Você está na página 1de 24

NESTA EDIÇÃO:

Editorial
ECONOMIA / SOCIEDADE: A Liberdade ALQUIMIA:
China (2) Ramiro Duarte A Pedra Angular da creação… (8)
Pelo R∴Ir∴ Ulisses Lei Natural Pelo R∴Ir∴ “Fr∴ Incógnitus”
MAÇONARIA: Brahma Kumaris A Santíssima Trinosofia (2)
Dicionário da Maçonaria (6) Troll Conde de Saint-Germain
Wagner Soares YOGA :
Pelo R∴Ir∴ Jeremias Serapião
Efemérides Maçónicas Janeiro O Segredo das Águias Os Chakras… (6)
Anónimo
Pelo R∴Ir∴ José Melo Brás Pelo R∴Ir∴ Anonimous Secretus
ACTUALIDADES: SAÚDE:
MITOS GREGOS:
Nova Tecnologia de Informação A Enfermidade e o Crime (3)
Pandora
Thiago Moskito
Pelo R∴Ir∴ João Silas Pelo R∴Ir∴ João Guimarães
EGÍPTO: ”Panaceias” da Moda
PSICOLOGIA E AUTO-AJUDA: Palavras de Ísis (3)
Parasitas Mentais Adaptação de Alarcão Gouveia
Tradução do Frater Lugh
Graciela E. Prepelitchi SABEDORIA…
Influência da Deusa Bastet
O Vencedor Pensamentos
Pelo R∴Ir∴ Gervásio Sequeira
Anónimo Recolha org. pelo R∴Ir∴ T. Cabral
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

CHINA (II)
Editorial Pelo R∴Ir∴Ulisses

"Podemos escolher o que semear, mas


Esta Edição do reveste-se somos obrigados a colher aquilo que
de uma importância muito especial plantámos."
para todos nós: trata-se do seu Provérbio chinês
primeiro aniversário. Conforme o prometido retomo hoje a
temática da China, pais cujo comportamento
O primeiro ciclo solar foi completado. mais condicionará a evolução económica e
social mundial no futuro, tanto quanto hoje é
Este trabalho não teria sido possível possível prever.
sem o esforço de todos, destacando-se Acabei o artigo anterior dizendo que a
a excelente colaboração dos leitores, grande incógnita da actualidade é saber se
cuja permanente correspondência (e- o actual regime político chinês será compatível
mails com sugestões, críticas e textos) com uma economia de cariz marcadamente
nos permitiu manter a regularidade e a mercantil (de mercado). Isto é, se será crível
relativa boa qualidade do Boletim. que a democracia económica não levará a
que a população reclame a democracia
Uma vez mais (e sempre) voltamos a política. Sendo este um problema importante
esclarecer que os artigos apresentados parece, no entanto, que não se porá a curto
são da responsabilidade dos seus prazo. De momento são outros, e bem mais
autores e que poderão eventualmente, prementes, os problemas com que o povo
chinês se defronta.
num ou noutro aspecto, não expressar
Hoje em dia parece ter-se instalado na
os pontos de vista dos fundadores.
classe política chinesa a ideia de que a
estabilidade do regime e o futuro do país
Os nossos sinceros agradecimentos.
depende, em grande medida, da continuação
do crescimento económico em oito ou nove
para TODOS.
por cento anuais. A esse ritmo a China
transformar-se-á, já em 2008, na terceira
maior economia mundial. Significa isto dizer
que ultrapassará a Alemanha, ficando à sua
frente, apenas, o Japão e os Estados
Unidos da América.
Mas, como não há bela sem senão, e na
linha do que já referi no artigo anterior, a
China arrisca-se a ser o maior contribuinte
para a degenerescência ambiental do planeta.
Imagem da Capa: Ao ritmo de crescimento actual o país será o
Capas de todos os boletins maior emissor mundial de gases com efeito
ed it a d o s de estufa já em 2009, segundo os dados e
previsões da Agência Internacional de Energia.

2
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Todo o crescimento económico chinês tem EUA este número andaria pelos mil milhões
sido levado a cabo com total insensibilidade de veículos. Ora as autoridades definiram a
pelos problemas ambientais, ao ponto das indústria automóvel como um dos pilares da
autoridades só agora terem começado a economia chinesa e, em 2006, estima-se
compreender que a economia do país não que as vendas de veículos tenham subido
conseguirá chegar aonde pretende se nada 50%, custando a gasolina 2,4 dóares/galão
for feito em termos da preservação ambiental. (metade do preço médio europeu).
Nesta vertente o rol de problemas é extenso: A China ainda não possui metas obrigatórias
A quantidade e qualidade da água é para a redução das emissões de carbono ao
problemática, havendo regiões onde a água abrigo do Protocolo de Quioto. Ao nível do
disponível está interdita ao uso, inclusivamente crescimento actual das suas emissões deverá
para rega; a produção energética do país é ultrapassar, até 2010, os Estados Unidos da
feita maioritariamente com o recurso a América como maior emissor mundial. Os
carvão de má qualidade; mais de um terço dados estatísticos disponíveis dizem que em
das cidades chinesas não tratam os seus 2003 a China foi responsável pela emissão
esgotos, o mesmo acontecendo a 80% dos de 3,96 mil milhões de toneladas de dióxido
lixos domésticos. Estas questões (e são de carbono, contra os 3,32 mil milhões de
apenas algumas), aliadas às consequências toneladas emitidos pelos países da União
resultantes das alterações climáticas, tem Europeia no mesmo ano.
feito com que os dirigentes chineses venham
a público revelar as suas preocupações
quanto aos efeitos do mau ambiente nas
ambições nacionais de prosperidade e
estabilidade. Aliás, tanto quanto se sabe,
têm sido precisamente as questões ambientais
que têm levado à indignação das populações
e a inúmeros tumultos no país: até porque a
crescente classe média (e não só), exige um
ambiente mais limpo.
Não admira, pois, que na China já hoje se
contabilize cada dia em que o sol brilha num
céu azul, livre de nuvens e de poluição. Nos
documentos do Plano “Defending Blue Sky”
(“Em defesa de um céu azul”), posto em Ora tudo isto se passa num país com uma
prática a partir de 1998 em Pequim, refere- forte dependência energética e que tem sido
se que os veículos motorizados são os o principal responsável pelo aumento
responsáveis pelas emissões diárias de sustentado dos preços internacionais do
3600 toneladas de poluentes. Outra coisa petróleo (em 2004 a China representava
não seria de esperar numa cidade onde 3,4% das importações mundiais de crude).
circulam actualmente 2,6 milhões de veículos Talvez por isso haja uma preocupação
motorizados e onde, para além disso, em crescente quanto à eficiência energética da
cada dia se fazem à estrada mais 1000 economia chinesa, tendo o governo chinês
novos veículos. Recorde-se, a este propósito, abraçado, inclusivamente, o objectivo de
que em finais de 2004 existiam na China fazer crescer em 10% a produção de energias
aproximadamente 24 milhões de veículos renováveis até ao ano de 2010.
automóveis em circulação e que, se o uso Voltarei ao tema oportunamente.
do carro se aproximasse dos níveis dos

3
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Com efeito, a lenda de Hiram e a história


da construção do Templo de Salomão
estão na origem da simbologia maçónica.
Onde quer que estejam no mundo,
Dicionário da Maçonaria (5) qualquer que seja a sua língua ou o seu
país de origem, todos os Franco-Maçons
Pelo R∴Ir∴Jeremias Serapião
referem-se à simbologia do Templo para

