Você está na página 1de 12

FOLHA POPULAR

ANO XII• Nº 562 • TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE 2012 • R$ 2,00

www.fpop.com.br ou www.folhaportela.com.br

REGIÃO DESENVOLVIMENTO

Prioridades regionais foram discutidas no seminário realizado em Campo Novo

REGIÃO TURISMO

PÁGINA 4

Obras do Centro de Visitantes do Parque Estadual do Turvo estão no seu término

DIVULGAÇ ÃO

FOLHA POPULAR ANO XII• Nº 562 • TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE

O Centro de Visitantes do Parque Estadual do Turvo será inaugurado no final do mês de março, juntamente com o asfalto da RSC 330. As obras ini-

ciaram há aproximadamente um ano, quando a se- cretária do Meio Ambiente Jussara Cony veio para o lançamento da pedra fundamental. A verba de 1, 1

milhão que foi investida, é proveniente de compen- sação ambiental da Eletrosul, pela construção da hi- drelétrica do Parque de São João no Rio Ijuí.

PÁGINAS 2, 5 E 9

PÁGINAS 2 E 6

TENENTE PORTELA SAÚDE

REGIÃO ASSOCIATIVISMO

FOLHA POPULAR ANO XII• Nº 562 • TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE
FOLHA POPULAR ANO XII• Nº 562 • TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE
ENCARTE
ENCARTE

Secretaria da Saúde recebe veículos

CLEBER TESCHE PÁGINA 9 PÁGINA 7
CLEBER TESCHE
PÁGINA 9
PÁGINA 7

Schmitt assume a Amuceleiro

TENENTE PORTELA AGRICULTURA

PÁGINA 4

Pesquisa na Área Indígena é realizada com Guardiões das Sementes

PÁGINA 4 DALVANA BERLATTO / FP MICRORREGIÃO JUDICIÁRIO Juiz fala sobre a demanda processual da Comarca
PÁGINA 4
DALVANA BERLATTO / FP
MICRORREGIÃO JUDICIÁRIO
Juiz fala sobre a demanda
processual da Comarca
PÁGINA 5
FOLHA POPULAR ANO XII• Nº 562 • TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE

Opinião

  • 22222 FOLHA POPULAR

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

EDITORIAL

Turismo

DIVULGAÇÃO

Opinião FOLHA POPULAR Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 EDITORIAL Turismo DIVULGAÇÃO

O Parque Estadual do Turvo foi o primeiro par-

que do Rio Grande do Sul.

Criado em 1947, sua

principal atração é o Salto do Yucumã, a maior queda longitudinal do mundo, com 1.800 metros de extensão. O Parque tem uma área de 17.491 hectares e fica às margens do Rio Uruguai. O Salto fica, na realidade, em solo argentino, mas são os brasileiros que têm o privilégio de se des- lumbrar com suas quedas, que aparecem de acor- do com as cheias do rio. É o último reduto da onça-pintada no Rio Gran- de do Sul, abrigando também outros animais ame- a çados de extinçã o como o puma, a anta e o cateto. Mais de duzentas espécies de aves tam- bém fizeram do Parque do Turvo a sua morada, como o pica-pau-rei. TRILHAS AO SALTO DO YUCUMÃ Trilha 1: trilha fácil que inicia no estaciona- mento e segue pelo meio da mata até chegar ao leito do rio ( cerca de 250 m). Caminhando-se mais 150 metros em meio a pedras de rocha ba- sáltica, chega-se à beira da fenda, onde corre o Rio Uruguai. Trilha 2: trilha também fácil que chega próxi- ma ao início das quedas. A trilha começa ao lado da churrasqueira coberta, desce um pequeno bar-

ranco no meio da mata até encontrar o leito do rio (200 m). Para chegar junto às quedas, percorre- se cerca de 60 metros por dentro do rio.

Dicas:

* Chegue ao parque antes das 14h30min, pois o estacionamento fica a 15 km da portaria, necessi- tando-se de 30 minutos para percorrê-lo. Dali, a caminhada até o Salto leva mais uns 15 minutos. Programe a sua saída! Como o Parque fecha às 17h, você deve sair do estacionamento às 16h30min. * A melhor época para visitação é de novem- bro a abril, quando as águas estão mais baixas, já que nos meses de inverno as cheias fazem subir o nível do rio, cobrindo a visão das quedas. * Existe uma boa estrutura no Parque com chur- rasqueiras cobertas, mesas e banheiros. No en- tanto, leve água e lanche, pois não existem bares. * Não tome banho junto às quedas, pois a cor- renteza é muito forte e perigosa. A fenda que for- ma o canal tem a profundidade de 90m. * Se quiser se refrescar siga mais acima à di- reita das quedas, onde o rio é mais largo e raso, opção disponível na trilha 2. * Passeios de bote pelo Rio Uruguai e por den- tro da fenda no Salto do Yucumã são feitos so- mente pelo lado argentino.

TEXTO DO LEITOR

O pleito municipal e a ausência dos cidadãos

A aproximação do acidente do Costa Concórdia, perto da ilha de Giglio, na Itália, com o Titanic, re- presentando uma metáfora do que está acontecendo na Zona do Euro é inevitável. Todos os três eventos desastrosos se basearam e baseiam numa racionali- dade empedernida que se recusa a enfrentar o real como real. Entre as próprias fantasmagorias e o real, prefere reputar este último como fantasmagórico, aferrando-se a crenças que beiram a “superstição crendeira” nos poderes da sua racionalidade. Assim como no caso do Titanic, o capitão do Costa Concórdia, Francesco Schettino, parece ter cometido erros de avaliação, no seu caso agravados pela acusação de que teria abandonado o navio de maneira intempestiva. Porém ele está ameaçado de tornar-se o bode expiatório de uma navegação equivocada que vem de longe, e que nem sempre opera no mar, mas em terra firme também. O Costa Concórdia foi lançado em mar em 2006, segundo sua proprietária, a empresa Costa Cruzeiros, para “simbolizar a paz e a harmonia entre as nações européias” (que ironia!). Na épo- ca, era o maior monstro do mar. Hoje não é mais. Um outro navio, por exemplo, o Allure of the Seas, tem capacidade para 6000 passageiros e 2000 tri- pulantes, quase o dobro do Costa, que levava 4.200 pessoas a bordo no momento do acidente. Estes gigantes dos mares assemelham-se mais a verdadeiros shopping centers flutuantes misturados com enormes hotéis e parques de diversão. São aponta- dos como seguríssimos. Mas dados que vem vindo à tona, depois deste acidente, e mesmo de outros, como o do Sea Diamond, em 2007, em Santorini (Grécia), mostram que isso tem algo de falacioso. São complicados para manobrar devido ao tama- nho. Têm calado e quilhas pequenas para o seu porte, e têm os problemas acentuados em dias de ventania.

Dentro do navio os problemas também não são pequenos. Em geral navegam sob bandeiras do Panamá ou das Bahamas, por causa das regula- mentações mais frouxas quanto a empregos e im- postos – sem falar na conseqüente fiscalização menor. (A Costa Cruzeiros faz parte da Carnival Corporation, dona de vários desses navios, cujo lucro anual chega a 2 bilhões de dólares). A oficialidade superior, segundo a OIT, perten- ce, em geral “a uma elite branca européia”. Mas os empregados do serviço procedem, em geral, das Filipinas e de outros países do terceiro mundo. Têm contratos de baixa remuneração e seu ganho maior depende muito de gorjetas. O treinamento de segu- rança é considerado exíguo, em comparação, por exemplo, com os de uma tripulação de aeronave. Especialistas e m segurança apontam uma dif ic uldade suplementar: o cr escente cará te r multinacional dos milhares de tripulantes e pas- sageiros dificulta o enfrentamento de situações de emergência. “As pessoas entram em pânico na sua própria língua”, disse um deles, não ne- cessariamente em inglês ou outra língua franca. Isso pode ter contribuído (junto com a possível ausência subseqüente do capitão) para um dos mai- ores problemas apontados no caso do Costa Con- córdia: o atraso na evacuação do navio. Na verda- de, esse atraso pode ter sido fruto também de uma recomendação tradicional, a de que, em caso de acidente, o navio deve rumar para o porto mais próximo, e os passageiros e tripulantes devem per- manecer a bordo o maior tempo possível. Nem sempre é assim, parece dizer este aci- dente, numa nova e trágica metáfora dessa nave- gação neoliberal: às vezes, quando mais cedo se desembarca dela, melhor.

Flávio Aguiar

DE OLHO NA IDÉIA O MEME DA LUIZA NO CANADÁ

nã o

Enquanto Luiza estava no Canadá, eu sabia o que era um me me, mas depois

que o pa i dela fez um comercial, na Pa raí-

ba, e disse que a filha estava lá no Canadá, houve uma revolução no mundo da internet.

Fiquei rea lmente intrigado com a f or ça da inter ne t e , principalme nte , com a possi- bilidade de qualquer um, ficar famoso em

de talhes

de segundo.

