Você está na página 1de 41

Universidade Federal Rural do Semiárido

Campus Pau do Ferros


Disciplina: Ambiente, Energia e Sociedade

GESTÃO AMBIENTAL: UMA


INTRODUÇÃO

Zildenice Matias Guedes Maia


OBJETIVOS
Fonte: http://images.google.com.br/i

Geral Acesso em: 27 jul. 2011

Compreender aspectos conceituais da Gestão Ambiental

Específicos:
*Abordar a Gestão ambiental numa perspectiva interdisciplinar, com
ênfase para as ferramentas, os desafios e as organizações;
*Perceber possíveis aplicabilidades da Gestão Ambiental.

Fonte:
http://images.google.com
.br/imgres?q=imagens+d
o+meio Acesso em: 27
jul. 2011
Introdução:

• Formação de uma consciência da relação ser humano-natureza;

• Conjunto de discursos e reflexões social-científicos;

(LENZI, 2006).

• As causas da degradação ambiental e da crise sociedade-


natureza emergem de um conjunto de variáveis interconexas:
capitalismo/moderniadade/industrialismo/urbanização

(CASTRO; LAYRARGUES;LOUREIRO;2006).
Conceito de Gestão Ambiental

• “É o processo de articulação das ações dos diferentes agentes sociais


que interagem em um dado espaço com vistas a garantir a adequação
dos meios de exploração dos recursos ambientais – naturais,
econômicos e sócio-culturais – às especificações do meio ambiente,
com base em princípios e diretrizes previamente acordado/definidos”
(ALMEIDA,2006, p. 1).

Fonte:http://www.aguadagente.com.br/fotos/ind
ex/page:10 Acesso em: 27 jul. 2011. Fonte:http://www.aguadagente.com.br/f
otos/index/page:10 Acesso em: 27 jul.
2011.
GESTÃO AMBIENTAL
A Gestão Ambiental integra:

• A política ambiental  conjunto consistente de princípios doutrinários


que conformam aspirações sociais e/ou governamentais;

• O planejamento ambiental  estudo prospectivo que visa à adequação


do uso, controle e proteção do ambiente às aspirações sociais e/ou
governamentais expressas;

• O gerenciamento ambiental  conjunto das ações destinadas a regular


o uso, controle, proteção e conservação com os princípios doutrinários
estabelecidos pela Política Ambiental;
(ALMEIDA, 2006).
GESTÃO AMBIENTAL
• Três variáveis fundamentam o processo de gestão ambiental

Diversidade Disposição e
de Recursos tratamento
naturais dos resíduos

Velocidade
de Extração
dos Recursos
Naturais

GESTÃO AMBIENTAL
(PHILIPPI JUNIOR.; ROMERO; BRUNA, 2004)
GESTÃO AMBIENTAL
• Causas dos Problemas Ambientais

Utilização não
Crescimento
Populacional sustentável dos Pobreza
recursos

(MILLER JUNIOR,2008)
GESTÃO AMBIENTAL
• A crise ambiental é um resultado do desconhecimento da lei
(entropia), que tem desencadeado no imaginário economicista
uma “mania de crescimento”, de uma produção sem limites;

• A crise ambiental leva-nos a interrogar o conhecimento do


mundo, a questionar este projeto epistemológico que tem buscado
a unidade, a uniformidade e a homogeneidade

(LEFF, 2006, p. 194).


GESTÃO AMBIENTAL

Reflexos da crise ambiental:

 Aumento do número de pessoas sem acesso aos


recursos necessários;

 Aumento da população urbana;

 Estado de degradação ambiental; Fonte:http://ambienteasdireitas.blogsome.com/2007/05/Acess


o em: 27 jul. 2011.