B afirmar a sua busca da sabedoria, exaltar a


sua vontade de trabalhar sem cessar a
Bíblia. Sinónimo de “Volume da Lei Pedra Bruta (Pedra Filosofal) e, finalmente,
Sagrada”. A Bíblia teve desde sempre um reafirmar o seu desejo de reconstruir o
papel fundamental na Maçonaria. O homem.
ressurgir da sabedoria da antiguidade – Ainda que algumas Obediências se tenham
dos construtores de pirâmides e de outros afastado da religião cristã, a Bíblia e o mito
tempos antigos - aconteceu no Ocidente de Hiram continuam profundamente ligados
durante a Idade Média, no aprofundar do a toda a dinâmica maçónica, quanto mais
cristianismo, numa impregnação total das não seja, para além do dogma religioso,
crenças e ritos da cristandade. pelo enorme potencial de esperança e de
Para a maçonaria operativa, mas igualmente, fraternidade que este mito conseguiu
também, mais tarde, para todas as transmitir século após século. Para se
Obediências filiadas na Grande Loja de avaliar a sua verdadeira dimensão, não
Londres, a Bíblia era – e permaneceu na haverá melhor meio que folhear o Primeiro
maior parte dos casos – “a” referência. Em Livro dos Reis (Bíblia de Jerusalém,
grande parte das lojas modernas está tradução da versão dos Monges de
sempre presente no altar colocado em Maredsous, Bélgica) que retrata a obra
frente ao Venerável. Quanto às ferramentas levada a cabo por “Salomão, o construtor”:
do Maçon que a ladeiam nesse mesmo
“Quando Hiram, rei de Tiro soube que
altar – o esquadro e o compasso – eles
Salomão fora ungido rei em lugar de seu pai,
mesmos são oriundos da sua mitologia.
enviou-lhe os seus servos, pois Hiram fora
sempre amigo de David. Salomão, de seu
lado, mandou a Hiram a mensagem seguinte:
Sabes que David, meu pai, não pôde edificar
um templo em nome do Senhor, seu Deus,
por causa das guerras que teve que sustentar
até ao dia em que o Senhor pôs os seus
inimigos sob a planta dos seus pés. Agora,
porém, o Senhor deu-me a paz de todos os
lados: não há mais inimigos nem calamidades.
Por isso, penso, em edificar um templo em
nome do Senhor, meu Deus. O Senhor, com
efeito, falara disso a David, meu pai, nestes
termos: Teu filho, que eu farei sentar em teu
lugar no trono, este edificará um templo em
meu nome. Dá ordem, pois, aos teus servos,
que me cortem cedros do Líbano. Meus
operários trabalharão com os teus, e pagarei
a estes o salário que pedires, pois sabes que

4
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

não há ninguém entre nós que saiba cortar O rei Salomão escolheu trinta mil operários
árvores como os Sidonenses. Hiram, ouvindo em todo o Israel. Ele os mandava por seu
a mensagem de Salomão, encheu-se de grande turno ao Líbano, dez mil cada mês: passavam
alegria e disse: “Bendito seja o Senhor que assim um mês no Líbano e dois meses em
deu a David um filho cheio de sabedoria para suas casas. Adoram dirigia os trabalhos.
governar esse grande povo”. Em seguida Salomão tinha ainda setenta mil carregadores
mandou responder a Salomão: “Recebi a tua e oitenta mil cortadores de pedras na
mensagem. Farei tudo o que desejas acerca montanha, sem contar três mil e trezentos
das madeiras de cedro e de cipreste. Meus contramestres que presidiam aos diversos
servos as descerão do Líbano até ao mar, e trabalhos, os quais davam ordens ao povo e
dali as farei conduzir por jangadas até ao aos operários. O rei ordenou que extraíssem
lugar que me designares. Ali as desatarão, e grandes e belas pedras, que deviam ser
tu as mandarás receber. De teu lado talhadas para os alicerces do Templo. Os
corresponderás aos meus desejos, fornecendo operários de Salomão e de Hiram talharam as
víveres à minha casa” pedras, enquanto os giblieus preparavam as
Hiram deu, pois, a Salomão, tanta madeira de madeiras e as pedras para a construção da
cedro e de cipreste, quanta ele quis. E casa.
Salomão deu-lhe vinte mil coros de trigo para No ano quatrocentos e oitenta depois da
o sustento de sua casa, bem como vinte saída dos filhos de Israel do Egipto, Salomão,
coros de óleo bruto. Isto fornecia Salomão a no quarto ano do seu reinado, no mês de Ziv,
Hiram cada ano. O Senhor tinha dado que é o segundo mês, empreendeu a
sabedoria a Salomão, conforme prometera. construção do Templo do Senhor. O Templo
Houve paz entre Hiram e Salomão e fizeram que o rei Salomão edificou ao Senhor tinha
aliança entre si. sessenta côvados de comprimento, vinte de
largura e trinta de altura. O pórtico, à entrada
do Templo, tinha vinte côvados de comprimento,
o que igualava a largura do Templo, e dez
côvados de largura na frente do edifício. O rei
fez no Templo janelas com grades de
madeira. Construiu encostadas às paredes do
edifício, andares que rodeavam o templo e o
santuário. Cercou assim o edifício de quartos
laterais. O andar inferior tinha cinco côvados
de largura, o do meio seis, e o terceiro sete,
porque se tinham posto encostas nos muros
exteriores do Templo, para evitar que as
vigas entrassem nas paredes do edifício. Na
construção do Templo só se empregaram
pedras lavradas na pedreira, de sorte que não
se ouvia durante os trabalhos da construção
barulho algum de martelo, de cinzel ou de
outro qualquer instrumento de ferro. A
entrada do andar inferior encontrava-se no
lado direito do edifício. Subia-se por uma
escada em espiral ao andar do meio, e deste
ao terceiro. Terminado o edifício, Salomão
recobriu-o de tábuas e de forros de cedro. Os

5
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

andares que construiu encostados em todo o Quanto ao seu palácio, Salomão levou treze
edifício eram de cinco côvados de altura cada anos a terminar a sua construção. Salomão
um e foram ligados ao templo por traves de mandara vir de Tiro um homem que
cedro. A palavra do Senhor foi então dirigida trabalhava em bronze, Hiram, filho de uma
a Salomão nestes termos: “Esta casa que tu viúva da tribo de Neftali, cujo pai era de Tiro.
edificas … se obedeceres à minha leis, Hiram era talentoso, cheio de inteligência e
praticares os meus mandamentos e observares habilidade para fazer toda a espécie de
todos os meus preceitos, seguindo-os trabalhos em bronze. Apresentou-se ao rei
cuidadosamente, eu cumprirei em ti a palavra Salomão e executou todos os seus trabalhos.
que fiz a teu pai David: permanecerei no meio Fez duas colunas de bronze: a primeira tinha
dos Israelitas e não abandonarei Israel, meu dezoito côvados de altura, a sua periferia
povo”. media-se com um fio de doze côvados.
Salomão terminou a construção do Templo. Tinham quatro dedos de espessura e eram
Forrou o interior das paredes do edifício com ocas. A segunda coluna era semelhante a
placas de cedro, desde o pavimento até ao esta1. Fundiu dois capitéis para os pôr no alto
tecto; revestiu assim com madeira todo o das colunas: um capitel tinha cinco côvados
interior e cobriu o pavimento com tábuas de de altura e o outro igualmente, e eram
cipreste. Revestiu com tábuas de cedro, a ornados de rede de malhas e grinaldas em
partir do fundo do Templo, desde o pavimento forma de cadeias; havia sete grinaldas para
até ao tecto, em espaço de vinte côvados que cada capitel. Dispôs em círculo ao redor de
destinou ao santuário, ou Santo dos Santos. cada uma das malhas duas fileiras de romãs,
Os quarenta côvados restantes constituíam a para ornar cada um dos capitéis que cobriam
parte anterior do Templo. Dentro do edifício o as colunas. Os capitéis que sobremontavam
cedro era esculpido de coloquíntidas e flores as colunas no pórtico, tinham a forma de
abertas; tudo era de cedro; não se via a lírios, com quatro côvados de altura. Os
pedra. capitéis colocados sobre estas duas colunas
Salomão dispôs o santuário no interior do elevavam-se acima da parte mais grossa da
templo, bem ao fundo, para ali colocar a arca coluna, além da rede; em volta dos dois
da aliança do Senhor. O santuário tinha por capitéis, havia duzentas romãs dispostas em
dentro vinte côvados de comprimento, vinte círculo. Hiram levantou as colunas no pórtico
de largura e vinte de altura. Salomão revestiu- do Templo; a coluna direita, que chamou
o de ouro fino, e cobriu o altar de cedro. Jaquin, e a esquerda, que chamou Boaz. Por
Revestiu de ouro fino o interior do edifício e cima das colunas pôs um trabalho em forma
fechou com cadeias de ouro a frente do de lírio. E assim foi acabada a obra das
santuário, que era também revestido de ouro. colunas.
A casa ficou assim inteiramente coberta de
ouro, como também toda a superfície do altar Não sendo nossa intenção elaborar um dicionário
extenso e completo, devido a razões de espaço e
que estava diante do santuário. tempo, e face à periodicidade de publicação do Athanor,
optámos por apresentar apenas as palavras de cada
letra do alfabeto que nos pareceram mais aliciantes.
Ainda assim, a listagem apresenta uma significativa
extensão.

