P. 1
1763_Da Mata, Universidade Agostinho Neto

1763_Da Mata, Universidade Agostinho Neto

|Views: 355|Likes:
Publicado porvalzak

More info:

Published by: valzak on Dec 13, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/04/2013

pdf

text

original

Resenha Histórica
1962 – Criação dos Estudos Gerais Universitários (decreto – lei 44530, de 21 de Agosto) criados pela Administração Portuguesa. 1968 – (decreto – lei 48790, de 23 de Dezembro) ocorria a transformação dos Estudos Gerais em Universidade de Luanda

DistribuiçãoGeográfica
Luanda – Engª Mecânica, Civil, Electrónica, Minas, Medicina, Matemática, Química, Biologia, Geologia e Engª Geográfica; Huambo – Agronomia, Silvicultura e Medicina Veterinária; Huíla – 1968/75 Letras, Ciências Pedagógicas, Matemática, Geografia, História e Filologia Românica

financeira e disciplinar. de 05 de Outubro.1976. em homenagem ao seu primeiro Reitor na Angola Independente e Fundador da Nação Angolana Enquadramento Legal A UAN rege-se pelos seguintes diplomas: Lei nº 13/01 de 31 de Dezembro – Lei de Bases do Sistema de Educação. Decreto – lei nº 2/01. com data de 28 de Setembro). do Ministro da Educação e Cultura. . refere que a Universidade Agostinho Neto é uma pessoa colectiva de direito público com estatuto de estabelecimento público. destinada à formação de quadros superiores nos diversos ramos do saber. científica. de 24/10/85) a Universidade de Angola passou a designar-se Universidade Agostinho Neto (UAN). em Universidade de Angola (Portaria 77 – A/76. 1985. dotado de autonomia estatutária. Decreto nº 35/01. No seu artigo 1º. administrativa. (DR nº9. Iª série. de 22 de Junho – que estabelece as normas gerais reguladoras do subsistema do Ensino Superior. pedagógica. Estatuto Orgânico aprovado pelo decreto executivo nº 60/01. de 8 de Junho ( Estatuto das Instituições do Ensino Superior.

Regulamento das provas Públicas.Estatuto da carreira Docente. . Regulamento dos Mestrados e Doutoramentos. Regime Académico. Estatuto Remuneratório.

Sociais. Núcleo de Direito e de Economia Huambo – FCA. ISCED. Engenharia. Fac. Fac. Medicina. Fac. ISCED. Economia. Direito. Pólo Universitário do Kuanza Sul e Núcleo de Direito Cabinda – ISCED. Escola Superior Pedagógica na Lunda Norte – 2004/05 e ESCT na Lunda Sul – 2005/06 Uíge . Ciências. Letras e C. Núcleos de Direito e de Economia e ESCT no Namibe – 2005/06 Luanda – Fac. Fac.ISCED . ISE.6 Centros Universitários Benguela – ISCED. Núcleos de Direito e de Economia Huíla – ISCED. Fac.

Resumo: Composição da UAN 17 Unidades Orgânicas: 7 Faculdades 6 Institutos Superior de Ciências da Educação (ISCED) 1 Instituto Superior de Enfermagem (ISE) 1 Escola Superior Pedagógica ( Lunda Norte) 2 Escolas Superior de Ciência e Tecnologia (Namibe e Lunda Sul) .

ao qual compete deliberar sobre matéria de âmbito científico. nos intervalos entre os plenários do Senado Universitário. administrativo. de Direcção Órgão máximo de governo da UAN. superintende. Órgão executivo que representa a universidade. pedagógico. financeira e patrimonial. É o órgão de consulta do Reitor. a quem compete elaborar. deliberativo e consultivo da UAN. coordena e fiscaliza todas as actividades universitárias. rever e aprovar o estatuto da universidade e eleger o Reitor É o órgão colegial de carácter executivo. que será por este convocado sempre que julgar necessário.ORGÃOS DA UAN Assembleia Senado Reitor Secretário Cons. financeiro e disciplinar. É o executor das deliberações do senado universitário. . ao nível da gestão administrativa.

