Você está na página 1de 11

Incensos de Resina

Bárbara Ruiz
Saulo Tiburtius
O que é a Resina?

Figura 1 - Processo de resinagem Figura 2 - Resina escorrendo naturalmente


Fonte: Site Baldios Cortes do Meio – Galeria Fonte: Site InfoEscola - Resinas
Resinagem
Transformação da Resina
Fábrica Destilação
Resina Natural
Indústria de 1ª
(Resinagem)
Transformação
Filtração Aquecimento
(retira as (separa
• tintas, colas
impurezas) aguarrás e pez)
• colas papel (fábricas
de papel)
• borrachas e adesivos
• cosmética, sabões e Pez
sabonetes (colofônia)
• indústria alimentar
(pastilhas elásticas)
Fábrica
• medicina, indústria Indústria de 2ª
farmacêutica (solvente) Transformação Aguarrás
• mistura de tintas e
vernizes (terebintina)
• perfumaria,
desinfetantes, incensos.
História
 O incenso teve sua origem na índia há cerca de 6 mil
anos atrás;
 Os egípcios usavam-no nos rituais de mumificação;
 Os orientais usavam-no em oferendas, honrar os
antepassados e também em cultos;
 Grécia e Roma o utilizavam para “exorcizar demônios”
e honrar os deuses;
 A igreja católica usa-o em alguns dos seus rituais;
 Hoje seu uso é diverso, para aromatizar ambientes,
meditação, curas espirituais e outras crenças.
Tipos – Madeira inteira: Palo Santo
 Esta árvore vive na região sul americana de Gran
Chaco (no norte da Argentina), Paraguai, Bolívia e no
Mato Grosso brasileiro.
 É usado em cerimónias de
ayahuasca, rituais, e
sessões de cura e limpeza.
Seu cheiro é forte e doce
quando queimado, por
isso é usado como
incenso.
Palo Santo usado como incenso
Tipos – Resina: Mirra
 Nativa do nordeste da África (Somália e partes orientais
da Etiópia) encontra-se também no Médio Oriente, Índia
e Tailândia. Cresce em matas e prefere solos bem
drenados e muita exposição ao sol.
 É também o nome dado à
resina colhida de fissuras
abertas na casca da árvore,
que depois de seca se
transforma em grânulos de
coloração amarela-
avermelhada.
Mirra (Commiphora molmol)
Tipos – Resina: Almécega (breu branco)
 Encontramos esta árvore na floresta Amazônica e
também em outras regiões do país, como em MG, BA e
GO, além de Suriname, Colômbia, Venezuela e Paraguai.

 A extração da resina não


implica no derrubamento da
árvore, ela é extraída da
mesma forma que extrai a
borracha das seringueiras e a
sua extração de forma correta
estimula maior produção da
resina na árvore.
Almecegueira, Almíscar, Breu-almécega,
Breu-branco ou Mirra brasileira.
Tipos – Resina: Olíbano
 Olíbano, também conhecido como franquincenso, é
uma resina aromática muito usada na perfumaria e
fabricação de incensos. É obtido de árvores africanas
e asiáticas do gênero Boswellia.
Como usar os Incensos de Resina?

Figura 11 – Carvãozinho
Fonte: Site O Arquivo

Figura 12 - Resina solidificada Figura 13 - Queima do incenso


Fonte: Site Ayowa Fonte: Site DepositPhotos
Incenso: Curiosidades
 Família Burseraceas: rica em Benjoim

qualidades e tipos para aromas e •Proteção de ambientes;


•Atração de sucesso.
incensos;
Olíbano
 O Padre José de Anchieta, •Sensação de proteção e aconchego;
•Limpa as vias respiratórias.
quando celebrou sua primeira
missa em solo brasileiro, utilizou a Eucalipto

resina do Breuzinho em seu ritual e •Limpeza das vias respiratórias.

chamou-a de “A Mirra Brasileira”. Pinho

•Proteção e Fertilidade.
◦ Fonte: Registro de arquivos históricos
Universidade Federal do Rio de Janeiro Breu branco, Almíscar

– FioCruz. •Analgésicas, anti-inflamatórias e


gastroprotetoras
Referências
 INSTITUTO DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DAS FLORESTAS (ICNF). Resinagem. 2016. 14 slides.
 SILVA, M. E.; LOUSADA, J. L. Resinagem: uma atividade que vale a pena repensar. A Importância
Econômica da Resina do Pinheiro na Sustentabilidade da Floresta. 19 mar. 2014. 35 slides
 Natureza Divida (website). Disponível em:
http://www.naturezadivina.com.br/loja/product_info.php?products_id=177 e
http://www.naturezadivina.com.br/loja/product_info.php?products_id=176. Acessos 12 de março de
2018.
 Breuzinho ou Breu-branco: O Aroma exotérico da Floresta Amazônica. Disponível em:
https://incaaromas.com/breuzinho-ou-breu-branco-o-aroma-exoterico-da-floresta-amazonica/.
Acesso 12 de março de 2018.
 Sítio Tamboril. Disponível em: http://sitiotamboril.blogspot.com.br/2010/09/breu-nome-comum-
protium-heptaphyllum.html. Acesso 12 de março de 2018.
 Propriedade dos Incensos. Disponível em: http://www.lendaviva.com.br/site/incensos.htm. Acesso 12
de março de 2018.
 Escolha o incenso adequado para cada objetivo. Disponível em: https://www.terra.com.br/vida-e-
estilo/horoscopo/esoterico/escolha-o-incenso-adequado-para-cada-
objetivo,f20801237df6d310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html. Acesso 12 de março de 2018.