Teoria da Cor

© Paulo Lemos 2012

Isaac Newton (1642-1727)

Descobriu a dispersão da luz branca num espectro colorido através da refração da mesma utilizando um prisma.
© Paulo Lemos 2012

Dispersão da Luz

© Paulo Lemos 2012

Percepção da Cor

Sol

Olho Humano

© Paulo Lemos 2012

4 Conclusões
• As cores que vemos são produzidas pela luz. • A luz do sol, aparentemente branca, é na
verdade, composta pelas sete cores do arco-íris. dessas cores são absorvidas pelo mesmo, enquanto as outras são refletidas na direção dos nossos olhos. dos objectos.

• Quando a luz do sol ilumina um objeto, algumas

• O fenómeno anterior permite-nos ver qual a cor
© Paulo Lemos 2012

Cores Pigmento

© Paulo Lemos 2012

Cores Pigmento Primárias
(Lápis de Cor, Guache, Pastel, Óleo)

São as cores cujo pigmento existe na natureza e que não pode ser obtido pela mistura de cores. Contudo, podemos obter todas as cores do espectro através da sua mistura.

Magenta

Azul Ciano
© Paulo Lemos 2012

Amarelo

Mistura Subtrativa de Cores
Denomina-se de mistura subtrativa, a mistura de cor efetuada com as cores pigmento primárias (Lápis de Cor, Guache, Pastel, Óleo), porque quando misturadas nas mesmas quantidades subtraímos luz obtendo Preto.

+

+
© Paulo Lemos 2012

=

Mistura Subtrativa de Cores + + + = = =
© Paulo Lemos 2012

Violeta

Laranja

Verde

Cores Secundárias
São as cores que se obtêm pela mistura de duas cores primárias.

Violeta

Laranja
© Paulo Lemos 2012

Verde

Cores Terciárias ou Intermédias
São as cores que se obtêm pela mistura de cores primárias com cores secundárias, ou pela mistura de duas cores primárias em diferentes quantidades.

© Paulo Lemos 2012

Cores Neutras
Não são verdadeiras cores. Encontram-se nesta categoria de cores o preto e o branco bem como todas as tonalidades intermédias.

Preto

Escala de Cinzas
© Paulo Lemos 2012

Branco

Cores Complementares
São as cores opostas no círculo cromático e as que mais contraste entre si oferecem. Sendo assim, se queremos destacar um amarelo, devemos colocar junto dele um violeta
© Paulo Lemos 2012

Cores Quentes

Cores Frias

© Paulo Lemos 2012

Cores Quentes

Cores Frias

© Paulo Lemos 2012

Tonalidades da Cor
Obtemos tons mais claros ao adicionarmos gradualmente branco à nossa cor original Obtemos tons mais escuros ao adicionarmos gradualmente preto à nossa cor original.

© Paulo Lemos 2012

O Significado das Cores
Força, euforia, alegria e confiança Estimulante, alerta, esperança Dinamismo, energia, revolta, calor, raiva Bem-estar, paz, saúde, equilíbrio Viagem, verdade, intelectualidade, advertência. Fantasia, mistério, egoísmo, espiritualidade. Estima, valor, dignidade. Pensar, melancolia.
© Paulo Lemos 2012