Você está na página 1de 1

DNA

DNA significa ácido desoxirribonucleico. O DNA é um ácido nucleico- geralmente na


forma de dupla hélice- que contém informações genéticas que especificam o
desenvolvimento biológico de todo o tipo de organismos celulares e a maior parte dos
vírus. O DNA é um longo polímero de nucleótidos e codifica a sequência de
aminoácidos das proteínas através do código genético, um código de tripletos de
nucleótidos. Os processos de mitose e de meiose foram descobertos nas décadas de
1870 e 1890. Foi então observado que, quando as células se dividiam, os
cromossomas se moviam na célula, e as pessoas começaram a interrogar-se sobre
qual seria a sua função. Foi determinado que os cromossomas eram costituídos por
proteínas e DNA, sobre o qual não se sabia praticamente nada. As pessoas
começaram então a suspeitar que os cromossomas estavam relacionados com a
genética, mas não conseguiam explicar como. Quando foram recolhidas provas
suficientes para provar que os cromossomas tinham, de facto, algo a ver com a
genética, muitas pessoas estavam convencidas de que as proteínas nos
cromossomas serviam como material genético. As pessoas também sabiam que o
DNA estava nos cromossomas, mas como esta estrutura era ainda desconhecida e
pouco se sabia a seu respeito, muito poucas pessoas pensaram que era material
genético. Nas células eucarióticas complexas como as das plantas, animais, fungos e
protistas, a maior parte do DNA está localizado no núcleo da célula. Pelo contrário,
nas células mais simples a que chamamos procarióticas, o DNA não está separado do
citoplasma por uma membrana nuclear. Os organelos celulares conhecidos como
cloroplastos e mitocôndria também têm DNA. O DNA é frequentemente referido como
a molécula da hereditariedade pois é responsável pela descendência genética. Nos
humanos, os genes são responsáveis, entre outros, pela cor do cabelo e pela
susceptibilidade às doenças. Durante a divisão ceclular, o DNA é replicado e pode ser
transmitido através da reprodução. Estudos podem ser feitos com base nos factos de
que o DNA mitocondrial vem apenas da mãe e que o cromossoma Y só vem do pai. O
DNA de cada um, o seu genoma, é herdado do pai e da mãe. O DNA mitocondrial da
mãe, juntamente com 23 cromossomas de cada progenitor é combinado, de forma a
formar o genoma de um zigoto, o ovo fertilizado. Como resultado, excepto certas
excepções, a maior parte das células humanas contém 23 pares pares de
cromossomas, juntamente com o DNA mitocondrial herdado da mãe