1
Jaquin significa ele (Deus) consolida. Boaz
significa nele está a força. Estas duas colunas são,
pois, coisas santas, tendo um sentido simbólico.

6
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Efemérides de Fevereiro Pelo R∴Ir∴ José Melo Brás

(USA) Bélgica

Fundação da
1798 - 17
Fund∴da G∴L∴ Loja “Les Amis
1853 - 24
de Minnesota. Philanthropes”, por
militares franceses
em Bruxelas.
1892 - 14 Instalação da Or∴
Internacional
Eastern Stars, em Brasil
Oklahoma.

Inic∴ do padre
1847 - 06 Fortunato G. Pereira
(M∴ de Cerim∴
da Sé de São
Paulo).

1902 - 09 Inic∴ de H. Truman Rec∴do G∴O∴B∴


(L∴ Belton 450). 1880 - 02
pela Grande L∴
de Inglaterra.
(Fund∴em 1832)

1907 - 24 O GOB proibe os


Fund∴ da G∴L∴ assuntos políticos
1909 - 10 de Oklahoma. e religiosos nas
LL∴

1994 - 01 Fund∴ do G∴O∴


do Espírito Santo
(Confederação
Exalt∴ de Franklin Maç∴ do Brasil.)
1929 - 28
Roosevelt ao 32º.

Áustria Checoslováquia

Fund∴ da G∴L∴Nac∴ Checoslovaca,


1923 - ? ausp∴ pela G∴L∴ da Jugoslávia.
Fundação da L∴
1783 - 02
Beneficência (Zur Chile
Wohltätigkeit), em
Viena, na qual Fund∴ do Supr∴Cons∴ do Chile,
viria a ser inic∴ reconh∴ pela G∴L∴ de Inglaterra (Carta
Mozart . Patente dada em Junho)
1870 - 08

1872 - 25 A L∴ Aurora Nº 6 de Valparaíso funda a


Escola Púb∴ Blas Cuevas (e actualmente
ainda a administra).

1785 - 11 Inic∴ de Haydn (na


L∴ Zür Wahren
Eintradi, em Viena)

7
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Colômbia França

Fund∴da G∴
1922 - 19 L∴ Nacional
(Bogotá).
Inic∴da Duquesa
1773 - 28
1939 - 24 Fund∴da G∴ de Chartres (L∴
L∴Ocidental de Adopção S.
Jean de la
Candeur, sala
Costa do Marfim de Folie-Titon).

03
Fund∴ da G∴L∴ de Côte D'Ivoire, em P. Mabille (um
1989 - 18 Abidjan. maçom) à frente
da Inquisição,
Costa Rica dissolve a Loja
M∴de Venaissin.

1959 - 21 Fundação do
Sup∴ Cons∴.
1775 - 25 Nascimento do
escritor José
Marie Ragon,
maçom e autor
de obras maç∴

Cuba 1781 - 02 Fund∴ da L∴


“Le Centre des
Amis” (L∴ n.º 1
da Grande L∴
Terceira Conf∴ Nac∴ Francesa.
1955 - 26
Interamericana
da Maç∴Simb∴, 1793 - 22 No Jornal de
em La Havana. Paris, o Duque
de Orleans
Espanha ataca a Maç∴.
O Duque de Wharton (mais tarde conv∴ ao
catolic∴ e acabando por morrer louco num 1833 - 25 O Sup∴Cons∴
1728 - 15 convento), com IIr∴ ingleses, funda em
assina Tratados
Madrid a L∴ “A Matritense Nº 50” (Carta
com os SS∴
Const∴ n.º 50 da G∴L∴ de Inglaterra).
CCons∴ de N.
1825 - 25 50 estudantes de Madrd foram presos por York e Brasil.
fund∴ uma L∴ Maç∴.
1828 - 01 Por violação às leis contra a Maç∴, foram Cisão de 12 L∴
1880 - 12
fuzilados 4 maçons. do S∴Cons∴,
1829 - 26 Por violação às leis contra a Maç∴, foram fundam a G∴
fuzilados 6 maçons. Loja Simbólica
1935 - 15 Aprovação de lei que impõe aos militares a Escocesa.
proibição de frequentar LL∴maç∴.

1881 - 21 Iniciação de Leo


Taxil (L∴ Templo
dos Amigos da
Honra Francesa,
1939 - 09 Franco ilegaliza as Grande Oriente
LL∴maç∴(Lei das de França).
Responsabilidades).

1979 - ? O Governo considera a Maç∴ ilegal e 1941 - 27 O Governo encerra a G∴L∴Nac∴


impede-a de se increver no registro Independente e a Obediência Mista do
nacional de Sociedades. Direito Humano.

8
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Inglaterra Pérsia

James Radcliffe,
1716 - 24
maç∴, Conde de
Denventwater, é 1951 - 23 Reza Pahlevi é
enforcado. investido no 33º.

Aprovada, pela G∴
1723 - 28
L∴, a venda ao
público das Constit∴
de Anderson. Peru

1777 - 13 Inic∴ de Francesco


1830 - ? Fund∴ do Sup∴
Bartolozzi, decorador
das Const∴ de Conselho.
Anderson (L∴ Nine
Muses Nº 235).

A Grande Loja faz Portugal


1802 - 10 Tratados com as
LL∴ de Berlim.

Por ordem da
1743 - 23 Inquisição, são
presos, torturados
A Gr∴ Loja funda e condenados às
1842 - 28
“The Royal Masonic galés os IIr∴ John
Benevolent Coustos (inglês
Institution”. de origem suíça),
Jacques Mouton
(francês) e outros
maç∴.

1764 - ? Nasce Sebastião J. Sampaio de Melo e Castro


Lusignan. Foi membro do Cons∴Conserv∴
do GOL (1808) e Gr∴-M∴ de 1804 a 1809.
1875 - 23 Inic∴ de Oscar
Wilde (L∴ Apollo 1808 - 05 Criaç∴ do Cons∴Conserv∴ de Lisboa, com a
University 325, finalidade de restaurar a independência (da
em Oxford). influência francesa), libertar o catolicismo da
opressão e restituir a legitimidade do trono.

1826 - 02 Morre Sebastião J. Sampaio de Melo e


Itália Castro Lusignan (atrás referido).

Fund∴ da G∴L∴
Nac∴ (Nápoles).
1764 - 27 Nas∴ Gago Coutinho,
O Grande Cons∴ 1869 - 17
maçom, almirante
Fascista, de B. da marinha e
1923 - 12 Mussolini, considera aviador.
a Maçonaria anti-
fascista e decide
combater a Ordem 1959 - 18 Falecimento de
Maç∴. Gago Coutinho

9
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Prússia

1778 - 07 Frederico O
Grande, escreve
aos capuchinhos MITOS GREGOS(2))
em defesa da
Pelo R∴Ir∴João Silas
Maçonaria.

