Você está na página 1de 165

Tecnologia e Gestão da

Informação
Professor: Rafael Maia
rmaia@fanor.edu.br
rafael7maia@gmail.com
2/145

Rafael Barreira Maia


• Profissional
▫ Professor Especialista III – DEVRY BRASIL FANOR – 2011.1
▫ Diretor de Comunicação – SUCESU CEARÁ
▫ Analista de TI Líder – TJCE - Vectra
▫ Estudante independente em Governança, Risco e Conformidade
• Formação
▫ FIC
 Superior de Formação Específica em Projetos e Implementação de Redes de
Computadores
 Tecnólogo em Redes de Computadores
▫ FATENE
 MBA em Gerência de Redes de Computadores e Telecomunicações
• Certificações
 ISO 27002 Foundation
 ITIL Foundation V2/V3
 ISO 20000 Foundation ITIL Intermediate OSA
3/145

Apresentação da Disciplina
• Ementa
• Objetivos
• Conteúdo Programático
4/145

Ementa
1. Conhecer e avaliar a importância da informação
dentro de uma organização.
1. Diz respeito à utilização de sistemas e processos
informatizados para realizar sua gestão.
2. Compreender a crescente demanda por
ferramentas tecnológicas que este tipo de gestão
necessita.
3. Identificar os sistemas de gerência das informações
necessárias para uma boa gestão do negócio.
▫ Identificando também seus pontos fortes e fracos.
5/145

Objetivos
1. Identificar o conjunto de informações pertinentes aos processos de
uma empresa.

2. Avaliar as ferramentas disponíveis para dominar e gerar


conhecimento através das informações disponíveis.

3. Reconhecer pontos positivos e negativos dos vários sistemas


gerenciais disponíveis.

4. Avaliar o impacto da utilização ou da não utilização de tecnologia na


gestão da informação.

5. Conhecer as boas práticas difundidas na área de gestão da informação

6. Identificar como um negócio pode se beneficiar e ter competitividade


através do uso de sistemas de gerenciamento da informação.
6/145

Conteúdo Programático
1. Fundamentos da Gestão da Informação
1. Histórico
2. Contextualização
3. Importância
2. Os desafios do gerenciamento da informação
3. A utilização e necessidade de sistemas de informação
4. Tipos de controle e de gerenciamento da informação
5. A tecnologia como aliada da empresa
6. Como utilizar sistemas de informação para gerenciar a informação
7. As empresas e os sistemas de informação
1. Os tipos de sistemas
2. Perspectiva Funcional dos sistemas e sua classificação
3. A constante mudança dos sistemas e seu papel
8. O gerenciamento com tomada de decisão e os sistemas de
informação
9. Aplicações no mundo corporativo
7/145

Agenda
1. Visão Sistêmica da Organização
2. Fundamentos da Gestão da Informação
1. Histórico
2. Contextualização
3. Importância
3. Os desafios do gerenciamento da informação
4. As empresas e os sistemas de informação
1. Os tipos de sistemas
2. A utilização e necessidade de sistemas de informação
3. Perspectiva Funcional dos sistemas e sua classificação
5. Tipos de controle e de gerenciamento da informação
6. A tecnologia como aliada da empresa
7. Seminários
1. Como utilizar sistemas de informação para gerenciar a informação
2. A constante mudança dos sistemas e seu papel
3. O gerenciamento com tomada de decisão e os sistemas de informação
4. Aplicações no mundo corporativo
Cálculos...
• Total de Horas em 14 encontros
▫ 35 HA(Horas Aula)
• Número de Horas por Aula
▫ 2 horas e meia(02:30) – Com intervalo de 15
mínutos
• Professor, mas você faltou e agora só temos 13
encontros, o que vai ser feito?
Curiosidades e Estatísticas...
• Número de estudantes que chegam depois dos 15
minutos de aula é maior do que o número deles
que chegam 19:00 ou antes.
▫ Exemplo: 10 chegam 19 ou antes e 16 chegam
depois(Ou faltam(10%))
▫ Conclusão: Teoricamente perdemos 15 minutos
por aula, onde isso da um total de 3:15
Curiosidades e Estatísticas...
• Nossas aulas teoricamente devem ir até 21:45

• O Número de estudantes que gostariam que a aula


terminasse 21:10/20 é maior do que número de
estudantes que acha que devemos ficar até as 21:45
para atender a carga horária.
▫ Exemplo na prática suposto: 24-25 ficam até as 21:10,
20 ficam até as 21:20 e entre 8-10 ficam até 21:30(mas
muito cansados) e 21:31 só fica o professor.
▫ Conclusão: Teoricamente perdemos 15 minutos por
aula, onde isso da um total de 3:15.
Alternativas...
• 1ª - Começar a aula às 19:00 em ponto
▫ Em 10 horas recuperamos as 02:30
▫ Mas a maioria fica sem o conteúdo falado porque não chegou
• 2ª - Ficar até as 21:45(deveria acontecer na prática)
▫ Em 10 horas recuperamos as 02:30
▫ Mas a maioria fica sem o conteúdo falado porque foi embora.
• 3ª - Marcar uma aula Sábado de Manhã ou Tarde.
▫ 09:00 às 11:45(Intervalo de 15 minutos) ou 14:00 às
16:45(Intervalo de 15 minutos).
• 4ª - O professor gravar as aulas e disponibilizar o mp3
no dropbox,bem como os slides.
▫ Risco a maioria dos estudantes mesmo com essa alternativa não
ouvirem as aulas
12/145

FUNDAMENTOS EM TECNOLOGIA
DA INFORMAÇÃO

1. Visão Sistêmica da Organização


13/145

1. Visão Sistêmica da Organização


 O que é?
1. Uma Competência
2. A capacidade que um profissional tem de "ver" a empresa
como um todo
 O que precisa entender?
1. Como se integram os processos internos
2. Como eles se relacionam com o ambiente externo
3. Como circulam as informações veiculadas através destes
processos internos, desde seus pontos de origem,nos quais
são geradas, até seus destinos, nos quais são utilizadas.
4. Como funcionam e se integram seus processos de
obtenção,transformação e entrega (delivery) de seus
serviços, produtos e informações,ao mercado e,
particularmente, aos seus clientes.
14/145

1. Visão Sistêmica da Organização


• Porque é importante ter?
▫ Para compreender seu papel como membros de uma
equipe na execução de suas tarefas inerentes aos seus
cargos dentro das áreas organizacionais em que
atuam.

• Colaboradores
▫ É Fundamental
▫ É um diferencial
• Gestores
▫ É Vital
▫ É Obrigatório
15/145

1. Visão Sistêmica da Organização


• Pode ser desenvolvida?
▫ Quais são os requisitos a serem atingidos para
tanto?

