Você está na página 1de 1

Nº 75, sexta-feira, 19 de abril de 2002 1 ISSN 1676-2339 139

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE 14587,14588,14589,16398,16400,23452,24279, livros 2-A-1, PORTARIA Nº 53, DE 18 DE ABRIL DE 2002
E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS 3-A, 3-G3, 2-G5, 2-G1, 2-G2, 3-K, 2-L4, 2-Q1, 2-Q6 registrados no
Cartório do 1º Ofício Serviços Notariais e Registrais, comarca de O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI-
PORTARIA Nº 48, DE 18 DE ABRIL DE 2002 Cáceres, no citado Estado. RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE-
Art. 2º Determinar a proprietária do imóvel o cumprimento NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o
O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI- das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996, art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental
RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE- em especial no seu art. 8º, incumbindo-a de proceder a averbação do aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto
NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com- s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União
art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do art. 6º do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº
aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto do mencionado Decreto. 9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho
s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União Art. 3º As condutas e atividades lesivas à àrea reconhecida de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02026.001236/01-
do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº 82, resolve:
9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre-
Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par-
de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02001.002520/01- juízo de responsabilidade civil e penal. ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de
72, resolve: Art. 4º Revogar a Portaria nº 172 de 20 de novembro de perpetuidade, a área de 100,96 ha (cem hectares e noventa e seis
Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par- 2001, publicada no DOU de 21/11/2001, seção 1, página nº 178, pelo ares), na forma descrita no referido processo, constituindo-se parte
ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de descumprimento do art. 6º do Decreto 1.922 de 05 de junho de integrante do imóvel FAZENDA RIO NOVO, a reserva denominada
perpetuidade, a área de 165,6380 ha (cento e sessenta e cinco hec- 1996. "RESERVA ECOLÓGICA EMÍLIO FIORENTINO BATTISTELLA",
tares, sessenta e três ares e oitenta centiares), na forma descrita no Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- no município de Corupá, Estado de Santa Catarina, de propriedade de
referido processo, constituindo-se parte integrante do imóvel deno- blicação. Modo Battistella Reflorestamento, matriculado em 24/01/1992, sob o
minado FAZENDA SÃO JOAQUIM, a reserva denominada "RPPN número 25.149, às folhas 01v; registrado no Ofício do Registro de
SANTA CLARA", no município de Cristalina, Estado de Goiás, de RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO Imóveis, Comarca de Jaraguá do Sul, no citado Estado.
propriedade de Antonio de Pádua Romancini, matriculado sob nú- (Of. El. nº 352/2002) Art. 2º Determinar ao proprietário do imóvel o cumprimento
mero R-004-10.522, em 01/02/2000, livro 2-AR, às folhas 112 re- das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996,
gistrado do Cartório de Registro de Imóveis e Tabelionato 2º de PORTARIA Nº 51, DE 18 DE ABRIL DE 2002 em especial no seu artigo 8º, incumbindo-o de proceder a averbação
Notas, na Comarca de Cristalina, no citado Estado. do respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com-
Art. 2º Determinar ao proprietário do imóvel o cumprimento O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI- petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do artigo
das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996, RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE- 6º do mencionado Decreto.
em especial no seu artigo 8º, incumbindo-o de proceder a averbação NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida
do respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com- art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre-
petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do artigo aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto juízo de responsabilidade civil e penal.
6º do mencionado Decreto. s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu-
Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº blicação.
sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre- 9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho
juízo de responsabilidade civil e penal. de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02014.002369/01- RÔMULO JOSÉ FERNADES BARRETO MELLO
Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- 04, resolve: (Of. El. nº 349/2002
blicação. Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par-
PORTARIA Nº 54, DE 18 DE ABRIL DE 2002
RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de
(Of. El. nº 354/2002) perpetuidade, a área de 2000 ha (dois mil hectares), na forma descrita O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI-
no referido processo, constituindo-se parte integrante do imóvel FA- RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE-
PORTARIA Nº 49, DE 18 DE ABRIL DE 2002 ZENDA FREI LEOPOLDO, a reserva denominada "RESERVA PAR- NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o
TICULAR DO PATRIMÔNIO NATURAL FAZENDA ARARA art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental
O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI- AZUL" no município de Corumbá, Estado do Mato Grosso do Sul, de aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto
RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE- propriedade de FREE NATURE-PROTEÇÃO AMBIENTAL LTDA, s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União
NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o matriculado em 15/05/2001, livro 2, sob o número R.03-14.792, Ficha do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº
art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental 1vº; registrado no Cartório do 1º Ofício do Registro de Imóveis da 1ª 9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho
aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto Circunscrição na Comarca de Corumbá, no citado Estado; de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02001.004467/01-
s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União Art. 2º Determinar a proprietária do imóvel o cumprimento 62, resolve:
do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996, Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par-
9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho em especial no seu artigo 8º, incumbindo-o de proceder a averbação ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de
de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02001.001033/02- do respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com- perpetuidade a área de 400,00 ha (quatrocentos hectares), na forma
37, resolve: petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do artigo descrita no referido processo, constituindo-se parte integrante do imó-
Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par- 6º do mencionado Decreto. vel situado em Água Boa, a reserva denominada "Reserva Rama", no
ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida, município de Água Boa, Estado de Mato Grosso, de propriedade da
perpetuidade a área de 28,84 ha (vinte e oito hectares e oitenta e sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre- Ramagro Agrícola e Industrial Ltda, matriculado em 20/08/1980, sob
quatro ares) na forma descrita no referido processo, constituindo-se juízo de responsabilidade civil e penal. nº R-01-13.787, Livro 02, folhas 67/69; registrado no 1° Serviço
parte integrante do imóvel SÍTIO DO BANANAL, no município de Art. 4º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- Notarial e Registral, Comarca de Barra do Garça, no citado Estado.
