Você está na página 1de 2

Comparativo dos Adjectivos Bom/Boa/Mau/Má e dos Advérbios

Bem/Mal

O grau comparativo de superioridade e de inferioridade dos adjectivos


bom/boa e mau/má (melhor, pior) resulta igual à forma sintética do grau
comparativo dos advérbios bem e mal (melhor, pior). No entanto, quando se
trata dos advérbios, também se usa o comparativo analítico, antes das
formas de Particípio Passado (Esta gaiola está mais bem feita do que
aquela), ficando as formas melhor e pior para os restantes casos.

1. Identifica, nas palavras sublinhadas, se se trata do comparativo


dos adjectivos bom/boa e mau/má ou dos advérbios bem e mal:
1.1. Eles portaram-se melhor do que se poderia esperar.
1.2. Para mim, a comida portuguesa é melhor do que a francesa.
1.3. O exame correu-me pior do que eu pensava.
1.4. O programa de hoje tem uma melhor realização do que o de
ontem.
1.5. O meu avô Amadeu está a ouvir cada vez pior.
1.6. Elas vão andando melhor graças à fisioterapia.
1.7. O filme que vimos hoje é pior do que o de ontem.
1.8. Não há coisa pior do que não termos saúde.

bom/bo
mau/má bem mal
a
1.1.
1.2.
1.3.
1.4.
1.5.
1.6.
1.7.
1.8.
2. Completa, agora, as frases com a forma sintética (melhor) ou com
a forma
analítica (mais bem) do comparativo do advérbio bem:
2.1. As minhas canetas escrevem do que as tuas.
2.2. Este jogo foi disputado do que o anterior.
2.3. A casa pequena está construída do que a grande.
2.4. A Joana está a cantar .

3. Faz o mesmo exercício, agora relativo aos comparativos do


advérbio mal (pior ou
mais mal):
3.1. Esta solução resultou do que prevíramos.
3.2. Os meus avós já viam mal, mas, agora, estão a ver .
3.3. Considero-me hoje servida do que na semana passada.
3.4. Este ano, temos a equipa preparada para competir.