Você está na página 1de 17

Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Com este documento pretendo apoiar a aula que será transmitida online e que podem aceder
através do link
 https://videoconf-colibri.zoom.us/j/97202667177

O documento estará no moodle em formato word e cada aluno pode utilizá-lo para tirar dúvidas.

Peço que leiam atentamente o documento, tentem também resolver os exercícios (aproveitando
para treinar a máquina de calcular) e se surgir dúvidas entrem em contato comigo por e-mail, Skype
ou por um chat no moodle.

Esta aula será dividida em 4 partes

Parte I- Conceitos de interpolação- Conceitos e definições gerais sobre interpolação polinomial

Parte II- Polinómio de Lagrange ou forma de Lagrange- Construção do polinómio interpolador


usando a forma de Lagrange. Resolução de exercícios.

Parte III- Esquema prático de Lagrange- Construção do esquema prático para encontrar o valor do
polinómio interpolador num determinado ponto.

Parte IV- Proposta de resolução de um exercício- Exercício para resolver sozinhos recorrendo aos
exemplos anteriores sem resolução com solução final.

Nota – o que está em azul são comentários que na aula seriam falados a preto e outras cores o que
seria escrito no quadro.

1
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Parte I- Conceitos de interpolação

Muitas vezes o nosso conhecimento acerca duma função real de variável real, limita-se ao

conhecimento de um conjunto numerável de pontos {xi , f ( xi) }, x0 < x 1 <…< x n


.

Se tivermos uma função definida como se segue

Exemplo
x 1 2 3 5

y  f  x 1.2 2.3 5.5 6.2

Definições

 A este conjunto chamamos tabela da função f (dizemos que tabelamos a função).

 Se os intervalos entre os pontos


xi forem constantes, a sua amplitude chama-se intervalo
tabelar.
Um problema que ocorre quando fornecemos uma função através da sua tabela é o cálculo do valor
da função num ponto x não tabelado.

x   x0 , xn 
 Se a essa operação chama-se interpolação;

x   x0 , xn 
 Se chama-se extrapolação.
Neste capítulo, vamos estudar problemas de interpolação;

Podemos pensar que estes números foram obtidos numa observação, e necessitamos de saber o que
acontece por exemplo para x=4.

Objetivos

f substituir uma outra função F , escolhida entre uma classe de funções tal que F ( x i )=f ( x i )

f F

2
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Se f (x) for conhecido podemos obter uma estimativa do erro do valor aproximado F(x) de
f (x)

Se de f ( x ) só soubermos os pontos tabelados, há uma infinidade de funções que podem dar


origem à tabela inicial.

Se a função não tiver variações bruscas, os valores obtidos pela interpolação não se afastam muito
da realidade.

Quais as funções “mais simpáticas” para se trabalhar???

A aproximação de funções por polinómios é uma das ideias mais antigas da análise numérica, e
ainda uma das mais usadas. É bastante fácil entender por que razão isso acontece: os polinómios são

→ facilmente computáveis;

→ as suas derivadas e integrais são novamente polinómios;

→ as suas raízes podem ser encontradas com relativa facilidade.

Existem vários métodos de aproximação polinomial para funções, entre os quais os métodos de
interpolação, método dos mínimos quadrados, método mini-max, fórmula de Taylor. Vamo-nos
restringir a aproximar uma função usando métodos de interpolação polinomial.

Usamos a interpolação polinomial para aproximar uma função quando ocorre uma das seguintes
situações:

→ conhecemos apenas valores de f em pontos discretos;

→ f é extremamente complicada e de difícil manejo (difícil de integrar, derivar, etc…);

O problema geral da interpolação por meio de polinómios consiste em: dados n+1 pontos

distintos
x0 , x1 , , xn e y0  f  x0  , y1  f  x1  ,  , yn  f  xn  , determinar um polinómio pn
pn ( x i ) = y i , i=0,1,2 ,…, n
de grau menor ou igual a n tal que .

