Você está na página 1de 8

19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

 Unidade 1 - Tópico 1 

UNIDADE 1

CONCEITOS INICIAIS

Esta unidade tem por objetivos:

• conhecer alguns conceitos básicos de estatística;

• conceituar e diferenciar população e amostra;

• classi car alguns tipos de amostra de acordo com suas características;

• aprender a de nição e a trabalhar com séries estatísticas;

• entender como se dá o arredondamento de números decimais segundo as regras


estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.

TÓPICO 1

CONCEITOS BÁSICOS

- 1 INTRODUÇÃO

Estamos acostumados a ouvir e falar em estatística na nossa vida. Na verdade, boa


parte das nossas decisões é baseada em pequenas pesquisas estatísticas que
fazemos todos os dias. Por exemplo, quando avaliamos o preço de determinada
mercadoria, a possibilidade do nosso time de futebol ganhar o campeonato, ou

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 1/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

mesmo de chover no nal de semana, mesmo que inconscientemente, estamos


 Unidade
pesquisando, comparando e tirando 1 - Tópico
conclusões 1 base nas informações de que
com 
dispomos. Em outras palavras, estamos fazendo uso de estatística, mesmo que de
maneira displicente. Formalmente, Estatística é o “conjunto de técnicas que
permite, de forma sistemática, organizar, descrever, analisar e interpretar dados
oriundos de estudos ou experimentos, realizados em qualquer área do
conhecimento”. (MAGALHÃES, 2010, 1).

- 2 MÉTODO ESTATÍSTICO

Uma vez entendido o que é estatística, precisamos agora saber como trabalhar
com ela. Para realizarmos uma pesquisa estatística, precisamos cumprir algumas
etapas, que compõem o que chamamos de método estatístico. As principais fases
do método estatístico, segundo Castanheira (2008, p. 15) são: “a de nição do
problema, a delimitação do problema, o planejamento, a coleta de dados, a crítica
destes dados, a apuração, a apresentação, a análise e, por m, a interpretação dos
dados coletados”.

Vamos entender cada uma destas etapas?

- 2.1 DEFINIÇÃO DO PROBLEMA

O primeiro passo em uma pesquisa estatística é de nir o problema, ou seja,


estabelecer qual é a pergunta a que queremos responder. É com base nesta etapa
que todas as outras serão cumpridas, daí a importância de se fazer a pergunta
certa.

FIGURA 1 – DEFINIÇÃO DO PROBLEMA ESTATÍSTICO

A autora

- 2.2 DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA

Estabelecida a pergunta (ou conjunto de perguntas) a que queremos responder,


precisamos de nir quem é o público-alvo da pesquisa, quem responderá as
questões propostas (pessoas, coisas), onde este público será acessado (rua,
laboratório, linha de produção, por exemplo).

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 2/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

FIGURA 2 – DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA ESTATÍSTICO


 Unidade 1 - Tópico 1 

A autora

- 2.3 PLANEJAMENTO

Uma vez já delimitado o problema, agora precisamos planejar de que maneira que
responderemos às perguntas propostas. O planejamento é a etapa em que
respondemos à pergunta ‘como faremos?’ De acordo com Castanheira (2008, p. 5),
“às vezes, é su ciente a pura observação; no entanto, na maioria das ocasiões, é
necessário elaborar um questionário ou um roteiro de entrevista”. Aqui entram as
restrições orçamentárias, o cronograma de pesquisa e o recrutamento de pessoas
para trabalhar no processo.

FIGURA 3 – PLANEJAMENTO ESTATÍSTICO

A autora

- 2.4 COLETA DE DADOS

A coleta de dados é o momento em que se obtêm os dados que irão responder à


pergunta que estipulamos.