PANDORA
Puerto Rico

1961 - 25 5a Conf∴Maç∴Interamericana, em San


Juan de Puerto Rico.
1965 - 07 Os IIr∴ da L∴ Discípulos de Hiram Nº 104,
assistem, paramentados, à missa do padre
António Hernandes, na Igreja Santa
Bernardette.
Vaticano

1875 - 09 Pio IX comunica


a Dom Pedro II
(Brasil) que a
condenação à
Maç∴ europeia é
também afecta os Zeus estava zangado com os homens já que
mac∴ da América..
por causa deles fora humilhado duas vezes
por Prometeu. Primeiro com a repartição do
boi; depois com o roubo do fogo do céu, que
tornara os homens semelhantes aos deuses.
Zeus que decidira a punição de Prometeu,
Leão XIII emite a
1882 - 15 Bula Etai Nos planeou também um castigo para os mortais:
contra a Maç∴. algo de irrecusável e tão tentador que os
próprios homens o desejassem.
Ordenou a Hefesto, o deus do fogo e das
forjas, que fabricasse uma estátua em ferro
(segundo algumas versões que amassasse
uma liga de terra e água) e modelasse um
corpo de uma bela jovem semelhante às
Pio X atinge
1906 - 11 deusas imortais. A estátua era tão bela que
indirectamente a
Maçonaria com a Zeus decidiu dar-lhe vida. Determinou então
encíclica
Vehementer Nos.
que cada um dos outros deuses a enfeitasse
com um atributo: que Atena lhe ensinasse as
artes, que Afrodite lhe estampasse a beleza
1981 - 17 O Vaticano reafirma a carta de 1974, no rosto e lhe incendiasse o corpo e os
permitindo aos católicos pertencer a
sentidos, enfim que a revestissem de beleza,
LL∴MMaç∴ que não sejam opositoras da
Igreja.
2
( ) Adaptação do livro Mitos Gregos, de Zacarias
Nascimento.

10
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

graça, inteligência, destreza e persuasão.


Ordenou ainda que Hermes lhe desse a
linguagem e lhe enchesse o coração de
artimanhas, despudor, fingimento e cinismo,
enquanto Hera lhe instilaria o dom da Parasitas Mentais
curiosidade, que não lhe concederá nem um Graciela E. Prepelitchi
instante de repouso.
As ideias – propôs Richard Dawkins –, são
Deu-lhe então o nome de Pandora, já que
as unidades básicas de transmissão da
todos os deuses do Olimpo haviam oferecido
cultura, unidades básicas às quais propõe
a sua colaboração na dessa obra.,
denominar "meme", cujos comportamentos
Sabendo que Epimeteu era ingénuo (a
são paralelos aos genes que suportam a
antítese de seu irmão Prometeu), logo que
persistência da vida no mundo da matéria.
concluída a obra, Zeus mandou que Hermes,
Um "meme" é a substância básica com que
o rápido mensageiro, lha entregasse de
se elaboram os sistemas de crenças. Os
presente para flagelo dos homens que se
sistemas de crenças podem ser, em função
atreviam a enfrentar os deuses. Epimeteu
da perspectiva que se analise, religiosos,
esquecera o que o irmão lhe havia dito: “Que
culturais, científicos, políticos, e também
jamais aceitasse dádivas de Zeus, não fosse
“rumorológicos”. O "meme", como substância
daí advir algum mal para os mortais”.
básica que suporta os sistemas perceptivos
Epimeteu, inebriado com tanta beleza,
pelos quais se guiam os seres vivos,
aceitou a dádiva e fez de Pandora sua
encarrega-se de fazer persisitir conceitos tão
esposa. Porém, quando se apercebeu do mal
abstractos como "deus", tão operativos como
já era tarde.
“liberalismo”, tão obtusos como “ciência
A raça humana vivia tranquila e sem
matemática”.
enfermidades, mas Pandora trouxe do Olimpo
Surpreendemo-nos quando, navegando pelo
um presente para as suas núpcias com
mundo das ideias humanas, nos dê às vezes
Epimeteu: uma caixa misteriosa ornada de
a sensação de encontrar extremas semelhanças
pedras preciosas e de decorações em ouro,
entre o ênfase dos que defendem uma ideia
que os deuses lhe recomendaram de não
científica (o marxismo ou a lógica matemática
abrir. Porém, a curiosidade feminina não
bivalente, por exemplo), e os que defendem
resistiu. Mal chegou à terra, levantou a tampa
uma Ideia religiosa. Não é de estranhar, logo
e de imediato começaram a espalhar-se
que entendamos que todas são "memes"
enfermidades e desgraças de todo o género.
mais ou menos elaborados, mas capazes de
Pandora, assustada, apressou-se a recolocar
sobreviver e reproduzir-se.
a tampa, mas no seu interior apenas restou a
A ideia de Dawkins chega-nos apoiando-se
esperança, consolação frágil para os mortais.
numa translacção quase paralela, do
Do casamento de Epimeteu e Pandora
comportamento biológico da genética
nasceu Pirra, futura mulher de Decalião, filho
reprodutora dos seres vivos, à "memética"
de Prometeu e Climene.
reprodutora das ideias que guiam esses
Deucalião e Pirra (primos), casaram
seres vivos. A ideia de Richard Dawkins,
constituindo a síntese dos contrários: a
certamente “conspiratória”, propõe que há
aliança do filho da previdência com a filha da
seres com entidade própria, os "memes",
imprevidência. As núpcias da inteligência com
cujo objectivo é perdurar, utilizando os
a emoção.
corpos dos seres onde se manifestam, como
Eis do que é constituída a raça humana.
matéria para se imortalizarem, como
"hardware" que nasce, cresce, reproduz-se e
morre, dando passo a novas réplicas.

11
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Os seres humanos, por exemplo, são a as células do olho que se move através
matéria dentro da qual vivem e se destas linhas, que você está agora a ler e
reproduzem os "memes" que conseguiram que lhe pertencem, e a cujas células e olho
desenvolver as diversas ideias que não resta outro remédio senão obedecer-lhe
escravizam o homem e que se organizam, a si.
como a matéria viva, se dividem em espécies
e sub-espécies, e buscam, à posteriori, a sua
própria sobrevivência.
Esta teses de Dawkins, que avançam em
franco desenvolvimento, possibilitarão um
desenvolvimento paralelo ao de Mendel,
quando descobriu as leis do comportamento
genético e permitiu o prévio conhecimento
sobre os novos seres, até à actualidade,
quando já estamos a classificar o "genoma",
ou a utilizar a pista do ADN para perseguir ou
localizar a quem se deseje, ou construindo
novos seres pela manipulação genética da Num futuro próximo, se as coisas
matéria viva. No mundo dos "memes", pois, continuarem pelo rumo que levam, você
seria possível, e seria provavelmente uma não será mais do que uma simples célula
consequência da vontade desses próprios às ordens do seu "meme".
"memes", localizar, abortar ou reproduzir
ideias e sistemas de ideias de todo o tipo:
religiosos, culturais, científicos, etc.
Seria possível empreender uma classificação
Lei Natural
de unidades “memeticas” básicas e com elas
Brahma Kumaris
construir, por razões inimagináveis, sistemas
de ideias que produziriam mundos de todo o Se dou felicidade, recebo felicidade.
tipo. Se dou tristeza, recebo tristeza.
Alguns já estão avançando com projectos Não é possível esconder-mo-nos ou escapar
baseados nas vantagens de controlar os das conseqüências das ações.
"memes", o que se pode traduzir, entre As leis físicas naturais que governam este
outras coisas, por controlar a mente. Um universo, expõem o acto mais secreto,
escritor de ciencia-ficção, já falecido, Ronald punem cada crime, recompensam cada
Hubbard, fundador da Cientología, utilizou virtude, corrigem cada erro.
muito habilmente a capacidade de Tudo isto acontece de uma forma totalmente
manipulação que há nos "memes". Também incógnita, mas com absoluta segurança e
Carlos Castaneda e o seu grupo, e um precisão.
semfim de comunidades de controlo mental, É a Lei Natural.
ocupam-se de sacar sumo pragmático à
substância “memética” até limites insuspeitos.
E a estes grupos, alegre e inocentemente,
limitamo-nos a catalogar como "seitas".
É claro que os humanos continuarão
nascendo, crescendo, vivendo e morrendo,
mas já se terão convertido em células
obedientes sem vontade própria, como o são

