Você está na página 1de 8

O AMIGÃO do Pastor

Um Periódico em Prol da Pregação do Evangelho de Jesus Cristo - VOL. 21 - Nº 05 MAIO/11

O PECADO A. Desde Adão e Eva todos os seres hu- D. Pecado é impiedade.


Pr. Jaime King manos nascem com uma natureza pecami- “Mas, ao que não trabalha, porém
nosa. “pois todos pecaram e carecem da crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé
glória de Deus” (Rm. 3:23) lhe é atribuída como justiça.” (Rm. 4:5)
I. Introdução.
Em uma outra lição aprendemos que o B. O ser humano é pecador por nature- E. Pecado é incredulidade.
pecado começou no coração de um anjo, za. “… éramos, por natureza, filhos da “do pecado, porque não crêem em
Lúcifer, a estrela da manhã, que se tornou ira…” (Ef. 2:3) mim” (Jo. 16:9)
Satanás. Depois, em uma outra lição, estu- O salmo 51:5 diz: “Eu nasci na iniqüi- “Quem crê nele não é condenado;
damos a respeito da queda do homem dade, e em pecado me cocebeu minha mas quem não crê já está condenado, por-
quando o pecado entrou na raça humana. mãe.” Desde a nossa concepção no útero quanto não crê no nome do unigênito Fi-
Nesta lição vamos ver o que Deus fala a da nossa mãe, somos pecadores. lho de Deus.” (Jo. 3:18) Note que a pessoa
respeito do pecado. É importante, especial- não é condenada porque pratica algum ví-
mente nesta época permissiva, saber o que C. O pecado domina cada parte do ser cio; ela é condenada porque não crê em Je-
o Senhor pensa do pecado. Nos dias atuais humano. sus, que é o único caminho de salvação.
termos como “pecado”, “perdido”, “conde- 1. Seu intelecto é cego. Satanás enga-
nado” e “fogo eterno” não são bem aceitos na o pecador e o resultado é que ele não V. Categorias de pecado.
porque são considerados fortes de mais. entende o evangelho (2 Co. 4:4). A. Pecados abertos.
Mas nós devemos enxergar o pecado do 2. Sua mente é reprovável. Por causa Todos os pecados são pecaminosos
ponto de vista divino. do pecado, o incrédulo não é capaz de pen- mas nem todos são da mesma magnitude.
Hoje muitos consideram o pecado ape- sar como Deus quer (Rm. 1:28). Jesus ensinou isto com o seu ensinamento
nas uma fraqueza ou uma tendência para o 3. Seu entendimento está obscureci- sobre o argueiro e a trave nos olhos em
mal. Mas Deus pensa diferente. É só quan- do e ele é alheio à vida de Deus. Ele vive na Mateus 7:1-5. Também veja João 19:1 onde
do o pecador consegue entender o que é o ignorância da verdade e tem coração duro Jesus indica que o pecado de Caifás era
pecado e o que ele faz na sua vida que ele (Ef. 4:18). maior do que o pecado de Pilatos.
pedir a misericórdia de Deus. É só quando a 4. Sua mente e consciência são cor- Pecados abertos são os que são co-
gente entende a terribilidade e atrocidade rompidas (Tt. 1:15). metidos abertamente, publicamente, tais
do pecado que nós podemos entender por- 5. Ele é escravo do pecado (Rm. 6:20; como mentir, roubar, etc..
que Jesus teve que morrer na cruz. 7:20).
B. Pecados ocultos.
II. A origem do pecado. IV. A natureza do pecado. “Diante de ti puseste as nossas ini-
A. O pecado começou com Satanás. (Is. A. Pecado é a transgressão da lei de qüidades e, sob a luz do teu rosto, os nos-
14; Ez. 28) Deus. sos pecados ocultos. (Sl. 90:8) Pecados
Jesus identificou o diabo como o prínci- “… o pecado é a transgressão da ocultos são os pecados do coração; as ati-
pe deste mundo (Jo. 12:31), a cabeça do seu lei.” (1 Jo. 3:4) É ultrapassar os limites de tudes interiores que somente Deus pode
próprio reino (Mt. 12:26), o pai de um povo Deus. ver. Inveja, ciúmes, concupiscência, orgu-
rebelde (Jo. 8:44), o pai da mentira (Jo. 8:44), lho e ódio são exemplos de pecados ocul-
o maligno que arrebata a semente da Pala- B. Pecado é desobediência. tos.
vra do coração do ouvinte (Mt. 13:19), e o “… por essas coisas, vem a ira de Note: Às vezes o pecador pode escon-
inimigo que semeou joio entre boa semente Deus sobre os filhos da desobediência.” der o seu pecado dos homens mas não
(Mt. 13:39). (Ef. 5:6) Desobediência é rebelião contra au- pode escondé-lo de Deus. Hb. 4:13 nos faz
toridade. lembrar que “… todas as coisas estão des-
B. O pecado entrou no mundo através cobertas e patentes aos olhos daquele a
deAdão. C. Pecado é falhar em glorificar a quem temos de prestar contas.” Números
“Portanto, assim como por um só ho- Deus. 32:23 fala uma verdade importante: “…
mem entrou o pecado no mundo, e pelo pe- “pois todos pecaram e carecem da sabei que o vosso pecado vos há de
cado, a morte, assim também a morte pas- glória de Deus.” (Rm. 3:23) Aqui a Bíblia in- achar.”
sou a todos os homens, porque todos peca- glês diz “come short of”, que quer dizer, fa-
ram.” (Rm. 5:12). lhar em alcançar. O homem “errou o alvo” e VI. Alguns efeitos do pecado.
não conseguiu viver o padrão de santidade A. O pecado condena o pecador.
III. O pecado é universal—TODOS são pe- que Deus tem para os homens. Por causa do pecado o homem está
cadores.
Continuação na página 3
Página 2 O AMIGÃO do Pastor MAIO/11