Existem duas maneiras de obtenção de dados: a coleta direta e a indireta. A coleta


de dados direta é aquela obtida diretamente, seja por meio de aplicação de
questionários, por observação ou por meio da busca direta em registros o ciais. A
outra maneira de obtenção de dados é a indireta, quando se utiliza de dados
obtidos por coleta direta para outro m. Os dados em si também podem ser
divididos em duas categorias: os dados primários, que são aqueles obtidos
diretamente por meio de um questionário, tomada de tempo ou preço, por
exemplo, e os dados secundários, que são os obtidos através de pesquisa em
outros dados, previamente coletados, como dados o ciais, outras pesquisas
cientí cas.

Se saber é poder, o conhecimento das possíveis fontes de dados secundários é uma


porta de entrada para tal poder. Esse conhecimento permite tomar decisão de forma

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 3/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

rápida, barata e mais bem informada. [...] Ainda, se estão disponíveis dados
 secundários adequados, você Unidade
pode economizar a coleta
1 - Tópico 1 dispendiosa de dados 
primários. No entanto, quando você usa dados secundários, as de nições, a nalidade,
a cobertura, a frequência e a exatidão [...] podem ser inadequados para seus objetivos,
porque foram delineados com propósito genérico ou diferente do seu. (SILVER, 2000, p.
23).

Entende-se por dados um conjunto de valores numéricos ou não.

- 2.5 CRÍTICA DOS DADOS

Os dados já foram coletados. Agora é necessário avaliar se eles estão de acordo


com os objetivos traçados no planejamento, se há falhas ou erros que possam
in uenciar no resultado nal.

- 2.6 APURAÇÃO DOS DADOS

Nesta etapa, os dados obtidos na coleta são tabulados: os dados semelhantes são
agrupados, de acordo com o tipo de resposta fornecido, por exemplo.

- 2.7 APRESENTAÇÃO DOS DADOS

Nesta etapa são construídas as tabelas ou grá cos para que se consiga extrair
informações a respeito dos dados apurados.

- 2.8 ANÁLISE DOS DADOS

Com base na apresentação dos dados, é nessa fase que podemos tirar conclusões
a respeito do objetivo da pesquisa. Alguns cálculos matemáticos que estudaremos
mais à frente auxiliam nesta tarefa.

- 2.9 INTERPRETAÇÃO DOS DADOS

Feita a análise, a última fase do método corresponde à interpretação dos dados


obtidos. Nesta etapa podem ser feitas previsões a respeito do comportamento
futuro dos dados, ou mesmo uma extrapolação de conclusões (se o objetivo inicial
era conhecer a durabilidade média das lâmpadas fabricadas por uma indústria,

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 4/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

ALGUMAS lâmpadas são testadas e, com base na durabilidade destas lâmpadas,


 Unidade
de ne-se a durabilidade de TODAS 1 - TópicoÉ1importante salientar que
as lâmpadas). 
qualquer conclusão tirada da interpretação de dados está sujeita a certo grau de
incerteza.

- 3 A ESTATÍSTICA COMO ÁREA DE ESTUDOS

Durante certo tempo, a estatística foi considerada uma área de estudos da


matemática aplicada. Devido à importância da área e as suas características, hoje
ela própria é considerada uma área de estudos e existem vários cursos de
graduação em Estatística pelo país.

A estatística como área de estudos pode ser dividida em três subáreas:

• Estatística descritiva.

• Probabilidade.

• Inferência estatística.

Em geral, uma pesquisa estatística envolve as três áreas. Vamos de nir e entender
qual é o papel de cada uma delas.

- 3.1 ESTATÍSTICA DESCRITIVA

A estatística descritiva trabalha com dados observados. Normalmente, ela é


utilizada em uma primeira etapa da pesquisa, e é responsável por resumir as
informações de interesse a partir do que foi coletado. Não há espaço para dúvidas
na estatística descritiva, ela simplesmente apresenta o que é.

EXEMPLO 1: Um investidor está interessado em saber quanto rendeu determinada


ação no mercado no último mês. Então ele toma o rendimento da ação em todos
os dias do mês em questão e, a partir disso, conclui quanto a ação rendeu. Esta
informação não dá espaço para dúvidas, uma vez que está baseada em fatos.