x0 x1 x2 x3
x 1 2 3 5

y  f  x 1.2 2.3 5.5 6.2

Definição

3
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Chama-se polinómio interpolador de uma função y=f ( x ) sobre um conjunto de n+1 pontos

distintos
x0 , x1 , , xn ao polinómio pn de grau menor ou igual a n , que coincide com f
x , x , , xn isto é, pn ( x i ) = y i , i=0,1,2 ,…, n .
nos pontos 0 1

 x 0 , x 1 , x 2 ,…., x n- n+1 pontos distintos


 pn ( x ) é um polinómio de grau menor ou igual a n
 pn ( x i) = y i.
No exemplo

x0 x1 x2 x3
x 1 2 3 5

y  f  x 1.2 2.3 5.5 6.2

Queremos encontrar um polinómio de grau ≤ 3, em que

p3 ( 1 )=1.2, p3 ( 2 )=2.3, p3 ( 3 )=5.5 e p3 ( 5 )=6.2

Será que existe sempre o polinómio interpolador?

Caso exista é único?

Qual o erro cometido na aproximação?

Teorema (existência e unicidade do polinómio interpolador)

Dados n+1 pontos distintos x0 , x1 , , xn e n+1 valores y0 , y1 , , yn existe um e só um


pn p  x   yi , i  0,1, 2, , n
polinómio de grau menor ou igual a n , tal que n i .

Porquê, n+1 pontos para grau n???

Nº de 1 2
pontos

4
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Grau f ( x )=1.2 , função constante Reta, ax +b


Grau zero Grau 1

3 pontos segundo o teorema será um polinómio de grau dois, logo p2 ( x ) =a x2 +bx +c


x 1 3 5
y 2 4 8

Sabemos que

p2 (1 )=a 12+ b∗1+ c=2 a+b+ c=2


p2 (3 )=a 32 +b∗3+ c=4
p2 (5 )=a 52 +b∗5+ c=8
{9 a+ 3 b+c=4
25 a+5 b+c =2

Resolvendo o sistema vemos que este é possível e determinado e que a=−2 , b=8 e c=−4

Este é chamado o método direto, mas para muitos pontos não é muito prático

Reflexão sobre a interpolação

 Conhecemos a função f (azul) vamos comparar com o polinómio interpolador (rosa)


Nº de pontos dois pontos três pontos Cinco pontos Seis pontos
Grau n=1 n=2 n=4 n=5

Quantos mais pontos, ou seja quanto maior for o grau do polinómio melhor será a aproximação.
 O espaçamento entre os pontos também pode ser importante
Pontos [1, 3, 4, 10] [1, 3, 7, 10] [1, 3, 4, 6, 10]
Grau n=3 n=3 n=4

5
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Obs Erro muito grande em 8 No geral o erro diminui Erro diminui ainda mais,
com apenas mais um ponto

 Aproxima um polinómio com um polinómio vamos utilizar f ( x )=x 3−3 x +1


Pontos 2 3 4 5
Grau n=1 n=2 n=3 n=4

polinómi p1 ( x )=153∗x−559 p2 ( x)=21 x 2−141 x+ ( x)=x 3−3 x+1


p3281 p4 ( x)=x 3−3 x +1
o

Se aproximarmos um polinómio por outro, quando obtemos o mesmo grau ambos coincidem.

Cálculo do Polinómio de Interpolação

Existem várias formas de se calcular o polinómio de interpolação.

Vamos estudar três formas de obter o polinómio interpolador:

 interpolação de Lagrange;

 interpolação de Newton;

 interpolação de Newton-Gregory;

Parte II- Polinómio de Lagrange ou Forma de Lagrange

x x0 x1 … xn

y=f (x ) y0 y1   yn

6
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

 n 1pontos
 
Seja
pn o polinómio interpolador de grau  n que interpola f x ,
em 0 1
x ,  , xn :

pn ( x )= y 0 L0 ( x ) + y 1 L1 ( x )+…+ y n Ln ( x )
Com

( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x −xn )


L0 ( x ) =
( x 0−x 1 ) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) ….. ( x 0−x n )

( x−x 0 )( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x− xn )


L1 ( x ) =
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2) ( x1 −x3 )….. ( x 1−x n )

( x−x 0 ) ( x−x 1) (x−x 3)… .. ( x −xn )


L2 ( x ) =
( x 2−x 0 ) ( x 2−x 1) (x 2−x3 ) … .. ( x 2−x n )

( x−x 0 ) ( x −x1 ) … ( x−x k−1 ) ( x−x k +1 ) … ( x−x n )


Lk ( x ) =
( x k −x 0 ) ( x k −x 1 ) … ( x k −x k −1 ) ( x k −x k +1 ) … ( x k−x n )

Vejamos se pn ( x )= y 0 L0 ( x ) + y 1 L1 ( x )+…+ y n Ln ( x ) assim definido é um polinómio interpolador.