▫ Quando você pode ter certeza de que você já


possui visão sistêmica?
16/145

Prática
17/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

Fundamentos da Gestão da Informação


18/145

Evolução Histórica
• Pré-História
▫ Antes da popularização dos computadores, os
sistemas de informação nas organizações se
baseavam basicamente em técnicas de
arquivamento e recuperação de informações de
grandes arquivos
19/145

Evolução Histórica
• Pré-História
▫ Nessa época os computadores eram constituídos
de válvulas eletrônicas, era uma técnica lenta e
pouco durável;
▫ Nessa época os computadores só tinham utilidade
cientifica, para poder fazer cálculos mais rápidos.
20/145

Evolução Histórica
• Nova Era
▫ As tecnologias da informação não incluem
somente componentes de máquina;
▫ Com o surgimento de novas tecnologias em
celulares, principalmente 3G/4G, proporcionam
um fluxo de informação em tempo real.
21/145

O que é Gestão da Informação?


Contextualização
• O que a intuição de vocês entende por “Tecnologia
e Gestão da Informação”?

• Gestão
▫ São os mecanismos que têm de ser implantados
para que tendências instintivas (naturais)
originadas no auto-interesse das pessoas, sejam
canalizadas para o interesse da empresa. -
Clemente Nobrega
22/145

O que é Gestão da Informação?


Contextualização
• Gestão
▫ “A gestão, também chamada gerenciamento ou
administração, é uma ciência humana fundamentada em um
conjunto de normas e funções elaboradas para disciplinar
elementos de produção. A administração estuda
os empreendimentos humanos com o objetivo de alcançar um
resultado EFICAZ e RETORNO (com ou sem fins lucrativos) de
forma sustentável e com responsabilidade social”. (LAUDON;
LAUDON, 2003)
23/145

O que é Gestão da Informação?


Contextualização
• Informação
▫ DADOS x INFORMAÇÃO

• DADO = fato isolado, sem valor em si. Forma bruta

• INFORMAÇÃO = dados organizados (processados) de tal


forma que tenham valor agregado.

Dados Processamento Informação


24/145

O que é Gestão da Informação?


Contextualização
• É o processo que consiste nas atividades de busca,
identificação, classificação, processamento,
armazenamento e disseminação de informações
para a solução de problemas organizacionais;
▫ Independe do formato ou meio em que se encontra
(seja documentos físicos ou digitais).
25/145

Qual o Objetivo? Contextualização

• Fazer com que as informações cheguem até as


pessoas que necessitam delas para tomar
decisões no momento certo.
26/145

Gestão da Informação nas Empresas

• Para que a informação seja utilizada


estrategicamente, é fundamental que a
informação seja gerida em favor da
sobrevivência e competitividade
organizacional
27/145

Gestão da Informação nas Empresas


• Este processo, a Gestão da Informação (GI),
é responsável por gerir tanto os recursos
internos quanto os externos à organização.

• Para que isso se realize, a GI deve se apoiar em


políticas organizacionais que propiciem a
sintonia e o inter-relacionamento entre as
unidades ou setores da instituição
28/145

Gestão da Informação nas Empresas


Importância
• A GI refere-se ao conhecimento que pode ser
coletado, processado, armazenado e
administrado.
• Nesta perspectiva a informação é um
importante ativo para o compartilhamento do
conhecimento nas organizações.
29/145

Gestão da Informação nas Empresas


• Nada poderia funcionar sem uma
quantidade significativa de informação
como elemento que impulsiona os
fenômenos sociais e que é por eles
impulsionada;

• Pessoas e organizações – públicas ou


privadas – dependem da informação
em seus processos decisórios.
30/145

Gestão da Informação nas Empresas


• GI pode ser uma estratégia que maximiza
recursos, em que as pessoas, por meio de suas
atividades e produção, possam:
▫ Melhor compartilhar a informação;
▫ Criar ativos de conhecimento e informação;
▫ Produzir ambientes de aprendizagem
▫ Trazer maiores vantagens às organizações.
31/145

Gestão da Informação nas Empresas

• O Departamento de Tecnologia da
Informação detém toda a expertise e
conhecimento para tratar da maneira adequada
o patrimônio mais importante da empresa: “A
Informação”
32/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

Desafios da Gestão da Informação


33/145

Desafios da Gestão da Informação


1. Preocupar-se prioritariamente com a
inviolabilidade das informações.
2. Disponibilizar soluções e sistemas dentro da
empresa dentro de custos aceitáveis.
3. Quebrar a visão que Tecnologia da
Informação é só custo.
4. ROI – Mostrar o Retorno sobre o
Investimento
5. Administrar backup´s e restauração de dados
gigantescos
34/145

Desafios da Gestão da Informação


6. Unificação das solução em tecnologia
garantindo a continuidade
▫ Diferentes fornecedores
7. Regularização de licenças de software
8. Uso correto do E-mail e Internet
▫ Política de Segurança
35/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

As empresas e os sistemas de informação


36/14
5

As Empresas
• Tipos de empresas são separadas pelos
seguimentos:
▫ Público
 Governos Federal, Estadual e Municipal
▫ Privado
 Bancos
 Industrias
 Educação
 Entretenimento
37/145

Sistemas de Informação
* Conceito de Sistema

Conjunto de Partes, cada qual com uma finalidade, que juntas


fazem o todo (sistema) atingir ao objetivo a que se destina.
Sistema de Informação

• É um tipo de Sistema
• Cuja finalidade é prover informação as
empresas na medida certa e em tempo
oportuno.
Exemplo: Sistema de Controle de Ponto de Funcionários
 Horário de Entrada de cada funcionário, dia a
Dados
dia, durante o mês.

 Total de Atraso de cada funcionário, no mês.


Informação

 Como obter a informação (processamento)?


 Subtraindo a hora de entrada de cada
funcionário, da hora de entrada na
empresa – a cada dia
 Somando, para cada funcionário o atraso
de cada dia do mês
40/145

Os tipos de Sistemas
41/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Processamento de Transação
STP
• Transação = atividade base da empresa
• Sistemas Rotineiros, que incluem as operações básicas e
diárias (comprar, vender, estocar, entregar).

• Benefícios
• Redução de custos com otimização dos processos
• Melhor controle das operações de rotina
• Melhor eficiência na execução dessas operações.

• Sistemas que provêm informações de cunho OPERACIONAL


• Melhor controle das operações (transações)
• Primeiros tipos de SI que surgiram (anos 50 / 60)
42/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Processamento de Transação
STP
Relatório de Vendas da semana 01/10/2012 a 07/10/2012

Código Descrição Cor Unit Vendas Total


_______________________________________________________________
294 Bolsa Média preta 10,00 5.000 50.000,00
295 Bolsa Grande preta 20,00 1.000 20.000,00
296 Casaco de pele preto 1.000 10 10.000,00
43/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Informação Gerencial
SIG
• Com as operações (transações) organizadas, percebeu-se a
possibilidade dos SI ajudarem também aos gestores de nível
médio (supervisores, gerentes), que atuavam na gestão do
nível operacional.

• A principal ajuda a esses gestores foi na TOMADA DE


DECISÃO do dia a dia dessas pessoas.

• Tais decisões precisavam de informações mais específicas,


mais agrupadas, que as apresentadas pelos SPT.
• Informações de maior Complexidade, agrupando e
processando informações de cunho operacional.
44/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Informação Gerencial
SIG
Relatório de Vendas da semana 01/10/2012 a 07/10/2012

Código Descrição Região Previsto Realizado


_______________________________________________________________
294 Bolsa Média Norte 35.000,00 50.000,00
295 Bolsa Média Sul 30.000,00 20.000,00
296 Bolsa Média Sudeste 10.000,00 10.000,00
_______________________________________________________________
75.000,00 80.000,00
45/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Informação Estratégica
SIE

• Com avanço das tecnologias de software e banco de dados,


a alta direção da empresa percebeu que poderiam usar a
informação como diferencia competitivo.

• Ajudando os diretores, vice-presidentes e presidentes das


empresas nas decisões que visavam estabelecer as
estratégias das empresas.
46/145

Os tipos de Sistemas
Sistema de Informação Estratégica
SIE
Relatório de Vendas 2012

Código Concorrencia Realizado


_______________________________________________________________
Norte 25.000,00 50.000,00
Sul 10.000,00 20.000,00
Sudeste 5.000,00 10.000,00
_______________________________________________________________
40.000,00 80.000,00

Crescimento mês anterior – 15 %


Sobre concorrencia : 100 %
Inflação: 2,7%
47/145

Os tipos de Sistemas
Resumo dos Tipos de Sistemas de Informação
Nível Tipo de Informação para Tipo Usuário
Sistema
Operacional SPT Controle de Operacionais,
operações encarregados e etc.
Gerencial SIG Decisões gerenciais Supervisores,
Gerentes e etc.
Estratégico SIE Definição de rumos Diretores, Vice-
estratégicos presidente e
Presidente.
48/145

A utilização e necessidade de sistemas


de informação

Como a utilização de sistemas de informação


podem melhorar a logística?
49/145

Por que utilizar sistemas?


NÃO Interna

Processo de Vendas
Venda Realizada Pela SIM
CRM
Externas
Equipe Externa?
Visitar Clientes

Emitir Pedido Manual


(Consultor Técnico de Vendas)

Pedidos VED*
Fluxo financeiro
Lançar Pedido
(Faturista) Estoque
Crédito
Finanças Receituário e ficha
Emitir duplicata/ Transmite / emite NF* /-e de emergência
boleto (Faturista) Operações – quando aplicável
Contábil

Emitir Comprovante de
Entrega VEF*
(Faturista)
Estoque

Separar e Despachar
Estoque Mercadoria
(Gestor de Estoques e Almoxarifado))

VEF*: Variação de Estoque Físico VED*: Variação de Estoque Disponível


50/145

Por que utilizar sistemas?


Problema: Falta
Problema: Impossibilidade de
de transparência
gerenciar risco,governança,
dos processos de
auditoria e relatórios contábeis
negócio

Problema: Metas
gerais desalinhadas
com CRM
Vendas e
Acompanhament
o de Metas
Finanças
CRM
Informações Governança
Técnicas Contabilidade
Conciliação
Inteligência de
Mercado Problema:
Reletórios e
Anlálises Longos
Financeiras processos para
Parceiros e
Fornecedores reconciliação das
Parceiros transações
Estoque Financeiros
Logística

Problema:
Problema: inconsistência de Processos manuais,
estoques, descumprimento de operações isoladas
contratos e ineficiência financeira

Operações isoladas dificultam substancialmente a agilidade e confiabilidade dos


dados e operações da revenda.
51/145

Por que utilizar sistemas?


Solução: Transparência
Solução: Gerenciamento de risco,
em todos os processos
regulatórios, auditoria e relatórios
corporativos

Solução: Metas por


cliente, produto e
CRM integrado

Governança

Informações
Técnicas

Solução: Processos
curtos e operações
conciliadas
Parceiros e
Fornecedores
Parceiros
Financeiros

Solução: Posição de
Solução: Processos
estoques atualizada em tempo
automatizados e operações
real, cumprimento de entregas
integradas
e eficiência financeira
52/145

Logística da Implantação
Requerimentos do sistema e
levantamento de recursos

Estudo de viabilidade e análise de


aderência

Descrição dos processos internos e


customização do sistema

Cronograma de implantação

Acompanhamento e ajustes
Perspectiva Funcional dos sistemas
• Crédito
• Fluxo de caixa
• Orçamento Gestão de revendas

• Organograma da revenda Financeiro


• Descrição de cargos • Gestão de Metas
• Avaliação de • Cadastro
desempenho Gestão • CRM
de Vendas
Pessoas

REVENDA

• Inventários Gestão
• Necessidade de de Compras
reposição Estoque
• Controle de vendas
• Sazonalidade
54/145

Principais Áreas Beneficiadas

• Cadastro. Porque ter um bom?


▫ Dados básicos para faturamento
▫ Relacionamento com os clientes
▫ CRM
▫ Segmentação de clientes
▫ Crédito
55/145

Principais Áreas Beneficiadas


• Benefício de um bom cadastro
▫ Divisão de clientes e fornecedores por categorias e região;

▫ Controle de rotas e territórios de atuação;

▫ Gerenciamento de patrimônios e garantias;

▫ Facilidades na geração de limite de crédito;

▫ Identificação de clientes realmente expressivos;

▫ Controle de potencial de mercado e índices de


aproveitamento;
56/145

Gestão de Estoques, Compras e


Vendas
• Problemas de Controle
▫ O que devo comprar?
▫ Quanto devo comprar?
▫ Como estão as vendas desse produto?
▫ O que posso vender?
▫ Quanto posso vender?
▫ Por quanto eu posso vender?
57/145

Compra – Estoque – Vendas

Estoques

Comprase Vendas e
Estoque Faturamento
'