É só fa zer uma mac aquic e qualquer que

c aia no gosto

do povo e pronto, a inte rne t se

e ncarr ega de da r notoriedade ao indivíduo. Esse ca so da Luiza, que voltou do Cana- dá, é e mble mátic o, pois nada de grande im- portância existe em uma pessoa fazer inter- c âmbio naquele país, o f ato cur ioso foi cria- do qua ndo o seu pa i fe z um c ome rc ial , e

não

se sabe por que cargas dágua, inf or mou

que a f ilha nã o e sta va junto por que estava lá . Al guns po dem te r

Opinião FOLHA POPULAR Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 EDITORIAL Turismo DIVULGAÇÃO

*Felipe José dos

Santos

inte rpr eta do que o pai

de Luiza quis fazer um ato de exibicionismo, dize ndo que a filha es- ta va em um país estran- ge iro, outros nã o e ncon- traram qualquer lógica

na inse rçã o da f oto de Luiza no comerci al , mas, sem dúvida, a campanha publicitária teve tanto êxito que o empreendim ento imo- biliá rio está conhec ido no pa ís inteiro. F ui pesquisar o fenômeno que levou Lu- isa a ficar tã o conhecida e me depare i com

o conceito desse tipo de informação, que passa a lea tor iam ente entr e interna utas, a té vira r uma repe ntina e estr ondosa m anife s- taç ão de massa . Pois existe um nome par a as informaçõ es s ão

qu e

rep as sa-

das dessa man ei -

r a, isso

no mundo

da web

s e

chama

meme. O meme é

um vídeo ou uma foto c om c om entá-

rios ou não,

que

ze s.

mundo ai, me nos Luiza , que tá no C anadá. Pr oduzir um m eme pode se r a m aneir a mais fác il de se r rec onhecido na cionalm en- te e se alçar ao universo dos fam osos. Luiz a voltou pr ontamente do Ca - nadá e já está faturando

alto com sua f ama insta n- tânea. Enfim, qua lquer um de nós, brasileiros, pode- ria te r a mesma sorte, mas quem teve f oi Luiz a, que

esta va no Ca nadá.

“É só faze r uma mac aquice qual- quer que caia no gosto do povo e pron- to, a internet se encarrega de dar no- torie dade ao indivíduo.”

cai na graç a dos usuár ios

da rede e aca ba sendo passado diversas ve- No caso de Luiza, a té m esmo o cantor

Lenine , em seu show fez uma referência ao fa to quando comentou: Que bom que tá todo

*Advogado

FOLHA POPULAR

O jornal que você lê!

Empresa Jornalística Pari Ltda.

CNPJ-MF:05.438.552/0001-08

Rua

Arac i,

Alvará n 1053

o

47 .

Ten ente

Portela

CEP:

9 8500-000.

Fone: (55) 3551.1608

-

RS

folhaportela@gmail.com

www.fpop.com.br

www.folhaportela.com.br

Direção Geral e Edição – Júlio Evaristo dos Santos Reportagem – Dalvana Berlatto Arte Gráfica e Diagramação – Cristofer Silveira.

Colaboradores:

Adriane Lorenzon, Cleber Tesche, Felipe José dos Santos, Jalmir Steffenon e Flavio Aguiar.

“As matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e, necessariamente, não refletem a opinião do jornal.”

Assinaturas:

Semestral:R$ 45,00, Anual: R$ 80,00, Correio R$ 170,00 Circulação: Semanal Impressão: Cia da Arte – Ijuí/RS. Fone: (55) 3332.7070

Representante para o Brasil:

Pereira de Souza & Cia. Ltda. | Fone: (51) 3311.8377 pereriradesouza.poars@terra.com.br

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

FOLHA POPULAR

33333

Cada vez mais o município e a região estão se preparando para acolher turistas do país e do mundo.”

Almir José Bagega, prefeito de Derrubadas e presidente da Rota do Yucumã, falando sobre a construção do Centro de

DIVULGAÇÃO

A partir desta segunda-feira,

23, o vice-prefeito de Tenente Por-

tela, Claudenir Scherer, estará as-

sumindo a Administração Muni-

cipal como prefeito em exercício

pelos próximos 30 dias, em virtu-

de das férias do titular, Clairton

Carboni.

De acordo com Scherer, os

trabalhos da administração terão

continuidade. “Buscarei soluções

para amenizar os efeitos da esti-

agem, que tem provocado inú-

meros prejuízos ao município e à

comunidade em geral”, afirma.

Na segunda-feira estão agen-

dadas reuniões com várias enti-

dades representativas dos seg-

mentos atingidos pela seca.

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais

CURTAS

Em Derrubadas parece que exis-

tem dois caminhos para as eleições

municipais de 2012. Poderá sair con-

senso ou a oposição fará frente aos

mandatários. Novidades estão por

vir.

 

Já em Tenente Portela continua-

se falando na suposta pesquisa que

está atormentando políticos locais.

Parece que pré-candidatos não es-

tão satisfeitos com a pesquisa, pois

alguns sequer aparecem e outros es-

tão muito atrás.

 

Ocorreu, ontem, Tarde de Cam-

po na propriedade de Denilson Cal-

garo. Foi promovida pela Emater, Co-

opertenpo, Cooperfamiliar e prefei-

tura municipal. Na próxima semana

Folha Popular sairá com matéria no

site www.fpop.com.br e no jornal.

 

Em Miraguaí, o atual prefeito,

Alencar J. Gross, pelo que parece,

enfrentará Ivonir Boton. A briga será

acirrada. Nos resta aguardar as elei-

ções para ver o que acontece.

 

Comitiva do Grêmio vai à Espa-

nha por Giuliano. Dirigentes do Tri-

color se reunirão em Sevilha com re-

presentantes do

Dnipro para confir-

mar, ou não, a vinda do meia Giulia-

no para o Estádio Olímpico.

 

Segundo comentários, em Barra

do Guarita o quadro continua o mes-

mo. O atual prefeito, Tadeu J. Paier,

concorrerá com Eleandro Borges e

Rodrigo Locatelli.

 

Bruno Senna venceu esta sema-

na a disputa com Rubens Barrichello

e Adrian Sutil por uma vaga na Willi-

ams para a temporada 2012 da Fór-

mula 1. Dezoito anos após a morte

de seu tio, Ayrton Senna, Bruno pilo-

tará pelo time inglês e será compa-

nheiro do venezuelano Pastor Mal-

donado.

 

O BBB, “Big Bagaça Brasil”, já deu

muito o que falar. Depois de tanta

polícia na casa, a Globo pode lançar

o “CSI Projac”. Parece que o absurdo

pode não continuar. Se persistir, cer-

tamente mais atrocidades podem

ocorrer.

Visitantes no Parque Estadual do Turvo. Página 6

DIVULGAÇÃO

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais

DIVULGAÇÃO

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais

Aconteceu no sábado, 11, torneio integração de vôlei de areia entre os

associados da Socapo. Contando com mais de 30 atletas, o torneio terminou

com o trio Renato, Vitor e Luis Claudir em primeiro lugar. Gustavo, Tiago e

Mônica ficaram em segundo, e a equipe composta por Regis, Juarez e Koko,

ficou com a terceira colocação.

HUMOR
HUMOR

Você nem sempre terá o que deseja, mas enquanto estiver ajudando os outros encontrará os recursos de que precisa.

Chico Xavier

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais

Estiveram visitando a redação do Folha Popular na sexta-feira, 20, os jogado-

res Cristian Canabarro de Tenente Portela e Augusto Belan Guse de Derrubadas.

Jogadores do Juventude de Caxias do Sul, há 4 meses os meninos jogavam

bola em Tenente Portela antes de serem levados para o Clube por Elver Antônio

Vargas, professor da escolinha portelense.

Logo no primeiro campeonato disputado ‘os pequenos’ foram destaque

integrando a categoria Sub 10 do Juventude e trazendo para casa o título de

campeões da 7ª Copa de Futebol Cidade Verde de Três Coroas. Cristian, com 7

gols feitos, também conquistou o

troféu de goleador do certame.

Quando Deus tira algo de você, Ele não o está punindo, mas apenas

abrindo suas mãos para receber algo melhor.

Chico Xavier

FRASES

*Sugira, critique, colabore com “O O bservador”. Esta coluna só existe pelo e par a o leitor. Mande cartas, telefone par a a r edação ou envie e-mail para folhaport ela@gmail.com

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR “ Cada vez mais
  • 44444 FOLHA POPULAR

Geral

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

REGIÃO ASSOCIATIVISMO

Seminário discute desenvolvimento regional

CLEBER TESCHE

FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO

Representantes do governo afirmaram que diálogo com a Região deverá ser reforçado

A mobilização de lideranças po-

líticas, empr esariais, sindi-

cais e comunitárias de nossa

região, pautou na quarta-feira, 18, na sede da Afucampo em Campo Novo, a etapa Diálogos do Conselho de De- senvolvim ento Econômico e Social (Cdes), com o tema “Desenvolvimen- to Sustentável para um Novo Celeiro”. Associaç ão dos Municípios da R egião C ele ir o (Amuce leiro), Con- selho Regional de Desenvolvimento (Corede Celeiro), Rota do Yucumã e Associação das Câmaras Municipais da Região Ce le iro (Acamrece), em c onjunto, lideraram os debates com os segm entos representativos da re- gião, organizando uma lista de rei- vindica ções prioritár ias para os mu- nic ípios regiona is. S ete pr ef eitos

a prese ntaram e defende ram as pro-

REGIÃO ASSOCIATIVISMO

posições das áreas de educação, saú- de, desenvolvimento, agricultura, tu- rismo, se gurança e infra estrutura . Repre sentantes de outros segmentos da sociedade civil, como Ministério da Pesca e Agricultura (MPA), estu-

dantes, or ganiza ções de ba ir ros e povos indígenas também expuseram suas reivindicações. O se cretá rio executivo do Cdes,

Marce lo

Danéris, e o secre tá rio do

Gabinete dos Prefeitos e Relações Fe-

derativas, Afonso Motta, representa-

ram o Governo Estadual. Também par- ticiparam dos debates os deputados es- taduais Zilá Breitenbach e Aloísio Clas-

sma nn e o

deputado fe der al Elvino

Bohn Gass, o presidente da Fecoagro

e conselheiro do Cdes, Rui Polidoro Pinto, e José Antonio Adamoli, asses- sor do vice-governador.

Nas manifestações, destacou-se o pedido para que a gestão de Tarso Gen- ro possa ter um olhar diferenciado para a Região Celeiro, prioriz ando ações efetivas que possam alavancar o de- senvolvimento econômico e social. A criação de um comitê gestor para mo- nitorar o andamento das propostas elen- cadas, foi outra ação solicitada, a fim de estabelecer uma aproximação cons- tante com os órgãos estaduais e orga- nizar um planejamento estratégico. Após as intervenções das lideran- ças regionais, o presidente da Amuce- leiro e prefeito de Tenente Portela, Clair ton Carboni, e o presidente do Corede Celeiro, José Carlos Borscheid, entregaram um documento contendo todas as propostas que a região julga necessárias para iniciar um processo de transformação em sua realidade.

