Você está na página 1de 14

ENERGIA E TRABALHO MECÂNICO

Em nosso cotidiano observamos uma contínua transformação de energia,


que ocorrem em velocidades diferentes.
carro, moto, avião.... Todos precisam de energia para funcionar e parte
desta se transforma em energia de movimento, o corpo humano.
Tipos de energia de acordo com sua fonte: mecânica, elétrica, térmica,
química, luminosa, sonora, nuclear etc....

Princípio fundamental: embora muitos pesquisadores tenham se dedicado


e contribuído com o estudo da energia, foram Julius R. Mayer (1814-1878) e
James P. Joule (1818-1889)que em 1850 estabeleceram o princípio da
conservação da energia: “A energia não pode ser criada nem destruída,
somente pode ser transformada” (CARRON E GUIMARÃES, 2006, p.154).
TRABALHO DE UMA FORÇA

Resumidamente podemos definir trabalho como a medida de transformação de energia. Essa


grandeza física (GF) está sempre associada à presença de uma força que produz um
deslocamento.
Portanto: Trabalho mecânico
a) Força paralela ao deslocamento. Verifique que tanto o vetor
força como o vetor
( F e d são GF vetoriais) deslocamento têm o
Ⴀ=F.D mesma orientação

deslocamento (d)
b) Força não paralela ao deslocamento
Ⴀ = F . d. cos α
Se os vetores não tem a mesma direção significa que fazem um ângulo diferente de zero entre eles por isso é
necessário decompor o vetor Força em dois vetores v1 e v2. dessa forma você entende porque acrescentou-
se a “fórmula” o termo cos α
F

F Fy F
deslocamento (d) â= α

Fx
Fp (peso= m.g)
F é decomposta em Fy = F sen α e esta força se anula
Com a força peso Fy=Fp restando a componente Fx = F.d.cos. Α responsável pelo deslocamento d
TRABALHO DE UMA FORÇA CONSTANTE

Lembre-se, quando se tem uma força constante o gráfico que relaciona força e deslocamento
É uma reta e a área traçada entre os dois segmentos de reta (vetores) representa o trabalho realizado.

Ex1. Uma força de 160N é aplicada em um bloco de modo que o vetor força e a reta que representa o
deslocamento formam entre si um ângulo de 37°. Calcular o trabalho mecânico realizado pela força F
para um deslocamento de 5m Dados: sen 37° = 0,60 cos 37° = 0,80
Fy
F
se anulam e não
d interferem no movimento
Fx Ⴀ = F.d.cos 37° Fy = Fp= 0
Ⴀ = 128N.5m Fx = 160N. 0,80 = 128N
Fp
Ⴀ = 640 J
Ex1. Uma força de 160N é aplicada em um bloco de modo que o vetor força e a reta que
representa o deslocamento formam entre si um ângulo de 37°. Calcular o trabalho mecânico
realizado pela força F para um deslocamento de 5m Dados: sen 37° = 0,60 cos 37° = 0,80
Fy
F Ⴀ = F.d.cos 37°
Ⴀ = 160. 5.0,8 = 640 J
F
d
Fp

d e s lo c a m e n t o e m m e t r o s
força Fx desl. (d)
128 5 6 trabalho de uma força constante

128 4,5 5

128 4 4

128 3,5 3

128 3 2
Ⴀ = área da figura
128 2,5 1 formada entre
128 2
0
120
os segmentos
140 160 180
deFx reta
Força resultante em N
200 220 240 260

128 1,5 Fx e d
128 1 Área do retângulo =
128 0,5 b. h
128 0
Ⴀ = A =
128. 5 = 640J
TRABALHO DE UMA FORÇA VARIÁVEL

 
Para cálculo do trabalho de uma força variável usa-se integral definida
Exemplo para a força elástica de uma mola (imagine-a pendurada em uma superfície plana)
F(x) = K. x onde K e a constante elástica da mola
x é o deslocamento da mesma

então resolvemos aplicando as regras de integração que você conhece bem

K. = K. [x²/2] = K/2 [ (3² - 0²) = k/2 (9) = 9k/2


• 
POTÊNCIA = unidades: W = j/s

Você já contatou em seu dia-a-dia com esse termos.


Para se calcular o custo em combustíveis, deve-se conhecer o consumo médio da máquina.
O consumo médio de combustíveis em tratores é calculado, levando em consideração que o
trator funciona em média a 55% de sua potência máxima durante o ano, segundo
o Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade de Illinois USA.

Devido ao fato de que geralmente os tratores funcionam em média a 55% de sua potência
máxima, foi desenvolvido o índice 0,243 para calcular o combustível necessário.

Por exemplo, um trator com potência máxima de 75 CV (55,2 KW), provavelmente terá um
consumo médio de 13,41 litros por hora (55,2 KW x 0,243) em base anual. 

Potência do trator 55,2 KW 55200W = 55200 J/s


Rendimento de uma máquina:

Rendimento é uma importante variável para o estudo de sistemas não conservativos, isto é, que apresentam
perdas de energia, como nos casos não ideais do nosso dia a dia. Todas as máquinas e aparelhos que
conhecemos são sistemas incapazes de aproveitar toda a potência fornecida a eles. Assim, “desperdiçam”
parte da potência em outras formas de energia menos úteis, como calor, vibração e ruídos.

Legenda:
η – rendimento
PU – potência útil (W)
PT – potência total (W

Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/potencia.htm
Questão 01. A potência disponível em uma queda d'água é de 800 kW. Qual é a potência útil que se pode obter com
essa queda d'água se nela for utilizada uma máquina hidráulica de rendimento igual a 50%?
a) 500 kW
b) 600 kW
c) 200 kW
d) 480 kW
e) 400 kW

Questão 02. Sobre um carro de grande porte que se movimenta com velocidade constante de 30 m/s é exercida uma
força de 1000 N. Sabendo que seu rendimento é de 20%, determine, aproximadamente, a potência consumida pelo
motor desse carro em HP (Horse power).
(DADO: 1 HP = 746 w)
a) 250
b) 300
c) 500
d) 200
e) 400

Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/potencia.htm
Como foi obtida essa potência?  
Dois carros saem de um mesmo ponto A em direção a cidade mais próxima que fica a 50km de distância. Um dos carros
realiza a viagem em 0,5h e o outro em 0,8h. Qual deles realizou o maior trabalho e qual dos dois é mais potente? Qual dos
carros realizou maior trabalho?

Respostas:
O Trabalho foi exatamente o mesmo.
E, o carro que andou mais rápido desenvolveu uma Potência maior.

Potência média P = a unidade de potência no S.I. é o Watt (W) que resulta do quociente: J/s

Potência instantânea = = F.
Estática
 
 A estática é a parte da Física que considera a ausência de movimento, um caso especial de aceleração nula, que segundo as Leis de Newton todas as

forças que atuam sobre um corpo se equilibram. Sendo assim, a soma vetorial de todas as forças que agem sobre o corpo deve ser nula.

Ponto de equilíbrio
Ponto material é considerado pela física “algo” em que as forças que atuam sobre ele (em um único ponto) têm
como força resultante zero. Logo,

Equilíbrio de corpos rígidos


Temos:
 centro de massa = CC
 Forças em cada uma das extremidades capazes de fazer o objeto girar. F1 e F2

M = F. d

A tendência de giro chama-se momento da força


F = força aplicada na extremidade
d distância do ponto de aplicação até o centro de massa ou ponto de apoio.
Aplicação: nas alavancas.
Temos como exemplo: uma gangorra em que duas pessoas se equilibram. O comprimento da gangorra é de 4 metros
e as forças peso em cada lado são respectivamente de 750N e 600N. A que distância de cada pessoa fica o ponto de
apoio.

F1= 750N F2 =600N A que distância da Força F1 deve ser posto o apoio?

4m

600N
 
RESPOSTA: = 3000 – 750x = 600x
. =. 3000 = 600x + 750x
F1 .(4 – x) = F2.(x) 3000 = 1350x 750N 4m
750.(4 – x) = 600.x X = 3000/ 1350
X = 2,22 m 1,78m 2,22m
Conversão de unidades  
Saiba que:

 Uma unidade astronômica (DU) = distância média da Terra ao Sol = 1,49 x km


 1 ano-luz é a distância que a luz, atravessando o vácuo, com velocidade aproximada
de 300.000 km/s percorreria em um ano.
 1 jarda = 0,9144 metros (exatamente)
 1 milha = 5 280 pé 1 pé = 12 pol.
 1 polegada = 2,54 cm (exatamente)
 1m = 100 cm 1 km = 1000m
 1 tonelada = 1000 kg
 1 CV = 1 power horse =
• 
Tarefa:
1. O shake é uma unidade de tempo utilizada, às vezes, pela Física microscópica. Um shake é igual a
s. Pergunta-se:
a) Há maior número de shakes em segundo ou de segundos em um ano?
b) A idade do Universo é cerca de anos, enquanto a espécie humana nele subsiste há cerca de anos.
SE se tomasse a idade do universo como um dia, por quantos segundos o homem teria subsistido?

2. A velocidade de alguns animais é dada em milhas por hora. Converter em m/s


caracol: 3 x coelho: 35
aranha: 1,2 raposa: 42
esquilo: 12 leão: 50
Homem: 28

3. Expresse a velocidade da luz em termos de unidades astronômicas por minuto.