ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

DIRETORIA DE PREVIDÊNCIA GERÊNCIA DE AVALIAÇÃO E CONTROLE FUNCIONAL GERÊNCIA DE INATIVOS

MANUAL DE APOSENTADORIA INVALIDEZ PERMANENTE LIVRO II

SETEMBRO DE 2010

Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente - Livro II

SUMÁRIO

1 APRESENTAÇÃO --------------------------------------------------------------------------- 03 2 DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ------------------------------------------------- 04 3 APOSENTADORIA POR INVALIDEZ PERMANENTE -------------------------------- 05 3.1 INTEGRAL ---------------------------------------------------------------------------------- 05 3.2 PROPORCIONAL -------------------------------------------------------------------------- 13 3.2.1 Normal ------------------------------------------------------------------------------------ 13 3.2.2 Especial ---------------------------------------------------------------------------------- 19

Atualizado em 17.09.2010

2

Considerando que a transmissão de informação específica é meio apropriado para estabelecer rotinas. é imprescindível a sua leitura. do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina .12. a fim de orientar os Setoriais/Seccionais quanto à utilização da legislação e dos procedimentos específicos que envolvem a concessão do benefício.2010 3 . Para que o responsável pela atividade no Setorial/Seccional obtenha o máximo desse manual.Livro II 1 A PRESEN TAÇÃ O A Gerência de Avaliação e Controle Funcional (GECOF) tem suas atribuições regimentais vinculadas à eficiência e eficácia das atividades desenvolvidas pelos Setoriais e Seccionais de Recursos Humanos. de 19. Havendo dúvidas.IPREV.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . Atualizado em 17. pelo telefone (48) 3229-2625. este manual apresenta as peculiaridades da aposentadoria por invalidez permanente em relação ao estabelecido na Emenda Constitucional nº 41.09. entrar em contrato com Gerência de Inativos da Diretoria de Previdência.03. tendo por objetivo a racionalização e padronização dos procedimentos administrativos e computacionais executados pelos órgãos ou entidades do Poder Executivo.

Cargos públicos de provimento efetivo: são cargos agrupados em quadros com denominação específica. ainda. assegurada ao servidor público. Proventos: designação técnica dos valores pecuniários devidos aos inativos. complexidade e responsabilidade. É tempo de carreira. autárquica ou fundacional de qualquer ente federativo.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . idade. Tempo de efetivo exercício no serviço público: tempo de exercício em cargo. o tempo cumprido em emprego. independentemente de ter adquirido a estabilidade. necessários para a concessão do benefício.2010 4 . deveres e responsabilidades específicas previstas na estrutura organizacional do órgão ou entidade pública do ente federativo.12. atribuições e condição para o seu provimento.98. acrescidos de adicionais e de vantagens de caráter individual permanente. com proventos previstos em lei. com denominação. função e vencimentos próprios. níveis e referências (graus) segundo a natureza. Interstício Aposentatório: período mínimo de contribuição e/ou de idade estabelecidos na legislação. previsto no plano de cargos e vencimentos. função ou cargo de natureza não efetiva até 16. estruturados em grupos. Cargo efetivo: conjunto de atribuições. Aposentadoria: benefício de prestação continuada.Livro II 2 DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS Servidor público: é a pessoa legalmente investida em cargo público criado por lei. de acordo com o plano de cargos e vencimentos definido por leis pelo ente federativo. função ou emprego público. É o desligamento do serviço ativo à vista dos elementos comprobatórios por tempo de contribuição. invalidez ou compulsoriamente. ainda que descontínuo. que completar um período mínimo de contribuição ao(s) sistema(s) previdenciário(s) e/ou atender os demais requisitos exigidos em lei. Remuneração do cargo efetivo: valor dos vencimentos e vantagens pecuniárias permanentes estabelecidas em lei. na administração direta. Carreira: sucessão de cargos efetivos. de provimento efetivo ou em comissão. Paridade Remuneratória: aplicação do critério de reajuste aos benefícios previdenciários e aos salários dos servidores ativos.09. Atualizado em 17.

as determinadas pela Portaria Interministerial MPAS/MS nº 2. O Setorial/Seccional poderá sugerir. contagiosa ou incurável. Equipara-se ao acidente em serviço à agressão sofrida e não provocada pelo servidor no exercício do cargo. de 23. Consideram-se doenças graves. moléstia profissional ou doença grave. .Forma de cálculo: média das maiores remunerações a partir de julho de 1994.Exigibilidade: acidente em serviço.Regra de reajuste: com atualização dos benefícios conforme art. Entende-se por moléstia profissional a que decorrer das condições do serviço ou de fatos nele ocorridos. independentemente de estar em estágio probatório ou em condição estável no serviço público nos termos do Anexo VII do Decreto nº 3. com aposentadoria por invalidez integral.2010 5 . Será considerada prorrogação da licença para tratamento de saúde o lapso de tempo entre a expedição do laudo pericial e a publicação do ato concessório da aposentadoria. . Considera-se acidente em serviço o evento causador de dano físico ou mental que tiver como causa imediata ou remota o exercício das atribuições inerentes ao cargo. devendo o laudo da junta médica estabelecer a rigorosa caracterização. 3. contagiosas ou incuráveis.04. Sua concessão depende de inspeção atualizada por órgão médico pericial e corresponde à passagem do servidor para a inatividade com proventos integrais ou proporcionais. todas atualizadas monetariamente correspondentes a 80% das maiores contribuições de todo o período contributivo.338. moléstia profissional ou doenças graves.1 IN TEGRA L Essa modalidade de aposentadoria é cabível quando a invalidez decorrer de acidente em serviço. aposentadoria por outra modalidade. contagiosas ou incuráveis.08. de 23.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente .998. se o servidor possuir requisitos preenchidos para aposentadoria voluntária (tempo de contribuição e idade).2001. .2010.Teto: remuneração do servidor no cargo efetivo. A alteração da modalidade de aposentadoria está condicionada a opção expressa do servidor.71 da LC n° 412/08.09. REGRA . respeitado o limite máximo. 1 Atualizado em 17. utilizadas como base de cálculo de contribuição.Livro II 3 APOSEN TADORIA POR INVALIDEZ PERMANEN TE1 A aposentadoria por invalidez permanente é um benefício pago ao servidor que ficar incapaz permanentemente para o trabalho. bem como o dano sofrido no percurso da residência para o trabalho e vice-versa.2005. ainda que fora do local de trabalho. e Instrução Normativa nº 118 INSS/DC. de 14.06.