 Grau menor ou igual a n - sim porque:


produto com n fatores

⏞( x−x ) ( x−x ) ( x−x ) … .. ( x −x )


1 2 3 n
L0 ( x ) = , logo tem grau menor ou igual a n,
x − x ) ( x −x ) ( x −x ) ….. ( x −x )
(⏟ 0 1 0 2 0 3 0 n
número

Igual para cada Li.


pn  x   y0 L0  x   y1 L1  x     yn Ln  x 
   ≤n
grau  n grau  n grau  n
, o polinómio é tem grau
pn ( x i ) = y i , i=0,1,2 ,…, n

( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x −xn )


Dado L0 ( x ) = , vamos calcular L0 ( x 0)
( x 0−x 1 ) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) ….. ( x 0−x n )
( x 0−x 1 )( x 0− x2 ) ( x 0 −x3 ) ….. ( x 0−x n )
L0 ( x 0 ) = =1
( x 0−x 1 ) ( x 0−x 2 )( x 0 −x3 ) … .. ( x 0−x n )
Agora L0 ( x1 ) , L0 ( x2 ) , ....

7
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

( x1−x 1 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x 1−x n )


L0 ( x1 ) = =0
( x0 −x1 ) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) … .. ( x 0−x n )
( x2 −x1 ) ( x 2−x 2 ) (x 2−x 3)… .. ( x2− xn )
L0 ( x2 ) = =0
( x 0−x 1) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) … .. ( x 0−x n )

( x i−x 1 )( x i−x 2 ) ( x i−x 3 ) ….. ( x i−x n )


L0 ( xi ) = =0 ,i ≠0
( x0 −x 1) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) … .. ( x 0−x n )

( x−x 0 )( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x− xn )


Dado L1 ( x )= , vamos calcular L1 ( x 1)
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2) ( x1 −x3 )….. ( x 1−x n )
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x 1−x n )
L1 ( x 1 ) = =1
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x 1−x n )
Agora L1 ( x 0 ) , L1 ( x 2 ) , ....

( x0 −x 0 )( x 0− x2 ) ( x 0 −x3 ) ….. ( x 0−x n )


L1 ( x 0 ) = =0
( x 1−x 0 )( x1− x2 ) ( x 1−x 3 )… .. ( x 1−x n )
( x 2−x 0 ) ( x 2−x 2 ) (x 2−x 3)… .. ( x2− xn )
L1 ( x 2 ) = =0
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2 ) (x 1−x 3)… .. ( x 1−x n )

( x i−x 0 ) ( x i−x 2 ) ( x i−x 3)… .. ( xi −xn )


L1 ( x i ) = =0 ,i ≠1
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x 1−x n )

Continuando neste raciocínio podemos ver que


L2 ( x2 ) =1 e L2 ( xi ) =0 , i≠ 2

Resumindo

Li ( x j )= 1 se i= j
{
0 se i ≠ j
Então

pn ( x )= y 0 L0 ( x ) + y 1 L1 ( x )+…+ y n Ln ( x )

pn  x0   y0 L0  x0   y1 L1  x0     yn Ln  x0   y0
        
1 0 0

8
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

pn  x1   y0 L0  x1   y1 L1  x1     yn Ln  x1   y1
     
0 1 0

 …
pn  xn   y0 L0  xn   y1 L1  xn     yn Ln  xn   yn
        
0 0 1
 .

