Você está na página 1de 12

UNEB – UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

DEPTº DE CIÊNCIAS) HUMANAS – CAMPUS V – SANTO ANTÔNIO DE JESUS


GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO À DISTÂNCIA
PÓLO: VITÓRIA DA CONQUISTA
DISCIPLINA: ECONOMIA (MACRO E MICRO

Equipe:
Annabel Oliveira Andrade de Benedictis
Inara Marli Pinheiro Teles Silva
José da Paixão Souza Lobo
Marianna Amanda Santos Moreira
Os Efeitos da
Crise Financeira
Mundial da
Cafeicultura na
Região Sudoeste
da Bahia
Um Pouco de História

• No Brasil, o café chegou pela


região norte, por Belém, em
1727, trazido pelo sargento-
mor Francisco de Melo Palheta.

• O café foi levado por viajantes


e mascates para o nordeste,
chegando na região Sudeste
em 1760, primeiro no Rio de
Janeiro e logo depois em São
Paulo.

•A cafeicultura na Bahia surgiu


a partir da década de 1970,
A Cafeicultura na Bahia

A Bahia tem três regiões produtoras de


café:

# A do Planalto de Conquista, com o


tradicional Café Arábica;

# A Litorânea, no extremo sul, com


predominância do Café Robusta;

# E a do Oeste Baiano, também


produtora do Café Arábica, região de
cerrado com irrigação, detendo alta
tecnologia para café irrigado.
A Cafeicultura na Região
Sudoeste da Bahia
• O Planalto de Vitória da Conquista é
uma região tradicional produtora de
café arábica.

• O plantio é realizado em altitudes que


variam de 700 a 1400, possuindo um
clima propício para uma colheita
seletiva e parcelada, propiciando um
café da mais alta qualidade.

• Os municípios produtores da Região


Sudoeste são Vitória da Conquista,
Barra do Choça, Encruzilhada, Planalto,
Ribeirão do Largo, entre outros.
Produtores Baianos e os Efeitos da
Crise Financeira Internacional

• A crise financeira internacional começou a


afetar os produtores baianos, que já sentem
os efeitos da instabilidade econômica. O
setor do agronegócio começou a demitir
funcionários.

• Os produtores de café, que respondem por


3% da produção nacional na Região
Sudoeste da Bahia, estão apreensivos e
preferem agir com cautela até a situação
econômica se estabilizar.
Ações do Governo Federal e Estadual para a
Contenção da Crise
# Lei 11.922, 13 de abril de 2009 proveniente da
conversão da Medida Provisória 445 prevê que os
mutuários que possuam financiamentos de
Alongamento do Funcafé (*Dação em Pagamento),
cujo vencimento final era previsto originalmente
em 2014, possa reescalonar o saldo devedor até
2020.

# As medidas anunciadas em 13.04.09, pelo


Governo do Estado da Bahia, como o lançamento
do programa de opções públicas que visa proteger
o produtor contra oscilações nos preços e a
formação de um grupo para traçar um diagnóstico
da cafeicultura ficaram aquém das reivindicações
do setor.

*Dação em Pagamento significa substituição de


divida.
Os Rumos da Cafeicultura na Região
Sudoeste da Bahia
• Incremento dos chamados cafés de qualidade,
direção na qual o consumo do brasileiro cresce
a passos largos, cerca de 6% por ano, contra o
pico de 2% da média do mercado referente à
bebida.

• Aumentar a exportação para o café solúvel, e


arábico (comum), que tem grande aceitação no
mercado externo e recebeu importantes
prêmios.

•A região detém, ainda, o título de 5º melhor


café do País, segundo a Associação Brasileira
da Indústria do Café (ABIC).

•A média produtiva está abaixo das 25


sacas/hectare colhidas no oeste baiano, por
exemplo, mas a produção individual supera
essa marca com folga. Alguns colhem acima de
100 sacas por hectare.
Uma Pausa para o Café

• A bebida também já inspirou importantes


obras artísticas, como o quadro "Café",
pintado por Cândido Portinari em 1935, e a
"Cantata do Café" ("Kaffekantate"), de
Johann Sebastian Bach, composta em 1732.

• Além de ser um dos produtos mais


consumidos no mundo, o café possui
também um lado místico. A crença de que as
figuras formadas pela borra no fundo da
xícara têm o poder de revelar fatos sobre a
vida da pessoa que a tomou (cafeomancia).

• No brasão nacional do Brasil há um ramo


de café, o que demonstra sua importância
para o país.
Uma Luz no Fim do Túnel

• Apesar da queda no preço da


commodity, que está em torno de 135
dólares a saca, os preços competitivos
somados à abundante oferta de café no
mercado devem garantir o recorde no
volume de exportações da commodity
na safra 2008/09.

•A expectativa dos analistas é que os


embarques atinjam o volume histórico
de sacas até junho, período que se
encerra a apuração dos anos safra.
Qualidade Reconhecida

# As iniciativas surtiram efeito pois o


café da região ganhou em qualidade e
agregou valor.

# A Fazenda Viçosa, no município de


Barra do Choça, região do Planalto, nos
40 hectares da propriedade, é realizada
a produção do café cereja despolpado -
considerado de melhor qualidade.

# Todas as 2.500 sacas de arábica são


destinadas ao mercado externo,
sobretudo ao Japão.

# "Já vendi todo o café dessa safra e


por um bom preço: R$ 340,00 a saca",
diz o proprietário Giano Brito.
REFERÊNCIAS

CARAÍBAS FM 100,7 – Disponivel em:


<http://www.caraibasfm.com.br?Mostra.asp?Notícias. Acesso em
08 mai 2009.
FAEB - Disponível em <http://www.faeb.org.br>. Acesso em: 19
abr.2009
OLIVEIRA, Jacson Tavares de, et al, Professores , MS do IFEBA-
Vitória da Conquista e UESC-Ihéus-Bahia . Modificações ambientais
e sócio econômicas decorrentes do desenvolvimento da
cafeicultura em Barra do Choça <Bahia Agrícola, v.8 n.1, Nov
2007.> Disponível em : <http://www.seagri.ba.gov.br/artigos>
.Acesso em: 08 mai 2009.
REVISTA CAFEICULTURA, Disponível em <
www.revistacafeicultura.com.br/index.php?tipo=ler&mat=19737 - 56k
>. Acesso em 10 mai 2009.
SEAGRI – Secretaria da Agricultura do Estado da Bahia. <http://
www.seagri.ba.gov.br >. Acesso em: 19 abr 2009.