moléstia profissional ou doença grave. dos Estados. se posterior àquela competência. de 18. serão consideradas as remunerações utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência de que tratam este artigo e o art.] § 17.] § 3º Para o cálculo dos proventos de aposentadoria. atualizadas na forma do § 1o deste artigo. 201.” Lei nº 10.. contagiosa ou incurável. [. 2º da Emenda Constitucional nº 41.2010 6 . do Distrito Federal e dos Municípios. § 1º Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados. 40. incluídas suas autarquias e fundações. na forma da lei. incluídas suas autarquias e fundações. conforme critérios estabelecidos em lei.. utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência a que esteve vinculado.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas.] § 8º É assegurado o reajustamento dos benefícios para preservar-lhes. § 1o As remunerações consideradas no cálculo do valor inicial dos proventos terão os seus valores atualizados mês a mês de acordo com a variação integral do índice fixado para a atualização dos salários-de-contribuição considerados no cálculo dos benefícios do regime geral de previdência social. de 19 de dezembro de 2003. na forma da lei. calculados os seus proventos a partir dos valores fixados na forma dos §§ 3º e 17: I . correspondentes a 80% (oitenta por cento) de todo o período contributivo desde a competência julho de 1994 ou desde a do início da contribuição. [.04: “Art. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União.. na forma do regulamento. § 4o Para os fins deste artigo.09. observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial e o disposto neste artigo. exceto se decorrente de acidente em serviço.06. sendo os proventos proporcionais ao tempo de contribuição. é assegurado regime de previdência de caráter contributivo e solidário. as remunerações consideradas no cálculo da aposentadoria.por invalidez permanente.. na forma da lei. não poderão ser: Atualizado em 17.. § 2o A base de cálculo dos proventos será a remuneração do servidor no cargo efetivo nas competências a partir de julho de 1994 em que não tenha havido contribuição para regime próprio. o valor real. dos Estados. Todos os valores de remuneração considerados para o cálculo do benefício previsto no § 3° serão devidamente atualizados. do Distrito Federal e dos Municípios.887. § 3o Os valores das remunerações a serem utilizadas no cálculo de que trata este artigo serão comprovados mediante documento fornecido pelos órgãos e entidades gestoras dos regimes de previdência aos quais o servidor esteve vinculado ou por outro documento público. em caráter permanente. [. por ocasião da sua concessão. previsto no § 3º do art.. será considerada a média aritmética simples das maiores remunerações.40 da Constituição Federal e no art.Livro II Diploma Legal Constituição Federal: “Art. mediante contribuição do respectivo ente público. 1o No cálculo dos proventos de aposentadoria dos servidores titulares de cargo efetivo de qualquer dos Poderes da União.

contaminação por radiação. II .cegueira.1989: “Art. por ocasião de sua concessão. VII. de 24. ou outro fator que lhe confira especificidade e gravidade que mereçam tratamento particularizado. § 5o Os proventos.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente .2001. XI .06. não poderão ser inferiores ao valor do salário-mínimo nem exceder a remuneração do respectivo servidor no cargo efetivo em que se deu a aposentadoria.2010 7 . 1º .hepatopatia grave.07.paralisia irreversível e incapacitante..superiores ao limite máximo do salário-de-contribuição.998. com base em conclusão da medicina especializada. de 14.590.213.RGPS: I .hanseníase... Independe de carência a concessão das seguintes prestações: [.A comprovação de que trata este artigo será obtida através de atestado da Junta Médica Oficial do Estado. deformação. X . VI .” Portaria Interministerial MPAS/MS nº 2. “Art.estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante). mutilação.auxílio-doença e aposentadoria por invalidez nos casos de acidente de qualquer natureza ou causa e de doença profissional ou do trabalho.” Lei nº 7. IX .espondiloartrose anquilosante. “Art.08.] II . V . bem como nos casos de segurado que. de 08. e XIV . 1º As doenças ou afecções abaixo indicadas excluem a exigência de carência para a concessão de auxílio-doença ou de aposentadoria por invalidez aos segurados do Regime Geral de Previdência Social .Livro II I .04. 66. após filiar-se ao Regime Geral de Previdência Social. Parágrafo único .. VIII .2005.” Lei Federal nº 8. quanto aos meses em que o servidor esteve vinculado ao regime geral de previdência social.alienação mental. XII .doença de Parkinson.nefropatia grave. 26.Aids.cardiopatia grave. calculados de acordo com o caput deste artigo. deficiência.] Atualizado em 17.1991: “Art. III. XIII . II .” Instrução Normativa nº 118 INSS/DC. for acometido de alguma das doenças e afecções especificadas em lista elaborada pelos Ministérios da Saúde e do Trabalho e da Previdência Social a cada três anos. de 23.09. IV.síndrome da deficiência imunológica adquirida . Independe de carência a concessão das seguintes prestações: [.neoplasia maligna.inferiores ao valor do salário-mínimo.Fica declarado inválido para o serviço público em geral o funcionário público comprovadamente portador da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS.tuberculose ativa. de acordo com os critérios de estigma.

” Lei Complementar nº 412. observado o disposto no art. Atualizado em 17. l) estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante). ou o) hepatopatia grave. bem como nos casos em que o segurado. moléstia profissional ou doença grave. II . podendo ser prorrogada uma única vez por igual período. após filiar-se ao RGPS. § 3º Verificada a insubsistência dos motivos geradores da incapacidade. 70. quando a aposentadoria decorrer de acidente em serviço. ou dos poderes e órgãos definidos no art.a licença para tratamento de saúde será concedida por até 2 (dois) anos. f) paralisia irreversível e incapacitante. mediante manifestação de perícia médica oficial. nos casos de acidente de qualquer natureza. O segurado será aposentado por invalidez permanente: I .o período compreendido entre o término da licença para tratamento de saúde e a publicação do ato de aposentadoria por invalidez será considerado como de prorrogação da licença.expirado o período máximo de licença e não estando em condições de reassumir o cargo ou de ser readaptado. inclusive decorrente do trabalho. 70 desta Lei Complementar.com proventos correspondentes ao valor apurado na forma do art.Livro II III . 4º desta Lei Complementar.06. conforme Classificação Internacional de Doenças (CID). e) cegueira. b) hanseníase. ou II .com proventos proporcionais ao tempo de contribuição previdenciária. no qual constará o número da doença. e a declaração de incapacidade permanente para o trabalho. m) Síndrome da Imunodeficiência Adquirida-AIDS. i) espondiloartrose anquilosante. contagiosa ou incurável. observado o seguinte: I . n) contaminação por radiação com base em conclusão da medicina especializada. c) alienação mental. cessar-se-á o benefício de aposentadoria por invalidez.2010 8 . j) nefropatia grave. § 1º A aposentadoria por invalidez será precedida de licença para tratamento de saúde e dependerá de laudo médico-pericial circunstanciado emitido por perícia própria do IPREV ou por este designada.2008: “Art. for acometido de alguma das doenças ou afecções relacionadas abaixo: a) tuberculose ativa. referidas no § 8º deste artigo. g) cardiopatia grave. o segurado considerado inválido para o serviço público em geral será aposentado por invalidez. de 26.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . nos termos do Estatuto dos Servidores do Estado de Santa Catarina. caput e §§ 1º a 5º desta Lei Complementar. sendo o segurado revertido ao serviço público ou posto em disponibilidade. 60. e III . § 2º O segurado aposentado por invalidez será submetido à avaliação médica periódica para atestar a permanência das condições que lhe causaram a incapacidade laboral.auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. h) doença de Parkinson.09. conforme definido em regulamento. d) neoplasia maligna.