PROGRAMA DE RELANÇAMENTO DA UAN (Aprovado pela Comissão Permanente do Conselho de Ministros aos 13 de Novembro de 2002) ANTECEDENTES Estudos sobre a UAN 1 – Fundação Calloust Gulbenkian 2 – Fundação Gomes Teixeira (1996) – Contributos para a Revitalização da Universidade em Angola 3 – FÓRUM UAN (98) – A UNIVERSIDADE AGOSTINHO NETO E O ENSINO SUPERIOR EM ANGOLA. SOB O LEMA “REPENSANDO O ENSINO SUPERIOR EM ANGOLA” de 3 a 6 de Novembro de1998 .

VECTORES 1. Expansão da UAN . Melhoria da qualidade de ensino e investigação 3. Aumento do número de estudantes admitidos e do número de finalistas por ano 2.

. Instituir cursos Nocturnos. Escolas Superiores de Ciência e Tecnologia e Escolas Superiores Pedagógicas. Construir novos lares e cantinas e recuperar os existentes. Criar novas Faculdades. Incrementar o número de docentes Concluir as obras dos novos lares. Aumento do número de estudantes admitidos e do número de finalistas por ano: Aumentar e consolidar a capacidade instalada das actuais Unidades Orgânicas da UAN ( Faculdades. Institutos e Núcleos). atribuindo-se às mesmas dotações orçamentais que permitam o seu desenvolvimento.Sobre o Ponto 1 .

Promover o crédito habitacional e/ou construir (adquirir) novas residências . Instituir Mestrados nas áreas de : • • • • • • Engenharia e Ciências Básicas Medicina Enfermagem Ciências da Educação Economia e Gestão Ciências Sociais e Direito Reformular os curricula dos cursos actualmente ministrados na UAN. a nível nacional.Sobre o ponto 2 . Construir. recuperar. Melhoria da qualidade de ensino e investigação Apetrechar os laboratórios existentes e criar novos. Reabilitar as residências universitárias existentes. apetrechar e informatizar as bibliotecas. Informatizar os Arquivos e Serviços Académicos da UAN Criar uma Rede de Sistema de Informação na UAN (Projecto Uninet).

Sobre o ponto 3. Criar a Faculdade de Letras e Ciências Sociais . Expansão da UAN Reabrir e apetrechar a Faculdade de Ciências Agrárias no Huambo. Escolas Superiores Pedagógicas e Institutos de Investigação. Criar Escolas Superiores de Ciência e Tecnologia.

4. Planeamento . 9. 2. 7. Gestão e Manutenção Investigação Científica e Pós-Graduação Assuntos Académicos Assuntos Sociais Reforma Curricular Expansão Universitária Cooperação e Intercâmbio Internacional Recursos Humanos Informação e Documentação Científica 10. 5. 3. a Assembleia da Universidade aprovou o Plano de Acção para o quadriénio 2002/2006 sustentado nos seguintes eixos de actuação: 1. Centros Universitários 11. 6. 8.Com base no plano de Relançamento da UAN aprovado pelo Governo. Funcionamento.

SITUAÇÃO ACTUAL PRINCIPAIS INDICADORES I. Unidades Orgânicas 2001/02 12 2002/03 12 2003/04 14 2004/05 15 2005/06 17 .

Electricidade e Electromecânica – 2005/06 FLCS – Secretariado Administrativo – 2005/06 FLCS – Comunicação Social – 2005/06 ISCED – Lubango: Informática Educativa – 2005/06 . Matemática. Electromecânica e Contabilidade e Gestão – 2005/06 ESCT – Lunda Sul: Mineralogia e Ambiente. Biologia. Metalurgia e Ambiente. Engª ambiental. Português – Inglês.II – Cursos Ministrados Novos Cursos: Graduação Bacharelato: 18 ESP – Lunda Norte: Português – Francês. Electricidade. Mecânica. Física. Química e Educador de Infância – 2004/05 ESCT – Namibe: Biologia Marinha.