Exercício 2

Conhecendo-se a seguinte tabela


x
-1 0 3

f (x) 15 8 -1

a) Determine o polinómio de interpolação na forma de Lagrange.

b) Calcule f ( 1 ) usando a).


c) Calcule uma aproximação de f ' (2)
1

d) Determine ∫ f (x )dx
0

Resolução:

Importante:

x
x 0=¿-1 x 1=¿0 x 2=¿3

f (x) 15 8 -1

a) Assim, n = 2 e o polinômio de interpolação é , onde:

9
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Portanto:

x 2−3 x x2 −2 x−3 x 2+ x
p2 ( x ) = y 0 L0 ( x )+ y 1 L1 ( x ) + y 2 L2 ( x ) =15 ( 4 ) (
+8
−3
−1) ( )
12

Acertando denominadores e sinais

x 2−3 x x 2−2 x−3 x2 + x 45 x 2−135 x−32 x 2+ 64 x+ 96−x 2−x 12 x 2−72 x+ 12 2


¿ 15
( 4 (3)) (
−8
3 ( 4)
−1
) ( )
12 ( 1 )
=
12
=
12
=x −6

e) Logo f (x) é aproximado por p2 ( x)=x 2−6 x+ 8, então

f ( 1 ) p 2 ( 1 )=1−6+8=3

f) Calcule uma aproximação de f ' (2)


Se f ( x ) p 2 ( x ) então f ' ( x ) p 2 ' ( x )
p2 ' ( x)=2 x−6

Logo f ' ( 2 )=2∗2−6=−2

g) Determine ∫ f (x )dx
0

1 1 1 1
x3 6 x 2 13 6 ¿ 12 03 6∗0 2
∫ f ( x )dx ∫ p 2 ( x ) dx=∫ x 2−6 x+ 8 dx=
0 0 0
[ 3

2 ] (
+8 x = −
0 3 2 )(
+ 8∗1 − −
3 2
+8∗

Parte III- Esquema prático de Lagrange

10
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

O esquema prático visa calcular o valor do polinómio de interpolação em um ponto não tabelado
sem determinar a expressão do polinómio.

Vamos reparar em todos os operadores Li ( x)

( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x −xn )


L0 ( x ) =
( x 0−x 1 ) ( x 0−x 2 ) ( x 0−x 3 ) ….. ( x 0−x n )
( x−x 0 )( x−x 2) ( x−x 3) … .. ( x− xn )
L1 ( x ) =
( x 1−x 0 ) ( x 1−x 2) ( x1 −x3 )….. ( x 1−x n )
( x−x 0 ) ( x−x 1) ( x−x 3) … .. ( x −xn )
L2 ( x ) =
( x 2−x 0 ) ( x 2−x 1) ( x 2−x3 )… .. ( x 1−x n )

Podemos tentar por todos os numeradores iguais, para isso reparem que em cada Li, falta o
elemento ( x−x i ), vamos então em cada operador multiplicar e dividir por ( x−x i ),

( x−x 0 ) ( x−x1 ) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )… .. ( x−x n )


L0 ( x ) =
( x−x 0) ( x 0−x 1 )( x0 −x 2) ( x 0−x 3 ) … .. ( x0 −x n )

( x−x 0 ) (x−x 1) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )… .. ( x−x n )


L1 ( x ) =
( x 1−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x1−x n )

( x−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )….. ( x−x n )


L2 ( x ) =
( x 2−x 0 ) ( x 2−x 1) ( x−x 2 ) (x 2−x 3) … ( x 1−x n )
Definição

 Π n +1 ( x )=( x−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x− x3 ) … .. ( x−x n )


O n+1 apenas indica que temos n+1 fatores

 D 0=(x−x 0 ) ( x 0−x 1 ) ( x 0−x 2 )( x 0 −x3 ) … .. ( x 0−x n ) denominador do L0 (x)

 D1=( x 1−x 0 ) (x −x1 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3 )… .. ( x 1−x n ) denominador do L1 ( x)

 D 2=( x 2−x 0 ) (x 2−x 1 ) ( x−x 2 ) (x 2−x 3 )… ( x 1−x n ) denominador do L2 ( x)

 ….
 D n=( xn −x 0 ) ( x n−x 1) ( x n−x 2 ) … ( x −x n) denominador do Ln ( x)
Então os operadores podem ser escritos assim

( x−x 0 ) ( x−x1 ) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )… .. ( x−x n ) Π n +1 ( x )


L0 ( x ) = =
( x−x 0) ( x 0−x 1 )( x0 −x 2) ( x 0−x 3 ) … .. ( x0 −x n ) D0

11
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

( x−x 0 ) (x−x 1) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )… .. ( x−x n ) Π n +1 ( x )