contagiosas ou incuráveis. XIII . A aposentadoria por invalidez será concedida com base na legislação vigente na data definida em laudo médico-pericial como de início da incapacidade total e definitiva para o trabalho ou. na data de sua expedição. § 13. condicionado à apresentação do termo de curatela. XII . com seqüelas graves e incapacitantes.síndrome da imunodeficiência adquirida. da qual decorra a incapacidade laboral do segurado.contaminação por radiação. X .Livro II § 4º Em caso de doença que impuser afastamento compulsório. contagiosa ou incurável. VII . a aposentadoria por invalidez independerá de licença para tratamento de saúde.cardiopatia grave. VIII . na impossibilidade de tal definição. V . e XV . ensejará aposentadoria por invalidez com proventos proporcionais ao tempo de contribuição.. relacionadas abaixo: I . observado o contraditório e a ampla defesa. com base em laudo conclusivo da perícia própria do IPREV ou por este designada. considera-se doença incapacitante.doença de Parkinson.hepatopatia grave. § 5º A doença grave.2010 9 . VI . as doenças graves. tiver conhecimento que o segurado inativo.hanseníase.paralisia irreversível e incapacitante.09. Em havendo recusa do segurado em se submeter à perícia será determinada a imediata suspensão do pagamento dos proventos. No caso previsto no § 11 poderá o IPREV determinar que o segurado inativo seja submetido imediatamente à nova avaliação médico-pericial.tuberculose. § 10.neoplasia maligna. § 12. IX . XIV . Atualizado em 17. XI . quando. § 9º O pagamento do benefício de aposentadoria por invalidez decorrente de alienação mental somente será feito ao curador do segurado. com seqüelas graves e incapacitantes.estado avançado da doença de Paget . O IPREV.osteíte deformante.. 4º desta Lei Complementar. IV . § 11. ou dos poderes e órgãos definidos no art. preexistente ao ingresso no serviço público estadual.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . determinará a instauração de processo administrativo competente para apuração dos fatos.nefropatia grave. II . de qualquer forma. (. III . aposentado por invalidez permanente.alienação mental. exerce qualquer atividade laboral.doença de Alzheimer.espondiloartrose anquilosante.) § 8º Para os efeitos desta Lei Complementar.cegueira bilateral.

federal. com redação dada pelo Art. Procedimentos Computacionais Específicos Para que o SIRH proceda ao cálculo dos proventos. Serviço Privado. lotação e carga horária do servidor(a)).03. Fundamentação Legal: registrar a modalidade da aposentadoria e o embasamento legal. nos termos do Art. 60.2010 10 . ambos no assunto 03 (Vigência) do módulo 03 (Dados Financeiros) do FRH. inciso I.03. a Gerência de Inativos inclui os códigos de provento 9974 (Total de Proventos de Aposentadoria) e 1174 (Proventos). Tempo de Contribuição: registrar em anos.71 da referida Lei Complementar. especificando o tempo de contribuição até a data da informação do processo (estadual. grupo. nível. 40. referência. da Constituição Federal. no cargo de: (registrar o cargo. TOTAL (POR EXTENSO) Trinta e cinco anos e sete meses.09. quadro. com atualização dos benefícios conforme art. 1º da Emenda Constitucional nº 41 de 19.12.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . meses e dias. combinado com o art. Serviço Público Municipal. da LC nº 412/08. conforme exemplo que segue: Atualizado em 17. Observações: registrar a data em que a Diretoria de Saúde do Servidor (DSAS) expediu o laudo pericial sugerindo a aposentadoria. §1º. municipal e/ou privado). inciso II.12. Exemplo: FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O(a) requerente tem direito a APOSENTADORIA POR INVALIDEZ PERMANENTE.Livro II Procedimentos Administrativos Específicos Preenchimento de campos do formulário Aposentadoria (MCP-167). com proventos integrais a 100% sobre a média das contribuições. publicada no DOU de 31. Exemplo (sexo masculino): COMPOSIÇÃO DO TEMPO ANOS MÊSES DIAS ESPECIFICAR 30 03 02 35 02 04 00 07 10 18 02 00 Serviço Público Estadual. Exemplo: OBSERVAÇÕES Data da expedição do laudo pericial sugerindo a aposentadoria por invalidez permanente: __/__/____.

