Você está na página 1de 141

.

O programa é resultado de uma parceria entre o Ministério da Educação. geograficamente ou economicamente. instituída pelo Decreto nº 6. mas também com auto nomia diante das diferentes dimensões da realidade: cultural.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti e-Tec Brasil . política e ética. a Escola Técnica Aberta do Brasil. longe de distanciar. Nós acreditamos em você! Desejamos sucesso na sua formação profissional! Ministério da Educação Janeiro de 2010 Nosso contato etecbrasil@mec. e promover o fortalecimento da formação de jovens moradores de regiões distantes.Apresentação e-Tec Brasil Prezado estudante: Bem vindo ao e Tec Brasil! Você faz parte de uma rede nacional pública de ensino. A educação a distância no nosso país. por meio das Secretarias de Educação a Distancia (SEED) e de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC). social. de 12 de dezembro 2007. as universidades e escolas técnicas estaduais e federais. O Ministério da Educação. familiar. de dimensões continentais e grande diversidade regional e cultural.301.gov. incentivando os jovens a concluir o ensino médio. com o objetivo de democratizar o acesso ao ensino técnico público. é capaz de promover o cidadão com capacidades para produzir. aproxima as pessoas ao garantir acesso à educação de qualidade. dos grandes centros. Os cursos são ofertados pelas instituições públicas de ensino e o atendimento ao estudante é realizado em escolas polo integrantes das redes públicas municipais e estaduais. esportiva. O e Tec Brasil leva os cursos técnicos a locais distantes das instituições de ensi no e para a periferia das grandes cidades. as instituições públicas de ensino técnico.br Informática Instrumental . na moda lidade a distância. seus servidores técnicos e professores acreditam que uma educação profissional qualificada integradora do ensino médio e educação técnica.

.

............................................................................................ 129 REFERÊNCIAS ................Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti e-Tec Brasil ........................ 11 APLICATIVOS DO BrOffice ............................ 15 UNIDADE II CALC PLANILHAS ELETRÔNICAS Iniciando uma planilha no BrOffice.................... 9 INTRODUÇÃO ................ 14 UNIDADE I WRITER PROCESSADOR E EDITOR DE TEXTOS Iniciando um texto no BrOffice ...... 101 RETOMANDO A CONVERSA INICIAL ............................................................................................. 55 UNIDADE III IMPRESS PROGRAMA DE APRESENTAÇÕES Iniciando uma apresentação no BrOffice........................................................................................ 81 UNIDADE IV BASE BANCO DE DADOS Iniciando um banco de dados no BrOffice ............... 132 Informática Instrumental ........................................ 131 GABARITO...........................................................Sumário PALAVRA DO PROFESSOR-AUTOR ..................................................

.

Palavra do professor-autor SEJA BEM-VINDO À DISCIPLINA DE INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Caro estudante: Você vai estudar este material didático por meio da modalidade de ensino a distância. há tempo para leitura. de participar de momentos presenciais para utilizar o laboratório e conhecer. Ele faz parte do Programa e Tec Brasil. há outras atividades existentes no fascículo para consolidar o conhecimento adquirido durante seus estudos. Em seu processo avaliativo. na prática. Bom estudo! Informática Instrumental . você terá condições. atividades e para resolver suas dúvidas. criar e manipular um banco de dados. os conceitos vistos no decorrer das aulas. montar apresen tação de slides e. Assim. Nesta disciplina. e exercícios que irão compor sua avaliação. construir uma planilha de cálculo. que está inserido no Curso Técnico em Informática pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). num total de 80 horas. apresentamos noções básicas de aplicativos que poderão ser utilizados para auxiliar você em suas tarefas diárias. Além disso.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 9 e-Tec Brasil . que dão suporte para executar tarefas como escrever uma carta. ainda. O objetivo geral deste módulo é que o aluno aprenda a utilizar os aplicativos básicos para gestão de escritórios. há questões dissertativas e objetivas. Para que os objetivos sejam alcançados.

.

apresentação e editor de imagens. E o melhor: não custa nada por isso. construir uma planilha de cálculo. tornando-se colaboradora e patrocinadora principal do recém lançado projeto OpenOffice. a Sun Microsystems doou parte do código fonte do StarOffice para a comunidade de código aberto. A iniciativa ganhou o apoio de diversas organizações do mundo tecnológico como Novell. é compatível com os formatos mais comuns de arquivos do mercado.org. PowerPoint e Excel. os usuários acostumados com a suíte da Microsoft não terão dificuldades na hora de editar seus arquivos no BrOffice Portable. o BrOffice se encontra um passo a frente de seu principal concorrente. em 13 de Outubro de 2000. Intel. pode ser trabalhada por um grupo de pessoas. além das importantes contribuições de desenvolvedores independentes. Existem muitos programas que podem auxiliar nestes casos. seja qual for a tarefa. Logo após lançar o StarOffice 5. o BrOffice é uma suíte de escritório que integra editore de texto.INTRODUÇÃO APLICATIVOS PARA GESTÃO DE ESCRITÓRIO Os aplicativos para gestão de escritório são muito importantes para executar tarefas habituais de escritório. por exemplo. e construído com código aberto.org. COMO SURGIU O BrOffice A origem do BrOffice remonta a meados da década de 90. a Star Division foi adquirida pela empresa americana Sun Microsystems. e como aproveitar o máximo de suas aplicações. E vice-versa. elaborar uma apresentação. como os produzidos pelos Word. quando a empresa alemã Star Division criou um pacote de escritório chamado StarOffice e começou a distribuí-lo gratuitamente para as plataformas Windows e Linux. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 11 . Inclui ainda um aplicativo de banco de dados e outro de fórmulas matemáticas. Além disso. é bom dizer. ONGs e agências governamentais. planilha. ele será aberto no BrOffice. como escrever uma carta. No entanto. SOBRE O BrOffice Desenvolvido por uma comunidade de programadores e engenheiros. ele já é preparado para funcionar com os formatos padronizados da ODF (OpenDocument Format) e do OpenXML (formato-padrão de arquivos usado pelo pacote Office 2007). Isso significa que se uma pessoa escrever um documento no Word. Red Hat. bem assim para manipular uma base de dados. Debian. Ele já disponibiliza um corretor ortográfico com as novas regras da Língua Portuguesa para todos os programas que o compõem. os recursos mais comuns da suíte de escritório do Office também estão disponíveis no BrOffice. Mandriva. Em sua terceira versão. Uma planilha eletrônica. Um destaque positivo do programa é que ele tem ferramentas para permitir o trabalho colaborativo. portanto. Este material apresenta os principais aplicativos de escritório existentes no BrOffice. A aplicação tem uma interface bastante parecida com a do Office. o Microsoft Office.2. O BrOffice. como as opções de edição de fontes e a criação de macros. Em 1999.

.

Unidade I Writer – processador e editor de textos .

.

.

BARRA DE FERRAMENTAS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 22 23 24 25 1 Novo documento.org . 10 Recortar texto selecionado. etc.Local em que será editado o documento.É onde fica o nome do arquivo e do programa. Navegador de documento.Writer. 5 Exportar/criar arquivo PDF. Exibir/ocultar fontes de dados.org . Exibir/ocultar funções de desenho. Ajuda do BrOffice. Inserir tabela. Barra de Ferramentas-padrão . zoom. Barra de Menus . 8 Fazer a verificação ortográfica.Contém os botões de atalho para as funções mais comuns do BrOffice. 7 Visualização de páginas. 6 Imprimir documento. BARRA DE FORMATAÇÃO Colar texto selecionado. 3 Salvar documento. Pincel de estilo.Contém os menus onde se encontram todos os comandos importantes do BrOffice.Barra de Título .Indica a área que o texto irá ocupar. Zoom. Barra de Formatação . Exibir/ocultar caracteres não imprimíveis. Limite de Texto . Restaurar ação realizada.Writer. Galeria de sons e imagens. Inserir hyperlink. 11 Copiar texto selecionado. Barra de Status .Mostra informações como quantidade de páginas do documento. Área de Edição . abre-se uma caixa de seleção de outros tipos de documentos. Se pressionar a seta preta.Apresenta atalhos para os principais comandos de formatação. Desfazer ação realizada. 1 2 3 4 5 6 16 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .org. tecla INSERT ligada ou desligada. 4 Enviar documento diretamente por e-mail. 2 Abrir documento. idioma que está sendo utilizado. 9 Ativar/desativar a autoverificação ortográfica. Localização e substituição de texto.

Personalizar a barra de formatação. Definir cor da fonte. NAVEGAÇÃO PELO TEXTO Através do teclado Para navegar Uma letra para a direita Uma letra para a esquerda Uma palavra para a direita Uma palavra para a esquerda Até o final da linha atual Até o início da linha atual Até o final do documento Até o início do documento Uma tela para baixo Uma tela para cima Pressione Seta para a direita Seta para a esquerda Ctrl + seta para a direita Ctrl + seta para a esquerda End Home Ctrl + End Ctrl + Home Page Down Page Up Através do mouse – Barra de rolagem Para navegar Página anterior Próxima página Qualquer página SELEÇÃO DE TEXTO Para aplicar qualquer tipo de formatação no documento. é necessário selecionar a região onde será aplicada a formatação. Nome da fonte atual do texto. Diminuir recuo do parágrafo. Alinhar parágrafo à esquerda. Aplicar formato sublinhado. Aumentar recuo do parágrafo. você terá uma lista das formas mais utilizadas de seleção. Alinhar parágrafo ao centro. Definir cor de realce da fonte. Pressione Ícone com seta dupla para cima Ícone com seta dupla para baixo Arraste o botão da barra de rolagem Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 17 . Alinhar parágrafo à direita. Estilo atual do texto. Aplicar formato negrito. Na sequência.8 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 9 10 11 12 13 14 15 16 11 12 13 14 15 16 17 18 19 17 18 19 Exibir/ocultar estilos e formatação. Definir cor do plano de fundo. Ativar/desativar numeração. Alinhar parágrafo justificado. Ativar/desativar marcadores. Tamanho da fonte atual do texto. Aplicar formato itálico.

pressione Ctrl + A Ctrl + A Através do mouse Para selecionar Texto alternadamente Uma palavra Uma frase Diversas linhas Parágrafo Pressione Ctrl + 2 cliques no botão esquerdo do mouse sobre a palavra 2 cliques no botão esquerdo do mouse sobre a palavra 3 cliques no botão esquerdo do mouse sobre a palavra Arraste o mouse com o botão esquerdo pressionado 4 cliques no botão esquerdo do mouse sobre uma palavra qualquer do parágrafo APAGANDO TEXTO Através do teclado Para apagar Letra à esquerda do cursor Letra à direita do cursor Palavra errada à esquerda do cursor Palavra errada à direita do cursor CRIANDO UM NOVO DOCUMENTO Para criar um novo documento. clique em Arquivo >> Novo >> Documento de texto.Através do teclado Para selecionar Um caractere para a direita Um caractere para a esquerda Até o final de uma palavra Até o final de uma linha Até o início de uma linha Uma linha para baixo Uma linha para cima Uma tela para baixo Uma tela para cima Até o final do documento Até o início do documento Uma tabela inteira Um documento inteiro Pressione Shift + seta para a direita Shift + seta para a esquerda Ctrl + Shift + seta Shift + End Shift + Home Shift + seta para baixo Shift + seta para cima Shift + Page Down Shift + Page Up Ctrl + Shift + End Ctrl + Shift + Home Com o cursor dentro da tabela. Pressione Backspace Delete Ctrl + Backspace Ctrl + Delete 18 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .

.

nesse caso. É aconselhável sempre manter ativada a opção Auto Extension ao salvar um documento. algumas formatações/alinhamentos podem não sair como o esperado. pois.Evitar utilizar entre as palavras mais que um espaço. sua extensão ou direcionando-o para uma outra pasta. CONVERTENDO DOCUMENTOS Existe uma forma para converter automaticamente arquivos no formato .odt que é o formato aberto para documento de texto.org também gera arquivos PDF.SALVANDO UM DOCUMENTO DE TEXTO Para salvar um documento de texto clique em Arquivo >> Salvar ou Ctrl + S. Utilizar sempre a tecla TAB ou as opções de recuos do parágrafo no menu Formatar >> Parágrafo >> Recuos e espaçamento.Nunca utilizar espaços para iniciar o recuo esquerdo de parágrafo. ATENÇÃO! Ao digitar um texto. A função Salvar como permite salvar o mesmo documento alterando seu nome. Clique em Arquivo >> Exportar como PDF e informe a pasta e o nome do arquivo em PDF a ser criado. Para 20 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .doc do Word para o formato . EXPORTANDO UM DOCUMENTO NO FORMATO PDF (PORTABLE DOCUMENT FORMAT) O BrOffice. . devem-se tomar alguns cuidados básicos: .

.

Observe que você pode escolher a opção Incluindo subdiretórios. Será apresentado um resumo do que será feito pelo conversor.sxw para cada arquivo existente no formato . O BrOffice.Você pode escolher a opção Modelos ou Documentos. um novo arquivo no formato . ou ambos. Os arquivos originais . Informe.org apenas criará. 22 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . em cada caso. a pasta de onde os arquivos serão lidos e para onde serão gravados.doc. conforme as orientações definidas por você nos dois passos anteriores. Clique em Próximo. na pasta destino.doc serão mantidos sem sofrer nenhuma alteração.

No Writer.Minúsculas – Altera o texto selecionado para todas as letras minúsculas. Tipos de fonte – Nesta caixa estão disponíveis os tipos para a fonte selecionada. GUIA DE FONTE Fonte – Apresenta as fontes disponíveis no sistema e que podem ser utilizadas em seu documento. Basta selecionar o texto e clicar em Formatar >> Caracteres. você pode usargrande variedade de tipos e tamanhos de letras. . após a digitação você sentirá necessidade de dar uma aparência melhor a seu documento. Tamanho – Na caixa Tamanho tem uma lista de possíveis tamanhos para a fonte selecionada. GUIA DE EFEITOS DE FONTE Cor da fonte – Esta caixa possui algumas cores predefinidas para se aplicar ao texto. FORMATANDO CARACTERES Quando se trabalha com um processador de textos.Para continuar. . Idioma – Pode-se escolher o idioma para a fonte selecionada.Maiúsculas – Altera o texto selecionado para todas as letras em maiúscula. clique em Converter. Efeitos – Podem-se aplicar efeitos na fonte. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 23 .