Contas a Pagar Caixase Bancos Caixas e Bancos Contas a Receber


58/145

Principais Áreas Beneficiadas


• Benefício de um bom controle de estoque
▫ Controle dos níveis de estoque

▫ Controle de saída de produtos

▫ Informações sobre disponibilidade de produtos

▫ Atualização do contas a pagar

▫ Atualização do contas a receber


59/145

Principais Áreas Beneficiadas


• Benefício de um bom contas a pagar e receber
▫ Controle dos vencimentos

▫ Integração com fluxo de caixa

▫ Integração com bancos (boletos, baixas etc)

▫ Cobrança

▫ Integração com análise de crédito


60/145

Gestão de Crédito
• Problemas de Controle
▫ Dados do cliente
▫ Quanto posso fornecer de limite?
▫ Como fornecer esse limite?
▫ Devo solicitar garantias?
▫ Qual é o risco que quero correr?
61/145

Principais Áreas Beneficiadas


• Benefício de uma boa gestão de crédito
▫ Sugestão de limite de crédito com base na
condição de pagamento do cliente

▫ Evita problemas no recebimento de clientes

▫ Distribuição do crédito da revenda com base em


critérios (política de crédito)
62/145

Empresa sem sistemas informação


63/145

Empresa com sistemas Informação


Classificação
• Explicação da classificação a luz de um Sistema de
Informações, seja ele um SPT, SIG ou SIE.
• ABERTO, pois sofre influência (positiva ou negativa) e
influencia o meio em que está inserido. (FECHADO)
• COMPLEXO, pois suas partes (sub-sistemas) são
complexos e com muitas interconexões. (SIMPLES)
• DINÂMICO, pois precisa responder rapidamente a uma
alteração no meio ambiente em que está inserido
(ESTÀVEL)
• ADAPTÁVEL, pois é capaz de sofrer mudanças internas
(em seus componentes, nas entradas e saídas) em
resposta a mudanças no ambiente (Não ADAPTÁVEL)
• PERMANENTE, pois quando mais longa for sua vida, mais
retorno terá dado a quem nele investiu (TEMPORÁRIO)
65/14
5

A constante mudança dos sistemas e


seu papel
66/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

Tipos de controle e de gerenciamento da


informação
Tipos de Controle e de gerenciamento
da informação
• Processos
▫ Cobit
▫ ITIL
• Tecnologia
▫ Windows - Arquivos
▫ Godocs – Documentos Eletrônico
▫ SAP – ERP – Sistema de Informação Integrado
▫ Gmail
68/145

Tipos de controle e de gerenciamento


da informação - Processos
69/145

Tipos de controle e de gerenciamento


da informação - Agenda
• O que é COBIT

•Características

•Estrutura
70/145

O que é o COBIT?

• COBIT Significa Control Objectives for Information and Related


Tecnology

• Traduzindo: Objetivos de Controle para a Informação e


Tecnologia Relacionada

• É baseado em práticas utilizadas por organizações que foram


reunidas e desenvolvidas em um framework baseado em
controles, pela ITGI (antes ISACA)

• ITGI: IT Governance Institute

• ISACA: Systems Audit and Control Association


71/145

O que é o COBIT?

• Pode ser baixado gratuitamente pelo site da ISACA : www.isaca.org


• Adotado mundialmente
•Inicialmente era um modelo voltado para auditoria, hoje é
considerado um framework de Governança de TI
•O COBIT pode ser utilizado para alinhar os objetivos de negócio
(obtidos através de planejamento estratégico) aos objetivos de TI

•Fornece apoio a Governança de TI, Gerenciamento de projetos de


TI e de Serviços de TI

• Pode ser utilizado para qualquer empresa, qualquer tamanho


72/145

O que é o COBIT?

• Missão do COBIT (ITGI)

“Investigar, desenvolver, publicar e proporcionar um


conjunto de objetivos de controlo geralmente aceitos
para as tecnologias da informação que sejam
autorizados (dados por alguém com autoridade),
atualizados, e internacionais para o uso do dia a dia
dos gestores de negócios (e também diretores) e
auditores."
73/145

O que é o COBIT?
• Benefícios

▫ É aceito por órgãos reguladores


▫ É compatível com outros modelos e frameworks de qualidade e
governança de TI e coorporativa
▫ Facilita auditorias internas e externas
▫ Pode ser utilizado como passo inicial para a aplicação de
projetos de governança de TI
▫ Baseado em praticas vividas, experimentadas e documentadas
por especialistas
74/145

O que COBIT não é?

• Não é uma norma

• Não é considerado um modelo de auditoria


75/145

Principais Características do COBIT

Focado no Orientado a
Negócio Processos

Baseado em Orientado
Controles por Métricas
76/145

Características
• O COBIT deve ser utilizado
“de fora para dentro”, ou seja,
Focado no Orientado a
Negócio da área de Negócio para a
Processos
área de TI;
Baseado em Orientado • Deve ser baseado em
Controles por Métricas
objetivos de Negócio da
empresa

• Os Objetivos de negócio incluem: requisitos obrigatórios e


requisitos de negócio (regulamentos e performance)

• Os processos buscam traduzir os objetivos de processo


em objetivos de TI
77/145

Características
• O COBIT divide os objetivos
Focado no Orientado a
Negócio Processos de controle em 34 processos;

• Os processos estão
Baseado em Orientado
Controles por Métricas distribuídos em 04 domínios

. / Os domínios são:
1. Planejar e Organizar
2. Adquirir e Implementar
3. Entrega e Suporte
4. Monitorar e Avaliar
78/14
5

Características

• Para cada processo de TI,


Focado no Orientado a
Negócio Processos existem objetivos de controle
definidos
Baseado em Orientado
Controles por Métricas • São ao todo 210 objetivos
de controle

• Cada objetivo de controle contém, ainda, práticas de


controle para auxiliar em sua utilização
79/145

Características

• Sugere um conjunto de
Focado no Orientado a
Negócio Processos indicadores que permitem
medir o desempenho das
atividades
Baseado em Orientado
Controles por Métricas

• São Indicadores de Performance e Indicadores de


Metas (eficiência e eficácia)
80/145

Foco do COBIT
O COBIT foca em “O que precisa ser alcançado” em vez de “Como
alcançar”. Para complementar o COBIT, existem outros padrões de
gestão e boas práticas que podem ser utilizados.

COBIT
O QUÊ?