.........: 17640 22012005 seap 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 aposentadoria por invalidez: art.......1 NR......CONTEÚDO........: 03 NR. 3 CONTRACHEQUE..........PUBLICAÇÃO.. § 1º......: CARGO. EMISSÃO FINANCEIRO FIXO.... CONSULTA.... 4 FICHA FINANCEIRA...: BASE VIGÊNCIA.........: DATA INÍCIO.. inciso I da COD.... CERTIDÃO MARGEM CONSIGNÁVEL APOSTILA DE PROVENTOS...... INCLUSÃO........: 3208 01022005 DATA FIM........ EMISSÃO FINANCEIRO FIXO.....: 1174 ANO/MÊS........ MENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO.. ASSUNTO...: 123456 01 NR..: IMPRESSORA...: CÓDIGO PROV/DESC.....: 1225 1 NR.: NÍVEL.............. EXCLUSÃO..: Atualizado em 17.....:INÍCIO........(AAAAMM).. 40...: FIM.........VL REFERÊNCIA......... 2 VIGÊNCIA..1 NR..: CD.....Livro II CONSULTA. MENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO.....: 2 MATRÍCULA...ATO......: IMPRESSORA...CONTEÚDO...: DESCRIÇÃO......................: 2 MATRÍCULA.. 3 CONTRACHEQUE............: TP.ATO........INSCRIÇÃO SISTEMA.........: FUNÇÃO.................: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO.. PROCESSO.... 1 INCORPORAÇÃO..: 320008 .........: 01 ÓRGÃO: ANO EXERCÍCIO... EMISSÃO FICHA FINANCEIRA..........................: FIM...Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente ......CARGO............. EMISSÃO CONTRACHEQUE................ 1 INCORPORAÇÃO....: 01 ÓRGÃO: ANO EXERCÍCIO........: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO..: TIPO CONTRACHEQUE..................INSCRIÇÃO SISTEMA....: INTERVALO (AAAAMM).....: DT...: 03 NR. ALTERAÇÃO.: CF/88..... EMISSÃO CONTRACHEQUE....... INCLUSÃO.: 320008 ... ALTERAÇÃO..: 10 1 QUANT.............PROV/DESC......(AAAAMM).. EMISSÃO FICHA FINANCEIRA.............: Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA 9974 CÓDIGO HISTÓRICO... EXCLUSÃO..... 4 FICHA FINANCEIRA..: CÓDIGO PROV/DESC........: 1 0494 GRUPO.................... 2 VIGÊNCIA....: 32 10 REFERÊNCIA.........CARGO........................2010 11 .........PUBLICAÇÃO........PUBLICAÇÃO...: TIPO CONTRACHEQUE...: TP.... CERTIDÃO MARGEM CONSIGNÁVEL APOSTILA DE PROVENTOS.... ASSUNTO.: INTERVALO (AAAAMM)..09.......: TP.....: 9974 ANO/MÊS............: NR.:INÍCIO......... Observação: o campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao valor do salário contribuição.

.....: 3208 01022005 DATA FIM.: NÍVEL.....: CD.. § 1º..: CARGO......... A aposentadoria é registrada no SIRH pela Gerência de Inativos.PUBLICAÇÃO.: 10000 01 NR.VL REFERERENCIA..............PROV/DESC.........CONTEÚDO.... 40....: TP..: TP.: TP... inciso I da COD.....09....: FUNÇÃO.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente ..: 2 QUANT... Observação: o campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao tempo de contribuição....CONTEÚDO.Livro II Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA 1174 CÓDIGO HISTÓRICO..... Atualizado em 17.............: 1225 1 NR...: DATA INÍCIO...PUBLICAÇÃO.................: NR.................: 17640 22012005 seap 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 aposentadoria por invalidez: art..... PROCESSO.PUBLICAÇÃO.: CF/88...ATO.: DT....2010 12 ........... no código de histórico 1856 (Aposentadoria por Invalidez Permanente Integral)...ATO........: 6 GRUPO..: DESCRIÇÃO....: REFERÊNCIA.: BASE VIGÊNCIA........

.1 NORMAL REGRA .2 PROPORCIONAL Essa modalidade de aposentadoria é decorrente de invalidez por doença não relacionada na legislação federal e que não decorre de acidente em serviço. exceto se decorrente de acidente em serviço.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . serão consideradas as remunerações utilizadas como base para Atualizado em 17.. se homem. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União.2010 13 .Forma de cálculo: média das maiores remunerações a partir de julho de 1994.por invalidez permanente.Teto: remuneração do servidor no cargo efetivo. se mulher. por ocasião da sua concessão. contagiosa ou incurável.” [. acrescidos de 1% (um por cento) por ano de contribuição. dos Estados. mediante contribuição do respectivo ente público. . todas atualizadas monetariamente correspondentes a 80% das maiores contribuições de todo o período contributivo. observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial e o disposto neste artigo. respeitado o limite máximo.86% (zero. é assegurado regime de previdência de caráter contributivo e solidário.71 da LC n° 412/08.] § 3º Para o cálculo dos proventos de aposentadoria. calculados os seus proventos a partir dos valores fixados na forma dos §§ 3º e 17: I .Livro II 3. incluídas suas autarquias e fundações. utilizadas como base de cálculo de contribuição. 3. dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas.09. § 1º Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados. na forma da lei.Regra de reajuste: com atualização dos benefícios conforme art. 40.Os proventos são fixados no mínimo em 70% (setenta por cento) do valor a que tem direito na média das contribuições.2. e 0. moléstia profissional ou doença grave. Exigibilidade: doenças contagiosas ou incuráveis. do Distrito Federal e dos Municípios. sendo os proventos proporcionais ao tempo de contribuição. graves. Diploma Legal Constituição Federal: “Art. até o limite de 100% (cem por cento). oitenta e seis por cento). ..

] § 8º É assegurado o reajustamento dos benefícios para preservar-lhes.2008: “Art. moléstia profissional ou doença grave. em caráter permanente. na forma da lei.887. de 19 de dezembro de 2003. de 26. 1o No cálculo dos proventos de aposentadoria dos servidores titulares de cargo efetivo de qualquer dos Poderes da União. do Distrito Federal e dos Municípios. Atualizado em 17. quanto aos meses em que o servidor esteve vinculado ao regime geral de previdência social. [. [. atualizadas na forma do § 1o deste artigo. 60. dos Estados.. previsto no § 3º do art.06. 201.com proventos correspondentes ao valor apurado na forma do art.inferiores ao valor do salário-mínimo. quando a aposentadoria decorrer de acidente em serviço. na forma da lei. § 4o Para os fins deste artigo. conforme critérios estabelecidos em lei. § 5o Os proventos. será considerada a média aritmética simples das maiores remunerações. ou II . calculados de acordo com o caput deste artigo.04: “Art. O segurado será aposentado por invalidez permanente: I . 70 desta Lei Complementar. de 18.com proventos proporcionais ao tempo de contribuição previdenciária.. na forma do regulamento.” Lei Complementar nº 412. caput e §§ 1º a 5º desta Lei Complementar. correspondentes a 80% (oitenta por cento) de todo o período contributivo desde a competência julho de 1994 ou desde a do início da contribuição.40 da Constituição Federal e no art. não poderão ser: I . observado o disposto no art. § 3o Os valores das remunerações a serem utilizadas no cálculo de que trata este artigo serão comprovados mediante documento fornecido pelos órgãos e entidades gestoras dos regimes de previdência aos quais o servidor esteve vinculado ou por outro documento público.Livro II as contribuições do servidor aos regimes de previdência de que tratam este artigo e o art. § 2o A base de cálculo dos proventos será a remuneração do servidor no cargo efetivo nas competências a partir de julho de 1994 em que não tenha havido contribuição para regime próprio. § 1o As remunerações consideradas no cálculo do valor inicial dos proventos terão os seus valores atualizados mês a mês de acordo com a variação integral do índice fixado para a atualização dos salários-de-contribuição considerados no cálculo dos benefícios do regime geral de previdência social. incluídas suas autarquias e fundações..09.” Lei nº 10.] § 17.06. por ocasião de sua concessão. 2º da Emenda Constitucional nº 41. contagiosa ou incurável. 70.superiores ao limite máximo do salário-de-contribuição. as remunerações consideradas no cálculo da aposentadoria. se posterior àquela competência.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . o valor real.. Todos os valores de remuneração considerados para o cálculo do benefício previsto no § 3° serão devidamente atualizados. utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência a que esteve vinculado.2010 14 . II . não poderão ser inferiores ao valor do salário-mínimo nem exceder a remuneração do respectivo servidor no cargo efetivo em que se deu a aposentadoria. referidas no § 8º deste artigo.