EXEMPLO 2: Uma pesquisa de opinião sobre um desodorante ouviu 100


consumidores. Várias perguntas foram feitas sobre a embalagem, a fragrância, a
textura, o preço e a e cácia do produto. Com base nestes dados, chegou-se à
conclusão que 30% dos entrevistados estava satisfeita com o produto, 10% muito
satisfeita, 40% estava indiferente e 20% estava insatisfeita. Essas informações
foram obtidas pela Estatística Descritiva e só dizem respeito aos 100 consumidores
consultados.

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 5/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

É a estatística descritiva que iremos estudar neste curso.


 Unidade 1 - Tópico 1 
- 3.2 PROBABILIDADE

Segundo Magalhães (2010, p. 2), a “Probabilidade pode ser pensada como a teoria
matemática utilizada para se estudar a incerteza oriunda de fenômenos
aleatórios”, ou seja, sobre fenômenos sobre os quais não temos certeza.

EXEMPLO 1: A previsão do tempo para a próxima segunda-feira é um fenômeno


aleatório, pois não temos como prever o tempo. Neste caso, com base em
comportamentos já conhecidos, estipula-se uma probabilidade de ocorrência de
chuva, por exemplo. Mas nada garante que vá chover!

EXEMPLO 2: Ao lançarmos um dado correto, não viciado, sabemos que a


probabilidade de sair um três é de uma em seis, visto que o dado tem seis faces e
em apenas uma aparece o três. Note que isto não signi ca que, se lançarmos o
dado seis vezes, de fato, apareça o três uma única vez. Por outro lado, se
lançarmos o dado 6000 vezes, é provável que em torno de 1000 vezes vá aparecer
o três.

A probabilidade é uma área bastante matemática e rica, envolvendo Teoria dos


Conjuntos.

- 3.3 INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

A inferência estatística é responsável por extrapolar para um conjunto grande de


dados os valores obtidos para um conjunto muito menor. Ela surge da
incapacidade de se trabalhar com todos os dados de interesse: neste caso,
escolhe-se um subconjunto menor destes dados, estuda-se este subconjunto e,
através da inferência, obtêm-se conclusões sobre o conjunto inteiro.

EXEMPLO: Voltemos à pesquisa de opinião sobre o desodorante, em que foram


ouvidos 100 consumidores. Com base nos resultados obtidos, aplicam-se técnicas
de inferência estatística para prever a opinião de todos os consumidores do
desodorante.

A gura a seguir relaciona algumas das fases do método estatístico com os três
ramos mencionados.

FIGURA 4 – FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 6/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

 Unidade 1 - Tópico 1 

A autora

RESUMO DO TÓPICO

Neste tópico, conhecemos um pouco a estatística, mais precisamente, vimos que:

• Estatística é o “conjunto de técnicas que permite, de forma sistemática, organizar,


descrever, analisar e interpretar dados oriundos de estudos ou experimentos,
realizados em qualquer área do conhecimento”. (MAGALHÃES, 2010, p. 1).

• As principais fases do método estatístico são: a de nição do problema, a


delimitação do problema, o planejamento, a coleta de dados, a crítica destes
dados, a apuração, a apresentação, a análise e, por m, a interpretação dos dados
coletados.

• A estatística como área de estudos pode ser dividida em três subáreas: estatística
descritiva, probabilidade e inferência estatística.

• As fases de coleta, crítica, apuração, apresentação e análise de dados


correspondem à estatística descritiva; já a fase de interpretação é associada à
probabilidade e a inferência estatística.

• A interpretação dos dados estatísticos sempre envolve certo grau de incerteza.

Apresentação  Tópico 2

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 7/8
19/05/2021 Livro Digital - Métodos Quantitativos

 Unidade 1 - Tópico 1 
Conteúdo escrito por:
Todos os direitos reservados ©
Débora Cristina Brandt

https://livrodigital.uniasselvi.com.br/ADG13_metodos_quantitativos/unidade1.html?topico=1 8/8