(MILLER JUNIOR,2008)
GESTÃO AMBIENTAL
• Evolução da Gestão Ambiental

• Revolução Industrial – Intensificação do modelo de desenvolvimento e


crescimento econômico;

• Década de 1960:
• Publicação do livro Primavera Silenciosa – Rachel Carson – 1962;

• Clube de Roma – América Latina – 1968;

• Conferência Intergovernamental para o Uso Racional e a


Conservação da Biosfera – ONU e UNESCO – 1968;

(CAMARGO, 2003).
GESTÃO AMBIENTAL

• Década de 1970

• Clube de Roma – Limites do Crescimento – 1972;

• Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente


Humano (Estocolmo 1972 – Relatório Nosso Futuro Comum
- Relatório Brundtland);

(CAMARGO, 2003).
GESTÃO AMBIENTAL
• Década de 1980
• Regulamento da atividade Industrial;

• Realização de Estudos de Impacto Ambiental e Relatório de


Impacto Ambiental – EIA/RIMA;

• Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento –


CCMAD – Comissão Brundtland – 1983;

• Relatório Nosso Futuro Comum – 1987;

• Convenção de Basiléia – 1987;

(CAMARGO, 2003).
GESTÃO AMBIENTAL
• Década de 1990

• Documento Cuidando do Planeta Terra – União Internacional para


Conservação da Natureza (UICN); Programa das Nações Unidas para o
Meio Ambiente (PNUMA); Fundo para a Vida a Selvagem (WWF) –
1991;

• Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e


Desenvolvimento (CNUMAD) – 1992

(CAMARGO, 2003).
GESTÃO AMBIENTAL
• Década de 1990

• Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e


Desenvolvimento (CNUMAD) Rio 92 – 1992:
• Declaração do Rio de Janeiro sobre o meio ambiente e o
desenvolvimento;
• Convenção sobre Mudanças Climáticas;
• Declaração de princípios e florestas;
• Agenda 21
•Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável
•Johannesburgo, África do Sul em 2002
(CAMARGO, 2003).
GESTÃO AMBIENTAL
• Política Ambiental
• A Legislação Brasileira
• Lei da Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6938/81)
• Cria o CONAMA
• Lei da Política Nacional de Recursos Hídricos (Lei 9433/97)
• Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Lei
9985/00)
• Lei de Crimes Ambientais (Lei 9605/98)
• As leis ambientais brasileiras são juridicamente avançadas porém
com problemas quanto ao rigor no cumprimento.
• Ineficiência do Estado em fiscalizar e punir os infratores.
GESTÃO AMBIENTAL
• Ferramentas de Gestão Ambiental

Sistemas de Gestão Ambiental: procedimentos para


gerenciamento eficaz das relações entre desenvolvimento
econômico e meio ambiente;

Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto


Ambiental: parte do processo de Avaliação de Impacto
Ambiental;

Adoção de medidas de Controle da Poluição por parte das


Empresas;

(BRAGA, ET AL., 2005).


GESTÃO AMBIENTAL
Gestão Ambiental no contexto das Organizações
 As empresas passaram a assumir uma postura de
Responsabilidade Socioambiental corporativa;

 Os consumidores tornaram-se mais responsáveis quanto as


suas opções;

 Identificação e avaliação das empresas por meio de selos e


certificados;

(DEMAJOROVIC, 2008).
GESTÃO AMBIENTAL
Importância da Gestão Ambiental para as Organizações

• Preservação ambiental = Vantagem competitiva;

• Organizações com imagem positiva no âmbito social tendem a


ser mais atraentes;

• Abordagem sistêmica aplicada à gestão ambiental –


crescimento econômico e conservação da natureza;

(PERSON EDUCATION DO BRASIL, 2011).