L1 ( x ) = =
( x 1−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x 1−x 2 ) ( x 1−x 3)… .. ( x1−x n ) D1

( x−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x−x 2 ) ( x−x 3 )….. ( x−x n ) Π n+1 ( x )


L2 ( x ) = =
( x 2−x 0 ) ( x 2−x 1) ( x−x 2 ) (x 2−x 3) … ( x 1−x n ) D2

Então o polinómio pode ser escrito por:


 n 1 ( x)  ( x)  ( x)
pn  x   y0 L0  x   y1 L1  x     yn Ln  x   y0  y1 n 1    yn n 1 
D0 D1 Dn

y y y 
 n 1 ( x)  0  1    n 
 D0 D1 Dn 

y0 y1 y
S    n
Designaremos
D0 D1 Dn então pn  x    n 1 ( x) * S

Como encontrar estes valores de modo simples.

Vamos construir uma matriz da seguinte forma:

Primeiro vamos construir a diagonal, cada elemento da diagonal é dado por ( x−x i )

x ≠ xi x0 x1 x2 … xn

x0 ( x−x 0 )

x1 ( x−x 1)
x2 ( x−x 2)

….

xn ( x−x n )

Depois cada posição ij é dado por ( x i−x j )

x x0 x1 x2 … xn

x0 ( x−x 0 ) ( x 0−x 1) ( x 0−x 2) ( x 0−x n )

x1 ( x 1−x 0) ( x−x 1) ( x 1−x 2) ( x 1−x n)

12
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

x2 ( x 2−x 0) ( x 2−x 1 ) ( x−x 2) ( x 2−x n)

….

xn ( x n−x 0 ) ( x n−x 1) ( x−x n )


Repare que ( x 0−x 1 )=−( x 1−x 0) , ( x 0−x 2 )=−(x 1−x 2) e isto para todos, assim podemos ver que a
primeira coluna é o simétrico da primeira linha e assim sucessivamente.

Agora acrescentaremos uma coluna em que se multiplica todos os elementos da linha i, obtendo
f ( xi )
assim o Di, uma coluna com informação de f (x i) e por fim outra
Di

x0 x1 x2 xn y i=f (x i) f ( xi )
x … Di
Di
y0 y0
x0 ( x−x 0 ) ( x 0−x 1) ( x 0−x 2) ( x 0−x n )
D0
y1 y1
x1 ( x 1−x 0) ( x−x 1) ( x 1−x 2) ( x 1−x n)
D1
y2 y2
x2 ( x 2−x 0) ( x 2−x 1 ) ( x−x 2) ( x 2−x n)
D2

….

yn yn
xn ( x n−x 0 ) ( x n−x 1) ( x−x n )
Dn
Relembro

 Π n +1 ( x )=( x−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x− x3 ) … .. ( x−x n )

Reparem que se multiplicarmos a diagonal (a vermelho) ficamos com

( x−x 0 ) ( x−x 1 ) ( x−x 2) ( x−x 3 ) … .. ( x−x n )


Ou seja Π n +1 ( x )

y0 y1 y
   n
D D1
Se somarmos a última coluna ficamos com 0
Dn é o S.

pn  x    n 1 ( x )  S
Como , basta multiplicar a diagonal pela soma da última linha.

Exercício

13
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Dada a tabela:
x
1 3 4 6 7 8

f (x) 1 2 5 4 3 6

f  2
Utilizando toda a informação, use o esquema prático calcular

Temos 6 pontos, então o polinómio terá grau 5 .

Diagonal

1 3 4 6 7 f ( xi )
2 8 Di y i=f (x i)
Di
1 (2-1)=1

3 (2-3)=-1

4 (2-4)=-2

6 (2-6)=-4

7 (2-7)=-5

8 (2-8)=-6

Depois a primeira linha

1 3 4 6 7 f ( xi )
2 8 Di y i=f (x i)
Di
1 (2-1)=1 1-3=-2 1-4=-3 1-6=-5 1-7=-6 1-8=-7

3 (2-3)=-1

4 (2-4)=-2

6 (2-6)=-4

7 (2-7)=-5

8 (2-8)=-6
Depois a primeira coluna que é apenas trocar o sinal da primeira linha