ISO PMBOK
20.000 BS CMMI
COMO? ITIL 25999
PRINCE
ISSO
2
9001
81/145

Framework de Controle

O COBIT suporta os 05 requisitos que um framework de controle


deve ter

Focado no Orientado a Linguagem


Negócio Processos em comum

Requisitos Aceitabilidade
Regulatórios Geral
82/14
5

Foi projetado para ser utilizado por


Gestores Executivos:
Para garantia de cumprimento de requisitos,
gestão de risco e controle da performance de TI

Gestores de Negócio:
Para obterem transparência e certificarem
dos controles fornecidos pelo setor de TI

Gestores de TI:
Para demonstrar que os serviços de TI atendem as
expectativas de Negócio

Auditores de TI:
Para contribuir com modelos de auditoria e
subsidiar opiniões
83/145

Premissa do COBIT
COBIT é baseado na premissa de que Recursos de TI precisam ser gerenciados
por um conjunto de processos de TI que fornecem informação para os
processos de negócio com o fim de atingir-se os objetivos do negócio.

Recursos de TI Informação

Para

Metas

Fornecem Para
atingir
Gerenciados
por

Processos de TI Processos de Negócio


84/145

Verdadeiro ou Falso?
1. ( ) O COBIT deve ser utilizado apenas por grandes empresas, que
precisam atender a regulamentos financeiros

2. ( ) A sigla COBIT significa Objetivos de Controle para a Informação e


Tecnologia Relacionada

3. ( ) O COBIT pode fornecer apoio a gestão de projetos de TI

4. ( ) O COBIT pode fornecer apoio ao gerenciamento de serviços de TI

5. ( ) O COBIT pode fornecer apoio a Governança de TI

6. ( ) São três as principais características do COBIT

• Focado em negócio
• Orientado a Processos
• Baseado em controles
85/145

Verdadeiro ou Falso?
7. ( ) Cada objetivo de controle dentro dos processos do COBIT contém
práticas de controle específicas

8. ( ) Um dos benefícios do COBIT é que ele pode ser implementado


rapidamente

9. ( ) O modelo do CMMI não é compatível com o COBIT

10. ( ) As boas práticas de gerenciamento de projetos do PMBOK são


compatíveis com o framework do COBIT, pois podem agir de forma
complementar

11. ( ) Chefes Executivos e Gerentes de TI são dois exemplos de


possíveis interessados no framework do COBIT

12. ( ) A premissa do COBIT é que Recursos de TI precisam ser


gerenciados por um conjunto de processos de TI que fornecem
informação para os processo de negócio com o fim de atingir-se os
objetivos do negócio
86/145

Verdadeiro ou Falso? – Respostas


1. ( F ) O COBIT deve ser utilizado apenas por grandes empresas, que
precisam atender a regulamentos financeiros Pode ser utilizado pro
qualquer empresa, qualquer tamanho. Os objetivos de controle não são
projetados para atender apenas a regulamentos, mas também objetivos de
performance de negócio.

2. ( V ) A sigla COBIT significa Objetivos de Controle para a Informação


e Tecnologia Relacionada

3. ( V ) O COBIT pode fornecer apoio a gestão de projetos de TI

4. ( V ) O COBIT pode fornecer apoio ao gerenciamento de serviços de


TI

5. ( V ) O COBIT pode fornecer apoio a Governança de TI

• Baseado em controles
87/145

Verdadeiro ou Falso? – Respostas


6. ( F ) São três as principais características do COBIT

• Focado em negócio
• Orientado a processos
• Baseado em controles
São quatro principais características. Faltou : orientado por métricas

7. ( V ) Cada objetivo de controle dentro dos processos do COBIT


contém práticas de controle específicas

8. ( F ) Um dos benefícios do COBIT é que ele pode ser


implementado rapidamente Nada garante uma rápida implementação

9. ( F ) O modelo do CMMI não é compatível com o COBIT O COBIT é


compatível com a maior parte dos padrões de mercado e pode funcionar como
um complemento, fornecendo pontos de controle e diretrizes
88/145

Verdadeiro ou Falso? – Respostas


10. ( V ) As boas práticas de Gerenciamento de projetos do PMBOK são
compatíveis com o framework do COBIT, pois podem agir de forma
complementar

11. ( V ) Chefes Executivos e Gerentes de TI são dois exemplos de possíveis


interessados no framework do COBIT

12. ( V )A premissa do COBIT é que Recursos de TI precisam ser gerenciados


por um conjunto de processos de TI que fornecem informação para os
processo de negócio com o fim de atingir-se os objetivos do negócio
89/145

A Estrutura
Os componentes chave da estrutura do COBIT
90/145

A Estrutura
Os componentes chave da estrutura do COBIT
91/145

A Estrutura
Os Processos de TI

Planejar e
Organizar

Os quatro
Monitorar e Domínios do Adquirir e
Avaliar COBIT Implementar

Entregar e
Suportar
92/145

A Estrutura
Os Processos de TI
Planejar
Planejar ee
Organizar
Organizar

Os quatro
Monitorar e Domínios do Adquirir e
Avaliar COBIT Implementar

Entregar e
Suportar
93/145

A Estrutura

Planejar e
É o domínio que tem o foco em
Organizar relacionar os objetivos do negócio
aos objetivos de TI
É o domínio onde deve ser desenvolvido o
Plano Estratégico de TI, alinhado ao Plano
Estratégico de Negócio

Garante que toda a organização conheça as


metas estratégicas
94/145

A Estrutura
Planejar e Processos:
Organizar

 PO1 Definir um Plano Estratégico de TI


 P02 Definir a Arquitetura da Informação
 PO3 Determinar o Direcionamento Tecnológico
 PO4 Definir os Processos, Organização e os Relacionamentos de TI
 PO5 Gerenciar o Investimento de TI
 PO6 Comunicar as Diretrizes e Expectativas da Diretoria
 PO7 Gerenciar os Recursos Humanos de TI
 PO8 Gerenciar a Qualidade
 PO9 Avaliar e Gerenciar os Riscos de TI
 PO10 Gerenciar Projetos
95/145

A Estrutura
Os Processos de TI
Planejare e
Planejar
Organizar
Organizar

Os quatro
Monitorar e Domínios do Adquirir e
Avaliar COBIT Implementar

Entregar e
Suportar
96/145

A Estrutura

Adquirir e
É o domínio que tem o foco no
Implementar desenvolvimento ou aquisição da
solução
Garante que mudanças necessárias em
sistemas serão tratadas

Cobre também a validação das soluções


implantadas e modificações
97/145

A Estrutura
Adquirir e Processos:
Implementar

 AI1 Identificar Solução Automatizadas


 AI2 Adquirir e Manter Software Aplicativo
 AI3 Adquirir e Manter Infraestrutura de Tecnologia
 AI4 Habilitar Operação e Uso
 AI5 Adquirir Recursos de TI
 AI6 Gerenciar Mudanças
 AI7 Instalar e Homologar Soluções e Mudanças
98/145

