Você está na página 1de 3

MELHORES PRÁTICAS EM BUSINESS INTELIGENCE (BI)

(http://www.sdn.sap.com/irj/boc/bi-best-practices)

HÁ UMA ESTRATÉGIA?

BI continua a ser a prioridade de investimento para os CIOs. O fator de sucesso mais crítico para um programa de BI é ter uma estratégia definida. No entanto, poucas empresas têm uma estratégia abrangente para a área. Por quê? As principais barreiras para a construção de uma estratégia de BI bem sucedida incluem a falta de alinhamento entre TI e o negócio e a tendência em saltar para as decisões de tecnologia ou diagramas de arquitetura sem considerar os problemas de negócio que a organização está tentando resolver.

Quais são os sinais de que a empresa não tem uma estratégia de BI?

A Estratégia de BI consiste de particularidades arquiteturais;

TI fica pedindo ao negócio quais relatórios de que necessitam;

O primeiro passo é a construção de um Data Warehouse;

Nenhum dos membros da equipe de BI consegue articular a estratégia de negócios da empresa;

Não há métricas definidas para medir o progresso dos projetos.

Exemplos de questões normalmente atendidas por uma estratégia de BI:

Temos informações suficientes para tomar decisões críticas de negócio?

Que capacidades são necessárias para tornar a informação disponível e útil?

Estamos usando informações para identificar vantagens estratégicas e competitivas?

Qual deve ser o roteiro de iniciativas de alto nível na área de BI?

O que é a nossa visão para a acessibilidade e uso da informação?

Para quais decisões de negócio nós geralmente não temos informações suficientes?

Quais métricas devemos usar para gerenciar a implementação do BI e cumprir as metas de negócios?

Qual o modelo de governança que precisamos usar para apoiar as iniciativas de BI?

Como devem ser nossos processos; aplicativos e organização para cumprir a nossa visão de BI?

Que conjunto de ferramentas devemos usar para cumprir a nossa visão de BI?

MELHORES PRÁTICAS

1. Encontrar um Patrocinador Executivo de alto nível

Um Patrocinador Executivo é alguém que pode entender o valor do BI e promover o projeto em toda a organização. Estudos de caso BI reportam que um suporte executivo de alto nível é uma das principais razões para o sucesso. O papel de um patrocinador executivo inclui:

Defender o programa;

Influenciar e ganhar a confiança de outros executivos;

Aprovar o orçamento necessário para os projetos.

2. Criar um Centro de Competências em BI (BICC - Business Intelligence Competency Centre)

Por vários motivos, o fator crítico para o sucesso do BI é ter as pessoas certas e as práticas de gestão do programa no devido lugar. Assim, ter uma ampla base BICC é um fator crucial. O papel do BICC é:

Desenvolver o plano estratégico global e as prioridades dos projetos;

Definir e implementar os requisitos (incluindo aqueles de qualidade e governança);

Ajudar a organização a interpretar e aplicar o conhecimento para tomar decisões de

negócios. O BICC deve ser um grupo inter-organizacional que abrange pessoas qualificadas em Negócios, TI e Análise de Indicadores.

qualificadas em Negócios, TI e Análise de Indicadores. Gartner Group, Agosto de 2007 – Como definir

Gartner Group, Agosto de 2007 – Como definir e executar com sucesso o BICC.

Em relação à figura acima, convém esclarecer:

Business Skills: Exemplos de habilidades em negócios incluem a compreensão das necessidades das diversas áreas de negócio da empresa e a capacidade de ajudar os gestores a definir as prioridades através de análises das conseqüências de suas escolhas.

TI Skills: As habilidades em TI incluem a capacidade em compreender a infra-estrutura usada no BI e sua implicação nos negócios e no atendimento aos requisitos. Compreende também o entendimento de como acessar e gerenciar as informações necessárias para suportar os negócios da organização e os requisitos necessários às análises.

Analytic Skills: Exemplos de habilidades em análise incluem fluência em aplicações analíticas e na pesquisa aos problemas de negócio. Também foca na criação de modelos que ajudam a analisar e resolver esses mesmos problemas.

Dependendo do tipo de organização, o BICC se reportará a um executivo de alto nível, como o CIO ou um diretor de estratégia. Alguns exemplos de organogramas usando BICC são citados a seguir.

exemplos de organogramas usando BICC são citados a seguir. Gartner Group, Agosto de 2007 – Como

Gartner Group, Agosto de 2007 – Como definir e executar com sucesso um BICC.

3. Alinhar TI e Negócios

Um dos fatores críticos para o sucesso do BI é o alinhamento entre TI e negócios. É importante identificar a intenção e a expectativa das iniciativas do BI em relação aos gestores dos negócios. Os objetivos do BI devem ser cuidadosamente alinhadas com os objetivos e as estratégias de negócio da organização. Compreender as necessidades de informação em toda a organização (assim como dos grupos de interesse), é a chave para o sucesso. Isso certamente incluirá a priorização das necessidades pelas partes interessadas. Essa atividade de seleção de prioridades deve ser transparente e acordada entre as lideranças do BI e as demais áreas envolvidas (stakeholders). E se possível, mapear os impactos do BI nos objetivos corporativos.

4. Definir Arquitetura e Padrões

Definir a arquitetura para diferentes componentes da infra-estrutura de BI. Desenvolver e manter padrões sobre metodologias, definições de processos, ferramentas e tecnologias necessárias para implementar BI.

5. Desenvolver o roteiro, medir o progresso e o sucesso esperados

É importante desenvolver um roteiro para medir o progresso e gerenciar os principais pontos de decisão dentro do cronograma do programa. E também desenvolver os indicadores que irão medir tanto a implementação quanto o nível de sucesso do BI.