Pós-Graduação (Mestrado) – 11 . Medicina – 2004/05 Direito – Núcleo de Direito Huíla – 2004/05 Mestrado em História – ISCED Lda – 2004/05 Mestrado em Telecomunicações – Fac. Direito – 2002/03 Matemática – Fac.Graduação – 65 . Ciências e Engenharia Mestrado em Didáctica Educativa – ISCED Benguela Total geral: . Ciências e Engenharia – 2003/04 Recursos Minerais e Ambiente – Fac.Pós – Graduação (Cursos de Mestrado) na UAN Participam 454 Mestrandos (40% são docentes da UAN) Direito – Fac. Ciências – 2003/04 Ensino das Ciências – ISCED Huíla – 2003/04 Teoria e Desenvolvimento Curricular – ISCED Huíla Agronomia e Recursos Naturais – FCA – 2003/04 Educação Médica – Fac.

202 2004/05 5.000 4.III – ADMISSOES Categorias Vagas Inscrições Admissões a) 2002/03 2003/04 4.709 7.302 34.715 2005/06 6008 44.660 5.069 16.341 a) Exiguidade de informação .792 26.520 7.

006 2003/04 1.164 35 1.129 -11.417 24.738 2004/05 1.IV – Evolução da População Universitária Categorias Docentes Monitores Trab.167 2002/03 988 30 1.572 2005/06 1.566 49 15.442 334 27.129 9.249 40 1.866 259 20.414 17. N/docentes Estudantes (Graduação) 2001/02 869 40 1.227 37 1.373 12.450 30.875 454 34.068 Estudantes (mestrado) Total .

3 salas de reuniões. 1 centro de calculo. o Centro Nacional de Recursos Fitogeneticos e o Centro de Botânica. É parte integrante da Faculdade de Ciências.FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O O LUX ET V A IT R E NV U I S ID H AD IN E AGOST 1. Possui 19 salas de aulas. . 1 sala para professores. 1 armazém. 1 Banco de Genes. 3 salas de Informática. 1 sala de montagem. encontra-se situada no Município das Ingombota. 2 Museus. esta em fase terminal a construção de um anfiteatro. é constituída por onze (11) Departamentos. 2 salas de estudos. 1 sala de espera. Caracterização da Instituição FCUAN A Faculdade de Ciências da UAN. 1 cantina. 7 secretariados. 8 Bibliotecas. Avenida 4 de Fevereiro nº 71. 1 sobre loja. 3 Anfiteatros. sendo seis (6) de Ensino e Investigação e cinco (5) de serviços de apoio administrativo. 1 campo experimental. 62 gabinetes de apoio aos serviços administrativos e aos docentes. 39 Laboratórios. 1 sala de balança.

Universo Estudantil em 2006 1º ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º ano TOTAL M F MF M F MF M F MF M F MF M F MF M F MF Biologia 29 57 86 32 44 76 9 15 24 8 16 24 17 30 47 95 162 257 EngªGeográfic 96 19 115 44 27 71 21 4 25 10 6 16 4 5 9 175 61 236 Física 45 8 53 51 4 55 21 2 23 14 2 16 15 1 16 146 17 163 Geofísica 103 10 113 55 14 69 44 10 54 12 8 20 7 5 12 221 47 268 Geologia 84 54 138 33 23 56 42 28 70 8 12 20 22 5 27 189 122 311 Matemática 82 17 99 60 20 80 26 5 31 6 4 10 12 5 17 186 51 237 Química 52 31 19 83 29 26 55 21 23 44 4 6 10 10 10 20 116 96 212 Total 491 6 687 304 158 462 184 87 271 62 54 116 87 61 148 1128 556 1684 .FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT R E NV U I S ID H AD IN E AGOST CURSO O 2.

Estudantes de Graduação no activo R E NV U I 1º Ano F 55 19 8 10 54 15 31 192 MF 84 114 53 110 138 97 83 679 M 32 44 51 55 33 60 29 304 2º Ano F 44 27 4 14 23 20 26 158 MF 76 71 55 69 56 80 55 462 M 9 21 21 44 42 26 21 184 3º Ano F 15 4 2 10 28 5 23 87 MF 24 25 23 54 70 31 44 271 M 8 10 14 12 8 6 4 62 4º Ano F 16 6 2 8 12 4 6 54 MF 24 16 16 20 20 10 10 116 M 17 4 15 7 22 12 10 87 5º Ano F 30 5 1 5 5 5 10 61 47 9 16 12 27 17 20 148 MF M 95 174 146 218 189 186 116 TOTAL F 160 61 17 47 122 49 96 552 MF 255 235 163 265 311 235 212 1676 Biologia EngªGeog Física Geofísica Geologia Matemática Química Total 29 95 45 100 84 82 52 487 1124 .FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT S ID H AD IN E AGOST CURSO M O 3.

FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT 4. Universo estudantil regime pós-laboral R E NV U I S ID H AD IN E AGOST O CURSO M Engª Geográfica Matemática Total 55 68 123 1º Ano F 31 18 49 MF 86 86 172 M 15 21 36 2º Ano F 8 9 1 7 MF 23 30 53 M 15 17 32 3º Ano F 12 9 21 MF 27 26 53 4º Ano M 0 0 0 M F F 0 0 0 0 0 0 5º Ano F 0 0 0 0 0 0 0 0 0 M 85 106 191 TOTAL F 51 36 87 MF 136 142 278 .

FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT S ID H AD IN E AGOST O 5. Evolução númerica dos Licenciados R E NV U I 2000/01 25 2001/02 22 2002/03 56 2003/04 29 2004/05 49 2005/06 73 2006 163 Distribuição numérica dos licenciados por curso Curso H Biologia Engª Geográfica Física Geofísica Geologia Matemática Química Total 6 10 6 16 34 16 4 M 11 5 0 17 17 14 7 Número T 17 15 6 33 51 30 11 163 .

º de licenciados por curso. R E NV U I S ID H AD IN E AGOST O 6% 16% 13% 9% 4% 29% 23% Biologia Geologia Engª Geográfica Matemática Física Química Goefísica . Comparação do n.FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT 6.

Estudantes de Mestrado R E NV U I S ID H AD IN E AGOST O Mestrado Recursos Minerais e Ambiente Electrónica e Telecomunicações Matemática Ciências do Mar e da Zona Costeira Total H 12 12 17 4 M 7 0 4 21 T 19 12 21 25 77 .FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT 7.

Auxiliar Assistente Assistente Estagiário Monitor Total O 2002/03 21 9 21 11 11 11 84 2003/04 21 11 25 27 12 19 115 2004/05 22 17 32 35 18 18 142 2005/06 22 16 37 38 17 16 146 2006 22 16 38 35 27 11 149 . Corpo Docente Nacional e Auxiliar LUX ET V A IT R E NV U I S ID H AD IN E AGOST Categoria Prof.FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O 8. Titular Prof. Associado Prof.

FC A U L E DE C IÊ AD D S IA C N NE T O LUX ET V A IT 9.Corpo docente por grau académico R E NV U I S ID H AD IN E AGOST O 2005/06 Grau Académico Nacionais RTI Doutor Mestre Licenciado Sub-Total Total Geral 31 23 46 100 RTP 5 6 2 13 130 9 4 4 17 Estrangeiros Nacionais RTI 35 24 50 109 2006 Estrangeiros RTP 5 2 2 9 135 10 3 4 17 .

FC A U L DE DE CI Ê DA S IA C N NE T O LUX ET V A IT 10. Evolução do pessoal não docente 2005/2006 116 2006 114 . Docentes em Pós-Graduação R E NV U I S ID H AD IN E AGOST O 2003 Pós-Graduação / 2004 2004 / 2005 2005 / 2006 2006 País Mestrado Doutoramento Total 0 0 0 exterior 4 28 32 País 8 1 9 exterior 4 28 32 País 8 1 9 exterior 3 21 24 País 10 1 11 exterior 0 21 21 11.

OBRIGADO .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->