doença de Alzheimer. § 2º O segurado aposentado por invalidez será submetido à avaliação médica periódica para atestar a permanência das condições que lhe causaram a incapacidade laboral. Atualizado em 17. § 4º Em caso de doença que impuser afastamento compulsório.cegueira bilateral.estado avançado da doença de Paget . XIII . e III . com seqüelas graves e incapacitantes.contaminação por radiação. § 5º A doença grave. III . com base em laudo conclusivo da perícia própria do IPREV ou por este designada. VI . 4º desta Lei Complementar.. as doenças graves.) § 8º Para os efeitos desta Lei Complementar.nefropatia grave. da qual decorra a incapacidade laboral do segurado. XI . IX .a licença para tratamento de saúde será concedida por até 2 (dois) anos.cardiopatia grave. II . VII .doença de Parkinson. ou dos poderes e órgãos definidos no art.osteíte deformante.paralisia irreversível e incapacitante. IV . cessar-se-á o benefício de aposentadoria por invalidez. conforme Classificação Internacional de Doenças (CID).09..2010 15 . e a declaração de incapacidade permanente para o trabalho. mediante manifestação de perícia médica oficial. X . considera-se doença incapacitante. 4º desta Lei Complementar. XII . ensejará aposentadoria por invalidez com proventos proporcionais ao tempo de contribuição. nos termos do Estatuto dos Servidores do Estado de Santa Catarina. sendo o segurado revertido ao serviço público ou posto em disponibilidade. II .Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . a aposentadoria por invalidez independerá de licença para tratamento de saúde. relacionadas abaixo: I .espondiloartrose anquilosante. VIII . observado o seguinte: I . no qual constará o número da doença.hanseníase.expirado o período máximo de licença e não estando em condições de reassumir o cargo ou de ser readaptado.neoplasia maligna. contagiosa ou incurável. ou dos poderes e órgãos definidos no art. preexistente ao ingresso no serviço público estadual.hepatopatia grave. § 3º Verificada a insubsistência dos motivos geradores da incapacidade. V .o período compreendido entre o término da licença para tratamento de saúde e a publicação do ato de aposentadoria por invalidez será considerado como de prorrogação da licença. contagiosas ou incuráveis.alienação mental.Livro II § 1º A aposentadoria por invalidez será precedida de licença para tratamento de saúde e dependerá de laudo médico-pericial circunstanciado emitido por perícia própria do IPREV ou por este designada. podendo ser prorrogada uma única vez por igual período. conforme definido em regulamento. o segurado considerado inválido para o serviço público em geral será aposentado por invalidez. (.

e XV . na impossibilidade de tal definição.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . § 12. Procedimentos Administrativos Específicos Preenchimento de campos do formulário Aposentadoria (MCP-167).09. Exemplo (sexo masculino): COMPOSIÇÃO DO TEMPO ANOS MÊSES DIAS ESPECIFICAR 25 03 02 02 04 00 10 18 02 Serviço Público Estadual Serviço Privado Serviço Público Municipal TOTAL (POR EXTENSO) 30 07 00 Trinta anos e sete meses. especificando o tempo de contribuição até a data da informação do processo. determinará a instauração de processo administrativo competente para apuração dos fatos. A aposentadoria por invalidez será concedida com base na legislação vigente na data definida em laudo médico-pericial como de início da incapacidade total e definitiva para o trabalho ou. Tempo de Contribuição: registrar em anos. O IPREV. na data de sua expedição. condicionado à apresentação do termo de curatela.2010 16 . § 13. Fundamentação Legal: registrar a modalidade da aposentadoria e o embasamento legal.tuberculose. Em havendo recusa do segurado em se submeter à perícia será determinada a imediata suspensão do pagamento dos proventos”. quando.síndrome da imunodeficiência adquirida. Observações: registrar a data em que a Diretoria de Saúde do Servidor (DSAS) expediu o laudo pericial sugerindo a aposentadoria. § 10. Exemplo: Atualizado em 17. com seqüelas graves e incapacitantes. observado o contraditório e a ampla defesa. tiver conhecimento que o segurado inativo. exerce qualquer atividade laboral.Livro II XIV . No caso previsto no § 11 poderá o IPREV determinar que o segurado inativo seja submetido imediatamente à nova avaliação médico-pericial. de qualquer forma. § 11. Exemplo: OBSERVAÇÕES Data da expedição do laudo pericial sugerindo a aposentadoria por invalidez permanente: __/__/____. aposentado por invalidez permanente. § 9º O pagamento do benefício de aposentadoria por invalidez decorrente de alienação mental somente será feito ao curador do segurado. meses e dias.