12
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

O Vencedor A Liberdade
Anónimo Ramiro Duarte
As nossas atitudes, e tudo o que pensamos,
dizemos e fazemos, repercutirão sempre na
nossa condição emotiva, com quem interagimos.
Quando um vencedor comete um erro, diz:
"Eu enganei-me", mas aprendi com o erro.
Quando um perdedor comete um erro, diz: "A
culpa não foi minha".
Um vencedor trabalha dura e inteligentemente,
e mesmo assim ainda lhe sobra tempo.
A liberdade é ser quem sou
Um perdedor está sempre muito ocupado
E não o que os outros esperam que eu seja.
para fazer o que é necessário. Inclui a minha liberdade de dizer
Um vencedor enfrenta, raciocina e supera o Onde quero estar em cada momento.
problema. Liberdade é pensar o que penso
Um perdedor dá-lhe voltas e nunca consegue E não necessariamente o que devería sentir,
ultrapassá-lo. Ou o que outros sentiram,
Ou o que esperam que eu sinta.
Um vencedor compromete-se e actua em Liberdade é correr os riscos
conformidade. Que eu decida correr,
Um perdedor faz promessas mas não actua e Sempre e quando esteja disposto
arranja desculpas para não fazer. A assumir por mim próprio os custos de tais
Um vencedor diz, ante uma tarefa concluída: riscos.
"Está feita, mas poderia estar muitissimo Liberdade é saír pelo mundo à procura
Do que creio que necessito,
melhor".
Em vez de viver à espera
Um perdedor diz: "Eu não sou tão mau como
Que outro me dê autorização para isso.
muitas outras pessoas ".
Um vencedor escuta, interpreta, espera pela
sua vez e responde em conformidade. O Troll
Um perdedor agarra a primeira oportunidade De: Wilkipédia, a Enciclopédia Livre
para falar e reage contra o que os outros Qualquer semelhança NÃO é mera coincidência…
dizem. Um troll (ou trasgo, em português), na gíria
Um vencedor respeita e ouve todas as informática, designa uma pessoa cujo
pessoas, e aprende com elas. comportamento tende sistematicamente a
Um perdedor ressente-se com os que sabem enfurecer ou provocar as pessoas numa
mais do que ele e procura evidenciar as suas discussão. O termo surgiu na Usenet, derivado
da expressão trolling for newbies (lançando a
falhas.
isca para novatos), identificado e atribuído
Um vencedor sente uma responsabilidade ao(s) causador(es) das sistemáticas flamewars.
que vai além das suas simples funções. Filosoficamente, o comportamento do troll pode
Um perdedor não colabora e diz constantemente: ser encarado como um teste de ruptura da
Eu estou a cumprir com o meu trabalho. etiqueta, uma regra básica das sociedades
civilizadas. Perante as provocações insistentes,
Anónimo

13
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

as vítimas podem (ou não) perder a conduta variedade de técnicas, a desrespeitar as


civilizada e envolver-se em agressões pessoais. regras de etiqueta pré-estabelecidas. Neste
Os trolls são caracterizados frequentemente meio pode ser banido ou expulso do canal
como pessoas inaptas ou ignorantes, embora (sala), ou mesmo do servidor, em casos mais
não seja possível determinar as capacidades de graves.
uma pessoa pelo seu comportamento online. Orkut – Através da criação de perfil falso, o
troll semeia o caos e a discórdia nas
comunidades, quebrando toda e qualquer
Imagem que representa o etiqueta. Só resta então à moderação expulsá-lo.
jargão: "não alimente os Wilkipádia
trolls"

Trolls em diferentes tipos de media


A par da evolução das técnicas de trolling,
também as contra-medidas evoluiram.
Usenet – uma forma típica é o spam ou
crossposting. Aqui o troll desrespeita regras
de etiqueta importantes do grupo de discussão,
sejam elas quais forem. De fato, existem
grupos onde tiveram que ser tomadas
medidas drásticas para limitar estes abusos;
Lista de discussão (a.k.a. mailing list) – facilmente Anónimo
controlável, uma vez que são administradas
e o troll pode ser banido (bloqueado); A águia é a ave com maior longevidade
Fóruns – locais de discussão, por vezes dessas espécies. Chega a viver 70 anos,
intensa (sem necessariamente envolver trolls), mas para chegar a essa idade, aos 40, deve
é possível nalguns sistemas moderar o troll tomar uma séria e difícil decisão.
através de pontos, de maneira a que ele Aos 40 anos, as suas unhas estão apertadas
possa ser facilmente reconhecido pela sua e flexíveis e não consegue segurar as suas
pontuação. Um participante com pontuação presas, das quais se alimenta. O seu bico
muito baixa nunca deve ser levado a sério largo e puntiagudo, curva-se, apontando para
(se possível deve mesmo ser ignorado); o seu peito. As asas estão envelhecidas e
Wikis – espaços de edição colaborativa, onde pesadas e as suas penas grossas. Voar
por vezes surgem conflitos difíceis de detectar: torna-se já muito difícil. Então, a águia tem
se um dos intervenientes é um troll ou se tem somente duas alternativas: morrer ou enfrentar
apenas uma opinião divergente. Nestes sistemas, um doloroso processo de renovação que
o troll tende a tentar desacreditar a cadeia de durará 150 dias.
poder (administradores, por exemplo), e Esse processo consiste em voar até ao alto
posteriormente fazer-se de vítima, quando de uma montanha e ficar ali, num ninho perto
desmascarado; de uma parede, de onde não tenha
Weblogs – nestes locais de livre expressão necessidade de voar. Depois de encontrar
de opinião, o troll costuma deixar mensagens esse lugar, a águia começa a bater com o
provocadoras, ou difamatórias. A facilidade seu bico contra a parede até conseguir
da interligação entre diferentes weblogs arrancá-lo.
contribui para o crescimento do troll. Depois deve esperar pelo nascimento de um
IRC – outro meio de comunicação antigo, novo bico, com o qual arrancará, uma a uma,
onde o troll se diverte através de uma grande as suas unhas.

14
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Quando as novas unhas começam a nascer,


começará a arrancar as suas velhas penas.
Depois de cinco meses, sai para o seu vôo
de novo e vai viver 30 anos mais.
Situações parecidas acontecem-nos ao longo Nova Tecnologia de Informação
da vida. Há momentos em que parece que já
Thiago Moskito
demos no nosso trabalho (emprego, família,
comunidade, grupo) tudo o que tinhamos. É
como se já tivéssemos esgotado a nossa Na virada do milénio, anuncia-se um
criatividade e que já não tivéssemos muito a revolucionário conceito de tecnologia de
acrescentar. informação chamado “Local de Informações
A nossa vida fica cinzenta e envelhecida. Variadas, Reutilizáveis e Ordenadas” –
Estamos num ponto de ruptura! Ou nos L.I.V.R.O.
transformamos como as águias ou estaremos § Representa um avanço fantástico na
condenados a morrer. A transformação tecnologia.
exige, primeiro, que façamos uma pausa no § Não tem fios, circuitos elétricos, pilhas.
caminho; temos que nos resguardar por § Não necessita ser conectado a nada, nem
algum tempo: voar até ao alto e começar um ligado.
processo de renovação. § É tão fácil de usar que até uma criança
Só assim poderemos libertar-nos dessas pode operá-lo.
velhas unhas e penas para continuar um vôo § Basta abri-lo! Cada L.I.V.R.O. é formado
de renascimento e de vitória. E quais são por uma seqüência de páginas numeradas,
essas penas e unhas das quais temos que feitas de papel reciclável, capazes de
libertar-nos? Cada um pode identificá-las conter milhares de informações.
facilmente nas suas vidas: são aquelas As páginas são unidas por um sistema
atitudes, vícios e costumes que nos impedem chamado lombada, que as mantém
de mudar, que nos amarram ao passado, à automaticamente na sua sequência correcta.
mediocridade, à falta de ânimo para Através do uso intensivo do recurso TPA –
continuar a luta. Tecnologia do Papel Opaco – permite que os
Noutros casos pode tratar-se de ressentimentos, fabricantes usem as duas faces da folha de
complexos, baixa ou alta auto-estima, que papel. Isso possibilita duplicar a quantidade
nos turvam a vista e a capacidade de sermos de dados inseridos e reduzir os seus custos
objectivos com nós próprios. Devemos pela metade!
libertar-nos de costumes, tradições, e Especialistas dividem-se quanto aos projectos
lembranças que nos causam dor. Somente de expansão da inserção de dados em cada
livres do peso do passado poderemos unidade. É que, para se fazer L.I.V.R.O.s
aproveitar o resultado valioso que uma com mais informações, basta usar-se mais
renovação sempre acarreta. páginas. Isso, porém, torna-os mais grossos
É incrível descubrir na Bíblia, que já o autor e mais difíceis de serem transportados,
dos Salmos (1000 a 800 anos antes de atraindo críticas dos adeptos da portabilidade
Cristo) conhecia o segredo das águias: do sistema.
"Ele perdoa todas as tuas culpas e sana Cada página do L.I.V.R.O. deve ser scaneada
todas as tuas enfermidades. Ele resgata a por meio óptico, e as informações transferidas
tua vida da tumba e te cobre de amor e de diretamente para a CPU do usuário, no seu
ternura, sacia de bens a tua existência e te cérebro.
rejuvenesce como uma ÁGUIA". Lembramos que quanto maior e mais
Salmo 103, 3-5 complexa a informação a ser transmitida,