A Estrutura
Os Processos de TI

Planejar e
Organizar

Os quatro
Monitorar e Domínios do Adquirir e
Avaliar COBIT Implementar

Entregar e
Suportar
99/145

A Estrutura

Entregar e
É o domínio que mantém foco na
Suportar operação, comunicação e
funcionamento dos serviços
Deve garantir que os serviços de TI estão
alinhados ao negócio conforme planejado e
desenvolvido nos domínios anteriores

Deve trabalhar de forma a otimizar custos,


treinar equipe e manter a estabilidade e
qualidade dos serviços
A Estrutura
Entregar e . / Processos:
Suportar

 DS1 Definir e Gerenciar Níveis de Serviços


 DS2 Gerenciar Serviços de Terceiros
 DS3 Gerenciar Capacidade e Desempenho
 DS4 Assegurar Continuidade de Serviços
 DS5 Assegurar a Segurança dos Serviços
 DS6 Identificar e Alocar Custos
 DS7 Educar e Treinar os Usuários
 DS8 Gerenciar a Central de Serviço e os Incidentes
 DS9 Gerenciar a Configuração
 DS10 Gerenciar os Problemas
 DS11 Gerenciar os Dados
 DS12 Gerenciar o Ambiente Físico
 DS13 Gerenciar as Operações
101/145

A Estrutura
Os Processos de TI

Planejar e
Organizar

Os quatro
Monitorar e Domínios do Adquirir e
Avaliar COBIT Implementar

Entregar e
Suportar
102/145

A Estrutura

Monitorar e
É o domínio que mantém foco na
Avaliar avaliação constante dos processos
de TI
Este domínio endereça o gerenciamento de
desempenho e Governança de TI

Responsável por monitorar os controles


internos
103/145

A Estrutura

Monitorar e Processos:
Avaliar

ME1 Monitorar e Avaliar o Desempenho


ME2 Monitorar e Avaliar os Controles Internos
ME3 Assegurar a Conformidade com Requisitos Externos
ME4 Prover a Governança de TI
104/145

A Estrutura
Os componentes chave da estrutura do COBIT
105/145

A Estrutura
Os recursos de TI precisam ser gerenciados por processos para gerar
informação aos processos de negócio que buscam atingir aos
objetivos
Aplicativos
•Sistemas de Informação para processar as informações

Informações
•Dados que são processados por todos os sistemas de informação

Infraestrutura
•Toda estrutura de tecnologia necessária, tal como hardware, SO, estrutura de rede

Pessoas
•Recursos Humanos necessários para Planejar, Desenvolver, Entregar e Avaliar os
serviços
106/145

A Estrutura
Os componentes chave da estrutura do COBIT
107/145

A Estrutura
Critérios da Informação do COBIT para atender ao negócio

Requisitos da • Eficácia
Qualidade • Eficiência

Requisitos • Conformidade
Fiduciários • Confiabilidade

• Confidencialidade
Requisitos de • Integridade
Segurança
• Disponibilidade
108/145

A Estrutura
Requisitos de Qualidade

• Eficácia está relacionado com


atingir ao objetivo.
Eficácia • Informação eficaz é aquela que é
entregue de um modo correto,
consistente e útil

• Capacidade de atingir o objetivo


com a melhor performance possível
Eficiência • Pode estar relacionado com menor
tempo ou custo e esforço (recursos)
109/145

A Estrutura
Requisitos de Qualidade

• Disponibilizar informações que


Conformidade comprovem o cumprimento dos
regulamentos

• Informação confiável é a
Confiabilidade informação livre de falhas
• Informação apropriada
110/145

A Estrutura
Requisitos de Segurança

• Informação disponível apenas a


Confidencialidade quem tem direito

Integridade • Exatidão da informação

• Capacidade da informação de estar


Disponibilidade disponível no momento que requisitada
111/145

Verdadeiro ou Falso?
1. ( ) Os principais componentes do COBIT são:

• Processos de TI
• Recursos de TI
• Critérios da Informação

2. ( ) Os processos de TI estão subdivididos em cinco domínios


3. ( ) O domínio Adquirir e Implementar é o domínio que tem o foco
em relacionar os objetivos do negócio aos objetivos de TI

4. ( ) Gerenciar serviços de Terceiros é um processo pertencente ao


Domínio Entregar e Suportar

5. ( ) Segundo o framework do COBIT, os requisitos da Informação de


TI subdividem-se em Requisitos da Qualidade, Segurança e Fiduciários
112/145

Verdadeiro ou Falso?
6. ( ) Os requisitos da Qualidade, segundo o framework do COBIT são:
Eficiência e Efetividade

7. ( ) Os requisitos de Segurança, segundo o framweork do COBIT são:


Confidencialidade, Integridade e Confiabilidade

8. ( ) Conformidade é um requisito Fiduciário, segundo o framework


do COBIT

9. ( ) Aplicações, Informação, Infraestrutura e documentos, são os


recursos de TI definidos pelo modelo do COBIT
113/145

Verdadeiro ou Falso?
1. ( V ) Os principais componentes do COBIT são:

• Processos de TI
• Recursos de TI
• Critérios da Informação

2. ( F ) Os processos de TI estão subdivididos em cinco domínios Quatro


Domínios

3. ( F ) O domínio Adquirir e Implementar é o domínio que tem o foco


em relacionar os objetivos do negócio aos objetivos de TI Este é o foco
do domínio Planejar e Organizar

4. ( V ) Gerenciar serviços de Terceiros é um processo pertencente ao


Domínio Entregar e Suportar

5. ( V ) Segundo o framework do COBIT, os requisitos da Informação de


TI subdividem-se em Requisitos da Qualidade, Segurança e Fiduciários
114/114

Verdadeiro ou Falso?
6. ( F ) Os requisitos da Qualidade, segundo o framework do COBIT são:
Eficiência e Efetividade Eficácia e Eficiência

7. ( F ) Os requisitos de Segurança, segundo o framweork do COBIT são:


Confidencialidade, Integridade e Confiabilidade Confidencialidade,
Integridade e Disponibilidade (lembrar da sigla CID). Confiabilidade é um
requisito fiduciário

8. ( V ) Conformidade é um requisito Fiduciário, segundo o framework


do COBIT

9. ( F ) Aplicações, Informação, Infraestrutura e Documentos, são os


recursos de TI definidos pelo modelo do COBIT Todos os itens estão
corretos, exceto “documentos”. O elemento de recursos de TI que está faltando é
“Pessoas”
115/115

O que é gerenciamento de serviços?