14
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

1 3 4 6 7 f ( xi )
2 8 Di y i=f (x i)
Di
1 (2-1)=1 1-3=-2 1-4=-3 1-6=-5 1-7=-6 1-8=-7

3 2 (2-3)=-1

4 3 (2-4)=-2

6 5 (2-6)=-4

7 6 (2-7)=-5

8 7 (2-8)=-6
Continuando linha por linha e coluna por coluna

1 3 4 6 7 f ( xi )
2 8 Di y i=f (x i)
Di
1 (2-1)=1 1-3=-2 1-4=-3 1-6=-5 1-7=-6 1-8=-7

3 2 (2-3)=-1 3-4=-1 3-6=-3 3-7=-4 3-8=-5

4 3 1 (2-4)=-2 4-6=-2 4-7=-3 4-8=-4

6 5 3 2 (2-6)=-4 6-7=-1 6-8=-2

7 6 4 3 1 (2-7)=-5 7-8=-1

8 7 5 4 2 1 (2-8)=-6
Completando as colunas

1 3 4 f (x )
2 6 7 8 Di y i=f (x i) i
Di
−1
1 (2-1)=1 1-3=-2 1-4=-3 1-6=-5 1-7=-6 1-8=-7 -1260a 1
1260
−2
3 2 (2-3)=-1 3-4=-1 3-6=-3 3-7=-4 3-8=-5 -120b 2
120
5
4 3 1 (2-4)=-2 4-6=-2 4-7=-3 4-8=-4 144c 5
144
−4
6 5 3 2 (2-6)=-4 6-7=-1 6-8=-2 -240d 4
240
3
7 6 4 3 1 (2-7)=-5 7-8=-1 360e 3
360
−6
8 7 5 4 2 1 (2-8)=-6 -1680f 6
1680

15
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

Cálculos auxiliares

a. 1∗ (−2 )∗(−3 )∗(−5 )∗(−6 )∗ (−7 )=−1260 d. 5∗( 3 )∗( 2 )∗(−4 )∗(−1 )∗(−2 )=−240
b. 2∗ (−1 )∗(−1 )∗(−3 )∗(−4 )∗(−5 ) =−120 e. 6∗4∗3∗1∗(−5 )∗(−1 )=360
c. 3∗1∗(−2 )∗(−2 )∗(−3 )∗(−4 ) =144 f. 7∗5∗4∗2∗1∗(−6 )=−1680

Π 6 ( x )=1∗(−1 )∗(−2 )∗(−4 )∗(−5 )∗(−6 )=−240


−1 −2 5 −4 3 6 3
S= + ( )
+ +
1260 120 144 240
+
360
− ( )( ) (
=
1680 560 )
pn  x    n 1 ( x)  S
Como
3 9
p5  2   (240)     1.286
560 7

Alerto que este esquema apenas dá para calcular uma aproximação de um ponto, e nunca o
podemos usar para um valor de x i dado.

Enquanto que no primeiro exercício


x
-1 0 3

f (x) 15 8 -1

f (x) p 2 (x)=x 2−6 x +8 e por exemplo p2 ( 0 )=8 , com o esquema prático não podemos fazer o
mesmo, porque senão temos uma divisão por zero

Parte IV- Proposta de resolução de um exercício- Exercício para resolver sozinhos recorrendo aos
exemplos anteriores sem resolução com solução final.

Exercício
Dada a tabela:
x 1 4 6
3 7 8

f (x) 1 2 5 4 3 6

b) Use o esquema prático calcular p3 (6 . 5).


Várias observações tem de se ter em conta
1) Temos 6 pontos, mas só nos é pedido um polinómio de grau 3, logo necessitamos de 4
pontos.

2) Não podemos escolher, por exemplo os pontos {1,3,4,6 }, porque estamos a interpolar, isto
é o ponto 6.5 tem de estar entre o primeiro e último ponto.

16
Aula 21 – Interpolação Polinomial – Fórmula de Lagrange (29-04-2020)

3) Quanto menor é o espaçamento entre os pontos, melhor é a aproximação, por isso vamos
tentar escolher sempre pontos seguidos.

Podemos usar 4 pontos ou usamos {3,4,6,7} ou {4,6,7,8}, vamos optar pelo primeiro, embora o
segundo também esteja correto.

17