Você está na página 1de 2

Conduzindo

para o sucesso
Entenda o que é coaching e veja como ele pode ajudar a
melhorar a performance dos líderes da sua escola

Luiz David Carlessi é consultor do IDORT/SP em processos de mudança, preparação de


times de trabalho para processos de Reengenharia e Qualidade Total, trinamentos,
comportamentais e desenvolvimento de habilidades e atitudes gerenciais.
Fonte: Revista Gestão Educacional. Curitiba – PR: Humana Editorial, outubro 2007.

L embro-me claramente quando meu pai me


ensinou a consertar carros. Naquela época era
comum os filhos aprenderem essas “artes manuais”
tância de ter alguém que nos oriente, abra o caminho
e mostre o valor de construir algo por si próprio.
Ainda me recordo de que meu pai alternava os mo-
com seus pais que, mais do que transmitir conheci- mentos nos quais me deixava errar e descobrir. Orien-
mentos e habilidades, preparavam seus filhos para a tava de forma precisa e também assumia o trabalho,
vida. Tive de sujar as mãos de óleo, graxa e gasolina. mas sempre cuidando para que eu o observasse e
Desmontei peças sem saber o porquê. E, com o passar aprendesse como ele fazia. Muitas vezes, ele provo-
do tempo, aprendi um pouco da arte de restaurar au- cava uma situação para verificar como eu a resolve-
tomóveis. ria. Foi, sem dúvida, um aprendizado que carrego por
Como era de se esperar, a tecnologia ficou mais so- toda minha vida.
fisticada, os equipamentos mais modernos e, ainda
mais, temos a facilidade de enviar o veículo para um CONSTRUÇÃO DO APRENDIZADO
profissional. Com isso, também pude direcionar mi- Tomando esse exemplo, percebo que as atividades
nha carreira para outras direções, o que fez com que de coaching estão numa relação que ora se aproxima
eu desistisse das minhas supostas habilidades com a e ora se diferencia do processo educacional tradicional.
mecânica. Embora eu não tenha me tornado exímio Na minha percepção, o processo de coaching está direta-
naquela atividade, as lições aprendidas naquele, e em mente relacionado a um profundo relacionamento en-
outros momentos da minha vida, mostraram a impor- tre o orientador e o orientado, em que o primeiro se des-

Gestão da Educacação a Distância | 1


pe de uma postura que o distancia O QUE É E O QUE NÃO É veu-se para além das competências
do orientado (de dono da verdade e COACHING? empresariais.
da razão) para uma postura de guia, O ICF (International Coaching Fe- O processo de coaching pode ser
de condutor, colocando-se a serviço, deration) conceitua coaching como: aplicado em diferentes áreas. Assim,
construindo o caminho pelo qual descobrir, esclarecer e ficar alinhado teríamos o coaching de vida; o exe-
o orientado irá estabelecer o seu com o que o orientado deseja alcan- cutivo; o de carreira; de desenvolvi-
aprendizado. çar; encorajar a autodescoberta; tra- mento pessoal, que pode ser orien-
Aqui cabe uma observação. Ape- zer à tona as estratégias e soluções tado para criação de habilidades, de
sar de ser o orientador quem guia geradas pelo orientado e mantê-lo melhoria do desempenho; de desen-
o orientado, a construção do apren- como responsável e encarregado volvimento pessoal; de construção;
dizado é responsabilidade e mérito pelo seu processo de desenvolvi- o de desenvolvimento em equipe e
do próprio orientado. É ele quem vai mento. A essa definição do ICF, pode- o coaching esportivo. É fundamen-
traçar seu caminho e assumirá os mos agregar outras muito valiosas: tal que a atividade e o processo de
riscos e benefícios disso. é o processo de desenvolvimento de coaching sejam bem estruturados e
O método de coaching é estabele- competências; investigação e refle- desenvolvidos em empresas, escolas
xão que leva à descoberta de fraque- e tantas outras áreas de atividade,
cido por meio de um “contrato” en-
zas e qualidades e ao aumento da para que haja ganhos significati-
tre o orientador e orientado e segue
consciência de si. vos tanto no aspecto de resultados
uma estrutura bem estabelecida, na
Podemos dizer, ainda, que é um quanto no aspecto de crescimento e
qual uma pessoa se compromete a
método que ajuda a pessoa a mu- desenvolvimento pessoal.
apoiar a outra a atingir um resulta-
dar, da maneira que ela quer, e a
do, seja ele de adquirir competências
caminhar na direção que ela quer
e/ou produzir uma mudança espe- 11 COMPETÊNCIAS DE UM LÍ-
ir; auxilia indivíduos e organizações DER EFICAZ
cífica. É um compromisso que vai
a se desenvolverem mais rápido e a O líder não deve apenas
além dos resultados. E um acordo
produzirem resultados mais satisfa- treinar colaboradores fo-
com o indivíduo, com a pessoa como
tórios; potencializa escolhas e leva cando somente o desempe-
um todo, seu desenvolvimento e seu nho organizacional. O líder
a mudanças; maximiza o desempe-
sucesso. Pelo processo de coaching, precisa:
nho das pessoas; mais do que ensi-
novas competências surgem, tanto 1 – formar profissionais e fo-
nar, o coaching ajuda os indivíduos a
para quem exerce o papel de coach mentar o autodesenvolvi-
aprenderem.
quanto para seu orientado. mento;
O coach desenvolve todos os as-
Não se trata apenas de competên- 2 – impulsionar o desejo de me-
pectos da competência para que lhorar ao longo do tempo e
cias técnicas ou capacidades especí- o líder possa executar bem sua ta- se tornar mais produtivo;
ficas, das quais um bom programa refa e, preferencialmente, atinja 3 – saber usar linguagem apro-
de treinamento poderia dar conta um desempenho conhecido como priada ao nível da habili-
perfeitamente. Coaching é mais do peak performance. Ao contrário dos dade, da linguagem e da
que treinamento, o orientador per- workaholics, pessoas viciadas em cultura do colaborador que
manece com a pessoa até o momen- está sendo treinado;
atividades, a pessoa que trabalha em
to em que ela atinge o resultado es- peak performance é focada em re- 4 – dar instruções claras;
perado em toda sua plenitude. É dar sultados. O workaholic pode atingir 5 – ter paciência;
poder para que o sujeito produza, uma fase conhecida como burn-out 6 – demonstrar as habilidades a
para que suas intenções se transfor- – que é o esgotamento de caráter fí- serem desenvolvidas;
mem em ações e resultados efetivos. sico, intelectual ou emocional. 7 – acompanhar; dar exemplos
Aliás, a questão de resultados é um pertinentes ou fazer analo-
Já a pessoa em peak performan-
gias;
fator fundamental no coaching, pois ce é capaz de gerar resultados sem
8 – providenciar recursos, mate-
o termo, por si só, pressupõe a obten- comprometer sua existência huma- riais ou equipamentos;
ção de resultados claros, negociados na. O que denota, portanto, é que o
9 – estar sempre à disposição
e dentro de uma dimensão de tempo desenvolvimento exigido abrange para orientar e responder
bem decretada. O contrato de coa- todas as áreas da vida: profissional, perguntas;
ching prevê a possibilidade da exis- financeira, física, ontológica, social, 10 – estar disponível quando
tência de mais de um coaching para relacionamento íntimo, intelecto, surgirem problemas;
atender as necessidades do orienta- emocional e lazer. E é justamente 11 – conhecer profundamente o
do. É plausível, inclusive, a existência por atingir outros aspectos do ser assunto a ser transmitido.
de coaching simultâneos. humano que o coaching desenvol-

Gestão da Educacação a Distância | 2