Você está na página 1de 1

Benflogin é usado como alucinante pelos jovens.

O cloridrato de benzidamina (Benflogin) é um antiinflamatório indicado para região de


orofaringe, doenças periodontais, combate a infecções e é indicado até para acalmar
coceiras em crianças. A dose máxima diária é de 200 mg. Estudos mostram que a
ingestão de 500 mg de Benflogin, leva ao desenvolvimento de alucinações e se
associado ao álcool essas são mais intensas. Isso acontece graças aos efeitos psicoativos
de seu princípio ativo, o cloridrato de benzidamina, por isso a utilização desses
medicamentos em altas dosagens tem sido muito comum entre os adolescentes e jovens,
principalmente na vida noturna. Já se tem relatos de jovens que incrementam seus fins
de semana com a ingestão de oito a quinze comprimidos da ''poção mágica'', tomada
com bebida alcoólica ou refrigerante.

Na superdosagem, há o aumento da produção e da liberação de dopamina no cérebro,


acelerando a atividade no sistema límbico que controla as funções, como memória e
emoções. As experiências armazenadas sofrem deformações, causando alteração da
percepção da realidade e conseqüentemente alucinações visuais. Entre os efeitos
alucinógenos descritos, os principais são raios e luzes coloridas, após a movimentação
do globo ocular e o chamado pelos usuários de "Efeito Bruce Lee”, no qual são
visualizadas cenas em câmera lenta. Quando acaba o estoque de dopamina, a pessoa
sente cansaço, sonolência, irritação, tonturas, dores de estômago e falta de apetite.
Gastrite, úlcera, sangramento intestinal, convulsões e falência dos rins são sintomas
provenientes do abuso prolongado desse medicamento.

Alguns médicos questionam a venda do remédio. Ele foi desenvolvido há 40 anos e, de


lá para cá, foram descobertos novos antiinflamatórios menos perigosos. Mas o uso de
Benflogin nas doses prescritas pelos médicos é considerado seguro. Consta na bula, de
forma bem clara e objetiva, que o medicamento não deve ser associado a bebidas
alcoólicas, e afirma também que a superdosagem causa alucinação. O que deveria haver
é um maior controle sobre a produção e distribuição. A receita médica deveria ser
obrigatória para a aquisição desse produto.