DEUS SABE o conheça, porque conhecê-lo é vida eter-


na (Jo 17.3).
(Sword of the Lord)
Já ouvi muitas pessoas dizerem: “Deus
sabe”. Na verdade, a Bíblia afirma que Deus CONHEÇA SEU
é onisciente (conhece e sabe tudo). AUDITÓRIO
Deus sabe e conhece:
01. Suas ovelhas (Jo 10.14,27).
02. Quem confia nele (Na 1.7). Um pastor levantou-se em frente da
03. Os que são seus (2Tm 2.19). congregação e perguntou: “Quem aqui já
04. O caminho que escolhemos (Jó contou uma mentira na vida, inclusive na
23.10; Sl 1.6). infância? E falo de ‘mentirinhas brancas’
Editorial 05. Do que precisamos (Mt 6.8,32).
06. Nossos nomes (Sl 103.14).
também.
Claro que todo mundo levantou a mão.
07. Os dias dos justos (Sl 37.18). O pastor continuou: “Alguém aqui já pe-
Prezado leitor, gou alguma coisa de outra pessoa – como
08. Quem somos (Sl 139.1).
09. O que fazemos (Sl 139.2). um chiclete da loja de doces, um clipe do
O assunto predominante neste número do escritório, ou nunca devolveu um objeto
10. O que pensamos (Sl 139. 2).
Amigão é o “pecado”. Até mesmo muitos emprestado?” Mais uma vez, todos levan-
11. Todos os nossos passos (Sl 139. 3).
crentes não gostam de ouvir sermões sobre taram a mão.
12. O que falamos (Sl 139.4).
esse tema. A geração atual rotula o pecado de “Muito bem”, respondeu o pastor. “Eu
13. Aonde vamos (Sl 139.7-12).
“doença”, ameniza , camufla e disvirtua o seu só precisava conhecer meu auditório. Vejo
14. Nossa hipocrisia (Mc 12.15).
significado vil, querendo diluir a intensidade que estou cercado por mentirosos e la-
15. Os orgulhosos (Sl 138.6).
do seu mal, dando-lhe uma conotação amena drões.”
16. Nossa tolice (Sl 69.5).
ao invés de tratá-lo com a devida seriedade e “Porque qualquer que guardar toda a
17. Nosso assentar, sair, entrar, nossa
rigor. A negritude do pecado só pode ser lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se
raiva contra ele (2Rs 19.27).
aquilatada pelo prisma de que é uma ofensa e culpado de todos” (Tg 2.10).
18. Nossas ações e pensamentos (Is
afronta ao DEUS Santo. Tem-se disseminado
66.18; Sl 94.11; Ap 2.2,9,13,19). (Pulpit Helps)
através da mídia,da psicologia, e da filosofia
19. Nossas transgressões e nossos pe-
humana, a ideia de simpatia e empatia para
cados (Am 5.12).
com o pecado. A justiça tem sido taxada de ex- COERÊNCIA!
20. Quando não temos o amor de Deus
tremismo religioso, exagero e intolerância.
em nós (Jo 5.42).
Mas, a imutável Palavra de DEUS continua
21. Todas as coisas (At 15.18; 1Jo 3.20).
irredutível, nos instruindo a amar o bem e odi- Uma senhora foi visitar George Bernard
Certamente podemos afirmar como
ar o mal, o pecado. Parafraseando Albert Shaw e ficou surpresa por não ver flores na
Ana: “Porque o SENHOR é o Deus de co-
Einstein, o pior mal da sociedade não são os casa.
nhecimento” (1Sm 2.3) e exclamar como
homens maus, mas a nossa falta de oposição “Achei que o senhor gostava de flo-
Paulo: “Ó profundidade das riquezas, tanto
contra a maldade.Temos que pregar sim con- res”, a visitante comentou.
da sabedoria, como da ciência de Deus!
tra o pecado, porque DEUS é Santo. Pastores “E gosto. Também gosto de crianças,
Quão insondáveis são os seus juízos, e
não podem ter medo de perder membros da mas não decepo suas cabeças e depois as
quão inescrutáveis os seus caminhos!”
igreja por condenar veementemente o mal. enfio em vasos pela casa inteira.”
(Rm 11.33).
Pr. Cleber R. Neves (Sword of the Lord)
Deus conhece você, e espero que você

O AMIGÃO do Pastor
Um Periódico em Prol da Pregação do Evangelho de Jesus Cristo

Batista, Fundamentalista

Expediente: Editor Chefe: Pr. Jaime King. Editor: Pr. Cleber Rodarte Neves. Assistentes: Ana Lúcia de Almeida Rodarte, Patrícia
Elaine King. Arte: Pr. Cleber Rodarte Neves. Ofertas podem ser enviadas através de ordem de pagamento na conta número 295-4,
agência 0103, oper. 003, da Caixa Econômica Federal ou cheque nominal à Editora Maranata. Correspondência: Caixa Postal 74,
37270-000 Campo Belo - MG. Telefone e Fax: (0xx 35) 3832-2704. E-mail: editoramaranata@stratus.com.br Aviso: Os editores do
Amigão do Pastor, somente se responsabilizam pela publicação de artigos que solicitarem previamente aos seus autores. A
responsabilidade pelos artigos assinados é dos seus próprios autores, não expressando necessariamente a posição dos editores
deste periótico.
O AMIGÃO do Pastor é um ministério da Editora Maranata.
MAIO/11 O AMIGÃO do Pastor Página 3

“o pacado” (da página 1) B. Para o crente que peca.


