Você está na página 1de 17

1 Curso Técnico em

Edificações

Técnicas e características de
construção de pisos radiantes

INSTITUTO
FEDERAL
São Paulo
Campus Campos do Jordão Prof. Dr. Walter Luiz Andrade de Oliveira

2 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
1. Introdução

Piso radiante é um dos sistemas de aquecimento que, nos últimos


anos, têm tido maior crescimento, uma vez que proporcionam aos
usuá
usuários vá
várias vantagens com relaç
relação ao conforto. De todos os
Construçção Civil 3

sistemas de aquecimento existentes, o piso radiante é o que melhor se


Walter Luiz Andrade de Oliveira

ajusta ao perfil de temperaturas do corpo humano.


Este perfil é aquele segundo o qual a temperatura do ar à altura dos
Materiais de Constru

pés é ligeiramente superior ao da temperatura do ar à altura da cabeç


cabeça.
Isto se traduz numa percepç
percepção e sensaç
sensação de maior conforto por parte
do utilizador deste sistema. Sente-
Sente-se uma sensaç
sensação de maior conforto,
quando os pépés se encontram a uma temperatura levemente superior à
da cabeç
cabeça.
Este efeito é conseguido com o aquecimento por piso radiante
gerando, no mesmo, temperaturas pró
próximas a 29º
29ºC.
3 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
1. Introdução

Num local aquecido por piso radiante, toda a superfí


superfície do solo irradia
calor a baixa temperatura. Não existem zonas quentes e zonas frias frias
dentro da mesma habitaç
habitação. A sensaç
sensação de Bem Estar é maior porque
Construçção Civil 3

há uma distribuiç
distribuição de calor mais suave e uniforme.
Walter Luiz Andrade de Oliveira

As habitaç
habitações aquecidas por piso radiante ficam com as paredes
Materiais de Constru

livres, proporcionando uma maior área útil ao ambiente.

O aquecimento por pisos radiante não levanta pó pó, pois não produz
correntes de ar. Não há
há enegrecimento das paredes, dos tetos e dos
cortinados e é invisí
invisível. O aquecimento por piso radiante é saudá
saudável
porque não seca o ar mantendo, consequentemente, a umidade natural
natural
do ar ambiente. Desta forma evitam-
evitam-se os problemas respirató
respiratórios
provocados por alguns aquecimentos.

4 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
1. Introdução

Nas figuras 1.1 e 1.2 podemos ver a diferenç


diferença entre o aquecimento
proporcionado pelo sistema de ar condicionado e o de piso radiante,
radiante,
que se mostra mais eficiente por fornecer o calor de forma uniforme
uniforme
Construçção Civil 3

no ambiente.
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru

Figura 1.1 – Aquecimento Figura 1.1 – Aquecimento por piso


convencional radiante
5 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
2. Tipos

Trata-
Trata-se de um sistema de aquecimento que, ao contrá
contrário do que se
imagina, age não sósó no piso, mas em todo o ambiente, oferecendo
conforto té
térmico nos dias frios. Existem dois tipos bábásicos de
Construçção Civil 3

irradiaç
irradiação do aquecimento:
Walter Luiz Andrade de Oliveira

• o hidrá
hidráulico, que funciona por meio da circulaç
circulação da água a uma
temperatura de 30°
30°C a 45º
45ºC por tubos de polietileno reticulado, os
Materiais de Constru

conhecidos PEX;
• o elé
elétrico, por meio de resistências instaladas embaixo do
revestimento

6 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.1 Generalidades
Neste caso, qualquer fonte de calor pode ser utilizada para aquecer
aquecer a
Construçção Civil 3

água, desde gá
gás, diesel, carvão e bomba de calor, até
até painé
painéis solares.
Walter Luiz Andrade de Oliveira

O sistema de aquecimento do ambiente atravé através de instalaç


instalações de
pavimento radiante hidrá
hidráulico, foi introduzido depois da última guerra
Materiais de Constru

mundial, embora tenham havido experiências anteriores.


O aquecimento por piso radiante foi no passado, visto com algum
ceticismo e desconfianç
desconfiança, devido a insucessos. Realmente a histó
história
conta-
conta-nos que o aquecimento por piso radiante apresentou alguns
problemas na dé
década de 60 que desencorajaram a sua utilizaç
utilização.
7 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

Estes problemas foram essencialmente devidos à falta de experiência,


à carência de meios de cá cálculo fiá
fiáveis, à inexistência de materiais
apropriados e à insuficiência ou inadequaç
inadequação de componentes de
Construçção Civil 3

regulaç
regulação e de controle apropriados.
Walter Luiz Andrade de Oliveira

Poré
Porém, nos anos 80, recomeç
recomeçou uma crescente implantaç
implantação do sistema
que se manté
mantém até
até aos dias de hoje, com resultados altamente
Materiais de Constru

satisfató
satisfatórios.

2.2 Componentes do sistema


2.2.1 Fontes de calor
Para o aquecimento do piso radiante é utilizado normalmente caldeiras
mural a gá
gás ou elé
elétrica (figura 2.1), que aquece de forma independente
o piso radiante.

8 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

Para o aquecimento do piso radiante é


utilizado normalmente caldeiras mural a
gás ou elé
elétrica (figura 2.1), que aquece de
Construçção Civil 3

forma independente o piso radiante.


Walter Luiz Andrade de Oliveira

2.2.2 Grupo de regulagem térmica


Materiais de Constru

Acumula as funç
funções de misturador, bomba
de circulaç
circulação e temporizador, gerenciando
a oferta de água quente aos distribuidores.
Possui també
também um sensor de temperatura,
que ajusta com antecipaç
antecipação a temperatura
interna da residência em funç função da Figura 2.1 – Caldeira elé
elétrica
temperatura externa.
9 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.2.3 O sistema de distribuição (Manifold)


Trata-
Trata-se de um conjunto de acessó
acessórios que tem a funç
função de distribuir a
Construçção Civil 3

água recebida do grupo de regulagem té térmica para cada circuito e


Walter Luiz Andrade de Oliveira

ajustar a temperatura de cada ambiente de forma independente.


(figuras 2.2 e 2.3).
Materiais de Constru

Figuras 2.2 e 2.3 – Sistema Manifold para distribuiç


distribuição

10 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.2.4 Circuitos de tubos PEX para aquecimento


Os circuitos de tubos agem como elemento fundamental do sistema de
Construçção Civil 3

aquecimento por piso radiante hidrá


hidráulico (figura 2.4).
Walter Luiz Andrade de Oliveira

Estes tubos, fabricados em


polí
polímeros da mais alta
Materiais de Constru

tecnologia denominados
Polietileno Reticulado
(PEX), ficam embutidos no
piso da residência e
suportam com total garantia
a circulaç
circulação de água quente,
sem sofrer corrosão ou
desgaste ao longo dos anos.
Figura 2.4 – Circuitos de tubos
11 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

Os tubos são instalados sobre uma base


de isopor de alta densidade, que alé
além
de produzir o isolamento té térmico do
Construçção Civil 3

frio transmitido pelo solo, funciona


Walter Luiz Andrade de Oliveira

també
também como barreira contra umidade
(figura 2.5).
Materiais de Constru

É importante à realizaç
realização de um estudo
detalhado que leve em conta todas as
caracterí
características relevantes da residência
a ser aquecida, tais como o projeto
arquitetônico, localizaç
localização geográ
geográfica,
vãos (janelas e portas), ní níveis de
isolamento da edificaç
edificação, etc.
Figura 2.4 – Posicionamento dos tubos

12 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.3 Vantagens do sistema


2.3.1 Conforto
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira

É o mais confortá
confortável, se comparado a outros sistemas de aquecimento,
pois distribui a temperatura uniformemente, não produzindo zonas de
calor concentradas. Você terá terá o piso agradavelmente aquecido,
Materiais de Constru

quebrando aquele “gelo”


gelo” desconfortá
desconfortável dos pisos frios.