Jair Schmitt é empossado presidente da Amuceleiro

Aconteceu na quarta-feira, 18, du- rante o Seminário Sustentável do Novo Celeiro, em Campo Novo, a posse de Jair Carmo Schmitt como presidente da Associação dos Municípios da Re- gião Celeiro (Amuceleiro). Clairton Carboni, prefeito de Te- nente Portela, que até então presidia a Associação, relatou brevemente o tra- balho e aç ões que re alizou frente à Amuceleiro no ano de 2011, agrade- ceu todos os prefeitos da Região e en- tidades que foram parceiras, principal- mente o prefeito de Redentora, Mar- cos Giacomini, e o prefeito de Santo Augusto, Alvorindo Polo, que foram seus vices e muito auxiliaram na reali- zação das ações desenvolvidas. Schmitt, que em 2007 já havia pre-

sidido a Amuceleiro, agradeceu a con- fiança de todos os prefeitos e disse que assumir a presidência de uma Associ- ação renomada como a Amuceleiro é um de saf io, mas que esper a c ontar com o apoio dos prefeitos para traba- lhar em benefício da Região Celeiro.

O novo presidente é prefeito de Esperança do Sul e foi eleito em de- zembro de 2011, juntamente com o prefeito de Tira dentes do Sul, João Carlos Hickmann, 1º vice- presidente, e com o prefeito de São Martinho Je- ancarlo Hunhoff, 2º vice-presidente.

CLEBER TESCHE

FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO

Schmitt solicitou apoio e auxílio dos colegas prefeitos

FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO
FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO

MICRORREGIÃO ELEIÇÃO

Cartório Eleitoral portelense recebe urnas para eleição de 2012

O Cartório Eleitoral de Tenente Por- tela recebeu na segunda quinzena de de- zembro 122 urnas novas, modelo 2010, que irão substituir as antigas urnas, mode- lo 2008, que estavam disponíveis para as

  • 93 sessões da microrregião.

Compreendendo a 101ª Zona Elei- toral, a instituição a br ange Tene nte Portela e mais quatro municípios ter-

mo, Ba rra do

Gua rita, Derrubadas,

Miraguaí e Vista Gaúcha. De acordo com o chefe do Cartório, Rodrigo Fernandes Vieira Camargo, as

  • 29 urnas que sobram do montante são

as urnas de contingência, urnas reser-

vas, que estão disponíveis caso ocorra

algum problema técnico com as urnas pré-destinadas para cada sessão. Segundo Camargo, a principal di- ferença entre os novos e os antigos equipamentos é a forma para retira-

da de dados. “Antes a apuração dos votos era feita com disquete e a pos- sibilidade de erro era bem maior. Ago- ra, com o uso do pendrive, a incidên- cia irá diminuir e muito”, afirma. As eleições municipais de 2012 vão ser realizadas nos dias 7 e 28 de outubro, se for necessário segundo tur-

no, e os eleitores têm até dia 9 de maio para transferir o título de eleitor ou fa- zer a inscrição na Justiça Eleitoral.

DALVANA BERLATTO / FP

FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO

Novas urnas qualificarão o pleito de 2012

EXTRATO DE EDITAL

003/2012

APEDIDO
APEDIDO

Torna Público a realização de processo seletivo simplificadopara a contratação emergencial de pessoal, por excepcional

interesse público e por tempo determinado, a teor das Leis Municipais nº 941/2012 e

nº 942/2012.

ALMIR JOSÉ BAGEGA, Prefeito Municipal de Derrubadas, Estado do Rio Grande do Sul, no uso das atribuições

legais que lhe são conferidas em razão do cargo, TORNA PÚBLICO Artigo 1º -O Poder Executivo Municipal de Derrubadas, por meio da

Secretaria Municipal de Administração, realizará

processo de cadastramento e seleção públicade interessados para suprimento dos cargos abaixo discriminados, mediante contra-

tação temporária, consoante disposição das Leis Municipais nº 941/2012 e nº 942/2012.

CAR GO

Operador de máquinas Serviçosger ais

VAG AS

REGIME DE TRABALHO

REMUNERAÇÃO

  • 01 horas semanais

    • 40 Padrão 07

  • 06 horas semanais

    • 40 Padrão 01

Artigo 2º - Os interessados deverão comparecer no período de 23 a 30 de ja neiro de 2 012, no período das 08h30min às 11h30min e 13h30min às 17h30min, junto à Secretaria Municipal de Administração, munido de documentação pessoal e mediante o preenchimento de formulário específico fornecido pela Secretaria, juntamente com a apresen- tação dos seguintes documentos:

I- Cargo Operador de máquinas ·

·

·

·

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor, comprovante de quitação eleitoral); CNH Categoria “C”; Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino; Histórico escolar; Certificados de Cursos de aperfeiçoamento e capacitação.

II - Cargo Serviços Gerais Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor, comprovante de quitação eleitoral); Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino; Histórico escolar;

·

·

·

·

Certificados de Cursos de aperfeiçoamento e capacitação Gabinete do Prefeito Municipal de Derrubadas, aos 19 dias do mês de janeiro de 2012. ALMIR JOSÉ BAG EGA, Prefeit o Municipal

Registre-se e Publique-se aos 19 de janeiro de 2012. Helio Lampert, Sec. Mun. de Administração.

EDIT AL Nº

0 1 /2 01 2

P RO CESSO SELETIVO S IMP LI FICAD O

N.º

APEDIDO
APEDIDO

0 1 /2 01 2

ALENCAR JULIO GROSS, Prefeito Municipal de Miraguaí, no uso das atribuições que lhe são conferidas

pela legislação, tor na público a abertura do Processo Seletivo Simplificado para cadastro de reser va de contratação

tempor ária das seguintes fu nçõ es para a Secretaria Municipal d e Edu cação:

08 serventes, 1 0 professores para séries

iniciais, 02 professores para a disciplina de Educação Física, 01 professor para a Educação I nfantil, 01 professor

pedagogo(a) para a Secretaria Municipal de Educação, 04 monitor es de informática, 02 auxiliar es para biblioteca, 02 monitores de alunos, 05 vigilantes, 02 motoristas, 01 secretária de escola, inscrições abertas nos dias 30 e 31 de janeiro e 01 de fevereiro de 2012, junto a Secretaria Municipal de Educação. O edital completo encontra-se afixado no mural de publicações, no site da Prefeitura Municipal de Miraguaí, e no local das inscrições. Miraguaí, RS, 19 de janeiro de 2012.

A LENC AR J ULIO G ROS S, PREFEITO MUN ICIPAL

FOLHA POPULAR Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 REGIÃO ASSOCIATIVISMO

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

Geral

FOLHA POPULAR

55555

EXTRATO DE EDITAL N°

00 2/20 12

  • MICRORREGIÃO JUDICIÁRIO

Torna Público a realização de processo seletivo simplificado para a contratação emergencial de pessoal, por excepcional

tempo determinado, a teor da Lei Municipal n° 940/2012.

interesse público e por

“Descongestionar os processos que tramitavam na comarca foi uma de minhas metas quando entrei”

DALVANA BERLATTO / FP

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE

Mateus da Jornada Fortes

tei que com as modificações implan- tadas os processos tiveram um anda- mento mais rápido e eficaz.

FP - O fluxo de trabalho aumen- tou ou diminuiu comparado ao iní- cio de seus trabalhos?

Fortes - No período em que estou na C omarca, a Justiça C omum se manteve com o mesmo fluxo de sem-

pre, alto. Porém, o Juizado Especial

Civil ( JEC) teve um aumento subs-

tancial de processos que ultrapassou 110%. Veja bem, de outubro de 2009 até outubro de 2010 foram ingressa- das 986 aç õe s, já entre outubro de 2010 a outubro 2011 o montante subiu para 2075 ações.

FP - Qual o número de processos tramitando na Comarca hoje e quan-

ALMIR JOSÉ BAGEGA, Prefeito Municipal de Derrubadas, Estado do Rio Grande do Sul, no uso das atribuições

legais que lhe são conferidas em razão do cargo, TORNA PÚBLICO Artigo 1º - OPoder Executivo Municipal de Derrubadas, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, realizará processo de cadastramento e seleção pública de interessados para suprimento dos cargos abaixo discriminados, mediante contratação temporária, consoante disposição da Lei Municipal nº 940/2012:

 

CA RGO

VAGAS

REG IME DE TRABALHO

REMUNERAÇ ÃO

Professor

  • 65 horas semanais

    • 20 Plano de carreira

Serviços Gerais de Escola

  • 22 horas semanais

    • 40 Padrão 01

Técnico em Informática

  • 02 horas semanais

    • 20 R$ 850,65

Secretário de Escola

  • 02 horas semanais

    • 40 R$ 1.050,00

Motorista

  • 05 horas semanais

    • 40 Padrão 06

Psicólogo

  • 01 horas semanais

    • 20 Padrão 10

Nutricionista

  • 01 horas semanais

    • 20 Padrão 10

Artigo 2º - Os inter essados deverão comparecer no período de 23 a 30 de janeiro de 2012, no período das 08h30min às 11h30min e 13h30min às 17h30min, junto à Secr etaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, munido de documentaçãop essoal e mediante o preenchimento de formulário específico fornecido pela Secretaria, juntamente com a apresentação dos seguintes documentos:

I

- Cargo: Professor:

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante

de quitação eleitoral);

Histórico escolar; Comprovante de cumprimento de estágio de conclusãodo curso de magistério ou diploma de curso superior na área; Certificados de cursos de aperfeiçoamento e capacitaçãona área domag istério e/ouáre as específicas similares; Comprovante de residência; · Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino. II - Cargo: Serv iços Gerais de Escola:

·

·

·

·

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral);

·

·

Histórico escolar;

·

Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino;

·

Comprovante de Residência; Certificados de Cursos de aperfeiçoamento e capacitação.