GESTÃO AMBIENTAL
Ecoeficiência: explorar o ecossistema de forma responsável,
diminuindo os impactos econômicos e ambientais da produção;
Aproveitar as
fontes de
Reciclar energia limpa
disponíveis Reduzir o
materiais número de
acidentes
Gestão
Ambiental
Diminuir o Reduzir o lixo
consumo tóxico
de energia
Racionar o
uso de
matéria-prima
Estratégias que compõem o paradigma da
ecoeficiência (PERSON EDUCATION DO
BRASIL, 2011).
GESTÃO AMBIENTAL

Ênfase na sustentabilidade

Prevenção da Poluição Prevenção e redução de resíduos

Proteção do habitat das espécies Menos desperdício de recursos

Estabilização da população Proteção do capital natural


(MILLER Jr. 2008, p. 4)
GESTÃO AMBIENTAL
Quatro Princípios de Sustentabilidade: Imitar a natureza

Energia Solar Controle Populacional

Princípios de
Sustentabilidade

Reciclagem de Nutrientes Biodiversidade

(MILLER Jr. 2008, p. 4)


GESTÃO AMBIENTAL
• Um caminho para a sustentabilidade

Capital Natural Degradação do


Capital Natural Soluções

Os indivíduos fazem a
Compromissos
diferença

(MILLER Jr. 2008,p. 4)


GESTÃO AMBIENTAL
• O desafio da Sustentabilidade

• A sustentabilidade é o tema do nosso tempo, no final do século


XX e a transição para o terceiro milênio, a transição da
modernidade para uma pós-modernidade truncada e inacabada,
incerta marcada pela diferença, diversidade, democracia e
autonomia
(LEFF, 1998, p.11).

• A capacidade dos diversos sistemas da Terra, incluindo as


economias e sistemas culturais humanos, de sobreviverem e se
adaptarem às condições ambientais em mudança
(MILLER Jr., 2008, p. 3)
GESTÃO AMBIENTAL

Comunidade
planetária;

Reconhecer a Terra
como mantenedora
da vida;

Reconhecer o
todo nas partes e
as partes no todo;

(BOFF, 2005).
GESTÃO AMBIENTAL
• A Gestão Ambiental em uma perspectiva interdisciplinar

• Fragmentação do conhecimento;

• Necessidade de um pensamento da complexidade;

• “A interdisciplinaridade e a teoria de sistemas emergem como


dispositivos metodológicos para a constituição de um saber
holístico”.

(LEFF, 2006, p 374).


GESTÃO AMBIENTAL
A Gestão Ambiental em uma perspectiva interdisciplinar

• A perspectiva do saber ambiental problematiza as teorias


constituídas pelos paradigmas das disciplinas para internalizar uma
dimensão ambiental;

• Retotalizar e reunificar o conhecimento;

• A construção de um futuro sustentável é um campo aberto ao


possível, gerado no encontro de outridades em um diálogo de
saberes;

(LEFF, 2006, p. 374).


GESTÃO AMBIENTAL
• A Gestão Ambiental em uma perspectiva interdisciplinar

•O diálogo de saberes é formulado a partir do


reconhecimento dos saberes – locais, autoctónes,
tradicionais – é a abertura para a diversidade;

Reapropriação Campo de Novas


de saberes; debate identidades

(LEFF, 2006, p .374)


GESTÃO AMBIENTAL
• A Gestão Ambiental em uma perspectiva interdisciplinar

• No saber ambiental flui a seiva epistêmica que reconstitui as


formas do ser e do pensar para apreender a complexidade
ambiental;

• A complexidade ambiental inaugura uma nova reflexão sobre a


natureza do ser, do saber e do conhecer, sobre a hibridação de
conhecimentos na interdisciplinaridade e na transdiciplinaridade;
sobre o diálogo de saberes e a inserção da subjetividade, dos
valores e dos interesses nas tomadas de decisão e nas estratégias
de apropriação da natureza
(LEFF,2007,p. 195).
GESTÃO AMBIENTAL
• Desafios da Gestão Ambiental

• Necessidade de uma ação coletiva;

• Exercício permanente da democracia – definição de políticas


públicas;

• Reconhecimento da diversidade e busca da universalidade;

• Adquirir uma visão eco-sócio-sistêmica;

(LEROY, 2002).
GESTÃO AMBIENTAL
• Desafios da Gestão Ambiental
• Um desenvolvimento mais endógeno;

• Um Estado Público;

• Reorientação da produção e do emprego;

• Um território para a sociedade;

(LEROY, 2002).
GESTÃO AMBIENTAL
• Estratégias para as Sociedades Sustentáveis:

• Sustentar a biodiversidade;

(MILER JUNIOR, 2008).


