Você está na página 1de 25

ci a i s:

e s S o
Re d ã o ,
ra ç
inte g e m e
n d i za l
apr e so c i a
a n ç a
mud
REDE : o padrão da vida
REDE : o padrão comum
Rede de proteínas
Mapa da Internet
numa célula
A rede mãe, a qual todos estamos conectados
Vivemos imersos em
redes de relações:
afetivas, sociais,
profissionais.

São redes
espontâneas,
derivam da
sociabilidade
humana:
redes sociais.
Final do século XX e início do século XXI
período de mudanças profundas

Revolução das Tecnologias


de informação, de comunicação, de
transporte

Capitalismo
A informacional:
globalização: a fonte da
a escala produtividade
global da e da
organização competitividad
da economia e é informação
e
conhecimento
Uma economia em rede, interdependente,
sustentada por um paradigma tecnológico
baseado em tecnologias da informação
A tecnologia de comunicação, conectando
milhões de pessoas em todos os continentes
nos ofereceu óculos de ver redes.
ver redes = ver conexões

fluxos
O que é novo é a combinação da inter-
relação humana e da tecnologia,
gerando redes híbridas de inteligência

Redes sociais
Uma estrutura de laços
entre os atores de um Rede de informação
sistema social. Os seus Conjunto de fontes
laços podem basear-se na de informação e de
conversação, afeto, transmissão
amizade, parentesco, oferecendo serviços
autoridade, trocas de comunicação.
econômicas, troca de
informação ou quaisquer
outras coisas que
constituam a base de
uma relação.
Redes Sociais


Mídia Social
Uma rede é um padrão de comunicação,
tendendo a distribuída, que conecta vários
nós ou centros a muitos outros.

São conexões de vários pontos para


vários outros pontos, não apenas de
um ponto para outro.
Topologias de redes = grau de distribuição da conexão
saomoC
esser
e
d
emam f
ro
s
e
tn
a
m s
tsu
e
?
A estratégia rede consiste em criar ou, na maioria
das vezes, em ativar e orientar as ligações geradas
pelas relações entre atores de um sistema
imprimindo-lhes um conteúdo e um objetivo
comum.
A noção de rede induz à noção de projeto
comum, em torno do qual se agrupam atores
sociais que trabalham juntos para formar um
sistema coletivo inteligente.
O ato comunicativo

A circularidade da comunicação: feedback, circularidade,


recursividade
Quando nos comunicamos estabelecemos uma comunidade,
isto é, criamos uma condição de interação numa instância
social, por meio da circulação da informação e de outros
eventos comunicativos.
A comunicação é o meio pelo qual as pessoas
chegam a possuir coisas em comum
Comunidade é "qualquer grupo que possui
interesses, trabalhos etc. em comum." As
comunidades de afinidade são um caminho para
produzir e compartilhar conhecimento, informação e
iniciativas em favor e uma causa comum.
A produção social acontece como colaboração.
As comunidades virtuais e presencias organizam
necessidades sociais de interação, intervenção
coletiva e empoderamento.
Uma rede social operativa pode ser descrita a
partir de três dimensões:

• empreendimento comum,

• envolvimento mútuo e

• repertório compartilhado.
A cultura da atuação em rede

Transparência

Interdependência
Conectividade

Descentralização Colaboração

Autonomia
Produtos das redes de conversações:

conversação colaboração
produção social

inteligência coletiva interação


comunicação colaborativa
informação em fluxo redes de conversações
ação coletiva multidão trabalho
imaterial
conhecimento capital social
compartilhamento

Comunidades de aprendizagem
Princípios para o fortalecimento de redes
sociais
1. Construir confiança
2. Compartilhar valores
3. Dar e receber
4. Criar produtos e eventos em que
todos se reconheçam
5. Investir em lideranças
6. Sistematizar conhecimentos
7. Aprender fazendo
8. Praticar o diálogo
F
Viv ale
bio ian com
co ne igo
ne :
x@ Ama
gm ral
ail
.co
m

@viviamaral