Com a exceção dos comandos Intermitente e Oculto.Caixa-alta (versalete) – Aplica a caixa-alta para todas as palavras selecionadas. As opções podem ser Sobrescrito. Intermitente e Oculto. as opções mais importantes são: Posição – Define a posição que o caractere ficará em relação aos outros caracteres. na Cor do sublinhado. Tachado – Esta caixa possui algumas formas de tachado. Sobrelinha – Esta caixa apresenta vários estilos de sobrelinha. Rotação/dimensionamento – Define o grau que o caractere fica dentro da linha 24 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . onde os caracteres ficam na posição-padrão de caractere. Sublinhado – Esta caixa apresenta vários estilos de sublinhado. pressionando o botão ao lado. onde os caracteres ficam acima dos caracteres-padrões. Sombra. Normal.. . onde os caracteres ficam abaixo dos caracteres-padrões. as demais alterações aparecem na Caixa de visualização. Você pode escolher a cor do sublinhado. pressionando o botão ao lado. Você pode escolher a cor da sobrelinha. Para melhor visualização. GUIA DE POSIÇÃO Nas formatações de Posição. na Cor da sobrelinha. experimente alguns e veja como fica na Caixa de visualização. Relevo – O Writer também traz a possibilidade relevo no texto (alto-relevo e baixoelevo) podendo ainda combiná-los com Contorno.Título – Aplica a formatação de maiúscula na primeira letra de cada palavra da seleção. e Subscrito.

Alinhamento ao centro – Neste caso. nesta formatação. e sim em centralizar o texto em relação à largura da linha. fazem parte do documento. CARACTERES NÃO IMPRIMÍVEIS Existem caracteres que. FORMATANDO PARÁGRAFOS Alinhamento é a posição do texto em relação às margens. Representa o espaço em branco entre duas palavras. centralizado e justificado. Representa a marca da tecla de tabulação. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 25 . à esquerda. não existe preocupação com as margens.do parágrafo. apesar de não serem impressos. Existe alinhamento à direita. O final de cada linha do parágrafo é ajustado automaticamente pelo Writer. . a preocupação é com o alinhamento à direita da linha. Para tanto. GUIA DE ALINHAMENTO Alinhamento à esquerda – Nesta formatação. o alinhamento se concentra apenas do lado esquerdo. A opção Ajustar à linha faz com que o texto a ser formatado caiba todo na altura da linha. Alinhamento à direita – Ao contrário do anterior. podendo ou não ser visualizados. clique no botão Caracteres não imprimíveis. Para defini-lo. acesse Formatar >> Parágrafo. Representa a marca de fim de parágrafo.

por isso aparecem alguns espaçamentos entre as palavras. GUIA DE RECUOS E ESPAÇAMENTO 26 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . O Writer apresenta a possibilidade de definir o alinhamento da última linha do parágrafo justificado.Alinhamento justificado – O parágrafo justificado se alinha tanto à direita como à esquerda da linha.

Primeira linha – Define a margem esquerda da primeira linha do parágrafo a partir da margem do parágrafo (antes do texto). GUIA DE CAPITULARES Uma letra capitulada é tradicionalmente a primeira letra de um parágrafo em tamanho e formato diferente do restante do texto. Exibir capitulares – Inicialmente. . incluindo valores negativos. marque essa opção. Palavra inteira – Caso você queira que toda a palavra seja capitulada. Espaçamento – Determina o espaço antes e depois do parágrafo onde se encontra o cursor.Antes do texto – Define a margem esquerda do parágrafo a partir da margem esquerda da página. com o objetivo de destacá-la do conjunto. . recuo específico para a primeira linha. . Espaçamento de linhas – Define o espaço entre as linhas do mesmo parágrafo selecionado.Depois do texto – Define a margem direita do parágrafo a partir da margem direita da página.Recuo – Essa seção trabalha com avanço de parágrafo da esquerda e da direita. É ela que vai lhe permitir visualizar o efeito. marque Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 27 .

Linha – Em Estilo. Conteúdo – Aqui você pode optar por digitar o texto a ser capitulado e ainda definir o estilo de caracteres. pode-se clicar nas laterais do quadrado (em cinza) para colocar as bordas manualmente.essa opção. define-se a cor da linha. Espaço entre o texto – Define qual será o espaço entre o texto e a(s) letra(s) em destaque. já existem algumas configurações predefinidas para serem utilizadas. Número de caracteres – Define quantos caracteres serão capitulados. Em Cor. Já em Definido pelo usuário. Espaçamento do conteúdo – Define-se o espaço entre o texto e a borda em cada um dos lados. define-se a Posição. define-se a espessura e o tipo da linha a ser aplicada. Linhas – Quantas linhas (de altura) serão utilizadas para capitular. Estilo de sombra – No estilo de sombra. 28 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . GUIA DE BORDAS Disposição das linhas – Em padrão. a Distância e a Cor que a sombra terá em relação ao texto do parágrafo.

GUIA DE PLANO DE FUNDO

Define-se a cor de fundo do parágrafo. GUIA DE FLUXO DE TEXTO

Nesta guia, as opções mais importantes são:

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

29

Não dividir parágrafo – Com essa opção selecionada, se o parágrafo não couber todo na mesma página, ele será posicionado na próxima página. Manter com o próximo parágrafo – Com essa opção selecionada, o parágrafo atual sempre será mantido com o próximo parágrafo, mesmo quando houver quebra de página. Controle de linhas órfãs – Com essa opção selecionada, o Writer fará o controle de linhas órfãs, ou seja, a quantidade de linhas especificada em Linhas, que deverá ficar no início do parágrafo em caso de quebra de página. Controle de linhas viúvas – Com essa opção selecionada, o Writer fará o controle de linhas viúvas, ou seja, a quantidade de linhas especificadas em Linhas, que deverá ficar no final do parágrafo em caso de quebra de página. GUIA DE TABULAÇÕES

Define a posição da tabulação dentro do parágrafo. Posição – Neste campo, você define a posição da tabulação, digitando o número da posição desejada. Confirme o valor, clicando em Novo. Para eliminar uma tabulação ou todas, pressione Excluir ou Excluir tudo. Tipo – Define o tipo de tabulação que será utilizado. Observe a opção Decimal, logo abaixo se encontra um campo denominado Caractere. É aí que se define o caractere separador de decimal. No Brasil, utiliza-se a vírgula. Caractere de preenchimento – Aqui você define qual caractere será utilizado para o preenchimento que antecede a tecla Tab. O Writer apresenta 3 opções de preenchimento, mas você pode optar por outro no campo Caractere.

30

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

DESFAZER E REFAZER Para desfazer algo que você tenha feito por engano, basta clicar em Editar >> Desfazer. Se preferir, pode usar o teclado e pressionar Ctrl + Z, ou ainda clicar no botão Desfazer da barra de Ferramentas-Padrão. Caso tenha usado o comando Desfazer e deseje voltar ao que era antes, basta usar o comando Restaurar, clicando em Editar >> Restaurar. Se preferir, use o teclado Ctrl + Y, ou ainda o botão Restaurar da barra de Ferramentas-Padrão. AUTOTEXTO Se você sempre precisa escrever a mesma expressão várias vezes em vários documentos, você pode criar um Autotexto, para evitar a digitação repetitiva. Para criar um Autotexto para uma expressão, primeiramente digite a expressão: eTec Brasil – Escola Técnica Aberta do Brasil, depois selecione-a, clique em Editar – Autotexto (por padrão, deverá estar escolhida a categoria My AutoText). Digite o nome e-Tec (que é para você lembrar depois o que é este Autotexto) e no atalho deixe apenas e (que o aplicativo já sugeriu). Agora, do lado direito da tela clique no botão Autotexto – Novo (somente texto). Pronto. Está criado o meu Autotexto. Para usá-lo, a partir de agora basta colocar o cursor onde você quer inserir a expressão, digitar o atalho (que é o “e”) e acionar a tecla F3. ATENÇÃO! - Criando este Autotexto, ele ficará disponível sempre em seu BrOffice.org ou até que você o exclua ou o substitua. CONFIGURANDO PÁGINA

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

31

Digite dentro do Cabeçalho/Rodapé o que deseja. Podem-se utilizar no Cabeçalho/Rodapé todos os tipos de formatações. As páginas podem ter Cabeçalhos/Rodapés diferentes. NUMERAÇÃO DE PÁGINAS Para adicionarmos numeração de páginas. então. Por exemplo. 32 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Para tanto. a numeração de um documento. e este será impresso em todas as páginas do documento. pressione a tecla Ctrl + Enter ou clique em Inserir >> Quebra Manual >> Quebra de página. a tela acima também pode ser utilizada para Quebra de linha e Quebra de coluna.Para indicar qual o tamanho do papel e as margens da página. CABEÇALHO E RODAPÉ O cabeçalho é um espaço que é destinado à parte superior de uma página para que possamos nele inserir o timbre de uma empresa ou. devem-se utilizar estilos de páginas diferentes para cada capítulo. indicando o tamanho certo do papel. ficará na parte inferior da página. ou usando as caixas Largura e Altura. utilizar recursos avançados para a realização dessa tarefa. Para exibir um Cabeçalho na página. primeiro temos que escolher se a mesma ficará no Cabeçalho ou no Rodapé. Tais recursos podem ser vistos no tópico referente aos Estilos e Formatação. A opção Estilo é utilizada para a mudança de estilo de página. pode-se. Em Orientação. Formato do papel – Para indicar tamanhos predefinidos. em um livro cada capítulo pode ter um cabeçalho diferente. clique em Inserir >> Cabeçalho >> Padrão. Margens – Indica o limite que o texto terá em relação às bordas da página. também destinado a exibir a numeração de páginas e outras informações. clique em Formatar >> Página >> Guia Página. Na sequência clique em Inserir >> Campos >> Número da página. indicamos se a página será Retrato (em pé) ou Paisagem (deitada). Já o rodapé. Note que um pequeno retângulo passa a ser exibido na parte superior da sua página. até mesmo. Além de Quebra de página. como se estivesse digitando um parágrafo normalmente. QUEBRA DE PÁGINAS Para inserir uma quebra de página.

.

Largura e Espaçamento – A opção Largura será ativada quando o item Largura automática for desmarcado. Linha separadora – É uma linha que ficará entre as colunas. 8 – Digite “Segunda página” no início da página 10 (sem cabeçalho). Selecione a caixa Alterar número de página e digite na caixa abaixo o número 10 e clique em Ok (uma nova página será criada. Percebe-se que até aqui temos 2 páginas. Estilo: Página sem cabeçalho. 7 – Clique em Inserir >> Quebra manual e configure a tela que aparece da seguinte forma: Tipo: Quebra de página. clique em Inserir >> Quebra manual e configure a tela que aparece da seguinte forma: Tipo: Quebra de página. só que a segunda está numerada como 10. Basta selecionar o texto que você deseja colocar em colunas e clicar em Formatar >> Colunas. COLUNAS Trabalhar com colunas é muito simples. com cabeçalho e paginada com o número 11. mas com o número de página em 10). você define o espaçamento entre as colunas. SEÇÃO Seção é uma parte do documento que pode receber formatação diferente do 34 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . 10 – Para finalizar. Colunas – Indica a quantidade de colunas. 9 – Para criar a terceira página.6 – Posicione o cursor dentro do texto depois da palavra página. As opções Altura e Posição serão ativadas quando definirmos uma linha. digite “Terceira página” no início da página 11. Estilo: Padrão e clique em Ok. sem cabeçalho. sem numeração no cabeçalho. Em Espaçamento.

com uma só coluna. ATENÇÃO! . . . Por exemplo. pode ser inserida uma seção com três colunas. Coloque o nome da seção e informe os outros parâmetros. dentro de uma mesma página. clique em Formatar >> Seção >> Opções e faça as alterações necessárias.O Writer só corrige erros ortográficos. Para inserir uma seção.Só adicione palavras quando tiver certeza que elas estão corretas. clique com o botão direito do mouse sobre ela e escolha a palavra certa.restante do documento. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 35 . não é oferecida a correção erros de concordância. clique em Formatar >> Seções. se achar necessário. Caso não haja. A seção será excluída. Isso seria impossível de fazer sem o uso de seção. escolha a seção e clique em remover.As marcas de erro só serão visíveis se o botão Autoverificação automática estiver ativo e o dicionário Português Brasil instalado. VERIFICAÇÃO ORTOGRÁFICA Para corrigir palavras erradas. Para alterar os formatos de uma seção já existente. Você também poderá fazer a verificação ortográfica através do botão Ortografia e gramática que fica na Barra de Ferramentas-Padrão e em Ferramentas >> Ortografia e gramática. desde que a palavra esteja realmente certa. clique em Inserir >> Seção. Para excluir uma seção. Por enquanto. clique em Adicionar. porém seu conteúdo será preservado.