15
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

maior deverá ser a capacidade de


processamento do usuário.
Outra vantagem do sistema é que, quando
em uso, um simples movimento de dedo
permite o acesso instantâneo à próxima Palavras de Ísis (4)
página. (‘ST: O Caminho da Vida)
O L.I.V.R.O. pode ser rapidamente retomado Tradução do Frater Lugh
a qualquer momento, bastando abri-lo.
Ele nunca apresenta: "ERRO GERAL DE
PROTECÇÃO", nem precisa ser reiniciado,
embora se torne inutilizável, por exemplo,
caso caia ao mar. O comando "browse"
permite aceder a qualquer página
instantaneamente e avançar ou retroceder
com muita facilidade. A maioria dos modelos
à venda já vem com a versão "índice"
instalada, o qual indica a localização exacta
de grupos de dados selecionados.
Um acessório opcional, o marca páginas,
permite que você aceda ao L.I.V.R.O.
exatamente no local em que o deixou na
última utilização, mesmo que ele esteja
fechado.
A compatibilidade dos marcadores de página
é total, permitindo que funcionem em
qualquer modelo ou marca de L.I.V.R.O.,
sem necessidade de configuração. VIII
Além disso, qualquer L.I.V.R.O. suporta o Os símbolos II e V prometiam que se
uso simultâneo de vários marcadores de revelaria o que está detrás do véu. O símbolo
página, caso o seu usuário deseje manter VIII, Verdade e Justiça, revela agora a
selecionados vários trechos ao mesmo essência do que está por detrás da cortina,
tempo. principalmente a Verdade.
A capacidade máxima para uso de marcadores Não tens que aprender os diversos e
coincide com o número de páginas. complicados sistemas dos filósofos, nem tens
Pode-se ainda personalizar o conteúdo do que te aproximar dos ensinamentos de
L.I.V.R.O. através de anotações nas suas templo algum. Quando tenhas feito uma
margens. Para isso, deve-se utilizar um avaliação cuidadosa, poderás reconhecer o
periférico de Linguagem Apagável Portátil de que é real e certo. Estás no Caminho de ‘St,
Intercomunicação Simplificada – L.A.P.I.S. que passa pelos símbolos II, V, VIII, XI, XIV,
Portátil, durável e barato, o L.I.V.R.O. vem XVII e XX do Livro de Thoth.
sendo apontado como o instrumento de A instrução verbal e escrita pode conduzir-te
entretenimento e cultura do futuro. ao reconhecimento da verdade e mostrar-te
Milhares de programadores deste sistema já as Leis da Sementeira e da Colheita, o som e
disponibilizaram vários títulos e upgrades a ressonância, a acção e a reacção. Permite
utilizando a plataforma L.I.V.R.O. que o símbolo VIII te invada completamente.
Ma’at, filha de Wsr e de ‘St, sentada num
trono, com os olhos vendados, segura nas

16
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

suas mãos uma espada e uma balança. Ao Período de Influência dos


estar sentada revela paz e equilíbrio.
Os olhos vendados mostram que o juízo se
Deuses Egípcios
realiza imparcialmente, sem ver quem é a Pelo R∴Ir∴ Gervásio Sequeira
pessoa a que se refere. Não pode ser
influenciada pela beleza nem corrompida
pela riqueza. Ocupa-se apenas da avaliação
e do castigo. Interrogar-se-á, sem dúvida:
“Como saberei se a minha percepção e
experiência estão realmente certas?". O
símbolo seguinte, do Caminho de ‘St, dá-lhe
a resposta: Valor e Poder mágico.
Eles são a prova para saberes se realmente
encontraste a Verdade, pois só a Verdade e
o Conhecimento produzem Valor. Em
primeiro lugar, terás valor para abordar a
morte, não só o valor dos homens valentes,
que mordem os lábios e olham no rosto da
DEUSA TAURET
morte com uma vontade forte, mas o valor do
homem sábio, que sabe que a morte é um É a deusa da felicidade, protectora das
acontecimento que se repete com frequência, mulheres grávidas. A sua influência exerce-
uma transição, e não um final. se particularmente entre 16 de Fevereiro e 15
Não apenas terás valor perante a morte, mas de Março.
perante o sofrimento, quando for necessário Tauret é a deusa que acompanha a
defender a tua posição e opinião. Serás encarnação do “sopro de vida” desde o
capaz de tolerar o sofrimento com honra, nascimento até ao renascimento no reino dos
porque estarás consciente da sua mortos, o Duat. As pessoas que nascem
transitoriedade, e não te inspirará medo. A durante o período da sua influência terrena
Verdade proteger-te-á do medo, porque não são dotadas de uma grande sensibilidade e
tens nada para temer: tudo, sofrimento e intuição, sendo muito frequente dedicarem-se
alegria, te aproxima mais do teu objectivo: a ao misticismo, ao esoterismo, à astrologia e à
perfeição. magia.
Esta é a primeira característica da Verdade. Tauret dotou estas pessoas de uma enorme
A outra, é que descobrirás e desenvolverás bondade e grande capacidade de
capacidades dentro de ti, que não sabias que entendimento; o seu olhar é doce, mas
existiam Assim como as estrelas seguem profundo.
tranquilamente as suas órbitas no espaço, tu Como aspecto negativo, salienta-se a
crescerás até ao teu objectivo, em harmonia tendência para se dedicarem ao extremo a
com o ritmo do Cosmos. O teu equilíbrio e causas relacionadas com o bem-estar do
paz serão grandes, pois descobrirás a justiça próximo, levando-as a um exagerado
da Grande Lei, em tudo e em todos. Serás desperdício de energia, em prejuízo da sua
capaz de seguir o Caminho invisível de um própria evolução.
ser humano a outro, de uma vida a outra. O
“Saber”; é sempre bom;
teu equilíbrio será imperturbável e o teu gozo “acreditar”, só às vezes!
será estável e permanente.
Agora vai e dá graças aos deuses.

Textos Tradicionais

17
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Segundo D.K., quem tirar a vida, especialmente


a vida consciente (representada pela cabeça
de João Baptista), sofrerá amargamente
A Pedra Angular da Creação Divina (continua)
e a Assunção da Matéria Virgem (8)