..: 01 ÓRGÃO: ANO EXERCÍCIO......: 0494 GRUPO......... ASSUNTO.....: 2 MATRÍCULA.CONTEÚDO..: 1 QUANT.... § 1º.: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO....: 32 NÍVEL......: 22012005 NR............. inciso I da CF/88..PUBLICAÇÃO..: 9974 CÓDIGO HISTÓRICO...Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente ...PROV/DESC........ a Gerência de Inativos inclui os códigos de provento 9974 (Total de Proventos de Aposentadoria) e 1174 (Proventos)..... VIGÊNCIA. CERTIDAO MARGEM CONSIGNAVEL APOSTILA DE PROVENTOS..ATO........................PUBLICAÇÃO....(AAAAMM).. combinado com o art..........PUBLICAÇÃO..03........: 3208 DATA INÍCIO. quadro.. referência.: TIPO CONTRACHEQUE.... FICHA FINANCEIRA.: CD............. PROCESSO... nos termos do art... EMISSÃO FINANCEIRO FIXO.....: 10 FUNÇÃO. 60.....: 17640 DT..: 10 REFERÊNCIA..03....... ainda.......: 01022005 DATA FIM... INCLUSAO... no cargo de: (registrar.. 1 2 3 4 MENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO...ATO. ALTERAÇÃO..: 1 CARGO. nível.. inciso I....: 9974 ANO/MÊS. com atualização dos benefícios conforme art...1 NR. inciso I. o cargo......... EXCLUSÃO.: Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA COD.... Procedimentos Computacionais Específicos Para que o SIRH proceda ao cálculo dos proventos...... com proventos proporcionais a % sobre a média das contribuições.......: CÓDIGO PROV/DESC.: 1 NR..Livro II FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O(a) requerente tem direito a APOSENTADORIA POR INVALIDEZ PERMANENTE....... EMISSÃO FICHA FINANCEIRA......12..: FIM.... EMISSÃO CONTRACHEQUE.............. publicada no DOU de 31..... lotação e carga horária do servidor(a))......... 40..: 159758 TP. §1º..........VL REFERERENCIA.: 320008 ...........: 1225 TP.. da Constituição Federal...09... 71 da referida Lei Complementar..... INCORPORACAO.......: 01 NR.. ambos no assunto 03 (Vigência) do módulo 03 (Dados Financeiros) do FRH....... Atualizado em 17.: INTERVALO (AAAAMM)..........2010 17 ............ grupo....: 03 NR.. com redação dada pelo Art....: aposentadoria proporcional por invalidez: art...: IMPRESSORA.. conforme exemplo que segue: CONSULTA. 40...........CARGO..: BASE VIGÊNCIA.: seap 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 DESCRIÇÃO..... da LC nº 412/08...: TP. CONTRACHEQUE....:INÍCIO.INSCRICAO SISTEMA... Observação: o campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao valor do salário contribuição. 1º da Emenda Constitucional nº 41 de 19....CONTEÚDO.......12...

....: Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA COD.....09.: CÓDIGO PROV/DESC........Livro II CONSULTA.: IMPRESSORA.....: 17640 DT.... FICHA FINANCEIRA.PUBLICAÇÃO...........: aposentadoria proporcional por invalidez (30/35 avos: art.......: TP.......: REFERÊNCIA... EMISSÃO FICHA FINANCEIRA...........1 NR........... EMISSÃO CONTRACHEQUE.........: GRUPO.. INCORPORACAO...ATO.. se homem (limitado a 100%) sendo: A = tempo efetivo de contribuição.....: 01 ÓRGÃO: ANO EXERCÍCIO. Conteúdo = 70% + A (x) 1.... no código de histórico 1857 (Aposentadoria por Invalidez Permanente Proporcional)..... ASSUNTO....: 03 NR..: seap 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 DESCRIÇÃO..........(AAAAMM). inciso I da CF/88....CARGO. VIGÊNCIA.......: 3208 DATA INÍCIO.......2010 18 ...........PUBLICAÇÃO................: NÍVEL... Observação: O campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao tempo de contribuição. ALTERAÇÃO...................:INÍCIO.....: 01022005 DATA FIM.......: TIPO CONTRACHEQUE....INSCRICAO SISTEMA...... se mulher (limitado a 100%) 70% + A (x) 0......: 1225 TP... PROCESSO.. Atualizado em 17. EXCLUSÃO.....: FIM...: 22012005 NR.........: 320008 .........ATO.. CERTIDAO MARGEM CONSIGNAVEL APOSTILA DE PROVENTOS....CONTEÚDO. CONTRACHEQUE..: BASE VIGÊNCIA..........: 1 NR.......: 8571 TP.....PROV/DESC....PUBLICAÇÃO........... INCLUSAO.............. A aposentadoria é registrada no SIRH pela Gerência de Inativos.: 1174 CÓDIGO HISTÓRICO........86%.: 2 MATRÍCULA. Quant..: 1174 ANO/MÊS.: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO.....VL REFERÊNCIA..: CD. 1 2 3 4 MENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO..............: FUNÇÃO...CONTEÚDO....00%.: INTERVALO (AAAAMM)...........: 6 CARGO.. 40........... § 1º...: 2 QUANT..: 01 NR...... EMISSÃO FINANCEIRO FIXO.....Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente ........

. [. utilizadas como base de cálculo de contribuição. incluídas suas autarquias e fundações..Livro II 3.por invalidez permanente. por ocasião da sua concessão.” [. em caráter permanente.] § 3º Para o cálculo dos proventos de aposentadoria.] § 17. respeitado o limite máximo.Teto: remuneração do servidor no cargo efetivo.2 ESPECIAL REGRA . exceto se decorrente de acidente em serviço. Todos os valores de remuneração considerados para o cálculo do benefício previsto no § 3° serão devidamente atualizados. 40.Forma de cálculo: média das maiores remunerações a partir de julho de 1994. na forma da lei. ..71 da LC n° 412/08. observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial e o disposto neste artigo.. o valor real. . calculados os seus proventos a partir dos valores fixados na forma dos §§ 3º e 17: I . moléstia profissional ou doenças graves. na forma da lei.09. conforme critérios estabelecidos em lei.] § 8º É assegurado o reajustamento dos benefícios para preservar-lhes. 201. contagiosas ou incuráveis.” Atualizado em 17. mediante contribuição do respectivo ente público. .. dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas. [. serão consideradas as remunerações utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência de que tratam este artigo e o art. moléstia profissional ou doença grave.2. dos Estados. na forma da lei. contagiosa ou incurável.. sendo os proventos proporcionais ao tempo de contribuição.Regra de reajuste: com atualização dos benefícios conforme art.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente .2010 19 .Exigibilidade: acidente em serviço. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União. é assegurado regime de previdência de caráter contributivo e solidário. § 1º Os servidores abrangidos pelo regime de previdência de que trata este artigo serão aposentados. Diploma Legal Constituição Federal: “Art. do Distrito Federal e dos Municípios. todas atualizadas monetariamente correspondentes a 80% das maiores contribuições de todo o período contributivo.