III

- Cargo: Motorista:

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor, comprovante de quitação eleitoral);

·

·

CNH Categoria “D” e Curso de Transporte Escolar);

·

Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino;

·

Histórico escolar;

·

Comprovante de Residência; Certificados de Cursos de aperfeiçoamento e capacitação.

IV – Car go: Técnico em informática:

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral);

·

·

Histórico escolar;

·

Certificado do curso técnico em informática ou superior;

·

Certificados de cursos de aperfeiçoamento e capacitação na área de informática; Comprovante de residência;

·

Comprovante de

quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino.

V

– Cargo: Secretário

de Esco la

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral);

·

·

Histórico escolar;

·

Certificados de cursos de aperfeiçoamento e capacitaçãona área;

·

VI – Cargo: Psicólogo ·

Comprovante de residência; Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino.

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral);

– Car go: Nut ricionist a

·

Certificado do curso de Psicologia e Registro no Conselho;

·

Certificados de cursos de aperfeiçoamento e capacitação na área de psicologia;

·

Comprovante de residência;

VII

Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino.

·

·

Documentos de identificação pessoal (CI, CIC, Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral);

·

Certificado do curso de Nutrição e Registro no Conselho;

·

Certificados de cursos de aperfeiçoamento e capacitação na área de nutrição;

·

Comprovante de residência; Comprovante de quitação com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino.

Gabinete do Prefeito Municipal de Derrubadas, aos 19 dias do mês de janeiro de 2012. ALMIR JOSÉ BAG EGA, Prefeit o Municipal

Registre-se e Publique-se aos 19 de janeiro de 2012. Helio Lampert, Sec. Mun. de Administração.

C ON VO CA ÇÃO ASSEMBLÉIA G ERAL O RDINÁRIA

POR DALVANA BERLATTO

E m entrevista ao jornal Folha

Popular na manhã de quar-

ta-feira, 18, o juiz de Direito

da Comarca de Tenente Portela, Ma-

teus da Jornada Fortes, falou sobre

a demanda processual e as modifi-

cações realizadas desde o dia 13 de outubro de 2010, período em que as- sumiu a Comarca.

Folha Popular - Quando o se- nhor assumiu a Comarca quais fo- ram as medidas adotadas para o de- senvolvimento dos trabalhos? Mateus da Jornada Fortes - Quan- do entrei na Comarca realizei algumas alterações que julguei necessárias. Re- distribui alguns trabalhos, mudei algu- mas questões internas, no âmbito or- ganizacional e funcional e mantive me- didas que já estavam sendo aplicadas e vinham tendo eficácia.

FP - Qual o método de controle adotado para manter a “ordem” nes-

te quesito de organização?

Fortes - Como o fluxo processual na Comarca de Tenente Portela é gran- de em relação a outras comarca s do mesmo porte, são rea lizadas reuni- ões se manais, quinzenais e m ensais para determinar e priorizar as ações que serão trabalhadas durante deter- minado período, privilegiando sempre as que foram ajuizadas há mais tem- po. Descongestionar os processos que tramitava m na com arca foi uma de minhas metas quando entrei. Consta-

tas pessoas trabalham diretamente nesta questão?

Fortes - Bom, hoje temos mais de 7300 ações, que são averiguadas e

tra balhadas por mim e m ais quatro

funcionários que trabalham aqui no gabinete, auxiliando nos processos. O número de ações egressas desde ou- tubro de 2010, quando cheguei aqui, é de 2640 processos cíveis, 1956 pr o-

c essos criminais, 2261 processos do JEC e 145 outros processos.

FP - Falando sobre as ações que não estão mais na comarca, assuntos resolvidos e interesses sanados. O se- nhor pode nos especificar em números quais as atividades desenvolvidas?

Fortes - Entre processos julgados e extintos e acordos feitos, saíram da c omarca 6843 ações. Re alizei 2435 audiências, 14 júris e ouvi aproxima- damente 1400 pessoas, privilegiando as audiências de conciliação do civil.

FP - Circulam rumores de que o senhor pretende deixar a comarca. São verdadeiros ou estão fora de co- gitação?

Fortes - Nem um nem outro, não tenho planos de sair da Comarca, tan- to que me foi ofertada uma promoção para São Borja a pouco tempo e recu- sei. Só deixarei ‘Portela’ se conseguir compa tibilizar minha carreira com a

de minha esposa. Não tenho interes- se em outras Comarcas do tamanho de Tenente Portela, gosto daqui.

TENENTE PORTELA ASSISTÊNCIA

Cras recebe computador para qualificar atendimento

O Centro de Referência de Assis- tência Social (Cras) recebeu no início

de janeiro um com puta dor novo da

CLEB ER TESCHE

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE

O computador será usado para cadastrar famílias participantes do programa

  • Secretaria do Trabalho e do Desen- volvimento Social do Estado. A máquina foi adquirida através do Fundo Estadual de Assistência Social (Feas) e tem o objetivo de fortalecer ações da política de assistência social das secretarias municipais. De ac ordo com a se cretária de Assistência Social, Maria Lenir Pun- tel, o computador irá agilizar o traba- lho dos servidores, além de melhorar a qualidade do atendimento à população.

O Clube Espo rt ivo e Recreat iv o Miraguaí através desta, neste ato representado por seu Presidente Senhor Vilson Dalcin e seu Secr etário Pedro Luis Antoniollo em consonância com seu Estatuto Social vem muito resp eitosamente CONVOCAR Vossa Senhoria para a Assembliea Geral Ordinária a realizar-se-á no dia 26 de janeiro de 2012, na Sede Social da Entidade na Rua Anhangabaú, 320, quinta-feira, a partir das 20h em primeira convocação,

com a presença da metade mais um dos associados com direito a voto e as 20h30min em segunda convocação, com a

presença, no mínimo, de 10% (dez por cento) dos associados com direito a voto, para 1 – Eleição e Posse de Nova Diretoria para 2012. 2 – Prestação de Contas Exercício 2011.

Tenente Portela, 12 de janeiro de 2012

Vi lson Dalc in Pr eside nte

tratarem dos seguintes assuntos:

Pedro Luis Anto nio llo Se cretário

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Geral FOLHA POPULAR 55555 EXTRATO DE
  • 66666 FOLHA POPULAR

Turismo

Tenente Portela - 14 a 21 de Janeiro de 2012

DERRUBADAS

A RQUIVO / FP
A RQUIVO / FP

O Salto do Yucumã possui a maior queda longitudinal do mundo com 1,8 km

Centro de Visitantes do Parque Estadual do Turvo será inaugurado em março

FOTOS JÚLIO SANTOS / FP

N o dia 25 de janeiro de 2011

f oi l anç ada a pedr a f unda- mental para a construçã o do

Centro de Visitantes do Parque Esta- dual do Tur vo, contando com a pre-

sença da secretária Estadual do Meio Ambiente Jussar a C ony e de pr efei- tos e vere ador es da Região Celeiro. Após quase um a no, a obra está no seu té rmino. São 655.5 m² de cons- trução, que abrigar ão um portal c om guarit a, casa para os guardas, um c entro de visitantes e um esta ciona- me nto, com pr evisão pa ra inaugura- çã o no final do mês de março, junta- mente com o asfalto da RSC 330. A ver ba de 1,1 milhão é oriunda da c ompensaç ão am biental da Ele- trosul pela construçã o da Usina Hi-

dr elétric a Par que São João,

no Rio

Ijuí. A empre sa responsável é a Pavi-

ter Comércio, Pavimentação e Ter- raplenagem, de Fre deric o Westpha- le n.

“ Sempre houve esta verba, porém não estava sendo usada pela secreta- ria. Podemos conviver com a geração de ene rgia através de recursos hídri- c os e preservar a natureza ”, disse a S ec retá ria C ony, afir ma ndo que a s usina s hidr elétricas que estão sendo constr uídas no Rio Ur uguai não farão desaparecer o Sa lto do Yucumã. De acordo com Almir José Bage- ga, prefeito de Derrubadas e presiden- te da Rota do Yucumã , “o Centro de Visitante s possibilita rá o desenvolvi- mento turístico, qualificando o atendi- mento aos visitantes. Cada vez mais o munic ípio e a região estão se prepa- ra ndo para acolher turistas do país e do mundo. Quere mos ate nder todos com qualidade e re speito. Temos que aproveitar esta maravilha, que é o Salto do Yucumã”, conclui Ba gega.