GESTÃO AMBIENTAL
• Estratégias para as Sociedades Sustentáveis:

• Eliminar a pobreza;

(MILER JUNIOR, 2008).


GESTÃO AMBIENTAL

• Estratégias para as Sociedades Sustentáveis:


• Não desperdiçar os recursos energéticos;

• Enfatizar a prevenção da poluição e a redução do desperdício;

(MILER JUNIOR, 2008).


GESTÃO AMBIENTAL
• Aplicabilidade da Gestão Ambiental
• Manutenção da Biodiversidade:
Proteger a
biodiversidade

Utilizar as
Pensar
florestas mais
holisticamente
sustentavelmente

Reabilitar e Proteger os
recuperar os sistemas
ecossistemas terrestres e
danificados aquáticos MILER JUNIOR, 2008
GESTÃO AMBIENTAL
• Aplicabilidade da Gestão Ambiental

• Gestão Ambiental Rural: Agricultura Sustentável


GESTÃO AMBIENTAL
• Aplicabilidade da Gestão Ambiental

• Gestão Ambiental Urbana:


GESTÃO AMBIENTAL
• Aplicabilidade da Gestão Ambiental
Gerenciamento de Resíduos
GESTÃO AMBIENTAL
• Aplicabilidade da Gestão Ambiental

• Políticas Públicas:
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• Necessidade de pensar a Gestão Ambiental sob uma perspectiva
sistêmica;

• Incorporação da Gestão Ambiental na perspectiva da


sustentabilidade;

• A construção de bases de um desenvolvimento alternativo,


depende da capacidade da sociedade criar condições que
propiciem a conscientização e a superação das situações de
opressão, de exploração e de marginalização.

REFERÊNCIAS
ALMEIDA, Josimar Ribeiro de. Gestão ambiental para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Thex Editora., 2006.

• BOFF, L., Ecologia: grito da Terra, grito dos pobres. Atica, S.Paulo 1995

• BRAGA, B. et. al. Introdução a engenharia ambiental: o desafio do desenvolvimento sustentável. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

• CAMARGO, A.L.B. Desenvolvimento Sustentável: dimensões e desafios. 3. ed. Campinas-SP: Papirus, 2003.

• CASTRO, Ronaldo Souza de; LAYRARGUES, Philippe Pomier; LOUREIRO, Frederico Bernardo (orgs.). Sociedade e Meio ambiente: a educação
ambiental em debate. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2006

• DEMAJOROVIC, Jacques. Responsabilidade Socioambiental Corporativa. In: RICARDO, Beto; CAMPANILI, M. (editores gerais) Almanaque Brasil
Socioambiental 2008. São Paulo: ISA, 2007. 551 p

• LEFF, Enrique. Epistemologia ambiental. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

• _______________. Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

• ____________. Saber Ambiental: sustentabilidad, racionalidad, complejidad, poder. Siglo XXI-PNUMA, México, 1998.

• LENZI, Cristiano Luiz. Sociologia ambiental: risco e sustentabilidade na modernidade, Bauru: SP, Educ 2006.

• LEROY, Jean-Piere et. al. Tudo ao mesmo tempo agora: desenvolvimento, sustentabilidade, democracia: o que isso tem a ver com você? Petropólis-RJ:
Vozes, 2002

• MILLER JUNIOR. G. Tyler. Ciência Ambiental. São Paulo: Cengage Learning, 2008

• PERSON EDUCATION DO BRASIL. Gestão ambiental. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011

• PHILIPPI JR. Arlindo; ROMERO, Marcelo A.; BRUNA, Gilda C. (Eds.). Curso de Gestão Ambiental. Barueri, SP: Manole 2004. 1045 p.
•OBRIGADA!