1. Perda da Comunhão. O crente que
perdido e se não aceitar a Cristo como Sal- peca perde a sua comunhão com Deus. 1
vador, vai perecer para sempre. Veja Mt. Jo. 1:3,6,7.
18:11; Lc. 12:20; 15:4,8,24; Jo. 3:16. 2. Perda da Alegria. O pecado tira a
nossa alegria. Sl. 51:12: Jo. 15:11.
B. O pecado aprisiona o pecador. 3. Andar errado. Por causa do pecado
“Vós sois do diabo, que é vosso pai, o crente anda nas trevas. 1 Jo. 1:6.
e quereis satisfazer-lhe os desejos.…” (Jo.
8:44) Jesus deixou claro que os fariseus C. Para o crente que peca e não confes-
eram escravos dos desejos do diabo. sa seu pecado.
Jesus disse em Lc. 4:18 que Deus Pai 1. Disciplina de Deus. Se o crente in-
mandou Ele “para proclamar libertação aos sistir em continuar no pecado, recusando a
cativos”. Esta não foi uma libertação dos confessar, ele pode levar um castigo de
detentos na cadeia porque Ele não tirou os Deus. Hb. 12:5-11.
prisioneiros da prisão. Foi uma libertação 2. Disciplina da igreja local. O crente
espiritual. que vive em pecado e não quer consertar a
sua vida espiritual pode ser expulso na sua
C. O pecado cega as pessoas espiritual- igreja local. Mt. 18:17; 1 Co. 5. A INTOLERÂNCIA
mente. 3. A morte física. Às vezes, quando o SAUDÁVEL
Ef. 4:18 fala que o pecador perdido crente continua no pecado, ele pode perder
anda obscurecido de entendimento e vive até a sua vida física. 1 Co. 11:30-32; 1 Jo.
na ignorância. 5:16. O Senhor Jesus Cristo nos avisou que o
Jesus disse: “Deixai-os; são cegos, pastor que foge quando os lobos aparecem
guias de cegos.…” (Mt. 15:14) Infelizmente VIII. O remédio para o pecado. são apenas empregados. Somos chamados
tem líderes religiosos hoje que são assim. Existe um só remédio para o pecado, o a alimentar Suas ovelhas, e não os lobos.
Eles pregam heresias e enganam os outros. sangue de Jesus Cristo. Garanto-lhes que muitas vezes o problema
Em Lc. 4:18 Jesus disse que Ele veio se complica e só pode ser resolvido com os
para proclamar a “restauração da vista aos A. Nenhum homem pode se purificar joelhos em terra.
cegos.” É claro que isto inclui a restauração dos seus pecados. “Pelo que ainda que te Estamos pagando um alto preço pela
da visita espiritual.’ laves com salitre e amontoes potassa, con- nossa doce tolerância do pecado dentro da
Como o homem cego em Jo. 9:25, ao tinua a mácula da tua iniqüidade perante igreja. Se a igreja de Atos tivesse feito vis-
aceitar a Cristo o crente pode dizer: “… mim, diz o SENHOR Deus.” (Jr. 2:22) tas grossas para a iniquidade, dado de om-
uma coisa sei: eu era cego e agora vejo.” bros e sorrido com benevolência enquanto
B. A solução para o problema do peca- o Diabo tentava colocar “um dedinho” em
D. O pecado endurece a consciência. do é o perdão oferecido pelo Senhor Jesus cada fase de sua vida, o Cristianismo teria
Falando dos descrentes, Ef. 4:19 diz: Cristo. “no qual temos a redenção, pelo morrido na infância.
“os quais, tendo-se tornado insensíveis, se seu sangue, a remissão dos pecados, se- A igreja do Novo Testamento tinha uma
entregaram à dissolução para, com avidez, gundo a riqueza da sua graça” (Ef. 1:7) intolerância saudável e santa. Ela alcançou
cometerem toda sorte de impureza.” seus objetivos porque começou no cami-
Veja o aviso do escritor de Hebreus: C. Jesus pagou o preço, pagou a penali- nho estreito e não se desviou dele. Poderia
“pelo contrário, exortai-vos mutuamente dade pelos pecados de todos nós. “e ele é ter ido por grandes avenidas e acabado em
cada dia, durante o tempo que se chama a propiciação pelos nossos pecados e não destruição.
Hoje, a fim de que nenhum de vós seja en- somente pelos nossos próprios, mas ainda Hoje, enfrentamos o perigo da porta am-
durecido pelo engano do pecado.” (Hb. pelos do mundo inteiro.” (1 Jo. 2:2) pla e do caminho largo, e isso nos faz sofrer
3:13) porque “muitos adentram por ele”.
D. Creia no Senhor Jesus Cristo. A Bí- Foi-nos avisado há muito tempo que
VII. As penalidades para o pecado. blia diz que “… o dom gratuito de Deus é a “poucos são” os que pegam o caminho es-
A. Para o incrédulo. vida eterna em Cristo Jesus, nosso Se- treito e apertado. Somos pessoas gregárias;
“porque o salário do pecado é a nhor.” (Rm. 6:23b) A próxima lição será so- gostamos de acompanhar a multidão. Prefe-
morte…” (Rm. 6:23a) Na Bíblia a morte não bre a salvação mas agora é bom se lembrar rimos ser chamados de quase tudo, menos
é aniquilação, é separação. Ao morrer, a o que fazer para que qualquer pessoa pos- de mente estreita. Mas “estreito” foi o adje-
alma do descrente não é aniquilada, não é sa ser salva antes mesmo de estudar aquela tivo que Cristo escolheu, e a fidelidade ao
extinta, ela é separada de Deus—para toda lição. O carcereiro em Atos 16 estava arre- Senhor provará que o adjetivo ainda cabe
a eternidade. 2 Ts. 1:9 fala de “eterna des- pendido e queria saber o que fazer para ser nos dias de hoje.
truição”. Em Mt. 25:46 Jesus falou de “vida salvo. A resposta que recebeu de Paulo e (Vance Havner)
eterna” para os crentes e “castigo eterno” Silas foi simplesmente: “… Crê no Senhor
para os descrentes. O incrédulo que morre Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa.” Benjamim Franklin disse: “Não há nada
sem Cristo e, portanto, sem a salvação, vai (At. 16:31) de errado em se aposentar, desde que a
sofrer eternamente no lago de fogo (Ap.
aposentadoria não interfira com o trabalho
20:15).
da pessoa.
Continuação na página 5 (Pulpit Helps)
Página 4 O AMIGÃO do Pastor MAIO/11