FOLHA POPULAR Turismo Tenente Portela - 14 a 21 de Janeiro de 2012 DERRUBADAS A
FOLHA POPULAR Turismo Tenente Portela - 14 a 21 de Janeiro de 2012 DERRUBADAS A
Guarita de acesso Casa para guarnição Horário de Funcionamento do Parque: Fechado nas segundas e terças-feiras.
Guarita de acesso
Casa para guarnição
Horário de
Funcionamento do Parque:
Fechado nas segundas e terças-feiras.
Quarta-feira a domingo, a partir das 8h30min às 17h30min,
com entrada permitida até às 15h.
Ingressos:
O ingresso ao parque não é cobrado por pessoa e deve ser
adquirido no Centro de Informações Turísticas, na cidade.
-
Ônibus ou Caminhão:
R$ 149,49
-
Utilitários (Topic, Van e outros):
R$ 74,85
-
Carro de Passeio:
R$ 11,24
-
Moto:
R$ 6,82
Informações :
Tel. (55) 3551-3071 e 3551-3058

Centro de Visitantes que contará com museu e sala de vídeo

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro 2012

Geral

FOLHA POPULAR

77777

REGIÃO SAÚDE

Unimed Noroeste/RS registra crescimento superior a 20% em 2011

  • M ais do que oferecer Planos de

Saúde de qua lida de, a Uni-

med Noroeste/RS investe no

bem-e star de seus beneficiários para que e le s possam a proveita r todos os momentos com tranquilidade e segu- ra nça . Desta forma, nestes prim eiros dias do ano, assim como em 2011, a Coope rativa Médica reforça a oferta de seus Planos de Saúde e registra au- mento na procura destes produtos. S egundo o presidente da Unimed Noroeste /R S e diretor de Me rca do, m édico Lea ndr o R ober to Oss Zam - bon, no ano passado, a Cooperativa apresentou evolução de 21,88%, com- parado a 2010, em sua carteira de cli-

REGIÃO AGRICULTURA

entes beneficiários. “Deste percentu- al, 8,97% se r efe re a o a um ento da venda de pla nos coletivos/empresa ri- ais e 12,91% está relacionado à aqui- sição da carteira de bene fic iários do HCI Saúde”, explica o diretor. Ao encerrar o ano com aproxima- damente 72 mil benefic iários, a Uni- med Noroe ste/RS avalia as perspec- tivas futuras de cre sc im ento a través do fortalecimento de sua estratégia co- mercial, da ampliação de parcerias e o aumento de emp resas atendidas pelo setor de Medicina Ocupacional. Para Lea ndro Zambon, a proc ura pelos Planos vem apresentando signi- ficativo crescimento nos últimos anos,

DIVULGAÇÃO

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro 2012 Geral FOLHA POPULAR REGIÃO SAÚDE Unimed Noroeste/RS

Leandro Roberto Oss Zambon

um a ve z que a Coopera tiva Mé dica dispõe de pr odutos re gula menta dos pela Agência Naciona l de S aúde Su- plementar (ANS), c om ampla cobe r-

tura, alia dos a um atendimento médi- co de qualidade e com ampla rede de laboratórios e clínicas especia lizadas. Se gundo o ge rente de Me rca do, Benísio Rodrigues, os Planos de Saú- de Unimed propor cionam segura nç a

e be m-e star à s pessoas. De ac ordo com ele, esta c redibilidade fa z com que os beneficiários procur em a Coo- perativa, pois sabe m que na Unimed Noroeste/RS sairão satisfeitos: c om a estrutura, o atendimento e, princ ipal-

mente , com

os serviços prestados.

“Nosso objetivo é que neste a no

os e aos seus colaboradores. Para isso, estamos em fase de conclusão de uma pesquisa de mercado, que melhor ori- ente o posicionamento da s estra tégi- as comerciais. A Unime d te m poten-

cial pa ra cresc er ainda ma is e esta - mos preparados para que este desen- volvimento tr aga muitos benefíc ios aos nossos clie nte s” , enfatiza o ge - rente de Me rcado. Mais inf or maç õe s sobre os Pla - nos ofer ecidos pela Coopera tiva po- de m ser obtidas pelo f one ( 55) 3331 9700 – ramal 734, ou dire tamente no

possamos ofe rec er um pr oduto que

Departam ento Comercial da

Unimed

Rua Si-

ate nda m icro e pequenas

em presas,

Nor oe ste/RS , loc aliz ado na

que seja acessível a esses empresári-

queira Couto, 93, Centro - Ijuí.

TENENTE PORTELA SAÚDE

Acadêmica de Geografia realiza pesquisa com Guardiões das Sementes

DIVULGAÇÃO

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro 2012 Geral FOLHA POPULAR REGIÃO SAÚDE Unimed Noroeste/RS

Cristiane está desenvolvendo seus trabalhos na Terra Indígena do Guarita

A ac adê mica Cristia ne Ta vares Feijó está realizando uma pesquisa jun- to aos grupos indígenas que fazem par- te do Programa Municipal Guardiões da Agrobiodiversidade. O projeto de pesquisa é uma par- ce ria entre a Embrapa Clima Tempe - rado de Pelotas e Prefeitura Municipal de Tenente Portela. Intitulado “A agro- biodiversidade e a relação dos servi- ços ambientais: um estudo etnoambi- ental da Terra Indígena do Guarita”, tem como objetivo identificar os servi- ços ambientais realiz ados pelos indí- genas através da preservação das suas

seme ntes nativas. Conforme Cristiane, as sementes crioulas são a diversidade e a qualida- de alimentar que os agricultores fami- liares e os povos tradicionais mantêm e protegem, por isso é indispensável conhe cer os c ostumes desta cultura milenar. “A proposta é buscar subsídi- os legais que possam proteger e incen- tivar os guardiões de sementes criou- las”, explica a acadê mica. De acordo com Marcos Pandolfo, diretor do Departamento de Meio Am- biente e Desenvolvimento Rural (Dma- dr) e responsável pelo Programa Guar-

diões, o intere sse dos pesquisadores

pela regiã o e pelo tema da agrobiodi-

versidade, em especial as sementes cri- oulas, re flete uma tendência atual que diz respeito à necessidade de reconhe- cer o papel das populações tradicionais, indíge nas e camponeses, na preserva- ção e manutenção desses recursos, as- sim como reconhece o trabalho que está sendo feito pela atua l administração nesse sentido. “Além da Cristiane, virá também outra pesquisadora no próxi- mo mês que estará visitando os agricul- tores guardiões das sementes”, conclui Pandolfo.

Município recebe dois veículos para Smss

A Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento (Smss) recebeu na terça- feira, 17, uma Van Ducato para o trans- porte de usuários dos serviços em saúde de média e alta complexidade, aos ser- viços de referência como Ijuí, Passo Fun- do e Erechim. A entrega foi feita pelo prefeito mu- nicipal Clairton Carboni e substituirá uma Kombi que vinha sendo utilizada. De acordo com a secretária munici- pal de Sa úde, Joleide Demari Heide- mann, a aquisição do veiculo prima pela qualidade do atendimento e pela huma- nização do serviço. “Nesta situação, os usuários normalmente estão debilitados, fragilizados e merecem conforto e tran- qüilidade no transporte até os serviços de saúde”, conclui a secretária.

Segundo Carboni, o município tem investido na qualidade de atendimento à população portelense, principalmente no que diz respeito à saúde da comunida- de. “Precisamos ter um olhar diferenci- ado”, diz o prefeito, que recebeu R$20 mil através de uma emenda do Deputa- do Jerônimo Goergen, para efetivar a aquisição do veículo. A prefeitura inves- tiu em contrapartida R$87 mil. Também foi entregue para a secreta- ria uma moto Honda Broz 150 cilindradas, que será utilizada pela equipe nas ações de combate às endemias. Os recursos para aquisição desta moto são oriundos da vigi- lância sanitária, com contrapartida do muni- cípio, tendo objetivo de otimizar os servi- ços, considerando distância e acessibilida- de até algumas residências.

CLEBER TESCHE

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro 2012 Geral FOLHA POPULAR REGIÃO SAÚDE Unimed Noroeste/RS

Automóveis serão utilizados para qualificar os serviços da Smss

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro 2012 Geral FOLHA POPULAR REGIÃO SAÚDE Unimed Noroeste/RS
  • 88888 FOLHA POPULAR

Saúde

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

INDICADOR PROFISSIONAL

Saúde bucal: saiba como manter sua boca e dentes saudáveis

FOTOS DIVULGAÇÃO

(MF P) e a concentra ção é em torno de 1000 a

(MF P) e a concentra ção é em torno de 1000 a

A boca desempe nha um papel muito

1100

ppm (partes por m ilhão).

importa nte para o bom funcionamento do

Pa ra criança s, os diferentes sa bore s

e cores

nosso organism o e para nosso de se nvol- vimento. Ela é a responsável pela fala (co-

devem

se rvir de e stímulo pa ra

a

form aç ão do

m unicaç ão oral) e ta mbém pe la ma stiga-

hábito, porém deve ser obser va da a quantidade

ç ão dos alimentos,

dando iníc io ao pro-

de pasta

que se coloc a na e scova.

Suge rim os

que se coloque tra nsversalme nte e não a o longo

c esso de digestão.

Sem c ontar a função

e stética que o sorriso de sempenha. E para

da cabeça da escova.

Os cr e mes a ntipla ca

que o seu sorriso possa fica r sempre boni-

substânc ia s antim ic robianas

e

a ntitár tar o cont êm que reduzem a for-

to e saudável, você precisa cuidar da sua sa úde bucal, m ante ndo a sua boca devi-

maç ão de placa , porém não removem o tá rtaro

já e xiste nte. A remoção de tártaros deverá

sem-

da mente higieniz ada e consulta ndo pe ri- odicame nte o seu de ntista .

pre ser feita pelo Cirurgião-dentista .

A promoç ão e manutenção da saúde

Use corretamen te

o fio d ental

da boca e dos dentes dependem de uma boa higienizaç ão, que abr ange nã o só a

e sc ovaç ão c or reta dos dente s como ta m-

bém o uso do fio de ntal, do crem e dental

O fio dental é tão importante quanto a e sco- va . Ele garante a remoção eficaz de resíduos de alimentos das superfícies laterais dos dentes onde

e sur gimento de cá ries. Quando usado em c on-

veze s

a de quado, e colutórios (boc he cho) .

a e scova não alcança, evita o a cúmulo de placas

Dr. Notelim Caetano de Souza Junior

Dr. Tobias Caetano de Souza

Cada ve z que comem os, uma pelícu-

Cirurgião Dentista

Cirurgião Dentista

la forma da por restos de alimentos, f lui- dos buca is e c olônia s de m icr oor ganis- m os (bactérias) se deposita na supe rfície

junto com a e scova, re move até 26% a mais de placa bac teriana do que o uso isolado da escova. O fio dental deve ser usado diaria mente, an-

de de la . Se a esc ovaç ão for malfeita os proble- mas surgirão mesmo que ela seja feita inúmeras

la forma da por restos de alimentos, f lui- dos buca is e c olônia s

ao dia.

dos dentes. É a PLA- CA BACTERIANA, q ue se permanecer por mais de 24 horas, c omeça a danificar as e str uturas dos dente s e irrita r as gengivas. A escovação é a maneira de remover mecanicamente a plac a bac te riana. Por isso, fazê -la correta- mente é i mportante para atingir seu obje- tivo. Come çando pe la se le ção das e sco-

dos dentes. É a PLA- CA BACTERIANA, q ue se permanecer por mais de 24 horas,

tes da escovação, para r etir ar os re síduos dos locais onde a escova nã o alcança.