A Segunda Iniciação Cósmica


Pelo R∴Ir∴ “Fr∴ Incógnitus” Iniciámos, no Boletim anterior, a revelação destes
magníficos textos, os quais têm sido considerados
O pensador tibetano D.K. afirma que o um tesouro, em termos de simbolismo iniciático. A
iniciado nos mistérios não julga como os sua autoria é atribuída ao Conde de Saint-Germain.
juízes deste mundo.
O Filho, o Cristo planetário, é quem confere a “A SANTÍSSIMA TRINOSOFIA3”
Segunda Iniciação Cósmica (simbolicamente SECÇÃO II
representada no BAPTISMO). Ele é representado
por JOÃO, O BAPTISTA. A quem recebe
esta iniciação pode dizer-se que entrou na
"corrente". Mas esta iniciação não é
considerada “maior” pela Loja Luminosa, pois
ainda não foi consolidada a dualidade
(feminino-masculino, sem a interferência do
príncipe caído deste mundo). Com a ajuda do
ANJO SOLAR, o residente inferior ou Lunar
transforma-se. Mas isto só ocorre quando a
personalidade se dirige para Ele e não fica
sob os reflexos e ilusões das teias de MAYA.
Uma coisa é crear sobre "a corrente" ou "as
águas emocionais", e outra coisa é estar
preso dentro da corrente. Era noite, a lua coberta pelas nuvens
Não é raro encontrar um mito, reflexão ou sombrias não lançava mais que um clarão
ilusão, nalgumas pessoas que fizeram crer, incerto, sobre os blocos de lava que
tendenciosamente, que João, o "discípulo envolviam a Solfatara4. Com a cabeça
amado" de Jesus, é o ídolo ideal para um coberta com um véu de linho, tendo nas
sector que se considera a si mesmo "divino". minhas mãos o ramo de ouro, avancei sem
Diz D.K. que se alguma esfera está bem medo para o lugar onde recebi ordem para
perto do "mal cósmico" é Shamballa. Por ser passar a noite. Errando sobre uma areia
a esfera espiritual libertada e sacrificada, quente, senti-a, a cada instante, ceder sob os
controla os Devas do éter ou da forma, para meus passos. As nuvens acumulavam-se
oferecer corpos naturalizados pela bondade sobre minha cabeça. O relâmpago rasgava o
da Mãe Divina. Ela transforma o negativo dos vazio e dava uma cor de sangue às chamas
restos entrópticos em vida, nas diferentes do vulcão...
escalas vibratórias, ou dos reinos inferiores Enfim chego, encontro um altar de ferro e aí
da natureza. Esses Devas prisioneiros da deposito o ramo misterioso... pronuncio as
forma vão-se transformando, através da palavras temíveis... No mesmo instante, a
creação, em eõns remotos.
A Mãe divina oferece a oportunidade, e o 3
As imagens aqui apresentadas não fazem parte
Baptista (seu Filho) ministra-lhes a água do texto.
4
purificadora. Cratera de vulcão que expele gás sulfídrico ou
vapores de enxôfre.

18
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

terra treme sob os meus pés, o trovão Depois de andar muito tempo, acreditei ver
eclode... os bramidos do Vesúvio respondem um clarão errante à minha frente. Tapei a
aos seus golpes redobrados. Os seus fogos lâmpada e fixei os olhos no objeto que me
juntam-se aos fogos do raio... Os coros dos parecia ver. Mas nada: ele dissipou-se,
génios elevam-se nos ares e fazem repetir esvaindo-se como uma sombra.
em ecos os louvores do Criador... O ramo Sem queixumes pelo passado e sem medo do
consagrado, que eu coloquei sobre o altar futuro, continuei avançando. O caminho
triangular, inflama-se imediatamente. Logo, tornava-se cada vez mais penoso... sempre
sou envolvido por uma espessa fumaça. confinado nas galerias de pedra negra... Eu
Cesso de ver. Mergulhado em trevas, nem ousava prever o término de minha viagem
acredito descer a um abismo. Ignoro quanto subterrânea. Finalmente, depois de uma
tempo estive nessa situação. Ao abrir os enorme caminhada, cheguei a um recinto
olhos, procurei em vão pelos objetos que há quadrado. Em cada uma das paredes existia
pouco tempo estiveram ao meu redor. O uma porta, todas de cores diferentes e cada
altar, o Vesúvio, o campo de Nápoles, uma situada num dos quatro pontos cardeais.
ficaram fora do meu campo de visão. Eu Eu entrara pela porta negra: a do Setentrião. A
estava agora num vasto subterrâneo, só, que estava à minha frente era vermelha, a
isolado do mundo... Perto de mim porta do Oriente era azul, e a que lhe estava
encontrava-se uma vestimenta longa, branca. oposta era de uma brancura ofuscante. No
O seu tecido fino pareceu-me composto por centro desta sala havia uma pedra quadrada,
fios de linho. Sobre uma pedra de granito no centro da qual brilhava uma estrela de
estava uma lâmpada de cobre. Por baixo cristal. Via-se uma pintura sobre a face
existia uma mesa negra, onde estavam setentrional; representava uma mulher nua até
gravados caracteres gregos, indicando a rota a cintura. Uma saia preta caía-lhe sobre os
que eu devia seguir. joelhos e duas fitas de prata ornavam a sua
Vesti a indumentária que me estava vestimenta. Na sua mão havia uma varinha,
destinada, peguei na lâmpada, e segui por que ela pousava sobre a fronte de um homem
uma passagem estreita, cujas paredes eram que estava colocado à sua frente. Entre eles
revestidas com mármore negro... Tinha três existia uma mesa apoiada num único pé; sobre
milhas de extensão. Os meus passos a mesa estavam uma taça e uma ponta de
ecoavam de maneira espantosa sob as lança. Uma chama tênue elevava-se da terra e
abóbadas silenciosas. Por fim, encontrei uma parecia dirigir-se ao homem. O significado
porta que conduzia a degraus. Desci. desta pintura estava registado numa inscrição;
noutra inscrição encontravam-se as instruções
para sair da sala.
Desejei retirar-me, depois de ver o quadro e a
estrela. Tentei entrar pela porta vermelha,
quando esta, girando sobre os seus gonzos,
com um barulho espantoso, se fechou diante
de mim. Tentei o mesmo com a porta que tinha
a cor do céu. Ela não se fechou, mas um ruído
repentino obrigou-me a voltar a cabeça: vi a
estrela agitar-se, revolver-se, deslocar-se, e
lançar-se rapidamente pela abertura da porta
branca. Segui-a de imediato.

(A Secção III será divulgada no próximo Boletim)

19
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

Os seus mudras:

Os Chakras e as Suas Energias (6)


Pelo R∴Ir∴Anonimous Secretus

Representação (Yantra):

Mantra: Ham.
("hhhaaaaammmm", com o "h" muito suave,
e com a tonalidade da nota musical Sol).
Nota musical: Sol.
Cor: Azul.
Elemento: Éter.
Descrição: Representa-se como um Lótus Gemas: Agua-marinha, Citrino, Lápis-lázuli
dourado, com dezasseis pétalas, contendo e turquesa.
um triângulo invertido com um círculo Sentidos: Gosto, Audição e Olfato.
branco no seu centro. Órgãos associados: Amígdalas, Cordas
É o chakra da percepção e assimilação, vocais, Esófago, Brônquios, Garganta,
através da conveniente captação das Larínge, Paratiróide e Tiróide.
vibrações, principalmente a do som. Além Efeitos do seu despertar: Com este chakra
disso, capacita ao rejuvenescimento e desperto não há enfermidades no corpo,
confere a longevidade, até ao ponto de mas sim a plenitude dlas funções físicas e
possibilitar a imortalidade física e a percepçõpes mentais.
intertemporalidade (num estado de vida Efeitos da sua obstrução: Agressividade,
além do tempo e do espaço convencionais, alergias, amigdalite, apoplexia, artrite, asma,
fazendo um só o passado, o presente e o bulimia, cancro, dentição deformada,
futuro). desconfiança, halitose, laringite, lumbalgia,
A sua localização corresponde à região da osteoporose, temor geral e pele enferma.
garganta.
Muitas enfermidades estão relacionadas com
dois, três ou mais chakras, o que facilmente se
percebe, uma vez que estamos referindo-nos à
energia, que é somente uma, manifestando-se de
diferentes formas.
Do mesmo modo, o despertar de alguns chakras
faz-se por processos comuns ao despertar de
outras, com mudras semelhantes ou mesmo
iguais. Também as afinidades às gemas, aromas,
etc., são comuns a mais do que um chakra.