1 2 1 2 3 4 5 6 3 4 5 6 7 8 8 9 10 11 12 13 14 7 Tabela: serve para adicionar tabelas. Classificar: classifica o conteúdo de uma tabela em ordem crescente. Estilo de linha: formato da borda. Opções – Como a tabela deverá se comportar se passar para outras páginas. Cor da linha: modifica a cor da borda. Cor do plano de fundo: aplica cor de preenchimento da tabela. Tamanho – Quantidade de linhas e colunas que a tabela terá. Dividir células: ao clicar. surge uma janela onde você informa o número de células e se a divisão 9 10 11 12 13 14 será na horizontal ou vertical. A maioria dos comandos existentes no menu Tabela pode ser vista também na Barra de Ferramentas Tabela. Alinhamento do texto na célula: superior. Propriedades da tabela: para obter mais opções sobre as tabelas.TABELAS Para criar uma tabela. Inserir/remover linhas e colunas. Autoformatar: modelos de tabelas já formatados. Otimizar: para definir como deverá se comportar a largura das colunas e a altura das linhas da tabela. Autoformatar – Modelos de tabelas já formatados. Bordas: para aplicar ou retirar bordas da tabela. transformando-as em uma célula. Nome – Nome da tabela. centralizado e inferior. 36 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Mesclar células: une as células selecionadas. clique em Tabela >> Inserir >> Tabela ou no botão Tabela na Barra de Ferramentas-Padrão. Soma: usado quando a tabela possui valores a serem somados.

ou ainda clicar no botão Imprimir da Barra de Ferramentas-Padrão. ou ainda podemos clicar em Ctrl + P e aparecerá a janela Imprimir. clique na opção Célula e depois em Proteger. clique em Arquivo >> Visualizar página ou no botão Visualizar página na Barra de Ferramentas-Padrão. Nome – Impressora que será utilizada para a impressão. Para proteger e desproteger células. COLAR ESPECIAL Quando desejamos colar no documento um texto sem trazer seu formato do Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 37 .Para visualizar a impressão. IMPRESSÃO Para imprimir um documento podemos usar o menu Arquivo >> Imprimir. Cópias – Número de cópias. Propriedades – Ativa o programa da impressora para ser ajustado. selecione o conteúdo da tabela e clique em Tabela >> Converter >> De tabela para texto e escolha o separador a ser aplicado.Para converter uma tabela em texto. apenas as que você deseja (separar com ponto e vírgula se forem alternadas e dois pontos se forem sequências) ou apenas o texto selecionado. Intervalo de impressão – Você pode definir se imprimirá todas as páginas. ATENÇÃO! . selecione as células que serão protegidas e clique com o botão direito do mouse.

copiar e clicar em Editar >> Colar especial >> Texto sem formatação. encontra-se o botão Pincel que tem como função copiar apenas os formatos de texto. CARACTERES ESPECIAIS Clique em Inserir >> Caractere especial e escolha o caractere desejado. COPIAR FORMATOS Na Barra de Ferramentas-Padrão.documento de origem. basta selecionar o texto. clique sobre a palavra formatada. Caso deseje usar as figuras existentes na 38 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . clique no pincel e aplique sobre o texto a ser formatado. clique em Inserir >> Figura >> Do arquivo e localize a figura. Para usá-lo. INSERINDO FIGURAS Para inserir uma figura que já está salva em seu computador.

Normalmente. basta clicar duas vezes sobre o campo em amarelo e a janela de edição se abre novamente. Total de páginas. No campo destino deverá ser localizado o documento desejado e depois clicar em Aplicar. clique no botão Galeria na Barra de Ferramentas Padrão. e em seguida Nota (não confundir com nota de rodapé. Número da página. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 39 . selecione a opção Inserir. esses campos são utilizados em cabeçalho e rodapé. Autor. INSERINDO COMENTÁRIO Para inserir um comentário no texto. Título. Para editar o comentário também é muito simples. INSERINDO CAMPOS Clique em Inserir >> Campos e escolha o que será inserido no documento: Data. que é uma opção que também aparece no menu): Para localizar as posições no texto onde as notas se encontram é muito fácil. Basta procurar por retângulos amarelos. No campo destino. Assunto. deverá ser inserido o endereço do site desejado e depois clicar em Aplicar. Hora. A opção Internet permite criar um hyperlink para uma página da internet. INSERINDO HYPERLINK É utilizado para criar um link para uma página da internet ou para abrir um arquivo existente. A opção Documento permite criar um hyperlink para um documento existente.galeria. posicione o cursor no local desejado.

clique em Formatar >> Página >> Plano de fundo. 40 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . INSERINDO PLANO DE FUNDO Para inserir Plano de fundo. clique em Formatar >> Página >> Bordas.INSERINDO BORDAS NA PÁGINA Para inserir Plano de bordas na página.

Em Procurar por. digite a palavra ou caractere que deseja localizar dentro do texto e clique no botão Localizar. Caso queria formatar a palavra que será substituída.LOCALIZAR E SUBSTITUIR O Writer permite encontrar palavras dentro de qualquer documento de texto e substituí-la. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 41 . Clique em Editar >> Localizar e substituir ou clique em Ctrl + F. basta digitar o novo conteúdo na caixa Substituir por e clicar em Substituir ou Substituir todos. clique em Mais opções >> Formatar. Desejando destacar todos simultaneamente. Para substituir o conteúdo localizado por outro. parando em cada ocorrência encontrada. clique em Localizar todos. O Writer fará a busca em todo o documento.

Para ativar a numeração ou marcadores.NUMERAÇÃO E MARCADORES Os tópicos importantes de um documento podem ser destacados através do uso de numeração (sequenciais) ou marcadores (caracteres). As abas Posição e Opções oferecem recursos para alterar a formatação em cada nível hierárquico. clique em Formatar >> Marcadores e numeração >> Figuras. mantendo a visão de item e subitem. Da mesma forma. Ou ainda clique em Formatar >> Marcadores e numerações. que fica na Barra de Formatação. ordem alfabética. clique nos botões Ativar/desativar numeração ou Ativar/desativar marcadores. a Numeração pode ser alterada para outro tipo: algarismos romanos. etc. Também é possível aplicar marcadores coloridos. A opção Estrutura de tópicos permite fazer a numeração. Para isso. Clique em Formatar >> Marcadores e numerações e escolha o novo tipo na aba Marcadores. 42 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .

Clique em Próximo. Selecionar o tipo de documento – Necessariamente. pode ser um e-mail também. Nesse exemplo. Como nossa intenção aqui neste Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 43 . selecionaremos a opção Usar o documento atual. Selecionar o documento inicial – Neste primeiro momento. por exemplo) clique em Ferramentas >> Assistente de mala-direta.MALA DIRETA Para criar um documento utilizando mala-direta (uma carta. a mala-direta não precisa ser uma carta. você deve selecionar o documento em que irá se basear sua mala-direta.

bem como o layout do bloco de endereço. Inserir o bloco de endereço – Especifique os destinatários. partiremos do princípio que você não possua um banco de dados pronto. Dessa forma. Clique em Criar. Para melhor entendimento deste processo. personalize a lista de endereços adicionando ou excluindo campos e cadastre os dados). 44 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . iremos explicar.exemplo é a confecção de uma carta. passo a passo como proceder para criar um banco de dados. onde poderá escolher uma fonte de dados (clique em Adicionar e localize seu banco de dados) ou digitar uma nova lista de endereços (clique em Criar. deixaremos essa opção selecionada e clicaremos em Próximo. Clique em Selecionar lista de endereços.

Depois de preencher o primeiro registro. Na opção Personalizar. Para incluir novos nomes na lista. Realizado este processo. Para excluir um campo. clique em Personalizar. clique em Novo para salvar o registro atual e continuar adicionando novos. clique em Excluir. selecione-o com um clique no mouse e. Assim. estaremos iniciando um banco de dados.. clique em Adicionar e digite um nome para ele. a tela para seleção da lista de endereços aparecerá novamente.Uma tela de cadastro. você poderá renomear. excluir ou incluir campos do cadastro e também alterar a ordem de apresentação deles. Caso queira personalizar esses campos. clique no botão Adicionar e localize-o na pasta em que você o salvou na operação anterior. com vários campos. Para renomear. Para alternar a ordem de apresentação. selecione-a e clique em Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 45 . Se quiser adicionar um novo campo. posicionando-os para cima ou para baixo. Nesta tela. Note que o arquivo que você salvou aparecerá na tela. Depois de cadastrar o último registro de sua lista. você irá informar os dados das pessoas que irão receber a sua mala-direta. clique em Ok. selecione o campo e clique em Renomear. selecione o campo que deseja mover e clique nas setas de direção. Caso não apareça. dê um nome para ele e clique em Salvar. Clique em Ok e preencha os campos do primeiro registro. em seguida. Selecione uma pasta onde deseja salvar seu banco de dados. será apresentada.

Por fim. Você poderá criar um novo. Somente o nome das pessoas será impresso nas cartas. Voltamos à tela de Inserir bloco de endereço. devendo estar selecionada se você quiser imprimir no documento os dados de endereço existentes no cadastro.Editar. 46 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . selecione o banco de dados que deseja e clique em Ok para prosseguir. A opção Este documento deve conter um bloco de endereço. serão mostradas quatro predefinições de blocos. Clicando no botão Mais. editar um dos blocos pré-existentes ou excluir um bloco.

Clique no campo Cidade e. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 47 . Dê Ok para prosseguir.Para criar um novo bloco. Inclua os campos desejados. Em seguida. clique na tecla de navegação para mover a informação para a direita duas vezes. agora clicando somente uma vez. clique em Novo. basta realizar o seguinte procedimento: Clique com o mouse sobre o campo Estado. neste caso. na tecla de navegação para a direita. Localize o bloco que você criou e clique em Ok para prosseguir e em Coincidir campos. mais uma vez. Cidade e Estado. Note que não há espaço entre os campos CEP. O que houve. Para corrigir isso. é que não foi adicionado um espaço em branco após os campos CEP e Cidade. Será apresentada novamente a tela Selecionar bloco de endereço.

Na nova janela apresentada.Especifique as propriedades para a saudação. 48 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . deixe desmarcada a opção Inserir saudação personalizada e digite na caixa Saudação geral a saudação que você deseja. Criar uma saudação . Clique em Ok e Próximo para continuar. Se o banco de dados contiver informações sobre sexo. Serão apresentadas outras duas opções para que você faça sua escolha. Se quiser utilizar apenas uma saudação geral. faça as correspondências existentes entre os nomes dos campos. Selecionando a opção Esse documento. deveria conter uma saudação. você poderá especificar diferentes saudações com base no sexo do destinatário.

Quando você chegar nesta tela. os nomes e endereços dos destinatários estarão contidos na base de dados. Caso contrário. Personalizar o documento – O assistente de mala-direta cria um único documento mesclado com quebras de página entre cada destinatário. Editar documento – Navegue para frente e para trás nos registros. Caso queira alterar alguma carta individualmente. clique em Excluir registro do destinatário. clique em Próximo. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 49 . Nessa tela você também deverá editar o documento.Ajustar o layout – Especifique a posição do bloco de endereço e saudação no documento e clique em Próximo. Caso queira excluir algum. poderá fazê-lo por aqui.

.

.

Também. uma quebra manual de página.7cm). armazene os dados cadastrados com o nome de CONVIDADOS e o arquivo utilizado para inserir os campos com o nome de MALA DIRETA CONVITE. Gere a mala-direta e armazene o arquivo mesclado com o nome de CONVITE dentro da pasta ATIVIDADES WRITER. 5) Crie um documento de mala-direta em forma de um convite para festa de aniversário. Salve novamente o documento (comando Salvar) e visualize a página. selecione a palavra “aqui” e insira um hyperlink para o site www. Selecione toda a tabela e formate a altura das linhas em 1cm. Execute o autotexto. no mínimo. Formate a página com margem superior de 3cm. escreva o texto “Clique aqui para acessar um outro documento”.com. Na linha seguinte.” Insira uma tabela com duas colunas e cinco linhas. Exporte o documento para PDF na pasta chamada ATIVIDADES WRITER. mais recentemente.br. Insira no texto uma figura qualquer e coloque borda de 5pt. Selecione a segunda linha da tabela e faça a mesclagem das células. nesta mesma pasta. nas organizações. escreva o texto “Clique aqui para acessar o google”. inferior de 2cm. Selecione a quarta linha da tabela. Cadastre. 52 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . causadas pela globalização e pela presença cada vez maior da “sociedade da informação”. 6) Grave uma macro que faça a capa de um trabalho acadêmico. selecione a palavra “aqui” e insira um hyperlink para outro documento qualquer. Insira. no final do documento. Na nova página.i) j) k) l ) m) n) o) p) q) r) s) t) u) v) w) x) y) z) espaço e insira número da página. Selecione toda a tabela e formate-a com alinhamento centralizado e centro (vertical). margem esquerda de 3cm e margem direita de 2cm e também configure o formato do papel para A4(21cm x 29. Formate as bordas internas da tabela com borda simples de 1pt na cor azul. execute a macro. Feche o documento. cinco convidados. Formate as bordas externas da tabela com borda dupla de 5pt na cor vermelho-claro. as extraordinárias modificações conceituais e contextuais verificadas ao longo das últimas décadas. Coloque borda na parte superior do cabeçalho. Selecione o texto “A nova revolução tecnológica” e insira uma nota de rodapé com o texto “O advento da Revolução Tecnológica e. Crie um autotexto com seu nome completo formatado em tamanho 14 e negrito. faça a mesclagem das células e divida a célula em 8 colunas. consequentemente. acabaram por promover mudanças estruturais de grande dimensão no panorama da educação em todas as nações e. insira um objeto >> Fórmula a equação Na sequência.google. Os campos a serem criados serão NOME e ENDEREÇO. Na sequência.

Unidade II
Calc – planilhas eletrônicas

Desfazer ação realizada. Inserir gráfico. 12 Colar. abre-se uma caixa de seleção de outros tipos de documentos. 11 Copiar. 4 Enviar arquivo diretamente por e-mail. se pressionar a seta preta. Exibir/ocultar fontes de dados.org. NAVEGAÇÃO PELA PLANILHA 12 Formato numérico Moeda. Navegador. 1 Novo arquivo e. Inserir hyperlink. 8 Fazer a verificação ortográfica. 16 Formato numérico Excluir casa decimal. 15 Formato numérico Adicionar casa decimal. 3 Tamanho da fonte atual do texto. 2 Nome da fonte atual do texto. 2 Abrir arquivo. Inserir tabela. 20 Formatar cor do plano de fundo. 11 Mesclar células. Localizar e substituir. 7 Alinhar parágrafo à esquerda. Exibir/ocultar funções de desenho. BARRA DE FORMATAÇÃO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 1 Exibir/ocultar estilos e formatação. 8 Alinhar parágrafo ao centro. Classificar em ordem crescente. 3 Salvar arquivo. 6 Aplicar formato sublinhado. 7 Visualização de páginas. 18 Aumentar recuo. 5 Exportar/criar arquivo PDF. 10 Recortar. 6 Imprimir arquivo. Para movimentar-se dentro de uma planilha. 5 Aplicar formato itálico. Restaurar ação realizada. você pode usar o mouse e clicar 56 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . 9 Alinhar parágrafo à direita. 13 Formato numérico Percentual. 17 Diminuir recuo. Zoom. 4 Aplicar formato negrito. Ajuda do BrOffice. 14 Formato numérico Padrão. 9 Ativar/desativar a autoverificação ortográfica.BARRA DE FERRAMENTAS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 Pincel de estilo. 10 Alinhar parágrafo justificado. Exibir/ocultar galeria. 21 Formatar cor da fonte. 19 Formatar bordas.

536. com linhas e colunas. cujo cruzamento se dá o nome de Célula. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 57 . três planilhas. SELECIONANDO COLUNAS E LINHAS Para selecionar colunas e linhas inteiras. Linhas – Representadas por números. A seguir. Basta clicar em Inserir >> Planilha. Para navegar Célula à direita Célula à esquerda Célula abaixo Tela para cima Tela para baixo Tela para a direita Tela para a esquerda Próxima planilha Planilha anterior Início da linha Fim da linha Célula A1 Pressione Tab Shift + Tab Enter Page Up Page Down Alt + Page Up Alt + Page Down Ctrl + Page Down Ctrl + Page Up Home End Ctrl + Home Ctrl + seta esquerda Ctrl + seta direita Ctrl + seta superior Ctrl + seta inferior Nas extremidades da planilha ARQUIVO DE TRABALHO No BrOffice Calc. sendo 65. usar as setas direcionais até chegar à célula desejada. nomeadas de A até IV. basta clicar sobre a letra da coluna ou sobre o número da linha. se preferir. numeradas de 1 a 65. Cada planilha é apresentada em forma de tabela. e 256 colunas. inicialmente. Alça de preenchimento – Marca existente no canto inferior direito da célula.536 linhas. ou.diretamente sobre a célula desejada. Colunas – Representadas por letras. o arquivo de trabalho contém. outros comandos para movimentação dentro de uma planilha. Novas planilhas podem ser inseridas.

clique em Arquivo >> Abrir e escolha a pasta e o arquivo desejado. INSERINDO TEXTOS E NÚMEROS Nas células poderão ser digitados números. Havendo necessidade de uso da próxima célula. caracteres. caracteres especiais. clique em Arquivo >> Novo >> Planilha ou em Ctrl + N. entre a célula que excedeu o tamanho da célula seguinte. Se o texto for maior que o tamanho da célula. tecle Enter ou Tab. etc. SALVANDO UMA PLANILHA Para salvar uma planilha. se esta estiver vazia. ABRINDO UMA PLANILHA EXISTENTE Para abrir uma existente. basta redimensionar a célula clicando duas vezes seguidas no cabeçalho. clique em Arquivo >> Salvar como e escolha a pasta em que deseja salvar e o nome do arquivo. Ao terminar a entrada de dados na célula.CRIANDO UMA PLANILHA Para criar uma planilha. ao clicar sobre ela o conteúdo da anterior desaparecerá. indicando que o conteúdo ultrapassou o tamanho desta. Esta ocupação não significa que o espaço da próxima célula foi utilizado. Para resolver isso. 58 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . e a atual poderá ser ocupada normalmente. ele ocupará o espaço da próxima célula. Uma seta vermelha aparecerá do lado direito da célula.

basta selecionar. excluir parte do conteúdo.ELIMINANDO O CONTEÚDO DE UMA CÉLULA Selecione a célula e pressione a tecla Del. datas ou horas. No BrOffice Calc. Para eliminar todo o conteúdo. também. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 59 . CRIANDO SEQUÊNCIA DE DADOS Durante a construção de uma planilha pode surgir a necessidade de preencher células com sequência de dados. na tela acima. Podemos. o que desejamos excluir. pode-se usar um recurso para criar sequências numéricas a partir de qualquer valor. selecione Excluir todas. Esses valores podem ser números. Nesse caso.

Valor Final e Incremento. 60 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Selecione os dados a serem copiados. escolha a direção do preenchimento. Em Direção. dá-se o nome de Cópia relativa. A partir desta célula. É importante ressaltar: quando os dados que serão copiados contêm fórmulas com referência a outras células. clique em Editar >> Copiar ou Ctrl + C. COPIANDO DADOS A cópia de dados consiste na duplicação destes em outra posição na planilha. Data – O valor do incremento é somado às datas. Autopreenchimento – Preenche automaticamente a área selecionada. escolha uma das quatro opções: Linear – O valor do incremento é somado ao valor inicial e assim por diante. Para copiar dados para outras planilhas dentro do mesmo arquivo ou mesmo para planilhas de outros arquivos de trabalho. clique na primeira célula da região destino. selecione a outra planilha. No item Tipo de série. selecione os dados a serem copiados. Clique em Editar >> Preencher >> Séries. somando 1 aos números anteriores. clique na primeira célula da região escolhida como destino. selecione as células adjacentes que deverão ser preenchidas. Configure as caixas Valor Inicial. Isso pode ser feito da seguinte maneira: Digite um valor qualquer em uma célula. Geométrica – O valor inicial é multiplicado pelo incremento e assim sucessivamente. clique em Editar >> Copiar ou Ctrl + C. clique em Editar >> Colar ou Ctrl + V.PREENCHENDO CÉLULAS COM INCREMENTOS DIVERSOS Outra maneira de trabalhar com sequências é utilizando o recurso de preenchimento de células com incrementos diversos. clique em Editar >> Colar ou Ctrl + V.

.

.

Podemos inserir quebra de linha ou de coluna. A opção 1ª Condição já aparece selecionada. crie a condição desejada. Você poderá utilizar até três condições. selecione a célula ou o intervalo de células e clique em Formatar >> Célula >> Bordas. selecione o intervalo de células a ser formatado e clique em Formatar >> Formatação Condicional. Para inserir uma quebra. Para excluir uma quebra. COLOCANDO BORDAS NAS CÉLULAS Para colocar bordas nas células. Nas janelas referentes a essa opção. clique em Inserir >> Quebra manual >> Quebra de linha ou Quebra de coluna. INSERINDO QUEBRAS DE LINHAS E DE COLUNAS A inserção de quebra faz com que uma parte da planilha seja remetida para a página seguinte.Para criar uma formatação condicional. selecione o estilo e a cor da borda e a disposição desejada. coloque o cursor onde deseja inserir a quebra e clique em Editar >> Excluir quebra manual >> Quebra de linha ou Quebra de coluna. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 63 . Em Estilo da célula marque o estilo que deseja usar.

dependendo do tipo. Para alinhar os dados de outra maneira. onde também poderão ser modificados. O primeiro item da barra mostra o endereço da célula que está ativa no momento. o BrOffice Calc os ajusta automaticamente. clique em Formatar >> Células >> Alinhamento e selecione as opções desejadas. selecione a célula ou o intervalo de células. 64 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Selecione a célula ou o intervalo de células e clique em Formatar >> Células >> Plano de fundo e selecione a cor desejada. Os dados numéricos são alinhados à direita nas células. os textuais alinhados à esquerda.ALINHANDO DADOS NAS CÉLULAS Quando os dados são digitados. FORMATANDO PLANO DE FUNDO Este recurso é utilizado para colocar cor na célula. BARRA DE FÓRMULAS As fórmulas e os valores incluídos nas células aparecerão na barra de fórmulas.

Caso contrário. Subtração . o resultado será a soma de todos os valores existentes nas células A1. na célula E1. subtração. Exemplo: =A1-B1 Multiplicação .É representada pelo sinal de “-” e subtrai os valores contidos nas células. basta dar um Enter para confirmar. clicar em Inserir >> Função. usamos o sinal de “:” entre a primeira e a última célula da sequência. Caso seja isso mesmo que você deseja. na sequência. B1. multiplicação e divisão. Outra forma de usar esse recurso é através do sinal soma Exemplo: Posicione o cursor na célula em que deseja que apareça o resultado. Exemplo: =A1*B1 Divisão – É representada pelo sinal de “/” e divide os valores existentes em células.Toda fórmula deve ser precedida do sinal “=” OPERADORES NUMÉRICOS A criação de uma fórmula é realizada usando-se os operadores numéricos de adição. Exemplo: Em =SOMA(A1:D1). Para inserir uma função. Exemplo: =A1/B1 FUNÇÕES As funções são excelentes ferramentas e podem ser usadas para a realização de vários tipos de cálculo. no caso acima. Exemplo: =A1+B1 Para somar uma sequência direta de células. ou clicar em Ctrl Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 65 . primeiramente devemos selecionar a célula em que será colocada a função e. C1 e D1. você deverá selecionar os valores que deverão ser somados e pressionar a tecla Enter. Adição – É representada pelo sinal de “+” e soma os valores existentes em células. Clique em Soma e você perceberá que o Calc irá selecionar os valores a serem somados.É representada pelo sinal de “*” e multiplica os valores existentes nas células.

=SOMA(B3:B7) retorna a soma do conteúdo das células de B3 até B7. Apesar do BrOffice Calc fornecer um grande número de funções. Clique em Próximo ou dê um clique duplo sobre o nome da função escolhida. FUNÇÃO SOMA Retorna a soma dos valores da lista de argumentos. . ..B5. =SOMA (arg1. =MEDIA(B1:B10) retorna a média do conteúdo das células de B1 até B10. 66 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .. FUNÇÃO MÉDIA Retorna a média aritmética da lista de argumentos. Selecione o nome da função. mostraremos neste material apenas as mais comumente utilizadas. ou ainda na barra de fórmulas através do botão Assistente de funções.) Exemplo: = MEDIA(C4.) Exemplo: =SOMA(B8.C4) retorna a soma do conteúdo das células B8.. =MEDIA (arg1. arg2. Selecione uma categoria de função na caixa Categoria.+ F2.B9) retorna a média do conteúdo das células de C4.C6. Preencha os argumentos solicitados pela função e clique em Ok.. arg2. C6 e B9. B5 e C4.

DA. =DIA. =ANO(arg) FUNÇÃO DIA DA SEMANA Retorna o dia da semana da data do argumento como um número inteiro de 1 a 7. =MAXIMO (arg1. arg2. escolha Crescente ou Decrescente para a primeira opção. No BrOffice Calc é possível utilizar até três opções de ordenação diferentes. arg2. =MINIMO (arg1. de acordo com o horário do relógio interno do computador. ..) FUNÇÃO AGORA Retorna a data e hora. . Configure as outras opções.) FUNÇÃO MÍNIMO Retorna o valor mínimo da lista de argumentos. =DIA(arg) FUNÇÃO MÊS Retorna o mês da data/hora como um número inteiro de 1 a 12.FUNÇÃO MÁXIMO Retorna o valor máximo da lista de argumentos.. =AGORA() FUNÇÃO DIA Retorna o dia do mês como um inteiro de 1 a 31. =MINUTO(arg) ORDENAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS DADOS Esta operação permite colocar os dados em ordem crescente ou decrescente. se necessário. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 67 . Selecione os dados a serem classificados e clique em Dados >> Classificar. =MÊS(arg) FUNÇÃO ANO Retorna o ano da data/hora.SEMANA(arg) FUNÇÃO HORA Retorna a hora da data/hora do argumento como um número inteiro de 0 a 23... =HORA(arg) FUNÇÃO MINUTO Retorna o minuto da data/hora do argumento como um número inteiro de 0 a 59.

FILTRO Possibilita selecionar valores e elementos diversos dentro da planilha por meio de critérios estabelecidos.entre elas a Direção da classificação que define se esta será feita por linhas ou colunas. 68 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .A guia Opções oferece outras saídas.

Selecione os dados a serem classificados e clique em Dados >> Filtro >> Auto-filtro. Filtro-padrão – Através do Filtro-padrão você pode escolher outros critérios de filtragem. Clicando nelas você poderá escolher o critério de filtragem. Clique em Dados >> Validade. VALIDAÇÃO Você pode estabelecer uma validação baseada em critérios. em uma célula ou em um conjunto de células. Primeiramente você deve selecionar a célula ou o conjunto de células em que deseja aplicar a validação. Setas drop-down são inseridas na primeira célula das colunas. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 69 .Autofiltro – Criam-se opções para seleção de dados no cabeçalho da planilha.

Critérios – É onde serão definidos os critérios para sua validação. o significado de planilhas mais complexas de uma forma simples e eficaz. Ajuda de entrada – Permite configurar uma mensagem de entrada para informar o usuário da planilha sobre a validação dos dados. GRÁFICOS O gráfico é um instrumento que possibilita transmitir. 70 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .Permite configurar uma mensagem. caso o usuário da planilha tente inserir um dado incorreto. muitas vezes. Alerta de erro .

você escolherá o tipo de gráfico que deseja. Para criar um gráfico é preciso. Clique em Próximo. No passo 2. conhecer o tipo de informação que se deseja transmitir. Primeiramente. Desta forma. selecione na planilha os dados a partir dos quais deseja gerar o gráfico.Não adianta nada você saber efetuar a confecção de um gráfico se não souber a que finalidade ele se destina. caso queira personalizar intervalos de dados de séries individuais. clique em Próximo. No passo 3. Clique em Inserir >> Gráfico. A seguinte janela será exibida: No passo 1. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 71 . você deverá escolher se a série de dados será mostrada em linhas ou colunas e se a primeira linha e a primeira coluna da sua planilha serão utilizadas como rótulos no gráfico. faça as alterações necessárias. senão clique em Próximo. Na sequência. antes de tudo. você correrá o risco de apresentar um gráfico que não seja adequado a uma determinada situação.

você poderá adicionar um Título e/ou um Subtítulo para o gráfico. o gráfico aparecerá finalizado. Na sequência.No passo 4. próximo à sua planilha. 72 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . estabelecer grades e definir se terá legenda e em que posição do gráfico ela será colocada. Clique em Concluir. Pode também adicionar um rótulo para o Eixo X e Eixo Y.

.

Caso contrário. a mensagem "Aprovado" deverá aparecer no campo Avaliação. b) Faça um gráfico mostrando o desempenho bimestral do aluno (selecione os campos Disciplinas e Bimestres). 2º. Se ele conseguiu alcançar a média 7. Crie dois gráficos: um mostrando a média de cada aluno por bimestre e outro mostrando o total de pontos de cada aluno. deverá aparecer a quantidade de pontos que falta para o aluno alcançar a média 7. ou iguais a 7 e em vermelho. d) Calcule a maior e a menor nota do bimestre. Usando a Formatação condicional. Aplique o formato Moeda nos valores e crie um gráfico mostrando quanto cada vendedor vendeu por semana.5 7 8 6 TOTAL MÉDIA 1ª Semana 2ª Semana 3ª Semana 4ª Semana TOTAL/VENDEDOR 350 200 250 150 200 270 280 300 100 50 550 450 400 550 420 50 74 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . 3º e 4º bimestre e a média para que apareçam na cor azul.5 4 9 7 5 9 8 8 6 8 5 9 9 10 7 7 9 9 6 5 4 5 9 6 8. se forem menores do que 7. se forem maiores. Forneça o total de pontos e a média. formate as notas bimestrais e as médias para que apareçam em azul. se forem menores do que 7. 1º Bimestre 2º Bimestre 3º Bimestre 4º Bimestre 8 7 5 7 7. se forem maiores ou iguais a 7 e vermelho. c) Formate (através da Formatação condicional) as notas do 1º. Aluno Marcos Jonas Márcia Antônio Paulo Carlos Carla Fernanda TOTAL MÉDIA 4) Digite a planilha que está na sequência e faça o seguinte: a) Calcule a média do aluno por bimestre e por disciplina. VENDEDOR Adriana Aparecida Carlos Henrique TOTAL/SEMANA 3) Digite a planilha a seguir. por bimestre e por aluno.2) Digite a planilha abaixo totalizando as vendas por vendedor e por semana. formatando os valores com apenas uma casa decimal.

0150 Ref.0 9.00 R$11.00 Comissão 6) Determine o Total e o Percentual de vendas por vendedor.00 R$300.0 5.300.00 R$500.0 4.5 7.0 7.00 R$18.0 8.300.0 4.00 R$16.5 10.0 7.00 R$11.5 5) Na planilha a seguir.0 2.00 Março R$9.00 R$250.302.5 5.00 R$300. 0155 Ref.300.200.0 8.330. 0128 Ref.00 R$17.077. 0155 Ref.00 R$4.0 9.Aluno: José de Oliveira Disciplinas Português Matemática Física Química Inglês História Geografia Biologia Informática Média Maior Nota Menor Nota 7.0 6.0 6.0 7. crie um formato para a referência do produto (“Ref.0 6. SANTA FÉ COMÉRCIO. Vendedor Sílvia de Souza Paulo Paulino Cláudia Luz Paula Torres Samuel Silva Janeiro R$12.0 8.00 R$17.077.0 6.000.00 Fevereiro R$11.00 R$250.00 R$19.850. Determine também o Total Geral.00 R$10. 0128 Valor R$300. 0150 Ref.00 R$14.0 NOTAS BIMESTRAIS Curso: Ensino Médio 7.5 1º Bimestre 2º Bimestre 3º Bimestre 4º Bimestre Média Avaliação 10.0 9.400.443.200.5 8.700.00 R$15.0 10.0 5.5 9.5 8.0 10. 0150 Ref.00 R$12.0 9.5 6.5 5.5 7.00 Total Geral Total % Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 75 .0 9. IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO Ltda.0 7.200.0 8.00 R$500.” 000) e calcule o valor das comissões: CONTROLE DE COMISSÃO Percentual de Comissão (%) 20 Vendedor Antônio José Maria Hugo Paula Elias Marta Produto Ref.

.

.

.

Unidade III Impress – programa de apresentações .

.

. No entanto. Portanto. faça com que ele deslize para a esquerda. sons. Essa alteração destacará o tópico. Cuidado com o tamanho da fonte. INICIANDO UMA APRESENTAÇÃO NO BrOffice Iniciar >> Programas >> BrOffice. O BrOffice Impress torna muito mais fácil para você apresentar uma idéia. chamando a atenção. o conteúdo deve ser o foco central de atenção. é feita da esquerda para a direita. Bom trabalho! CUIDADOS A SEREM TOMADOS ANTES DE INICIAR UMA APRESENTAÇÃO É importante notar que.A inserção de uma música ou outro som ocasional concentra a atenção na apresentação de slides.O ritmo da apresentação não pode ser muito rápido. nem texto nem figuras.org >> BrOffice. os quais podem ser animados de diferentes maneiras. Uma apresentação é um arquivo em que são exibidos textos. Assim. pode-se projetar imagens animadas de modo que os tópicos deslizem para a direita. serviço ou produto. que podem ser combinados com efeitos especiais de exibição na tela do computador. deve-se fazer um teste antes de finalizar a apresentação e escolher um bom ritmo. imagens. ou um material didático. As pessoas no fundo da sala devem ser capazes de ler todos os slides. textos e vídeos. cujo objetivo é informar sobre determinado tema.O BrOffice Impress é um gerenciador que permite a criação e a exibição de apresentações.Não deve existir nada em grande quantidade. as ferramentas utilizadas devem enfatizar os tópicos.org Impress Será apresentada ao usuário a tela do Assistente de Apresentações com três opções: Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 81 . sons e animações. . nem muito lento. quando se faz uma apresentação. ou ainda divulgar um produto ou um evento. tabelas.Como a leitura. o uso frequente de efeitos sonoros pode desviar a atenção. mas não desviar a atenção para os efeitos especiais. possibilitando utilizar arquivos de imagens. gráficos. . para enfatizar um tópico específico. pois se torna cansativo. na língua portuguesa. pois deixa todos sonolentos. Vejamos alguns exemplos: . Depois.

.

Notas – Você pode adicionar notas a seus slides. Folheto. O formato ODP possui uma estrutura em XML1 que permite maior interoperabilidade entre as aplicações. Barra de Apresentação – Permite inserir novos slides e executar uma apresentação. XML é a abreviação de EXtensible Markup Language (Linguagem extensível de formatação). Notas. Painel de Tarefas – Permite o acesso rápido à formatação de páginas-mestres. tabelas. animações e efeitos de transição. Barra de Linha e Preenchimento – Permite formatação de linhas e preenchimento. MODOS DE EXIBIÇÃO Normal – Neste modo é possível criar e editar slides. Área de Edição – É o local em que será inserido o conteúdo dos slides da apresentação. Classificador de Slides – Exibe a miniatura dos slides. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 83 . Barra de Desenho – Exibe os recursos gráficos de desenho. Mover para cima e Mover para baixo. layouts. SALVANDO ARQUIVOS Ao salvar um arquivo no BrOffice Impress. Trata se de linguagem que é considerada grande evolução na internet. Folheto – É possível configurar vários slides para se ajustarem em uma única página impressa. podendo ser lido por 1. Painel de Slides – Exibe em miniatura todos os slides da apresentação. Você pode também salvar o arquivo com outros formatos.Barra de Título – Mostra o nome do aplicativo e do arquivo. Estrutura de tópicos. Classificador de slide). que não serão exibidas durante a apresentação. Barra de Ferramentas-Padrão – Apresenta os botões para acessar os comandos básicos do BrOffice Impress. ele será salvo no formato ODP (Open Document Presentation). Modos de Exibição – São cinco formas de exibir seus slides (Normal. Barra de Menus – Apresenta o nome dos menus para acesso às listas de comandos e funções do BrOffice Impress. Estrutura de Tópicos – Permite reordenar os slides e editar os títulos e cabeçalhos dos slides. A Barra de Formatação de texto oferece ícones para títulos de slide: Promover. Rebaixar. pois é definida como o formato universal para dados estruturados na Web.

Basta clicar em Arquivo >> Salvar como.programas diferentes. que permite colocar uma senha de proteção no arquivo. 84 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Você pode também selecionar a opção Auto Extension. que colocará a extensão automaticamente no nome do arquivo. EXPORTAR Este é um recurso bem importante do BrOffice Impress. atribuir um nome e escolher o tipo de formato a ser salvo. e a opção Password. pois apresenta uma lista de formatos na qual você poderá exportar seu arquivo. escolher a pasta em que deseja salvar o arquivo.

Dentre muitos formatos que fazem parte desta lista. Caso escolha a opção Folhetos. podemos destacar dois que são mais comumente utilizados: PDF (Portable Document Format) – Possibilita exportar o arquivo para o formato PDF. JPEG (Joint Photographic Experts Group) – Permite exportar seu arquivo para um formato de imagem JPEG. clique em Arquivo >> Imprimir. Impressora – Escolha o nome da impressora a ser usada para a impressão. Imprimir conteúdo – Em Conteúdo você poderá escolher se deseja imprimir Slides. ou copiado indevidamente. Esse formato usa um mecanismo de compactação de imagem padronizado. EXPORTAR COMO PDF Exportar o arquivo diretamente para o formato PDF. Folhetos. Os arquivos com esta extensão só podem ser visualizados. garantindo. Notas ou Estrutura de tópicos. que seu conteúdo não seja alterado. na guia Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 85 . assim. IMPRIMINDO UMA APRESENTAÇÃO Para imprimir a apresentação.

clique em Exibir >> Cabeçalho e Rodapé. imagens.). marque o item Não mostrar no primeiro slide. etc. DUPLICANDO ELEMENTOS DE UM SLIDE Para duplicar os elementos de um slide (texto. Cópias – Número de cópias a serem impressas. você poderá definir quantos serão impressos em cada página e na guia Ordem se deseja imprimir na Horizontal ou Vertical. Em Seleção imprimirá apenas a parte selecionada da apresentação. você pode selecionar o slide no Painel de slides e clicar em Delete ou Editar >> Excluir slide. EXCLUINDO SLIDES Para excluir um slide de sua apresentação. ATENÇÃO! . serão aplicadas somente no slide em questão. Você pode incluir em seu slide data e hora. Em Páginas você poderá definir o intervalo de páginas que poderão ser impressas ou uma página somente.Slides por página.Caso deseje que essas informações não sejam exibidas no primeiro slide. Se clicar em Aplicar. Se clicar em Aplicar a todos. basta selecionar o elemento e clicar em Editar >> Duplicar. 86 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . CABEÇALHO E RODAPÉ Para inserir cabeçalho e rodapé em uma apresentação. Intervalo de impressão – Em Todas as páginas. essa informação se repetirá em todos os slides da apresentação. numeração de slide. imprimirá todas as páginas da apresentação. texto de rodapé.

clique em Inserir >> Duplicar Slide. INSERINDO UM NOVO SLIDE Para inserir um novo slide em sua apresentação. clique em Inserir >> Slide ou clique no Slide na Barra de Apresentação. DUPLICANDO UM SLIDE Para duplicar um slide. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 87 .Você poderá também aplicar informações no cabeçalho e rodapé das Notas e folhetos de uma apresentação. INSERINDO CARACTERES ESPECIAIS Para inserir caracteres especiais. clique em Inserir >> Caracteres especiais.

selecione um elemento de seu slide (texto.INSERINDO HYPERLINK Possibilita uma ligação entre slides. inserir imagens com animações gráficas. INSERINDO SOM Para inserir um arquivo de som em um slide. documentos e páginas da web. 2. etc. 88 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . WAV (ou WAVE) é um formato padrão de arquivo de áudio da Microsoft e da IBM para armazenamento de arquivos de áudio. Basta encontrar a pasta em que a imagem está salva e clicar em Abrir.Nesta opção podemos. ATENÇÃO! . Para criar um hyperlink.) e clique em Inserir >> Hyperlink. inclusive. clique em Inserir >> Objeto >> Som. imagem. INSERINDO UMA FIGURA Podemos inserir uma figura no slide clicando em Inserir >> Figura >> De um arquivo. Lembramos que a extensão do arquivo de som deve ser WAV 2. selecione o som desejado e clique em Abrir. INSERINDO TABELA Podemos inserir tabela no slide clicando em Inserir >> Tabela e selecionando o número de colunas e linhas.

margens. FORMATANDO A PÁGINA Define formato. selecione o vídeo desejado e clique em Abrir. Lembramos que a extensão do arquivo de vídeo deve ser MPEG 3.INSERINDO VÍDEO Para inserir um arquivo de vídeo em um slide. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 89 . Clique em Formatar >> Página >> Página e faça as formatações necessárias. clique em Inserir >> Gráfico. clique em Formatar >> Página >> Plano de fundo e selecione o preenchimento desejado.Caso necessite deixar sua apresentação passando em um computador. MPEG (Moving Picture Experts Group) é um padrão de compressão usado em vídeo e áudio. Arquivos neste formato têm a extensão .MPEG.MPG ou . 3. Para ativar a tabela de dados e fazer as modificações desejadas nos dados clique com o botão direito do mouse sobre o gráfico e escolha a opção Tabela de dados do gráfico. poderá escolher em Formato a opção Tela e definir a altura e a largura desta logo abaixo. INSERINDO GRÁFICO Para inserir um gráfico em um slide. clique em Inserir >> Objeto >> Vídeo. orientação da página. Para formatar o plano de fundo. ATENÇÃO! . plano de fundo e outras opções de layout.

.

6 Texto: Abre uma caixa de texto na tela. 16 Pontos de colagem. 1 Selecionar: Serve para selecionarmos. Em seguida. Você pode alterar facilmente o layout de um slide no painel Layouts. que fica do lado direito de sua área de edição. TRABALHANDO COM A BARRA DE DESENHO A Barra de Desenho do BrOffice Impress dá acesso a uma série de comandos de uso frequente. 15 Editar pontos. 2 Linha. 4 Retângulo: Caso queira fazer um quadrado perfeito. 11 Setas cheias. 17 Galeria do Fontwork. 9 Formas simples. os elementos de um slide. 24 Interação. Vários tipos de figuras podem ser inseridos facilmente por meio dos atalhos nela contidos. alternadamente. 3 Linha terminando com seta. 7 Curva. clique em Formatar >> Agrupar. clique na seta que fica à direita dele para ver mais modelos. 8 Conector. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 91 . Para fazer isso. 5 Elipse: Caso queira fazer um círculo perfeito. 12 Fluxogramas. 20 Girar. ATENÇÃO! . AGRUPANDO ELEMENTOS GRÁFICOS Podemos agrupar vários elementos gráficos em um só elemento. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 10 Formas de símbolos.FORMATANDO LAYOUT DO SLIDE Os Layouts de slide definem onde texto e objetos são posicionados em um slide. 18 Inserir imagem. 19 Galeria. pressione a tecla Shift enquanto desenha. 22 Disposição. 14 Estrelas. 13 Textos explicativos. pressione a tecla Shift enquanto desenha. 21 Alinhamento.Ao escolher os elementos gráficos de 7 a 14. 23 Ativar/desativar extrusão. trace os elementos gráficos na tela e selecione todos através do botão selecionar. da Barra de Desenho.

92 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . CONFIGURAÇÕES DA APRESENTAÇÃO DE SLIDES Para definir as configurações de apresentação de slides. você deve posicionar o cursor deste. clique em Apresentação de slides >> Configurações da apresentação de slides. clique em Apresentação de slides >> Apresentação de slides ou em Apresentação de slides na Barra de Apresentação. Para que sua apresentação comece no primeiro slide.APRESENTANDO OS SLIDES Para apresentar os slides. o modo como os slides avançarão e as opções de ponteiros. o tipo de apresentação. até mesmo em que slide iniciar a apresentação.

Não é possível alterar a cor da caneta. Se esta opção não estiver selecionada. Ponteiro do mouse como caneta – Transforma o ponteiro do mouse em uma caneta para desenhar sobre os slides durante a apresentação. Padrão – Cada slide é exibido na tela inteira. Pressione a tecla Esc para encerrar a apresentação. Tipo – Seleciona o tipo de apresentação de slides. Todos os slides – Inclui todos os slides na apresentação de slides. deixe zero e a apresentação se iniciará imediatamente. OPÇÕES Alterar slides manualmente – Quando essa caixa está selecionada. Navegador visível – Exibe o navegador durante a apresentação de slides. . apenas o primeiro quadro de uma animação será exibido. TRANSIÇÃO DE SLIDES Para aplicar um efeito especial que será executado quando um slide for exibido Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 93 . Alterar slides clicando no plano de fundo – Avança para o slide seguinte quando você clica no plano de fundo de um slide. os slides nunca serão alterados automaticamente. Nenhum outro programa exibirá sua janela na frente da apresentação. Apresentação de slides personalizada – Executa uma apresentação de slides na ordem definida em Apresentação de slides >> Exibição de slides personalizada. De – Permite configurar em qual slide começará a apresentação.Intervalo – Especifica os slides a serem incluídos na apresentação. Um slide de pausa é exibido entre o slide final e o slide inicial.org. Automática – Reinicia a apresentação após o intervalo especificado. Caso não queira uma pausa antes que a apresentação de slides se repita. ATENÇÃO! . Ponteiro do mouse visível – Mostra o ponteiro do mouse durante a apresentação de slides.As informações escritas com a caneta durante a apresentação não serão salvas quando você sair da apresentação de slides. Apresentação sempre por cima – A janela do BrOffice permanece no alto durante a apresentação. Animações permitidas – Executa animações durante a apresentação de slides. Janela – A apresentação de slides é executada na janela do programa BrOffice.

Velocidade – Define a velocidade do efeito de transição de slides. que registrará o tempo de cada slide de forma que. INTERAÇÕES Podemos definir como um objeto selecionado se comportará quando ele for clicado durante uma apresentação de slides. 94 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Selecione o objeto e clique em Apresentação de slides >> Interação e escolha uma ação. Apresentação do slide – Inicia a apresentação de slides a partir do slide atual. Loop até o próximo – Selecione esta opção para reproduzir o som ininterruptamente até o próximo som se iniciar. Visualização automática – Selecione esta opção para ver as transições de slides automaticamente no documento. CRONOMETRANDO A APRESENTACAO DE SLIDES Para definir a cronometragem correta da troca automática de slides. Som – Lista os sons que podem ser tocados durante a transição de slides. Modificar transição – Permite modificar as propriedades da transição de slides.durante uma apresentação de slides. AVANÇAR SLIDE Ao clique do mouse – Avança para o próximo slide com um clique do mouse. Aplicar aos slides selecionados (efeitos) – Permite aplicar um efeito no slide. Selecione um arquivo de som na lista ou clique na opção Outro som e selecione uma pasta que contenha sons e escolha um deles. clique em Apresentações de slides >> Cronometrar. clique em Apresentação de slides >> Transição de slides. a cronometragem seja como na gravação. na próxima vez em que a apresentação for executada com o avanço automático de slides. Automaticamente após – Avança para o próximo slide após um numero especifico de segundos. Reproduzir – Mostra a transição de slides atual como uma visualização. A apresentação de slides é iniciada com um timer no canto inferior esquerdo. Aplicar a todos os slides – Aplica a transição de slides selecionada a todos os slides no documento de apresentação atual.

Caminhos de movimento – Selecione um caminho de movimento na categoria Caminhos do usuário. Remover – Permite remover da lista de animação os efeitos de animação selecionados. Com anterior – A animação é executada imediatamente. Visualização automática – Selecione esta opção para visualizar no slide os efeitos. INICIAR Ao clicar – A animação é interrompida nesse efeito até o próximo clique do mouse. ADICIONAR Animação personalizada Entrada – Selecione um efeito de entrada na categoria de efeitos. Após anterior – A animação é executada assim que a anterior termina. Ênfase – Selecione um efeito de ênfase na categoria de efeitos. Alterar – Permite alterar o efeito de animação selecionado. Velocidade – Especifique a velocidade ou a duração do efeito de animação selecionado. Selecione o objeto e clique em Apresentação de slides >> Animação personalizada. Sair – Selecione um efeito de saída na categoria de efeitos.ANIMAÇAO PERSONALIZADA Podemos atribuir efeito a um objeto selecionado que será executado durante a apresentação de slides. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 95 .

.

h) Insira rodapé com seu nome completo. 4) Salve novamente a apresentação. no mínimo. hyperlinks. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 97 . sobre o tema escolhido. tabela. f ) Em apenas um slide coloque plano de fundo com imagem. e) Formate o plano de fundo com cor.3) Nessa mesma apresentação faça o seguinte: a) Escolha um tema. c) Na apresentação você deve incluir figuras. g) Insira cabeçalho com o número do slide. textos. j ) Faça a cronometragem da apresentação. i ) Configure a apresentação para que ela seja executada ininterruptamente até que a tecla Esc seja pressionada. b) Crie um total de 15 slides. d) A apresentação deve conter efeitos de transição em todos os slides e animação apenas no primeiro slide. arquivo de som e arquivo de vídeo.

.

Unidade IV Base – banco de dados .

.

o Oracle7 e o SQL8.org >> BrOffice. compatível com o DB24.Um banco de dados nada mais é do que uma coleção de dados interrelacionados. É um sistema de gerenciamento de banco de dados que surgiu no final dos anos 70. é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 101 . É um sistema de gerenciamento de banco de dados da Microsoft. 8. o Access6. 4. Foi o primeiro sistema gerenciador de banco de dados largamente utilizado industrialmente. o Dbase5. O Base é o módulo de gerenciamento de banco de dados do BrOffice. representando informações sobre um domínio específico. O Base possibilita ao usuário recursos similares aos demais aplicativos. O principal objetivo de um sistema de banco de dados é prover um ambiente que seja adequado e eficaz para uso na recuperação e armazenamento de informações. Bom trabalho! INICIANDO UM BANCO DE DADOS NO BrOffice Iniciar >> Programas >> BrOffice. 5. 6. 7. Sistema de banco de dados relacional desenvolvido pela IBM. Por exemplo: uma lista telefônica. Structured Query Language ou Linguagem de Consulta Estruturada. o acervo de uma biblioteca.org BASE.

tabela dinâmica. controles de formulários. MySql.Criar novo banco de dados – Selecione esta opção caso deseje criar um novo banco de dados. MS Access. um sistema baseado em Java com excelente suporte aos padrões SQL. Abre um arquivo de banco de dados existente – Permite a seleção de um documento do Base para abertura. O Base usa o HSQL (Hypersonic SQL). Na sequência. Oracle. etc. Conectar a um banco de dados existente – Permite a criação de um documento do Base. etiquetas. Uma base de dados pode conter diversos objetos e atributos que podem ser 102 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . clique em Concluir e salve o banco de dados. Escolha a opção Abrir o banco de dados para edição. Este novo documento é uma base de dados. mala-direta. Escolher uma ação que será executada após a criação do documento – Pode optar por editar o novo banco de dados ou abrir o documento e executar o assistente de tabelas.org. para se conectar a um banco de dados de outro fabricante (dBase. como gerenciador de banco de dados. por exemplo. Planilha do Calc. etc). podemos: Registrar ou não o banco de dados – O registro será obrigatório se formos utilizar nossos dados em outros documentos do BrOffice. Texto ASCII.

clique em cada um das categorias de Banco de dados e observe as mudanças que ocorrem nos outros painéis. Para ativá-la. ATENÇÃO! Note que nenhum objeto será exibido no Objeto. formulários e consultas operam sobre as tabelas do Banco de dados. em primeiro lugar. são apenas uma interface para acesso aos dados. Formulários. Documentos do Base. Consultas e Relatórios. enquanto os dados residem no banco de dados original. Formulários e relatórios são embutidos no documento. usados para conexão a bancos de dados de outros fabricantes. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 103 . Agora. Objetos – Fica na parte inferior direita e exibe os objetos de uma das categorias do painel Banco de dados. uma vez que nosso documento está vazio. À direita do painel. Isto é compreensível. altere de Nenhum para Documento. Os relatórios. Consultas. precisamos de pelo menos uma tabela. Formulários e Relatórios. A TELA DO BrOffice BASE Além dos elementos tradicionais. Tudo isto fica embutido no documento. esta tela contém três painéis: Banco de dados – Fica do lado esquerdo e contém os ícones das categorias de objetos que o usuário pode criar: Tabelas. temos a área de visualização do objeto selecionado. Então. Tarefas – Fica na parte superior direita e contém uma relação de tarefas básicas para a categoria selecionada.Tabelas.

ainda. caracteres acentuados nos nomes dos campos e tabelas. Após definir a tabela. ESTRUTURA DA TABELA DVDs CAMPO ID DVD TITULO TIPO Inteiro Texto [VARCHAR] 100 100 30 TAMANHO DESCRIÇÃO Identificador do DVD (chave primária) Título do DVD (obrigatório) Nome dos atores principais Gênero Imagem com a capa do DVD ARTISTAS Texto [VARCHAR] GENERO Texto [VARCHAR] CAPA Imagem ESTRUTURA DA TABELA FILMES CAMPO ID FILME ID DVD NOME DIRETOR DURAÇÃO SINOPSE ATENÇÃO! .Ao criar a estrutura de suas tabelas. são rigorosos ao lidar com alterações posteriores em tabelas. seja criterioso na escolha das características dos campos (tipo. Alguns bancos de dados.Um campo pode ter outros atributos como obrigatoriedade e formatação.). Um registro de uma tabela é formado pelo conjunto dos valores existentes nas colunas. Entrada obrigatória. referentes a uma mesma entidade. Tamanho. respeitando os atributos de cada uma delas. como Nome.TABELAS Se você não tem nenhuma familiaridade com Banco de dados. As colunas são também chamadas de Campos. entre outras. precisamos de duas tabelas: uma para os dados do DVD. por exemplo. evitando. TIPO DE DADOS Os dados das colunas do Base podem ser de um dos tipos: TIPO Inteiro Inteiro Texto [VARCHAR] Texto [VARCHAR] Hora Texto [VARCHAR] 500 100 100 TAMANHO DESCRIÇÃO Identificador do FILME (chave primária) Identificador do DVD (chave externa) Nome do FILME Diretor do FILME Tempo de duração do FILME Sinopse do FILME 104 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . você poderá guardar seus dados nas colunas. tamanho. a possibilidade de migração para outro banco de dados. incluindo o Base. Elas formam linhas (como as de uma planilha) chamadas de Registros. Considere. Tipo de dado. outra para os dados do filme. . imagine uma tabela como uma coleção de colunas (como as de uma planilha). Por exemplo. etc. numa tabela de DVDs de filmes. Cada coluna tem as próprias características.

Os nomes entre colchetes refletem a nomenclatura da SQL. Ao escolher vários campos como chave primária. certifique-se da exclusividade do valor formado. ignorando maiúsculas/minúsculas Dados do tipo lógico (verdadeiro/falso) Dados do tipo data Dados do tipo hora Dados do tipo data-hora Dados do tipo objeto . É permitida apenas uma chave primária por tabela. São de dois tipos: Primária e Secundária (ou Externa).Tipo [SQL] Tyny Integer [TINYINT] BigInt [BIGINT] Imagem [LONGVARBINARY] Binary [VARBINARY] Binary (fix) [BINARY] Memo [LONGVARCHAR] Text (fix) [CHAR] Number [NUMERIC] Decimal [DECIMAL] Integer [INTEGER] Small Integer [SMALLINT] Float [FLOAT] Real [REAL] Double [DOUBLE] Text [VARCHAR] Text [VARCHAR IGNORECASE] Yes/No [BOOLEAN] Date [DATE] Time [TIME] Date/Time [TIMESTAMP] OTHER [OTHER] ATENÇÃO! Descrição Dados do tipo inteiro de tamanho bem pequeno (1 byte) Dados do tipo inteiro de tamanho muito grande Dados do tipo imagem Dados do tipo binário Dados do tipo binário de tamanho fixo Dados do tipo memo (texto muito grande) Dados do tipo texto de tamanho fixo Dados do tipo numérico Dados do tipo numérico com casas decimais Dados do tipo inteiro normal (4 bytes) Dados do tipo inteiro pequeno (2 bytes) Tipo numérico com ponto flutuante (precisão simples) Tipo numérico com ponto flutuante Tipo numérico com ponto flutuante (precisão dupla) Dados do tipo texto (cadeia de caracteres) Dados do tipo texto. O Base permite a definição de um campo automático (INTEGER ou BIGINT) por Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 105 . CHAVES As chaves estão diretamente relacionadas com a recuperação e a manutenção da integridade dos dados do banco de dados. CHAVE PRIMÁRIA A chave primária é uma espécie de identificador único do registro. Pode ser formada por um ou mais campos e deve identificar com exclusividade um registro.

com os dados sobre cada DVD e um campo ID DVD como chave primária. digite o nome de sua tabela. selecione o campo na lista Campos selecionados e altere os atributos na área Informações do campo. Ainda podemos acrescentar e/ou excluir campos e alterar a sua ordem. podemos inserir neste campo o valor do campo ID DVD da tabela DVDs. selecione Tabelas no painel Banco de dados e escolha uma das opções de tabelas. com os dados de cada filme. Na primeira etapa. que pode (ou não) ser usado como chave primária. ao cadastrar um filme. Neste caso. A terceira etapa é para a definição da chave primária. Na segunda. Na quarta etapa. Se você deseja usar um campo existente (ou uma combinação de campos) e está inseguro sobre a unicidade do valor. temos tabelas: a primeira DVDs. Ao organizar os campos das tabelas deste modo. uma chave secundária de uma tabela contém valores de uma chave primária de outra tabela. Em nosso exemplo. se as informações estão em tabelas diferentes? A solução consiste na inclusão de um campo ID DVD na tabela FILMES. CHAVE SECUNDÁRIA São usadas. selecione Tabelas >> Criar 106 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . deixando para o Base a solução desta confusão. e mova os campos desejados para a listagem Campos selecionados. Para isso. para estabelecer uma relação entre diferentes tabelas. Criar tabela no editor – Para criar as nossas tabelas. Finalmente. principalmente. escolha a opção Adicionar uma chave primária automaticamente e marque a caixa Valor automático. Pergunta-se: como saber a duração de cada filme num dado DVD. sem uma chave primária não será possível a edição da tabela. selecione Inserir dados imediatamente e clique em Concluir. defina os atributos dos campos. escolha uma categoria e uma tabela de exemplo. para recuperar os filmes de um dado DVD. Na maioria das vezes. a segunda FILMES.tabela. ambas devem ser do mesmo tipo de dado. Assim. CRIANDO UMA TABELA Para criar uma tabela. Feche-a ou digite seus dados na tabela. A janela de inserção de dados será ativada. Usando o assistente de tabelas – O uso do assistente é bem simples e compreende quatro etapas (crie uma tabela qualquer para se familiarizar). basta uma consulta como: Selecione os filmes com o campo ID DVD igual ao campo ID DVD da tabela DVDs. O campo ID DVD da tabela FILMES é uma chave secundária (ou externa).

vamos definir nossa chave primária.tabela no editor. Feche a janela de Design de tabela para retornar ao Base. clique com o botão direito do mouse e. Selecione a linha do campo ID DVD. sem nenhum campo definido. selecione Chave primária. Salve a tabela com o nome DVDs e clique em Ok. no menu do contexto. DE ACORDO COM A TELA A SEGUIR: Agora ajuste as suas propriedades (as demais propriedades permanecem com o valor padrão): ID DVD – Valor automático: Sim TITULO – Entrada obrigatória: Sim | Tamanho: 100 ARTISTAS – Entrada obrigatória: Não | Tamanho: 100 GENERO – Entrada obrigatória: Sim | Tamanho: 30 CAPA – Entrada obrigatória: Não Agora. CRIE OS CAMPOS DA TABELA DVDs. Observe que agora Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 107 . A janela será ativada. Note que o ícone de uma chave será acrescentado à esquerda do nome do campo ID DVD.

clique sobre o ícone Salvar. 108 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . VAMOS CRIAR OS CAMPOS DA TABELA FILMES DE NOSSO BANCO DE DADOS CONFORME A TELA A SEGUIR: Altere as propriedades dos campos para: ID FILME – Valor automático: Sim ID DVD – Entrada obrigatória: Sim NOME – Entrada obrigatória: Sim | Tamanho: 100 DIRETOR – Entrada obrigatória: Não | Tamanho: 100 DURACAO – Entrada obrigatória: Não SINOPSE – Entrada obrigatória: Não | Tamanho: 500 Agora. selecione a linha ID FILME. Salve a tabela com o nome de FILMES e feche a janela de Design de tabela. Na Barra de Ferramentas do Base. precisamos salvar novamente o documento. clique com o botão direito do mouse e selecione Chave primária no menu.temos uma tabela de nome DVDs na área de objetos do Base. Note o ícone da chave primária ao lado do nome do campo. Agora que temos duas tabelas em nosso arquivo do Base.

O Base cria índices automáticos para as chaves primárias de uma tabela e. o índice também deve ser atualizado. isso acelera a recuperação de dados mas. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 109 .Para verificar algumas operações sobre as tabelas. sobrecarrega a edição – a cada atualização da tabela. ÍNDICES Índices são arquivos ordenados com base em uma ou mais colunas de uma tabela. em contrapartida. Para tabelas muito grandes. cujo objetivo principal é apontar para a localização física da informação no Banco de dados. selecione a tabela DVDs e clique com o botão direito do mouse para exibir o menu do contexto: A opção Editar permite alterações na estrutura da tabela e a opção Abrir abre a tabela numa janela de entrada de dados.

No tópico Chaves. existem vários na tabela2 (nesse caso. Em nosso exemplo. Devemos criar relações se quisermos usar alguns recursos (ou regras) dos bancos de dados relacionais. pode haver muitos registros na tabela2. foram adicionadas na janela Design de relações. Somente a criação de chaves em duas tabelas não implica a existência de uma relação entre elas. então precisamos criá-la. Na caixa Adicionar tabelas. Na sequência. e cada registro da tabela2. selecione FILMES e clique em Adicionar.também para as chaves externas de uma tabela numa relação. pode ter muitos registros na tabela1. existe outro na tabela2. 110 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . RELAÇÕES Uma relação define o modo como os dados entre diferentes tabelas estão relacionados entre si. Muitos com muitos – Para cada registro da tabela1. selecione DVDs e clique em Adicionar. o relacionamento entre as tabelas DVDs e FILMES é do tipo Um com muitos. No Base. clique em Inserir >> Nova relação para ativar a caixa Relações. na janela de Design de tabela clique em Ferramentas >> Design do índice. elas não são necessárias. dizemos que a tabela1 é a Principal e a tabela2 é a Detalhe). Pode ser de três tipos: Um a um – Para cada registro da tabela1. porque em um DVD pode haver um ou mais filmes. Para criar um índice. Um com muitos – Para cada registro da tabela1. explicaremos como estruturar os campos das tabelas de modo a permitir este tipo de relacionamento. Em seguida. Para operações simples. na Barra de menu. selecione Ferramentas >> Relações para ativar a janela de relações. Observe que as tabelas. com a lista de campos. feche a caixa Adicionar tabelas.

que lista o comportamento durante a atualização de dados. Estabeleça as relações de 1 para N entre a tabela DVDs e a tabela FILMES.Alguns benefícios da existência de uma relação entre tabelas podem ser notados em Atualizar opções. a opção Excluir em cascata significa que. e Excluir opções. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 111 . ao excluir um registro da tabela DVDs os registros de todos os filmes são excluídos da tabela FILMES. Por exemplo. que lista o comportamento durante as exclusões.

não pode ser 112 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . A janela será ativada (não digite nenhum dado. atualmente.Note que a disposição dos campos segue a mesma ordem em que foram criados e. EDITANDO DADOS Isso pode ser feito de duas maneiras: usando a janela de entrada de dados ou usando formulários. ATENÇÃO! . edite as tabelas e. verificando a finalidade de cada um. Feche as caixas e retorne ao Base.Se quiser verificar os índices. .A largura das colunas e a altura das linhas podem ser alteradas. sua descrição será exibida. . na janela de Design da tabela. vamos fazê-lo usando formulários). de modo semelhante ao de uma planilha do Calc ou de uma tabela do Writer. JANELA DE ENTRADA DE DADOS Selecione a tabela DVDs. Aponte o cursor do mouse para os ícones da Barra de Ferramentas. há um contador de registros e ícones para a navegação pelos registros. clique em Design do índice e observe a existência de um índice na tabela DVDs e dois na tabela FILMES. Nossas tabelas estão prontas para receber dados.Observe que a coluna ID DVD contém o atributo Campo automático e não pode ser editada. clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Abrir. A coluna CAPA (do tipo imagem) contém o atributo OBJECT e. ao apontar o cursor do mouse sobre um título de coluna. Na parte inferior da janela.

de modo flexível e configurável pelo usuário. Selecione Formulários e clique sobre Assistente de formulário. significativamente.Depois de se familiarizar.) dispostos sobre um documento do Writer. Os formulários podem ser criados de duas maneiras: na exibição de design ou através do assistente. FORMULÁRIOS Formulários permitem a visualização e edição dos dados de uma ou mais tabelas (ou consultas). o que aumenta. o poder deles. É possível ter um formulário (principal) com um ou mais subformulários (detalhes). etc. Podemos trabalhar apenas os campos que nos interessam e na ordem que desejamos. . Formulários do Base contém controles (caixa de texto.editada na janela de edição. etiquetas.org. a segunda é menos especializada. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 113 . Eles podem ser salvos como documentos embutidos no documento do Base ou como documentos independentes (estes. A primeira exige certo domínio sobre os formulários do BrOffice. feche a janela e volte ao Base. não podem ser criados com o assistente). porém mais intuitiva. ASSISTENTE DE FORMULÁRIOS Vamos usar o assistente para criar nosso formulário. Isso é útil porque nem sempre dispomos dos dados na mesma ordem em que os campos foram criados na tabela. Lembre-se de que tanto os formulários como os controles possuem as próprias propriedades e eventos.

é usado quando desejamos operar sobre os dados de tabelas relacionadas. Mova os campos desejados da lista Campos disponíveis para a caixa Campos no formulário. selecione a Tabela DVDs. Note que o campo CAPA (tipo imagem) não está relacionado. 114 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Clique em Avançar. apesar de existir uma em nosso Banco de dados. 2 – Configurar um subformulário Um subformulário é um formulário inserido em outro formulário e. Clique em Avançar. podendo alterar a ordem dos mesmos. Clique em avançar. Note que. Este é nosso caso.Note que existem oito etapas: 1 – Seleção de campo Em Tabelas ou consultas. a opção para usá-la está indisponível. Mova todos os campos. Devemos marcar o item Adicionar formulário. normalmente. 3 – Adicionar campos do subformulário Selecionar a tabela FILMES e mova todos os seus campos para a lista Campos no formulário.

Selecione ID DVD como Primeiro campo de formulário principal. ambos com a disposição semelhante a uma planilha de dados. 5 – Dispor controles Note que os dois formulários são acrescentados ao documento. Clique em Avançar.4 – Obter campos associados Aqui vamos estabelecer a ligação entre as tabelas. Selecione ID DVD como Primeiro campo de subformulário. escolha a primeira opção Colunas – Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 115 . Nesta etapa vamos alterar a disposição: Em Disponha os controles em seu formulário.

Rótulos à esquerda. 6 – Definir entrada de dados Nesta etapa. Deixe a Disposição do subformulário como Planilha de dados. Clique em Avançar. Deixe como está e clique em Avançar. Clique em avançar. 116 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . podemos escolher como o formulário será utilizado. selecione Plano. 7 – Aplicar estilos Em Borda do campo.

feche a janela e retorne ao Base. os controles e os ícones existentes na parte inferior. não tendo nenhuma relação com a apresentação e edição dos dados nas tabelas. Selecione o formulário DVDs e clique sobre o botão direito do mouse para exibir as operações disponíveis para ele. além do nome do formulário vemos a indicação Somente leitura. Após a análise. Isso se refere ao fato de não podermos alterar o formulário. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 117 . aceite o nome sugerido DVDs e clique em Concluir. Analise a janela do formulário. Na barra de título.8 – Definir nome Nesta etapa.

Feche a lista Adicionar campo. devemos editar o formulário para incluir a coluna CAPA da tabela DVDs. EDITANDO FORMULÁRIOS Você deve ter percebido que o assistente não lida (ainda) com campos de imagem.Aqui a opção Editar abre o formulário para inclusão/alteração dos controles ou na formatação do documento. Não precisamos do rótulo. temos um problema a resolver. Surge uma lista com os campos da tabela DVDs. Localize na parte inferior da janela a barra de ferramentas Design do formulário. inserindo dois formulários. A opção Abrir abre o formulário para apresentação ou edição dos dados da(s) tabela(s). Surge o formulário numa janela do Writer. Mas. Alteramos o documento do Base. Clique no ícone Adicionar campos. 118 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . Portanto clique em Salvar. Clique no campo CAPA e o adicione ao formulário. Para isso. Selecione o controle da imagem. antes de cadastrar algum dado. clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Editar. selecione o formulário DVDS. Então. clique com o botão direito do mouse e escolha Agrupar >> Desagrupar.

Formate a Cor do plano de fundo para Cinza 10% e a Cor da borda para preto. Selecione somente o rótulo CAPA e o apague. Dê um duplo clique no controle de imagem para exibir as suas propriedades. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 119 . Feche as propriedades. retornando ao Base. Salve também o documento do Base. Eis a aparência final: Salve as alterações e feche a janela de edição.Agora você já pode selecionar um controle independentemente do outro.

120 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .ENTRADA DE DADOS Abra o formulário DVDs. Atualizar – Atualiza os dados de um controle. . A figura será inserida no controle do formulário. bmp. Observe. gif.Localize arquivo de imagem e clique em Abrir.Clique com o botão direito do mouse sobre o controle da capa (mantenha o botão pressionado). Aqui. Aqui.Digite os dados do filme. Na parte inferior da janela. Registro anterior – Seleciona o registro anterior da tabela (ou consulta). Tanto a tecla <Tab> como <Enter> movem o foco para o próximo controle. até o campo GÊNERO. Finalmente. estamos prontos para digitar os dados do primeiro DVD. . Último registro – Seleciona o último registro da tabela (ou consulta).Depois de digitar o(s) filme(s). Desfazer entrada de dados – Desfaz uma entrada de dado.Selecione o campo TÍTULO (ID DVD é automático). Novo registro – Cria um novo registro na tabela Salvar registro – Salva o registro corrente. através da propriedade <Ordem de tabulação>. .Digite os dados dos campos seguintes. Primeiro registro – Seleciona o primeiro registro da tabela (ou consulta). vamos incluir a CAPA do CD em seu controle – você precisará de alguns arquivos de imagem (jpg. após o <Tab> o foco move-se para o subformulário. o campo ID DVD não é automático. que o subformulário tem sua própria barra de navegação (reduzida). A ordem de tabulação pode ser alterada. encontramos a barra de navegação e operações sobre os registros. . Excluir registro – Exclui o registro corrente da tabela. digite o título do DVD e dê <Enter> ou <Tab> para passar ao próximo campo. . selecionando seu conteúdo. Localizar registro – Abre o diálogo para pesquisa de registro. use sempre que alterar os dados. ainda. Próximo registro – Seleciona o próximo registro da tabela (ou consulta). . etc) em seu HD. selecione <Inserir figura de>. no diálogo de propriedades do controle. mas o Base acrescenta seu valor. A seguir temos ícones para <Classificar> e <Filtrar> registros. Contador de registros – Exibe o registro atual e o total de registros da tabela.

Clique em Avançar. onde você pode modificar o nome dos campos na consulta através do Alias. CRIAR CONSULTA NO EDITOR Criar consulta diretamente no editor é interessante porque possibilita que o usuário crie uma consulta mais elaborada. Após isso. Deixe como está e clique em Avançar. devemos selecionar uma tabela na lista Tabelas e mover os campos desejados para Campos na consulta. ele leva você direto para a etapa 7. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 121 . calcular soma e contabilizações ou outro tipo de total. Mova todos os campos da tabela FILMES. anexando tabelas. A principal finalidade de criar uma é para visualizar. em Ordem de classificação. podemos definir um ou mais campos para ordenar a consulta que pode ser crescente ou decrescente. As etapas 5. Na quarta etapa. Na segunda etapa. Clique em avançar.CONSULTAS A consulta a um Banco de dados é um dos principais objetivos de um gerenciador de Banco de dados. ASSISTENTE DE CONSULTAS Na primeira etapa. usando a janela de desenho ou usando a janela da linguagem SQL. em Resumo. alterar e analisar dados de diferentes maneiras. como unir dados de diferentes tabelas. altere a ordem de exibição dos campos da consulta. Na terceira etapa. Detalhe ou Resumo. executar cálculos em grupo de registros. Clique em Concluir. filtragens e ordenações de dados. podemos escolher até três condições de pesquisa para a consulta. e agrupar os resultados em dois tipos de informação. a opção consulta detalhada seleciona todos os registros. Deixe como está e clique em Avançar. 6 e 7 dependem da opção escolhida na quarta etapa. Se desejar. Na última etapa. como obter a soma de todos os valores de uma coluna. Deixe como está e clique em Avançar. podemos escolher os campos de outra tabela e acrescentar os campos desta. Também é utilizado como origem dos dados em formulários e relatórios para diversas finalidades. O Base oferece três maneiras de criar consultas: usando o assistente. Os nomes dos campos têm o nome da tabela como prefixo. A opção Consulta resumida permite o uso de uma das funções agregadas. Como você escolheu a Consulta detalhada. mostra um resumo de tudo o que a consulta irá conter.

Na janela Adicionar tabela ou consulta, você deve escolher qual a tabela que deverá ser adicionada na consulta. Insira a tabela DVDs e FILMES. Uma vez inseridas as tabelas, inclua dos dados no item Campo.

122

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

Uma vez terminada a montagem da consulta, clique no botão Salvar.

Em seguida, é só fechar a consulta. RELATÓRIO Os relatórios são elaborados com o propósito de imprimir os dados inseridos de uma tabela, de uma forma estética que facilite a visualização, e de uma melhor aparência do que a mostrada no banco de dados.

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

123

Para criar um relatório, clique em Assistente de relatório

Na primeira etapa, selecione a tabela ou a consulta que deseja usar no relatório. Na sequência, selecione os campos que deseja incluir no relatório. Clique em Avançar. Na próxima etapa, caso ache necessário, poderá dar novo nome aos campos. Clique em Avançar.

124

Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti

Na próxima etapa. Clique em Avançar. você poderá definir qual a classificação dos campos. você poderá definir qual a ordem dos campos. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 125 . Clique em Avançar.Na próxima etapa.

.

.

você deverá armazenar um código que o identifique. 7) Crie uma consulta geral dos dados do CD e dE suas respectivas músicas. deverá registrar o título que a identifica e o primeiro autor. a data da gravação e o grupo/interprete. crie um novo banco de dados chamado CDs MUSICAIS e salve-o dentro da pasta ATIVIDADES BASE. com todas as suas músicas. 9) Crie um relatório completo com os dados de cada CD Musical. Sobre cada música. 3) Então. e faça o relacionamento entre as duas. 5) Crie duas tabelas: uma chamada CD. 4) Para cada CD musical. 8) Crie uma consulta específica através DO nome da música. em um Banco de dados. outra chamada MUSICAS. Pretende também registrar as músicas que cada CD possui.2) Suponha que você tenha uma coleção de CDs musicais em sua casa e deseje cadastrar cada um deles. 10) Salve novamente o banco de dados. um nome. 128 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . 6) Crie um formulário para realizar o cadastramento dos dados.

é necessário que o seu estudo não pare por aí e você continue treinando esses comandos e apren dendo novos. serviço ou produto utilizando os recursos do aplicativo Impress. colaborar ou obter maiores informações e novas versões através do site www. porém. Na Unidade I você aprendeu como utilizar o editor de texto Writer de modo a melhorar a apresentação e a formatação dos seus documentos de texto. os aplicativos básicos para gestão de escritórios. você cumpriu mais esta etapa do seu curso. Você viu. que permite criar e modificar tabelas. criar mala direta e a automatizar tarefas cotidianas através dos recursos de autotexto.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 129 e-Tec Brasil . Após esta leitura e o estudo decorrente dela. na Unidade IV. aprendeu a manipular banco de dados através do aplicativo Base.Retomando a conversa inicial Parabéns. E. Um grande abraço e um bom estudo também nas disciplinas seguintes. formulários. consul tas e relatórios utilizados em um novo banco de dados ou em um banco de dados já existente. Através do aplicativo de planilha eletrônica Calc você aprendeu comandos necessários para calcular. finalmente.org. gostaria de finalizar lembrando que o BrOffice é um software livre e que você sempre poderá se atualizar. com facilidade. você terá condições de utilizar. macros e modelos. na Unidade III. Na Unidade II você conheceu os comandos necessários para manter seus números sob controle.broffice. Enfim. Tam bém aprendeu a manipular tabelas. Os autores Informática Instrumental . analisar e apresentar seus dados em relatórios numéricos ou em gráficos. como criar efeitos e animações em uma apresentação sobre um determinado tema. Em cada um desses módulos você teve acesso a comandos que permitem criar documentos com organização e qualidade.

.

Marcos Antunes – BrOffice 2. Disponível em: <http://www.Writer e Calc – Disponível em: <Apostila http://www. Disponível em: <http://prodesk.p df> Acesso em: 15 jul.br/download/broffice/apostila impress.Disponível em: <http://www. 2009.REFERÊNCIAS ALMEIDA.scribd. Rodrigo Jereissati . MACHADO. Edson – Editor de Apresentação. 2009.org 2.pdf > Acesso em: 15 jul. 2009.0. 2009.org Impress 2.org/?q=apostila comunidade> Acesso em: 15 jul.0.br/downloads/manuais/Apostila Basica BrOffice.broffice.org Base.3 Curso Básico. MARTINS.0.apostilando.semad. Download do BrOffce . MOLEIRO.1-TDE-Ver1.Disponível em: <http://www.broffice.1. 2009.org/?q=apostila comunidade> Acesso em: 15 jul.com/doc/1555965/Introducao-ao-BrOffice-org-Base-2-0-x> Acesso em: 15 jul.org/download> Acesso em: 15 jul.Introdução ao BrOffice. Disponível em: <http://www.sp. Noelson Alves .gov.br/tde/apostila BrOffice.0.org Base.Manual do BrOffice Calc Versão 2. Writer . 2009.com/download.drh.com. Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 131 .php?cod=2500&categoria=Office> Acesso em: 15 jul. 2009.uem.0 .Conhecendo BrOffice.pdf> Acesso em: 15 jul. Disponível em: <http://www. OLIVEIRA.broffice.piracicaba. Alessandro da Silva – Base 2.Disponível em: <http://www. Adilson de . 2009. DUARTE.

GABARITO UNIDADE I ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM WRITER 132 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .

UNIDADE II Exercício 1 ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM CALC Exercício 2 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 133 .

.

Exercício 4 Exercício 5 Exercício 6 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 135 .

Exercício 7 Exercício 8 136 Informática Instrumental Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti .

Lógica para Computação e Computação 1 para os cursos de Engenharia. atua. Já ministrou aulas nas disciplinas de Informática Básica. no primeiro curso técnico ofertado pela UTFPR. oferecido pela UTFPR. em 2009. O autor tem especial interesse pelo ensino à distância. Tecnologia em Construção de Edifícios. Atualmente está concentrando seus estudos na área de Tecnologias Educacio nais visando avaliar a sua aplicação de modo a promover a aprendizagem significativa. na modalidade a distân cia. Fez especialização em Gestão da Informação pela FAE/CDE e mestrado em Informática pela UFPR. o curso de Técnico em Informática. onde leciona disciplinas nos cursos de Tecnologia em Análise e Desen volvimento de Sistemas. desde 1998. onde leciona disciplinas nos cursos de Tecnologia em Análise e Desen volvimento de Sistemas e Engenharia de Computação. oferecidos pelo eTEC. como professora efetiva da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Licenciatura em Letras Português Inglês e Técnico em Geomensura. crítica e reflexiva. através de projetos como a UAB e eTEC. Lógica de Programa ção. Montagem e Manutenção de Computadores.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 137 e-Tec Brasil . como professor efetivo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). campus Pato Branco. É especialista em Gestão da Informação pela FAE/CDE e mestrando em Tele mática pelo CPGEI/UTFPR. Também atuou. campus Pato Branco. Redes de Computadores. na UTFPR. Também atuou como membro da equipe de implantação dos cursos EaD (Educação a Distância).Currículo do professor-autor EDEN RICARDO DOSCIATTI atua. desde 1996. possa chegar até os locais mais remotos do Brasil. para que o ensino de qualidade. MARIZA MIOLA DOSCIATTI Informática Instrumental .

.

Além disso. por isso a impor tância do material impresso. o professor deixa de ser a única fonte de informação. Para assistir aos vídeos. Dessa maneira. o material impresso irá. é mediada tanto por recursos tecnológicos quanto pelo material impresso. O profissio nal formado deverá ter qualificação para atender à demanda regional em consonância com as tendências tecnológicas. tais recursos tecno lógicos nem sempre estão disponíveis em tempo integral. Informática Instrumental . Para suprir a distância. simples mente. Aliado às atividades presenciais e às atividades a distância. participar de videoconfe rência ou realizar as atividades do Ambiente Virtual de Aprendizagem. são as bases tecnológicas. O distanciamento físico não será impedimento para o processo de cooperação e interação entre você e o professor. estimulando o a participar de forma mais ativa em seu processo de ensino aprendizagem. às quais você terá acesso durante sua formação. deram origem à modalidade de ensino chamada Ensino a Distância ou. segundo os parâmetros do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos. o material impresso. construindo progressivamente o conhecimento de maneira interativa. O educador criará oportunidades para que você participe de forma ativa durante seu processo de aprendizagem. também. deve estar ancora do em um conhecimento científico tecnológico. videoconfe rência e um Ambiente Virtual de Aprendizagem. associados a modelos pedagógicos que são apoiados pelo uso de tecnologia. você precisará ter acesso a computadores e a internet.Curso técnico em informática Caro estudante: Os avanços tecnológicos na área de informática e comunicação. você será parte essencial na construção de seu próprio conhecimento. Assim. Todos esses recursos são meios de comunicação entre professor e aluno. EaD. A característica desse modelo é a separação física entre aluno e professor. a interação.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti 139 e-Tec Brasil . Nessa modalidade de ensino. Deve também ter pensamento crítico e racional. que permitirá a você ter acesso ao conhecimento independentemente de possuir a sua disposição as tecnologias de informáti ca e comunicação. apoiá lo na realização das atividades de estudos. de relacionamento interpes soal e comunicação oral. Cada recurso possui uma característica própria e necessita de um canal específico de comunicação. juntamente com recursos de vídeo. Porém. O material foi elaborado visando à formação de Técnicos em Informática. entre o aluno e o professor.

O objetivo desses profissionais é auxiliar você em sua formação profissional. adaptabilidade. Tanto os recursos didáticos pedagógicos. Você deve demonstrar: honestidade. Além de ser possuidor de um espírito crítico. capacidade de planejamento. e-Tec Brasil 140 Informática Instrumental . Mas lembre se: simplesmente ter acesso aos recursos didáticos e tecnológi cos.Eden Ricardo Dosciatti e Mariza Miola Dosciatti . responsabilidade. de forma a tornar se fonte de conhecimento que lhe auxiliará em todos os momentos de sua formação. Equipe de formadores do curso de Informática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Professores que atuam tanto no ensino médio quanto no ensino superior. a equipe do e Tec Brasil deseja a todos ótimo processo de aprendizagem. Atenciosamente.Curso técnico em informática capacidade para resolver problemas de ordem técnica. Cientes de que esse também é o seu desejo. e município. que disponibilizam os pólos que receberão os cursos oferecidos na modalidade de EaD. É necessário que esse material seja utilizado intensamente. quanto os profissionais envolvidos fazem parte do projeto Escola Técnica Aberta do Brasil. não é suficiente. ou Estado. Essa base lhe tornará competitivo no mercado de trabalho. uma formação tecnológica generalista e uma cultura geral sólida e consistente. no papel de formadores. Mas isso somente não é suficiente. capacidade criativa e inovadora. capacidade de gestão e visão estratégica. Um proje to que estabelece parceria entre Instituições de Ensino Público Federal. ser ágil e ter capacidade de decisão. Foi pensando nessa formação que equipes de professores da rede pública federal de educação elaboraram seu material. além de ter a disposição uma equipe especializada de profissionais. Todos profissionais conceituados em suas respectivas áreas de atuação. e Tec Brasil.