  • 1. Use o fio de ntal de a cordo com as dica s

exposta s acima, limpando o dente da esquerda e

o da direita de cada espaç o.

Corte aproxima-

  • a) No lado de f or a de todos os dentes e no

2.

d amente

45

cm de

fi o

lado de

de ntr o dos de nte s de trá s, posic ione a

denta l e enrole as extre- m ida de s nos dedos m é- dios

  • b) Use os dedos po-

le ga res pa ra conduz ir o

f io c uida dosam ente en-

tre os de ntes superiores. Evite o contato brusco do

escova num ângulo de 45º na linha da gengiva e

fa ça pequenos movimentos de vai e vem .

  • 3. Na parte de dentr o dos dentes da f rente,

use a escova na vertica l com movimentos para

cima e pa ra baixo.

  • 4. Na superf íc ie de m astiga ção dos dentes,

use a escova na horizontal com movimentos de

vai e vem . Por últim o, escove a parte de cima língua.

da

fio com a ge ngiva para não ma chuc á-las. c) Curve o fio suavemente ao r edor da super-

  • 5. Divida o tempo de escovaç ão igua lm ente

fio com a ge ngiva para não ma chuc á-las. c) Curve o fio suavemente ao

vas que deverão ter cerdas uniformes e

fíc ie

buc al

de cada de nte

e movimente- o pa ra

entr e os de ntes:

durante 10 segundos c ada gr upo

m ac ias, c om pontas arr edondada s, par a não fer ir a s gengivas. O tam anho da c a-

be ça deve ser tal

que alca nc e os dentes

cima e para baixo, penetra ndo ligeiramente abai-

de 2 dentes.

xo da linha da gengiva, removendo a placa bac-

  • 6. Troque a escova de dentes no mínim o a

p oster ior es c om

conf or to. Existe m no

teria na . Lembre-se de limpar c ada dente sepa-

ca da trê s meses, ou se mpre que estive r com a s

m ercado escovas

de form as e tama nhos

radamente.

cerdas entortadas.

va ria dos. C onsulte o c irur gião- de ntista

  • d) Repita a operação entre os de ntes infe rio-

  • 7. Empregue uma força que não curve muito

par a

saber qual o mode lo mais adequa do

para você.

res, usando os dedos indicadores.

placa. A pa sta idea l para uso diário deve

as c erdas, pois sã o as pontas das ce rda s que re-

Os cremes de ntais aumentam a efic á-

NOTA: Pequenos sangramentos podem ocor- rer no início do uso do fio de ntal. Com o decorrer

alize m a lim pe za. P equena s dic as evitam m uitas

veze s gr an-

c ia da remoção da pla ca bacteriana e ain- da ajuda m a re duzir a formaç ão de nova

do uso os sangramentos devem ce ssar. Caso con- trário, consulte seu dentista.

des problema s quando se tr ata da nossa sa úde buc al. Dicas de prevenção são im portantíssim as no nosso dia-a -dia , por isso, procure o dentista

Dicas d e E scovação

de seis em seis m ese s inicialmente. Esse tempo

ser crem osa e conter flúor. O flúor na pas- ta ge ralme nte e stá na f or ma de fluoreto

Não é a quantidade de e scovação que inf lu-

pode mudar de acordo com o tratamento e a ne-

d e sódio (NaF) ou mono-flúor-fosfato

encia na higienização ideal, ma s sim a qua lida-

ce ssidade de cada pac ie nte .

FOLHA POPULAR Saúde Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 INDICADOR PROFISSIONAL

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

Estiagem

FOLHA POPULAR

99999

APEDIDO EDITAL DE CHAM AM ENTO PÚBLICO N° 0 01 /20 12 OPrefeito Municipal de Derrubadas,
APEDIDO
EDITAL DE CHAM AM ENTO PÚBLICO N° 0 01 /20 12
OPrefeito Municipal de Derrubadas, no uso de suas prerrogativas legais e considerando o dispostono Art. 21, da Resolução/
CD/FNDE n° 38, de 16 de julho de 2009, convoca Agricultores Familiares e Empreendedores Rurais e suas organizações a
comparecer na Prefeitura Municipal – Secretaria de Educação, durante o período de 19 de janeiro a 10 de fevereiro de
2012, com finalidadede apresentar propostas e habilitação para fornecimento de gêneros alimentícios e amostras, que serão
destinados ao atendimento do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, para atendimento da alimentação escolar,
durante os
meses de março, abril, maio,
junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2012.
ITEM
P RODUTO
UND
Q TD.
0
1
Alface lisa ou crespa: nova, folhas íntegras, de 1ª qualidade.
Unidade
300
0
2
Abo brinha, a bó bo ra , mo ranga ou similar; Cor verde ou amarela de boa
qualidade, tamanho médio.
kg
150
0
3
Açúcar masca vo; Co m bo a aparência, desemb olorado
e seco.
kg
100
0
4
Abacaxi; firmes de cor uniforme sem manchas.
Unidades
200
0
5
Batata
doce: nova, de 1ª qualidade, tamanho médio, com casca sã, sem rupturas.
Kg
100
0
6
Batata Inglesa: convencional ou ecológica,
preferencialmente ecológica, nova
em boas condições de consumo, última safra. Com ausência de machucados sujivida-
des, parasitas e lavadas.
Kg
250
0
7
Bergamota: cascas de cor alaranjada ou amarelo-esverdeada, u nifo rmes, firmes,
sem amolecimento e mofos, odor agradável, doces.
Kg
600
0
8
Beterraba :sem folhas, nova,
de 1ª qualidade, tamanho médio, com casca sã, sem
rupturas.
Kg
600
0
9
Bo la cha caseira : de f ar inha de trigo e integral, sabor es diver sos, nova, macia
com boa aparência
Unidade
400
1
0
Brócolis: talos frescos, curtos, tenr os; f lores gr andes, bem f echadas,;cor azul-
esverdeada.
Kg
200
11
Carne bo vina moída : congela do ou resfria da de 1ª qualidade, acondi-
cionada em embalagem plástica flexível, atóxica, resistente, transparente, em pacotes de
1kg, com rótulo contendo a identificação da empresa, registro no SIF ou SISPOA ou
SIM e identificação do tipo de carne, com data de fabricação e prazo de validade de no
mínimo 06 meses. Não pode conter cartilagem, couro, pelos e ossos.
Kg
1.100
1
2
Cebola :limpas, firmes, com a cor br ilhante. A haste deve estar bem seca e não ter
brotos.
Kg
300
1
3
Cenoura: Sem folhas, nova, de 1ª qualidade, tamanho médio, com casca sã, sem
rupturas.
Kg
450
1
4
Chuchu: cor verde bem clara, tenro, firme, sem manchas na casca e no interior, lisos,
sem rugosidades e espinhos.
Kg
150
1
5
Feijã o: Preto ou de cor, novo, seco e limpo e de primeira qualidade
Kg
200
1
6
Laranja: cascas de cor alaranjada ou amarelo -esverdeada, uniformes, firmes, sem
amolecimento e mofos, odor agradável, doces.
Kg
800
1
7
Ma ndioca (Aipim): sem
casca. A po lpa d eve ter co r b ranca
ou
amarelad a
uniforme.
Kg
300
1
8
Massa caseira; de farinha de trigo e integral, sabores diversos, nova com boa
aparência e congelada.
Kg
400
1
9
Mel de abelha: Cor amarela, novo e de aparên cia liqu id a.
Kg
100
2
0
Me lado : co nve ncio na l o u ec oló g ico, pre fere ncia lme nte eco ló gi-
co, novo e de 1ª qualidade.
Kg
200
2
1
Milho v erde: descascado, em grãos, pacotes de ½ kg, de boa apar ência conge-
lado.
Kg
100
2
2
Milho verde espig a: d escascado, d e bo a aparên cia.
Unidade
200
2
3
Ovos: devem estar uniformes, íntegros,
limpos e de casca lisa, sem casca rachada
ou manchada.
Dúzia
1200
2
4
Pães: De farinha de trigo e integral, peso aproximado 50g,
novo com boa aparência.
Unidades
12.000
2
5
Pimentã o: íntegr os, firmes, lustrosos, carnudos e com cabo verde
Kg
80
2
6
Pêssego; firmes de cor uniforme sem manchas com casca sã colhido no dia da
entrega.
Kg
200
2
7
Pepino; Cor verde ou branco, tamanho unif orme, colhido no dia da entrega.
Kg
100
2
8
Rabanete: sem folhas, novos, de 1ª qualidade, tamanho médio para grande, com
casca sã, sem rupturas.
Kg
100
2
9
Repolho:
cor verde-clara, fo lhas frescas, sem descoloração ou deterioração, pé
sólido e bem formado.
Kg
300
3
0
Rúcula :folhas brilhosas e inteiras, muito frescas, tenras e de coloração verde
ra; sem folh as amareladas, com manchas ou marcas de insetos.
escu-
0,5kg
100
3
1
Suco s Naturais vários sa bo res:
suco ( polpa concentr ada) realizado com
fruta convencional ou ecológica de boa qualidade
Litro
200
3
2
Tomate: firmes, lisos,
de cor uniforme, sem manchas ou rachaduras.
Kg
150
3
3
Vagem: convencional
ou ecoló gica, preferencialmente ecológica de
1ª qualidade,
tamanho médio, com casca sã, sem rupturas.
Kg
60
OBS.: Aqualidade nutricional dos produtos será avaliada e atestada pela equipe da Secretaria de Educação, Cultura e
Desporto, e Profissionais da Vigilância Sanitária.
Derrubadas, 19 de Janeiro de 2012.
Almir Ba geg a, Prefeit o Municipal
Registre-se e publique-se
Ana Valéria Gaviraghi Bidin, Secretária Municipal de Educação, Cultura e Desporto.
APEDIDO

E DITAL N º 0 1/ 20 1 2 P ROCESSO SELETIVO SIMP LIF ICADO N.º 0 1/2 0 12

ALENCAR JULIO GROSS, Prefeito Municipal

de Miraguaí, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela

legislação, torna público a abertura do Processo Seletivo Simplificado para cadastro de reserva de contratação temporária das seguintes funções para a Secretaria Municip al de Educação : 0 8 serventes, 10 professores p ara séries iniciais, 02 professores para a disciplina de Educação Física, 01 professor para a Educação Infantil, 01 professor pedagogo(a) para

a Secretaria

Municipal de Educação, 04 monitores de informática, 02 auxiliares para biblioteca, 02 monitores de alunos,

  • 05 vigilantes, 02 motoristas, 01 secretária de escola,

inscrições abertas nos dias 30 e 31 de janeiro e 01 de fevereiro de

2012, junto a Secretaria Municipal de Educação. O edital completo encontra-se afixado no mural de publicações, no site

da Prefeitura Municipal de Miraguaí, e no local das inscr ições.

Miraguaí, RS, 19 de janeir o de 2012.

ALENC AR JULIO G ROS S PREFEITO M UNICIPAL

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE

MICRORREGIÃO ESTIAGEM

Corsan alerta municípios

E m visita à redação do jorna l

Folha Popular na terça-feira, 17, o gerente regional da Com-

panhia Riograndense de Saneamento

(Corsan) Valter Machado Soares, ex-

plicou a situação da região em relação à liberação de água durante a estiagem.

Soares é responsável pelos municípios

de Vista Gaúcha, Barra do Guarita, Der- rubadas, Miraguaí e Tenente Portela.

Segundo e le, é necessá rio evitar

o desperdício, principalmente duran-

te o período de verão, para que a esti- agem não nos atinja. “Recomendo que os usuários de ixem te mpor ariamente de lavar carros, calçadas e irrigar os

gramados. Já temos risco de raciona-

mento na microrregião, por isso, soli- citamos que a população evite tais

de sperdícios”, comenta o gerente.

Situaçã o dos municípios da mi-

crorregião:

Barra d o Guarit a ta mbém não

enfrenta proble mas com o abasteci- mento de á gua e nã o corre risco de

raciona mento. De acordo com Soa-

res estão sendo le vadas da se de do

município duas c argas diárias de 15

mil litros cada para as comunidades

de Esquina Jabuticaba e Jabuticaba.

Ordens vindas do presidente da Cor-

DALVANA BERLATTO / FP

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE

Valter Machado Soares

san Arnaldo Dutra e do super inte n-

dente das Missões Adilson Steffen.

Derrubadas inicia na próxima se- mana a construção de um novo poço

que servirá pa ra o abastecimento do

Parque Estadual do Turvo. Construí-

do ao lado do Centro de Visitantes o

novo poço deverá gerar água sufici-

ente para abastecer todo o Parque. Miraguaí está trabalhando no li-

mite e tem previsão para até o dia 25

de janeiro ser realizada nova ligação

de um poço reserva. Conforme expli-

ca o gerente, se a solicitação da liga-

ção não for acatada e a estiagem con-

tinuar, o município enfrentará racio-

namento ainda no mês de janeiro, pois a chuva da última semana nada mu- dou em relação à situação de emer-

gê ncia dos m unic ípios. “ Par a que aconteça alguma mudança neste sen-

tido,

seria ne cessá rio que chovesse

mais de 50mm durante vários dias”, e xplica Soares. Tenente Portela está trabalhando com a produção normal. O consumo diário municipal é de 1600 m³, distri- buídos e m apr oxim adame nte 15h, sendo que o limite de produção da uni-

da de de abaste cime nto porte le nse seria de 2500m³ a cada 24h. O muni- cípio também conta com uma equipe de profissionais que trabalham à noi-

te, a uxiliados por um apare lho

que

detecta vazamentos visíveis e invisí- veis, para evitar desperdícios. Com este trabalho, foram detectados entre 30 de dezembro e 17 de janeiro, 36 vazamentos. Vista Gaúcha, como Tenente Por- tela, Barra do Guarita e Derrubadas, também trabalha em nível norma l e não corre riscos de racionamento. De acordo com o gerente, a equipe da Corsan encontra-se à disposição para informações sobre a incidência de va- zamentos pelo telefone 3551-1564.

TENENTE PORTELA ESTIAGEM

A estiagem continua afetando a produção

na zona rural do município

Conforme dados da Emater /As- car de Tenente Portela, as culturas de

soja, milho, hortigranjeiros e a produ- ção leiteira estão sendo afetadas pela

estiagem que ocorre na mic orregião e no Estado. Segundo o extencionista da Ema- ter de Tenente Portela, Juliano Pörch,

as chuvas que ocorreram entre os dias

  • 12 e 13 de jane iro, que variaram de

  • 12 a 105 mm nas propriedades, pou-

co r esolveram os problemas com a produção. “A cultura da soja está fi- cando a cada dia mais comprometi- da , não alcançando um tamanho de- sejável, com abortamento de flores e queda de folhas, ultrapassando os 25% de perda. A cultura do milho já ultra- passou os 45% de perda, em decor- rência da quebra do grão e da má qua- lidade da silagem. A produção leiteira

JÚLIO SANTOS / FP

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE

Juliano Pörch

está diminuindo muito, vai

de morar

apr oximada mente 6 me se s par a se

recuperar, isso se chover. A produção dos hortigranjeiros também está pre- judicada, principalmente as folhares

rúcula, alface, chicória e agrião, de- vido ao excesso de calor. Se continu- armos sem chuva, a situação vai pio- ra r”, afirma Pörch. De acordo com Gilmar Canzi, secretário da Agricultura e Meio Am- biente do Município, a secretaria está tr abalhando há dua s sema na s

par a sanar o pr oblema da água na zona rural do município. “Estamos traba- lhando com quatro caminhões-pipa e três retroescavadeiras para fornece r água para consumo humano e animal. P ega mos água para o consumo hu- mano na Corsan de Tenente Portela, que tem poços artesianos de reserva. P ara os animais, estam os busc ando nos Rios Turvo e Parizinho. Comuni- camos que é importante ferver a água, mesmo ela sendo da Corsan e trata- da”, finaliza o secretário.

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE
Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 Estiagem FOLHA POPULAR APEDIDO EDITAL DE

Publicação Legal

  • 1111100000 FOLHA POPULAR

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

Publicação Legal 1111100000 FOLHA POPULAR Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012
Publicação Legal 1111100000 FOLHA POPULAR Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

Geral

Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012

FOLHA POPULAR

1111111111

O que me ajuda a olhar o mundo

Os anos passam e a gente vai aprendendo

a aprender. Tem coisas que nos ajudam a viver

e entender o mundo com dinamismo, preci-

são, cuidado. São livros, amigos, religiões e

filosofias, lugares, filmes, poemas, experiên-

cias, amores, canções, familiares

...

Tudo tecen-

do a teia que amplia o horizonte de nossa

mente e alma. Como trapezistas, seguimos o

fio que direciona o passo, a dança, o equilí-

brio. É lindo e motivador pensar que já somos

menos egoístas, hipócritas, impacientes, into-

lerantes. Agora restam poucas classes para

vencermos, finalmente, o primeiro degrau da-

quilo que chamamos evolução.

O que me ajuda a olhar o mundo Os anos passam e a gente vai aprendendo

* Adriane Lorenzon

A sétima arte, o cinema, me ensinou a ser um tiquinho mais sensível. Isso

com todos os filmes latino-americanos que vi: mexicanos, brasileiros, argentinos

– além dos indianos e japoneses. Não deveria citar uma ou duas películas, pois

me esqueceria de outras. Porém, as de Kurosawa, Iñarritu, Almodóvar e Campa-

nella são espetaculares. Inesquecível é Como água para chocolate de Alfonso

Arau – bela trilha sonora, eu me lembro bem. Cheguei a comprar o CD e o livro

que traz receitas culinárias da autora Laura Esquivel.

Falando em literatura, existem obras que nos pegam pela mão como um

carinhoso professor nos socorrendo na complicada lição. Há livros incompará-

veis, vide Grande sertão: veredas de Guimarães Rosa. Esse é hors-concours!

Escreve o velho Rosa: “Viver – não é? – é muito perigoso. Porque ainda não se

sabe. Porque aprender-a-viver é que é o viver mesmo”; “Eu quase que nada sei,

mas desconfio de muita coisa”; “As pessoas não estão sempre iguais, ainda não

foram terminadas”.

Contudo, o que seria de mim sem os amigos? Uns se dispersaram; outros,

permaneceram. Aprendi e aprendo tanto com eles. As matracas ligadas e muita

conversa boa rolando. Um sonzinho de qualidade superior ao fundo ou o silên-

cio. O barato é ter um ombro, uma solidariedade em alto grau de dedicação.

“Quero ter alguém com quem conversar, alguém que depois não use o que eu

disse contra mim”, me lembra a amiga Marisa, recordando o mestre Renato

Russo. Aliás, os versos do Trovador Solitário são uma escola completa.

Alguns lugares parecem nos levar a um universo paralelo. Paisagens paradi-

síacas, sotaques diferentes, sabores exóticos, praias desertas ou matas fecha-

das. Museus, exposições, shows, arte por toda a parte como em cidades histó-

ricas. Ambientes educativos e um aprendizado ao qual estamos prontos naque-

le momento. Lembro-me de uma viagem que fiz com amigos, aos 24 anos. Um

deles, o Maurício Miguelito, desceu comigo a fenda do Cânion Itaimbezinho.