20
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

pessoas que bebiam mas não ficavam


agressivas.
Nos primeiros existia menor nível de
colesterol do que os segundos, e nestes,
A Enfermidade e o Crime: menor nível ainda do que nos sujeitos não
Componentes Biológicos da Agressão (3) delinquentes. Concluiu-se com isto que a
maior violência aparece associada à
Pelo R∴Ir∴João Guimarães
menor quantidade de colesterol.
No que diz respeito ao nível neuro-
endócrino, a hormona mais relacionado
com a agressividade é a testosterona. A
pesquisa verifica os níveis dessa hormona
tomando por base três comparações:
a) entre criminosos;
b) entre criminosos e não criminosos (grupo
de controlo);
c) entre não criminosos, considerados em
situações de relacionamento que envolvem
Factores bioquímicos agressividade e em situações sem
agressividade.
Os estudos neste grupo causal procuram
Nas investigações entre pessoas não
relacionar a presença (em excesso ou
criminosas, os resultados são muito variáveis
carência) de algumas substâncias no
e até contraditórios, concluindo-se por vezes
comportamento violento, como por exemplo,
que não há correlações entre testosterona e
o colesterol, a glicose, hormonas e alguns
neuro-transmissores, entre outras. potencial para agressividade (Rubin, 1987).
Entre criminosos e não criminosos (Olweus,
Em 1987, Virkkunen procurou demonstrar
1987; Rubin, 1987; Schalling, 1987) os resultados
a diminuição nos níveis de colesterol em
são mais consistentes, mas nem sempre
pessoas com comportamento criminoso,
são significativos. Alguns desses resultados
da mesma forma como também lhes
associava os baixos níveis de glicose. mostram criminosos apresentando maior nível
de testosterona do que os não criminosos.
Como o álcool é frequentemente relacionado
Sobre as influências neuroquímicas no
com o comportamento violento, foi também
comportamento agressivo, algumas das
estudada a sua associação com glicose e
substâncias mais estudadas (Rubin, 1987;
colesterol. Fisiologicamente está demonstrado
Magnusson, 1988; Bader, 1994) são a serotonina
que o álcool diminui o açúcar na corrente
(que existiria em menor quantidade), o ácido
sanguínea, por inibição da produção de
glucose hepática. Logo, pode ser apontado fenilacético e a norepinefrina (que existiriam
em maior quantidade nos criminosos).
como um factor predisponente ao crime.
Estes estudos procuram estabelecer uma
Quanto ao colesterol a situação é mais
correlação entre alterações bioquímicas
curiosa ainda. Virkkunen mostrou que a
capazes de desencadear comportamentos
relação entre o colesterol e o álcool pode
ter até uma finalidade discriminante. Ele criminosos, bem como as associações
entre tais alterações, ingestão de álcool e
conseguiu isolar dois grupos de pessoas
criminalidade.
alcoólicas, onde um grupo estava
(continua)
representado por pessoas que ficavam
agressivas quando bebiam, e o outro por

21
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

“Panaceias” da Moda em pó, antes do pequeno-almoço. Numa


semana, dos 200 pacientes submetidos ao
tratamento, 75 deixaram completamente de
Será verdade que ter dores. Um mês mais tarde quase todos os
a mistura de Mel pacientes estavam livres de dores, até
e Canela tem um mesmo os que já quase não andavam.
poderoso efeito Outros entusiastas afirmam que a mistura de
curativo? duas colheres de mel, 1 colherinha de canela
em pó e um pouco de polén, dissolvidos
numa chávena de água quente, tomada de
Alarcão Gouveia
manhã e à noite, pode curar até mesmo a
Como curiosidade, pareceu-nos relevante artrite crónica.
passar esta informação, que desde há algum Doentes com infecções renais, terão obtido
tempo se vai apanhando por aqui e por ali, e melhoras depois de tomar duas colherinhas
cujo assunto já foi referido favoravelmente na de canela em pó e uma colher de mel,
Comunicação Social. dissolvidos num copo de água morna, de
O mel de abelhas existe em praticamente manhã e à tarde, regularmente. Crêem os
todos os países do mundo e é talvez o único adeptos do método que a mistura destrói as
alimento que não se degrada. Apesar de ser bactérias que produzem a infecção.
doce, tem-se concluído que, tomado sem Uma outra experiência, em pessoas com
excessos, não prejudica os diabéticos. colesterol elevado, terá permitido eliminá-lo
A revista "Weekly World New", do Canadá, completamente com o uso continuado da
na sua edição de 17 de Janeiro de 1995, bebida constituída por duas colheres de mel,
publicou um interessante artigo onde surge três colherinhas de canela, 16 onças de água
uma lista de enfermidades que, na opinião e um pouco de pólen, tomada 3 vezes ao dia.
daqueles pesquisadores, podem ser curadas Em apenas duas horas, após cada toma, o
com a mistura de mel e canela (podendo colesterol teria diminuido 10%.
opcionalmente juntar-se uma pequena E como não param os prodígios desta
quantidade de pólen, segundo dizem). milagrosa receita, também afirmam alguns
Em Casas de Repouso dos Estados Unidos e que se pode curar a sinusite, a tosse crónica
do Canadá terá sido apreciado o efeito e os resfriados, ingerindo com continuidade
destes ingredientes em enfermos idosos, a uma colher de mel, amornado, com 1/4 de
quem eram servidas, ao pequeno-almoço, colher de canela em pó.
fatias de pão barradas com uma pasta feita Ex-obesos, afirmam que viram o seu peso
com mel e canela. Segundo se observou, os reduzido depois de beber, diariamente, ½
níveis de colesterol dessas pessoas normalizaram hora antes de deitar e ½ hora antes do
e reduziu-se consideravelmente a ocorrência pequeno-almoço, uma chávena de água com
de acidentes vasculares. Terá sido demonstrado mel e canela, fervidos.
que o uso desta combinação limpou e Ao que parece, também o “chá”, feito com 4
revitalizou as artérias e as veias dos idosos colheres de mel, 1 colherinha de canela e 3
que a utilizaram. chávenas de água, fervidos, para beber em 4
Quanto à artrite (porque todos querem vezes durante o dia, mantém a pele fresca e
experimentar a “nova panaceia”), a Universidade suave.
de Copenhaga acompanhou uma experiência Será Verdade?
efectuada em doentes com patologias - Só há uma forma de saber!
dolorosas, aos quais era dado a beber uma
colher de mel com ½ colherinha de canela

22
O A t ha no r do V I m p ér io Bo l et i m M e ns a l d e T e m át ic a Es o t éric a E d. n.º 12 Fe ver eiro de 2 0 0 7

PENSAMENTOS
Recolha organizada pelo
R∴Ir∴ Teixeira Cabral

Paul Blaise
Valerie Pascal

“O homem é muito mais complicado do que o "O mundo está cheio de boas máximas; só falta
seu pensamento." aplicá-las."
"O que mais irrita os tiranos é a impossibilidade "É mais agradável saber algo de tudo do que
de pôr a ferros o pensamento dos seus saber tudo de uma coisa; esta universalidade é
subordinados." mais bela. Se se poder ter as duas, é muito
"A violência é sempre um acto de debilidade e melhor; mas é preciso escolher."
geralmente a usam os que se sentem perdidos." "O universo é uma esfera infinita cujo centro
"Nenhuma coisa imposta pela violência será está em todas as partes e a circunferência em
duradoura. A violência leva implícita em si nenhuma."
mesma a debilidade” "O coração tem razões que a razão
"O livros têm os mesmos inimigos que o homem: desconhece."
o fogo, a humidade, os animais, o tempo e o seu "Aquele que duvida e não investiga, torna-se
próprio conteúdo." não só infeliz, como também injusto."
"Todo o homem leva em si um ditador e um "O que se vê com frequência não maravilha...
anarquista." O que nunca se viu, quando ocorre, tem-se por
"Todos os nossos inimigos são mortais." prodígio."

"Um homem só, está sempre em má "Os melhores livros são aqueles que quem os
companhia." lê crê que também os poderia ter escrito."

"Um homem competente é um homem que se "A justiça sem a força é irrisória; a força sem
engana segundo as regras." justiça é tirania."

"O mau do nosso tempo é que o futuro já não é o “Uma das principais enfermidades do homem é
que era." a sua irrequieta curiosidade por conhecer o que
não pode chegar a saber."
"Em paz, a hostilidade dos homens entre si
revela-se através de criações em vez de se "Que cada um na sua lei busque em paz a sua
revelar através de destruições, como sucede na luz."
guerra." "O que é o homem dentro da natureza?
"Não sei o que é a consciência de um louco; mas Nada, em relação ao infinito; tudo, em relação
a de um homem intelectual está cheia de ao nada. É um intermédio entre o nada e o
loucuras." tudo."

Recolha org∴ por

23