SEM MENSAGEM

Um jovem pastor recém formado juntou-


se às fileiras que lutavam na Primeira Guerra
Mundial. Logo de início, perguntou aos
soldados se preferiam que ele pregasse a
Bíblia ou contasse anedotas.
Um soldado grandalhão e sem papas na
língua se levantou: “Se você viajou quase
cinco mil quilômetros para falar a um bando
IDOLATRIA de soldados – alguns dos quais irão para a
eternidade dentro de três dias – e não sabe
se deve pregar ou contar piadas, acho me-
Há muitas pessoas que não adoram ne-
lhor ir em frente e contar uma piada”.
nhum deus (do mundo) e mesmo assim se
Que condenação terrível para um minis-
tornam idólatras. A Bíblia diz que nos últi-
tro do evangelho! Pregue a Palavra, pois
mos dias os homens seriam “amantes de si
cada sermão pode ser a última chance de al-
mesmos” (2Tm 3.2). Num certo sentido, de-
guém ouvir o chamado de Deus!
vemos amar a nós mesmos, pois devemos
(Knight´s 3.000 Illustrations)
amar o próximo como a nós mesmos, no en-
tanto, muita gente se transforma em seu O ex-presidente americano James A.
próprio deus. O FRACASSO NÃO É Garfield, que era pastor antes de ser presi-
O nosso Senhor Jesus Cristo afirmou PERMANENTE dente, explicou: “Desci do pastorado para
que se quisermos segui-lo, temos de negar ser presidente dos Estados Unidos”.
“Assim será a minha palavra, que sair da
a nós mesmos. Os macedônios deram a si
minha boca; ela não voltará para mim va- As correntes de água mais poderosas
mesmos primeiro (2Co 8.5). É possível re-
zia, antes fará o que me apraz, e prospera- deste mundo são as lágrimas de uma crian-
nunciarmos a todos os outros falsos deu-
rá naquilo para que a enviei.” Isaías 55.11 ça.
ses, e continuarmos a adorar no altar do
“eu”. Este é o deus mais difícil de ser re- O seu melhor desempenho até hoje não
nunciado. Às vezes, parece que os servos de deve ser o padrão para o resto de sua vida.
Muitas atividades religiosas de hoje em Deus fracassam.
dia nada mais são do que o velho Adão Quando Herodes mandou cortar a cabe- Nunca realizaríamos tarefa nenhuma se
operando com o apoio da igreja. Normal- ça de João Batista, a impressão foi que o esperássemos para realizá-las até que saís-
mente, a ambição ministerial, o orgulho ministério de João fracassou. Será? se tão perfeita que ninguém conseguisse
denominacional e a força da carne tentam A voz que ecoava pelo vale do Jordão achar um defeito nela.
realizar a obra do Espírito. continua ressoando pelo mundo hoje. (Pulpit Helps)
O egocêntrico se exibe e chama isto de Continuamos ouvimos seu eco pelas
testemunho. A língua fofoqueira está mais montanhas e vales: “É importante que ele
afiada do que nunca, só que agora não é cresça, e eu diminua”. A SABEDORIA DE SALOMÃO
fofoca, e sim “minha opinião honesta”. João Batista exaltou a Cristo é apresen-
Enfeite-a com a linguagem do Evange- tou-o à humanidade, e Herodes não conse- “A boca do tolo é a sua própria
lho, perfume-a com a boa retórica e adicione guiu decapitá-lo até que sua missão fosse destruição, e os seus lábios um
algumas lágrimas para dar um toque de cumprida. laço para a sua alma.”
emoção, mas quando deixada às claras, a Estêvão, pelo que sabemos, pregou so-
idolatria proclama: mente um sermão, e diante do Sinédrio. No
Eu me amo, eu me amo, entanto, aquela mensagem tem sido repeti-
Morro de amor por mim. da pelo mundo inteiro. É possível que sua
(Vance Havner - Hearts Afire) morte tenha resultado na vida de Paulo, o
mais pregador que o mundo já conheceu
O muçulmano que, em obediência ao Al- desde que Jesus partiu deste mundo. PV. 18:6
corão, mata um não-muçulmano (o infiel) Se alguém é enviado por Jeová, o fra-
que se recusa a aceitar o Islamismo é um casso não existe.
bom muçulmano. Além do mais, o Alcorão (D. L. Moody)
garante prazeres especiais no paraíso ao
muçulmano que morrer na tentativa de des- Nada melhor para encurtar uma história
truir os infiéis (Alcorão 3:195 e 4:74). do que a chegada repentina da pessoa so-
(Chick Publications) bre quem se falava.
O Ministério da Saúde avisa que traba-
O problema em ser líder hoje é que você lho duro nunca matou ninguém. Mas sabe-
nunca sabe se as pessoas estão seguindo- mos de casos em que pessoas quase morre-
o ou perseguindo-o. ram de medo deles!
(Minister´s Manna) (Pulpit Helps)
MAIO/11 O AMIGÃO do Pastor Página 5

“o pecado” (da página 3) ajuda a ter mais discernimento. Com este


discernimento que o Espírito Santo através
IX. Os preventivos para o pecado. da Bíblia nós podemos discernir, com mais
Dizem que uma grama de prevenção precisão, o bem e o mal.
vala mais do que uma tonelada de cura. Um conhecimento superficial pode
Deus tem nos dado meios para impedir o nos ajudar evitar alguns pecados mais ób-
pecado em nossas vidas. Estes meios po- vios mas um conhecimento profundo de
dem servir de “vacinanações” para evitar a Deus e sua Palavra pode evitar mais peca-
“doença”. dos ainda.
(Pastor Jaime é Editor Chefe do
A. A Palavra de Deus.
“Guardo no coração as tuas pala- AMIGÃO do Pastor. Este estudo faz
vras, para não pecar contra ti.” (Sl. 119:11) parte da série de estudos “Boa Doutrina”
A MATURIDADE DEFINE da Editora Maranata.)
A SI MESMA “No coração, tem ele a lei do seu
Deus; os seus passos não vacilarão.” (Sl.
37:31) AFASTAMENTO
Um sinal da maturidade é a capacidade “agrada-me fazer a tua vontade, ó DE DEUS
que você adquiri de fazer o que não gosta. Deus meu; dentro do meu coração, está a
Nenhuma vida se torna excepcional pelo tua lei.” (Sl. 40:8)
1. Começa no coração (Pv 14.14; Ap
simples fato de realizarmos o que nos vem A Palavra de Deus em nossos corações
2.4).
com naturalidade. pode impedir o pecado quando somos ten-
2. Manifesta-se na vida (Os 11.7; Gl
Quando Benjamim Franklin era jovem, tado. Ela vai nos avisar a respeito dos peri-
5.7).
ele e um amigo começaram a estudar italia- gos e conseqüências do pecado. Ela vai
3. É crescente em seu percurso (Lc
no juntos, e também a jogar xadrez. Entre as nos ajudar a recordar as promessas de
22.54-61).
aulas de italiano e os jogos de xadrez, um Deus. Ela vai nos animar a fazer o que está
4. Confissão de pecado e retorno (Jr
grande abismo se forma na cabeça dos jo- certo. Ela vai nos dar força a evitar o peca-
14.7; Sl 51.1-8).
vens comuns. Logo, o xadrez estava ven- do. Ela vai nos dirigir no caminho certo.
5. Perdão e restauração (Os 14.4; 1Jo
cendo e o italiano ia ficando na rabeira. 1.8,9).
Franklin percebeu o que estava aconte- B. A intercessão de CRISTO.
(Pulpit Helps)
cendo. Ele procurou o amigo e informou-o Note que falamos da intercessão de
de que não jogaria mais xadrez a não ser Jesus Cristo e não a intercessão de um
que que o perdedor do jogo traduzisse cin- “santo” ou “santa”. AMOR AO DINHEIRO
qüenta páginas de Dante antes da próxima A Bíblia diz que Jesus “… pode sal-
partida. var totalmente os que por ele se chegam a
Deus, vivendo sempre para interceder por 1Timóteo 6.10
Os rapazes se equipararam no jogo de
xadrez e, de acordo com Franklin, fizeram o eles.” (Hb. 7:25) Ele ora para a gente evitar
o pecado. Jesus falou a Pedro em Lc. 22:32 1. A Atração—”o amor ao dinheiro”.
mesmo no conhecimento da língua italiana.
“Eu… roguei por ti, para que a tua fé não A. Amor por seu poder.
Este conhecimento foi de grande valor para
desfaleça…” Em João 17:15 temos um pedi- B. Amor por suas provisões.
ele em sua carreira diplomática.
do de Jesus a nosso favor: “Não peço que C. Amor por seus associados.
(Broadman Comments)
os tires do mundo, e sim que os guardes do
mal.” Só Deus sabe quantos pecados não 2. O Sofrimento—”é a raiz de todos os
foram cometidos por causa da fidelidade de males”.
Orar é buscar o invisível. Jejuar é abrir A. Mal às nossas decisões.
Cristo.
mão de tudo o que é visível e passageiro. O B. Mal aos nossos desejos.
jejum nos ajuda a expressar, aprofundar e C. Mal à nossa disciplina.
C. A habitação do Espírito Santo em
confirmar a resolução de que estamos pron-
nossas vidas.
tos a sacrificar qualquer coisa, até a nós 3. A Separação.
Veja algumas das maneiras em que o
mesmos, para obter o que buscamos para o A. Desejo—”e nessa cobiça alguns
Espírito Santo nos ajuda na luta contra o
reino de Deus. se desviaram da fé”.
pecado.
(Andrew Murray) 1. Gl. 5:16-24. Veja o primeiro B. Destruição—”e se transpassaram
versículo aqui. A medida que a gente vai a si mesmos com muitas dores”.
andando no Espírito, o próprio Espírito vai (Croft M. Pentz)
UM POR CENTO PARA
nos ajudar evitar satisfazer à concupiscên-
JESUS cia da carne.
Ser humilde quando a vida nos dá uma
rasteira não é uma grande façanha, porém
2. 1 Co. 2:10 diz: “Mas Deus no-lo re-
ser humilde quando somos elogiados é um
Se alguém tivesse feito uma pesquisa velou pelo Espírito; porque o Espírito a
ato maravilhoso e raro.
sobre preferência religiosa no Império Ro- todas as coisas perscruta, até mesmo as
(Bernard)
mano em 65 d.C., teria descoberto isto: 51% profundezas de Deus.” O Espírito Santo
para Júpiter; 30% para Zeus; uns 9% para que nos ensinar as mais profundas verda- Deus coloca muitas de suas bênçãos
Mitra, e cerca de 1% para Jesus. des de Deus. fora de nossa zona de conforto, e depois
(Harry Golden) Hb. 5:13,14. Quando nós nos nos manda ir buscá-las.
aprofundamos na Palavra o Espírito nos (Kent Crockett)
Página 6 O AMIGÃO do Pastor MAIO/11

A desesperadora necessidade de hoje é TRIBUTO A PEDRO


a mães à moda antiga, mães que saibam
orar; mães que se voltaram para Deus,
abandonando a vaidade e o egocentrismo, Bramwell Booth, filho do fundador do
a frivolidade dos bingos e dos bares, e tor- Exército da Salvação, contou a seguinte
naram-se intercessoras junto a Deus. Que história a respeito de seu pai, o General
Deus abençoe as mães de nosso país. Por William Booth: “O velho General gostava
onde elas forem, a nação irá. Em saudosa do apóstolo Pedro, mas eu sempre achei
memória, beijo as mãos de minha mãe e que Pedro era um vacilão. Certo dia eu per-
agradeço a Deus por seu ministério de guntei a meu pai: ‘Como o senhor explica o
amor. comportamento de Pedro, que saiu andan-
(A. E. Windahl) do por cima da água em direção a Jesus, e
depois, mesmo com tudo aquilo para lhe
AS MÃOS DE UMA MÃE dar segurança, de repente perdeu a fé e co-
A QUALIDADE MAIS meçou a se afundar?’ Lembro-me da res-
IMPORTANTE posta do velho General: “Bramwell, meu fi-
As mãos das mães pioneiras não seriam lho, se Pedro fosse você, nunca teria saído
aprovadas num concurso de beleza. Eram do barco!”.
Durante o tempo em que o famoso John (Sword of the Lord)
mãos gastas, cheias de calos e rechaduras
Wooden treinava o time de basquete da
de tanto esfregarem e lavarem em água com
Universidade da Califórnia em Los Angeles,
sabão de soda.
ele raramente visitava os futuros candida- CINCO RAZÕES PARA
No entanto, aquelas mãos eram, apesar NÃO VIVERMOS
tos a jogador. Porém abriu uma exceção, e
de tudo, bonitas – embelezadas pelo seu PREOCUPADOS
foi à casa de um rapaz excepcionalmente
ministério de amor sacrificial. A testa febril
talentoso, um candidato com grande poten-
de uma criança era tocada por aquelas
cial de ajudar seu time. Introdução. Além de ordenar que não
mãos, e a febre parecia ceder. O orgulho fe-
Wooden iria oferecer uma bolsa de es- vivamos preocupados, Deus nos mostra
rido de um filho rebelde sentia a amargura e
tudo ao rapaz, caso se matriculasse naquela por que a preocupação não deve ter lugar
tensão diminuírem quando aquelas mãos
universidade. Toda a papelada estava no na vida do cristão obediente.
acariciavam seus cabelos despenteados.
bolso do paletó do técnico. Mas quando se
Os joelhos ralados de uma garotinha doíam
despediu do rapaz, a oferta continuava exa- 1. Proibição.
menos sob os cuidados daquelas mãos, e
tamente onde estava. A. Jesus proíbe a preocupação (Mt
as lágrimas secam num instante.
Por que Wooden mudou de ideia? Cer- 6.25,31,34).
Aquelas mãos não eram permissivas.
tamente sua decisão não teve nada a ver B. Paulo, escrevendo sob o Espírito
Podiam disciplinar e retornar a criança inso-
com o basquete. Acontece que ao observar Santo, proíbe a preocupação (Fp 4.6).
lente aos caminhos da obediência e do res-
a maneira de o rapaz tratar a mãe, o técnico
peito à autoridade. Graças a Deus, aquelas
ficou perplexo com o que qualificou de total 2. Pessoa de Deus.
mães nunca leram os inúmeros livros que
falta de respeito. A. Deus é nosso Pai amoroso (Mt
temos hoje sobre psicologia infantil; elas
Wooden concluiu que um rapaz que era 7.11).
conheciam o Livro e viviam de acordo com
tão grosseiro com a mãe também não iria B. Deus é nosso Pai supridor (Fp
os princípios cristãos. Como resultado, os
respeitar o técnico. Isso bastou para que 4.19).
filhos se sentiam protegidos depois da dis-
não lhe oferecesse uma vaga no time.
ciplina, e dormiam bem tranquilos.
O técnico admitiu que já havia descarta- 3. Promessa de Deus
As mãos maternas que se elevam em
do talentos excepcionais quando se depa- A. Ele cuida de nós (1Pe 5.7).
oração têm velado sobre suas famílias e la-
rou com jogadores que não tinham boas B. Ele nos faz muitas promessas (2Pe
res, sobre igrejas e nações. São mãos for-
virtudes. “Em minha experiência, talento e 1.4).
tes, pois tocam o trono de Deus. Têm posto
capacidade não significam que o técnico
a correr os exércitos inimigos. Têm resgata-
conseguirá extrair o melhor do jogador. Mas 4. Provisão passada.
do filhos e filhas das garras da morte e do
se o jogador tiver bons valores – boas qua- A. Exemplo de Davi (1Sm 17.34-37).
poder do Destruidor. Têm carinhosamente
lidades – o técnico conseguirá o máximo B. Experiências diárias (Fp 4.12,13).
guiado os pés desgarrados de volta ao ca-
dele em todos os jogos.”
minho estreito – o caminho da vida, da paz,
(Sword of the Lord) 5. Profecia.
da retidão e da honra.
Ana orou e Deus lhe deu um filho, que A. Mostra o plano (Is 46.10).
se tornou o maior juiz da história de Israel – B. Mostra o poder (Is 46.11).
Samuel. Estou cansado de ouvir o pecado ser Conclusão. Pare de se preocupar! Co-
Isabel orou, e João Batista – o maior en- chamado de enfermidade, e o alcoolismo mece a louvar seu Pai!
tre os nascidos de mulher – convocou uma ser chamado de doença. Pelo que sei, esta é (RGWITTY777@aol.com)
nação rebelde a se voltar para Deus. a única doença com a qual gastamos mi-
Susannah Wesley orou, e seus filhos lhões de dólares anualmente para ajudá-la a
se espalhar. Deus nos sussurra nas alegrias, fala à
foram usados por Deus para libertar a In- nossa consciência e grita em meio à nossa
glaterra de uma revolução sangrenta e levá- (Vance Havner)
dor.
la de volta a Deus. (C. S. Lewis)
MAIO/11 O AMIGÃO do Pastor Página 7

O OSCILAR DO às descobertas científicas, não corremos


PÊNDULO agora o perigo de engolir tudo o que os ci-
entistas falam?
Se alguns de nós achávamos que os fil-
No geral, os seres humanos são criatu- mes de cinema eram errados em si, não cor-
ras de atitudes extremas. Há momentos, remos agora o risco de achar que quase to-
sem dúvida nenhuma, quando é necessário dos eles são aceitáveis?
tomarmos uma atitude extrema. Não pode Se alguns de nós éramos um pouco
haver comprometimento da verdade. Mui- legalistas demais e também muito exigentes
tas vezes, no entanto, abandonamos uma quanto ao mundanismo, não corremos ago-
postura e abraçamos outra como se a ante- ra o perigo de ir para o outro extremo e
rior estivesse completamente errada e a atu- achar que tudo vale – especialmente no re-
al fosse completamente certa. côndito sagrado do lar?
Afastar-se dos ídolos e voltar-se para Se alguns de nós nos separamos tanto
Deus, deixar o erro e abraçar a verdade, dos liberais que perdemos a oportunidade
passar da desobediência à retidão, tudo de nos comunicar com eles, não corremos
AMOR GENUÍNO isto significa converter-se do que é total- agora o perigo de suprimir a distinção ab-
mente errado para o que é totalmente corre- soluta entre fundamentalismo e modernis-
to. Porém nem todas as nossas decisões fa- mo?
O rubi é uma pedra muito preciosa, mas zem parte desta categoria. Temos certeza absoluta que os aspectos
outras se parecem muito com ele, tais como Ultimamente algumas fontes do círculo condicionais dos parágrafos acima são exa-
a granada e o espinélio. Algumas vezes, so- evangélico têm criticado duramente o geros quando aplicados ao
mente os peritos conseguem ver a diferen- fundamentalismo e os fundamentalistas. fundamentalismo como um todo. Porém, re-
ça. Se ficar em dúvida, o perito pega um Menciono estes termos porque são de uso presentam o tipo de crítica que está sendo
instrumento chamado dicroscópio para exa- comum. Estou me referindo à ortodoxia que difundida por todos os lados.
minar a gema. O dicroscópio permite a visão sempre foi corrente no ensino cristão atra- Mesmo que esses aspectos sejam ver-
dupla. vés dos séculos. dadeiros, não devemos exagerar. Temos,
Este aparelho permite que vejamos duas Admitirmos que uma pessoa ou um gru- sim, a verdade de Deus – e isto acontece
imagens da mesma pedra. Se uma imagem po de pessoas examinem objetivamente a si em todas as áreas em que ela está presente:
for laranja avermelhado e a outra vermelho- mesmos – e corrijam o que estiver errado – doutrina, vida, ciência, história etc. Além
carmim, o perito sabe que tem às mãos um é um bom sinal. Isto é um autoexame saudá- disso, que o Senhor nos ajude a continuar
rubi de verdade, pois a granada e o vel e uma correção apropriada. A preocupa- enfatizando o viver cristão e também a dou-
espinélio não revelam duas cores sob o ção é com a crítica que se equipara ao repú- trina cristã.
dicroscópio. dio e provoca uma reação que leva ao outro No entanto, lembremo-nos de que viver
O amor verdadeiro é como o rubi apro- extremo. cristão sem doutrina cristã é impossível, e
vado pelo teste do dicroscópio; divide-se Sugerimos algumas áreas que merecem doutrina cristã sem viver cristão é negar
em dois. O que quero dizer com isto? atenção especial para que o pêndulo não que conhecemos mesmo a verdade de
Uma professora tentava explicar à sua oscile tanto para o lado oposto. Deus.
classe de crianças entre cinco e seis anos o Se alguns de nós éramos antagonistas (Dr. William Culbertson - Moody Montly)
que era o amor. Ela sabia que não adiantava
usar o dicionário com os “baixinhos”. As-
sim, perguntou se alguém podia monstrar
como era o amor. De início, ninguém se pro-
nunciou. Então, uma garotinha levantou-se
timidamente, jogou os braços ao redor do
pescoço da professora, deu-lhe um abração
e disse: “O amor é assim”.
“E é mesmo”, a professora respondeu “Sim, sim, é
sorrindo. “O amor é assim. Porém é mais do aquele mesmo!
BÍB RAD

que isto. Você sabe o que mais ele é?”


SA

LIA A
G

Depois de pensar um pouquinho, a ga-


rota começou a arrumar as cadeiras e a lim-
par o quadro-negro. Ao terminar, explicou:
“Amar também é ajudar os outros”.
(Sword of the Lord)

A igreja que tem de ser sustentada por


chás, festas do sorvete e almoços de frango
assado é tão fraca quanto o chá, tão fria
quanto o sorvete e tão morta quanto o fran-
go.
(Sword of the Lord)
Página 8 O AMIGÃO do Pastor MAIO/11

ONDE ESTÁ O teza da aprovação do nosso Mestre, àqueles que dizem: “Passou a sega, findou
SEU TESOURO? (A. B. Simpson) o verão, e nós não estamos salvos”.
(H. G. Bosh - Sword of the Lord)
“Por que onde estiver o teu tesouro, ali es-
QUASE SALVO, MAS
tará também o teu coração.” Mateus 6.21 AINDA PERDIDO
“Semear na sua carne” (Gl 6.8) não sig-
“Passou a sega, findou o verão, e nós não nifica simplesmente tomar o devido cuidado
É fácil dizer onde uma pessoa guarda estamos salvos.” Jeremias 8.20 com o corpo. Nosso corpo foi feito à ima-
seu tesouro. Numa conversa de quinze mi- gem de Deus; o corpo do cristão é o templo
nutos com a maioria dos homens, é possí- do Espírito Santo, e podemos ter certeza
vel dizer se seus tesouros estão no Céu ou Em Israel, a colheita normalmente se que cuidar da imagem de Deus é algo que
na terra. restringia aos meses de abril e maio; depois lhe agrada.
Converse com um patriota ferrenho so- vinha a “colheita dos frutos de verão”. O versículo, no entanto, se refere à sa-
bre o país dele, e você verá seus olhos se Jeremias avisa o povo sobre o que tisfação dos desejos do corpo, mimando-o,
iluminarem. Você verá que o coração da acontecerá quando o tempo da colheita gratificando seus desejos ilícitos às custas
pessoa está na pátria amada. passar e não houver mais oportunidade de da nobreza do nosso ser, alimentando as
Converse com os executivos sobre a conseguir o Pão da Vida que oferece nutri- tendências animais que, em excesso, são
melhor maneira de ganhar dinheiro, e o inte- ção eterna. pecaminosas. “Semear na sua carne” é es-
resse deles acorda na hora. O coração está Que infelicidade é quando a Primavera palhar as sementes do egoísmo, que sem-
nos negócios. passa e a colheita da vida se finda sem que pre resultam em colheita de corrupção.
Converse com as pessoas que vivem ninguém tenha ceifado os frutos da graça (Ralph Turnbull)
para o mundo fashion e as celebridades, e nem obtido a salvação que nos leva a atra-
veja como seus olhos se incendeiam. Elas vessar os portões imaculados do Céu. Jeremy Taylor, escritor e pregador, es-
acordam imediatamente, porque é nisso que Você já percebeu que um pecador pode creveu esta afirmação dura sobre os efeitos
o coração delas está. se aproximar bastante do Senhor Jesus do pecado na vida de uma pessoa: “Primei-
Converse sobre política com um políti- Cristo e, mesmo assim, perder a oportunida- ro, o pecado alarma; depois se torna agra-
co, e veja a empolgação que toma conta de de receber a vida eterna? A Bíblia con- dável; depois, mais fácil; aí, delicioso e mais
dele. tém muitos avisos sérios mostrando que a frequente; habitual e estabelecido. A pes-
Converse com um filho de Deus que pessoa chega pertinho de ser salva, mas soa, então, se torna impenitente, depois
está juntando tesouros no Céu, e a reação acaba se perdendo para sempre. obstinada e, por fim, condenada”.
dele será imediata ao ouvir sobre seu futuro Um exemplo é o jovem rico, preso pelo (Sword of the Lord)
lar celeste. Existem em seu íntimo cordas diabo nas garras do dinheiro. Outro exem-
que vibram só de pensar no Céu, a morada plo é o procrastinador rei Agripa que pere-
ceu na indecisão. Os cirurgiões plásticos podem fazer
eterna.
Pense no ladrão que, na cruz, estava tão quase tudo em um nariz, menos deixá-lo
(D. L. Moody)
perto do Salvador a ponto de ouvi-lo orar: fora da vida dos outros.
“Pai, perdoa-lhes”, porém, mesmo assim, foi (Autor desconhecido)
ATITUDE CORRETA
para o Inferno como um infeliz pecador,
quando poderia ter escutado, juntamente Cuidado para que seus filhos não sigam
A verdadeira medida de uma pessoa com o outro malfeitor, a gloriosa promessa: os passos que você achou que havia es-
não está sempre no número de amigos que “Hoje mesmo estarás comigo no Paraíso”. condido bem.
possui, porém, muitas vezes, no número de Judas é outra ilustração de como al-
inimigos. Todo mundo que vive adiante de guém pode chegar perto de Jesus, mas não Se o salário do pecado é a morte, você
seu tempo será mal compreendido e sofrerá se arrepender. Cristo o chamou de “amigo deveria pedir as contas antes do dia do pa-
oposição, e, muitas vezes, será perseguido íntimo”. Durante um bom tempo Judas ca- gamento, não deveria?
e morto. minhou ao lado do Filho de Deus, ouviu
“Não vos maravilheis, se o mundo vos suas palavras maravilhosas, ouviu seus
convites repetidamente, e ouviu também o Não dê a impressão de que você foi ba-
odeia” (1Jo 3.13). Deus avisa: “Ai de vós tizado em vinagre.
quando todos os homem de vós disserem apelo comovente que o Senhor lhe fez na
última Páscoa. Mesmo assim Judas (Pulpit Helps)
bem!” (Lc 6.26), e: “Se vós fósseis do mun-
do, o mundo amaria o que era seu” (Jo adentrou a “noite” da descrença e da perdi-
15.19). ção eterna.
Assim sendo, iguais a Jesus, devemos Jesus avisou: “Lembrem-se da mulher
esperar ser desprezados, abandonados, ser de Ló!” Por que nos lembrarmos dela? Por
até mesmo maltratados, talvez agredidos e que ela foi quase salva, mas continuou per-
posto “fora do acampamento” até mesmo dida! Ela ouviu a Palavra da vida e come-
na esfera religiosa. çou a obedecer-lhe, mas olhou para trás e
Mas não nos esqueçamos de duas coi- pereceu. A mulher de Ló está agora junto
sas. Primeira, não tenhamos medo da impo-
pularidade e, segunda, jamais fiquemos aze-
dos ou amargurados por causa disso, mas
permaneçamos mansos e triunfantes na cer-

Interesses relacionados