Sem água ou equipamentos de segurança. Nada era perigoso. Espiar a vida lá

de baixo foi como mirar o céu e avistar Deus.

Quanto às religiões, elas nos ajudam a sobreviver ao caos que edificamos

com nosso livre arbítrio. A melhor delas é a que nos liberta criando um viver

entusiasmado, apesar dos obstáculos. Não dá para perder o ânimo por qual-

quer eventualidade. As doutrinas que incentivam a fé cega nas criaturas amar-

ram-nas numa espécie de prisão ficando difícil o autodesenclausuramento dian-

te do desespero. Depois de entendido isso, fica mais fácil seguir o caminho de,

no meu caso, nosso amigo JC.

Já o quesito “familiares” é, talvez, o que realmente nos desafia ao cresci-

mento. Verifique. Analise a si, a sua família e os acontecimentos da parentela ao

longo dos anos e confirme. Aprende-se muito com todos. A ter paciência, por

exemplo. Ai, ai. A esperar o tempo deles ou a agilizar o nosso andar para

acompanhá-los. Viver em família é uma empreitada complexa a que nos propo-

mos. É igualmente rica e intensa. Ali se formam preciosos elementos, como, o

nosso caráter, os princípios morais, a ética, a generosidade ou o egoísmo.

Grandes sacadas humanas de todos os tempos, poesia e filosofia são duas

senhoras milenares que nos sustentam e suavizam o caminho. Não tiram as

asperezas, mas nos fazem ver as pedras, também chamadas dores, com reno-

vado olhar. Entretanto, não tem pra ninguém: é ele, o Amor, que nos coloca num

mundo jamais imaginado. Amar – o namorado, um doente, um animalzinho, um

morador de rua – é tão profundo que se trata da experiência mais revolucionária

que a vida nos possibilita. Viva o amor em toda a sua plenitude! Experimente!

* Palestrante, pedagoga, jornalista.

driloren@gmail.com - http://www.adrianelorenzon.com.br

TENENTE PORTELA ESPORTE

CTG é campeão municipal

CLEB ER TESCHE

Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR O que me

De acordo com o prefeito municipal a equipe do CTG é insuperável

E m casa, a equipe do CTG Senti-

nela da Fronteira sagrou-se cam-

peã do Campeonato Municipal de

Bochas de Tenente Portela, na noite da sexta-feira, 13. Ma is de ce m pessoa s a compa- nhara m as dua s par tida s f ina is do campeonato entre as equipes CTG Sentine la da Fronteira e Comunida- de de Nossa Senhora da Saúde.

Assim c omo ha via ac onte cido nos jogos de ida, na quinta-feira, 12, a equipe do CTG venceu as duas par- tidas e levou o troféu de campeã. O Campeonato Municipal de Bocha foi organizado pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, atra- vés do Conselho Municipal de Desporto (CMD), com apoio da Administração Municipal de Tenente Portela.

O pre feito Clairton C arboni en- fatizou, durante a entrega da premi-

a ção, a alegria de pode r proporcio- nar, através de sua administração, o incentivo também a este tipo de es-

por te tã o

pr atica do no munic ípio.

“ Este é o maior campeonato que já

vimos aqui em Tenente Portela e os jogadores do CTG são insuper áveis neste momento”, fina liza Carboni.

As 16 equipes participantes do campeonato estavam representadas e foram presenteadas com um terno de

bocha, como incentivo pela participação no certame:

  • - Lajeado Leão

  • - Linha Glória

  • - Daltro Filho

  • - Braço Forte

-

CTG Sentinela da Fronteira

-

Perpétuo Socorro

-

Lagoa Bonita

-

São Sebastião

-

CTG Guardiões da Fronteira

-

Lajeado Filisbino

-

São Pedro

-

São Marcos

-

Marco da Pedra

-

Lajeado dos Machados

-

Nossa Senhora da Saúde

-

Alto Alegre

As equipes que além do terno de bocha receberam troféus e medalhas foram:

CTG Sentinela da Fronteira – CAMPEÃ

Linha Glória – Terceira colocada

Nossa Senhora da Saúde – Vice-campeã

Linha Marco da Pedra – Quarta colocada

TENENTE PORTELA ESPORTE

Atleta portelense disputa Campeonato Gaúcho

A equipe do União Frederiquen- se de Frede rico Westphalen, apre- sentou na segunda-fe ira , 16, o gr u- po de jogador es e comissão téc ni- ca que irá disputa r a divisão de ace s- so do Campeonato Gaúcho de 2012. Celso Luiz de Oliveira pr esiden- te do clube analisou de forma positi- va o tra ba lho r ealiz ado em 2011 e afirmou que a direção do clube não medirá esforços para que o objetivo, de subir pa ra a primeira divisão do futebol gaúcho, traçado no início do ano venha a ser realiz ado.

DIV ULGAÇÃO Marcel Stecker
DIV ULGAÇÃO
Marcel Stecker

Rodrigo Bandeira será nova- me nte o técnico da e quipe do União

e o portelense Marc el Stecker, que ne ste ano disputa rá a c ompetiç ão pela segunda vez, afirmou que a q uali dade do grupo apres entado coloca a equipe como uma das for- te s concorr entes a c onquista r um a da s va gas par a a e lite do f utebol gaúcho. A competição inicia no dia 4 de m arç o e c ontar á com duas c haves de dez clubes, cla ssifica ndo seis. Os tr ês últimos de cada cha ve ser ão rebaixados pa ra a Segunda Divisão.

Geral Tenente Portela - 14 a 21 de janeiro de 2012 FOLHA POPULAR O que me
FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

FOLHA POPULAR

ANO XII

l N 0 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO DE 2012

l

R$ 2,00

TENENTE PORTELA SEGURANÇA

Brigada Militar intensifica ações para proteger a sociedade

O tenente Eleandro Braun, que

assumiu o comando do Pelo-

tão da Brigada Militar de Te-

170,57%, que é calculada por número

de habitantes. Mesmo com este qua- dro desfavorável, a Brigada Militar ate nde a comunidade da melhor forma possí- vel. Intensificamos o patrulhamento, pois ha- via um grande número de ocorrências de fur- to, principalme nte de noite . Queremos apr o-

veitar a oportunidade e

dize r

que estam os à s

ordens pa ra pre sta r

o

serviço de proteçã o

a

DALV ANA BERLATTO / FP

FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

Eleandro Braun

sociedade. Além dos telefones 190 e 3551-1344, temos o celular de emer-

gência 9951-2203. Se for necessário, podem nos ligar que estaremos pron- tos para atendimento”, conclui o te- nente Braun.

CRISTOFER SILVEIRA / FP

FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

Sede do Pelotão da Brigada Militar de Tenente Portela

 

nente Portela no dia 14

de outubro de 2011, em

SÁBADO, 21/01

DOMINGO, 22/01

visita ao Folha Popular

 
na quinta-feira, 19, dis- se que está realizando ações para aproximar a
na quinta-feira, 19, dis- se que está realizando ações para aproximar a

na quinta-feira, 19, dis- se que está realizando ações para aproximar a

18ºC

18ºC

sociedade da Brigada

34ºC

33ºC

Militar, porque sem o

0 mm

0 mm

0 mm 0 mm auxílio da comunidade

auxílio da comunidade

 
 

FASES DA LUA

 

não se pode fazer um bom trabalho para aten-

 

23/01

  • - der a população.

07/02 - - 31/01 14/02 -
07/02 -
-
31/01
14/02 -
FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO
FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

“O Pelotão, com sede em Tenen-

te Portela, abrange os municípios de

Barra do Guarita, Derrubadas, Mira-

guaí e Vista Gaúcha. Estamos ope- rando na região com uma defasagem de ef etivo de apr oxim ada mente

TENENTE PORTELA SEGURANÇA

O Conselho Municipal Anti-Dro- gas (C om ad) de Tene nte Porte la, que c om pleta rá em ma rç o dois anos, é responsável pela fiscaliza-

Comad realiza trabalho de prevenção e fiscalização no município

ção e prevenção do uso de drogas no município. P articipam do Conselho inúme- ros órgãos convidados, dentr e eles o

ARQUIV O / FP

Hospital Santo Antônio, Poderes Exe- cutivo e Legislativo, Brigada Mili- tar, Políc ia Civil, secretarias muni- cipais e outras. As pessoas po- de m auxili ar a equipe, com de- núncias que aju- dem a diagnosticar e pre venir o uso e venda de drogas. As denúncias po- dem ser feitas pelo telefone plantão da

posição dos pais, com a questão dos limites em relação a tudo, desde que a criança nasce”, explica Janine afir- ma ndo que Te nen te Porte la é uma gra nde rota dos tr aficantes, o que deixa a população

vulnerá ve l, devido às

f ronte ira s com S anta

Catarina e Argentina. C onf orm e explica a pre sidente, o Conse- lho precisa de parc eri- as mais efetivas, pois os

DALVANA BERLATTO / FP

FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

Janine Rhoden

FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

Reunião do Comad com representantes de entidades parceiras

Brigada Mil itar (55)9951-2202, e não é necessária a identificação do colaborador. De acordo com a presidente do Comad, Janine Maisa Rhoden, deve- se começar o combate pelo lado pre- ventivo e educativo. “Acredito que o uso de drogas é uma questão bem familiar, tem muito a ver com a im-

repre se ntantes das en- tida des sã o tr oca dos constantemen- te e não é possível o fortalecimento dos pr ojetos e programas desenvol- vidos. “Esper amos que este ano os

  • c olaboradores e parce iros auxilie m

m ais o Conselho para que as ações

possam ser concretiza da s ma is fa -

  • c ilme nte” , afirma .

FOLHA POPULAR ANO XII l N 562 l TENENTE PORTELA - 14 A 21 DE JANEIRO

Interesses relacionados