Você está na página 1de 26

Acesso

Ethernet

Ethernet é uma tecnologia de interconexão


para redes locais - Local Área Networks
(LAN) - baseada no envio de pacotes. Ela
define cabeamento e sinais eléctricos para
a camada física, e formato de pacotes e
protocolos para a camada de controle de
acesso ao meio (Media Access Control -
MAC) do modelo OSI. A Ethernet foi
padronizada pelo IEEE como 802.3. A partir
dos anos 90, ela vem sendo a tecnologia de
LAN mais amplamente utilizada e tem
tomado grande parte do espaço de outros
padrões de rede como Token Ring, FDDI e
ARCNET.
Características:

• A tecnologia Gigabit Ethernet é apontada


como uma óptima opção para redes de
telecomunicação de alta velocidade. A
migração das tecnologias Ethernet e Fast
Ethernet para a tecnologia Gigabit Ethernet
não exige grande investimento, já que as
especificações técnicas são mantidas, em
especial o quadro Ethernet que se mantém
em virtude da compatibilidade com as
demais tecnologias Ethernet.
• A rede Gigabit Ethernet suporta transmissões
no modo Half-duplex e Full-duplex. No geral,
ela é compatível com as suas antecessoras,
mas algumas mudanças foram necessárias
Vantagens:
• A popularidade da tecnologia;
• O baixo custo para a migração;
• O aumento em 10 vezes da velocidade
e desempenho em relação a seu
padrão anterior;
• A tecnologia é a mais utilizada
actualmente, economizando dinheiro
e recursos na hora de sua migração;
• O protocolo não possui nenhuma
camada em diferente para ser
estudada.

Desvantagens:
• A principal desvantagem da tecnologia é que
ela não possui o QoS (qualidade de serviço)
como a sua concorrente, a ATM. O QoS monta
um esquema de prioridades, formando uma
fila de dados a serem enviados e recebidos,
deixando na frente da fila os dados definidos
como prioritários. Na Realidade o Qos não e
feito por protocolo, mas, sim pelos activos de
rede tais quais: switchs, roteadores, firewalls
e etc.
• Sem o QoS, a rede não tem como definir o dado
a ser enviado como prioritário, o que pode ser
prejudicial em certas ocasiões, como em uma
videoconferência, onde a qualidade de
imagem, movimento e som podem perder
desempenho caso a rede esteja sendo usada
simultaneamente com outros propósitos.
Token Ring
• Token ring é um protocolo de redes que
opera na camada física (ligação de dados)
e de enlace do modelo OSI dependendo
de sua aplicação. Usa um símbolo (em
inglês, Token), que consiste numa trama
de três bytes, que circula numa topologia
em anel em que as estações devem
aguardar a sua recepção para transmitir.
A transmissão dá-se durante uma
pequena janela de tempo, e apenas por
quem detém o Token.
• Este protocolo foi descontinuado em
detrimento de Ethernet e é utilizado
actualmente apenas em infra-estruturas
Características:
 Uma rede Token ring é uma implementação
do IEEE 802.5. O que a distingue das demais
redes é seu método de acesso ao meio, muito 
mais do que seu layout físico. Uma rede Token
ring possui as seguintes características
• Topologia em anel estrela
• Método de acesso baseado na passagem de
Token
• Cabeamento par trançado blindado e não
blindado (IBM tipos 1,2 e 3)
• Taxas de transferência de 4 e 16 Mbps
• Transmissão banda base
• Especificações IEEE 802.5

Vantagens:
• Pequena dimensão dos cabos
• Desenho de cablagem simples
• Não ser necessário armário ou
equipamentos concentrados.

Desvantagens:
• A falha de um nó provoca a falha da
rede.
• Dificuldade de localizar a falha
• Acrescentar novos pontos de rede
Tipologias
Estrela (Star):

Numa topologia em estrela, os


computadores da rede estão ligados


a um sistema material central
chamado hub ou concentrador. Trata-
se de uma caixa que compreende
diversas junções às quais se podem
conectar os cabos provenientes dos
computadores. Este tem como papel
assegurar a comunicação entre as
diferentes junções.

Características:
– Existe um dispositivo central
• Concentrador (hub) ou

encaminhador (switch)
• Todo o tráfego da rede passa por

este centro
Vantagens:
• Apenas a estação conectada pelo
cabo pára
– Facilidade de manutenção

– Facilidade de identificação de

problemas
– Facilidade de ampliação

• Pode-se aumentar o tamanho da

rede sem a necessidade de


interromper o seu funcionamento

Desvantagens:
• Necessidade de maior quantidade de
cabos
• – Paralisação total no caso de falha
no equipamento do centro

Barramento (Bus):

Uma topologia em bus a organização


mais simples de uma rede. Com


efeito, numa topologia em bus todos
os computadores estão ligados a
uma mesma linha de transmissão
através de cabo, geralmente coaxial.
A palavra “bus” designa a linha física
que liga as máquinas da rede.

Características:
• Na transmissão de um pacote de dados
todas as estações recebem esse
pacote
• No pacote, além dos dados, há um
campo de identificação de endereço
de destino (número)
• Apenas a placa de rede da estação de
destino
• Captura o pacote de dados do cabo,
pois é a ela
• Que está endereçada
Vantagens:
• Usa a menor quantidade possível de
cabos
• Layout dos cabos é extremamente
simples
• É fácil instalar e modificar
• É fácil de estender, aumentando a
quantidade de estações -
escalabilidade

Desvantagens:
– Identificação e isolamento de falhas são muito difíceis
 • Cabo coaxial é vítima de problemas constantes de mau
contacto
 • Basta que um dos conectores do cabo se solte para que
todos os PC’s deixem de comunicar com a rede
– Baixa segurança

 • Hackers podem “escutar” a rede


– Fornece baixa velocidade de transmissão

 • Quanto mais estações forem ligadas ao cabo, mais lenta


será a Rede
– Haverá um maior número de colisões

– Dificuldade de ampliação

 • Quando queremos aumentar o tamanho do cabo


necessariamente devemos parar a rede
– Já que este procedimento envolve a remoção do terminador

resistivo
Anel (Ring):
• Numa rede que possui uma topologia
em anel, os computadores são
situados num anel e comunicam
cada um de sua vez.
Características:
Nesta topologia
– Eles vão-se ligando uns aos outros

formando um anel
• Cabo não tem início nem fim

– Cada estação funciona como repetidor

• Reforçando os sinais entre uma estação e

outra
– Dados percorrem o anel em sentido único


Vantagens:
Baixo consumo de cabo
– Regeneração do sinal em cada nó

permite cobrir maiores áreas



Desvantagens:
• Falha de qualquer nó acarreta a falha da
rede inteira
• – Diagnóstico de falhas é difícil
• – Reconfiguração da rede, quer para
acrescentar, quer
• Para retirar nós é mais complicada.

Malha (Mesh):

• Características:
 Os computadores interligam-se
entre si, ponto a ponto, ou seja,
existem diversos caminhos para se
chegar ao mesmo destino.
 Esta tipologia é muito utilizada em
WAN´s.


Vantagens:

• Existem vários caminhos possíveis


para a
comunicação.

Desvantagens:
• Maior complexidade da rede;
• Elevado preço do equipamento de
interligação de nós.

Trabalho realizado por:


 -Carina Soares Nº:3
 -Inês Soares Nº:5