• Serviço
▫ Um meio de entregar valor aos clientes, facilitando
os resultados que os clientes querem alcançar,
sem a posse de custos e riscos específicos. Ex:
Internet
• Gerenciamento de Serviços
▫ Um conjunto especializado de habilidades
organizacionais que fornecem valor aos clientes na
forma de serviços
116/116

Problemáticas
• O que fazer para integrar e alinhar TI aos objetivos de
negócio?
• O que fazer para Implementar a melhoria continua?
• Como mediar medir a eficácia da organização de TI e
eficiência?
• Como alcançar e demonstrar o retorno do investimento?
• O que fazer para demonstrar o valor dos negócios de TI?
• Como desenvolver parcerias e relacionamentos entre
negócios e TI?
• Como utilizar a TI para obter vantagem competitiva?
• Como gerenciando constante mudanças de negócios e de
TI?
• Como demonstrando gestão de TI apropriada?
117/117

O que é ITIL?
• Information Technology Infrastructure
Library

• É um framework que descreve as melhores


práticas em gerenciamento de serviços de
TI
▫ Fornece uma estrutura para a Gestão e
Controle dos serviços de TI
▫ Centra-se na medição contínua e melhoria da
qualidade dos serviços de TI entregues
118/118

Pespectiva Histórica
5 Livros

ITIL V3
Lançamento 2007
ISO 20.000
2011

2005
ITIL 2011
CCTA/HMSO

31 Livros

ITIL V1

1989-1995 OGC

2000-2004 ITIL V2

7 Livros
119/119

Benefícios
 Aumento da satisfação do usuário e do cliente com
os serviços de TI
 Maior disponibilidade do serviço, que leva
diretamente ao aumento dos lucros de negócios e
receita.
 Retrabalhos reduzidos ou perda de tempo a partir
de uma melhor gestão de recursos e uso.
 Tempo optimizado para novos produtos e serviços.
 Melhoria da tomada de decisão e riscos reduzidos.
120/120

Estágios do Ciclo de Vida do


Serviço
121/121

Estágios do Ciclo de Vida do Serviço


• Estratégia do Serviço –

Gerenciamento de Configuração e Ativo
Liberação e Implantação
– Estratégia de Serv. de TI
– Serviço de validação e teste
– Financeiro
– Avaliação da Mudança
– Portfólio
– Conhecimento
– Demanda
– Relacionamento de Negócio • Operação do Serviço
• Desenho do Serviço –

Eventos
Incidentes
– Coordenação de Desenho
– Cumprimento de Requisição
– Catálogo
– Problemas
– Nível de Serviço
– Acesso
– Disponibilidade
– Capacidade • Melhoria de Serviço
– Continuidade Continuada
– Segurança da Informação
– processo de melhoria em 7 passos
– Fornecedor

• Transição do Serviço
– Planejamento de Suporte de Transição
– Gerenciamento de Mudança
122/122

Papéis no ITIL
• Dono do Processo
▫ Garante adequado à finalidade
• Gerente do Processo
▫ Monitores e Relatórios sobre o Processo
• Proprietário do Serviço
▫ Responsável pela entrega
• Gerente do Serviço
▫ Responsável pela transição de iniciação e de
manutenção. Ciclo de Vida!
123/123

Estratégia do Serviço
• Que serviços devem ser oferecidos?
• A quem devem ser oferecidos os serviços?
• Como o cliente (s) e as partes interessadas
irão perceber e medir o valor, e como esse
valor será criado?
• Como o desempenho do serviço será
medido?
• Como é que vamos ganhar vantagem
competitiva?
124/124

Processos na Estratégia do Serviço


• Ger. de Estratégia de Serviço de TI
• Ger. Financeiro
• Ger. de Portfólio
• Ger. de Demanda
• Ger. de Relacionamento de Negócio
125/125

Gerenciamento de Portfólio de
Serviço
• Garantir que o prestador de serviços tem a
combinação certa de serviços
• Equilibrar o investimento em TI com a
capacidade de atender os resultados do negócio.
Portfólio de Serviço
O conjunto completo de serviços que é
administrada por um fornecedor de serviços

• Serviço pode ser Proposto ou Desenvolvimento,


Catálogo de Serviços ou estar Aposentado’
126/126

Gerenciamento de Demanda
• Entender e influenciar a demanda do cliente
para os serviços e o fornecimento de capacidade
para atender a essas demandas.

Padrão Atividade do Negócio


Tendência de carga de trabalho demandada
pelo negócio para o serviço provido.
127/127
128/128

Desenho do Serviço
Garantir que os serviços novos ou alterados são
projetados para atender as novas exigências do
negócio

• Como fornecemos o serviço?


• Como vamos construir?
• Como é que vamos testá-lo?
• Como é que vamos implantá-lo?
129/129

Desenho do Serviço
• Os quatro Ps do Desenho

Pessoas Produtos

Processos Parceiros
130/130

Processos no Desenho do Serviço


• Coordenação de Desenho
• Ger. de Catálogo de Serviço
• Ger. de Nível de Serviço
• Ger. de Disponibilidade
• Ger. de Capacidade
• Ger. de Continuidade de Serviço
• Ger. de Segurança da Informação
• Ger. de Fornecedor
131/131

Catálogo de Serviço
132/132
133/133

Gerenciamento de Nível de Serviço


• Acordo de Nível de Serviço(SLA)
– Acordo de nível operacional (OLA)
– Contrato de Apoio(UC)
– Devem ser claras e justas e escrito em linguagem
fácil de entender
– Quantos serviços tem no SLAs?
– Qual multa será paga caso o SLA seja quebrado?
134/134

Tipos de SLA
• Baseado em Serviço
▫ Todos os clientes recebem o mesmo acordo para
os mesmos serviços
• Baseado no Cliente
▫ Cliente tem acordos diferentes (e de custos
diferentes)
• Multi-level
▫ Estes envolvem o cliente, empresas e níveis de
serviço e evitar a repetição
135/135

Capacidade correta, na hora certa,


custo certo!
• Isso é gerenciamento de Capacidade!
136/136

Está disponível?Ger. de Disponibilidade


• Garantir que os serviços de TI iguale ou
ultrapasse os objectivos acordados
• Lotes de Sigla
– Tempo médio entre Incidentes de Serviço
– Tempo médio entre falhas
– Tempo médio para restaurar o Serviço
– Tempo médio para o reparo
Resiliência
Serviço pode permanecer funcional, mesmo que um
ou mais dos seus componentes falharam
137/137