Morretes, Estado do Paraná, de propriedade de Jorge Ramon Araújo, blicação. Art. 2º Determinar à proprietária do imóvel o cumprimento
matriculado em 23/01/2001, livro 02, ficha 03 sob o número 9/1668; RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996,
registrado no Registro de Imóveis, Comarca de Morretes, no citado em especial no seu artigo 8º, incumbindo-a de proceder a averbação
(Of. El. nº 351)
Estado. do respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com-
Art. 2º Determinar ao proprietário do imóvel o cumprimento petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do artigo
das exigências contidas no Decreto nº1.922, de 5 de junho de 1996, PORTARIA Nº 52, DE 18 DE ABRIL DE 2002 6º do mencionado Decreto.
em especial no seu artigo 8º, incumbindo-o de proceder a averbação Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida
do respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com- O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI- sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre-
petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1º do artigo RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE- juízo de responsabilidade civil e penal.
6º do mencionado Decreto. NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu-
Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental blicação.
sujeitarão aos infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre- aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto
juízo de responsabilidade civil e penal. s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO
Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº (Of. El. nº 348/2002)
blicação. 9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho
de 1996; considerando o que consta no Processo nº 02006.002504/99- PORTARIA Nº 55, DE 18 DE ABRIL DE 2002
RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO 71, resolve:
(Of. El. nº 353/2002) Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par- O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI-
ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE-
PORTARIA Nº 50, DE 18 DE ABRIL DE 2002 perpetuidade a área de 18,50 ha (dezoito hectares e cinqüenta ares), NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o
na forma descrita no referido processo, constituindo-se parte inte- art. 2o, inciso X e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental
O PRESIDENTE INTERINO DO INSTITUTO BRASILEI- grante do imóvel FAZENDA ÁGUA BOA NORTE, a reserva de- aprovada Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto s/no de
RO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RE- nominada "SAPUCAIA" no Município de Marau, Estado da Bahia, 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União do dia
NOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o de propriedade de Hartmut Herbert Hess, matriculado sob o número subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº 9.985, de
art. 2o, inciso X, e art. 24 do Anexo I da Estrutura Regimental 2.688 em 18/11/1998, livro 02 do Cartório de Registro de Imóveis na 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996;
aprovada pelo Decreto no 3.833, de 5 de junho de 2001 e o Decreto comarca de Marau, no citado Estado. considerando o que conta no Processo nº 02010.001978/01-96, re-
s/no, de 16 de janeiro de 2001, publicado no Diário Oficial da União Art. 2º Determinar ao proprietário do imóvel o cumprimento solve:
do dia subseqüente; tendo em vista o disposto no art. 21 da Lei nº Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par-
9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 1.922, de 05 de junho das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996, ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de
de 1996; considerando o que consta no Processo nº02013.001081/98- em especial no seu art. 8°,incumbindo-o de proceder a averbação do perpetuidade, a área de 48,40 ha (quarenta e oito hectares e quarenta
47, resolve: respectivo Termo de Compromisso no Registro de Imóveis com- ares), na forma descrita no referido processo, constituindo-se parte
Art. 1º Reconhecer, mediante registro, como Reserva Par- petente e dar-lhe a devida publicidade, nos termos do § 1° do art. 6° integrante do imóvel: FAZENDA TRAJETO DAS PEDRAS, a re-
ticular do Patrimônio Natural, de interesse público e em caráter de do mencionado Decreto. serva denominada "BIO SANTUÁRIO TRAJETO DO CERRADO",
perpetuidade a àrea de 35.531,00 há (trinta e cinco mil hectares e Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área reconhecida situada no município de Cocalzinho de Goiás, Estado de Goiás, de
quinhentos e trinta e um ares), na forma descrita no referido processo, sujeitarão os infratores às sanções administrativas cabíveis, sem pre- propriedade Sílvia Alves da Rocha, matriculado sob o número 71, em
constituindo-se parte integrante do imóvel FAZENDA NOVA LAR- juízo de responsabilidade civil e penal. 20/12/1994, livro 2-P, às folhas 109; registrado no Cartório de Re-
GA, a reserva denominada "RESERVA JUBRAN", no município de Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- gistro Geral de Imóveis e Tabelionato 1º de Notas na Comarca de
Cáceres, Estado de Mato Grosso, de propriedade da AGROJÚ Agro- blicação. Corumbá de Goiás, no citado Estado;
pecuária Ltda, matriculados em 22/04/1987 e 22/06/1987, sob os Art. 2º Determinar à proprietária do imóvel o cumprimento
números: RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO das exigências contidas no Decreto nº 1.922, de 5 de junho de 1996,
191,192,530,1204,9416,9500,9512,9613,9514,9515,9516,14565,14566, (Of. El. nº 350/2002) em especial no seu artigo 8º, incumbindo-a de proceder a averbação