2.3.2 Saúde
O Piso Radiante evita a elevaç
elevação de poeira e não altera a umidade do
ambiente, contribuindo com a reduç
redução do mofo comum em regiões
frias, o que beneficia pessoas que sofrem de problemas respirató
respiratórios.
13 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.3.3 Economia de energia


Uma instalaç
instalação de Piso Radiante, bem calculada e convenientemente
Construçção Civil 3

isolada, permite um ambiente confortá


confortável e com economia de energia.
Walter Luiz Andrade de Oliveira

O retorno do investimento é bem mais rá rápido do que em qualquer


outro sistema.
Materiais de Constru

2.3.4 Versatilidade
O Piso Radiante permite escolher o tipo de revestimento que mais o
agrada (granito, porcelanato, madeira ou carpete), e o que é melhor,
com qualquer opç
opção oferece uma agradá
agradável sensaç
sensação de conforto de
ter sempre os pé
pés aquecidos. Não interfere no mobiliá
mobiliário e cortinas,
como acontece com os tradicionais radiadores de parede, que são
instalados pró
próximos as janelas.

14 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.3.5 Ecológico
Dada a baixa temperatura requerida, a instalaç
instalação do Piso Radiante
Construçção Civil 3

pode ser combinada, tanto com sistemas de aquecimento solar, quanto


quanto
Walter Luiz Andrade de Oliveira

com outras alternativas de fontes de calor.


2.3.6 Isolamento termo-acústico
Materiais de Constru

Em uma residência dotada de aquecimento por Piso Radiante, as


perdas de energia e os níníveis de ruí
ruído entre andares são reduzidos,
devido ao sistema de isolamento utilizado.
2.3.7 Montagem e manutenção
Montagem simples e rá rápida com facilidade de operaç
operação, não
requerendo praticamente nenhuma manutenç
manutenção durante anos, pois
possui altí
altíssima durabilidade.
15 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.3.8 Garantia
Toda tubulaç
tubulação utilizada é de Polietileno Reticulado (PEX), e as
Construçção Civil 3

conexões de latão forjado. O Sistema de Instalaç


Instalações Hidrá
Hidráulicas e de
Walter Luiz Andrade de Oliveira

aquecimento tem uma garantia de 15 anos. Os tubos PEX alé além de


inú
inúmeras vantagens em relaç
relação às outras tubulaç
tubulações, é normalizado
internacionalmente nos Estados Unidos, Espanha, Áustria,Franç
ustria,França,
Materiais de Constru

Alemanha, Portugal e Inglaterra.

2.4 Desvantagens do sistema


2.4.1 Quando não vale à pena?
Sistema caro para ser instalado em áreas de até
até 50m²
50m². A colocaç
colocação é
trabalhosa em moradias prontas.

16 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.4.2 Cuidados especiais


Antes de contratar o trabalho, faç
faça um estudo detalhado para sua casa.
Construçção Civil 3

Se ela estiver pronta, é necessá


necessário chamar um té técnico do fabricante
Walter Luiz Andrade de Oliveira

para averiguar a viabilidade de instalaç


instalação. Para uma área pequena,
menor do que 50m²
50m², talvez não valha a pena por causa do alto custo.
Só o investimento numa fonte geradora de calor (como a caldeira a
Materiais de Constru

gás) é de cerca de R$ 5 mil. Se for para uma construç


construção, chame um
técnico da empresa para fazer o projeto em conjunto com o arquiteto
arquiteto
ou o engenheiro. Lembre-
Lembre-se que, em geral, perdem-
perdem-se 8 cm do pé pé-
direito do ambiente com a instalaç
instalação desse sistema.
2.4.3 Manutenção
A cada três anos faz-
faz-se necessá
necessário trocar da água. Por funcionar num
circuito fechado, em contato com o metal, fica turva com o tempo.
tempo.
17 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.5 Imagens de aplicação do sistema


Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru

18 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru
19 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos

2.6 Vídeos demonstrativos do sistema


Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru

20 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
3. Pisos radiantes hidráulicos
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru
21 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.1 Generalidades
No aquecimento por piso radiante elé
elétrico, utilizam-
utilizam-se cabos elé
elétricos
Construçção Civil 3

que são embutidos no piso em forma de serpentina e se aquecem por por


Walter Luiz Andrade de Oliveira

meio de uma resistência elé


elétrica. A regulagem é feita por termostatos.
Em alguns casos, també
também pode ser colocado em paredes ou no teto.
Materiais de Constru

A temperatura de conforto varia de ambiente para ambiente e


conforme sua utilizaç
utilização. Recomenda-
Recomenda-se que os seguintes parâmetros
sejam seguidos para um ótimo rendimento custo/beneficio do mesmo:

- Banheiros 20-
20-21°
21°C - Cozinhas 16-
16-17°
17°C
- Dormitó
Dormitórios 18-
18-19°
19°C - Salas 20-
20-21°
21°C
- Circulaç
Circulação 16-
16-17°
17°C

22 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.2 Funcionamento
Consiste na instalaç
instalação do elemento aquecedor, integrado no piso a
Construçção Civil 3

aquecer e atua como uma resistência a baixa temperatura. Está Está


Walter Luiz Andrade de Oliveira

incorporado na rede elé


elétrica, ligado a uma caixa de derivaç
derivação (Figura
4.1).
Materiais de Constru

Atravé
Através de um termostato de
ambiente, analisa a
temperatura do local e
determina o bom
funcionamento do sistema em
funç
função da temperatura
desejada (figuras 4.1 e 4.2).
Figura 4.1 – Sistema elé
elétrico
23 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.3 Cabo aquecedor


É o componente principal do sistema. Pelas condiç
condições em que se
Construçção Civil 3

encontra (integrado diretamente nos materiais de construç


construção) e pela
Walter Luiz Andrade de Oliveira

larga vida útil necessá


necessária, algumas caracterí
características de produç
produção são
exigidas, impossibilitando a fabricaç
fabricação por empresas menos
Materiais de Constru

especializadas. Para a sua produç


produção, requerem-
requerem-se instalaç
instalações muito
sofisticadas como:
• linhas de vulcanizaç
vulcanização catená
catenária,
• produç
produção de cabos de grande precisão,
• laborató
laboratórios de ensaio elé
elétrico e quí
químico dotados de aparelhos de medida e
controle que permitem ajustar-
ajustar-se estritamente às normas de fabricaç
fabricação,
garantindo a qualidade final do produto.

24 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.4 Cabo de condução


Apesar das suas condiç
condições de trabalho não serem tão crí
críticas como as
Construçção Civil 3

do cabo aquecedor, uma vez que este també também é integrado com os
Walter Luiz Andrade de Oliveira

materiais de construç
construção, ele é executado exatamente sob as mesmas
exigências, tipos de isolamentos e a mesma meticulosidade nos
Materiais de Constru

processos de fabricaç
fabricação. Tanto no cabo aquecedor como no cabo
condutor, cumpre com excesso os condicionantes da norma europé européia
(UNE 21.155.1) ao estarem ambos dotados de uma cobertura de
proteç
proteção mecânica, não exigida na norma quando o isolamento é o
XLPE (polietileno reticulado), que tem por missão principal a
seguranç
segurança de cabo frente ao risco de acidentes em obra. Como
consequência, ambos possuem caracterí
características mecânicas necessá
necessárias
classificação “B” só superada por cabos dotados de
para obter a classificaç
armaduras de aç
aço.
25 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.5 Aspectos técnicos


Baseia-
Baseia-se em utilizar a energia elé
elétrica na sua forma mais racional, por
Construçção Civil 3

ser direta, não há


há sistemas intermé
intermédios com as consequentes perdas
Walter Luiz Andrade de Oliveira

escalonadas de rendimento, obtendo 100% de rentabilidade onde e


quando se necessita.
Materiais de Constru

1kW → 860kcal/h

Cumprindo o especificado na norma UNE 21.155.2, para as


instalaç
instalações de piso radiante elé
elétricos, indica-
indica-se que devem ser
realizadas com unidades subministradas em obra com proibiçproibição
expressa de manipulaç
manipulação posterior.

