 - Um padrão de medição de Loudness existe:
chama-se ITU-R BS.1770
A recomendação ITU-R BS.1770 fornece a base para o
trabalho do EBU. Os fabricantes de medidores no Grupo
PLOUD concordaram em implementar um "modo EBU da
recomendação ITU" para se certificar que as leituras de seus
medidores estarão alinhadas.

10 – A normalização do Loudness deve ser padrão em


toda a cadeia de broadcast
O problema do Loudness não pode ser resolvido por
emissoras e fabricantes de equipamentos sozinhos. A
normalização do Loudness deve estar ancorada em todo o
workflow de produção, distribuição e reprodução. Para ser
bem sucedido o PLOUD considerou os aspectos essenciais de
todos os elos da cadeia no desenvolvimento das
recomendações de Loudness EBU.

Notas:

1) O Grupo PLOUD faz parte da Comunidade de


Experts em áudio do EBU(ECA).

2) Trabalho traduzido e adaptado para o


Português por Elipse Engenharia e
Consultoria, a partir do documento 10
things you need to know about Loudness
publicado pelo European Broadcasting
Union ( www.tech.ebu.ch ).