Gerenciamento de Segurança da
Informação
• Confidencialidade
▫ Certificar-se apenas aqueles autorizados podem
ver os dados
• Integridade
▫ Certificando-se os dados são precisos e não
corrompido
• Disponibilidade
▫ Garantir que os dados estajam disponível quando
acessados
138/138
139/139

Transição do Serviço
Assegurar que os novos serviços, modificados ou
reformados atendam às expectativas do negócio

• Compreendemos todos os serviços e suas


utilidades?
• Sabemos qual é a complexidade associada a
implantação do serviço?
• Todas as atividades estão mapeadas bem como
os riscos relevantes?
• Existe a documento necessária para suporte?
140/140

Bom Serviço de Transição


• Alinha com as expectativas dos clientes
• Envolve todos os stakeholders
• Reduzir a variação do desempenho
• Minimiza os riscos
• Documenta a Informações necessárias para uso
na Operação de Serviço
• Assegura a utilização adequada dos serviços
141/141

Gerenciamento de Configuração e
Ativo
Garantir que os ATIVOS necessários para prestar
serviços estão devidamente controlados, e que
informações são precisas, confiáveis e estejam
disponíveis quando e onde forem necessárias.
• Serve a:
▫ Mudança e Liberação
▫ Velocidades de incidentes e resolução de
problemas

BDGC
142/142

Gerenciamento de Mudança
• Controlar o ciclo de vida de todas as mudanças

Mudança
A adição, modificação ou remoção de qualquer
coisa que poderia ter um efeito sobre os serviços de
TI.

• 80% de interrupção de serviço é causado por


erro do operador ou de controle de mudanças
ruim (Gartner)
143/143

Tipos de Mudanças
• Padrão
▫ Segue procedimentos pradronizados. Não precisa
de aprovação
• Normal
▫ Não urgente, requer aprovação
• Emergencial
▫ Requer aprovação.
144/144
145/145

Gerenciamento de Liberação e
Implantação
• Planejar, programar e controlar a construção,
testes e implantação de liberações.

Liberação
É uma coleção de mudanças autorizadas
e testadas pronto para implantação
146/146

Operação de Serviço
• Entregar níveis acordados de serviço para os
usuários e clientes, e gerenciar aplicações,
tecnologia e infra-estrutura que apoia a
prestação dos serviços.

• Estamos suportando o serviço de forma eficaz e


eficiente?
• O cliente está satisfeito com nosso atendimento?
• Estamos dando feedback ao ele?
• Estamos entregando VALOR ao cliente?
147/147

Processos na Operação do Serviço


• Gerenciamento de Eventos
• Gerenciamento de Incidentes
• Ger. De Cumprimento de Requisição
• Gerenciamento de Problemas
• Gerenciamento de Acesso
148/148

Funções na Operação de Serviço


• Service Desk(Central de Serviços)
• Gerenciamento Técnico
• Gerenciamento de Operações
• Gerenciamento de Aplicações
149/149

Gerenciamento de Evento
• Gerenciar eventos durante todo seu ciclo de vida
, desde a detecção até determinar a ação de
controle apropriada.

• 3 Tipos de Eventos
▫ Informação
▫ Warning - Aviso
▫ Exceção
150/150

Gerenciamento de Incidentes
Incidente
Uma interrupção não planejada de um
serviço de TI ou uma redução da qualidade de
um serviço de TI

• Restaurar o serviço normal o mais rápido


possível e minimizar o impacto negativo sobre as
operações de negócios
151/151

Ger. de Cumprimento de Requisição

Permitir que os usuários solicitem e recebam


serviços padrão, fornece informações aos usuários
e clientes
Solicitação de Serviço
Um pedido formal de um usuário para que
algo seja fornecido.
152/152

Gerenciamento de Problemas
• Gerenciar o ciclo de vida de todos os problemas,
a partir da primeira identificação por meio de
investigação e documentação para eventual
remoção.
Problema
A causa de um ou mais incidentes

Erro Conhecido
Um problema que tem uma causa raiz documentada e
uma solução de contorno.

Solução de Contorno - ???


153/153

Gerenciamento de Acesso
• Fornece os direitos para que os usuários possam
acessar um serviço ou grupo de serviços

APLICAÇÃO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA DA


INFORMAÇÃO
154/154

Service Desk
• Ponto único de contato
• Competências
– Foco no Cliente
– Habilidades Interpessoais (Paciência)
– Entender do Negócio – VISÃO SISTÊMICA
– Analítica(perguntas)
– Conhecimentos técnicos

• Service Desk, muitas vezes visto como a base da


pirâmide
– É a porta de entrada de um setor de TI
155/155

Service Desk
156/156

Melhoria de Serviço Continuada


• Foco nos proprietários dos processos e
proprietários de serviços
• Garante que os processos de gerenciamento de
serviços continuarão a apoiar os negócios
• Acompanhar e valorizar as Conquistas do ANS
• Plan – do –check – act (Deming)
157/157

7 Passos para Melhoria O que devemos


medir?

O que podemos
Ação Corretiva
medir?

Usar a
Coletar Dados
informação

Analisar Processar
Informação Dados
159/145

Tipos de controle e de gerenciamento


da informação - Tecnologia
• Windows
▫ Sistema de compartilhamento de diretório e arquivos
• GoDocs
▫ Sistema que faz a gestão de documentos(foram
escaneados) eletrônicos
• SAP
▫ Sistema de Informação Integração – ERP(Enterprise
Resource Planning)
• Gmail
▫ Sistema de Controle de mensagem eletrônica
160/160

Tecnologia e Gestão da
Informação

A tecnologia como aliada da empresa


161/145

Tecnologia: Investimento ou Custo?


• Em momentos de crise investimento em TI são
geralmente suspensos ou cortados.
▫ Percepção equivocada dos dirigentes

• Investimentos bem planejados nos serviços de


tecnologia
▫ Altos níveis de competitividade no mercado
162/145

Convencer o Financeiro.
• Como mostrar que os investimentos em TI
devem ser revistos e ampliados?
1. Analisar a situação atual das tecnologias
empregadas, o chamado nível de maturidade de
TI.
 Dimensão de sua infraestrutura, avaliando a
melhor maneira de alcançar seu potencial máximo.
2. Definir de que maneira a empresa quer se
posicionar.
 Existem empresas que estão em um nível que não
ultrapassa o básico.
163/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

Como utilizar sistemas de informação


para gerenciar a informação
164/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

A constante mudança dos sistemas e seu


papel
165/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

Aplicações no mundo corporativo


166/145

Tecnologia e Gestão da
Informação

O gerenciamento com tomada de decisão


e os sistemas de informação