26 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.6 Vantagens
4.6.1 Conforto
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira

Converte todo o piso num eficiente painel emissor de um suave e


imperceptí
imperceptível calor radiante, uma vez que toda a superfí
superfície trabalha a
baixas temperaturas (24º
(24º a 28º
28ºC). Deixamos assim de ter radiadores
Materiais de Constru

localizados que pela sua elevada temperatura, criam uma desagradá


desagradável
sensaç
sensa ção de calor.

4.6.2 Conforto
Não tem qualquer elemento exposto que possa ocasionar perigo, nem
nem
mesmo em caso de acidente com outros materiais.
27 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.6.3 Manutenção
Não tem peç
peças em fricç
fricção. Não existem materiais expostos ao fogo ou
Construçção Civil 3

a grandes temperaturas nem altas pressões.


Walter Luiz Andrade de Oliveira

4.6.4 Saúde
Materiais de Constru

Não polui o ambiente, não resseca o ar, não carboniza poeiras.

4.6.5 Economia
Não tem perdas para o ambiente, geralmente associadas a altas
temperaturas nos radiadores, tubulaç
tubulações e caldeiras, ou fugas pela
chaminé
chaminé. A energia elé elétrica tem mantido nos últimos anos a
estabilidade em termos de preç
preço, contrariamente ao gá
gás, óleos e outras
energias.

28 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.7 Montagem e manutenção


4.7.1 Cuidados
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira

Deixar junta de dilataç


dilatação de cerca de 1cm, ou seja, uma “fenda”fenda”
pró
próxima às paredes, para que o piso tenha espaç
espaço para se dilatar com o
calor. Essa fenda se acomoda abaixo do revestimento do piso e por por
Materiais de Constru

isso não fica aparente nem junta pópó. Ela permanece encoberta pelo
rodapé
rodap é .

4.7.2 Manutenção
Troca dos termostatos a cada dois anos.
29 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.7.3 Quando não vale à pena?


Necessita de obra para colocaç
colocação no caso de uma casa já
já construí
construída.
Construçção Civil 3

Aumenta o consumo de energia. Considerando uma área de 100m²100m², o


Walter Luiz Andrade de Oliveira

consumo mensal significaria cerca de R$ 200 a mais na conta de luzluz


(ligado seis horas por dia).
Materiais de Constru

30 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

4.8 Imagens de aplicação do sistema


Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru
31 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru

32 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
4. Pisos radiantes elétricos

2.6 Vídeo demonstrativo do sistema


Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira
Materiais de Constru
33 Curso Té
Técnico em Edificaç
Edificações
5. Bibliografia e agradecimento

Agradecimento especial aos alunos do Mó


Módulo III (Herculano, Michele,
Juliana, Roseli e Rodrigo) do segundo semestre de 2010 pelo trabalho
trabalho
apresentado sobre este tó
tópico.
Construçção Civil 3
Walter Luiz Andrade de Oliveira

http://www.elmontagem.pt/cariboost_files/aquecimento_20central_20piso_2
http://www.elmontagem.pt/cariboost_files/aquecimento_20central_20piso_2
0radiante_20pdf.pdf
Materiais de Constru

http://www.climacravo.com/pisoradiante.swf

http://www.comercioimobiliario.com.br/dicas-
http://www.comercioimobiliario.com.br/dicas-e-noticias/23,,o-
noticias/23,,o-conforto-
conforto-
comeca- - no-
-
comeca no pisopiso-
- .html/print/1

http://viverarquitetura.blogspot.com/2009/02/piso-
http://viverarquitetura.blogspot.com/2009/02/piso-radiante.html