calculados de acordo com o caput deste artigo. quanto aos meses em que o servidor esteve vinculado ao regime geral de previdência social. na forma do regulamento. do Distrito Federal e dos Municípios. de 18. não poderão ser: I . § 1º A aposentadoria por invalidez será precedida de licença para tratamento de saúde e dependerá de laudo médico-pericial circunstanciado emitido por perícia própria do IPREV ou por este designada. 4º desta Lei Complementar. II . correspondentes a 80% (oitenta por cento) de todo o período contributivo desde a competência julho de 1994 ou desde a do início da contribuição. Atualizado em 17. podendo ser prorrogada uma única vez por igual período. ou dos poderes e órgãos definidos no art. não poderão ser inferiores ao valor do salário-mínimo nem exceder a remuneração do respectivo servidor no cargo efetivo em que se deu a aposentadoria.a licença para tratamento de saúde será concedida por até 2 (dois) anos.superiores ao limite máximo do salário-de-contribuição. 70 desta Lei Complementar.887. § 2o A base de cálculo dos proventos será a remuneração do servidor no cargo efetivo nas competências a partir de julho de 1994 em que não tenha havido contribuição para regime próprio.Livro II Lei nº 10. e a declaração de incapacidade permanente para o trabalho.com proventos proporcionais ao tempo de contribuição previdenciária. ou II . conforme Classificação Internacional de Doenças (CID). de 19 de dezembro de 2003.2010 20 . observado o disposto no art. no qual constará o número da doença.” Lei Complementar nº 412. se posterior àquela competência. moléstia profissional ou doença grave. 2º da Emenda Constitucional nº 41.40 da Constituição Federal e no art. por ocasião de sua concessão. caput e §§ 1º a 5º desta Lei Complementar.06. utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência a que esteve vinculado. mediante manifestação de perícia médica oficial. de 26. referidas no § 8º deste artigo. contagiosa ou incurável. 70.04: “Art.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . § 5o Os proventos. observado o seguinte: I .2008: “Art. atualizadas na forma do § 1o deste artigo. § 3o Os valores das remunerações a serem utilizadas no cálculo de que trata este artigo serão comprovados mediante documento fornecido pelos órgãos e entidades gestoras dos regimes de previdência aos quais o servidor esteve vinculado ou por outro documento público. incluídas suas autarquias e fundações.06. será considerada a média aritmética simples das maiores remunerações. § 4o Para os fins deste artigo. § 1o As remunerações consideradas no cálculo do valor inicial dos proventos terão os seus valores atualizados mês a mês de acordo com a variação integral do índice fixado para a atualização dos salários-de-contribuição considerados no cálculo dos benefícios do regime geral de previdência social.com proventos correspondentes ao valor apurado na forma do art. quando a aposentadoria decorrer de acidente em serviço. 1o No cálculo dos proventos de aposentadoria dos servidores titulares de cargo efetivo de qualquer dos Poderes da União. previsto no § 3º do art.09. O segurado será aposentado por invalidez permanente: I .inferiores ao valor do salário-mínimo. dos Estados. 60. as remunerações consideradas no cálculo da aposentadoria.

doença de Alzheimer. XI . A aposentadoria por invalidez será concedida com base na legislação vigente na data definida em laudo médico-pericial como de início da incapacidade total e definitiva para o trabalho ou. na impossibilidade de tal definição. XIV .estado avançado da doença de Paget . condicionado à apresentação do termo de curatela. na data de sua expedição.Livro II II . VIII . as doenças graves.hepatopatia grave.alienação mental. relacionadas abaixo: I . XII . XIII . Atualizado em 17.osteíte deformante. contagiosas ou incuráveis. § 10. IV . III . § 9º O pagamento do benefício de aposentadoria por invalidez decorrente de alienação mental somente será feito ao curador do segurado. da qual decorra a incapacidade laboral do segurado. IX . § 5º A doença grave. § 4º Em caso de doença que impuser afastamento compulsório. com seqüelas graves e incapacitantes. preexistente ao ingresso no serviço público estadual.doença de Parkinson.09.contaminação por radiação. conforme definido em regulamento. sendo o segurado revertido ao serviço público ou posto em disponibilidade.o período compreendido entre o término da licença para tratamento de saúde e a publicação do ato de aposentadoria por invalidez será considerado como de prorrogação da licença. § 3º Verificada a insubsistência dos motivos geradores da incapacidade.tuberculose. considera-se doença incapacitante.cardiopatia grave. contagiosa ou incurável. a aposentadoria por invalidez independerá de licença para tratamento de saúde. nos termos do Estatuto dos Servidores do Estado de Santa Catarina. e XV . 4º desta Lei Complementar. o segurado considerado inválido para o serviço público em geral será aposentado por invalidez.) § 8º Para os efeitos desta Lei Complementar. cessar-se-á o benefício de aposentadoria por invalidez. VI .2010 21 . V .. ou dos poderes e órgãos definidos no art. com seqüelas graves e incapacitantes. e III . VII . ensejará aposentadoria por invalidez com proventos proporcionais ao tempo de contribuição.cegueira bilateral.síndrome da imunodeficiência adquirida.hanseníase.espondiloartrose anquilosante. § 2º O segurado aposentado por invalidez será submetido à avaliação médica periódica para atestar a permanência das condições que lhe causaram a incapacidade laboral. X .paralisia irreversível e incapacitante.Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . com base em laudo conclusivo da perícia própria do IPREV ou por este designada..expirado o período máximo de licença e não estando em condições de reassumir o cargo ou de ser readaptado.nefropatia grave. (.neoplasia maligna. II .

12. Exemplo (sexo feminino): COMPOSIÇÃO DO TEMPO ANOS MÊSES DIAS ESPECIFICAR 19 00 02 00 10 02 Serviço Público Estadual (Sala de Aula). No caso previsto no § 11 poderá o IPREV determinar que o segurado inativo seja submetido imediatamente à nova avaliação médico-pericial. com atualização dos benefícios conforme art. Em havendo recusa do segurado em se submeter à perícia será determinada a imediata suspensão do pagamento dos proventos.2010 22 .12. exerce qualquer atividade laboral. inciso I. lotação e carga horária do servidor(a)).Livro II § 11. no cargo de: (registrar. de qualquer forma. com proventos proporcionais a % sobre a média das contribuições.09. Procedimentos Administrativos Específicos Preenchimento de campos do formulário Aposentadoria (MCP-167). com redação dada pelo Art. publicada no DOU de 31. nível. 1º da Emenda Constitucional nº 41 de 19. aposentado por invalidez permanente. federal. municipal e/ou privado).Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente . quando. meses e dias. Fundamentação Legal: registrar a modalidade da aposentadoria e o embasamento legal. tiver conhecimento que o segurado inativo. nos termos do art. Observações: registrar a data em que a Diretoria de Saúde do Servidor (DSAS) expediu o laudo pericial sugerindo a aposentadoria. Procedimentos Computacionais Específicos Para que o SIRH proceda ao cálculo dos proventos. a Gerência de Inativos inclui os códigos de provento 9974 (Total de Proventos de Aposentadoria) e 1174 Atualizado em 17. determinará a instauração de processo administrativo competente para apuração dos fatos. quadro. combinado com o art. da Constituição Federal. 71 da referida Lei Complementar. observado o contraditório e a ampla defesa. 60. § 13. grupo. especificando o tempo de contribuição até a data da informação do processo (estadual. Exemplo: FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O(a) requerente tem direito a APOSENTADORIA POR INVALIDEZ PERMANENTE. §1º. da LC nº 412/08. o cargo. TOTAL (POR EXTENSO) 19 02 12 Dezenove anos. § 12. Tempo de Contribuição: registrar em anos. referência.03.03. inciso I. dois meses e doze dias. 40. ainda. Serviço Público Municipal (Sala de Aula). Exemplo: OBSERVAÇÕES Data da expedição do laudo pericial sugerindo a aposentadoria por invalidez permanente: __/__/____. O IPREV.

. INCLUSAO....09... ASSUNTO. INCLUSAO..........: INTERVALO (AAAAMM).....: 2 MATRÍCULA.........CONTEÚDO..........: 1225 TP.: 03 NR...: 186952 TP.........: 1 QUANT..... 1 2 3 4 MENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO.... EMISSÃO CONTRACHEQUE. INCORPORACAO..... Observação: o campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao valor do salário contribuição...VL REFERERENCIA.: 320008 ... CERTIDAO MARGEM CONSIGNAVEL APOSTILA DE PROVENTOS.....PUBLICAÇÃO.. EXCLUSÃO. 40........: 10 FUNÇÃO....CONTEÚDO. CONTRACHEQUE............ INCORPORACAO.......... ALTERAÇÃO............. EMISSÃO FICHA FINANCEIRA.... FICHA FINANCEIRA....PUBLICAÇÃO.....: 2 MATRÍCULA.....: 9974 ANO/MÊS.. EXCLUSÃO.................. ALTERAÇÃO.......: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO.................: CD.. EMISSÃO FICHA FINANCEIRA.. 1 2 3 4 ENU DE DADOS FINANCEIROS FINANCEIRO FIXO..... ambos no assunto 03 (Vigência) do módulo 03 (Dados Financeiros) do FRH................... CONTRACHEQUE..: CÓDIGO PROV/DESC.....................ATO.: 22012005 NR.......... EMISSÃO FINANCEIRO FIXO.....: aposentadoria proporcional por invalidez (19/25 avos): art.......... CERTIDAO MARGEM CONSIGNAVEL APOSTILA DE PROVENTOS...:INÍCIO.......... EMISSÃO FINANCEIRO FIXO..: 1 CARGO....: 1 NR... inciso I da CF/88............. ASSUNTO..1 Atualizado em 17....... EMISSÃO CONTRACHEQUE...: IMPRESSORA.: 9974 CÓDIGO HISTÓRICO...CARGO..PUBLICAÇÃO.: 17640 DT.. VIGÊNCIA.ATO...: 01 ÓRGÃO: ANO EXERCÍCIO................: 29 NÍVEL.......(AAAAMM).......... § 1º...............: 03 NR..........Livro II (Proventos).....: TP..........: 01022005 DATA FIM....: 01 ÓRGÃO: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 OPÇÃO....1 NR....... FICHA FINANCEIRA...........: FIM.. PROCESSO......: 0701 GRUPO............: BASE VIGÊNCIA.CARGO....: seap 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 DESCRIÇÃO...: TIPO CONTRACHEQUE...........: 3208 DATA INÍCIO.. CONSULTA.........: 320008 .............PROV/DESC........... conforme exemplo que segue: CONSULTA...INSCRICAO SISTEMA........: 05 REFERÊNCIA.......: 01 NR....: Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA COD.......... VIGÊNCIA....2010 23 .Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente .............

Observação: o campo “Quantidade de Conteúdo” corresponde ao tempo de contribuição...: BASE VIGÊNCIA.....PUBLICAÇÃO..... sendo: A = tempo efetivo de contribuição.CONTEÚDO....: 1174 ANO/MÊS...: 1 NR..09..: 7600 TP......... A aposentadoria é registrada no SIRH pela Gerência de Inativos..: FUNÇÃO........ Quant....: 2 QUANT...... de 19. no código de histórico 1857 (Aposentadoria por Invalidez Permanente Proporcional)........: GRUPO.: CÓDIGO PROV/DESC..: 1225 TP..: 17640 DT...: CD... desde que citada a fonte..: REFERÊNCIA.: 01022005 DATA FIM... Conteúdo = (A (x) 100) (/) B.: 6 CARGO..... B = tempo de contribuição exigido........: IMPRESSORA.: ANO EXERCÍCIO..PROV/DESC.ATO........610..: SEAP 01054/032 EFEITOS A CONTAR DE: 22012005 DESCRIÇÃO.: aposentadoria proporcional por invalidez (19/25 avos): art...............02...: NÍVEL.: FIM.: Na tela Inclusão de Vigência a Gerência de Inativos inclui conforme exemplo que segue: INCLUSAO DE VIGÊNCIA COD.. Atualizado em 17..........98). PROCESSO.: 01 NR...........: TIPO CONTRACHEQUE...........Manual de Aposentadoria Invalidez Permanente ............ § 1º....PUBLICAÇÃO.....(AAAAMM)....: INTERVALO (AAAAMM)..: 1174 CÓDIGO HISTÓRICO.. Permitida a reprodução parcial ou total.:INÍCIO......ATO..2010 24 .: TP..INSCRICAO SISTEMA...: 22012005 NR.VL REFERÊNCIA........CONTEÚDO..: 3208 DATA INÍCIO.......... (Lei Federal nº 9.......... inciso I da CF/88.... 40....Livro II NR........PUBLICAÇÃO.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful