Semiologia e Semiotécnica I

A história dos Sinais Vitais

ProfªMariana Kely Diniz G de Lima

Relacionamento Interpessoal e Sinais Vitais
A entrevista realizada pelo profissional de saúde com o paciente não é apenas um diálogo comum organizado entre duas pessoas:nela é preciso que o profissional tenha habilidades para ouvir,entender,explorar dados,´demonstrar interesse e conhecimento,ser receptivo e estabelecer comunicação´(MATHEUS et al.,2002,p.56).Sendo assim embasamento e conhecimento cientifico são fundamentais para o profissional conhecer o paciente,para ouvir e falar,especialmente,ter sensibilidade para perceber o que o paciente não relata.

De nada adiantará o uso de termos técnicos, sem que o paciente compreenda o que estamos dizendo.E assim correndo o risco de não obter resposta dele ou de obter de forma equivocada. Além disso a verificação de sinais vitais necessita estabelecer um relacionamento profissional,no qual a comunicação torna-se um instrumento não apenas de verificação ,mas também de interação e confiança necessárias para o cuidado e a terapêutica (NASCIMENTO & MEIER,2001).

o pulso e a pressão arterial sistêmica são imprescindível para a atuação dos profissionais da área de saúde.aparelhagem.Sinais Vitais: Aspectos históricos.finalidade.pois os mecanismos fisiológicos que regulam são bastante sensíveis a alterações no estado de saúde.ou seja.a temperatura. Os sinais vitais. .tipos e componentes.a freqüência respiratória.

Portanto.o termômetro e o esfignomanômetro limitava em muito está verificação e a assistência ao ser humano.uma breve porém interessante volta ao passado faz-se necessária para percebemos que procedimentos simples porém vitais tem uma história surpreendente e de longa data.A verificação dos sinais vitais nem sempre foi um procedimento simples como hoje.A inexistência de instrumentos como o estetoscópio. .

Este era um método ineficaz.Surgimento do Estetoscópio Antes do advento do estetoscópio.especialmente quando este era uma mulher.devido ao obstáculo conferido pelas mamas (PETTY.assim como desagradável.a ausculta era realizada diretamente. .encostando-se o ouvido no tórax do paciente.tanto para o médico como para o paciente.1993).

perceber a ação do coração de uma maneira muito mais clara e distinta do que fora capaz até então pela ausculta direta.Em 1816.´(GRINBERG.68).p..Laennec.Uma das extremidades deste inventor encostou o precórdio da jovem.atendendo uma jovem em trabalho de parto e com sintomatologia de cardiopatia. Sabendo que o som era transmitido melhor por uma superfície sólida..idealizou o estetoscópio.enrolou folhas de papel formando um cilindro.Assim Laennec relatou que pôde´.e a outra apoiou em seu ouvido. ..1995.

.

Laennec Os primeiros pacientes a realizarem ausculta .Dr.

e skopein.Este estetoscópio era rígido e monoauricular.Laennec rapidamente aperfeiçoou seu instrumento.fazendo de madeira.que significa peito. Este termo originário de duas palavras gregas: stethos.ver examinar.com33cm de comprimento e 5 cm de largura. .e chamando-o estetoscópio.

2001).respectivamente. O estetoscópio é um instrumento utilizado para a ausculta de qualquer som corporal.cujo o diâmetro e comprimento variam de 0.por uma haste em ³Y´.5 cm e de 25 a 30cm.sendo as bulhas cardíacas.3 a0. e pelos receptores. É formado pelas olivas auriculares.também chamada de sino ou sinete.que se adaptam ao meato auditivo.Tipos e Componentes.Finalidade..os sons adventícios e os ruídos hidroaéreos os mais comuns. .pelo diafragma e pela campânula.a qual pode ou não estar presente (ALBUQUERQUE et al.por uma armação metálica e um tubo de borracha.que conduz as ondas sonoras.

.

necessitando de uma compressão forte contra a pele.pois se esta for distendida.enquanto a campânula permite auscultar os sons de baixa freqüência. .diminuindo a percepção dos sons de baixa tonalidade (TIMBY.Deve-se ter o cuidado de não comprimi-la excessivamente contra a pele.O diafragma é utilizado para se auscultar os sons de alta freqüência.2001).acaba atuando como o diafragma.mas apenas encostá-la levemente.

1856.Faivre.com 2. A primeira pessoa a verificar a pressão arterial de um homem. .pelo método invasivo foi J.7cm de comprimetro.em 1733.cateterizou a artéria de uma égua.utilizando um longo tubo de vidro como manômetro.Para isso.Surgimento do Esfignomanômetro O primeiro homem a verificar a pressão arterial de um animal foi o reverendo Stephe Hales.

Tipos e Componentes O esfigmomanômetro é constituído por um manguito de pano ou de material sintético (que contém a pressão através de uma película de borracha).por meio de um tubo de borracha.Esfigmomanômetro:Finalidade. .pelo qual a pressão dentro do manguito é controlada através de insuflação de ar ou esvaziamento.um manômetro(onde são observados os níveis de pressão) e por um sistema de bombaválvula.

uma vez que os valores de pressão são dados em milímetros de mercúrio (mmHg).porém necessitam de calibragem com maior freqüência.Os que usam mercúrio são melhores para a medida.Existem três tipos de aparelhos:de mercúrio.Os aparelhos aneróides são muito práticos. .aneróide e eletrônico.

fidedigno para a verificação da pressão arterial de forma indireta.composto por manguito.pêra de borracha para insuflação. .de maneira não-invasiva. Esfigmomanômetro Aneróide: É um equipamento de fácil transporte.bolsa inflável do manguito e tubos de borracha.Esfigmomanômetro de coluna de Mercúrio É um equipamento preciso.sistema de válvula.ou seja.manômetro.

Aparelho Eletrônico: Extremamente fácil de manipular. .Dispensam o estetoscópio e fornecem os valores da pressão arterial automaticamente.este é preferido pelas pessoas leigas.

1998).inventado por Fahrenheit. Os primeiros termômetros clínicos tinham de 20a 30cm de comprimento e era necessário esperar 20minutos para se verificar a temperatura corporal.Surgimento do Termômetro O termômetro surgiu em 1714. .Foi utilizado pela primeira vez por Herman Boerhaave (REZENDE.

.timpânico e descartável.2001).Tipos e Componentes O termômetro clinico é utilizado para verificar a temperatura corporal.entre eles:termômetro de mercúrio . Em pacientes em Uti.Termômetro: Finalidade.eletrônico.Existem à disposição vários tipos de termômetros.devido a seu estado instável utilizam-se instrumentos para a monitorização continua da temperatura (TIMBY.

sem se tocar no bulbo.Termômetro de Mercúrio É um cilindro composto pelo bulbo e pela haste.A leitura da temperatura deve ser realizada ao nível dos olhos.O bulbo possui mercúrio liquido. .que se estende pela coluna.denunciando a temperatura corporal.em graus Centígrados ou Fahrenheit.até a parte distal da haste.quando aquecido.

utilizana região reta.Se o bulbo for curto. .utiliza-se curto.Existem termômetros orais.na região oral ou axilar(ARAÚJO et al.axilares e retais. 1992).se for longo e fino.de acordo com o comprimento e o formato do bulbo.indicados para uso nas regiões correspondentes..

coberto por uma peça de plástico descartável.com um sensor de temperatura.permite uma leitura fácil e rápida. .Termômetro Eletrônico É formado por um dispositivo com bateria e leitura eletrônicas.

a temperatura é detectada através de um sensor infravermelho.2001). .Termômetro Timpânico É composto por uma sonda .a qual é inserida no conduto auditivo.(Timby.afirma que a temperatura da membrana timpânica é a mais próxima da temperatura central.Então.em até cinco segundos.

Assim.A leitura é realizada conforme a mudança de cor da tira..a sua interpretação deve seguir o manual.(Araújo et al.que varia de acordo com o fabricante.1991) .Termômetro Descartável São tiras de plástico.que contêm papéis impregnados quimicamente.

e outro.Instrumento de Monitorização Contínuo Existem vários modelos entre eles um .2001). .composto por thermister fixado a uma cateter posicionado na artéria pulmonar.composto por uma sonda que é introduzida no esôfago de pacientes anestesiados.Estas medidas são necessárias quando assistimos pacientes com níveis extremos de hipertermia ou hipotermia ( TIMBY.

pois a respiração é essencial para a vida humana .ventilação e circulação adequados são componentes que garantem a troca gasosa que permite a manutenção da vida.Verificação da Respiração Vias aéreas permeáveis.

ao mesmo tempo. .por sua vez.promove a eliminação do dióxido de carbono proveniente do catabolismo celular.oxigena sangue venoso que flui dos capilares pulmonares e.Verificação da Respiração O sistema respiratório em conjunto com o sistema circulatório são responsáveis pelo fornecimento de quantidade adequada de sangue oxigenado a todos os tecidos do corpo:enquanto o aparelho respiratório.

Costal.Tipos de Respiração Abdominais ou Costodiafragmático . . Costodiafragmatico ou Costoabdominal.

Respiração de BIOT ( ATÁXICA) KUSSMAUL Apnéia. .Alterações na Freqüência e no Ritmo Respiratório Normal Taquipnéia Hiperpnéia ou Hiperventilação Bradpnéia Respiração de Cheyne-Stokes.

as patologias associadas ao sistema respiratório.os exercícios físicos e .entre eles a idade. .principalmente.Fatores que alteram: Os ciclos respiratórios podem ser alterados devido a diversos fatores.

Verificação da Respiração Inspeção Inspecionar: Deformidades ou assimetria do tórax .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful