Você está na página 1de 4

Protocolo

Telnet

Disciplina:
Tecnologia de Informação

Trabalho Realizado Por:


André Teixeira N.º1
Mário Martins N.º14
Micaela Trigo N.º16

Telnet é um protocolo cliente-servidor de


comunicações usado para permitir a comunicação
entre computadores ligados numa rede (exemplos:
rede local / LAN, Internet), baseado em TCP.
Antes de existirem os chats em IRC o telnet já
permitia este género de funções.
O protocolo Telnet também permite obter um
acesso remoto a um computador.
Este protocolo vem sendo gradualmente
substituído pelo SSH, cujo conteúdo é encriptado
antes de ser enviado. O uso do protocolo telnet tem
sido desaconselhado, à medida que os
administradores de sistemas vão tendo maiores
preocupações de segurança, uma vez que todas as
comunicações entre o cliente e o servidor podem
ser vistas, já que são em texto plano, incluindo a
senha.
O propósito do protocolo Telnet é prover um
método standard de conexão entre dispositivos
conectados em um local. O protocolo é construído
de três estruturas principais: o Protocolo de Conexão
Inicial (ICP), segundo a Rede Terminal Virtual (NVT) e
o terceiro os sinais de Telnet.

Telnet é um protocolo cliente-servidor, baseada


na conexão orientada a transporte. Tipicamente
este protocolo utiliza a porta 23 TCP, embora o
telnet venha do TCP/IP e foi originalmente
desenvolvida para rodar em NCP.
O protocolo Telnet possui muitas extensões,
algumas foram adotadas como padrão da Internet.
Alguns padrões como IETF STD 27 define várias
extensões que são extremamente comuns.
Outras extensões estão no padrão IETF e são
propostos como padrões para o protocolo.
Quando o Telnet foi desenvolvido inicialmente
em 1969, a maioria dos usuários de computadores
estavam trabalhando em redes nos departamentos
de informática de instituições acadêmicas, grandes
grupos privados ou instalações de pesquisa do
governo. Neste ambiente, a segurança não era
preocupação.
A segurança passou a ser alvo de preocupação
em meados da década de 1990, depois da grande
explosão da rede mundial de computadores. A
elevação no número das pessoas com acesso a
Internet, e através de extensões, fez com que os
servidores tentassem procurar cada vez mais
acessos ao grande número de solicitações,
evidenciando cada vez mais falhas de acesso.
Peritos em segurança de computadores, como SANS
Institute, recomendaram que o uso de Telnet para
logins remotos devesse ser descontinuado pelas
seguintes razões:

 Telnet, por default, não codifica qualquer dado


enviado por sua conexão, inclusive senhas, o
que torna fácil o roubo de senhas;
 A maioria das implementações de Telnet não
asseguram que a comunicação está sendo
escutada apenas pelo emissor e receptor. As
implementações não garantem o sigilo das
informações trocadas.
 Os daemons de Telnet amplamente utilizados
tem vários problemas de vulnerabilidade
descobertos durante os anos de utilização.

Todos esses problemas de segurança


apresentados tornaram-se um conta gotas para o
protocolo Telnet, especialmente para a Internet
Pública, que rapidamente adotou o Protocolo SSH ,
que teve sua primeira liberação em 1995. Esse
protocolo provê muitas funcionalidades do Telnet,
com adição de encriptografia forte, o que previne o
ataque e roubo de dados particulares. Também
garante que computador emissor está enviando
somente para o computador emissor os dados.